Você está na página 1de 1

Marcelo Dias

Esboço:

A língua e a ira como meios de promover a justiça indica um coração cheio maldade que
não depende de Deus para trazer justiça à sua questão.

1. Os cristãos devem controlar suas línguas e sentimentos diante da injustiça (v. 19)

2. A execução da justiça divina não se dará por meio do descontrole pessoal (v. 20)

3. O acolhimento da Palavra e a rejeição da sujeira e maldade do coração diante da injustiça livra


do descontrole pessoal e das consequências da desobediência (v. 21).

Bibliografia Tg 1.19-21

Aland, Kurt, Barbara Aland, Johannes Karavidopoulos, Carlo M. Martini, e Bruce M.


Metzger. Novum Testamentum Graece. 28th Edition. Stuttgart: Deutsche
Bibelgesellschaft, 2012.
Almeida Revista e Atualizada. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1993.
Arndt, William, Frederick W. Danker, Walter Bauer, e F. Wilbur Gingrich. A Greek-English
lexicon of the New Testament and other early Christian literature. Chicago: University of
Chicago Press, 2000.
Carson, D. A., R. T. France, J. A. Motyer, e G. J. Wenham, orgs. New Bible commentary:
21st century edition. 4th ed. Leicester, England; Downers Grove, IL: Inter-Varsity Press,
1994.
Martin, Ralph P. James. Vol. 48. Word Biblical Commentary. Dallas: Word, Incorporated,
1998.
Moo, Douglas J. The letter of James. The Pillar New Testament Commentary. Grand
Rapids, MI; Leicester, England: Eerdmans; Apollos, 2000.
Varner, William. James. Organizado por H. Wayne House, W. Hall Harris III, e Andrew W.
Pitts. Evangelical Exegetical Commentary. Bellingham, WA: Lexham Press, 2012.

Walvoord, John F., e Roy B. Zuck, Dallas Theological Seminary. The Bible Knowledge
Commentary: An Exposition of the Scriptures. Wheaton, IL: Victor Books, 1985.
Wilkin, Robert N., org. The Grace New Testament Commentary. Denton, TX: Grace
Evangelical Society, 2010.