Você está na página 1de 49

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

- GESTÃO CADASTRAL -

Maio de 2018
Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão
ESTEVES PEDRO COLNAGO JÚNIOR

Secretário-Executivo
GLEISSON RUBIN

Secretário de Gestão de Pessoas


AUGUSTO AKIRA CHIBA

Diretora do Departamento de Legislação e Provimento de Pessoas


NELEIDE ABILA

Coordenadora-Geral de Cadastro de Pessoal


MÔNICA BISPO DOS SANTOS

Elaboração
Caroline Israel Pio
Claudiomar Oviedo Ribeiro
Cleison Faé
Daniel Meneses Machado
Diana Rodrigues
Eliene Tavares de Oliveira
Marcelo Matias de Almeida
Maria Yaneide de Lucena Pereira
Marcia Alves de Assis
Silvana Bimbato
Viviane Naves de Azevedo

Revisão e Formatação
Anderson Caires Santos
Carla Prado Novais
Talitha Lopes Saraiva Pedrosa
Valdick Araújo dos Santos

BRASIL. Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Secretaria Executiva. Secretaria


de Gestão de Pessoas. Manual: GESTÃO CADASTRAL. Brasília, 2018.

Impresso no Brasil/ Printed in Brazil

É livre a reprodução exclusivamente para fins não comerciais, desde que a


fonte seja citada.
MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, DESENVOLVIMENTO E GESTÃO
Secretaria de Gestão de Pessoas

MANUAL DE PROCEDIMENTOS
- GESTÃO CADASTRAL -

1ª EDIÇÃO

Brasília/DF, maio de 2018


MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, DESENVOLVIMENTO E GESTÃO
Secretaria de Gestão de Pessoas
Esplanada dos Ministérios – Bloco “C” – 7º andar – Sala 710
Brasília – DF, CEP: 70.046-900
Fones: 55 61 2020–1041
http://www.planejamento.gov.br/

2018, SECRETARIA DE GESTÃO DE PESSOAS

NORMALIZAÇÃO BIBLIOGRÁFICA. Coordenação de Documentação e Informação do Ministério do


Planejamento, Desenvolvimento e Gestão – CODIN/MP

Normalização Bibliográfica: CODIN/CGPLA/SPO

B823m
Brasil. Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Manual de procedimentos : gestão cadastral / Ministério do


Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Secretaria de Gestão de Pessoas.
-- Brasília: MP, 2018.
48 p.

1. Administração pública 2. Servidor público 3. Cadastro de pessoal I.


Título

CDU 35.08
SUMÁRIO

DISPOSIÇÕES GERAIS ........................................................................................................... 6


OBJETIVO GERAL ......................................................................................................................... 6
OBJETIVO ESPECÍFICO ................................................................................................................. 6
APLICAÇÃO.................................................................................................................................. 6
ÁREA RESPONSÁVEL ................................................................................................................... 6
ASPECTOS GERAIS ....................................................................................................................... 6
GLOSSÁRIO.................................................................................................................................. 7
SIGLAS ......................................................................................................................................... 7

MANUTENÇÃO CADASTRAL ................................................................................................. 8


ATUALIZAÇÃO DE DADOS BANCÁRIOS DE SERVIDOR ................................................................ 8
ATUALIZAÇÃO DE NOME CIVIL DE SERVIDOR........................................................................... 15
ATUALIZAÇÃO DE NOME SOCIAL DE SERVIDOR ....................................................................... 17
ATUALIZAÇÃO DE ENDEREÇO DE SERVIDOR ............................................................................ 19
ATUALIZAÇÃO DE ENDEREÇO ELETRÔNICO DE SERVIDOR....................................................... 21
INCLUSÃO E ALTERAÇÃO DE FORMAÇÃO E RECONHECIMENTO DA TITULAÇÃO .................... 24
ATUALIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES DE ÓBITO DE SERVIDOR ................................................... 29
ATUALIZAÇÃO DE DADOS PESSOAIS DE SERVIDOR .................................................................. 32

GESTÃO CADASTRAL DE DEPENDENTES .............................................................................. 41

REFERÊNCIAS ..................................................................................................................... 48
MANUAL DE PROCEDIMENTOS - GESTÃO CADASTRAL

DISPOSIÇÕES GERAIS

1. OBJETIVO GERAL

O presente Manual tem o objetivo de padronizar as atividades e orientar os órgãos e


entidades integrantes do Sistema de Pessoal Civil da Administração Pública Federal - SIPEC, quanto
aos procedimentos relativos à atualização cadastral dos servidores e seus dependentes e dos
aposentados e pensionistas da União no que diz respeito aos procedimentos operacionais
realizados no SIAPE pelas unidades de gestão de pessoas.

2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Estabelecer orientações para a manutenção do cadastro dos servidores, fixando diretrizes


técnico-administrativas de forma padronizada para as áreas de gestão de pessoas com o objetivo
de:

a) Aumentar a confiabilidade e a produtividade nos processos de atualização


cadastral;
b) Minimizar as inconsistências;
c) Simplificar as ações;
d) Agilizar os processos de análise;

3. APLICAÇÃO

O Manual tem abrangência no âmbito das competências regimentais das unidades de


gestão de pessoas da Administração Pública Federal.

4. ÁREA RESPONSÁVEL

Departamento de Provimento e Movimentação de Pessoas - DEPRO/SGP/MP

5. ASPECTOS GERAIS

A manutenção cadastral é a atualização dos dados do servidor, aposentado, pensionista e


seus dependentes. A atualização cadastral é importante para promover a validação das
informações prestadas pelo servidor.

Este manual oferece o passo-a-passo dos procedimentos a seguir:

a) Manutenção Cadastral
b) Gestão cadastral de Dependentes

6. GLOSSÁRIO

Para efeito deste Manual, os termos utilizados estão baseados nas seguintes definições:
a) Servidor: é a pessoa legalmente investida em cargo público;

6
b) Transação é a descrição do código de acesso as funcionalidade do SIAPE

1. 7. SIGLAS

7.1 Constam deste Manual as seguintes siglas:

a) DOU: Diário Oficial da União;


b) PCA: Provimento de Cargo;
c) SIAPE: Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos;
d) Siapecad
e) G) SIGEPE: Sistema de Gestão de Pessoas;
f) H) SIPEC: Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal;
g) K) UORG: Unidade Organizacional;
MANUALDE
MANUAL DEPROCEDIMENTOS
PROCEDIMENTOS ––GESTÃO CADASTRAL-
APOSENTADORIA

MANUTENÇÃO CADASTRAL

ATUALIZAÇÃO DE DADOS BANCÁRIOS DE SERVIDOR

1. CONCEITO

É o procedimento operacional para inclusão, alteração, exclusão de dados bancários, posto


que é livre a opção bancária aos servidores ativos e inativos entre as instituições bancárias
credenciadas.
A atualização será realizada pelo Operador do Sistema e uma vez realizada, surtirá efeitos
para fins de créditos da remuneração ou proventos e de demais operações financeiras efetuadas,
inclusive por outros sistemas (por exemplo, pagamento de diárias efetuado via SCDP).

2. REQUISITOS BÁSICOS

Para a efetivação do cadastramento no SIAPE, faz-se necessária solicitação formalizada


pelo interessado, indicando a conta vinculada a uma instituição bancária que faça parte da rede
credenciada.

3. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

3.1 Solicitação formalizada; e

3.2 Comprovante da titularidade da conta do tipo salário para alteração da conta de pagamento
do salário; ou

3.3 Comprovante da titularidade da conta do tipo corrente para alteração da conta de pagamento
das demais operações.

4. BASE LEGAL

4.1 Legislação principal:

a) Ofício-Circular nº 170 SEGRT/MP, de 15 de fevereiro de 2016

4.2 Legislação complementar:

a) Resolução BACEN nº 3.402, de 6 de setembro de 2006;


b) Portaria Normativa 03/2011 - Assentamento Funcional Digital

5. PROCEDIMENTOS

5.1. Procedimentos a serem realizados para Análise do requerimento.

5.1.1 A qualquer tempo, o servidor poderá solicitar a alteração da conta em que serão
depositados seus proventos, atendendo sua livre opção bancária. Para isto, deverá preencher

8
requerimento formal com as informações do domicílio bancário desejado, obedecendo ao
constante no Ofício Circular n° 170 SEGRT/MP.

Observação: Atente principalmente para o tipo da conta informada (conta salário para os
proventos e conta corrente para demais operações) e se o banco informado é um dos constantes
na lista de bancos conveniados.

5.2 Procedimentos para a alteração dos dados bancários no SIAPE.

5.2.1 Acesse a transação >CAATDADBCO (SIAPE, SIAPECAD, DADOSPESS, ALTSERV,


CAATDADBCO - Atualiza Dados Bancários):

5.2.2 Informe o Cadastro de Pessoa Física - CPF do servidor ou utilize a tecla PF1 = Ajuda para
demais opções:
5.2.3. Assinale a Matrícula SIAPECAD do servidor com o vínculo que sofrerá as alterações dos
dados bancários:

Observação: Atente para o fato de que o servidor que acumula vínculos pode escolher um
domicílio bancário diferente para cada matrícula.
5.2.4. O sistema exibirá a seguinte tela:

5.2.5. Preencha os campos abaixo para alterar os dados da conta para pagamento do salário:

a) Tipo de Conta: Obrigatoriamente informe o código 04 - CONTA SALARIO E NAO E


DEPOSITO JUDICIAL.
b) Banco/Agência/DV: Tecle PF1 = Ajuda para localizar o código do Banco e da Agência
no formato correto de preenchimento.
c) Número da C/C: Preencha o número da conta salário sem hífen, ponto ou vírgula,
conforme requerimento/comprovante apresentado.

5.2.6. Efetue a confirmação e o SIAPE irá efetuar a integração com a folha de pagamento.

5.3. Procedimentos para a alteração dos dados bancários para pagamento de demais
operações no SIAPE.

5.3.1. Preencha, conforme a seguir:


a) Tipo de Conta: Obrigatoriamente, informe o código 01 - CONTA CORRENTE E NAO E
DEPOSITO JUDICIAL.
b) Banco/Agência/DV: Tecle PF1 = Ajuda para localizar o código do Banco e a agência
no formato correto de preenchimento.
c) Número da C/C: Preencha o número da conta corrente sem hífen, ponto ou vírgula,
conforme requerimento/comprovante apresentado.

5.3.2. Confirme a transação para concluir a alteração.


Observação: Verifique se o sistema exibirá a informação de que a “alteração foi efetuada com
sucesso na folha de pagamento”, pois caso haja alguma pendência cadastral para a matrícula o
sistema não irá validar a alteração na folha de pagamento até que a mesma seja regularizada.

5.4. Procedimentos a serem realizados para alteração dos Dados Bancários de servidores
não recepcionados pelo SIAPECAD.

5.4.1. Acesse a transação >CDATDADBAN (SIAPE, CADSIAPE, CADASTRO, ATUCADAST,


CDATDADBAN - ATUALIZA DADOS BANCARIOS):

5.4.2. Identifique o servidor informando a matrícula ou use PF1 = Ajuda:


5.4.3. Assinale a opção Conta para pagamento servidor ou Conta para outras operações:

5.4.4. Confirme a alteração.

5.5. Procedimentos para consultar a integração das alterações no SIAPE.


5.5.1. Acesse a transação >CDCOINDFUNC (SIAPE, CADSIAPE, CODIVCAD, CDCOINDFUN - DADOS
INDIVIDUAIS FUNCIONAIS).

5.5.2. Identifique o servidor e tecle Enter.

5.5.3. Selecione com um X o campo “BANCO PGTO SALARIO”, ou “BANCO PAGAMENTO


DIÁRIAS” e o sistema exibirá os dados da conta para pagamento do salário:
MANUALDE
MANUAL DEPROCEDIMENTOS
PROCEDIMENTOS ––GESTÃO CADASTRAL-
APOSENTADORIA

ATUALIZAÇÃO DE NOME CIVIL DE SERVIDOR

1. CONCEITO

1.1 Consiste no procedimento operacional para alteração do nome civil do servidor, a ser
realizado no SIAPEcad pelo Operador do Sistema. Uma vez realizado, constará da base cadastral.

2. REQUISITOS BÁSICOS

2.1 Para a efetivação do cadastramento no SIAPE, faz-se necessário solicitação formalizada


pelo interessado, indicando o novo nome e a respectiva documentação comprobatória.

3. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

3.1 CPF - comprovante de situação cadastral emitido pela Receita Federal do Brasil
(www.receita.fazenda.gov.br);
3.2 Cópia autenticada do RG; e
3.3 Cópia autenticada de Certidão de Averbação (Nascimento, Casamento, Divórcio)

4. BASE LEGAL

4.1 Legislação principal:

a) Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990;

5. PROCEDIMENTOS

5.1. Procedimentos a serem realizados para Análise do requerimento.

5.1.1. Em decorrência de situações que ensejam a modificação do nome civil, o servidor poderá
solicitar a alteração em seus dados cadastrais. Para tanto, deve preencher requerimento formal,
indicando o novo nome, a motivação e a respectiva comprovação documental.

5.1.2. Note que antes da alteração do nome civil do servidor no SIAPE, o mesmo já deve estar
atualizado junto à Receita Federal e institutos de identificação. O SIAPE possui integração com o
sistema da Receita Federal, portanto irá aparecer crítica caso esta atualização não seja efetuada
em ambos sistemas.

5.2. Procedimentos operacionais no SIAPE a serem realizados para a alteração do Nome do


servidor.

5.2.1. Acesse a transação >CAATNOMERH (SIAPE, SIAPECAD, DADOSPESS, NOME,


CAATNOMERH - ATUALIZA NOME DO RH).

5.2.2. Identifique o servidor pelo CPF ou use PF1 = Ajuda:

15
5.2.3. Indique o novo nome e a motivação para a alteração.

5.2.4 Efetue a confirmação para a integração com a folha.


MANUALDE
MANUAL DEPROCEDIMENTOS
PROCEDIMENTOS ––GESTÃO CADASTRAL-
APOSENTADORIA

ATUALIZAÇÃO DE NOME SOCIAL DE SERVIDOR

1. CONCEITO

1.1 É o procedimento operacional para cadastramento do nome social do servidor travesti ou


transexual. A atualização será realizada pelo Operador do Sistema e uma vez realizada surtirá
efeitos para fins cadastrais.

2. REQUISITOS BÁSICOS

2.1 Para a efetivação do cadastramento no SIAPE, faz-se necessário requerimento da pessoa


interessada

3. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

3.1. Requerimento formal.

4. BASE LEGAL

4.1. Legislação principal:

a) Decreto nº 8.727, de 28 de abril de 2016.

4.2. Legislação complementar:

a) Portaria nº 233, de 18 de maio de 2010


b) Nota Informativa 45/2015

5. PROCEDIMENTOS

5.1 Procedimentos a serem realizados para Análise do requerimento:

5.1.1. A qualquer tempo, o servidor travesti ou transexual poderá solicitar o uso do nome social
adotado por ele, de acordo com seu requerimento e o disposto no Decreto n° 8.727/2016 e na
Portaria n° 233/2010/MP.

5.1.2. Verifique as informações constantes no requerimento, que deve conter o nome civil do
servidor, a data da solicitação e o nome social que será utilizado por ele.

5.2. Procedimentos operacionais no SIAPE a serem realizados para o cadastramento do


nome social.

5.2.1. Acesse a transação >CAIASERVID (SIAPE, SIAPECAD, DADOSPESS, INCALTRH,CAIASERVID -


INCLUI/ALTERA SERVIDOR).

5.2.2. Proceda com a identificação do servidor através do CPF.

17
5.2.3. O sistema exibirá a seguinte tela:

5.2.4. Para cadastrar o nome social, preencha conforme a seguir:

a) NOME SOCIAL: Informe o nome social descrito pelo servidor requerente;


b) DATA REQUERIM.: Informe a data que o servidor efetuou a solicitação;
c) DL REQUERIMEN.: Preencha este campo com os dados de identificação do
Documento Legal utilizado para formalização do requerimento.

5.2.5. Efetue a confirmação com a tecla ENTER. Neste momento, o sistema irá passar para a tela
com as demais informações pessoais do servidor. Tecle ENTER para seguir as demais telas até a
tela de confirmação final. Após isto, o cadastro do nome social estará concluído.

5.3. Procedimentos a serem realizados para consulta do nome social de servidor.

5.3.1. Para consulta do nome social do servidor acesse a transação >CDCOINDPES (SIAPE,
CADSIAPE, CODIVCAD, CDCOINDPES - DADOS INDIVIDUAIS PESSOAIS).

5.3.2. Após a identificação do servidor, selecione com um X o campo “NOME SOCIAL”.


MANUALDE
MANUAL DEPROCEDIMENTOS
PROCEDIMENTOS ––GESTÃO CADASTRAL-
APOSENTADORIA

ATUALIZAÇÃO DE ENDEREÇO DE SERVIDOR

1. CONCEITO

1.1 Compreende o procedimento operacional para alteração de endereço do servidor, a ser


realizado no SIAPEcad pelo Operador do Sistema. Uma vez realizado, constará da base cadastral.

2. REQUISITOS BÁSICOS

2.1 Para a efetivação do cadastramento no SIAPE, faz-se necessário solicitação formalizada


pelo interessado indicando o novo endereço

3. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

3.1. Requerimento.

4. BASE LEGAL

4.1. Legislação principal:

a) Lei n.º 8.112, de 11 de dezembro de 1990;


b) Lei nº 7.115, de 29 de agosto de 1983.

5. PROCEDIMENTOS

5.1 Procedimentos a serem realizados para Análise do requerimento.

5.1.1 Em decorrência de mudança de endereço residencial o servidor deverá solicitar a


alteração em seus dados cadastrais. Para tanto, deve preencher requerimento formal, indicando o
novo endereço.

5.2 Procedimentos operacionais no SIAPE a serem realizados para a alteração do


Endereço do servidor.

5.2.1 Acesse a transação >CAALENDRH (SIAPE, SIAPECAD, DADOSPESS, CAALENDRH - ALTERA


ENDERECO DO RH).

5.2.2. Proceda com a identificação do servidor pelo CPF ou use PF1 = Ajuda.

5.2.3. O sistema exibirá a seguinte tela:

19
5.2.4. Indique o novo endereço, conforme declarado pelo servidor.

5.2.5. Efetue a confirmação para finalizar.

5.3. Procedimentos a serem realizados para consulta do endereço de servidor.

5.3.1. Poderá ser efetuada consulta do endereço do servidor acessando a transação


>CDCOINDPES (SIAPE, CADSIAPE, CODIVCAD, CDCOINDPES - DADOS INDIVIDUAIS PESSOAIS).

5.3.2. Após a identificação do servidor, selecione com um X o campo “ENDERECO”. O sistema


exibirá o endereço cadastrado para o servidor.

Observações:

A atualização de endereço, assim como de algumas outras informações pessoais, também


poderá ser realizada pelo próprio servidor, mediante acesso ao site
https://servidor.sigepe.planejamento.gov.br.
Atente que para fins de auxílio-transporte o servidor deverá comprovar o novo endereço
mediante apresentação do comprovante de residência. Vide Manual de Auxílio-Transporte.
MANUALDE
MANUAL DEPROCEDIMENTOS
PROCEDIMENTOS ––GESTÃO CADASTRAL-
APOSENTADORIA

ATUALIZAÇÃO DE ENDEREÇO ELETRÔNICO DE SERVIDOR

1. CONCEITO

1.1 Trata-se de procedimento operacional para alteração de endereço eletrônico do servidor, a


ser realizado no SIAPENET pelo Operador do Sistema. Uma vez realizado, constará da base
cadastral.
1.2 O endereço eletrônico cadastrado no campo e-mail pessoal será o destinatário das
informações do sistema SIGEPE. Este e-mail também será utilizado para validação de uma
variedade de funcionalidades do SIAPE, SIAPENet, SIGAC, SIGEPE, etc, como geração de senhas e
de autorizações para consignações.

2. REQUISITOS BÁSICOS

2.1 Para a efetivação do cadastramento no SIAPE, faz-se necessário solicitação formalizada


pelo interessado indicando o novo endereço

3. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

3.1 Requerimento.

4. BASE LEGAL

4.1 Legislação principal:

a) Lei n.º 8.112, de 11 de dezembro de 1990;

5. PROCEDIMENTOS

5.1 procedimentos a serem realizados para Análise do requerimento.

5.1.1 Em decorrência de cadastramento ou mudança de endereço eletrônico o servidor deverá


solicitar a alteração em seus dados cadastrais. Para tanto, deve preencher requerimento indicando
o novo e-mail.

5.2. Procedimentos operacionais no SIAPEnet a serem realizados para a alteração do e-mail.

5.2.1. Acesse o site www.siapenet.gov.br > órgão> atualização cadastral>usuário>atualizar


endereço eletrônico.

5.2.2. O SIAPENet exibirá a seguinte tela, onde você irá informar o CPF a fim de identificar o
servidor:

21
5.2.3. Após a identificação do servidor, surgirá a seguinte tela:

5.2.4. Clique num dos campos de e-mail para que se possa preencher os dados de e-mail. Na
sequência, informe os e-mails constantes no requerimento, sabendo que o campo “E-mail
pessoal” pode ser preenchido com um e-mail de qualquer provedor disponível na internet. Já o
campo “E-mail institucional” deve ser preenchido com um e-mail vinculado ao provedor do órgão
a que o servidor seja vinculado. Atente para o item 5.1.2.
5.2.5. Após o preenchimento dos campos, clique em “Atualizar” para concluir o cadastro.

5.3. Procedimentos a serem realizados para consulta do endereço eletrônico de servidor.

5.3.1. Acesse a transação >CDCOINDPES (SIAPE, CADSIAPE, CODIVCAD, CDCOINDPES - DADOS


INDIVIDUAIS PESSOAIS).

5.3.2. Após a identificação do servidor, selecione com um X o campo “E-MAIL”. O sistema exibirá
o endereço eletrônico cadastrado para o servidor.
MANUALDE
MANUAL DEPROCEDIMENTOS
PROCEDIMENTOS ––GESTÃO CADASTRAL-
APOSENTADORIA

INCLUSÃO E ALTERAÇÃO DE FORMAÇÃO E RECONHECIMENTO DA TITULAÇÃO

1. CONCEITO

1.1 É o procedimento operacional com vistas ao cadastramento pelo operador do SIAPE de


certificado, diploma ou titulação obtido pelo servidor, proveniente de educação formal e ao
reconhecimento da titulação cadastrada com a finalidade de pagamento de gratificação específica.
Este procedimento também serve como base de dados para emissão de relatórios de indicativos
da qualificação e formação dos servidores para os órgãos. Após conclusão deste processo, as
informações constarão no histórico funcional do servidor e refletirão na folha quando devido.

2. REQUISITOS BÁSICOS

2.1. Servidor possuir formação proveniente de educação formal de qualquer titulação; ou

2.2. Participação do servidor no processo de incentivo a qualificação, progressão por titulação


ou similar.

3. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

3.1. Apresentação do título de educação formal, seja certificado, diploma ou titulação.

3.2. Processo formalizado de incentivo a qualificação, progressão por titulação ou similar para
os casos em que haverá reflexo financeiro.

4. BASE LEGAL

4.1 Legislação principal:

a) Específico por Carreira.

5. PROCEDIMENTOS

5.1. Procedimentos para análise da documentação necessária à execução do processo.

5.1.1. Antes de proceder a inclusão de nova formação, verifique a validade da documentação


apresentada e se a mesma consta de todas as informações necessárias para o cadastramento.
5.1.2. Para o reconhecimento da titulação com finalidade de pagamento de gratificação
específica vinculada à formação, verifique se o processo contém todas as tramitações e
autorizações necessárias para a inclusão da rubrica no contracheque do servidor.

5.1.3. Quando for incluir nova formação ao servidor acima do grau de escolaridade em que ele
se encontra atualmente, primeiramente deverá ser feita a alteração do nível de Escolaridade
através da transação >CAIASERVID. VIDE PROCEDIMENTO DE ATUALIZAÇÃO DE DADOS
PESSOAIS.

24
5.2. Procedimentos a serem realizados para a inclusão da Formação de RH.

5.2.1. Acesse a transação >CDINFORMRH (SIAPE, CADSIAPE, CADASTRO, ATUCADAST,


FORMACAO, CDINFORMRH - INCLUI FORMACAO DO RH).

5.2.2. Após a identificação do servidor, a seguinte tela será exibida:

5.2.3. Preencha conforme orientações a seguir:

a) Formação - Tecle PF1 = Ajuda para abrir a relação de cursos e selecione o código
correspondente.
b) Titulação - Tecle PF1 = Ajuda para relacionar os níveis da Titulação e selecione o
código correspondente.
c) Estab de Ensino - Preencha com o nome do Estabelecimento de Ensino onde o
servidor concluiu a formação que está sendo cadastrada.
d) Município - Tecle PF1 = Ajuda para relacionar os municípios e selecione o código
correspondente.
e) Pais(Exterior) - Preencha apenas se o Estab. De Ensino for fora do Brasil.
f) Concluído em - Preencha com o ano de conclusão de acordo com o Certificado ou
Diploma.
g) Carga horária - Preencha com a quantidade de horas somente caso esteja descrito
no diploma ou certificado.

5.2.4. Após o preenchimento dos campos, o sistema solicitará a confirmação, finalizando o


procedimento.
5.3. Procedimentos a serem realizados para o reconhecimento da Titulação.

5.3.1. Antes de proceder com o reconhecimento da titulação do servidor, a formação


correspondente já deve ter sido cadastrada através do procedimento do item 5.2.

5.3.2. Após a inclusão da formação acesse a transação >CDATTITREC (SIAPE, CADSIAPE,


CADASTRO, ATUCADAST, CDATTITREC - ATUALIZA TITULACAO RECONHECIDA).

5.3.2. Identifique o servidor pela matrícula ou use PF1 = Ajuda, e o sistema apresenta a tela
seguinte:

Observação: Se já houver uma titulação reconhecida, o sistema irá perguntar se quer excluir.
Marque (N) Não, tecle Enter e assim esta tela será exibida.

5.3.3. Note que o sistema exibe todas as Formações cadastradas para o servidor.

5.3.4. Selecione com um “X” a titulação que deverá ser reconhecida, seja a fim de gerar
pagamento de rubrica específica de gratificação ou a sua maior titulação para registros cadastrais.

5.3.5. Após teclar ENTER o sistema irá solicitar a confirmação. Assim que for efetuada, haverá a
integração com a folha de pagamento.

5.4. Procedimentos a serem realizados para a alteração da formação do servidor.

5.4.1. Acesse a transação >CDALFORMRH (SIAPE, CADSIAPE, CADASTRO, ATUCADAST,


FORMACAO, CDALFORMRH - ALTERA DADOS DA FORMACAO DO RH).
5.4.2. Identifique o servidor pelo CPF ou use PF1 = Ajuda, e será exibida uma tela com as
formações cadastradas, conforme a seguir:

5.4.3. Selecione com um “X” a formação que deverá ter as informações alteradas e o sistema
exibirá os dados dela, permitindo a alteração dos mesmos, semelhante à tela exibida no item
5.2.2.

5.4.4. Após efetuar as alterações desejadas, tecle ENTER. Na sequência execute a confirmação e
o procedimento estará finalizado.

5.5. Procedimentos a serem realizados para a exclusão da formação do servidor.

5.5.1. Acesse a transação >CDEXFORMRH (SIAPE, CADSIAPE, CADASTRO, ATUCADAST,


FORMACAO, CDEXFORMRH - EXCLUI FORMACAO DO RH).

5.5.2. Após a identificação do servidor, será exibida uma tela com as formações cadastradas,
semelhante à tela exibida no item 5.4.2.

5.5.3. Selecione com um “X” a formação que será excluída e tecle ENTER.

5.5.4. Aparecerá a tela solicitando a confirmação do procedimento. Após efetuá-la, o


procedimento estará finalizado.

5.3. Procedimentos a serem realizados para consulta de Formação do servidor.

5.3.1. Acesse a transação >CDCOFORMRH (SIAPE, CADSIAPE, CADASTRO, ATUCADAST,


FORMACAO, CDALFORMRH - CONSULTA FORMACAO DO RH).
5.3.2. Após a identificação do servidor o sistema exibirá os dados das formações cadastradas
para o mesmo.
MANUALDE
MANUAL DEPROCEDIMENTOS
PROCEDIMENTOS ––GESTÃO CADASTRAL-
APOSENTADORIA

ATUALIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES DE ÓBITO DE SERVIDOR

1. CONCEITO

1.1 Trata-se de procedimento operacional para o cadastramento das informações referentes


ao óbito do servidor. A atualização será realizada pelo Operador do Sistema e uma vez realizada
repercutirá nas informações cadastrais do servidor.
1.2 Esclarecemos que esta etapa é complementar aos processos de vacância do PCA do
servidor ativo falecido ou do encerramento da aposentadoria do servidor que encontrava-se na
situação de aposentado no momento do falecimento. Caso a vacância ou o encerramento da
aposentadoria ainda não tenha sido efetuada no sistema, efetue estes procedimentos antes de
dar sequência. Vide Manual de Vacância.

2. REQUISITOS BÁSICOS

2.1 Para a efetivação do cadastramento no SIAPE, faz-se necessário a apresentação da cópia


autenticada da certidão de óbito emitida por cartório competente ao órgão em que o servidor
falecido possuía vínculo.

3. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

3.1 Cópia autenticada da Certidão de Óbito.

4. BASE LEGAL

4.1 Legislação principal:

a) Artigos 41, 226 a 228 e 241 e parágrafo único da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro
de 1990.

4.2 Legislação complementar:

a) Orientação Normativa DRH/SAF nº 101, de 11 de dezembro de 1991 (DOU 12 de


dezembro de 1991);
b) Acórdão TCU - Plenário nº 294, de 31 de março de 2004 (DOU 07 de abril de 2004);
c) Nota Técnica nº 60/2011/CGNOR/DENOP/SRH/MP;
d) Nota informativa nº 36 /2013/CGNOR/DENOP/SEGEP/MP;
e) Nota Informativa nº 305/2016-MP.

5. PROCEDIMENTOS

5.1. Procedimentos para análise da documentação necessária à execução do processo

5.1.1 O servidor que veio a falecer deve ter as informações referentes ao óbito implementadas
no SIAPE para fins cadastrais. Para uma correta alimentação do sistema, deve-se estar de posse de
cópia autenticada da certidão de óbito do servidor falecido.

29
5.2 Procedimentos operacionais no SIAPE a serem realizados para o cadastramento das
informações do óbito.

5.2.1 Acesse a transação >CAIFOBITRH (SIAPE, SIAPECAD, DADOSPESS, OBITO, CAIFOBITRH -


INFORMA OBITO DO RH).

5.2.2. Identifique o servidor através do CPF ou use PF1 = Ajuda.

5.2.3. O sistema exibirá a seguinte tela:

5.2.4. Verifique atentamente se os dados do servidor exibidos correspondem aos dados do


servidor falecido.

5.2.5. Para proceder com a inclusão das informações, preencha conforme a seguir:

a) CARTÓRIO: Identifique o cartório que emitiu a certidão de óbito;


b) UF DO CARTORIO: Preencha com a informação do ente federativo ao qual pertence
o cartório que emitiu a certidão;
c) NUMERO DO REGISTRO: (APENAS PARA CERTIDÕES EMITIDAS COM O PADRÃO
ANTIGO) Informe o número do registro da certidão;
d) NUMERO DO LIVRO: (APENAS PARA CERTIDÕES EMITIDAS COM O PADRÃO
ANTIGO) Informe o Livro onde foi efetuado o registo do óbito;
e) NUMERO DA FOLHA: (APENAS PARA CERTIDÕES EMITIDAS COM O PADRÃO
ANTIGO) Informe a folha onde consta o registro do óbito;
f) DATA DO OBITO: Preencha com a data do óbito informada na certidão;
g) MAT. DA CERTIDAO: (APENAS PARA CERTIDÕES EMITIDAS NO NOVO PADRÃO)
Informe o número da matrícula da certidão de óbito.
5.2.6. Efetue a confirmação e o SIAPE irá efetuar a integração com a folha de pagamento.

5.3. Procedimentos a serem realizados para a consulta do óbito de servidor.

5.3.1. Acesse a transação >CDCOINDFUN (SIAPE, CADSIAPE, CODIVCAD, CDCOINDFUN - DADOS


INDIVIDUAIS FUNCIONAIS).

5.3.2. Identifique o servidor, selecione com um X o campo “OBITO”. O sistema exibirá os dados
do óbito.
MANUALDE
MANUAL DEPROCEDIMENTOS
PROCEDIMENTOS ––GESTÃO CADASTRAL-
APOSENTADORIA

ATUALIZAÇÃO DE DADOS PESSOAIS DE SERVIDOR


1. CONCEITO

1.1 Trata-se de procedimento operacional para alteração de dados pessoais de servidor, a ser
realizado no SIAPEcad pelo Operador do Sistema. Uma vez realizado, constará da base cadastral.
1.2 Algumas outras informações pessoais que não necessitam de comprovação documental
poderão ser realizadas pelo próprio servidor, mediante acesso ao site
https://servidor.sigepe.planejamento.gov.br

2. REQUISITOS BÁSICOS

2.1 Para a efetivação do cadastramento no SIAPE, faz-se necessário solicitação formalizada


pelo interessado indicando o dado a ser alterado ou, observada incorreção em algum registro, o
Operador do Sistema poderá corrigi-lo.

3. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

3.1 Requerimento;

3.2 Documentação comprobatória dos dados a serem alterados ou corrigidos.

4. BASE LEGAL

4.1 Legislação principal:

a) Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990;

4.2 Legislação complementar:

5. PROCEDIMENTOS

5.1. Procedimentos para análise da documentação necessária à execução do processo.

5.1.1 Em decorrência de solicitação por parte do servidor, com vistas à alteração ou observada
pelo Operador do Sistema, à necessidade de correção de algum registro dos dados pessoais do
servidor, este processo permite a alteração de vários documentos e dados pessoais, tais como:
nome, nome social, estado civil, escolaridade, cor/origem étnica, dentre outras, utilizando-se uma
mesma transação.

5.1.2. Antes de prosseguir, atente para as informações que serão alteradas ou corrigidas e
verifique se estão de acordo com a documentação comprobatória do servidor.

5.2. Procedimentos operacionais no SIAPE a serem realizados para a alteração de Dados


Pessoais do servidor.

5.2.1 Acesse a transação >CAIASERVID (SIAPE, SIAPECAD, DADOSPESS, INCALTRH, CAIASERVID -


INCLUI/ALTERA SERVIDOR).

32
5.2.2 Identifique o servidor informando o seu CPF ou use PF1 = Ajuda.

5.2.3. O sistema exibirá a seguinte tela:

5.2.4. Nesta tela, poderão ser efetuadas as alterações nas informações relativas ao nome social
do servidor. Tecle ENTER para dar sequência.

5.2.5. O sistema exibirá a seguinte tela:


5.2.6 Nesta tela, poderão ser alteradas ou corrigidas as informações pessoais do servidor, como
nome, sexo, grupo sanguíneo, nome de pai e mãe, cidade de nascimento, UF, escolaridade, estado
civil, cor/origem étnica, pessoa com deficiência. Tecle ENTER para dar sequência.

5.2.7. O sistema exibirá a seguinte tela:

5.2.8 Altere ou corrija os dados da documentação do servidor, como identidade (RG), título de
eleitor, PIS/PASEP, data do primeiro emprego, etc. Tecle ENTER para dar sequência.
5.2.9. O sistema exibirá a seguinte tela:

5.2.10. Altere ou Corrija as informações de contato do servidor como endereço, telefone fixo
e/ou celular, etc.

Observação: Note que a transação >CAIASERVID não efetua a alteração do e-mail, sendo apenas
permitida tal alteração via SIAPENet (ver item Atualização de Endereço Eletrônico de servidor).

5.2.11. Tecle ENTER e o sistema irá solicitar a confirmação. Após efetuada, haverá a integração
com a folha de pagamento, concluindo o processo.

Observação: Perceba que algumas alterações efetuadas na transação >CAIASERVID também


podem ser efetuadas em outras transações, conforme demais processos constantes neste manual.

5.3. Procedimentos a serem realizados para consulta dos dados pessoais de servidor.

5.3.1. Acesse a transação >CDCOINDPES (SIAPE, CADSIAPE, CODIVCAD, CDCOINDPES - DADOS


INDIVIDUAIS PESSOAIS).

5.3.2. Após a identificação do servidor, selecione com um X o campo que deseja consultar ou
não marque nenhum para exibir todas as informações e confirme. O sistema exibirá os dados
solicitados.

5.3.3 Dentro do SIAPECad existem ainda outras ocorrências em que é possível consultar os
dados pessoais do servidor, bem como informações gerais referente ao seu vínculo com o serviço
público, sendo >CACODADORH (SIAPE,SIAPECAD,DADOSPESS,CACODADORH - CONSULTA DADOS
PESSOAIS DO RH) e >CAEMDOSSIE (SIAPE, SIAPECAD, DADOSPESS, CAEMDOSSIE - DOSSIE DO RH) -
Transação que emite o dossiê completo do RH.

5.3.4 Acesse a transação >CACODADORH (SIAPE,SIAPECAD,DADOSPESS,CACODADORH -


CONSULTA DADOS PESSOAIS DO RH):

5.3.4.1 Informe o CPF do servidor que deseja consultar os dados pessoais. Utilize a tecla de ajuda
PF1 caso não tenha a informação. Em seguida, o sistema apresentará uma sequência de telas com
os dados pessoais do RH:
5.3.6 Acesse a transação >CAEMDOSSIE (SIAPE, SIAPECAD, DADOSPESS, CAEMDOSSIE - DOSSIE
DO RH) - Transação que emite o dossiê completo do RH:
5.3.6.1 Com a consulta através da tecla de ajuda PF1, busque o CPF do servidor que deseja emitir
o dossiê. Há diversas opções que o usuário pode utilizar para gerar o dossiê do RH. Assinale a que
melhor atender à sua demanda.
MANUALDE
MANUAL DEPROCEDIMENTOS
PROCEDIMENTOS ––GESTÃO CADASTRAL-
APOSENTADORIA

GESTÃO CADASTRAL DE DEPENDENTES

1. CONCEITO

1.1 Procedimento operacional realizado no SIAPE para inclusão, alteração e exclusão das
informações relativas aos dependentes, cujos reflexos ocorrerão nos históricos funcionais e/ou no
cálculo das remunerações ou proventos dos servidores.

2. REQUISITOS BÁSICOS

2.1 Requerimento formal do servidor, identificando o dependente e o benefício pleiteado,


acompanhado da documentação pertinente, inclusive no que tange à dependência econômica,
quando for o caso, conforme rol abaixo:

a) Cônjuge, companheiro ou companheira de união estável;


b) Pessoa separada judicialmente ou divorciada, com percepção de pensão
alimentícia;
c) Filhos e enteados, até 21 (vinte e um) anos de idade ou, se inválidos, enquanto
durar a invalidez;
d) Filhos e enteados entre 21(vinte e um) e 24 (vinte e quatro) anos de idade,
dependentes economicamente do servidor e estudantes de curso regular
reconhecido pelo MEC;
e) Menor sob guarda, ou tutela concedida por decisão judicial enquanto permanecer
nessa condição;
f) Filho ou irmão que tenha deficiência;
g) Pai, padrasto, mãe e madrasta.

3. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

3.1 Documentação pessoal, estabelecida de acordo com o grau de parentesco do


dependente, sua condição e o benefício requerido. Deve-se observar a especificidade de cada
pleito. Como exemplo, não exaustivo, os documentos abaixo elencados:

a) Cônjuge: certidão de casamento, carteira de identidade e CPF;

b) Companheiro(a): comprovação de união estável, carteira de identidade e CPF. Para


comprovar união estável, na ausência do termo devidamente registrado,
apresentar, no mínimo, 3 (três) dos seguintes documentos:

i. Certidão de nascimento de filho (a) em comum;


ii. Certidão emitida por entidade religiosa civilmente reconhecida;
iii. Declaração do imposto de renda do servidor em que conste o interessado
como seu dependente;
iv. Disposições testamentárias;
v. Declaração especial feita perante tabelião;
vi. Prova do mesmo domicílio;

41
vii. Prova de encargos domésticos evidentes e existência de sociedade ou
comunhão nos atos da vida civil.
c) Filho(a) ou enteado(a): certidão de nascimento, carteira de identidade e CPF
(obrigatório);
d) O menor sob a guarda ou tutela: Termo de Guarda Judicial, certidão de nascimento,
carteira de identidade e CPF (obrigatório);
e) O filho(a), enteado(a), menor sob guarda ou tutela inválidos: inclusive a
comprovação de invalidez por junta médica oficial;
f) A pessoa separada judicialmente ou divorciada: carteira de identidade, CPF e
comprovante de percepção de pensão alimentícia.

4. BASE LEGAL

4.1 Legislação principal:

a) Constituição Federal de 1988;


b) Lei 8.112 de 12 de dezembro de 1990;
c) Lei nº 9.717 de 27 de novembro de 1998;
d) Lei nº 13.135 de 17 de junho de 2015.

4.2 Entendimentos do Órgão Central do SIPEC:

a) Nota Técnica nº 334/2010/COGES/DENOP/SRH;


b) Portaria Normativa nº 03/2012/SEGEP/MP;
c) Nota Informativa nº 114/2012/CGNOR/DENOP/SEGEP/MP;
d) Orientação Normativa nº 7, de 19 de março de 2013;
e) Portaria Normativa nº 1, de 9 de março de 2017.

5. PROCEDIMENTOS

5.1. Procedimentos para análise da documentação necessária à execução do processo.

5.1.1. Receba a documentação do servidor;

5.1.2. Avalie se a documentação apresentada atende aos requisitos para a inclusão das
informações;

5.1.3. Analise a documentação apresentada anteriormente a qualquer ação sistêmica. Caso não
atenda aos requisitos exigidos, o servidor deverá ser notificado imediatamente.

5.2. Procedimentos a serem realizados para inclusão de Dependente.

5.2.1. Acesse o SIAPE, transação >CDIADEPEND - SIAPE,CADSIAPE,DEPENDENTE - Inclui/Altera;

5.2.2. No item Dependente, preencha os campos conforme a seguir:


a) NACIONALIDADE: Preencha com o código referente à nacionalidade do
dependente. Em caso de dúvida, pressione F1 para relacionar os tipos de
nacionalidade;
b) NÚMERO DO CPF: Inclua o número do CPF do dependente.
Na impossibilidade de informar o CPF para o dependente menor de 18 anos, poderá
informar o número do CPF da mãe;
c) DOC ESTRANGEIRO: Preencha os dados de identificação do documento somente no
caso de dependente estrangeiro.

5.2.3. Confirme as informações para dar sequência à inclusão.

5.2.4. Inclua os dados do dependente, de acordo com a documentação apresentada,


preenchendo os campos a seguir:
a) GRAU PARENTESCO e CONDIÇÃO: Acione F1 para abrir as tabelas correspondentes
e selecionar o código devido;
b) DOCUMENTOS DO DEPENDENTE: Informe o número do CPF e preencha um dos
campos, conforme abaixo:
i. CERTIDÃO (nascimento, casamento): quando se tratar de formatação antiga;
ii. NOVA CERTIDÃO: quando se tratar da certidão mais recente, informar a
matrícula;
iii. IDENTIDADE: dados do documento do dependente;
iv. DOCUMENTO ESTRANGEIRO: informe todos os dados constantes do
documento, conforme cada dependência.

5.2.5. Confirme as informações para dar sequência à inclusão.

5.2.6. Inclua a data do início de cada benefício de acordo com o requerimento. Se não informar,
o sistema impossibilitará a continuidade da inclusão:
Observação: Preencha apenas quando o dependente tiver direito comprovado ao benefício.

5.2.7. Para identificar os benefícios a que o dependente tem direito, verifique o item 5.6.3;

5.2.8. Confirme a inclusão.

5.3. Procedimentos a serem realizados para alteração de Dependente.

5.3.1. Para proceder qualquer alteração nos dados do dependente, utilizar a transação:
>CDIADEPEND;

5.3.2. Após a identificação do servidor, o Sistema apresentará a relação dos dependentes já


cadastrados. Posteriormente, deverá ser selecionado apenas o dependente que terá algum dado a
ser alterado. Na sequência, aparecerão os dados do dependente e, após as alterações desejadas,
confirme.

Observação: A operacionalização de alteração de dependente é semelhante à inclusão, pois a


transação utilizada é a mesma.

5.4. Procedimentos a serem realizados para exclusão de Dependente.

5.4.1. Caso seja necessário excluir o dependente, utilize a transação: >CDEXDEPEND - SIAPE,
CADSIAPE, DEPENDENTE;

5.4.2. Ao identificar o servidor, o Sistema relacionará os dependentes já cadastrados. Selecione


o dependente a ser excluído;
5.4.3. Acione F1 para consultar e selecionar o motivo da exclusão (Ocorrência);

5.4.4. Após a confirmação, o dependente estará excluído/desativado.

5.5. Procedimentos a serem realizados para reativação de Dependente.

5.5.1. Reative o Dependente excluído utilizando a transação: >CDRTDEPEND - REATIVA


DEPENDENTE - SIAPE, CADSIAPE, DEPENDENTE;

5.5.2. Após a identificação do servidor, o Sistema irá relacionar os dependentes já cadastrados,


identificando aqueles que constam com a marca/ocorrência de exclusão. A seguir, selecione o
dependente a ser reativado;

5.5.3. Após a confirmação, o dependente será reativado.

5.6. Procedimentos para consultas do cadastro de Dependente.

5.6.1. Para consultar os Dependentes cadastrados, utilize a transação: >CDCODEPEND -


CONSULTA DEPENDENTE;

5.6.2. Após a identificação do servidor, o Sistema apresentará a relação de seus dependentes.


Selecionar o dependente a ser consultado e as informações serão apresentadas na tela conforme
abaixo:
Observação: Ao marcar com um “X” ao lado do código do benefício e teclar ENTER, o Sistema
informará os dados da atualização do benefício do dependente selecionado, bem como o
responsável pelo cadastramento.

5.6.3. Para consultar a tabela de grau de parentesco, condição de dependência e relação dos
benefícios, deverá ser acessada a transação: >TBCOBENDEP;

5.6.4. Selecione o grau de parentesco e o Sistema relacionará, conforme a tela a seguir, as


condições e os benefícios possíveis a partir da combinação do grau de parentesco e da condição
de cada dependente:
MANUALDE
MANUAL DEPROCEDIMENTOS
PROCEDIMENTOS ––GESTÃO CADASTRAL-
APOSENTADORIA

6. REFERÊNCIAS

BRASIL. Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Guia para Elaboração de


Manuais.Disponível em: < http://intranet/publicacoes/guia-para-elaboracao-de-manuais-versao-
final.pdf/view>. Acesso em: 17 jul.2017.

BRASIL. Presidência da República. Manual de Redação da Presidência da República. Disponível em:


<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/manual/manual.htm>. Acesso em: 17 jul.2017.

48
49

Você também pode gostar