Você está na página 1de 1

A constituições de 1924 estabelece a obrigatoriedade e gratuidade da instrução, além

de que nos colégios e universidades seriam ensinadas as artes, belas arte e ciências.
Enquanto que a constituição de 1891 determinou que o Congresso Nacional Legislasse
sobre o ensino superior, apresentação da dualidade no sistema educacional.
Na constituição de 1934 foi prevista a elaboração de um Plano Nacional de Educação
que contemplou ensino primário integral, gratuito e de frequência obrigatória também para os
adultos.
A Constituição de 1937 preconiza que a educação pública seria destinada aqueles que
não podiam arcar com os custos da escola privada, valorização do ensino profissional e
religioso.
Na de 1946 a união passa a legislar sobre as diretrizes e bases da educação nacional,
aparece a educação como direito de todos, ensino oficial gratuito no primário, a religião seja
ministrada de acordo com as confissões do aluno.
1967 constituição prevê apoio técnico e financeiro ao ensino privado, redução extinção
do percentual obrigatório de financiamento da união no ensino público.
Constituição de 1988 determina a igualdade de condições para acesso e permanência
na escola, educação como direito público e subjetivo, gestão democrática do ensino público
responsabilidade do Estado em prover creche e pré-escola às crianças de 0 a 6 anos, oferta de
ensino regular noturno, ensino gratuito e obrigatório, também para aqueles que não tiveram
acesso em idade própria e o atendimento especializado aa portadores de deficiência, apresenta
a autonomia universitária determina percentuais de financiamento transferência de recursos
para o ensino público e o PNE.