Você está na página 1de 8

Aula 02: ORIGEM DAS LUTAS– UNIDADE I

Aluno:

Data: / /
CE ARLINDO FERREIRA DE LUCENA
Prof. Esp. Leonardo Delgado

Aula 02: ORIGENS DAS LUTAS grupo hominídeo, indicam que deve ter havido luta
Habilidade corporal com animais de grande porte durante as
‐ Identificar as características e fundamentos das caçadas (PATRÃO, 2007) e ainda mais com o Homo
diferentes modalidades de lutas esportivas; sapiens, que levou a melhor no processo evolutivo
de adaptação (PEREIRA, 2004).
Apesar do uso de armas de ponta
Introdução
por alguns de nossos ancestrais que viveram há
A origem das lutas continua sendo
mais de 300.000 anos – Homo habilis e Homo
uma incógnita, mas o homem primitivo já lutava
erectus –, as armas de arremesso mais antigas
para sobreviver, caçar e garantir seu espaço.
foram achadas na África, e datam de somente
Segundo Patrão (2007), encontram‐
50.000 anos (pouco tempo, não é mesmo?!).
se vestígios de consumo de carne de grandes
O surgimento do arco e flecha – no vale de
animais por hominídeos há cerca de 1,8 – 2
Ahrensburg, Alemanha – parece coincidir com
milhões de anos. Isso nos leva a crer que esses
início do período Neolítico (10.000 anos), Idade da
caçavam ou roubavam as peças de caça de outros
Pedra Polida. A essa época também aconteceu a
carnívoros, obrigando‐os a desenvolver, em ambos
invenção da roda, pelos famosos homens de Cro‐
os casos, técnicas de luta para abate da presa ou
Magnon, que começam a viver em comunidades
intimidação de outros carnívoros predadores.
maiores, trabalhar na agricultura e sofrer um
Existe, entre pesquisadores, a crença
processo de sedentarismo (PATRÃO, 2007;
que a prática venatória a mãos nuas pode ter
RODRIGUES, 2009; RODRIGUES, FONSECA e
precedido o uso de armas de arremesso (lança,
SOARES, 2010).
funda etc.) em virtude do bipedalismo e do
A partir de então, inicia‐se o
mecanismo de controle da temperatura interna
afastamento da arte venatória para as várias
por sudorese. Prevê‐se que duas técnicas eram
conotações que as lutas adquiriram no percurso do
utilizadas (segundo PATRÃO, 2007):
processo civilizatório, iniciando‐se pelas práticas de
defesa e ataque a outros seres humanos; instala‐se 9
definitivamente a prática guerreira (PATRÃO,
2007).
Outras possibilidades das lutas foram
sendo agregadas de acordo com a sucessão de
contextos filosófico‐culturais das várias sociedades
e nações ao longo da história (ascese espiritual,
bem‐estar e qualidade de vida, diversão e
Figura 3: Técnicas venatórias espetáculo).
Observamos o seu aparecimento em
Depois de usar as mãos para caçar, o diversas nações no mundo e com diversos
homem pré‐histórico começou a utilizá‐las para objetivos, os gregos tinham uma forma de lutar,
fabricar armas. No nascimento do período conhecida como “pancrácio”, modalidade
Paleolítico (há 2 milhões de anos) também presente nos primeiros jogos olímpicos da era
chamado Paleolítico Inferior, a arqueologia afirma antiga.
a presença de objetos pontiagudos feitos em
pedra; eis o motivo pelo qual conhecemos esse
período como Idade da Pedra Lascada. Esses
objetos em pedra provavelmente serviram de
pontas de armas com função cinegética – ou
venatória. Porém, somente há 400 mil anos surgiu
a arma de caça mais antiga feita de madeira: a
lança, encontrada em Schöningen, norte da
Alemanha.
Avançando ao Paleolítico Médio
(300.000 – 30.000 anos), temos o aparecimento do Figura 4: Pancrácio Grego
musculoso homem de Neanderthal –Homo sapiens
neanderthalensis –, e não existem indícios de uso
de armas de arremesso por parte desses. No
entanto, as fraturas encontradas nos fósseis desse

Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764‐G/MA


Em Roma os gladiadores eram rápida e precisa), antecipação (é preciso acontecer
escravos de terras conquistadas e que para haver sucesso nas investidas provocadas a
participavam de torneios de luta que serviam de partir das ações adversárias), decodificação
entretenimento para os Imperadores de Roma. Já (fundamental para a correta leitura da ação
naquela época, faziam o uso de técnicas de luta a adversária), velocidade de tratamento de
dois. informação (quanto mais rápido for o processo de
Na Índia e na China, surgiram os tomada de decisão, desde que correto, maiores
primeiros indícios de formas organizadas de são as chances de sucesso) e resolução de
combate, informações relatam que os sistemas de problemas (presente devido à complexidade das
lutas chegaram à China e à Índia, no século V a.C. ações motoras das lutas).
Muitos artistas marciais consideram a China como
o berço desta cultura. Países europeus após o Enfrentamento físico direto
século XIV começaram suas expansões e A primeira característica se refere ao
descobertas de territórios, tendo contato com a fato das lutas exigirem certo nível de
cultura de outros países, assim conseguiram trazer enfrentamento e contato entre pessoas, que pode
desses locais descobertos alguns tipos de lutas, variar de acordo com a modalidade.
onde reproduziram as mesmas no seu continente e
em alguns casos adaptaram técnicas que Regras
pudessem sem melhoradas. Existem regras muito bem
As artes maciais tiveram sua origem organizadas de cada modalidade para que
com o desenvolvimento da civilização, quando, possamos realizar as diferentes práticas de luta
logo após o desenvolvimento da onda tecnológica mantendo a segurança de todos.
agrícola, alguns começam a acumular riqueza e
poder, desejando o surgimento de cobiça, inveja, e
seu corolário, a agressão.
Oposição entre indivíduos
A necessidade abriu espaço para a Os praticantes se enfrentam em
profissionalização da proteção pessoal. caráter de oposição um ao outro, por meio de
Embora a versão mais conhecida da objetivos que podem variar de acordo com cada
arte marcial, principalmente a história oriental,
tenha como foco principal Bodhidharma ‐ monge
modalidade. Esses objetivos podem atingir
determinada parte do corpo para pontuar, como 10
indiano que, em viagem à China, orientou os no taekwondo, ou segurar a pessoa para retirá‐la
monges chineses na prática do yoga e rudimentos de um determinado espaço, como no sumô, ou
aplicar um golpe de estrangulamento no pescoço
da arte marcial indiana, o que caracterizou
posteriormente na criação de um estilo próprio para finalizar a luta, como no jiu‐jitsu, por
pelos monges de shaolin ‐, é sabido, exemplo, além de inúmeras outras possibilidades.
historicamente, através da tradição oral e
escavações arqueológicas, que o kung fu já existia Objetivo centrado no corpo da outra pessoa
na China há mais de cinco mil anos. Da China, estes A quarta característica destacada
conhecimentos se expandiram por quase toda a refere‐se ao objetivo das lutas que está
Ásia. centralizado no corpo da outra pessoa. Essa é,
talvez, uma de suas maiores características, pois a
diferencia de todas as demais práticas corporais.
Nas lutas o foco está na outra pessoa que é o alvo
das ações e, por meio de diferentes estratégias,
busca‐se atingir esse alvo.

Ações de caráter simultâneo


A quinta característica apontada
refere‐se às ações de caráter simultâneo.
Realizam‐se ações tanto de defesa quanto de
Figura 5: Bodhidharma ataque de forma simultânea, não há diferenciação
Japão e Coréia também têm no espaço e no tempo dessas ações. Nas lutas, as
tradição milenar em artes marciais. ações de ataque e defesa acontecem a todo
instante e podem surgir tanto de uma pessoa
Características Gerais das Lutas quanto da outra, por isso é sempre necessário
Rodrigues (2009) aponta como manter a atenção.
características fundamentais presentes nas lutas os
seguintes aspectos: tomada de decisão (deve ser

Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764‐G/MA


Imprevisibilidade ‐ Sobrevivência: desde a pré‐história as lutas
A simultaneidade das ações é uma serviram como meio de sobrevivência para o
das responsáveis pela sexta e última característica homem. Literalmente o homem lutava pela
apresentada: a imprevisibilidade. Algumas práticas vida, pois seu ambiente era muito adverso.
são mais imprevisíveis do que outras e, no caso das Necessitava se alimentar, caçar, pescar,
lutas, isso está bastante presente. Uma prova da proteger seus semelhantes, combater outras
imprevisibilidade dessas práticas é que, em tribos de homens primitivos, enfim, tudo era
diversas modalidades, é possível que a luta se para sua sobrevivência.
encerre antes do tempo máximo permitido, seja ‐ Educacional: as artes de lutas orientais,
por meio de um ipponno judô, uma finalização no principalmente, possuem fundamentação
jiu‐jitsu, ou um nocaute no boxe ou no MMA, por filosófica ou religiosa e por isso são muito mais
exemplo, independente do placar apresentado. que apenas técnicas de ataque ou defesa, mas
são ensinamentos que mudam a vida dos
As Saudações nas Lutas praticantes dessas artes de luta e servem como
Na maioria das lutas, há saudações, meio de disciplinar, mostrar noções de
que são formas de cumprimentar respeitosamente respeito, valores morais e éticos e servem
as pessoas que as praticam. Elas podem ser feitas como preservação da cultura.
em pé ou de joelhos. No judô, por exemplo, a ‐ Autodefesa: ao aprender uma técnica de
saudação geralmente é conhecida por ritsurei ou luta o praticante aprende a evitar e se defender
tachirei (quando os oponentes se cumprimentam de situações que expõe as pessoas ao risco.
em pé, curvando o corpo diante do adversário), Além disso, as lutas só devem ser usadas em
podendo também ser chamada de zarei (quando situações realmente extremas e que podem ser
os praticantes se ajoelham). potencialmente prejudiciais.
Na maioria das lutas orientais, as ‐ Bem estar: as lutas atualmente são usadas
saudações em pé devem ser feitas sempre ao como meio de buscar uma melhor qualidade de
entrar e sair do local de treino, o dojo (tradução do vida. Os fundamentos das lutas são adaptados
japonês: local do caminho); aos professores para que pessoas que só tem o interesse em
(sensei); aos faixas pretas; ao iniciar e terminar melhorar as funções do seu organismo através
qualquer atividade com um companheiro no dojo
ou no shiai (competição). As saudações de joelhos
da atividade física possam ter contato com o
universo das lutas mesmo sem quer ser um
11
(zarei) devem ser feitas ao iniciar e terminar o competidor.
treino, caso o professor e/ou faixa preta estejam
ajoelhados ou em qualquer atividade no solo. Além disso, as lutas passaram a ser
Nos momentos da saudação, os um meio de exploração comercial, ou seja, viraram
judocas devem afastar de seu espírito todas as um produto que pode ser vendido. Por esse motivo
preocupações e estar certos de que se encontram as lutas passaram a ser transformadas em
libertos de tudo o que possa prejudicá‐los, pois espetáculos com transmissões em rede mundial
esses momentos constituem uma pausa que os com milhões de assinantes, milhares de pessoas
levará à serenidade, ou seja, a saudação faz parte lotando grandes ginásios, inúmeros produtos com
do espírito zen e da própria finalidade da arte. marcas personalizadas dos eventos de lutas,
Segundo alguns autores, durante os rituais de imagens dos grandes lutadores estampadas em
saudação, os alunos e o professor fazem o zazen, diversos locais anunciando as lutas ou nos mais
espécie de meditação zen na posição sentada. variados objetos. O maior exemplo dessa
Nesse momento, eles procuram acalmar a mente e profissionalização e visibilidade das lutas é o UFC –
elevá‐la a um estado tranqüilo e límpido. Outro Ultimate Fight Championship, o maior campeonato
aspecto que observamos nesses rituais é o de artes marciais mistas – MMA.
respeito, característica fundamental de um
praticante de arte marcial e herança do bushido Sistemas de Classificações dos Estilos de Luta
(código de conduta dos samurais). e Artes Marciais
Existem diversos sistemas distintos
Funções das Lutas de classificação dos estilos de lutas e arte marcial,
Ao longo da evolução humana as adotados por diferentes culturas em momentos
lutas tiveram varias funções e aplicações para o históricos específicos.
homem. Essas funções e aplicações variaram em Buscar por formas de classificação
cada momento ou em cada região do planeta, mas das lutas é uma tentativa de compreendê‐las um
de uma maneira geral podemos dizer que as Lutas pouco mais a partir de seus aspectos em comum e
possuem 4 funções: suas diferenças, sem, com isso, pretender reduzir
as múltiplas definições acerca da
multidimensionalidade de possibilidades de
Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764‐G/MA
entendimento proporcionado pela riqueza de institucionalizam essas práticas, como é o caso das
significados dessas práticas corporais. modalidades de lutas que estão nos Jogos
Olímpicos (RUFINO; DARIDO, 2011).
Quanto ao Número de Lutadores
Individuais Lutas como Prática Corporal
Não há a presença de companheiros, São práticas, como a capoeira e o tai
são geralmente simulação de técnicas de chutes e chi chuan, por exemplo, apresentam dificuldades
socos. em se esportivizar, muitas vezes não se adequando
Se observarmos uma pessoa às exigências que institucionalizam essas práticas
praticando algum tipo de movimento como modalidades esportivas.
individualmente, um kata do caratê, por exemplo,
podemos distinguir diferenças claras em Quanto à Ação Motora Durante o Combate
comparação a uma luta de contato do mesmo Domínio:
caratê. O objetivo deste tipo de luta é
agarrar, dominar o adversário para vencer a luta.
Duplas Os movimentos utilizados são: chaves,
É uma competição física entre dois estrangulamentos e imobilizações. Seus principais
competidores ou parceiros de sparring, que representantes são: Judô, Sumo e Jiu Jitsu.
tentam ganhar e manter uma posição superior.
Percussão:
Grupos Tipo de luta que tem por objetivo
É o caso do kabaddi, por exemplo, tocar o adversário para somar pontos e vencer.
uma modalidade de luta popular em alguns países Principais representantes: Boxe, Taekwondo,
da Ásia, como a Índia, e que é uma prática coletiva, Karatê, Esgrima e Muay Thai.
mas que envolve ações de lutas corporais
(GONZALEZ, 2004). Mista:
É a junção dos dois estilos descritos
Quanto à Imprevisibilidade das Ações
Lutas Previsíveis
acima. Principais representantes: MMA, Sambo e
Aikido 12
São ações de forma e demonstração
de caráter mais previsível. Katas, katis e sequencia Quanto à Distância
de Bimba: movimentos de forma e demonstração Curta:
característicos de algumas modalidades. São Possuem um espaço praticamente
movimentos coreografados nulo entre os oponentes, é uma luta de contato
direto onde utiliza‐se a ação motora de segurar. Ex:
Lutas Imprevisíveis Jiu Jitsu, Judô e Sumo.
São ações de enfrentamento físico
diretos, mais imprevisíveis.
Média:
Espaço moderado entre os
Quanto ao Caráter Olímpico oponentes, o que permite a aproximação em
Lutas Olímpicas situações de ataque, já que a intenção e o
As lutas ou combates e artes propósito ofensivo vão determinar a distância
marciais dos jogos Olímpicos são o Judô, entre os lutadores. A ação motora que caracteriza
Taekwondo, Boxe, Luta (dividida em dois tipos de é o toque com membros do corpo. Ex.: Karatê,
luta: "Wrestling" ou Luta Livre e Luta Greco ‐ Taekwondo e Muay Thai.
Romana ).
Longa:
Lutas Não Olímpicas
Definida pela presença de um
Lutas não olímpicos karatê, jiu‐jítsu e
aikidô.
implemento. A distância entre os oponentes é
maior para que os mesmos possam manipulá‐
Quanto a Organização Institucional los de forma adequada. O contato entre eles é
Lutas como Esporte através do implemento. Ex: Esgrima e Kendo.
Precisam estar associadas a todas as
características que representam o esporte, como Mista:
uso de regras oficiais, representação institucional Mistura duas ou mais distâncias,
por meio de federações e confederações, como curta com média. Qual modalidade poderia
competições oficiais, entre outros fatores que ser enquadrar nessa última divisão? O MMA é o
Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764‐G/MA
melhor exemplo, pois agrega tanto ações de curta
distância como agarres, finalizações e quedas, Fundamentos das Lutas
quanto de média distância, tais como socos, chutes Os fundamentos são práticas que
e joelhadas. auxiliam no desenvolvimento das lutas são:
GERAIS CORPO A CORPO DISTÂNCIA
Quanto ao Surgimento Histórico: Saudar Agarrar Socar
Guardar Puxar Chutar
Ocidental: Movimentar Desequilibrar Bater
Provém do pancráceo (homens se ou Deslocar
banhando a óleo), e do pugilato. Tem seu berço Atacar Rolar Traumatizar
As lutas ocidentais, são referente as Defender Derrubar Tocar
Esquivar Projetar ou Lançar Manipular
lutas mais modernas, como Boxe, Kickboxe,
Fintar Cair ou Amortecer Flexionar
Capoeira e etc. Bloquear Controlar Golpear
Nesse tipo de luta, é comum ser Finalizar Travar Impactar
utilizado o uso de alguns instrumentos, como Lateralizar Imobilizar Saltar
temos o Boxe que utiliza a luva por exemplo. Nesse Simular Estrangular Contra‐atacar
tipo de luta a roupa é mais leve.
Os Fundamentos Gerais
Oriental: São aqueles comuns a todos os tipos
Surge na Índia, e começa a de lutas
desenvolver técnicas de respiração e combate.
Suas lutas tinham formas bem organizadas. Saudar ou cumprimentar
As lutas orientais são mais antigas, É um ritual realizado antes ou após
porém não são menos conhecidas de jeito uma luta ou treino, onde o lutador segundo os
nenhum, alguns exemplos de luta oriental são o princípios éticos incorporados a todas as artes
muito conhecido Judô, o Taekwon‐do da Coréia, o marciais, principalmente as de origem oriental, que
Kung‐Fu da China entre outros. estabelecer um relacionamento fundamentado na
Nesse tipo de luta não se usa confiança mútua, sinceridade e na compreensão e
nenhuma instrumento tanto de defesa, quanto de
ataque, nessas lutas a roupa tipica é o Kimono.
acatamento pelos sentimentos dos outros,
demonstrando o seu próprio respeito. 13
No contexto social, é uma maneira
Quanto ao Tipo de Contato de instituir a harmonia entre as pessoas,
Luta Com Agarre: colaborando para a formação de uma sociedade
São representados por aqueles que mais educada e melhor.
abarcam ações básicas, como o ato de derrubar,
projetar e controlar no solo. Há uma divisão dessa Guardar
categoria, algumas práticas apresentam a Significa espera de forma protegida,
imposição inicial do agarre, ou seja, há o contato nas lutas a guarda podem ser entendida como
inicial dos oponentes desde o início, como a postura de combate.
formação das pegadas, ou kumi‐kata no judô A posição de guarda é a posição de
paraolímpico, ou ausência de imposição inicial de defesa do lutador, que depende do
agarre, como no judô não paraolímpico, jiu jitsu, posicionamento das mãos, do cotovelo, dos pés,
etc. Há ainda diferenças de objetivos, uma vez que do tronco e da cabeça. Quanto mais fechada a
algumas práticas focam a projeção, ao passo que guarda, maior será a dificuldade de ser atingido
outras mantêm a continuação das ações no solo. pelo adversário.

Lutas Com Golpes: Movimentar ou Deslocar


Podem ser divididos entre aqueles Deslocar quer dizer «mudar» ou
que utilizam apenas os punhos, como o boxe, por «tirar do lugar», «desviar», e também «luxar»,
exemplo, os que utilizam apenas as pernas, como «desarticular». Reflexamente, deslocar‐se, significa
o boxe francês, e os que misturam a utilização de «mudar de lugar» e «desarticular‐se».
membros inferiores e superiores, como o muay A partir da posição de guarda é
thai, caratê, Taekwon‐do e etc. O critério neste possível varias combinações de trabalho de pernas
grupo é o tipo de golpe. como andar, avançar, recuar, virar, girar, saltar,
deslocar, entre outros.
Lutas Com Implementos:
Na qual o objetivo é tocar as Atacar
determinadas áreas do corpo do adversário com a Executar uma ação ofensiva contra
mediação de uma espada, por exemplo. alguém ou alguma coisa, através das características
Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764‐G/MA
de socar, chutar, puxar, derrubar, desequilibrar, Como exemplos podemos citar: Judô,
golpear e/ou projetar. Jiu‐Jitsu, Sumô, Greco –Romana e Ai‐ki‐Dô.

Defender Agarrar
Proteger‐se ou resguardar‐se contra Conseguir pegar, prender, deter,
um ataque. “(...) justifica‐se em opor o esforço segurar com força.
próprio ao ataque alheio, a partir da característica
de excluir, empurrar, esquivar, equilibrar e/ou Puxar
bloquear de algo ou alguém.” Fazer mover na direção de si mesmo.
Tirar com esforço ou movimento brusco; arrancar.
Esquivar
Afastar‐se de algo desagradável. Desequilibrar
Desviar o corpo para evitar um golpe. Mudanças Desestabilizar, perder o equilíbrio.
de direção. Movimentos realizados com o corpo,
ou parte dele, visando a desviar‐se dos ataques de Rolar
qualquer oponente. É uma técnica empregada nas artes
Na esquiva o indivíduo adota um marciais, que educam o praticante a sair de uma
comportamento para prevenir a ocorrência ou queda e dar continuidade ao movimento, consiste
reduzir a magnitude do segundo estímulo que em executar um movimento circular com eixo no
também é aversivo. abdômen, se mantendo sobre as costas de maneira
transversa (diferente de uma cambalhota de circo,
Fintar em que se rola para frente, não em diagonal.). No
Situações em que o objetivo é Jiu‐jitsu é como se chama a luta propriamente dita.
enganar ou ludibriar o adversário.
Derrubar
Bloquear Demolir. Deixar ou fazer cair. Abater
Representado pelas defesas com fisicamente. Impor dominação. Um movimento
braços, mãos e pernas.
São movimentos de interceptação ou
durante o qual você levar o seu adversário para
baixo para o tapete e ganhar o controle da posição 14
desvios de golpes traumatizantes ou contundentes neutra
realizados com braços e pernas.
O bloqueio é um movimento no qual Projetar ou Lançar
o lutador trava os braços ao redor do corpo do seu Jogar com força. Na luta olímpica o
adversário. Esta tática tem a intenção de deixar o objetivo é lançar o adversário no chão e manter
oponente sem movimentos, pois assim fica mais seus ombros presos contra o tapete, controlando a
fácil de imobilizá‐lo, para que então ocorra um luta (”toque”).
encostamento. São movimentos que visam a arremessar o infrator
ao solo, observando‐se os princípios de
Finalizar desequilíbrio.
Pôr fim a ou chegar ao fim da luta.
Aplicação de golpe que encerra o combate. Cair ou Amortecer
Nocaute (no Boxe), Ippon (no Judô). Tombar, descer sobre a terra.
Movimentos que diminuem o impacto do corpo
Lateralizar contra o solo. São técnicas que iram garantir o
Relativo aos lados da esquerda para controle técnico após receber a aplicação de uma
a direita e vice versa. projeção.

Simular Controlar
Refere‐se à ação de representar algo, (...) consiste em exercer o controle
imitando ou fingindo aquilo que não é, fazer de ou ter sob o seu domínio algo, alguém e/ou através
conta. Muitas lutas fazem simulações de animais, de alguma situação, subsidiado das características
plantas ou objetos. de imobilizar, estrangular, segurar, agarrar e/ou
gingar.”
Fundamentos de Lutas Corpo a Corpo As técnicas de controle são
Lutas corpo a corpo ou de contato projeções, trava, contra projeção e imobilização.
corporal mais prolongado, são as lutas sem armas,
mas muitas vezes abrange a utilização de algumas
armas como facas e baionetas.
Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764‐G/MA
Travar
São técnicas para desestabilizar a Traumatizar
aplicação de uma projeção, permitindo que tenha Causar trauma ou lesão quando
tempo de recuperação e/ou aplicar contra aplicadas nos pontos vitais e que podem
projeção. comprometer a saúde do lutador.

Sair ou Contra Projetar Tocar


São técnicas de saída de uma Atingir com um golpe, ou seja,
projeção e como contra golpe é aplicado na formas de encostar, bater, percutir o corpo da
sequencia outra ou na mesma projeção. outra pessoa por diferentes meios ou modos.

Imobilizar Manipular
Impedir de mover‐se, prender, É o processo de usar a mão para
tirando efetivamente oponente de combate. ajustar um objecto de forma a posicioná‐lo de
maneira mais efectiva na mão para seu uso,
Estrangular posicionamento ou soltura.
Impedir a respiração (a alguém ou a
si próprio), apertando(‐lhe) o pescoço; esganar(‐ Flexionar
se), enforcar(‐se). É o ato que consiste em Flexionar está relacionado à
pressionar o pescoço interrompendo o fluxo de capacidade de realizar os movimentos articulares
oxigênio para o cérebro, podendo levar a pessoa na maior amplitude possível sem que ocorram
que sofre a ação à inconsciência ou mesmo à danos as articulações. Ela é específica para cada
morte. exercício, um exemplo são os movimentos das
danças. (DANTAS, 2003; FERNANDES FILHO et. al.,
Fundamentos de Lutas a Distância 2007).
Apresentam o contato corporal é
mais breve, podendo até mesmo não existir Golpear
Acertar ou realizar um golpe que
contato, e mais vinculado às ações de toque ou
percussão e podem apresentam um contato poode ser com as mãos, pés, joelhos, corpo, 15
intermediado por implementos. cabeça, cotovelo e etc.
Como exemplos podemos destacar:
Capoeira, karatê, Kung‐Fu, Esgrima, Boxe, Impactar
Taekwondo. Exercer ou causar impacto sobre o
oponente deixando ou não marcas.
Socar
Ato de dar soco. Um soco (do tupi Saltar
antigo sok), murro ou bogue (este último, na Elevar‐se do chão, com impulso do(s)
região nordeste do Brasil) é um golpe com o punho pé(s), recaindo sobre o mesmo lugar;
fechado visando a causar lesão no adversário.
Existem muitos tipos de socos, desde os mais Contra-atacar
clássicos aos mais raros. Atacar depois de ter sido atacado.
Reagir a um ataque de (adversário), com um
Chutar ataque de surpresa.
Um chute ou pontapé consiste num
golpe dado com o pé ou a perna, usualmente QUESTÕES
utilizado no contexto da prática de esportes e artes 1. Com base na classificação presente no texto, são
marciais. É usado em combate como um ataque. exemplos de luta de contato direto e de luta que
Geralmente, os chutes são mais lentos que os mantém o adversário a distância, respectivamente,
socos embora mais fortes que os golpes com as a) judô e karatê.
mãos. b) jiu‐jitsu e sumô.
O chute é uma parte fundamental c) boxe e kung fu.
em muitas artes marciais. Os exemplos são: wushu, d) esgrima e luta olímpica.
karatê, kung‐fu, kickboxing, muay thai, tangsudo e) Muay Thai e tae kwon do.
ou taekwondo; ao passo que outras artes não
usam qualquer chute, como judô ou boxe. 2. São lutas presentes nos Jogos Olímpicos,
EXCETO:
Bater a) Judô
Dar pancadas ou golpes b) Karatê
Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764‐G/MA
c) Tae‐Kwon‐Do d) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.
d) Luta greco‐romana e) Somente as afirmativas 1, 2 e 4 são verdadeiras.
e) Esgrima
7. Em relação ao ensino das lutas, o professor de
3. Os elementos de curta distância das lutas são Educação Física deve:
observados, predominantemente, em modalidades a) promover a reflexão sobre os significados
como Judô, Jiu‐Jitsu e Luta Olímpica. São técnicas culturais dos diferentes tipos de luta.
básicas de luta em curta distância, EXCETO: b) demonstrar aos alunos que para se vencer os
a) Estrangulamentos obstáculos são necessárias condutas corporais
b) Quedas firmes e agressivas.
c) Imobilizações c) estabelecer graus de hierarquia entre os alunos,
d) Cotoveladas a partir do desempenho corporal adquirido.
e) Chaves d) priorizar a aprendizagem técnica que envolve os
diferentes tipos de luta.
4. Durante a dominação Romana do território e) ampliar o interesse pela supremacia dos alunos
europeu, as práticas da Educação Física foram mais hábeis sobre os menos hábeis.
resumidas às lutas de gladiadores, esporte
sangrento e bastante violento, apreciado pela 8. A respeito da capoeira, é INCORRETO afirmar:
comunidade romana pagã. a) Trata‐se de uma manifestação da cultura
afrobrasileira.
Com o passar do tempo, alguns fatores levaram b) É uma combinação entre jogo, luta e dança.
essa sociedade a desprestigiar essas práticas. Quais c) A ginga é um dos seus elementos.
foram esses fatores? d) Não prevê a utilização de golpes.
a) Cristianismo, interesse por danças circulares e a e) O berimbau, o pandeiro e o atabaque estão
diminuição da renda da população. entre os instrumentos que orientam o ritmo dos
b) Cristianismo, as lutas políticas e o aumento da movimentos.
renda da população.
c) Cristianismo, esportes de inverno e o aumento 9. A distância entre os oponentes é um dos
da renda da população.
d) Cristianismo, interesse por esportes náuticos e
possíveis critérios para classificação das lutas.
Dessa maneira, podem ser consideradas lutas de
16
diminuição de renda da população. curta, média e longa distância, respectivamente:
e) Cristianismo, interesse por lutas orientais e o a) lutas orientais, ocidentais e indígenas.
aumento da quantidade de gladiadores. b) modalidades de combate, de autodefesa e
ataque.
5. Nas lutas é necessário muito tempo de c) jiu‐jitsu, muay thai e esgrima.
treinamento para se apurar a técnica dos golpes e d) judô, sumô e boxe.
a disciplina, para execução de maneira adequada e e) lutas orientais, indígenas e caratê.
com pouco gasto de energia. Pode‐se dizer que o
kata faz parte do treinamento de quais lutas? 10. Algumas lutas priorizam certas técnicas
a) Jiu jitsu, karatê. peculiares que caracterizam a arte marcial,
b) Judô e karatê. utilizando‐se essencialmente de determinados
c) Boxe, judô. golpes. Neste
d) Karatê e boxe. sentido, as artes marciais que apresentam
e) Jiu jitsu e judô. predominância de torções, imobilizações e
arremesso são:
6. A respeito das lutas, considere as seguintes a) Kung fu, karatee pá kua;
afirmativas: b) Boxe, judô e taekwondo;
1. Para compreender as diferenças culturais que c ) Jiujutsu, Aikido e luta grego romana;
marcam os vários tipos de luta, é necessário d) Kendo , esgrima e kyu do;
recorrer às suas origens. e)Full contact , kravmaga e savate
2. Durante a luta, prevalece o interesse do
indivíduo em relação ao domínio do outro. GABARITO
3. Defesa e ataque fazem parte de suas 1)a 2)b 3)d 4)b 5)b 6)c 7)a 8)d 9)c 10)c
características.
4. Alguns tipos de lutas já foram esportivizados.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
c) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.
Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764‐G/MA