Você está na página 1de 17

7 T

DESCOBRINDO
O ARDUINO
Arduino é uma família de simpáticas plaquinhas, desenvolvidas
com a intenção de tornar mais fácil e econômica a criação de
dispositivos inteligentes capazes de interagir com o ambiente por
meio de sensores e atuadores.
Voltado a profissionais, estudantes e hobbystas, o Arduino funciona
de forma autônoma, programado por meio de um ambiente amigável
que você instala no seu computador, podendo rapidamente aprender
o básico e criar seus próprios projetos em um intervalo de tempo
relativamente curto.
99
DESCOBRINDO O ARDUINO

O QUE É ARDUINO? CLASSIFICAÇÃO

Arduino é uma plataforma de prototipagem eletrônica, de código aberto


baseado em flexível e fácil de usar hardware e software, com o objetivo
de ser um dispositivo barato, funcional e de fácil programação, sendo
acessível a estudantes, entusiastas, projetistas amadores e qualquer ADULTOS CRIANÇAS
pessoa interessada em criar objetos ou ambientes interativos.
NÍVEL DE DIFICULDADE

FÁCIL INTER DIFÍCIL

ATUALIZAÇÃO

01
Assim, foi criada uma placa composta por um microcontrolador Atmel,
circuitos de entrada e saída, que conectado à um computador, pode ser
facilmente programado através da interface IDE (integrated Development
Environment ou seja, Ambiente de desenvolvimento integrado) do Ardu-
ino, utilizando uma linguagem baseada em C/C++, sem a necessidade
de equipamentos extras, apenas um cabo USB.
O Arduino é um sistema
Open Sources (Código Aberto).
AREF
GND
13
12
11
10
9
8

7
6
5
4
3
2
1
0
RX
TX

RESET
ICSP 2
L

TX ON
RX
ICSP 1

POWER ANALOG IN
RESET
IOREF

GND
GND
3,3V

VIN

A0
A1
A2
A3
A4
A5
5V

Electronics Kit 1
99
DESCOBRINDO O ARDUINO
Uma vez programado o microcontrolador, pode Há uma abundância de outros microcontrola-
ser utilizado de forma independente (autônoma), dores disponíveis. Então você pode estar se
como por exemplo, para automatizar as luzes perguntando, por que escolher o Arduino? Arduino
de casa, controlar um carrinho ou robô, fazer realmente simplifica o processo de construção
sensores de temperatura, luminosidade, controlar de projetos em um microcontrolador tornando-se
motores, enfim, qualquer projeto que a sua uma excelente plataforma para amadores. Você
imaginação criar. pode facilmente começar a trabalhar em um com
nenhuma experiência eletrônica anterior.
Shield para controlar Fonte de
os motores das rodas. Alimentação Vantagens do Arduino:

Sensor de - As placas Arduino são relativamente baratas


Distância em comparação com outras plataformas de
Placa
Arduino microcontroladores.

- É Multi-plataforma, o software Arduino IDE


é executado em sistemas operacionais
Windows, Mac OS e Linux.

- Ambiente de programação é simples e clara,


fácil de usar por iniciantes e suficientemente
flexível para usuários mais avançados.
Exemplo da aplicação do Arduino: Carrinho autônomo,
guiado por sensores.
- O Hardware e Software são Open Sources
Para facilitar o processo de criação e implemen- (Código Aberto), podendo ser construído e
tação, o Arduino permite receber a entrada de adaptado as suas necessidades, de forma
uma variedade de sensores, motores e compo- independente, sem necessidade de pagamen-
nentes, estando também disponíveis em módulos to de royalties ou direitos autorais.
(pequenas placas que contém os sensores e
outros componentes auxiliares como resistores, - A placa Arduino é modular, permitindo facil-
capacitores, leds, etc). mente a inclusão de módulos e Shields para
Módulos para Arduino acrécimo de funcionalidades.

Sensor de Há diversos modelos de placas de Arduino, para


Movimento
diversos tipos de aplicação. Geralmente se escol-
he o modelo conforme um ou mais requisitos de
projetos, que podem ser resumidos em:
Relês
• Número de portas de entradas/saída;
• Tamanho da memória (definindo o tamanho do
Sensor Ultrasom código);
Sensor
de Gases de Distância • Tamanho físico da placa;
• Capacidade de processamento;
Existem também os chamados Shields, ou seja, • Custo.
placas que você encaixa no Arduino para expandir
suas funcionalidades, como por exemplo, através Vamos nos basear no modelo Arduino Uno, por
do Shield Ethernet, você consegue conectar o ser a mais popular. As especificações podem
Arduino à uma rede ou à internet, para enviar e parecer pouco, comparado ao seu computador
receber dados da rede. desktop, mas lembre-se que o Arduino é um
dispositivo embutido. Temos muito menos para
processar do que o seu desktop.

Ethernet Shield

Arduino UNO

2 Electronics Kit www.dreaminc.com.br


99
DESCOBRINDO O ARDUINO

ou desativado (0 volts ou 5 volts) permitindo que


diodos emissores de luz (LEDs) sejam ligados
ou desligados diretamente, ou você pode usar a
saída para controlar dispositivos com potências
mais elevadas, tal como um motor. Esses pinos
também podem fornecer uma ten­são de saída
analógica. Isto é,você pode fazer a saída de um
pino apresentar uma dada tensão, permitindo que
você ajuste a velocidade de um motor ou o brilho
de uma lâmpada, em vez de simplesmente ligá-los
ou desligá-los.
O microcontrolador de uma placa de Arduino
modelo UNO é o chip (circuito integrado) de 28
pinos que está encaixado em um soquete no cen-
O coração do seu Arduino é um microcontrolador. tro da placa. Esse único chip contém a memória,o
A maioria dos diversos componentes da placa processador e toda a eletrônica necessária aos
destina-se ao fornecimento de energia elétrica e à pinos de entrada e saída. Ele é fabricado pela em-
comunicação da placa com o computador. presa Atmel, que é uma das maiores fabricantes
Na realidade, um microcontrolador é um pequeno de microcontroladores. Cada um desses fabri-
computador dentro de um chip. Ele tem tudo que cantes produz dúzias de diferentes microcontro-
havia nos primeiros computadores domésticos ladores que são agrupados em diversas famílias.
e ainda outras coisas. Ele contém um proces- Nem todos os microcontroladores são criados es-
sador, um ou dois quilobytes de memória RAM pecialmente para aficionados de eletrônica como
para guardar dados, uns pou­cos quilobytes de nós. Nós somos apenas uma pequena fatia desse
memória EPROM (memória flash) para armazenar vasto mercado. Na reali­dade, esses dispositivos
os programas, e ainda pinos de entrada e saída. destinam-se ao uso em produtos de consumo,co-
Esses pinos de entrada/saída (E/S) ligam o micro- mo carros, máqui­nas de lavar roupa, tocadores de
controlador aos demais componentes eletrônicos. DVD, brinquedos infantis e até mesmo aromatiza-
As entradas podem ler dados digitais (a chave dores de ambiente.
está ligada ou desligada?) e analógicos (qual é a O importante a respeito do Arduino é que ele re-
tensão em um pino?). Isso possibilita a conexão duz essa enorme variedade de possíveis escolhas
de muitos tipos diferentes de sensores de luz, a um único microcontrolador padrão, que pode
temperatura, som e outros. ser adotado de forma permanente.
As saídas também podem ser analógicas ou digi-
tais. Assim, você pode fazer um pino estar ativado

GND DIGITAL PIN


POWER ANALOG RELATED PIN
CONTROL PWM PIN
PHYSICAL PIN SERIAL PIN
PORT PIN IDE
PIN FUNCTION

RESET PCINT14 PC6 1 28 PC5 PCINT13


PCINT14 ADC5 A5 A5 SCL

0 RXD PCINT16 PC0 2 27 PC4 PCINT12


PCINT14 ADC4 A4 A5 SDA

1 TXD PCINT17 PC1 3 26 PC3 PCINT11


PCINT14 ADC3 A3 A5

2 INT0 PCINT18 PC2 4 25 PC2 PCINT10


PCINT14 ADC2 A2 A5

OC2B PWM 3 INT1 PCINT19 PC3 5 24 PC1 PCINT14


PCINT9 ADC1 A1 A5
ATMEGA 328

T0 4 XCK PCINT20 PC4 6 23 PC0 PCINT14


PCINT8 ADC0 A0 A5

VCC 7 22 GND

GND 8 21 AREF

OSC1 XTAL1 PCINT6 PB6 9 20 VCC

OSC2 XTAL2 PCINT7 PB7 10 19 PB5 PCINT14


PCINT5 13 SCK

OC0B PWM 5 T1 PCINT21 PD5 11 18 PB4 PCINT14


PCINT4 12 MISO

OC0A PWM 6 AIN0 PCINT22 PD6 12 17 PB3 PCINT14


PCINT3 OC2A 11 PWM MOSI

7 AIN1 PCINT23 PD7 13 16 PB2 PCINT14


PCINT2 OC1B 10 PWM SS

ICP1 8 CLK0 PCINT0 PB0 14 15 PB1 PCINT14


PCINT1 OC1A 9 PWM

Electronics Kit 3
99
DESCOBRINDO O ARDUINO

SDA
SCL

GND DIGITAL PIN


POWER ANALOG RELATED PIN
A5

A4

A3

A2
0

CONTROL PWM PIN


PHYSICAL PIN SERIAL PIN
RESET

ADC5

ADC4

ADC3

ADC2
INTO

PORT PIN IDE


RXD
TXD

PIN FUNCTION
PCINT14

PCINT14

PCINT14

PCINT14
PCINT18

PCINT17

PCINT16

PCINT13

PCINT12

PCINT11

PCINT10
PCINT5
PC6

PC5

PC4

PC3

PC2
PD2

PD1

PD0

OC2B PWM 3 INT1 PCINT19 PC3 PC1 PCINT14


PCINT9 ADC1 A1

T0 4 XCK PCINT20 PC4 PC0 PCINT14


PCINT8 ADC0 A0

VCC ADC7

GND GND

VCC ATMEGA 328 AREF

GND ADC6

OSC1 XTAL1 PCINT6 PB6 VCC

OSC2 XTAL2 PCINT7 PB7 PB5 PCINT5 SCK 13


PD5

PD6

PD7

PD1

PD2

PD3
PB0

PB4
PCINT21

PCINT22

PCINT23

PCINT0

PCINT1

PCINT2

PCINT3

PCINT4
OC1B
OC1A

OC2A

MISO
CLK0
AIN0

AIN1
T1

10

11

12
5

9
PWM

PWM

PWM

PWM

PWM
ICP1
OC0B

OC0A

MISO
SS

4 Electronics Kit www.dreaminc.com.br


99
DESCOBRINDO O ARDUINO

Principais Componentes do Arduino seus valores podem ser usados em um programa


(sketch). Observe que nos pinos são medidas as
Fonte de Alimentação: tensões e não as correntes. Como os pinos têm
uma resistência interna muito elevada, apenas
O regulador de tensão de 5 Volts que recebe uma diminuta corrente entrará em cada pino
qualquer tensão (entre 7 V e 12 V) que esteja passando internamente até o pino GND. Isto é, a
sendo fornecida pelo conector de ali­mentação e a elevada resistência interna dos pinos permite que
converte em uma tensão constante de 5 V. somente uma corrente muito baixa consiga entrar
Ele tem um tamanho bem grande para possibilitar neles.
a dissipação de calor, tal como é necessário para Embora essas entradas estejam indicadas como
regular a tensão quando a corrente solicitada é analógicas, sendo entradas analógicas por default
razoavelmente alta. (padrão), essas conexões também poderão ser
usadas como entradas ou saídas digitais.
Conexões de alimentação elétrica:
Conexões Digitais:
Vamos examinar os conectores de alimentação
elétrica. No lado direito da placa, encontramos os pinos
O primeiro é o de Reset. Ele faz a mesma coi- denominados Digitais,de 0 a 13. Eles podem ser
sa que o botão de Reset do Arduino. De forma usados como entradas ou como saídas.Quando
semelhante ao que ocorre quando reiniciamos um usados como saídas, eles se comportam como
computador PC, se ativarmos o conector de Reset as tensões da alimentação elétrica, discutidas
do Arduino, o microcontro­lador será inicializado anteriormente nesta seção, exceto que agora
começando a executar o seu sketch desde o todas são de 5 V e podem ser ligadas ou de-
início. Para inicializar o mi­crocontrolador usando sligadas a partir de um sketch. Assim, se você
o conector de Reset, você deve manter esse pino ligá-las em seu sketch, elas ficarão com 5 V. Se
momentaneamente em nível baixo (conectando-o você desligá-las, elas ficarão com 0 V. Como no
a 0 V). caso das conexões da alimentação elétrica, você
Os demais pinos desta seção simplesmente deve tomar cuidado para não ultrapassar as suas
fornecem diversas tensões (3,3 V, 5 V, GND e 9 V), capacidades máximas de corrente. Os primeiros
conforme estão indicadas na placa.GND (ground dois pinos (0 e 1), também denomina­dos RX e TX,
ou terra) significa simplesmente zero volts. É a são para recepção e transmissão. Essas conex-
tensão que serve de referência a todas as outras ões estão reservadas para uso na comunicação.
tensões da placa. Indiretamente, são as conexões da recepção e
transmissão USB usadas pelo Arduino para se
Entradas analógicas: comunicar com o seu computador.
Essas conexões digitais podem fornecer 40 mA
Os seis pinos indicados como Analog ln, de A0 a (miliampéres) com 5 V. Isso é mais do que sufici-
A5, podem ser usados para medir a tensão que ente para acender um LED comum, mas é insufici-
está sendo aplicada a cada pino, de modo que os ente para acionar diretamente um motor elétrico.

Electronics Kit 5
99
DESCOBRINDO O ARDUINO

Microcontrolador: Outros Componentes:

Continuando o nosso passeio pela placa do Acima do microcontrolador encontra-se um


Ardui no,o microcontrolador em si é o dispositivo pequeno componente retangular prateado. É um
retangular preto com 28 pinos. Ele está encaixado oscilador a cristal. Ele realiza 16 milhões de ciclos
em um soquete do tipo dual in-line (DIL), de modo ou oscilações por segundo e, em cada um desses
que pode ser facilmente substituído. O chip de ciclos, o microcontrolador pode executar uma
28 pinos do microcontrolador usado na placa do operação - adição, subtração ou alguma outra
Arduino Uno é o ATmega328. operação matemática.
O coração - ou talvez mais apropriadamente o À direita do cristal, está a chave de Reset. Quando
cérebro - do dispositivo é a unidade central de se aperta essa chave, um pulso lógico é en­viado
processamento (CPU de Central Processing Unit). ao pino de Reset do microcontrolador,fazendo o
Ela controla tudo que acontece dentro do dispos- microcontrolador iniciar o seu progra­ma do zero e
itivo, buscando as instruções do programa arma- limpar a memória. Observe que qualquer pro-
zenado na memória flash e executan­do-as. Isso grama armazenado no dispositivo será preserva-
significa buscar dados na memória de trabalho do, porque ele está em uma memória flash não
(RAM), alterá-los e então colocá-los de volta no volátil - isto é, memória que não esquece mesmo
lugar. Ou, pode significar uma alteração de tensão quando o dispositivo não está sendo energizado.
em uma das saídas digitais de 0 V para 5 V. À direita do botão de Reset, encontra-se o Conec-
A memória EEPROM é um pouco parecida com a tor Serial de Programação. Ele oferece um outro
memória flash no sentido de que não é vo­látil. Isto meio para programar o Arduino sem que a porta
é, se você desligar o dispositivo e voltar a ligá-lo, USB seja usada. Como nós já temos uma cone­
ele não esquecerá o que estava na EEPROM. A xão USB e um software que torna conveniente o
memória flash é destinada ao armazenamento seu uso, nós não iremos utilizar esse recurso.
de instruções de programa (ske­tches), ao passo No canto superior esquerdo da placa junto ao
que a EEPROM é usada no armazenamento dos saquete USB, encontra-se o chip de interface
dados que você não quer perder no caso de ocor- USB. Esse chip converte os níveis de sinal usados
rer um reset ou de ser desligada a alimentação pelo padrão USB em níveis que podem ser usa-
elétrica. dos diretamente pela placa do Arduino.
AREF
GND
13
12
11
10
9
8

7
6
5
4
3
2
1
0
RX
TX

RESET
ICSP 2
L

TX ON
RX
ICSP 1

POWER ANALOG IN
RESET
IOREF

GND
GND
3,3V

VIN

A0
A1
A2
A3
A4
A5
5V

Computador Arduino
1 28

void setup () 0101001110100


2 27

{ 0100010011011
3 26

4 25
pinMode(13, OUTPUT); 1110011001111 5 24
GND
ATMEGA 328

} 0011000110010 6 23
void loop () 1010101011101 7 22
13
{ 0010101111001 8 21

digitalWrite(13, HIGH); 0101010010010


9 20

digitalWrite(13, LOW); 0100111000101


10 19

11 18
}
12 17

13 16

14 15

Programação Compilação
linguagem C linguagem Binária Processamento Saídas
das Informações

Memória Flash
CPU
UART (sketches)
(interface PORTAS
serial (entrada e saída)
de dados) Memória RAM memória
(memória EEPROM
de trabalho) (não volátil)

Diagrama dos Blocos Atmega 328

6 Electronics Kit www.dreaminc.com.br


99
DESCOBRINDO O ARDUINO

ARDUINO UNO

Conector para Pinos Digitais de Entradas e Saídas


Gravação ICSP,
do Atmega 16U2

Botão Reset LED Indicador


Placa Ligada

Programador
Serial

Porta USB
Microcontrolador
Atmega 328P

Cristal de Quartzo
16 Mhz

Regulador
de Tensão

Entrada para
Fonte de Alimentação
(se a tensão não estiver Pinos Analógicos
presente, a tensão USB
alimenta o circuito) Pinos de
Regulador Alimentação
Cristal de Quartzo de Tensão 3,3 V
16 Mhz

Características:

Microcontrolador Atmega 328P


Voltagem Operacional 5V
Voltagem de entrada (recomendada) 7-12 V
Voltagem de entrada (limites) 6-20 V
Pinos E/S digitais 14 (dos quais 6 podem ser saídas PWM)
Pinos de entrada Digitais PWM 6
Pinos de entrada analógica 6
Corrente CC por pino E/S 20 mA
Corrente CC para o pino 3,3V 50 mA
32 KB (ATmega 328) dos quais 0,5 KB
Memória flash
são utilizados pelo bootloader
SRAM 2 KB (ATmega 328)
EEPROM 1 KB (ATmega 328)
Velocidade de Clock 16 Mhz
Comprimento 68,6 mm
Largura 53,4 mm
Peso 25 g

Electronics Kit 7
99
DESCOBRINDO O ARDUINO

ARDUINO MEGA

Pinos Digitais de Entradas e Saídas

Conector para Programador


Gravação ICSP, Serial Pinos Digitais
do Atmega 16U2 de Entradas e Saídas

LED Indicador
Placa Ligada

Botão Reset
Porta USB

Regulador
de Tensão

Entrada para
Fonte de Alimentação Pinos Analógicos
(se a tensão não estiver
presente, a tensão USB Microcontrolador
alimenta o circuito) Atmega 2560
Pinos de
Alimentação
Cristal de Quartzo
16 Mhz

Características:

Microcontrolador Atmega 2560


Voltagem Operacional 5V
Voltagem de entrada (recomendada) 7-12 V
Voltagem de entrada (limites) 6-20 V
Pinos E/S digitais 54 (dos quais 15 podem ser saídas PWM)
Pinos de entrada Digitais PWM 16
Pinos de entrada analógica 16
Corrente CC por pino E/S 20 mA
Corrente CC para o pino 3,3V 50 mA
256 KB dos quais 8 KB
Memória flash
são utilizados pelo bootloader
SRAM 8 KB
EEPROM 4 KB
Velocidade de Clock 16 Mhz
Comprimento 101.52 mm
Largura 53,3 mm
Peso 37 g

8 Electronics Kit www.dreaminc.com.br


99
DESCOBRINDO O ARDUINO

ARDUINO NANO

Cristal de Quartzo
16 Mhz
Botão Reset Programador
Serial
Microcontrolador
Atmega 328P

LED Indicador
Placa Ligada

Porta
Mini USB-B

Pinos Analógicos

Características:

Microcontrolador Atmega 328P


Voltagem Operacional 5V
Voltagem de entrada (recomendada) 7-12 V
Voltagem de entrada (limites) 6-20 V
Pinos E/S digitais 14 (dos quais 6 podem ser saídas PWM)
Pinos de entrada Digitais PWM 6
Pinos de entrada analógica 8
Corrente CC por pino E/S 40 mA
16 KB (Atmega 168) ou 32 KB (Atmega 328)
Memória flash
dos quais 2 KB são utilizados pelo bootloader
SRAM 1 KB (Atmega 168) ou 2 KB (Atmega 328)
EEPROM 512 bytes (Atmega 168) ou 1 KB (Atmega 328)
Velocidade de Clock 16 Mhz
Comprimento 45 mm
Largura 18 mm
Peso 5g

Electronics Kit 9
99
DESCOBRINDO O ARDUINO

ARDUINO LILYPAD ARDUINO


O LilyPad Arduino é uma placa-microcontrolador desenvolvida
para vestimentas e tecidos inteligentes. Ele pode ser costurado
diretamente sobre tecido e de modo similar ser conectado com
fontes de alimentação, sensores e atuadores com linha con-
dutiva. A placa é baseada no ATmega168V (a versão de baixa
potência do ATmega168).
Conexão FTDI
para Programação

Botão Reset

Conexão
de Bateria

Microcontrolador
Atmega 168 ou 328V

Chave Liga/Desliga

Características:

Microcontrolador Atmega 168 ou Atmega 328V


Voltagem Operacional 2,7 - 5,5 V
Voltagem de entrada (recomendada) 2,7 - 5,5 V
Pinos E/S digitais 14
Pinos de entrada Digitais PWM 6
Pinos de entrada analógica 6
Corrente CC por pino E/S 40 mA
16 KB dos quais 2 KB são utilizados pelo
Memória flash
bootloader
SRAM 1 KB
EEPROM 512 bytes
Velocidade de Clock 8 Mhz
Diâmetro 52 mm
Peso 5g

10 Electronics Kit www.dreaminc.com.br


99
DESCOBRINDO O ARDUINO

ARDUINO PRO

Pinos Digitais de Entradas e Saídas

Conexão FTDI
para Programação

Reset

Microcontrolador
LED Indicador
Atmega 168 ou 328
Placa Ligada

Pinos Analógicos
Chave Liga/Desliga Pinos de
Alimentação

Características:

Microcontrolador Atmega 168 ou Atmega 328


Voltagem Operacional 3,3 V ou 5 V
3,35 V - 12 V (versão 3,3 V)
Voltagem de entrada (recomendada)
ou 5 V - 12 V (versão 5 V)
Pinos E/S digitais 14 (dos quais 6 podem ser saídas PWM)
Pinos de entrada Digitais PWM 6
Pinos de entrada analógica 6
Corrente CC por pino E/S 40 mA
16 KB (Atmega 168) ou 32 KB (Atmega 328)dos
Memória flash
quais 2 KB são utilizados pelo bootloader
SRAM 1 KB (Atmega 168) ou 2 KB (Atmega 328)
EEPROM 512 bytes (Atmega 168) ou 1 KB (Atmega 328)
Velocidade de Clock 8 Mhz (versão 3,3 V) ou 16 MHz (versão 5 V)
Comprimento 53,34 mm
Largura 52,08 mm
Peso 0g

Electronics Kit 11
99
DESCOBRINDO O ARDUINO

ARDUINO YÚN WiFi


AR9331 Linux

Micro SD
Ethernet

Micro USB
(Programação)

USB Host

Microcontrolador
Atmega 32u4

Características:

Microcontrolador Atmega 32u4


Voltagem Operacional 5V
Voltagem de entrada (recomendada) 5V
Pinos E/S digitais 20
Pinos de entrada Digitais PWM 7
Pinos de entrada analógica 12
Corrente CC por pino E/S 40 mA
Corrente CC para o pino 3,3V 50 mA
32 KB dos quais 4 KB são utilizados
Memória flash
pelo bootloader
SRAM 2,5 KB
EEPROM 1 KB
Velocidade de Clock 16 Mhz

Microprocessador Linux::

Processador Atheros AR9331


Arquitetura MIPS @400 MHZ
Voltage Operacional 3,3 V
Ethernet IEEE 802.3 10/100 Mbits/s
WiFi IEEE 802.11 b/g/n
USB tipo A 2.0 Host/Dispositivo
Leitor de Cartões Micro-SD
Ram 64 MB DDR2
Memória Flash 16 MB
Comprimento 68,58 mm
Largura 53,34 mm
Peso 40,6 g

12 Electronics Kit www.dreaminc.com.br


99
DESCOBRINDO O ARDUINO

SHIELDS ARDUINO
Um dos fatores determinantes para a enorme versatilidade e popularidade da plataforma Arduino são os
shields. Eles são placas de circuito que podem ser conectadas ao Arduino, encaixando-se perfeitamente
por cima dele, e expandindo suas capacidades. Estas placas podem conter displays de LCD, sensores,
módulos de comunicação ou relês, por exemplo. A capacidade de expansão possibilita uma infinidade de
aplicações de maneira simples e rápida. E mesmo com a enorme gama de shields já disponíveis no merca-
do, caso seu projeto precise de algo diferente, você pode criar um shield que o atenda

O Arduino Ethernet shield permite que a sua


placa Arduino seja conectada a rede Ether-
net, é provavelmente a maneira mais simples
e mais barata de ligar o Arduino à internet,
podendo ser utilizado para coletar ou enviar
dados remotamente, através da rede.

O Arduino WiFi shield conecta o seu Arduino


à internet sem conexão por cabos. Conecte à
sua prórpia LAN seguindo algumas intruções
simples para começar a controlar o seu
universo a partir da internet.

Shield de prototipagem para facilitar esta


tarefa com as placas Arduino.

Electronics Kit 13
99
DESCOBRINDO O ARDUINO

O Display Touch Arduino Shield é display


com tela touch resistiva e um slot para cartão
microSD, permite que você acesse todas
as funções do display apenas encaixando a
placa no Arduino.

O Arduino GSM shield conecta seu Arduino à


internet usando a rede sem fio GPRS. Basta
ligar este módulo em sua placa Arduino ,
conectar um cartão SIM. Você também pode
enviar e receber chamadas de voz (você
vai precisar de um circuito de alto-falante e
microfone externo ), enviar e receber men-
sagens SMS.

O shield WiFi fornece a ponte de comu-


nicação para qualquer dispositivo com
portas seriais TTL, podendo ser facilmente
conectados com este módulo e controlado
e gerenciado remotamente por meio de uma
rede sem fio. A arquitetura Arduino permite
integrar facilmente este módulo em qualquer
projeto baseado Arduino.

Este shield torna mais fácil usar um LCD


16x2 caracteres, perfeito para quando você
quer construir um projeto com a sua própria
interface do usuário. A 4 botões direcionais
além de botão de seleção permite o controle
básico, sem ter que anexar outro equipa-
mento.

14 Electronics Kit www.dreaminc.com.br


99
DESCOBRINDO O ARDUINO

MÓDULOS ARDUINO
O Arduino possui uma quantidade enorme de sensores e componentes que você pode utilizar nos seus pro-
jetos. Grande parte do material utilizado no Arduino está disponível em módulos, que são pequenas placas
que contém os sensores e outros componentes auxiliares como resistores, capacitores e LEDs.

Módulo
Sensor de Gas

Módulo
Ethernet

Módulo
Sensor de Gas

Módulo de LED

Módulo Sensor
de Obstáculos

Módulo Scanner de
Impressão Digital

Módulo Gravador
de Voz

Módulo Sensor
de Temperatura
e Umidade

Módulo
Infra-vermelho

Módulo Leitor
e Gravador de
Cartões SD

Módulo WiFi
Módulo
Giroscópio

Electronics Kit 15
99
DESCOBRINDO O ARDUINO

Módulo Ultrasônico

Módulo Sensor Módulo Sensor


de Luminosidade de Toque
Módulo Teclado

Módulo Sensor
Módulo Relógio de Som

Módulo Sensor
Umidade de Solo

Módulo Câmera

Módulo Relê

Módulo Botão
de Pressão

Módulo Sensor
de Temperatura

Módulo
Módulo Sensor Potenciômetro
Módulo Joystick
de Movimento

16 Electronics Kit www.dreaminc.com.br

Você também pode gostar