Você está na página 1de 11

 HOME

 ARQUEOLOGIA
 CRISTOLOGIA
 ANTIGO TESTAMENTO
 NOVO TESTAMENTO
 MANUSCRITOS
 PRIVACIDADE

Verbo “Criar” em Gênesis 1:1 (Part.


I)

Embora aparentemente simples, o primeiro versículo da


Bíblia pode ser dito como o mais importante, visto que é
nele que está a autoridade de tudo o mais que pode ser lido
no restante da Bíblia. Toda a nossa fé e crença nos ensinos
bíblicos dependerão de crermos que, quando não existia
nada físico, Deus passou a criar tudo. Vamos nos
concentrar no verbo “criar” em Gênesis 1:1. Nesse
nosso estudo bíblico, nós iremos abordar cada uma das
ocorrências dentro dos livros bíblicos do Antigo Testamento em
que o verbo aparece, numa abordagem lexicográfica do
significado verbal dessa palavra. Devido a sua extensão,
assim como também a sua complexidade lexicográfica, tão
teria como colocar em uma única postagem todas as
ocorrências da palavra ‫ בָּ ָּרא‬dentro do A.T. Vamos
segmentar a sua abordagem teológica das Escrituras em
tantas postagens quanto forem necessárias para um estudo
pormenorizado desse verbo singular.

Não é segredo para nenhum estudante casual das


Escrituras que o verbo ‫ בָּ ָּרא‬significa “criar do nada”, ou ex
nihilo. (Vine) Mas não queremos apenas repetir o que todo
mundo já sabe. Vamos tentar trazer à nossa atenção
algumas particularidades interessantes desse verbo
hebraico.

I. Livro de Gênesis

No livro de Gênesis, nós temos cerca de 9 ocorrências da


palavra hebraica ‫( בָּ ָּרא‬bara’) Gen. 1:1, 21, 27; 2:3, 4; 5:1,
2; 6:7. Vamos analisar essa palavra apenas dentro do seu
escopo literário do livro em questão e faremos
comentários pertinentes às passagens abordadas:

Gen 1:1 No princípio criou [‫ ]בָּ ָּרא‬Deus os céus e a terra.

Gen 1:21 E Deus criou [‫ ]בָּ ָּרא‬as grandes baleias, e todo o


réptil de alma vivente que as águas abundantemente
produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de
asas conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.
Gen 1:27 E criou [‫ ]בָּ ָּרא‬Deus o homem à sua imagem: à
imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.

Gen 2:3 E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou;


porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara
[‫ ]בָּ ָּרא‬e fizera.

Gen 2:4 Estas são as origens dos céus e da terra, quando


foram criados [‫ ;]בהבראם‬no dia em que Yahweh Deus fez a
terra e os céus,

Gen 5:1 Este é o livro das gerações de Adão. No dia em


que Deus criou [‫ ]בָּ ָּרא‬o homem, à semelhança de Deus o
fez.

Gen 6:7 E disse Yahweh: Destruirei o homem que criei


[‫ ]בראתי‬de sobre a face da terra, desde o homem até ao
animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; porque me
arrependo de os haver feito.

Vamos analisar agora o resumo inteiro da ideia de ‫בָּ ָּרא‬


dentro do livro de Gênesis.

Acredito ser de suma importância o verbo ‫ בָּ ָּרא‬dentro do


livro de Gênesis, uma vez que nos relata o ato criativo de
Deus ao trazer o cosmos à existência. No hebraico antigo,
esse verbo era o pictograma de uma tenda, a cabeça de um
homem e a cabeça de um boi. A palavra ‫“( בָּ ָּרא‬criar”) em
paleo-hebraico pode ser visto abaixo:
Em todos esses versículos fica claro que o verbo não
significa apenas “criar do nada” em termos de não uso de
materiais pré-existentes. Por exemplo, o mesmo verbo que
é usado na criação dos céus e da terra é usado também
para a criação do homem (1:26) no entanto, a Bíblia diz
claramente que Deus formou o homem de algo que já
existia, ou seja, o “pó do solo”. (2:7) No caso de Gênesis
2:7 não é usado o verbo ‫בָּ ָּרא‬, mas um outro que as
Escrituras também empregam para se referir ao ato
criativo de Deus, que é o verbo ‫יִּ צֶ ר‬.

Antes de entendermos mais sobre isso, vamos ver alguns


comentários linguísticos sobre o verbo ‫בָּ ָּרא‬.

A definição básica de Theological Wordbook of the Old


Testament é:

H1254
‫בָּ ָּרא‬

bârâ'
criar, moldar, formar
1a) (Qal) moldar, dar forma a, criar (sempre tendo Deus
com sujeito)
1a1) referindo-se ao céu e à terra
1a2) referindo-se ao homem individualmente
1a3) referindo-se a novas condições e circunstâncias
1a4) referindo-se a transformações
1b) (Nifal) ser criado
1b1) referindo-se ao céu e à terra
1b2) referindo-se a nascimento
1b3) referindo-se a algo novo
1b4) referindo-se milagres
1c) (Piel)
1c1) cortar
1c2) recortar
2) ser gordo
2a) (Hifil) engordar

Sobre um dos seus sentidos literais, o Ancient Hebrew


Lexicon of the Bible de Jeff A. Benner, diz que ‫בָּ ָּרא‬
significa:

“Preencher algo. O preenchimento da terra em Gênesis 1 com o sol,


lua, plantas, animais, etc. E o preenchimento do homem com vida e a
imagem de Deus.”

Além do seu significado de preenchimento, esse verbo


também significa “criar do nada”. (Vine) Falando de sua
importância particular dentro das Escrituras Sagradas,
Eugene E. Carpenter e Philip W. Comfort comentam:

“Existem quatro verbos usados na Bíblia Hebraica que podem ser


traduzidos por “criar” (bara’, ‘asah, yatsah, qanah); todos eles têm os
humanos ou Deus como sujeitos que criam — exceto bara’. Bara’
sempre tem um sujeito divino — Deus.”

Muito interessante é a fragmentação linguística do verbo


“criar” de Gênesis 1:1 e seu significado pictográfico no
paleo-hebraico dentro de uma concepção cosmológica.

Vamos analisar as três letras separadamente e


compreendê-las nesse contexto científico: (A sequência é
da esquerda para a direita)

Alef = ‫ א‬Resh = ‫ ר‬bet = ָּ‫ב‬

PRIMEIRO: bet = ָּ‫ב‬

Dentro de sua pictografia antiga, é muito interessante sua


ideia por trás da palavra. A tenda transmite a ideia de
espaço, lugar, habitação, forma física. No caso do cosmos,
a letra ‫( ב‬beyth) corresponde a habitação da vida física,
principalmente a Terra, uma vez que no primeiro versículo
da Bíblia ‫“ בָּ ָּרא‬criar” está relacionado com à “Terra”,
como a habitação dos seres humanos. Interessante que um
dos verbos gregos usados na LXX para traduzir ‫ בָּ ָּרא‬foi
κτιζω que significa “povoar um lugar.” (Thayer) Essa
tradução intercambiária não ocorre no A.T, mas apenas no
N.T em hebraico em Apocalipse 4:11.

O professor de física Freeman Dyson comenta:

“Quanto mais eu examino o universo e estudo os pormenores da sua


arquitetura, tanto mais evidência encontro de que o universo, em
certo sentido, deve ter sabido que nós estávamos chegando.”

Ou seja, como que Alguém “criou” o Universo,


especialmente a Terra, para ser a nossa habitação.

SEGUNDO: Resh = ‫ר‬

A letra ‫( ר‬resh) no paleo-hebraico era a pictografia da


cabeça de um homem. Essa parte também desempenha
uma função muito importante na transmissão do verbo ‫בָּ ָּרא‬
dentro da criação cosmológica. Esse pictograma implica
na ideia de “primeiro, início, começo, proeminência.” É
dessa letra que surge a primeira frase da Bíblia ‫אשית‬
ִ ‫בְּ ֵר‬
(bereshit “no princípio”) que vem de ‫( ראשית‬re’shith
“início”) que vem de ‫( ראש‬ro’sh “cabeça”) e ro’sh de
nossa letra base.

Particularmente acho essa letra a mais importante, pois ela


resume o que é realmente “criar”. A pictografia da cabeça
de um homem demonstra também a inteligência, a mente
por trás da criação. Nada poderia mais resumir a perfeição
por trás do cosmos e nosso belo lar chamado “Terra”.
Percebemos inteligência, uma Mente superior por trás da
obra criativa. Como disse Einsten:

“Quanto mais eu observo o universo mais ele se parece a um grande


pensamento... .”

TERCEIRO: Alef = ‫א‬

Por último, e não menos importante, vemos o ‫ א‬que no


pictograma do paleo-hebraico é a cabeça de um boi. No
pensamento hebreu, este tinha a ideia de força, de poder,
domínio. Assim, fato é, que para causar toda a criação,
faz-se necessário um poder sobre-humano, poder este que
foi usado para trazer todas as coisas à existência.

Portanto, resumindo todas as três letras pictograficamente,


nós temos a ideia de espaço físico, habitação, inteligência
criativa e força de execução ou energia dinâmica. Essas
são as três coisas, as três ideias necessárias para a criação
do cosmos, a transformação de energia em matéria, e a
matéria em criação inteligente.

A pergunta que nos vem a mente é: A final Deus criou do


nada todas as coisas, como é o significado de ‫בָּ ָּרא‬, ou Ele
criou de coisas pré-existentes, assim como a própria Bíblia
afirma ao usar o verbo ‫ יִּ צֶ ר‬na criação física de Deus?

Continuação:

Cosmologia de Gênesis 1:1 (Part. II)

Mais estudos sobre Gênesis:

Cf. A Astronomia e a Bíblia


Cf. A Bíblia e a Ciência
Cf. Houve Realmente um Dilúvio Global?
Cf. Panorama do Livro de Gênesis
Cf. Adão e Eva Realmente Existiram?

Biblioteca Bíblica 5/03/2010 Estudos Bíblicos , Gênesis 1:1 2 Comments


Compartilhe este estudo:
Facebook Twitter Google+ Pinterest Linkedin
ESTUDOS BÍBLICOS RELACIONADOS

Estudo sobre Ezequiel 13:8-16


Estudo sobre Ezequiel 13:1-7

Cosmologia de Gênesis 1:1 (Part. II)

O Paralítico de Cafarnaum

NEWER ARTICLE COSMOLOGIA DE GÊNESIS 1:1 (PART. II)OLDER ARTICLE A


LONGANIMIDADE DE JESUS CRISTO
2 CO ME NT ÁRI O S:

1.
COMUNIDADE DO VIEGAS RJSETEMBRO 14, 2011 11:22 AM
muito bom
Responder

2.
ANÔNIMOMAIO 29, 2015 1:35 PM
Olha, sinto muito discordar, mas gramaticalmente falando, o verbo bara não significa "criar do nada".
Essa ideia de ex nihilo em Gn.1.1 é pressuposto a partir de outras textos da Bíblia, não de Gênesis 1.1.
O verbo "bara" inclui as idéias de criar, moldar, formar, e transformar. Mas sua ênfase está no fato de
que o que é produzido (criado) é novo, bom e perfeito (novidade). Não produz algo imperfeita ou
incompleta. e mesmo o verbo tendo Deus com sujeito, ainda sim não "exclui uma matéria pré-
existente".
Responder

Inscreva-se em nosso canal!


RECURSOS ONLINE
 Enciclopédia Bíblica
 Comentários Bíblicos
 Significado De Termos
 Resumo Da Bíblia
 Grego Bíblico
 Estudos Bíblicos
 Perguntas Bíblicas
 Estudos Devocionais
 Panorama Do Novo Testamento
 Panorama Do Antigo Testamento
 Introdução Bíblica
 Visão Geral Da Bíblia
ARQUIVO DO BLOG

Newsletter
Confirmar

Marcadores
 ANTIGO TESTAMENTO

 COMENTÁRIOS

 CONTEXTO HISTÓRICO

 DEVOCIONAL

 ESBOÇOS BÍBLICOS

 ESTUDOS BÍBLICOS

 FILOSOFIA

 NOVO TESTAMENTO

Formulário de contato
Nome

E-mail *

Mensagem *

Copyright © 2019 Estudos Bíblicos e Comentários