Você está na página 1de 51

Universidade Agostinho Neto

Faculdade de Letras

Aulas de Pós Graduação

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao


21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 2
Formação Académica
•Doutorando em Administração e Finanças; (Florida Christian University – Nª 4212-02) “Defesa de tese
PhD 6 de Dezembro 2013 - EUA”;

•Mestre em Finanças Empresariais - Master of Science in Business (FCU – Florida Christian


University – Nr. [4212-01]);

•Mestre em Projectos de Investimento; (MBA – BBS, Brazilian Business School - Escola Internacional de
Negocio – Brazil);

•Licenciado em Contabilidade e Administração; (UAN - Universidade Agostinho Neto, Faculdade


de Economia Nº [70894]);

•Técnico Médio em Contabilidade & Administração Publica; (IMEL – Instituto Médio de Economia
de Luanda Nº [001854]);

•Licenciado pelo Ministério das Finanças como Técnico de Conta com a licença Nº [3211].

•Contabilista Sénior (SOF – Serviços de Organização e Finanças); Gestão Financeira;

•Contabilidade de Custos / Analítica; Fiscalidade;


21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 3
IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO
DO TRABALHO

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 4


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE

Os principais Impostos vigentes no Sistema Fiscal Angolano


foram já enumerados no epígrafe anterior.

Neste item faremos agora uma análise sucinta de alguns


destes Impostos que têm uma ligação mais directa com a
fiscalidade empresarial, nomeadamente o Imposto sobre os
Rendimentos do Trabalho e o Imposto Industrial.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 5


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Legislação Aplicável:

Este Imposto foi criado pela Lei n.º 12/81, tendo sido
posteriormente alterado pela Lei n.º 12/92, e mais uma vez
ajustado pela Lei n.º 10/99, de 29 de Outubro.

É um Imposto Directo sobre os Rendimentos do Trabalho,


Real, periódico e progressivo (progressivo primeiro, e
proporcional depois, o que implica, ser, também,
degressivo).
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 6
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Incidência Real:

Art.º 1.º, n.º 1: O Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho


incide sobre os Rendimentos
por Conta Própria
ou por Conta de Outrem,
expressos em dinheiro
ou em espécie,
de natureza contratual ou não contratual,
periódicos ou ocasionais,
fixos ou variáveis,
independentemente da sua proveniência, local, moeda,
forma estipulada para o seu cálculo e pagamento.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 7


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Incidência Real (cont.)


Art.º 1.º, n.º 2: Constituem Rendimentos do Trabalho todas as remunerações
percebidas a títulos de
ordenados,
vencimentos,
salários,
honorários,
avenças,
gratificações,
subsídios,
prémios,
comissões,
participações,
senhas de presença,
emolumentos,
participações em multas,
custas e outras remunerações acessórias.
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 8
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Incidência Real (cont.)

Art.º 1.º, n.º 3: Para efeitos do disposto neste Artigo,


consideram-se também Rendimentos do Trabalho:
a) Sem prejuízo do disposto na alínea c) do artigo seguinte, os abonos para
falhas, os subsídios diários (no montante que ultrapasse o valor legalmente
instituído – actualmente 18.750 Kwanzas per die), de representação de
viagens ou deslocações e quaisquer outras importâncias da mesma
natureza;

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 9


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Incidência Real (cont.)

b) As importâncias que os donos de empresas individuais escriturem na


contabilidade da empresa a título de remuneração do seu próprio trabalho;
c) As remunerações dos membros dos Órgãos Estatutários das Pessoas
Colectivas e entidades;
d) Os aumentos Patrimoniais e Despesas efectivamente realizadas sem a
devida comprovação da origem do rendimento.
Post Scriptum: consideram-se ainda para efeitos de tributação como
Rendimentos do Trabalho, 50% do total dos montantes auferidos a título
de: subsídio de higiene e atavio, assistência médica e medicamentosa, e
custos de transporte.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 10


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Incidência Real (cont.)

Art.º 3.º, n.º 1: Para efeitos de aplicação do presente Artigo,


consideram-se:

a) Rendimentos de Trabalho por Conta de Outrem, todas as


remunerações atribuídas ou pagas por uma Entidade Patronal (nos termos
da citada Lei, todas as remunerações recebidas a título de ordenados,
vencimentos, salários, honorários, avenças, gratificações, subsídios,
prémios, etc.);

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 11


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Incidência Real (cont.)

Art.º 3.º, n.º 1: Para efeitos de aplicação do presente Artigo,


consideram-se:

b) Rendimentos de Trabalho por Conta Própria, os auferidos no


exercício, de forma independente, de profissão em que predomine o
carácter científico, artístico ou técnico da actividade pessoal do
Contribuinte ou pela prestação, também de forma independente, de
serviços não tributados por outro imposto.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 12


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Incidência Real (cont.)


Art.º 3.º, n.º 2:
Para efeitos do disposto na alínea a) do número anterior, considera-se
Entidade Patronal toda a Pessoa Individual ou Colectiva que, por Contrato
de Trabalho ou outro a ele legalmente equiparado, adquire o poder de
dispor da força de trabalho de outrem, mediante pagamento de uma
remuneração.

Art.º 3.º, n.º 3:


Para efeitos do disposto na alínea b) do n.º 1, só se consideram de carácter
científico, artístico ou técnico, as actividades desenvolvidas no âmbito das
profissões constantes da lista anexa ao presente Código.
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 13
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Incidência Real (cont.)


Art.º 4.º:
Consideram-se compreendidos na alínea a) do n.º 1 do art.º 3.º os
rendimentos dos membros dos Corpos Gerentes, Conselhos Fiscais,
Mesas das Assembleias Gerais ou outros Órgãos das Sociedades,
ainda que nomeados pelo Governo ou designados por Lei, assim
como as importâncias que os sócios das Sociedades donos das
empresas individuais escriturem na contabilidade da empresa a
título de remuneração do seu próprio trabalho.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 14


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Incidência Pessoal:

Art.º 5.º: O Imposto é devido pelas Pessoas Singulares, quer


residam, quer não, em Território Nacional, cujos Rendimentos
sejam obtidos por Serviços prestados ao País.

Art.º 6.º: Considera-se sempre obtido no País o rendimento


derivado da:
a) actividade dos tripulantes de navios ou aeronaves pertencentes a
empresas que neste Território tenham Residência, Sede, Direcção efectiva
ou Estabelecimento Estável;
b) actividade dos membros dos Corpos Gerentes, Conselhos Fiscais,
Mesas de Assembleias Gerais ou de outros Órgãos de Sociedades que nele
tenham a sua Sede, Direcção efectiva ou estabelecimento Estável.
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 15
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Não Incidência:
Art.º 2.º, n.º 1: Não constituem Matéria Colectável do Imposto
sobre os Rendimentos do Trabalho:
a) os subsídios de aleitamento, por morte, por acidentes de trabalho e
doenças profissionais, de desemprego e de funeral, atribuídos em
conformidade com a Lei;
b) as Pensões de Reformas por velhice, invalidez e sobrevivência e as
gratificações de fim de carreira;

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 16


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Não Incidência:
c) os Abonos para falhas (provisões para falhas), de subsídios diários (que
não ultrapassem os montantes legalmente instituídos), de férias, o 13.º
mês, os subsídios de representação, viagens e deslocações até ao limite
igual aos quantitativos estabelecidos para os funcionários do Estado
(actualmente até 18.750 Kwanzas); (Todavia, somente o 13.º mês não é
sujeito a tributação para a Segurança Social);
d) os abonos de família atribuídos de conformidade com a Lei;
e) as Contribuições para a Segurança Social;

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 17


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:

Não Incidência:
f) os subsídios de Rendas de Casa até o limite de 50% do valor do contrato
de arrendamento (Todavia, sobre eles incidem os descontos para a
Segurança Social);
g) as indemnizações por despedimento;
h) os salários e outras remunerações devidas aos assalariados eventuais
agrícolas e aos serviços domésticos;
i) os subsídios atribuídos por Lei aos cidadãos nacionais portadores de
deficiências motoras, sensoriais e mentais.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 18


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Incidência:
Não Incidência:
Art.º 2.º, n.º 2:

a) para efeitos do disposto na alínea f) do número anterior, devem os


interessados fazer a entrega de cópia do Contrato de Arrendamento na
Repartição Fiscal competente, no prazo de 15 dias a partir da data da
assinatura do Contrato;
b) na falta de entrega do respectivo Contrato, aplicar-se-á, para efeitos de
cumprimento, do estipulado na alínea f) do n.º 1, o critério da
razoabilidade tendo em conta o valor médio das rendas de casa, praticadas
no mercado no momento da Liquidação;
c) relativamente ao valor fixado com base no critério descrito na alínea
anterior, não são aceites reclamações.
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 19
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Isenções:

Isenções:
Art.º 7.º, n.º 1: Estão isentos de Imposto sobre os Rendimentos
do Trabalho:
a) os agentes das Missões Diplomáticas e Consulares sempre que haja
reciprocidade de tratamento;
b) o pessoal ao serviço de Organizações Internacionais, nos termos
estabelecidos em acordos ratificados pelo Órgão competente do Estado;

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 20


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Isenções:
Isenções:
c) o pessoal ao serviço das Organizações Não Governamentais ou
similares nos termos estabelecidos nos acordos com Entidades nacionais,
com anuência prévia do Ministro das Finanças;
d) os deficientes físicos e mutilados de guerra, cujo grau de invalidez ou
incapacidade seja igual ou superior a 50%, comprovada por Entidade
competente;
e) os cidadãos Nacionais com idade superior a 60 anos pelos Rendimentos
do Trabalho percebidos por conta de outrem;
f) os Cidadãos nacionais portadores de deficiências motoras congénitas.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 21


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Isenções:
Isenções:

Art.º 8.º, n.ºs 1 e 2:


1. Ficam isentos de IRT os cidadãos cuja remuneração mensal seja de
quantitativo igual ou inferior ao valor mínimo a isentar constante da
Tabela do Imposto sobre o Rendimento do Trabalho em vigor (Decreto
Executivo n.º 80/2009, de 7 de Agosto).

2. Os cidadãos que estejam a cumprir serviço militar nos Órgãos de Defesa


e Ordem Interna, estão igualmente isentos do pagamento deste imposto
(em Angola, todo aquele cidadão que esteja nas Forças Armadas ou nas
Polícias e vista farda, não paga IRT. Inclusive, têm Serviços de Segurança
Social próprios).

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 22


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Determinação da Matéria Colectável:

1. Contribuintes por Conta Própria:


Art.º 9.º:
1. Os Contribuintes que exerçam actividade por Conta Própria,
apresentam, na Repartição Fiscal da sua área de Residência, durante
o mês de Janeiro de cada ano, uma Declaração, conforme o Modelo
1 (anexo), de todas as remunerações ou rendimentos por eles
recebidos ou postos à sua disposição no ano antecedente
(Autoliquidação).

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 23


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Determinação da Matéria Colectável:

1. Contribuintes por Conta Própria:


Art.º 9.º:
2. A Declaração é entregue na Repartição Fiscal do domicílio do
Contribuinte. Não tendo aí domicílio mas apenas escritórios,
consultórios ou estabelecimentos, a Declaração é entregue na
Repartição da respectiva área.

3.No caso de falecimento do Contribuinte, a Declaração incumbe


aos sucessores.
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 24
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Determinação da Matéria Colectável:

1. Contribuintes por Conta Própria (cont.)

Art.º 10.º, n.º 1:


1. No apuramento do Rendimento Colectável dos Contribuintes
constantes da lista Anexa no exercício da sua actividade, são
deduzidos às receitas os seguintes encargos:
a) renda da instalação;

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 25


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Determinação da Matéria Colectável:
1. Contribuintes por Conta Própria (cont.)

b) remuneração do pessoal permanente não superior a três;


c) consumo de água e energia eléctrica;
d) telefone;
e) seguros com o exercício da actividade;
f) trabalhos laboratoriais efectuados em estabelecimentos diferenciados
dos que estejam afectados ao exercício da actividade profissional do
Contribuinte;
g) outras despesas indispensáveis à formação do rendimento, incluídas as
verbas para reintegração das instalações.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 26


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Determinação da Matéria Colectável:
1. Contribuintes por Conta Própria (cont.)
Art.º 10.º, n.º 2:
(…)
2. É considerado como despesa, para aplicação do número anterior,
30% do Rendimento Bruto do Contribuinte ou montante que prove
ter pago, desde que não possua contabilidade organizada e tenha
Livro de Registo de compra e venda e serviços prestados, visado
pela Repartição Fiscal competente.
Ou seja, apurado o Rendimento Colectável do n.º anterior, para efeitos de
cálculo do imposto deduz-se a este 30% para Despesas ou, o que é o
mesmo, considera-se 70% do mesmo Rendimento Colectável encontrado
no n.º anterior para cálculo do IRT.
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 27
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Determinação da Matéria Colectável:
1. Contribuintes por Conta Própria (cont.) – passa!

Art.º 11.º:
A determinação do Rendimento Colectável das actividades
exercidas por Conta Própria, far-se-á:

a) com base na contabilidade ou registos contabilísticos do sujeito passivo;

b) com base nos elementos disponíveis no Livro de Registo de compra e


venda e serviços prestados, ou com base nos dados de que a Administração
Fiscal disponha.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 28


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Determinação da Matéria Colectável:
1. Contribuintes por Conta Própria (cont.) – passa!

Art.º 12.º:
1. A Administração Fiscal pode rever e corrigir o valor dos
rendimentos declarados pelo Contribuinte sempre que, em face de
elementos oferecidos pela fiscalização, ou de quaisquer outros
meios de que se disponha, neles reconheça faltas, insuficiências ou
inexactidões.

2. Na falta das Declarações, cumpre à Repartição Fiscal determinar


o Rendimento Colectável com base nos elementos disponíveis.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 29


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Determinação da Matéria Colectável:

1. Contribuintes por Conta Própria (cont.)

Art.º 13.º:
1. Devem acrescer aos Rendimentos, para efeitos da determinação
da Matéria Colectável, os valores pagos em espécie, alimentação e
alojamento e quaisquer outros encargos ou obrigações suportadas
pela entidade empregadora a favor do Contribuinte, salvo as
limitações impostas por Lei.

2. As remunerações em espécie são computadas pelo seu custo,


determinado prioritariamente pelos elementos constantes dos
registos em poder da entidade Patronal ou do Beneficiário.
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 30
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Determinação da Matéria Colectável:
2. Contribuintes por Conta de Outrem: - passa!

As Entidades a quem compete pagar ou entregar as remunerações


(substitutos fiscais ou Contribuintes de direito) são responsáveis
pela retenção (desconto) e entrega nos Cofres do Estado do valor do
Imposto devido pelos seus trabalhadores.
O Imposto deve ser pago até ao último dia útil do mês seguinte ao
do recebimento das remunerações, por meio do DAR, na Repartição
Fiscal da sua área de Residência.
Para efeitos do IRT os salários do pessoal das Empresas do Estado,
privadas e mistas devem ser processados em folhas de
remunerações, desde que sejam mais de três trabalhadores.
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 31
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Taxas:
1. Trabalhadores por Conta de Outrem:
Art.º 15.º, n.º 1: Sobre os Rendimentos Mensais auferidos pelos trabalhadores
por Conta de Outrem, aplicar-se-ão as Taxas Progressivas constantes na Tabela do
IRT em vigor. As Taxas vigentes actualmente são as seguintes (Dec.-Ex. n.º 80/09):
RENDIMENTO em Kwanzas: IMPOSTO:
Até 25.000,00 Isento
De 25.001,00 a 30.000,00 5% sobre o Excesso de 25.000,00
De 30.001,00 a 35.000,00 Parcela fixa de 250,00 + 6% sobre o Excesso de 30.000,00
De 35.001,00 a 40.000,00 Parcela fixa de 550,00 + 7% sobre o Excesso de 35.000,00
De 40.001,00 a 45.000,00 Parcela fixa de 900,00 + 8% sobre o Excesso de 40.000,00
De 45.001,00 a 50.000,00 Parcela fixa de 1.300,00 + 9% sobre o Excesso de 45.000,00
De 50.001,00 a 70.000,00 Parcela fixa de 1.750,00 + 10% sobre o Excesso de 50.000,00
De 70.001,00 a 90.000,00 Parcela fixa de 3.750,00 + 11% sobre o Excesso de 70.000,00
De 90.001,00 a 110.000,00 Parcela fixa de 5.950,00 + 12% sobre o Excesso de 90.000,00
De 110.001,00 a 140.000,00 Parcela fixa de 8.350,00 + 13% sobre o Excesso de 110.000,00
De 140.001,00 a 170.000,00 Parcela fixa de 12.250,00 + 14% sobre o Excesso de 140.000,00
De 170.001,00 a 200.000,00 Parcela fixa de 16.450,00 + 15% sobre o Excesso de 170.000,00
De 200.001,00 a 230.000,00 Parcela fixa de 20.950,00 + 16% sobre o Excesso de 200.000,00
Mais de 230.001,00 Parcela fixa de 25.750,00 + 17% sobre o Excesso de 230.000,00
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 32
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Taxas:

2. Trabalhadores por Conta Própria:


Art.º 15.º:
1. (…)
2. Sobre os Rendimentos auferidos pelo exercício de actividades
por Conta Própria, aplicar-se-á a Taxa única de 15% (sobre 70% das
Receitas Brutas - conforme discriminado no Modelo):
MC = 70% das Receitas Brutas Anuais (após deduções possíveis!).

Imposto = MC x 15% = y

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 33


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Taxas:

2. Trabalhadores por Conta Própria:

3. No caso previsto no art.º 23.º (cessação da actividade durante o


exercício => tributar período do exercício), aplicar-se-á igualmente a taxa
única de 15%.
4. Sobre os Rendimentos referidos na alínea b) do n.º 3 do art.º 1.º
(remuneração dos empresários em Nome Individual), aplicar-se-á a Taxa
de 20%.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 34


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

1. O Sr. José Carlos é empregado da ICABE, Lda, uma empresa


que se dedica a pequenas obras de reparação. Mensalmente
aufere as seguintes remunerações:
Salário Base 40.500,00
Subsídio técnico 3.500,00
Prémio de efectividade 2.500,00
Subsídio de risco 2.200,00
Abono de família (3 filhos) 3.600,00
Renda de casa 7.000,00
TOTAL das Remunerações: 59.300,00

Nos termos da Legislação aplicável, desconta 3% do total das


remunerações para a Segurança Social.
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 35
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

Sabendo-se que a empresa tem os seus escritórios na Rua Dr.


Américo Boavida, n.º 36, em Luanda, e que relativamente ao mês
de Abril este trabalhador teve uma efectividade de 100%, calcule
e/ou indique:

a) O valor do IRT a pagar;


b) A entidade responsável pela entrega do imposto;
c) A data limite da entrega do imposto nos cofres do Estado;
d) A Repartição fiscal onde deve ser apresentado o DAR;
e) O contribuinte de facto;
f) O contribuinte de direito.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 36


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

2. A folha de salários que a empresa JOTA, Lda, usa é a seguinte:


N.º de Ordem: Nome do Trabalhador: Salário Mensal:
1. Jorge Manjenje 42.145,00
2. José Caféola 53.400,00
3. Mateus Kambanda 23.700,00
4. Júlio César 47.300,00
5. Carlos Bonjardim 147.700,00
6. Manuel Kilendes 93.100,00
7. Sofia Ngongo 37.400,00
8. Dilma Augusto 32.100,00

a) Calcule o IRT de cada trabalhador;


b) Calcule o valor a ser entregue na Caixa do Tesouro Nacional.
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 37
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

3. No passado dia 21 de Fevereiro a cantora Colombiana Shakira


actuou numa das salas de espectáculos de Luanda, tendo sido
remunerada em 11.173.185,00 Kz.

Calcule-se:

a) A matéria colectável por conta própria sobre a qual fazer incidir o IRT
(MCcp = 70% x Receita);

b) O Imposto a cobrar e a reter relativamente a este rendimento


(IRTcp = MC x 15%); (0,70 x 0,15 = 0,105 <=> 10,5%);

c) Qual o montante que a cantora levou consigo?


21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 38
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

4. Um jurista angolano tem um escritório na Rua Rainha Ginga e


colabora nas Construtoras Soares da Costa, onde recebe mensalmente
a quantia de 500.000,00 Kz e na Mota-Engil onde recebe o montante
de 750.000,00 Kz por mês. Todavia tem outros clientes e durante o ano
de 2009 obteve de receita o valor total de 27.500.000,00 Kz.

Calcule-se:
a) A matéria colectável resultante da actividade por conta própria sobre a qual fazer
incidir o IRT (MCcp = 70% x Receita);

b) O Imposto a cobrar e a reter relativamente a este rendimento


(IRTcp = MC x 15%);

c) Qual o montante total que o Jurista arrecada ao final do ano?

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 39


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:
5. Calcular o IRT e a remuneração mensal (salário a
pagar) dos seguintes trabalhadores:
Zé Delas:
Salário Base: 60.000,00.
Subsídio de alimentação e transporte: 20.000,00 e 15.000,00
respectivamente.
Horas extras: 25.000,00.
Subsídio de renda de casa: 35.000,00 (em que o contrato é de
55.000,00).
Subsídio de funeral de sua mãe: 32.000,00 (A Lei estipula
25.000,00).
21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 40
O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

Man Totó do Bilingue:


Salário Base: 24.000,00.
Subsídio de viagem: 18.000,00 para uma semana.
Subsídio de renda de casa: 10.000,00 (em que o contrato é de
15.000,00).
Subsídio de Chefia: 25.000,00

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 41


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

Teté Atrevida:
Salário Base: 30.000,00.
Gratificação: 25.000,00.
Horas extras: 20.000,00.
Subsídio de renda de casa mês: 15.000,00 (em que o contrato é
de 30.000,00).
13º Mês em atraso: 55.000,00.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 42


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

6. Calcular o IRT e a remuneração mensal (salário a


pagar) dos seguintes trabalhadores:
Joana Migosta:
Salário Base: 35.000,00.
Subsídio de transporte: 10.000,00 dia.
Horas extras: 25.000,00.
Subsídio de renda de casa: 35.000,00 (em que o contrato é de
80.000,00).
Abono de família: 1.000,00 para os 10 filhos.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 43


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

Tânia Das curvas (63 anos de idade):


Salário Base: 25.000,00.
Subsídio de Produtividade: 30.000,00.
Horas extras: 45.000,00.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 44


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

Outras remunerações a funcionários da empresa:


Empregada de Limpeza na empresa – Salário: 35.000,00.
Empregada de Limpeza na casa do Patrão – Salário: 40.000,00.
Empregada de Limpeza na casa do Director de Produção –
Salário: 26.000,00.
Dois (2) agricultores na fazenda da empresa: 35.000,00 cada.
Indemnização por despedimento da secretária: 90.000,00.
Gratificação de dois funcionários por fim de carreira: 30.000,00
cada.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 45


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

7. Calcular o IRT dos seguintes profissionais liberais, em


Janeiro do ano seguinte:
Hendy Batoteiro (Topógrafo):
Rendimento Recebido: 200.000,00.
Despesas:
Salário de dois funcionários: 15.000,00 cada.
Pagamento de energia e telefone: 30.000,00.
Pagamento de material de escritório: 20.000,00.
Renda do escritório: 30.000,00
Renda da casa do Topógrafo: 25.000,00
Formação dos funcionários: 20.000,00, em que 20% da formação é do
filho do seu amigo (não é funcionário).

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 46


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

Loló das Gingubas (Enfermeiro):


Rendimento Facturado: 200.000,00.
Rendimento Recebido: 130.000,00.
Foi Retido na fonte todo rendimento recebido.
Não tem contabilidade organizada.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 47


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

Dois Raboteiros:
Rendimento Recebido: 30.000,00 cada.
Não tem contabilidade organizada e nada foi retido na fonte.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 48


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto sobre os Rendimentos do Trabalho (IRT);
Exercícios de Aplicação:

8. Calcular o IRT e a remuneração mensal (salário a


pagar) dos seguintes trabalhadores:

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 49


O SISTEMA FISCAL ANGOLANO
IMPOSTOS NA ESPECIALIDADE: Tributação do Rendimento
Imposto Industrial (II);
Legislação Aplicável:

O Imposto Industrial foi criado pelo Diploma Legislativo n.º


35/72, de 29 de Abril do mesmo ano, tendo sido reajustado, já
depois da independência, pela Lei n.º 18/92, de 3 de Julho, no
âmbito da reforma do Sistema Fiscal angolano.

Pelas suas características, é, na verdade, um Imposto sobre o


Rendimento, Directo e Periódico.

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 50


FIM

21-05-2013 Prof. Me. Manuel Ribeiro Sebastiao 51