Você está na página 1de 42

AFO

AFO
AFO
AFO
AFO
AFO
AFO
AFO
AFO
AFO
AFO
AFO
AFO
AFO
AFO

AFO

Orçamento público

1. (CESPE - 2016) Julgue o item seguinte, relativos ao orçamento público. Cabe ao governo executar as funções econômicas exercidas pelo Estado, as quais se dividem em alocativa, distributiva e estabilizadora.

2. (CESPE - 2016) Julgue o item seguinte, relativos ao orçamento público.

O foco primordial do orçamento tradicional é o detalhamento da despesa, e não o aten- dimento às necessidades da sociedade ou aos objetivos que motivam a elaboração do orçamento.

3. (CESPE - 2016) Acerca das funções, dos princípios e dos principais documentos relacionados ao orçamento público, julgue o próximo item.

O orçamento público viabiliza a intervenção do governo na atividade econômica com vistas à geração de emprego e renda.

4. (CESPE - 2016) A respeito do orçamento público e das receitas e despesas públicas, julgue o item que se segue.

O orçamento tradicional ou clássico adotava linguagem contábil-financeira e se carac- terizava como um documento de previsão de receita e de autorização de despesas, sem a preocupação de planejamento das ações do governo.

5. (CESPE - 2016) A respeito de orçamento público, julgue o item que se segue. Como documento, o orçamento público prevê as quantidades de moeda que devem entrar e que devem sair dos cofres públicos ao longo do tempo.

6. (CESPE - 2016) A respeito de orçamento público, julgue o item que se segue.

O orçamento público, como instrumento de política de estabilização, visa promover o equilíbrio econômico com mudanças na receita e na despesa.

7. (CESPE - 2016) A respeito de orçamento público, julgue o item que se segue.

A função alocativa do orçamento visa à intervenção do governo na economia, com o

objetivo de diminuir as desigualdades sociais no que se refere ao acesso a renda, bens

e serviços públicos e benefícios da vida em sociedade.

8. (CESPE - 2016) A respeito do orçamento público e das receitas e despesas públicas, julgue o item que se segue.

O orçamento tradicional ou clássico adotava linguagem contábil-financeira e se carac- terizava como um documento de previsão de receita e de autorização de despesas, sem a preocupação de planejamento das ações do governo.

9. (CESPE - 2015) Acerca de finanças públicas e orçamento, julgue o item a seguir.

A atuação do governo nas modernas economias capitalistas deve restringir-se à pro- moção de ajustamentos na alocação de recursos e na distribuição de renda.

848
848

AFO

10. (CESPE - 2015) Com relação ao orçamento público e à atuação do governo na economia, julgue

o item a seguir.

As necessidades financeiras das unidades organizacionais são consideradas na elabo- ração do orçamento denominado clássico ou tradicional.

11. (CESPE - 2015) Com relação ao orçamento público e à atuação do governo na economia, julgue

o item a seguir.

A intervenção do Estado na economia justifica-se quando há segmentos do mercado em que produtos somente podem ser ofertados mediante investimentos de grande porte, com longos prazos de retorno e custos marginais muito baixos.

12. (CESPE - 2015) Com relação a orçamento público e orçamento-programa, julgue o item a se- guir.

O orçamento público tradicional é um instrumento disciplinador das finanças públicas, uma ferramenta de controle e um documento com previsão de metas sociais a serem alcançadas.

13. (CESPE - 2015) Os métodos, as técnicas e os instrumentos do orçamento público permitem a identificação do sistema de classificação orçamentária e suas características. A respeito desse assunto, julgue o item que se segue.

Os custos dos programas, mensurados pela identificação dos meios e insumos neces- sários para a obtenção de resultados, são um dos elementos essenciais do orçamen- to-programa.

14. (CESPE - 2015) Os métodos, as técnicas e os instrumentos do orçamento público permitem a identificação do sistema de classificação orçamentária e suas características. A respeito desse assunto, julgue o item que se segue.

No orçamento tradicional, a peça orçamentária apresenta a previsão de receita e a au- torização de despesa e, mesmo com a pouca relação com os anseios e as necessidades dos cidadãos brasileiros, nele há a previsão de objetivos econômicos e sociais a serem atingidos.

15. (CESPE - 2015) Acerca de técnicas e princípios relacionados com o orçamento público, julgue

o item a seguir.

O orçamento, instrumento de planejamento de qualquer entidade pública, é utilizado para demonstrar o fluxo fixado de receitas e despesas.

16. (CESPE - 2015) Com referência aos aspectos doutrinários e históricos da administração finan- ceira e orçamentária, julgue o item a seguir.

Considerando a evolução conceitual da terminologia usada em referência ao orçamen- to, o Brasil utilizou o orçamento legislativo, o executivo e o misto ao longo de sua his- tória.

849
849

AFO

17. (CESPE - 2015) Acerca do orçamento público, julgue o item subsecutivo.

O bem público resultante da função alocativa do orçamento caracteriza-se pela rivali- dade em seu consumo e pela não exclusão do consumidor no caso de não pagamento.

18. (CESPE - 2015) Acerca do orçamento público, julgue o item subsecutivo.

O orçamento público possui três funções distintas que coexistem simultaneamente:

alocativa, distributiva e estabilizadora.

19. (CESPE - 2015) Órgão: FUB Cargo: Administrador Assunto: Orçamento Público

Ainda com relação ao orçamento público, julgue o item que se segue.

O elemento básico de um orçamento são as contas que o compõem, a partir das quais

é possível antecipar situações patrimoniais e demonstrar resultados, o que na prática

as torna um instrumento de análise e de síntese para compreensão do comportamento

de uma organização.

20. (CESPE - 2015) Julgue o item a seguir, relativos a políticas públicas e planejamento governa- mental.

Por meio do orçamento-programa é possível expressar, com maior veracidade, a res- ponsabilidade do governo para com a sociedade, visto que o orçamento deve indicar com clareza os objetivos da nação.

21. (CESPE - 2015) No que diz respeito aos sistemas e processos orçamentários e à evolução do planejamento no Brasil, julgue o item seguinte.

A atividade financeira do Estado, caracterizada pela presença constante de uma pes-

soa jurídica de direito público, tem como principal finalidade a arrecadação de recursos.

22. (CESPE - 2015) A respeito da administração financeira e orçamentária, julgue o item a seguir.

O orçamento de desempenho, por considerar o resultado dos gastos e os níveis organiza-

cionais responsáveis pela execução dos programas, distingue-se do orçamento clássico.

23. (CESPE - 2014) No que se refere aos princípios orçamentários e às técnicas orçamentárias, julgue o item que se segue.

O orçamento base-zero é utilizado como um método que define objetivos com vistas à

otimização do custo-benefício, entretanto a sua adoção prejudica a adequada vincula- ção do orçamento ao planejamento de longo prazo.

24. (CESPE - 2014) No que se refere aos princípios de planejamento e de orçamento público, jul- gue o item seguinte .

A Constituição Federal de 1988 determina que o orçamento fiscal inclua todos os po-

deres da União, seus fundos, órgãos e entidades da administração direta e indireta.

850
850

AFO

25. (CESPE - 2014) Acerca do processo, das normas aplicáveis, dos métodos, técnicas e instru- mentos do orçamento público, julgue os itens subsequentes.

A proposta orçamentária elaborada pelo Poder Executivo federal embasa-se no con-

ceito de orçamento base-zero, segundo o qual a existência de determinada dotação na lei orçamentária do exercício anterior não constitui garantia para a sua inclusão no exercício seguinte.

26. (CESPE - 2014) Acerca do orçamento público e do papel do Estado nas finanças públicas, jul- gue os itens a seguir.

As dificuldades de se implementar a técnica de orçamento de base-zero incluem a re- sistência imposta pela burocracia quando a eficácia de seus programas é avaliada.

27. (CESPE - 2014) Acerca do orçamento público e do papel do Estado nas finanças públicas, jul- gue os itens a seguir.

A função alocativa do orçamento justifica-se nos casos de provisão de bens públicos

28. (CESPE - 2014) Acerca das funções e do papel do Estado e de conceitos relacionados aos bens públicos e semipúblicos, julgue o item que segue.

O controle eficaz das fronteiras de um país é considerado um bem público típico, sendo

não rival e não excludente. A oferta desse tipo de serviço é caracterizada tipicamente como o exercício da função alocativa.

29. (CESPE - 2014) No que se refere a orçamento, julgue os itens que se seguem

O orçamento participativo é aquele elaborado com o auxílio dos gerentes de todos os

níveis da organização. Contudo, esse tipo de orçamento é considerado ineficiente, uma

vez que provoca desentendimentos entre os vários níveis da organização

30. (CESPE - 2014) Com relação ao orçamento público, aos princípios orçamentários e aos ciclos orçamentários

O orçamento público, instrumento que discrimina as despesas dos programas gover-

namentais segundo sua natureza, enfatiza os fins almejados de modo a demonstrar o alvo e a finalidade dos gastos públicos bem como identificar o responsável pela execu- ção desses programas.

31. (CESPE - 2014) No Brasil, elabora-se o orçamento do tipo legislativo, dada a competência para votar e aprovar o orçamento ser do Poder Legislativo.

32. (CESPE - 2015) Acerca das noções básicas de orçamento público e de administração financeira e orçamentária, julgue o item a seguir.

O orçamento tradicional, cuja principal função é servir de instrumento de administra-

ção, é fundamental para disciplinar as finanças públicas, manter o equilíbrio financeiro e evitar a expansão dos gastos.

851
851

AFO

Princípios orçamentários

33. (CESPE - 2016) Julgue o item seguinte, relativos ao orçamento público. De acordo com o princípio da unidade orçamentária, a vigência do orçamento deverá ser limitada a um exercício financeiro.

34. (CESPE - 2016) Com relação ao orçamento público, julgue o item a seguir. De acordo com o princípio da exclusividade, autorizações para aberturas de créditos suplementares e contratações de operações de crédito, apesar de constituírem dispo- sitivos estranhos à previsão de receitas e à fixação de despesas, podem constar da lei orçamentária anual (LOA).

35. (CESPE - 2016) A respeito do orçamento público, instrumento de gestão de maior relevância da administração pública, julgue o item a seguir.

O princípio da universalidade do orçamento, consagrado nas constituições brasileiras,

estabelece que o montante da despesa autorizada em cada exercício financeiro não poderá ser superior ao total de receitas estimadas para o mesmo período.

36. (CESPE - 2016) A respeito do orçamento público e das receitas e despesas públicas, julgue o item que se segue. De acordo com o princípio da universalidade orçamentária, cada unidade orçamentária deve possuir apenas um orçamento.

37. (CESPE - 2016) Com relação ao orçamento público no Brasil, julgue o próximo item, conside- rando o que está estabelecido na Constituição Federal de 1988 (CF). No Brasil, para determinado período do ano civil, cada ente da Federação deve possuir um orçamento para as receitas e um orçamento para as despesas.

38. (CESPE - 2016) A respeito do orçamento público e das receitas e despesas públicas, julgue o item que se segue. De acordo com o princípio da universalidade orçamentária, cada unidade orçamentária deve possuir apenas um orçamento.

39. (CESPE - 2015) De acordo com as normas constitucionais, julgue o item a seguir, relativos às ações dos órgãos e autoridades públicas. Admite-se que lei vincule a receita do imposto sobre produtos industrializados (IPI) incidente sobre a venda de veículos para a reforma de estradas federais.

40. (CESPE - 2015) Acerca de finanças públicas e orçamento, julgue o item a seguir.

O princípio do equilíbrio orçamentário deixará de ser observado, caso um crédito adicio-

nal seja aberto sem a indicação da fonte de recursos necessária à cobertura da despesa.

41. (CESPE - 2015) Os princípios orçamentários são premissas que norteiam a elaboração do orça- mento. Acerca desse assunto, julgue o item a seguir. Com base no princípio da universalidade orçamentária, é correto afirmar que todas as receitas e despesas das empresas públicas e estatais devem integrar o orçamento de investimento.

852
852

AFO

42. (CESPE - 2015) Os princípios orçamentários são premissas que norteiam a elaboração do orça- mento. Acerca desse assunto, julgue o item a seguir.

A destinação de recursos provenientes da receita de impostos ao fundo de participação dos estados e municípios tem previsão constitucional e representa uma exceção ao princípio da não afetação das receitas.

43. (CESPE - 2015) Os princípios orçamentários são premissas que norteiam a elaboração do orça- mento. Acerca desse assunto, julgue o item a seguir. Com base no princípio da universalidade orçamentária, é correto afirmar que todas as receitas e despesas das empresas públicas e estatais devem integrar o orçamento de investimento.

44. (CESPE - 2015) Acerca de técnicas e princípios relacionados com o orçamento público, julgue

o item a seguir. Se todos os entes da Federação elaborassem e executassem um único orçamento, essa ação seria embasada pelo princípio orçamentário da uniformidade.

45. (CESPE - 2015) Acerca de técnicas e princípios relacionados com o orçamento público, julgue

o item a seguir. Ao produzir efeitos jurídicos e orçamentários em mais de um exercício financeiro, a lei de diretrizes orçamentárias (LDO) não desrespeita o princípio orçamentário da anualidade.

46. (CESPE - 2015) Com relação aos conceitos introdutórios da administração financeira e orça- mentária, julgue o item a seguir. Se determinado estado assinar contrato com empresa privada, prevendo a prestação de contragarantias financeiras por parte do ente público, a vinculação de uma parcela da receita oriunda do Fundo de Participação dos Estados para esta finalidade poderá ser feita sem que haja desrespeito ao princípio da não vinculação de recursos.

47. (CESPE - 2015) A respeito de administração financeira e de princípios e diretrizes orçamentá- rias, julgue o item a seguir.

A aplicação do princípio orçamentário da especialização pressupõe que um grau maior

de discriminação da receita e da despesa interessa particularmente aos escalões deci- sórios superiores, em razão de sua importância para a fiscalização e o controle.

48. (CESPE - 2015) Julgue o item a seguir, referente a orçamento. De acordo com o princípio da unidade, o orçamento deve valer para uma unidade de tempo, isto é, para o período de um ano.

49. (CESPE - 2015) ÓJulgue o item a seguir, referente a orçamento.

O princípio que estabelece que todas as receitas e despesas devem ser obrigatoria- mente consideradas é o denominado princípio da obrigatoriedade.

50. (CESPE - 2015) Julgue o item a seguir, referente a orçamento. As despesas, dentro do orçamento, devem aparecer em seus valores brutos, sem de- duções.

853
853

AFO

51. (CESPE - 2015) A respeito da administração financeira e orçamentária, julgue o item a seguir.

De acordo com o princípio da exclusividade, é vedado ao Poder Executivo incluir na lei orçamentária anual (LOA) autorização para contratação de operação de crédito.

52. (CESPE - 2015) Julgue o item a seguir, referentes a administração orçamentária.

De acordo com o princípio do orçamento bruto, o montante total de despesas orça- mentárias deve ser igual ao montante total de receitas orçamentárias.

53. (CESPE - 2014) Acerca dos princípios orçamentários e da receita pública, julgue o próximo item.

Segundo o princípio orçamentário da universalidade, ao Poder Executivo é permitido re- alizar quaisquer operações de receita ou de despesa sem prévia autorização parlamentar.

54. (CESPE - 2014) Uma empresa operou com embarcação própria sem as condições técnicas operacionais necessárias, razão por que foi autuada pela ANTAQ, devendo pagar multa de R$ 50 mil.

Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente, com base nos prin- cípios orçamentários e na receita e despesa públicas.

Em razão do princípio da universalidade, o valor recebido referente à multa aplicada pela ANTAQ somente será registrado como receita do exercício corrente se houver pre- visão dessa multa na lei orçamentária anual.

55. (CESPE - 2014) No que diz respeito a aspectos da administração financeira e orçamentária pública, julgue o item a seguir.

O princípio da anualidade orçamentária determina que o orçamento de cada um dos

entes da Federação deve ser elaborado e encaminhado ao Poder Legislativo no ano anterior ao da sua execução.

56. (CESPE - 2014) A respeito das noções de administração financeira, bem como dos princípios e das diretrizes do orçamento público, julgue os itens a seguir.

Suponha que determinado município tenha instituído contribuição de melhoria sobre imóveis localizados próximos de obra pública concluída. Nessa situação, em respeito ao princípio da não vinculação, o município estará proibido de determinar a destinação do produto da arrecadação da referida contribuição ao atendimento de despesa pública específica.

57. (CESPE - 2014) A respeito das noções de administração financeira, bem como dos princípios e das diretrizes do orçamento público, julgue os itens a seguir.

O princípio da universalidade está expresso no dispositivo constitucional que proíbe a concessão ou utilização de créditos ilimitados.

58. (CESPE - 2014) Acerca do orçamento público e do papel do Estado nas finanças públicas, jul- gue os itens a seguir.

Para evitar dupla contagem, os registros das receitas e despesas na lei orçamentária anual (LOA) devem ser realizados pelos seus valores líquidos, abatendo os impostos e as taxas.

854
854

AFO

59. (CESPE - 2014) Com relação aos aspectos gerais do orçamento público e a sua implementação no Brasil, julgue o item subsecutivo.

Considera-se respeitado o princípio da unidade orçamentária ainda que a lei orçamen- tária anual seja composta por três orçamentos diferentes, como ocorre no Brasil.

60. (CESPE - 2014) Acerca do orçamento público, julgue os itens subsecutivos.

Atende ao princípio da unidade orçamentária a inclusão, na lei orçamentária, do orça- mento de investimento de empresa em que a União detenha participação, ainda que sem direito a voto.

61. (CESPE - 2014) Acerca dos princípios orçamentários, julgue o item .

O princípio da exclusividade tem o objetivo de impedir que a lei de orçamento seja

utilizada como meio de aprovação de matérias estranhas às questões orçamentárias.

62. (CESPE - 2014) Acerca dos princípios orçamentários, julgue o item subsecutivo.

O princípio do orçamento bruto, embora bastante representativo, não está integrado à legislação brasileira.

63. (CESPE - 2014) Acerca dos princípios orçamentários, julgue o item.

O princípio da especialização contribui para o trabalho fiscalizador dos parlamentos sobre as finanças executivas.

64. (CESPE - 2014) Com relação aos orçamentos da União, aos projetos de leis em matéria de orçamento, à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e aos créditos orçamentários, julgue os itens de 38 a 40.

A Constituição Federal de 1988 (CF) veda a vinculação da receita de tributos e contri- buições de competência federal a órgão, fundo ou despesa, ressalvada a repartição do produto da arrecadação de alguns impostos, elencados em rol taxativo, para as finalidades estabelecidas no texto constitucional.

65. (CESPE - 2014) A lei orçamentária anual (LOA) pode conter dispositivo que autorize a abertura de crédito destinado a atender a dotação não prevista no programa de trabalho inicial- mente aprovado.

66. (CESPE - 2014) De acordo com o princípio da unidade, ou da totalidade orçamentária, todos os entes federados devem reunir seus diferentes orçamentos em uma única lei orçamentária, que consolidará todas as receitas e despesas públicas do Estado.

67. (CESPE - 2014) Na contabilização do total de receitas, deduzir o valor a ser inscrito na dívida ativa tributária da União descumpre o princípio orçamentário da programação.

855
855

AFO

68. (CESPE - 2014) No que se refere ao orçamento público como ferramenta de atuação do gover- no nas finanças públicas, julgue os próximos itens.

O princípio orçamentário da legalidade é estabelecido pela norma constitucional se-

gundo a qual é vedada a realização de operações de créditos que excedam o montante das despesas de capital. Serão ressalvadas, porém, as operações de crédito autoriza- das com finalidade precisa, mediante créditos suplementares ou especiais aprovados

pelo Poder Legislativo por maioria absoluta.

69. (CESPE - 2015) Acerca das noções básicas de orçamento público e de administração financeira

e orçamentária, julgue o item a seguir.

De acordo com o princípio da universalidade, o orçamento deve englobar todas as receitas e despesas do Estado para que seja realizada a programação financeira de arrecadação de tributos necessários para custear as despesas projetadas pelo governo.

70. (CESPE - 2015) Acerca das noções básicas de orçamento público e de administração financeira

e orçamentária, julgue o item a seguir.

O princípio orçamentário da unidade, que prescreve a formulação de um orçamento

único, não é observado pela Constituição Federal brasileira, que determina a existência

dos orçamentos fiscal, da seguridade social e de investimentos das estatais.

71. (CESPE - 2015) No que se refere a orçamento público e sua execução no Brasil, julgue o item que se segue.

Conforme a regra geral do princípio da não afetação, estabelecido na Carta Magna brasileira, é vedada a vinculação da receita de impostos a órgão, fundo ou despesa.

72. (CESPE - 2011) Órgão: IFB Cargo: Professor - Gestão Assunto: Princípios orçamentários

A lei de orçamento deverá discriminar a receita e a despesa para evidenciar o programa do governo e a política econômico-financeira, de forma a obedecer aos princípios de unidade, universalidade e anualidade.

Diretrizes orçamentárias

73. (CESPE - 2016) Julgue o item seguinte, relativos ao orçamento público.

O processo orçamentário é concluído com a aprovação das diversas leis orçamentárias que, em seu decorrer, foram elaboradas.

74. (CESPE - 2016) Com relação ao orçamento público brasileiro, julgue o item a seguir.

No processo orçamentário, depois de o Congresso Nacional apreciar o projeto de lei orçamentária, cabe ao presidente da República aprová-lo ou vetá-lo integralmente. Nesse processo, vetos parciais não são cabíveis.

75. (CESPE - 2016) Com relação ao orçamento público, julgue o item a seguir.

As fases do processo orçamentário incluem previsões, fixação de valores, determina- ção de limites e processo legislativo.

856
856

AFO

76. (CESPE - 2016) A respeito do orçamento público, instrumento de gestão de maior relevância da administração pública, julgue o item a seguir.

O ciclo orçamentário é constituído de uma sequência de quatro fases, ou etapas, que devem ser cumpridas como parte do processo orçamentário: elaboração, aprovação, execução e acompanhamento.

77. (CESPE - 2016) Com relação às disposições constantes na LRF a respeito da lei orçamentária anual (LOA), à lei de diretrizes orçamentárias (LDO) e ao plano plurianual (PPA), julgue o item subsecutivo.

O ciclo orçamentário pode ser definido como um rito legalmente estabelecido, com

etapas que se repetem periodicamente e que envolvem elaboração, discussão, vota-

ção, controle e avaliação do orçamento.

78. (CESPE - 2016) Com relação às disposições constantes na LRF a respeito da lei orçamentária anual (LOA), à lei de diretrizes orçamentárias (LDO) e ao plano plurianual (PPA), julgue o item subsecutivo.

O ciclo orçamentário pode ser definido como um rito legalmente estabelecido, com

etapas que se repetem periodicamente e que envolvem elaboração, discussão, vota-

ção, controle e avaliação do orçamento.

79. (CESPE - 2015) A respeito do ciclo orçamentário e todas as fases que o compõem, julgue o item que se segue.

O exercício financeiro coincide com o ano civil, ao passo que o ciclo orçamentário tem duração variável em função das várias fases de elaboração da proposta orçamentária, que incluem a apreciação, a aprovação, o controle e a avaliação do orçamento.

80. (CESPE - 2015) Acerca de técnicas e princípios relacionados com o orçamento público, julgue

o item a seguir.

O ciclo orçamentário da despesa pública é concluído com a autorização de gasto dada

pelo Poder Legislativo por meio da lei orçamentária anual (LOA), ressalvadas as even- tuais aberturas de créditos adicionais no decorrer da vigência do orçamento.

81. (CESPE - 2015) Ainda com relação ao orçamento público, julgue o item que se segue.

O processo orçamentário brasileiro é direcionado principalmente por três leis distintas:

o plano plurianual com maior vigência, a lei de diretrizes orçamentárias em conjunto com o anexo de metas e riscos fiscais e, por fim, a lei orçamentária anual, na qual se incluem o orçamento fiscal, o de seguridade social e o de investimentos das empresas.

82. (CESPE - 2015) Acerca do PPA, da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), da LOA, das técnicas orçamentárias, da supervisão ministerial e da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), julgue

o item subsecutivo. Na técnica de elaboração do orçamento público, a orçamentação diz respeito aos valo- res financeiros de custos e recursos disponíveis para a execução de projetos, os quais devem conter a definição da quantidade de produto a ser ofertado à sociedade ao final de seu período de execução.

857
857

AFO

83. (CESPE - 2014) Acerca do orçamento público e do papel do Estado nas finanças públicas, jul- gue os itens a seguir.

O gerenciamento do processo orçamentário é papel exclusivo da Secretaria de Orça- mento Federal.

84. (CESPE - 2014) Com relação ao orçamento público e às suas aplicações no cenário brasileiro, julgue os itens a seguir. No momento da promulgação da lei orçamentária anual, encerra-se a participação do Congresso Nacional no ciclo orçamentário.

85. (CESPE - 2014)

Com relação a noções básicas de administração financeira e orçamentária, julgue os itens subsequentes.

O fechamento, a compatibilização e a consolidação da proposta orçamentária da União devem ser feitos pela Secretaria de Orçamento Federal (SOF), em conjunto com os órgãos setoriais do sistema de planejamento e orçamento.

86. (CESPE - 2014)

Acerca do sistema e do processo de orçamento federal e das inovações introduzidas pela Constituição Federal de 1988, julgue os itens que se seguem. Se determinado órgão do Poder Judiciário não encaminhar sua proposta orçamentária dentro do prazo estabelecido na lei de diretrizes orçamentárias, o Poder Executivo es- tará autorizado a definir os valores da referida proposta de acordo com seus próprios critérios.

87. (CESPE - 2014)

Acerca do sistema e do processo de orçamento federal e das inovações introduzidas pela Constituição Federal de 1988, julgue os itens que se seguem.

A avaliação do cumprimento das metas previstas no plano plurianual é atribuição con- junta e integrada dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário

88. (CESPE - 2014) Órgão: Polícia Federal Cargo: Agente Administrativo Assunto: Diretrizes orça- mentárias

O orçamento público constitui norma legal a ser aplicada integralmente e contém a

previsão de receitas e a estimativa de despesas a serem realizadas pelo governo em determinado exercício financeiro, sendo objeto de estudo tanto do direito financeiro quanto do direito tributário.

89. (CESPE - 2014)

Sabendo que a organização dos programas governamentais por meio de instrumentos orçamentários tem a dupla função de controlar politicamente o poder e garantir uma administração eficiente e eficaz, julgue os itens subsequentes. No Brasil, o ciclo orçamentário é definido como processo contínuo, dinâmico e flexível, em que são avaliados os aspectos físicos e financeiros dos programas do setor público.

858
858

AFO

90. (CESPE - 2014) Dada a importância da integração entre planejamento e orçamento para o bom funcionamento da administração pública, é previsto na CF um ciclo de planejamento e execução do plano orçamentário integralmente constituído pelo PPA e pela LDO.

91. (CESPE - 2014) Acerca de orçamento público e planejamento, julgue os itens a seguir.

É responsabilidade do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal promover a

articulação de estados, Distrito Federal e municípios, de modo a compatibilizar normas

e tarefas presentes nos sistemas desses entes da Federação.

92. (CESPE - 2014) No que se refere ao ciclo orçamentário, julgue os itens de 84 a 88.

A elaboração do orçamento inicia-se com a fixação da despesa.

93. (CESPE - 2014) No que se refere ao ciclo orçamentário, julgue os itens de 84 a 88.

A duração do ciclo orçamentário é superior a um exercício financeiro, ou seja, o ciclo orçamentário não coincide com o ano civil.

94. (CESPE - 2015) No que se refere a orçamento público e sua execução no Brasil, julgue o item que se segue.

Em observância ao princípio da separação de poderes, o presidente da República não poderá propor modificações no projeto de lei relativo ao PPA.

95. (CESPE - 2015) Com relação ao disposto na CF acerca de ciclo orçamentário e orçamento pú- blico, julgue o item subsecutivo.

O ciclo orçamentário inicia-se com a formulação do planejamento plurianual pelo Po-

der Executivo e encerra-se com a avaliação da execução e do julgamento das contas.

96. (CESPE - 2015) Com relação ao disposto na CF acerca de ciclo orçamentário e orçamento pú- blico, julgue o item subsecutivo.

As fases do ciclo orçamentário podem ser aglutinadas de acordo com suas finalidades

e periodicidades.

97. (CESPE - 2015) Órgão: DEPEN Cargo: Agente penitenciário Assunto: Diretrizes orçamentárias

Com relação ao disposto na CF acerca de ciclo orçamentário e orçamento público, jul- gue o item subsecutivo.

Compete ao Poder Legislativo propor, no ciclo orçamentário, as metas e as prioridades para a administração pública.

98. (CESPE - 2011) Acerca da administração financeira e orçamentária — uma área estratégica das organizações, tanto privadas quanto públicas —, julgue os itens a seguir.

O Sistema de Administração Financeira Federal visa ao equilíbrio financeiro do governo federal, observados os limites da receita e despesa públicas, sendo a Secretaria do Tesouro Nacional o seu órgão central.

859
859

AFO

99. (CESPE - 2014) No que se refere ao funcionamento e às normas que regem a elaboração do orçamento público, julgue os próximos itens.

A Secretaria do Tesouro Nacional pode determinar, mediante portaria, a desconsidera-

ção das operações de crédito vinculadas ao saldo dos créditos adicionais, para a apu-

ração do superávit financeiro.

100. (CESPE - 2015)

Com relação às técnicas e mecanismos de elaboração, à execução e ao controle do orçamento público, julgue o seguinte item.

Ainda que não esteja compatível com o plano plurianual, a emenda ao projeto de lei orçamentária que pretender consignar recursos para transferência a empresa estatal com o objetivo de financiar a construção de uma usina hidrelétrica poderá ser apresen- tada na Comissão Mista de Orçamento por qualquer parlamentar.

101. (CESPE - 2013)

Acerca do planejamento e orçamento federal, julgue os itens seguintes.

As unidades de planejamento e orçamento das entidades vinculadas ou subordinadas aos ministérios e órgãos setoriais estão sujeitas à orientação normativa e à supervisão técnica do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, assim como as unidades responsáveis pelos orçamentos dos demais poderes estão sujeitas à orientação norma- tiva do órgão central do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal.

102. (CESPE - 2013) O Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal abrange as atividades de elaboração, acompanhamento e avaliação de planos, programas e orçamento e a realiza- ção de estudos e pesquisas socioeconômicas, tendo entre seus objetivos a formulação do Plano Plurianual, as diretrizes orçamentárias e os orçamentos anuais.

103. (CESPE - 2012) No que diz respeito a orçamento público, julgue os próximos itens.

O projeto de lei de diretrizes orçamentárias do governo federal para o exercício de 2013, elaborado em 2012, só poderá ser submetido à análise da Comissão Mista de Orçamen- to em janeiro de 2013.

104. (CESPE - 2012) No que concerne a funções de planejamento e de orçamento federal, de admi- nistração financeira, de contabilidade e de controle interno no âmbito do Ministério Públi- co, julgue os itens.

A mensagem e o plano de governo que o presidente da República deve encaminhar

anualmente ao Congresso Nacional devem incorporar relatório elaborado pelo Con- selho Nacional do Ministério Público, que incluirá os dados relativos à execução orça-

mentária.

860
860

AFO

105. (CESPE - 2011) O orçamento constitui, nas finanças públicas, a peça por meio da qual se admi- nistram as receitas, as despesas e a dívida dos poderes públicos. Acerca do planejamento e do orçamento público, julgue os itens seguintes.

O emprego do planejamento governamental — um processo contínuo que fundamen-

ta, antecede e acompanha o orçamento — possibilita a formulação de políticas e pro- gramas governamentais, permitindo ao Estado aparelhar-se para atender melhor as necessidades do país.

106. (CESPE - 2015) A respeito de planejamento e avaliação, funções fundamentais em políticas públicas, julgue o item subsequente.

O plano plurianual (PPA) e a lei de diretrizes orçamentárias (LDO) são importantes instrumentos de planejamento governamental, por meio dos quais são definidas as prioridades do governo para um período de quatro anos.

107. (CESPE - 2015) A respeito de planejamento e avaliação, funções fundamentais em políticas públicas, julgue o item subsequente.

O processo de planejamento governamental compreende as funções de planejamento, execução e controle.

SIDOR e SIAFI

108. (CESPE - 2015) Com relação à Conta Única do Tesouro Nacional e aos instrumentos de segu- rança do Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI), julgue o item a seguir.

Qualquer irregularidade constatada após a contabilização de documento no SIAFI so- mente poderá ser corrigida por meio da emissão de um novo documento que efetue o acerto.

109. (CESPE - 2013) Com relação ao Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI), à Con- ta Única do Tesouro e ao suprimento de fundos, julgue os itens seguintes.

Por intermédio do SIAFI, é possível acompanhar a execução orçamentária e financeira da União, dos estados e dos municípios.

O SIAFI, que é responsável pela execução orçamentária e financeira dos recursos pú-

blicos do governo federal e por garantir a integridade da informação inserida na base de dados, possui regras claras de controles e de auditores contábeis. A respeito das

conformidades no SIAFI, julgue os itens seguintes.

No SIAFI, há mecanismos de segurança de dados que preservam a imutabilidade dos documentos, ou seja, o sistema não permite a alteração de documento registrado.

861
861

AFO

110. (CESPE - 2013) O SIAFI, que é responsável pela execução orçamentária e financeira dos re- cursos públicos do governo federal e por garantir a integridade da informação inserida na base de dados, possui regras claras de controles e de auditores contábeis. A respeito das conformidades no SIAFI, julgue os itens seguintes.

A conformidade de operadores, cuja responsabilidade é de cada unidade gestora,

corresponde a uma rotina de confirmação ou desativação de usuários, que deve ser registrada por usuário da própria unidade gestora, uma vez por mês, em qualquer dia do mês.

111. (CESPE - 2013) O SIAFI, que é responsável pela execução orçamentária e financeira dos re- cursos públicos do governo federal e por garantir a integridade da informação inserida na base de dados, possui regras claras de controles e de auditores contábeis. A respeito das conformidades no SIAFI, julgue os itens seguintes.

Ao acessar o sistema, o CPF do operador é registrado automaticamente, bem como a

data, a hora e o número do terminal utilizado para o acesso. Isso decorre do cumpri- mento dos requisitos necessários para atendimento à primeira regra de segurança, que

é a identificação das operações do usuário.

112. (CESPE - 2013) O SIAFI, que é responsável pela execução orçamentária e financeira dos re- cursos públicos do governo federal e por garantir a integridade da informação inserida na base de dados, possui regras claras de controles e de auditores contábeis. A respeito das conformidades no SIAFI, julgue os itens seguintes.

A conformidade contábil dos atos e fatos da gestão orçamentária, financeira e patrimo-

nial está circunscrita somente às unidades gestoras executoras do SIAFI, exigindo-se, como condição precípua, a existência de saldos contábeis ou movimentos mensais.

113. (CESPE - 2013) Com relação ao orçamento público, julgue os itens subsecutivos.

A execução orçamentária e financeira da receita e da despesa das empresas estatais

dependentes deve ser registrada na modalidade parcial do Sistema Integrado de Ad- ministração Financeira (SIAFI).

114. (CESPE - 2013) Programação e acompanhamento da execução do orçamento são elementos básicos do planejamento e controle. Com relação a esse tema, julgue os itens seguintes.

Entre os objetivos do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Fe- deral (SIAFI) estão a promoção do controle diário da execução orçamentária e a dispo- nibilização de meios para agilização da programação financeira.

115. (CESPE - 2013) Julgue os itens a seguir, relativos ao sistema de planejamento e orçamento federal e aos sistemas de informação em uso no governo federal.

A nota de liquidação é o documento utilizado pelo Sistema Integrado de Administra-

ção Financeira (SIAFI) do governo federal para registrar a apropriação de receitas e despesas, bem como outros atos e fatos administrativos, incluídos os relativos a enti- dades supervisionadas, associados a eventos contábeis não vinculados a documentos específicos.

862
862

AFO

116. (CESPE - 2013) No que se refere ao orçamento público, julgue os itens subsequentes.

Um dos principais objetivos do sistema integrado de administração financeira do go- verno federal (SIAFI) consiste em permitir o controle da dívida interna e externa, assim como das transferências negociadas.

117. (CESPE - 2013) No que se refere ao orçamento público, julgue os itens subsequentes.

A operacionalização da conta única do Tesouro Nacional é efetuada por meio de docu- mentos registrados no SIAFI.

118. (CESPE - 2013) Com relação a programação e execução orçamentária e financeira, julgue os itens subsecutivos. Nesse sentido, considere que as siglas LOA e Siafi, sempre que empre- gadas, referem-se, respectivamente, a lei orçamentária anual e a sistema integrado de administração financeira.

O Siafi, apesar do uso generalizado, apresenta como desvantagem a falta de unificação dos recursos financeiros do Estado em uma conta única, o que compromete a capaci- dade dos órgãos em realizar de forma eficiente a execução do orçamento.

119. (CESPE - 2012) Em referência ao orçamento público, julgue os itens de 56 a 60.

O agente público pode obter no SIAFI as informações que permitem elaborar o balanço

geral da União e relatórios de execução do orçamento e de demonstração das contas a serem apresentadas ao Congresso Nacional pelo presidente da República.

120. (CESPE - 2012) Em relação ao orçamento público no Brasil, julgue os itens subsequentes.

O Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI), desenvolvido pelo Serviço

Federal de Processamento de Dados, processa e controla a execução orçamentária, financeira, patrimonial e contábil dos órgãos da administração pública direta federal, suas autarquias, fundações e empresas públicas ou sociedades de economia mista contempladas no orçamento fiscal e da seguridade social da União.

121. (CESPE - 2012) Julgue os itens a seguir, a respeito do SIAFI e de seu subsistema de contas a pagar e a receber (CPR).

O SIAFI, como principal instrumento utilizado pelo governo federal para registro, acompanhamento e controle da execução orçamentária, permite que a contabilidade

pública seja fonte segura e tempestiva de informações gerenciais destinadas a todos

os níveis da administração pública federal.

122. (CESPE - 2012) A nota de empenho, um dos principais documentos orçamentários do SIAFI, registra o comprometimento de despesa da administração pública. Nela, discriminam-se o nome do credor, a especificação e o valor da despesa.

123. (CESPE - 2012) No SIAFI, os subsistemas compõem-se de um conjunto de módulos que com- preendem um conjunto de transações.

124. (CESPE - 2011) A modalidade de consulta sintética deve ser escolhida em caso de necessidade de informações atualizadas no SIAFI até o instante em que sejam solicitadas.

863
863

AFO

Receita pública

125. (CESPE - 2014) Em referência a receita e despesa públicas, julgue os itens que se seguem.

O controle e a avaliação da receita devem ser realizados em fase posterior às etapas de planejamento e execução.

126. (CESPE - 2016) Com relação ao orçamento público brasileiro, julgue o item a seguir. As classificações orçamentárias da receita recebem denominações semelhantes às da despesa, para facilitar o entendimento da origem e a definição do destino dos recursos.

127. (CESPE - 2016) A respeito do orçamento público e das receitas e despesas públicas, julgue o item que se segue. As receitas públicas são classificadas como provisórias e definitivas.

128. (CESPE - 2016) Com relação ao orçamento público no Brasil, julgue o próximo item, conside- rando o que está estabelecido na Constituição Federal de 1988 (CF). Recursos financeiros de caráter temporário, como as fianças, integram as receitas na LOA.

129. (CESPE - 2016) A respeito do orçamento público e das receitas e despesas públicas, julgue o item que se segue. As receitas públicas são classificadas como provisórias e definitivas.

130. (CESPE - 2015) Com base nas normas fundamentais instituídas pela Lei de Responsabilidade Fiscal, julgue o próximo item. Na apuração da receita corrente líquida, devem ser excluídos os períodos referentes a exercícios financeiros já encs.

131. (CESPE - 2015) Acerca da estrutura programática, econômica e organizacional para alocação de recursos, bem como da classificação orçamentária — que é o instrumento utilizado para elaboração, execução e controle do orçamento —, julgue o item seguinte. Considere que, no edital de licitação para venda de ativos de determinado ente público da administração direta, conste a obrigatoriedade de depósitos em caução por parte dos interessados. Nesse caso, esses valores deverão ser considerados ingressos extra- orçamentários, visto que são recursos financeiros de caráter temporário e relativos a valores não componentes da lei orçamentária.

132. (CESPE - 2015) Julgue o item subsequente, relativo a conceitos e mecanismos técnicos de ges- tão dos recursos orçamentários.

A classificação destinada a identificar as receitas de acordo com sua inclusão no resul- tado fiscal do governo divide-se em receitas de resultado primário e secundário.

133. (CESPE - 2015) Com relação às técnicas e mecanismos de elaboração, à execução e ao controle do orçamento público, julgue o seguinte item.

O ingresso proveniente de outros entes da Federação, efetivado mediante condições

preestabelecidas ou mesmo sem qualquer exigência, deve ser classificado como outras

receitas correntes.

864
864

AFO

134. (CESPE - 2015) Ainda com relação ao orçamento público, julgue o item que se segue.

De acordo com a categoria econômica, o superávit do orçamento corrente é considera- do fonte de receita corrente do Estado.

135. (CESPE - 2015) Com relação às classificações e técnicas de execução do orçamento público, julgue o item que se segue.

É vedado classificar o ingresso de recursos provenientes da alienação de componentes do ativo permanente como receita patrimonial.

136. (CESPE - 2015) Acerca do PPA, da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), da LOA, das técnicas orçamentárias, da supervisão ministerial e da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), julgue o item subsecutivo.

Sob a ótica das atuais normas orçamentárias, são consideradas receitas de capital as receitas de compensação financeira provenientes da fruição de recursos minerais, hí- dricos e florestais para recompor financeiramente os prejuízos ou danos causados pela atividade econômica na exploração desses bens.

137. (CESPE - 2015) Julgue o item seguinte, a respeito de receita pública.

Os ingressos extraorçamentários, que integram o fluxo financeiro das receitas públicas, não têm impacto no patrimônio líquido nem são objeto de programação orçamentária.

138. (CESPE - 2014) Uma empresa operou com embarcação própria sem as condições técnicas operacionais necessárias, razão por que foi autuada pela ANTAQ, devendo pagar multa de R$ 50 mil.

Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente, com base nos prin- cípios orçamentários e na receita e despesa públicas.

As multas aplicadas pela ANTAQ no exercício de suas atividades não podem ser classi- ficadas como tributos.

139. (CESPE - 2014) Em relação a tributos, tarifas e contribuições fiscais e parafiscais, julgue o item abaixo.

As contribuições parafiscais, assim como os impostos, são classificadas como tributos,

e sua arrecadação é destinada ao custeio de atividade paraestatal.

140. (CESPE - 2014) Com relação às técnicas e procedimentos para elaboração e execução do orça- mento público, julgue o item subsequente.

As classificações de receitas correntes intraorçamentárias e de receitas de capital in- traorçamentárias têm objetivos distintos da classificação da receita por categoria eco- nômica.

141. (CESPE - 2014) Julgue o item que se segue, com relação às receitas e às despesas públicas.

Lançamento é um estágio da receita pública que, embora previsto em lei, somente é executado em casos de receitas específicas.

865
865

AFO

142. (CESPE - 2014) A respeito das receitas e despesas públicas, julgue os itens a seguir.

Algumas receitas orçamentárias podem não passar, antes do seu recolhimento, pela etapa de lançamento.

143. (CESPE - 2014) A respeito das receitas e despesas públicas, julgue os itens a seguir.

Receitas de capital são aquelas que provocam efeito no patrimônio líquido do governo.

144. (CESPE - 2014) Com relação à receita pública, julgue o item subsequente.

Em obediência ao regime de caixa, uma receita orçamentária somente poderá ser re- gistrada quando ocorrer o efetivo ingresso dos recursos.

145. (CESPE - 2014) Julgue o próximo item , a respeito da receita e da despesa públicas.

A classificação da receita orçamentária compõe um instrumento auxiliar na organiza-

ção do orçamento. Nesse sentido, norma vigente determinou a classificação das recei- tas como periódicas ou esporádicas, criando, com isso, um recurso para a operaciona- lização do indicador de resultado primário.

146. (CESPE - 2014) Acerca das receitas e despesas públicas, julgue o item a seguir.

As concessões e permissões e as compensações financeiras são registradas como re- ceitas de contribuição.

147. (CESPE - 2014) No que se refere à programação e à execução orçamentária bem como às receitas e despesas públicas, julgue os itens que se seguem.

Todas as receitas correntes e ingressos de recursos registrados na execução do orça- mento passam pelos estágios de lançamento, arrecadação e recolhimento.

148. (CESPE - 2014) Com referência ao processo de orçamentação público no Brasil, incluindo clas- sificações e conceitos técnicos, bem como o acompanhamento da execução e a descentra- lização financeira,

A classificação da receita por identificador de resultado divide as receitas públicas

entre aquelas relacionadas com o resultado fiscal e as relacionadas com o resultado operacional.

149. (CESPE - 2014) Acerca das receitas e das despesas públicas, julgue os próximos itens.

Se determinado órgão público tiver recebido rendimentos sobre aplicações de disponi- bilidades em operações de mercado, então a receita correspondente a esses rendimen- tos será classificada como receita patrimonial.

150. (CESPE - 2014) Em relação às normas vigentes para a fase de execução do orçamento, bem como aos estágios da receita e da despesa públicas, julgue os itens subsecutivos.

O estágio da receita pública durante o qual o agente público deve determinar a matéria tributável é denominado lançamento.

866
866

AFO

151. (CESPE - 2014) Considere que a prefeitura de determinado município brasileiro tenha planeja- do, para 2014, uma sequência de operações para originarem receitas classificadas, segun- do a lei, como receita de capital. Nessa situação, essas receitas deverão ser consideradas na apuração da receita orçamentária do município.

152. (CESPE - 2014) Tendo em vista as normas que regem o orçamento público, julgue os itens que se seguem. Nesse sentido, considere que PPA se refere ao plano plurianual; LDO, à lei de diretrizes orçamentárias; e LOA, à lei orçamentária anual.

Considere que uma universidade pública seja proprietária de uma fazenda de criação de gado e realize a venda de animais para abate, auferindo, na operação, receita tipi- camente classificada como de atividade agropecuária. Nessa situação, tal receita, do ponto de vista orçamentário, deverá ser classificada como receita corrente.

153. (CESPE - 2014) Sabendo que a organização dos programas governamentais por meio de ins- trumentos orçamentários tem a dupla função de controlar politicamente o poder e garantir uma administração eficiente e eficaz, julgue os itens subsequentes.

Recursos provenientes de caução não devem ser considerados receita orçamentária, pois representam apenas movimentação de fundos.

154. (CESPE - 2014) Em relação a créditos adicionais, receita, despesa pública, restos a pagar e despesas de exercícios anteriores, julgue os itens seguintes.

A classificação da receita quanto à natureza visa identificar a origem do recurso que

ingressa nos cofres públicos segundo o fato gerador, servindo para análise do impacto dos investimentos governamentais na economia.

155. (CESPE - 2014) No que se refere às receitas e às despesas públicas, julgue os itens que se seguem.

A aquisição, por determinado órgão público, de veículos por meio de contrato de arren- damento mercantil financeiro deve ser registrada como receita orçamentária.

DÍVIDA ATIVA

156. (CESPE - 2016) Julgue o item que se segue, acerca de receita pública.

Os créditos a receber da dívida ativa, que são classificados no ativo, representam uma fonte potencial de fluxo de caixa.

157. (CESPE - 2015) Julgue o item subsequente, relativo a conceitos e mecanismos técnicos de ges- tão dos recursos orçamentários.

Caso determinado cidadão pague uma parcela de dívida de natureza tributária que esteja inscrita na dívida ativa da União e cujo prazo para pagamento tenha vencido, então a receita correspondente deverá ser classificada como outras receitas correntes.

867
867

AFO

158. (CESPE - 2015) Julgue o item subsecutivo, referente a conceitos e normas aplicáveis à receita pública.

A inscrição de um crédito em dívida ativa se configura como um fato contábil modifica- tivo aumentativo para o ente público como um todo, pois faz surgir um ativo que não existia.

159. (CESPE - 2014) Acerca do processo orçamentário e da receita e despesa públicas, julgue o item seguinte.

O valor de um imposto vencido e não pago no prazo legal, apuradas a sua liquidez e

certeza, poderá ser inscrito na dívida ativa. O mesmo não ocorrerá com um aluguel devido a determinada entidade pública, vencido e não pago no prazo legal.

160. (CESPE - 2014) Acerca das receitas e despesas públicas, julgue o item a seguir.

A dívida ativa é um crédito da fazenda pública, de natureza tributária ou não, exigível em virtude do transcurso do prazo de pagamento.

161. (CESPE - 2014) A dívida ativa, por ser uma fonte potencial de fluxos de caixa com impacto positivo gerado pela recuperação de valores, espelha créditos a receber, portanto deve ser contabilmente reconhecida no ativo.

162. (CESPE - 2013) Em relação ao orçamento público, julgue o item seguinte.

A inscrição na dívida ativa por órgão competente fornece uma presunção de certeza e liquidez apenas relativa a respeito da existência do débito a ser pago.

163. (CESPE - 2013) A respeito de receita pública, julgue o item que se segue.

A receita da dívida ativa é receita orçamentária corrente relativa a fato permutativo.

164. (CESPE - 2013) A respeito de receita pública e de dívida ativa, julgue os itens que se seguem.

O recebimento de aluguéis inscritos na dívida ativa de natureza não tributária devem

ser contabilizados como receita corrente do exercício financeiro de sua arrecadação.

165. (CESPE - 2013) A respeito de receita pública e dívida, julgue os itens que se seguem.

A inclusão do contribuinte na dívida ativa tem como requisito a apuração da certeza e liquidez da dívida.

166. (CESPE - 2013) Com relação à classificação orçamentária da receita segundo a categoria eco- nômica, julgue os itens a seguir. As receitas decorrentes da dívida ativa da amortização de empréstimos são classifica- das como receita de capital.

167. (CESPE - 2013) No que concerne à administração financeira e orçamentária do Estado brasilei- ro, julgue os itens subsecutivos. De acordo com o Manual Técnico de Orçamento, dívida ativa corresponde a um crédito da fazenda pública, de natureza tributária ou não tributária, que é cobrado por meio da emissão de certidão de dívida ativa da fazenda pública da União, e equivale a um título executivo.

868
868

AFO

168. (CESPE - 2013) A respeito de créditos adicionais e dívida ativa, julgue os itens a seguir.

A dívida ativa constitui os créditos da fazenda pública que independem de autorização orçamentária, tendo sido contraída mediante emissão de títulos para atender a dese- quilíbrio orçamentário.

169. (CESPE - 2013) Acerca de receita pública, julgue os itens seguintes.

A inscrição de contribuinte na dívida ativa devido ao não pagamento de obrigações

tributárias no prazo estabelecido caracteriza apenas ato permutativo de contas dentro do próprio ativo, pois exclui a cobrança de juros ou a atualização monetária.

170. (CESPE - 2012)Acerca de receitas públicas, julgue os itens que se seguem.

A dívida ativa constitui-se dos créditos não financeiros oriundos de tributos lançados e não arrecadados em um exercício, bem como dos autos de infração não contestados.

171. (CESPE - 2012) Em referência ao orçamento público, julgue os itens de 56 a 60.

A dívida ativa regularmente inscrita prescreverá em cinco anos, contados da data do

ato ou fato que tiver dado origem ao correspondente direito de pagamento das despe- sas de exercícios anteriores não pagos no período devido.

172. (CESPE - 2012) A etapa de definição clara e objetiva da receita é fundamental para a apropria- da organização orçamentária, constituindo pré-requisito para o planejamento. Acerca da receita pública no Brasil, julgue os itens que se seguem.

No caso da dívida ativa, aplica-se o regime de competência, ou seja, os créditos públi- cos devem ser registrados como receita orçamentária no exercício de sua arrecadação.

173. (CESPE - 2012) Acerca das técnicas, métodos e definições conceituais da atividade orçamentá- ria pública, julgue os próximos itens.

Considerando que determinado gestor público tenha sido julgado em alcance pelo Tri- bunal de Contas da União, por não ter arrecadado as taxas atribuídas pela legislação ao órgão que ele dirigia, o montante definido para ressarcimento ao erário, se não for pago até o vencimento fixado, constituirá dívida ativa não tributária.

174. (CESPE - 2012) Após apurada a sua liquidez e certeza, os créditos da fazenda pública exigíveis pelo transcurso do prazo para pagamento devem ser inscritos em registro próprio como dívida ativa.

175. (CESPE - 2012) A cobrança de atualização monetária, multa e juros de mora deve ser conside- rada no valor da receita da respectiva dívida ativa.

176. (CESPE - 2012) Acerca de receita e despesa públicas, julgue o item.

A inscrição de créditos na dívida ativa representa contabilmente um fato modificativo

que tem como resultado um acréscimo patrimonial no órgão ou unidade competente para inscrição em dívida ativa e um decréscimo patrimonial no órgão ou entidade ori- ginadora do crédito.

869
869

AFO

177. (CESPE - 2011) Em relação aos tributos e à receita pública, julgue os itens de 47 a 51.

A dívida ativa da União é composta pelos créditos da fazenda pública, tributários ou

não, que, não pagos nos vencimentos, são inscritos em registro próprio, após apurada sua liquidez e certeza.

178. (CESPE - 2011) A respeito das receitas e despesas públicas, julgue os itens subsecutivos.

A cobrança judicial da dívida ativa se sujeita a concurso de credores ou habilitação nos casos de falência, não havendo preferência entre os diversos entes da administração e suas autarquias.

179. (CESPE - 2010) Com referência às disposições constitucionais em matéria orçamentária e à conceituação e classificação da receita e da despesa orçamentárias, julgue os itens sub- sequentes.

A dívida ativa das contribuições previdenciárias recebidas é considerada receita da dí-

vida ativa tributária e classificada como receita tributária, de acordo com o respectivo tributo.

180. (CESPE - 2010) Julgue os itens subsequentes, relativos a aspectos da receita pública.

Caso determinado débito seja inscrito na dívida ativa e não seja pago, o órgão compe- tente da fazenda pública será obrigado a propor uma ação de execução fiscal no prazo estabelecido em lei, sob pena de o ente respectivo ficar proibido de receber transferên- cias voluntárias de outros entes.

181. (CESPE - 2010) No governo federal, dívida ativa são créditos da fazenda pública de natureza tributária ou não tributária, exigíveis em virtude do transcurso do prazo para pagamento. Acerca da cobrança e classificação da dívida ativa, julgue os seguintes itens.

A dívida ativa é cobrada por meio da emissão da certidão da dívida ativa da fazenda pública da União inscrita na forma da lei, valendo como título de execução.

182. (CESPE - 2010) As receitas decorrentes de dívida ativa tributária ou não tributária devem ser classificadas como outras receitas de capital.

Despesa pública

183. (CESPE - 2015) Com relação às técnicas e mecanismos de elaboração, à execução e ao controle do orçamento público, julgue o seguinte item.

A etapa do planejamento de determinada despesa pública encerra-se com sua fixação na lei orçamentária anual.

184. (CESPE - 2014) ÓJulgue o próximo item , a respeito da receita e da despesa públicas.

Um servidor poderá consultar a lei orçamentária em vigor e observar a classificação funcional da despesa com a finalidade de identificar quais despesas serão executadas em sua área de atuação.

870
870

AFO

185. (CESPE - 2016) Com relação ao orçamento público brasileiro, julgue o item a seguir. Despesas públicas não computadas na lei de orçamento anual ou insuficientemente dotadas poderão ser autorizadas por meio dos denominados créditos adicionais.

186. (CESPE - 2016) No que diz respeito às despesas públicas, julgue o item subsecutivo.

O empenho, primeiro estágio da despesa pública, consiste em reserva de dotação or- çamentária para um fim específico e deve ser assinado pelo ordenador da despesa.

187. (CESPE - 2016) Julgue o item a seguir, relativo à implementação do orçamento público no Brasil.

A fixação da despesa, que compreende a adoção de medidas em determinada situação

idealizada, conforme os recursos disponíveis e as diretrizes e prioridades traçadas pelo

governo, é um dos estágios da despesa pública previstos na legislação em vigor.

188. (CESPE - 2015) A respeito da classificação da despesa pública, julgue o próximo item.

A classificação programática da despesa permite a segregação das dotações orçamen- tárias de acordo com as funções das áreas de atuação governamental.

189. (CESPE - 2015) A respeito da classificação da despesa pública, julgue o próximo item.

A classificação institucional da despesa permite a identificação da unidade administra- tiva responsável pelas dotações autorizadas pelo Legislativo.

190. (CESPE - 2015) Julgue o item subsequente, relativo a conceitos e mecanismos técnicos de ges- tão dos recursos orçamentários.

O mecanismo de classificação funcional permite a combinação de funções com subfun- ções diferentes, sendo estas últimas subordinadas a outras funções.

191. (CESPE - 2015) Com relação a conceitos e normas aplicáveis à despesa pública, julgue o item a seguir. Uma transferência efetuada pela União a um município, para aquisição de equipamen- tos médicos, é uma despesa de capital efetiva, de forma que não se exige contrapartida do município.

192. (CESPE - 2015) Com relação às técnicas e mecanismos de elaboração, à execução e ao controle do orçamento público, julgue o seguinte item.

O segmento da classificação funcional da despesa pública que se relaciona com a mis- são institucional do órgão é denominado programa.

193. (CESPE - 2015) Ainda com relação ao orçamento público, julgue o item que se segue. As inversões financeiras, a amortização, os juros e encargos da dívida são grupos de despesas orçamentárias vinculadas à categoria econômica de despesas correntes.

194. (CESPE - 2015) Julgue o item que se segue, acerca dos estágios da despesa orçamentária.

A apuração da quantia exata a ser paga em relação às despesas incorridas por um ente federativo ocorre na fase de pagamento, sendo vedada a adoção de regime de adian- tamento com vistas a honrar o pagamento dessas despesas.

871
871

AFO

195. (CESPE - 2015) Julgue o item que se segue, acerca dos estágios da despesa orçamentária. Realiza-se por meio de empenho global a reserva de dotação orçamentária de compro- missos decorrentes de despesas contratuais com pagamento sujeito a parcelamento.

196. (CESPE - 2015) Com relação à responsabilidade fiscal e a classificações orçamentárias da recei- ta e da despesa pública, julgue o item subsequente.

A discriminação da despesa quanto a sua natureza deve ser feita, na elaboração da lei orçamentária, por categoria econômica, grupo de natureza de despesa e modalidade de aplicação.

197. (CESPE - 2015) A despesa pública compreende o gasto autorizado no orçamento para atendi- mento das finalidades do Estado. A respeito desse tema, julgue o item a seguir.

O servidor da administração é responsável por atestar, no verso do documento apre-

sentado, desde que atendidas todas as condições contratadas, o recebimento de bens,

a execução de obras ou a prestação de serviços.

198. (CESPE - 2015) A despesa pública compreende o gasto autorizado no orçamento para atendi- mento das finalidades do Estado. A respeito desse tema, julgue o item a seguir. Com a emissão da nota de empenho, a administração reconhece a dívida como líquida

e certa; havendo, então, a partir desse documento, a obrigação de pagamento, desde que as cláusulas contratuais tenham sido efetivamente cumpridas.

199. (CESPE - 2015) A despesa pública compreende o gasto autorizado no orçamento para atendi- mento das finalidades do Estado. A respeito desse tema, julgue o item a seguir.

A ordem dos estágios de uma despesa pública - empenho, liquidação e pagamento - pode variar de acordo com a natureza da despesa.

200. (CESPE - 2015) A despesa pública compreende o gasto autorizado no orçamento para atendi- mento das finalidades do Estado. A respeito desse tema, julgue o item a seguir.

O

empenho global é utilizado nos casos em que a administração não pode determinar

o

montante exato da despesa durante o exercício.

201. (CESPE - 2015) Acerca do PPA, da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), da LOA, das técnicas orçamentárias, da supervisão ministerial e da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), julgue o item subsecutivo. São dispêndios extraorçamentários as saídas de numerários para os pagamentos de restos a pagar, os resgates de operações de crédito por antecipação de receita orça- mentária e as transferências de dinheiro de empréstimos consignados efetuados pelos servidores para os bancos credores.

202. (CESPE - 2014) Uma entidade pública realizou a compra de computadores e a entrega dos equipamentos foi devidamente atestada em 31/12/2013. Em virtude de procedimentos in- ternos, o pagamento foi realizado trinta dias após a entrega dos bens. Considerando essa situação hipotética, julgue o próximo item. Apesar da liquidação da despesa, o estágio do recolhimento da despesa não foi con- cretizado em virtude do não pagamento ao fornecedor.

872
872

AFO

203. (CESPE - 2014) Com relação às técnicas e procedimentos para elaboração e execução do orça- mento público, julgue o item subsequente.

A classificação institucional tem por objetivo identificar em que orçamento a despesa deverá ser realizada.

204. (CESPE - 2014) A respeito das noções de administração financeira, bem como dos princípios e das diretrizes do orçamento público, julgue os itens a seguir.

A autorização orçamentária deve preceder a realização financeira da despesa, mas a re-

alização financeira de determinada receita pode preceder sua autorização orçamentária

205. (CESPE - 2014) A respeito das receitas e despesas públicas, julgue os itens a seguir. Assim como as receitas, as despesas podem ser classificadas em duas categorias eco- nômicas: correntes e de capital.

206. (CESPE - 2014) Acerca da despesa pública, julgue o item que se segue.

É vedada a realização de despesas públicas sem a emissão prévia da nota de empenho.

207. (CESPE - 2014) Em relação às receitas e despesas públicas, julgue os itens subsequentes.

O pagamento de despesas de exercícios encs deve, sempre que possível, ser realizado em ordem cronológica.

208. (CESPE - 2014) No que se refere às classificações orçamentárias e à execução orçamentária e financeira das receitas e despesas públicas, julgue os itens subsequentes. Na classificação orçamentária da despesa, a modalidade de aplicação indica, entre ou- tros, se recursos do orçamento da União se destinam à aplicação por entidades priva- das sem fins lucrativos ou por outras instituições.

209. (CESPE - 2014) No que se refere às classificações orçamentárias e à execução orçamentária e financeira das receitas e despesas públicas, julgue os itens subsequentes.

A aquisição de material permanente é classificada como despesa corrente. Por essa ra-

zão, uma nota fiscal dessa aquisição que não contiver a descrição correta, de acordo com

o empenho regularmente emitido, deve ser corrigida durante o estágio da liquidação.

210. (CESPE - 2014) No que se refere à programação e à execução orçamentária bem como às receitas e despesas públicas, julgue os itens que se seguem. Na estrutura programática da despesa, as despesas decorrentes de sentenças judiciais, por não gerarem produtos, podem ser classificadas como operações especiais.

211. (CESPE - 2014) A classificação da despesa que permite avaliar o impacto da ação governa- mental na economia do país é denominada classificação funcional, que, por sua vez, divi- de-se em espécies, como educação, saúde e infraestrutura.

212. (CESPE - 2014) Com relação ao orçamento público, aos princípios orçamentários e aos ciclos orçamentários As ações orçamentárias de um órgão devem expressar a produção pública, ou seja,

a geração de bens e serviços públicos para fornecimento à sociedade ou ao Estado;

873
873

AFO

admitidas como exceções as ações de aquisição ou produção de insumos estratégicos

e uma única ação de meios ou de insumos compartilhada por unidade orçamentária e vinculada ao programa de gestão do órgão.

213. (CESPE - 2014) Com referência ao processo de orçamentação público no Brasil, incluindo clas- sificações e conceitos técnicos, bem como o acompanhamento da execução e a descentra- lização financeira,

A estrutura programática da despesa pública definida para a LOA deve ser a mesma

para todos os entes da Federação, devido aos objetivos de consolidação das contas públicas.

214. (CESPE - 2014) Julgue os itens seguintes, referentes aos sistemas integrados de administração financeira e orçamentária, a conceitos básicos de receita e despesa pública e ao uso da conta única do Tesouro Nacional. Quanto à natureza da despesa, o primeiro passo para a classificação de determinada despesa pública é identificar sua categoria econômica, verificando se é uma despesa corrente ou de capital.

215. (CESPE - 2014) Julgue os itens seguintes, referentes aos sistemas integrados de administração financeira e orçamentária, a conceitos básicos de receita e despesa pública e ao uso da conta única do Tesouro Nacional. Na base de dados do Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento, o campo de dados destinado à esfera orçamentária é composto por dois dígitos e será associado à ação orçamentária.

216. (CESPE - 2014) Julgue os itens que se seguem, relativos às classificações orçamentárias e aos créditos ordinários e adicionais. Se determinado órgão público adquirir títulos representativos do capital de determi- nada empresa em operação há cinco anos no mercado e se tal operação não importar aumento do capital, a despesa de capital será classificada como inversão financeira.

217. (CESPE - 2014) Julgue os itens que se seguem, relativos às classificações orçamentárias e aos créditos ordinários e adicionais. Uma ação orçamentária que tenha por objetivo a entrega de bens e serviços à socieda- de deverá ser incluída em um programa de gestão, manutenção e serviços do Estado.

218. (CESPE - 2014) Em relação às normas vigentes para a fase de execução do orçamento, bem como aos estágios da receita e da despesa públicas, julgue os itens subsecutivos.

O estágio do empenho da despesa pública estará incompleto enquanto não for imple- mentada a condição que deu origem ao gasto.

219. (CESPE - 2014) No que se refere às receitas e às despesas públicas, julgue os itens que se seguem.

A fixação de despesa na lei orçamentária anual deve incluir a respectiva fonte de re- cursos, mesmo quando se tratar de despesas financiadas com recursos desvinculados.

874
874

AFO

220. (CESPE - 2014) Considera-se cumprido o estágio da liquidação da despesa assim que se apura

a pessoa jurídica a quem se deve pagar determinada importância a fim de extinguir obri- gação decorrente do fornecimento de bem ou de serviço a órgão público.

221. (CESPE - 2011) Julgue os itens seguintes, acerca da Lei Federal n.º 4.320/1964, que estabelece as normas gerais para elaboração e controle dos orçamentos e do balanço da União, dos estados, dos municípios e do Distrito Federal. Subvenções econômicas são dotações destinadas a cobrir a diferença entre os preços de mercado e os preços de revenda dos produtos alimentícios feita pelo governo, mas as dotações destinadas ao pagamento de bonificações a produtores não são conside- radas como subvenções.

Suprimento de fundos

222. (CESPE - 2015) Com relação ao suprimento de fundos, modalidade que consiste no adianta- mento de numerários a servidor com a finalidade de realizar despesas que não podem ser despendidas no processo orçamentário normal em razão de sua excepcionalidade, julgue

o próximo item. No caso de um servidor realizar a devolução de saldo de suprimentos de fundos após o encerramento do exercício em que recebeu essa quantia em razão da aplicação parcial desta, o referido recurso não será considerado uma receita orçamentária.

223. (CESPE - 2015) Com relação ao suprimento de fundos, modalidade que consiste no adiantamento de numerários a servidor com a finalidade de realizar despesas que não podem ser despendidas no processo orçamentário normal em razão de sua excepcionalidade, julgue o próximo item. No suprimento de fundos, os valores são empenhados após a prestação de contas por parte do servidor responsável.

224. (CESPE - 2015) Julgue o próximo item, a respeito de orçamento público. Situação hipotética: Deslocados para uma importante missão em localidade remota do país, servidores do Ministério do Planejamento receberam adiantamento de valores, na forma de suprimento de fundos. Assertiva: De acordo com o enfoque patrimonial, tal operação não é considerada despesa, pois não há alteração no patrimônio líquido.

225. (CESPE - 2015) No que se refere aos procedimentos de execução orçamentária e financeira e àqueles aplicáveis aos suprimentos de fundos, julgue o item subsecutivo. Da mesma forma que acontece no processo licitatório, a despesa executada por meio de suprimento de fundos deve garantir a aquisição mais vantajosa para a administra- ção pública.

226. (CESPE - 2014) Um técnico administrativo da ANTAQ, no exercício de suas atribuições, viajou por dois dias, em veículo funcional, para apoiar ação de fiscalização. Durante o percurso, o técnico pagou, com recursos próprios, R$ 80 referentes a serviços de reparos em um pneu que furou. No dia seguinte após o retorno do técnico a sua sede, o ordenador de despesas concedeu um suprimento de fundos ao funcionário, no valor da referida despesa.

875
875

AFO

Considerando essa situação hipotética, julgue o item a seguir, com relação ao supri- mento de fundos.

Nesse caso, o prazo de aplicação dos recursos do suprimento de fundos não pode exce- der noventa dias da data da viagem, bem como o período da prestação de contas não pode ultrapassar trinta dias da data de realização das despesas.

227. (CESPE - 2014) Um técnico administrativo da ANTAQ, no exercício de suas atribuições, viajou por dois dias, em veículo funcional, para apoiar ação de fiscalização. Durante o percurso, o técnico pagou, com recursos próprios, R$ 80 referentes a serviços de reparos em um pneu que furou. No dia seguinte após o retorno do técnico a sua sede, o ordenador de despesas concedeu um suprimento de fundos ao funcionário, no valor da referida despesa.

Considerando essa situação hipotética, julgue o item a seguir, com relação ao supri- mento de fundos.

A concessão de suprimento feita pelo ordenador de despesas foi adequada, uma vez

que para esse tipo de despesa, dada a sua urgência, não seria possível aguardar o processamento normal da execução orçamentária.

228. (CESPE - 2014) Acerca da despesa pública, julgue o item que se segue.

No momento da liquidação e do reconhecimento do direito ao recebimento de determi- nado valor por meio de suprimento de fundos, deve-se debitar a despesa orçamentária efetiva e creditar o passivo circulante.

229. (CESPE - 2014) Julgue o próximo item , a respeito da receita e da despesa públicas.

Caso um funcionário público receba adiantamento em espécie para o financiamento de gastos com viagem a serviço, tal adiantamento deverá ser classificado, sob o enfoque patrimonial, como suprimento de fundos, sendo esse um tipo de despesa com ciclo invertido, em que o pagamento antecede a liquidação.

230. (CESPE - 2014) No que se refere ao suprimento de fundos e à Conta Única do Tesouro Nacional,

O suprimento de fundos é caracterizado como adiantamento concedido ao suprido;

contudo, embora possua natureza de despesa orçamentária, não representa uma des- pesa pelo enfoque patrimonial, visto que, no momento de sua concessão, não ocorre redução no patrimônio líquido.

231. (CESPE - 2014) Julgue os itens seguintes, referentes aos sistemas integrados de administração financeira e orçamentária, a conceitos básicos de receita e despesa pública e ao uso da conta única do Tesouro Nacional.

No momento do empenho de uma despesa realizada por meio de suprimento de fun- dos, os registros contábeis devem alterar os sistemas de contas orçamentário, finan- ceiro e patrimonial

232. (CESPE - 2014) O limite para a definição das despesas de pequeno vulto que podem ser objeto de suprimento de fundos é estabelecido por portaria do ministro da Fazenda, sendo apli- cável a todos os demais órgãos do Poder Executivo federal.

876
876

AFO

233. (CESPE - 2013) A respeito das receitas e despesas públicas, julgue os itens que se seguem.

Inscreve-se como restos a pagar não processados a despesa empenhada referente à ajuda de custo concedida a servidor público, no último dia útil do ano, por autorização formal, para suprir despesas de viagem a ser realizada a partir do primeiro dia útil do ano seguinte.

Restos a pagar

234. (CESPE - 2016) Com relação ao orçamento público, julgue o item a seguir.

As despesas caracterizadas como restos a pagar são extraorçamentárias na inscrição e orçamentárias no pagamento.

235. (CESPE - 2015) Na execução do orçamento, alguns mecanismos são utilizados para corrigir insuficiências ou para garantir o pagamento a fornecedores caso todo o processo não seja passível de execução dentro do exercício. Acerca desses mecanismos, julgue o item sub- sequente.

Situação hipotética: Um ente público adquiriu materiais de consumo devidamente lici- tados e empenhados, conforme determinação legal, e, no final do exercício, a unidade orçamentária não havia recebido os bens cujo prazo de entrega ainda não havia expi- rado. Assertiva: Nesse caso, a referida despesa poderá ser inclusa na conta de restos a pagar não processados, independente do cumprimento do estágio da liquidação.

236. (CESPE - 2015) Com respeito a programação e execução orçamentária e financeira, julgue o item que se segue.

A condição para o desbloqueio, em 2015, dos restos a pagar não processados é o com-

promisso de conclusão da execução das respectivas despesas até o final do exercício.

237. (CESPE - 2015) Julgue o próximo item, a respeito de orçamento público.

Situação hipotética: Devido a novas demandas para a qualificação do servidor público,

a ENAP adquiriu, no dia 23 de outubro de 2014, novas cadeiras, que foram entregues

apenas em janeiro de 2015. Assertiva: Nessa situação, a despesa deve ser, no orçamen- to de 2015, classificada como restos a pagar processados.

238. (CESPE - 2015) Ainda com relação ao orçamento público, julgue o item que se segue.

Os restos a pagar compreendem as despesas empenhadas e não pagas até o dia 31 de dezembro e servem para resguardar o direito do credor de receber, uma vez que a despesa foi empenhada.

239. (CESPE - 2015) Um serviço de manutenção de imóveis foi prestado a um ente da Federação no mês de outubro de 2014. Em 31/12/2014, apesar de já ter passado pelas fases de empenho e liquidação, o valor do serviço ainda não havia sido pago ao prestador do serviço.

Com referência a essa situação hipotética, julgue o próximo item.

Trata-se, nesse caso, de uma despesa não processada e cujo valor deve ser inscrito em restos a pagar.

877
877

AFO

240. (CESPE - 2015) Acerca da despesa pública, julgue o item subsequente.

Ainda que os serviços contratados pelo poder público não tenham sido prestados ao

órgão público interessado até 31 de dezembro de determinado exercício, deve ser feita

a inscrição das respectivas despesas em restos a pagar se o prazo de cumprimento da obrigação vencer no exercício subsequente

241. (CESPE - 2015) Acerca da despesa pública, julgue o item subsequente.

Em consonância com o princípio de competência, despesas empenhadas e não liquida- das, inscritas em restos a pagar, só serão passíveis de apropriação ao resultado quando não houver mais possibilidade de seu cancelamento ou anulação

242. (CESPE - 2014) Com relação ao suprimento de fundos, restos a pagar e despesas de exercícios anteriores, julgue os seguintes itens.

Os valores regularmente inscritos em restos a pagar são excluídos da programação financeira do exercício em que devam ser pagos, por corresponderem a recursos do exercício financeiro anterior.

243. (CESPE - 2014) A respeito das receitas e despesas públicas, julgue os itens a seguir.

Restos a pagar processados correspondem às despesas que tenham sido empenhadas, mas não foram liquidadas.

244. (CESPE - 2014) Acerca da despesa pública, julgue o item que se segue.

As despesas orçamentárias empenhadas e não pagas até o final do exercício serão inscritas em restos a pagar e constituirão dívida flutuante

245. (CESPE - 2014) Julgue o próximo item , a respeito da receita e da despesa públicas.

Considere a seguinte situação hipotética.

No dia 15 de outubro de determinado ano, o setor de compras de um órgão público

adquiriu novas cadeiras para seus servidores, tendo realizado o devido empenho dos recursos. Em função de problemas na produção, o vencedor da licitação informou que

as cadeiras seriam entregues apenas no dia 22 de janeiro do ano seguinte.

Nessa situação hipotética, a referida despesa, no orçamento subsequente, deverá clas- sificada como restos a pagar processados.

246. (CESPE - 2014) relativos às receitas e despesas públicas.

O pagamento de restos a pagar representa as saídas para pagamentos de despesas empenhadas em exercícios anteriores.

247. (CESPE - 2014) Em relação a créditos adicionais, receita, despesa pública, restos a pagar e despesas de exercícios anteriores, julgue os itens seguintes.

É possível que determinada despesa de pessoal relativa ao exercício de 2012, cujo pa- gamento tenha sido exigido por um servidor em 2013, exercício no qual tenha sido empenhada, seja considerada restos a pagar de 2012 e despesa orçamentária de 2013.

878
878

AFO

248. (CESPE - 2013) Julgue os itens a seguir, referentes à execução orçamentária.

Considere que o Ministério da Saúde tenha registrado em restos a pagar não processados determinado montante destinado ao pagamento de diferença salarial a seus servidores,

e que, até 30 de junho do exercício subsequente, o pagamento não tenha sido efetuado. Nesta situação, os restos a pagar perderão sua validade, devendo ser cancelados.

249. (CESPE - 2013) Órgão: MJ Cargo: Analista Técnico - Administrativo Assunto: Restos a Pagar

A respeito das receitas e despesas públicas, julgue os itens que se seguem.

Todos os empenhos liquidados e não pagos até o dia 31 de dezembro deverão ser ins- critos em restos a pagar.

250. (CESPE - 2013) Julgue os itens subsecutivos, referentes a receitas e despesas públicas. Restos a pagar são despesas empenhadas, mas não pagas até o dia 31 de dezembro do exercício corrente, distinguindo-se as processadas das não processadas.

251. (CESPE - 2013) No que se refere ao orçamento público, julgue os itens subsequentes. Consideram-se restos a pagar as dívidas não pagas durante o exercício financeiro em que ocorram.

252. (CESPE - 2013) Com relação à despesa pública, julgue os itens a seguir. Suponha que determinado órgão público tenha contratado no mês de novembro uma empresa para restaurar parte da fachada do edifício onde funcionam suas instalações. Os serviços foram concluídos em dezembro e as etapas de empenho e liquidação da despesa foram concluídas antes do término do exercício financeiro. Se essa despesa não for paga até o final do exercício, ela comporá os restos a pagar processados no próximo exercício financeiro.

253. (CESPE - 2013) No que concerne à receita e despesa públicas, julgue os itens a seguir. Os restos a pagar são despesas orçamentárias que foram liquidadas sem serem devi- damente empenhadas durante o exercício, constituindo, assim, obrigações financeiras integrantes da dívida flutuante.

254. (CESPE - 2013) Acerca do orçamento público e de restos a pagar, julgue os itens subsequentes. Diferenciam-se os restos a pagar processados dos não processados pela existência, ou não, do empenho da despesa.

255. (CESPE - 2012) Os restos a pagar com prescrição interrompida que forem pagos em determi- nado exercício devem ser computados como despesa orçamentária

256. (CESPE - 2012) Julgue os próximos itens, relativos às despesas públicas. Os empenhos em restos a pagar, por serem resultantes de compromissos assumidos em exercícios anteriores, classificam-se em despesas de exercícios anteriores.

257. (CESPE - 2012) Julgue os próximos itens, relativos às despesas públicas.

A prescrição dos restos a pagar é quinquenal e esse prazo é contado a partir da realiza- ção da inscrição dos restos a pagar.

879
879

AFO

258. (CESPE - 2012) Acerca do ciclo orçamentário, julgue os itens subsequentes. Os restos a pagar são despesas extraorçamentárias que não foram pagas até o dia 31 de dezembro, distinguindo-se as fundadas das flutuantes.

259. (CESPE - 2012) Em referência ao orçamento público, julgue os itens de 56 a 60.

A inscrição em restos a pagar independe da existência de disponibilidade financeira ao final do exercício financeiro, sendo suficiente a realização do empenho.

260. (CESPE - 2012) Julgue os itens seguintes, a respeito de receitas e despesas públicas.

O registro dos restos a pagar deve ser feito por exercício e por credor, não havendo distinção entre despesas processadas e não processadas.

261. (CESPE - 2012) Os restos a pagar, assim como os serviços da dívida a pagar, integra a dívida flutuante.

262. (CESPE - 2012) Em novembro de 2010, determinada entidade adquiriu, a prazo, material de expediente para estoque no valor de R$ 4.000,00, com recebimento imediato desse ma- terial. No mês seguinte, dezembro de 2010, essa obrigação foi inscrita em restos a pagar. Todo esse material foi consumido entre os meses de janeiro e dezembro de 2011. Finalmen- te, em dezembro de 2011, esses restos a pagar foram pagos. Considerando essa situação hipotética e as regras contidas na Lei 4.320/64, que dispõe sobre o exercício financeiro e inscrição em restos a pagar, julgue os itens a seguir. No caso de a administração pública ter verificado que o fornecedor cumpriu suas obri- gações, uma vez que o material de expediente fora entregue no exercício de 2010, os restos a pagar devem ser classificados como processados.

263. (CESPE - 2012) Em novembro de 2010, determinada entidade adquiriu, a prazo, material de expediente para estoque no valor de R$ 4.000,00, com recebimento imediato desse ma- terial. No mês seguinte, dezembro de 2010, essa obrigação foi inscrita em restos a pagar. Todo esse material foi consumido entre os meses de janeiro e dezembro de 2011. Finalmen- te, em dezembro de 2011, esses restos a pagar foram pagos. Considerando essa situação hipotética e as regras contidas na Lei 4.320/64, que dispõe sobre o exercício financeiro e inscrição em restos a pagar, julgue os itens a seguir.

A despesa orçamentária com a compra do material de expediente pertence ao exercí- cio de 2011, quando se deu seu efetivo consumo.

264. (CESPE - 2012) No que se refere a administração financeira e orçamentária, julgue os itens que se seguem. Ao fornecedor que deseje ver inscrito em restos a pagar os valores devidos pela admi- nistração pública na condição de despesa já processada será suficiente provar que foi realizado o pertinente empenho da despesa.

265. (CESPE - 2011) Julgue os próximos itens, relativos a restos a pagar. Todos os empenhos que, ao final do exercício financeiro, não forem liquidados, deverão ser cancelados para que seja evitada a sua inscrição em restos a pagar.

880
880

AFO

266. (CESPE - 2011) O pagamento das despesas de 2010 inscritas em restos a pagar processados dependerá do requerimento da empresa fornecedora do material ou serviço, o que dará origem ao seu processo de reconhecimento da dívida de exercícios anteriores.

267. (CESPE - 2011) No que se refere aos diversos aspectos relacionados às receitas e às despesas públicas, julgue os itens. Quando parte das despesas inscritas em restos a pagar é cancelada, o montante cor- respondente deve ser classificado como receita do exercício em que se deu o cancela- mento.

268. (CESPE - 2011) Os restos a pagar são as despesas empenhadas, pendentes de pagamento na data de encerramento do exercício financeiro, inscritas contabilmente como obrigações a pagar no exercício subsequente.

Despesas de exercícios anteriores

269. (CESPE - 2016) Julgue o item seguinte, relativo a receita e despesa pública. Se um órgão público reconhecer dívida referente a exercício financeiro já enc, a des- pesa poderá ser inscrita na conta de despesas de exercícios anteriores, ainda que o orçamento respectivo não consignasse crédito próprio para o pagamento.

270. (CESPE - 2015) Na execução do orçamento, alguns mecanismos são utilizados para corrigir insu- ficiências ou para garantir o pagamento a fornecedores caso todo o processo não seja passí- vel de execução dentro do exercício. Acerca desses mecanismos, julgue o item subsequente. Só podem ser inscritas na conta despesas de exercícios anteriores aquelas cuja clas- sificação por categoria econômica seja relativa às despesas correntes, normalmente chamadas de despesas de custeio.

271. (CESPE - 2014) Uma entidade pública realizou a compra de computadores e a entrega dos equipamentos foi devidamente atestada em 31/12/2013. Em virtude de procedimentos in- ternos, o pagamento foi realizado trinta dias após a entrega dos bens. Considerando essa situação hipotética, julgue o próximo item. Como a realização do pagamento ocorreu em 2014, a referida despesa será registrada como despesa de exercícios anteriores, uma vez que foi liquidada em 2013. Se tal des- pesa fosse empenhada em 2014, ela seria registrada em restos a pagar.

272. (CESPE - 2014) Com relação ao suprimento de fundos, restos a pagar e despesas de exercícios anteriores, julgue os seguintes itens. Suponha que a inscrição de determinada despesa como restos a pagar tenha sido can- celada em decorrência do decurso do prazo prescricional de cinco anos. Nessa situação, se o credor ainda tiver direito ao recebimento dos recursos e vier a reclamá-lo formal- mente, o pagamento a que faz jus deverá ser efetuado à conta de dotação destinada a despesas de exercícios anteriores.

273. (CESPE - 2014) No que se refere às classificações orçamentárias e à execução orçamentária e financeira das receitas e despesas públicas, julgue os itens subsequentes.

881
881

AFO

Uma despesa realizada no exercício de 2013 e liquidada parcialmente nesse mesmo ano pode ser inscrita em restos a pagar pela parcela não liquidada, sendo vedado o seu pagamento, no exercício de 2014, na conta de despesas de exercícios anteriores.

274. (CESPE - 2014) No que se refere à programação e à execução orçamentária bem como às receitas e despesas públicas, julgue os itens que se seguem.

Os restos a pagar inscritos e cancelados no exercício seguinte, que vierem a constituir obrigação em outro exercício futuro, serão pagos à conta de despesa orçamentária no exercício em que forem liquidados.

275. (CESPE - 2014) As despesas de exercícios anteriores referem-se às despesas de exercícios encs, para as quais, à época, o orçamento não consignava crédito próprio, nem havia saldo suficiente no balanço financeiro.

276. (CESPE - 2013) Com relação aos conceitos técnicos de orçamento, julgue os itens subsecutivos.

Para que uma despesa seja reconhecida como de exercícios anteriores, é necessário haver um empenho correspondente, processado durante o exercício a que se refere a despesa.

277. (CESPE - 2013) Considere que determinado ministério tenha registrado, em restos a pagar, empenho de despesa referente ao material de expediente adquirido no último mês do exercício e que, findo o prazo legal, os restos a pagar tenham sido cancelados. Nesta situa- ção, se o fornecedor do material comprovar a entrega dos produtos após o final do exercí- cio seguinte e reclamar o pagamento, a despesa poderá ser contabilizada como despesas de exercícios anteriores.

278. (CESPE - 2013) No que se refere à despesa pública, julgue os itens de 86 a 89.

Se a ANTT, em resposta a necessidades urgentes, tivesse assumido compromissos no fim do ano sem que houvesse tempo hábil para o pagamento das obrigações, nem mesmo para o empenho, os valores em questão deveriam constar, no orçamento do ano seguinte, como despesas de exercícios anteriores.

279. (CESPE - 2013) Julgue os itens a seguir, relativos à despesa pública.

Suponha que determinada lei preveja vantagem aplicável a determinado beneficiário da previdência social e que esse beneficiário protocole o pedido de pagamento do re- ferido benefício depois de enc o exercício financeiro em que ocorreu o respectivo fato gerador. Nessa situação, o pagamento ao beneficiário deverá ser contabilizado como despesas de exercícios anteriores.

280. (CESPE - 2013) Em relação a despesas públicas, julgue os próximos itens.

As despesas a pagar de exercícios encs que não foram processadas na época própria e os restos a pagar com prescrição interrompida são casos de despesas de exercícios anteriores.

281. (CESPE - 2012) Julgue os itens subsequentes, relativos à despesa pública no Brasil.

Para o atendimento das despesas decorrentes de compromissos gerados em exercícios anteriores já encs, prescinde-se de dotações orçamentárias específicas.

882
882

AFO

282. (CESPE - 2011) No que se refere aos diversos aspectos relacionados às receitas e às despesas públicas, julgue os itens Se determinada despesa não tiver sido realizada no exercício em que se deu o respec- tivo fato gerador porque não havia saldo suficiente na dotação própria para o paga- mento, o reconhecimento da obrigação no exercício seguinte constituirá uma despesa de exercícios anteriores.

283. (CESPE - 2011) O valor dos restos a pagar de anos anteriores tem contribuído para restrição crescente à execução da lei orçamentária do ano em curso. Acerca dos restos a pagar e das despesas de exercícios anteriores, julgue os próximos itens. Considere que o filho de um servidor público tenha nascido no mês de dezembro de 2010, mas que somente em janeiro de 2011 esse servidor tenha solicitado o pagamento do be- nefício do salário-família. Nesse caso, o pagamento do benefício do salário-família do mês de dezembro de 2010 pode ser reconhecido como despesa de exercício anterior.

284. (CESPE - 2013) Uma despesa que tenha sido empenhada e liquidada, cujo pagamento não tenha ocorrido no próprio exercício financeiro, deverá compor, no orçamento seguinte, as despesas de exercícios anteriores.

285. (CESPE - 2012) A respeito das receitas e das despesas no orçamento público, julgue os itens a seguir. Os restos a pagar com prescrição interrompida, assim considerada a despesa cuja ins- crição em restos a pagar tenha sido cancelada quando ainda estava em vigor o direito do credor, serão consignados como despesas de exercícios anteriores.

Conta única do Tesouro

286. (CESPE - 2012) A Conta Única do Tesouro Nacional destina-se a acolher as disponibilidades financeiras da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

287. (CESPE - 2015) No que diz respeito à Guia de Recolhimento da União (GRU), julgue o item subsequente.

A GRU é o documento destinado ao recolhimento de receitas à Conta Única do Tesouro

Nacional, mantida no Banco Central do Brasil, e o agente financeiro centralizador dessa arrecadação é o Banco do Brasil S.A., que, por sua vez, recebe tarifas pela prestação desse serviço à União.

288. (CESPE - 2015) No que se refere à Conta Única do Tesouro Nacional, julgue o seguinte item. Cabe ao Banco Central do Brasil a função de agente financeiro do Tesouro com a atri- buição, entre outras, de realizar pagamentos com os fundos depositados na Conta Úni- ca do Tesouro Nacional.

289. (CESPE - 2015) No que diz respeito à Guia de Recolhimento da União (GRU), julgue o item subsequente.

A GRU é o documento destinado ao recolhimento de receitas à Conta Única do Tesouro

Nacional, mantida no Banco Central do Brasil, e o agente financeiro centralizador dessa arrecadação é o Banco do Brasil S.A., que, por sua vez, recebe tarifas pela prestação desse serviço à União.

883
883

AFO

290. (CESPE - 2014) Uma empresa operou com embarcação própria sem as condições técnicas operacionais necessárias, razão por que foi autuada pela ANTAQ, devendo pagar multa de R$ 50 mil.

Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente, com base nos prin- cípios orçamentários e na receita e despesa públicas.

As disponibilidades de caixa da União deverão ser depositadas na Conta Única do Te- souro e a arrecadação das receitas realizadas deverá ser feita por meio da guia de recolhimento da União (GRU). Essa regra também é aplicável às autarquias especiais.

291. (CESPE - 2014) No que se refere ao suprimento de fundos e à Conta Única do Tesouro Nacional,

A nota de lançamento (NL) é utilizada para lançamentos complementares da concilia- ção da Conta Única do Tesouro Nacional.

292. (CESPE - 2013) Com relação à conta única do Tesouro Nacional e aos conceitos tributários básicos, julgue os itens a seguir.

Os recursos da seguridade social devem ser centralizados em banco estatal federal cuja abrangência seja nacional.

293. (CESPE - 2013) Julgue o item abaixo, acerca da Conta Única do Tesouro.

A ordem bancária (OB), utilizada para pagamento de obrigações da unidade gestora

UG e demais movimentações financeiras, é um documento utilizado pela Conta Única do Tesouro. No entanto, para manter a conformidade dessa operacionalização, inde- pendentemente da modalidade, a OB deverá conter, no campo conta-corrente da UG emitente, a expressão Única ou a conta bancária do agente financeiro que a acatará.

294. (CESPE - 2013) Com relação ao Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI), à Con- ta Única do Tesouro e ao suprimento de fundos, julgue os itens seguintes.

A Conta Única, administrada pela Secretaria do Tesouro Nacional, é mantida junto ao Banco do Brasil S.A.

295. (CESPE - 2013) A Conta Única do Tesouro é o mecanismo que permite a movimentação online de recursos financeiros dos órgãos e entidades vinculados ao SIAFI em conta unificada. A respeito dessa conta, julgue os próximos itens.

A conciliação bancária da Conta Única do Tesouro Nacional consiste na compatibiliza- ção mensal, por grupo de despesas, dos lançamentos contábeis efetuados no SIAFI com a movimentação registrada no extrato de depósito do governo federal – Conta Única – STN, fornecido pelo sistema de informação do Banco do Brasil S.A.

296. (CESPE - 2013) A Conta Única do Tesouro é o mecanismo que permite a movimentação online de recursos financeiros dos órgãos e entidades vinculados ao SIAFI em conta unificada. A respeito dessa conta, julgue os próximos itens.

A Conta Única do Tesouro Nacional, que é mantida no Banco do Brasil S.A, acolhe to-

das as disponibilidades financeiras da União, inclusive fundos, de suas autarquias e

fundações.

884
884

AFO

297. (CESPE - 2013) A Conta Única do Tesouro é o mecanismo que permite a movimentação online de recursos financeiros dos órgãos e entidades vinculados ao SIAFI em conta unificada. A respeito dessa conta, julgue os próximos itens.

A operacionalização da Conta Única do Tesouro Nacional é efetuada por meio de docu-

mentos registrados nos guichês de caixa do Banco do Brasil S.A. Para os clientes desse banco, o registro pode ser realizado por meio de terminais de autoatendimento e pela Internet.

298. (CESPE - 2013) No que se refere ao orçamento público, julgue os itens subsequentes.

A operacionalização da conta única do Tesouro Nacional é efetuada por meio de docu- mentos registrados no SIAFI.

299. (CESPE - 2012) Julgue os próximos itens, relativos à receita pública. Os recursos tesouro são geridos de forma centralizada pelo Poder Executivo, que de- tém a responsabilidade e controle sobre as disponibilidades financeiras.

300. (CESPE - 2012) Em relação ao orçamento público no Brasil, julgue os itens subsequentes.

A Conta Única do Tesouro Nacional, mantida no Banco Central do Brasil (BACEN),

acolhe as disponibilidades financeiras da União e, apesar de constituir um passivo do BACEN, não possui remuneração, pois seus valores não estão disponíveis para emprés- timos pela autoridade monetária.

301. (CESPE - 2012) Acerca das técnicas, métodos e definições conceituais da atividade orçamentá- ria pública, julgue os próximos itens. No caso de determinada fundação pública federal arrecadar receitas próprias, ela po- derá manter os recursos decorrentes dessa arrecadação isolados da conta única do Tesouro Nacional em contas especiais mantidas especificamente para esse fim. Esses recursos somente poderão ser aplicados em títulos públicos federais com prazo fixo.

302. (CESPE - 2012) A respeito do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Fe- deral (SIAFI) e da Conta Única do Tesouro Nacional, julgue os itens a seguir.

A Conta Única do Tesouro Nacional destina-se a acolher as disponibilidades financeiras da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

303. (CESPE - 2012) No que se refere a administração financeira e orçamentária, julgue os itens que se seguem.

O gestor público que pretenda sacar recursos da Conta Única do Tesouro deverá rea-

lizá-lo por intermédio de ordem bancária, diretamente no SIAFI. Para a efetivação de pagamentos, esses recursos são disponibilizados no Banco do Brasil S.A.

304. (CESPE - 2011) Com relação às despesas e receitas do orçamento público, julgue os itens se- guintes.

A realização da receita e da despesa da União deve ser feita por via bancária, em es-

trita observância ao princípio da unidade de caixa; o produto da arrecadação de todas as receitas da União deve ser, obrigatoriamente, recolhido à Conta Única do Tesouro Nacional, no Banco do Brasil.

885
885

AFO

GABARITO

1.

2.

3.

4.

5.

6.

7.

8.

9.

10.

11.

12.

13.

14.

15.

16.

17.

18.

19.

20.

21.

22.

23.

24.

25.

26.

Certo

Certo

Certo

Certo

Errado

Certo

Errado

Certo

Errado

Certo

Certo

Errado

Certo

Errado

Errado

Certo

Errado

Certo

Certo

Certo

Errado

Certo

Certo

Certo

Errado

Certo

27.

28.

29.

30.

31.

32.

33.

34.

35.

36.

37.

38.

39.

40.

41.

42.

43.

44.

45.

46.

47.

48.

49.

50.

51.

52.

Certo

Certo

Errado

Certo

Errado

Errado

Errado

Certo

Errado

Errado

Errado

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Errado

Errado

Certo

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Errado

Errado

53.

54.

55.

56.

57.

58.

59.

60.

61.

62.

63.

64.

65.

66.

67.

68.

69.

70.

71.

72.

73.

74.

75.

76.

77.

78.

886
886

Errado

Errado

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Errado

Certo

Errado

Certo

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Certo

Errado

Certo

Certo

Errado

Errado

Certo

Errado

Certo

Certo

79.

80.

81.

82.

83.

84.

85.

86.

87.

88.

89.

90.

91.

92.

93.

94.

95.

96.

97.

98.

99.

100.

101.

102.

103.

104.

Errado

Errado

Certo

Certo

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Errado

Certo

Errado

Certo

Errado

Certo

Errado

Certo

Errado

Errado

Certo

Errado

Certo

Certo

Certo

Errado

Certo

AFO

105. Certo

106. Errado

107. Certo

108. Certo

109. Errado

110. Certo

111. Certo

112. Certo

113. Certo

114. Errado

115. Certo

116. Errado

117. Certo

118. Certo

119. Errado

120. Certo

121. Certo

122. Certo

123. Certo

124. Certo

125. Errado

126. Errado

127. Errado

128. Errado

129. Errado

130. Errado

131. Errado

132. Certo

133. Errado

134. Errado

135. Errado

136. Certo

137. Errado

138. Certo

139. Certo

140. Certo

141. Certo

142. Certo

143. Certo

144. Errado

145. Errado

146. Errado

147. Errado

148. Errado

149. Errado

150. Certo

151. Certo

152. Certo

153. Certo

154. Certo

155. Certo

156. Certo

157. Certo

158. Certo

159. Errado

160. Errado

161. Certo

162. Certo

163. Certo

164. Certo

165. Certo

166. Certo

167. Certo

168. Certo

169. Errado

170. Errado

171. Certo

172. Certo

173. Errado

174. Certo

175. Certo

176. Certo

177. Certo

178. Certo

179. Errado

180. Errado

181. Certo

182. Certo

183. Errado

184. Errado

185. Certo

186. Certo

187. Certo

887
887

188. Errado

189. Certo

190. Certo

191. Certo

192. Errado

193. Errado

194. Errado

195. Certo

196. Certo

197. Certo

198. Errado

199. Errado

200. Errado

201. Certo

202. Errado

203. Errado

204. Certo

205. Certo

206. Errado

207. Certo

208. Certo

209. Errado

210. Certo

211. Errado

212. Certo

213. Errado

214. Errado

215. Certo

216.

217.

218.

219.

220.

221.

222.

223.

224.

225.

226.

227.

228.

229.

230.

231.

232.

233.

234.

235.

236.

237.

238.

239.

240.

241.

242.

243.

AFO

Certo

Errado

Errado

Certo

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Certo

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Errado

Certo

Errado

Errado

Certo

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Errado

Errado

Errado

244.

245.

246.

247.

248.

249.

250.

251.

252.

253.

254.

255.

256.

257.

258.

259.

260.

261.

262.

263.

264.

265.

266.

267.

268.

269.

270.

271.

Certo

Errado

Certo

Errado

Errado

Certo

Certo

Certo

Certo

Errado

Errado

Certo

Errado

Certo

Errado

Errado

Errado

Certo

Certo

Errado

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Certo

Errado

Errado

272.

273.

274.

275.

276.

277.

278.

279.

280.

281.

282.

283.

284.

285.

286.

287.

288.

289.

290.

291.

292.

293.

294.

295.

296.

297.

298.

299.

888
888

Certo

Errado

Certo

Errado

Errado

Certo

Certo

Certo

Certo

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Certo

Errado

Certo

Errado

Errado

Errado

Errado

Certo

Certo

300.

301.

302.

303.

304.

Errado

Errado

Errado

Certo

Certo