Você está na página 1de 36

COLECIONE!

Curso de fotografia em 3 edições

fotomania No 03 • R$ 7,90

TEMA

Parques
Curta ao máximo esse
divertido assunto

TEMA

Abstratos
Explore a combinação
de cores e formas

TÉCNICA

Hora
Mágica
Aproveite os melhores
instantes da luz

Fotografando
Viagens
EL AS

Equipamento apropriado • Fotografando pessoas


ÍV IC
RD CN

• Paisagens urbanas e naturais • Iluminação


PE TÉ
IM S E

• Texturas e Formas • E muito mais!


CA
DI
ANÚNCIO
04 Viagens
Qual equipamento levar................................................. 6
Gente, um assunto muito especial.............................. 7
Paisagens urbanas / naturais........................................ 8
Texturas e formas............................................................12
Lidando com a iluminação...........................................13
O fotógrafo faz o clima..................................................14
Enxergue o mundo com outros olhos.....................15
Um mundo de revelações............................................16

18 Temporais
Registre cenários dramáticos......................................19

20 Hora Mágica
Diretores
Joaquim Carqueijó
Aproveite os melhores momentos da luz...............20
Marco Provenzano

Coordenação
Vanusa G. Batista

Administrativo
Wellington Nunes de Oliveira
22 Imagens Abstratas
Explore as combinações de cores e formas...........23
Distribuição em Bancas
FC Comercial

Planejamento de Circulação
EDICASE
www.edicase.com.br 24 Um Dia no Parque
Operações de Manuseio
FG PRESS
Curta ao máximo esse divertido assunto...............25
www.fgpress.com.br
Temas a explorar..............................................................26
Impressão
Gráfica

ATENDIMENTO AO LEITOR
atendimento@edicase.com.br
(11) 3772-4303 28 Formatos Digitais
Proibida a reprodução total ou parcial sem Diferenças dos principais tipos de arquivos..........28
prévia autorização da Editora. A Art&Cia, CNPJ
01.362.596/0001-32 que criou e produziu esta
publicação tem inteira responsabilidade sobre

32 Quebrando Regras
seu conteúdo. Contato: art.cia@uol.com.br

Fuja do lugar-comum em suas fotos........................33


TEMA fotografando viagens

FOTOGRAFANDO

VIAGENS
Saiba como traduzir, em belas fotografias,
as experiências vividas durante as viagens.

N
ão importa o destino, via-
gens representam exce-
lentes oportunidades foto-
gráficas. Embora todos acreditem
saber o que realmente significa
“fotografia de viagem”, não é fácil
definir esse tema, uma vez que ele
inclui uma diversidade enorme de
assuntos e técnicas que represen-
tam temas particulares da foto-
grafia, como: pessoas, paisagens,
arquitetura, entre outros.
Cada motivo e situação na fo-
tografia exige uma técnica e um
olhar que permitam valorizar o
resultado, e estar atento a esse
fato é apenas o primeiro passo
para voltar com a mala cheia
de imagens que ficarão para
sempre na memória.
São muitos os temas que A partir de agora, falare-
podem ser explorados durante mos um pouco de alguns
as viagens para obtermos boas dos principais temas a se-
fotografias. Praias, montanhas,
rem explorados em
pessoas, animais, paisagens,
arquitetura, tudo isso à viagens e daremos
disposição do fotógrafo. Mas não algumas dicas sobre
basta apertar o botão de disparo como explorar ao
da câmera, é importante saber o máximo as situações
que e como registrar. que costumam fazer
parte do roteiro.
Seja bem-vindo
a bordo!

04 FotoMania
F O T O G R A FA N D O V I A G E N S TEMA
TEMA fotografando viagens

Qual equipamento levar?


O que não pode faltar na hora de arrumar a mala.
Jonathan Campos

Antes de sair guardando todo o


equipamento na bolsa ou na mochila,
que tal perguntar a si próprio que re-
almente você vai precisar na viagem?
A resposta pode significar mais do
que um alívio no peso da bagagem, pois
Evite surpresas envolve uma reflexão sobre a forma
Uma boa pesquisa é funda- que você vai registrar suas experiências
mental para que tudo corra da durante a empreitada fotográfica. SLRs analógicas ou digitais são indicadas
melhor maneira possível, além de para viagens pela funcionalidade que oferecem.
ser uma excelente chance para CÂMERAS
você já ir familiarizando-se com Para quem está partindo para uma ou de grande formato. Fotografar
o local a ser visitado. Pode-se viagem familiar e não pretende carre- com eles é extremamente divertido e
recorrer a sites ou a publicações gar muito peso, uma câmera compacta estimulante, um verdeiro desafio numa
impressas (livros, revistas) que é a melhor escolha. Algumas são extre- época em que o sistema digital torna
ofereçam as informações neces- mamente pequenas e cabem até no tudo fácil até demais.
sárias para o planejamento. bolso da calça ou da blusa, o que pode
Quando for viajar para o ex- ser conveniente em algumas ocasiões OBJETIVAS
terior, não se esqueça de verificar específicas. Durante as viagens, é comum fo-
os documentos e as autorizações Agora, quem deseja obter fotos tografarmos uma grande variedade
necessárias, para evitar abor- mais criativas e diferenciadas é ne- de temas. Por isso, muitos fotógrafos
recimentos. Chegue mais cedo cessário levar um equipamento com optam por uma combinação versátil de
ao aeroporto e não deixe de recursos mais avançados, para não objetivas, como um kit composto por
declarar o equipamento à Receita ficar à mercê dos ajustes automáticos, uma 28–70 mm e uma 70–200 mm. As
Federal; caso contrário, pode ter que nem sempre geram os melhores melhores zooms atuais proporcionam
problemas com a alfândega no resultados, principalmente em situa- boa qualidade de imagem e são ótimas
retorno ao país. ções críticas de luz. para quem não quer enfrentar a traba-
Outra dica: procure fazer se- Para aqueles que gostam de an- lhosa troca de objetiva para obter o en-
guro, pois, infelizmente, equipa- dar prevenidos, uma dica é levar um quadramento desejado a todo instante.
mentos fotográficos são muito corpo de câmera a mais (back-up), Algumas situações podem exigir
visados em todos os cantos do principalmente se o equipamento for equipamentos específicos, como num
planeta. Já tive um conjunto de filme. Além de ser uma medida de safári, em que uma 500 mm ou superior
completo de câmeras e objetivas segurança para não ficar “na mão” em pode ser fundamental para fotografar
roubado enquanto aguardava caso de pane, é uma boa opção para os animais sem se aproximar muito.
para pegar um trem na estação quem deseja utilizar filmes diferentes Mas nada de deixar o olhar e os pés
de Roma (pior: os filmes e os sem ter de rebobinar ou aguardar eles acomodados por causa da facilidade
documentos estavam junto na terminarem para fazer a troca. que as zooms proporcionam!
bolsa) e senti na pele a falta que Os mais exigentes em relação à Atenção: sempre leve filmes, bate-
uma apólice de seguro pode qualidade e que não se importam em rias, cartões de memória, enfim, tudo
fazer numa situação dessas. carregar equipamentos mais pesados que é necessário (e em quantidade
Tenha sempre um guia à mão nem em perder tempo na hora de com- suficiente) para não perder boas opor-
e não pense duas vezes se ficar por e de fazer os ajustes de exposição tunidades fotográficas durante sua via-
com alguma dúvida: peça infor- podem levar uma câmera de médio gem. Fotógrafo prevenido vale por dois!
mações a agência de viagens ou
mesmo aos cidadãos locais para
evitar “furadas”. É sempre
Conforto, um item obrigatório
melhor preve- Vestir-se adequadamente (nada Transporte o equipamento em
nir do que re- de roupas ou calçados muito aper- bolsas ou mochilas, que, além de
mediar. tados) é essencial. Fotógrafos ficam mais confortáveis, são mais seguras.
tão compenetrados quando estão à Procure usar vestimentas que
“caça” de imagens que, muitas vezes, possuam vários bolsos, sempre de
só percebem o cansaço tarde demais. grande utilidade para os fotógrafos.
F O T O G R A FA N D O V I A G E N S TEMA

Gente: um assunto muito especial


Viagens são excelentes oportunidades para fazer retratos.
Um dos temas fotográficos mais es- A primeira regra para fotografar
timulantes e desafiadores que podemos pessoas é tratá-las como você gostaria Aborde as pessoas
nos ater durante nossas viagens. de ser tratado. Sair apontando sua câ-
mera pode ser ofensivo e provocar hos-
com respeito
tilidade. Peça permissão, dificilmente as
pessoas se recusam a aceitar, porém,
se receber uma negativa, não insista.
Pesquise sobre os hábitos e as cren-
ças locais (pode parecer exagero, mas al-
guns povos acreditam que a fotografia
aprisiona a alma, por exemplo).Também
tome cuidado com oportunistas que
tentam “arrancar” dinheiro em troca de A aproximação com as pessoas
permissão para fotografá-los, uma prá- requer tato e confiança. Lembre-se
tica muito comum em pontos turísticos. de que um sorriso pode ser a melhor
Para finalizar, evite as fotos posadas. forma de obter autorização das pes-
Procure fotografar pessoas em situa- soas para fotografá-las. Em alguns
ções espontâneas, deixando o resultado casos, ofereça a possibilidade de
mais natural. E console-se com o fato enviar a foto pronta por e-mail.Além
de que fotógrafos sempre voltam com de ser uma gentileza, é uma forma
poucas ou nenhuma foto de si próprio de fazer amigos durante as viagens.
do local visitado. Casa de ferreiro...

FotoMania 07
TEMA fotografando viagens

Paisagens urbanas
Aproveite o potencial que as cidades oferecem.
Muitas pessoas viajam para gran-
des cidades e acham que, por isso,
estarão limitadas,“fotograficamente
falando”. Engano. Centros urbanos
podem proporcionar estimulantes
experiências visuais e, por esse motivo,
não devemos nunca subestimar seu
potencial fotográfico.
Por questões de comodidade e de
segurança, procure nunca sair pelas
ruas com uma grande quantidade de
equipamento. Planeje os seus pas- os objetos e como eles interagem.
seios e carregue apenas o essencial. O Além de registrar prédios e monu-
conceito “essencial” pode ser relativo, mentos como um todo, tire proveito dos
então cada fotógrafo deve considerar detalhes, como afrescos, colunas, janelas

Arquitetura essa questão de acordo com as suas


necessidades e possibilidades.
ou de outras características interessantes.
Quanto à iluminação, a hora do dia
Algumas técnicas fotográfi- Para fotografar cidades, uma objetiva pode melhorar ou arruinar os resultados
cas podem ajudá-lo a produzir grande-angular – que permite um maior de suas imagens, portanto preste muita
excelentes registros da arquite- ângulo de registro da cena – é uma atenção nesse fator. Se o Sol não estiver
tura local durante suas viagens. boa pedida. Procure adicionar algum em um ângulo muito bom, tente prever
A composição deve ser feita elemento humano à composição, o que o momento do dia em que será melhor
de modo a explorar ao máximo transmite noção de escala na imagem. fotografar em determinados locais e
a expressão de linhas, formas Em vez de sair clicando, estude bem esteja preparado para retornar a esses
e texturas das construções e a cena que deseja fotografar, analisan- pontos na hora mais adequada para as
dos objetos, considerando-se, do as formas, a perspectiva, os ângulos, fotos. Também não deixe de explorar o
evidentemente, a forma como potencial que as cidades
a luz interage com os diversos costumam oferecer para
elementos visuais. as fotografias noturnas.
Pesquisar sobre as influências Devido à grande
arquitetônicas e históricas dos quantidade de informa-
locais que serão visitados pode ções visuais oferecida
auxiliar na busca por detalhes pelas grandes cidades,
que talvez passassem “batidos”. muitas vezes as opor-
Para transmitir sensação tunidades podem pas-
de movimento e dinamismo, sar despercebidas. Por
faça uso de diagonais e curvas isso, quanto mais você
em suas composições. E, para explorar e fotografar as
gerar estrutura e estabilidade paisagens urbanas, mais
às imagens, dê preferência às capaz será de reconhe-
linhas verticais e horizontais. cer essas possibilidades.
Outro recurso visual que pode
gerar bons resultados em fotos As formas
de arquitetura é o da simetria. desta belíssima obra
arquitetônica foram
muito bem exploradas
pelo fotógrafo,
transmitindo as sensações
de modernidade e
movimento que o
arquiteto propositalmente
imprimiu à sua obra.

08 FotoMania
F O T O G R A FA N D O V I A G E N S TEMA

Paisagens naturais Coqueiros no litoral de Búzios (RJ).


Para capturar o movimento das folhas, foi
Os movimentos, os tons e as cores da natureza. utilizada baixa velocidade do obturador e
Seja na montanha seja na praia, elementos da forma mais harmoniosa uma pequena abertura de diafragma.
buscar o melhor ponto de vista é ape- possível. Faça uso da regra dos terços,
nas o início para produzir boas fotos de que consiste em dividir a área da ima-
paisagens. Muitas vezes, é necessário, gem em três partes iguais e utilizar as
literalmente,“suar a camisa”para chegar linhas imaginárias resultantes em guias
ao melhor lugar, que nos permita fazer para posicionamento dos objetos e
registros realmente dignos de ser vistos das cenas fotografadas. Mas não fique
e revistos incessantemente. Por isso, um totalmente preso a regras, lembre-se
item que não pode faltar na bagagem de que elas foram feitas para, também,
quando vamos viajar e fotografar pai- serem quebradas.
sagens é a disposição, muita disposição. Procure algum elemento na paisa-
Lugares mais elevados, como mor- gem (uma árvore, uma pedra ou até um
ros, edifícios e mirantes, costumam ser animal) que ajude a manter o interesse
muito procurados pelos fotógrafos, por na foto e preste atenção na forma como
normalmente oferecer uma perspecti- a luz interage com a cena. A luz da ma-
va ampla e privilegiada da cena. nhã e a da tarde são bastante propícias
Na hora de compor, procure intuir o para fotos de paisagens, tanto pelos
resultado que você deseja, observando tons mais quentes como pelo ângulo
cuidadosamente tudo que se encontra de incidência, que costumam gerar
ao seu redor e procurando combinar os resultados mais dramáticos.

FotoMania 09
F O T O G R A FA N D O V I A G E N S TEMA

As curvas desta
escadaria conduzem
o olhar pela imagem,
prendendo nossa atenção
e causando um efeito de
movimento na foto.

Explore texturas e formas


Como trabalhar os elementos visuais para capturar a atenção.
Que tal aproveitar o passeio para Tanto a natureza quanto a arquitetura
sair à procura de imagens dignas de são fontes inesgotáveis de padrões, tex-
ser emolduradas e penduradas na turas e formas geométricas que podem
parede da sua sala de jantar? ser largamente exploradas na fotografia.
Flores e plantas, vistas pelas po-
derosas objetivas da macrofotogra-
fia, por exemplo, podem mostrar
texturas fascinantes que passariam
despercebidas a olho nu. Elementos
A repetição é um recurso visual
muito interessante a ser explorado na
arquitetônicos, quando acertada- fotografia. Câmera Canon EOS 300,
mente trabalhados nas composições objetiva 135 mm, filme Velvia 100F,
fotográficas, são capazes de revelar exposição de 1/180s e abertura f/8.
imagens surpreendentes e podem
ajudar a costruir um belo álbum de
recordação da sua viagem.
Nessa busca, a cor e a luz são im-
O grafismo gerado pelo jogo
portantes aliadas que podem ajudar a de luzes e sombras que contorna as
realçar ainda mais o efeito pretendido. curvas da escada ao lado foi muito
A criatividade é o limite, e deve-se saber bem capturado pelo fotógrafo. O P&B
fazer uso de recursos que prendam o e a composição combinaram para
olhar, mantendo uma incessante faci- transformar o que poderia ser uma cena
nação pelo que está à frente da objetiva. comum em uma foto muito interessante.

FotoMania 11
TEMA fotografando viagens

Foto exposta corretamente

Tome cuidado ao fotografar


com fundo claro, pois a luz pode
confundir o fotômetro da câmera e
subexpor a foto. A imagem menor,
ao lado, ilustra essa situação.
Para evitar esse problema, faça a
medição em alguma área de tons
Flash de médios e depois recomponha a
cena para fotografar.
preenchimento:
quando e como usar?
Em condições de luz muito
intensa, como ao meio-dia com a
presença do Sol forte, o acentuado
constraste pode se tornar um terrí-
vel inimigo das fotos.
Nesses casos, filmes ou sen-
sores digitais não são capazes de
capturar, no mesmo registro, os
detalhes contidos tanto nas áreas
claras como nas escuras. Então, pas-
samos a contar com duas opções:
ou escolhemos o que é importante
na cena e fazemos a fotometria de
acordo com essa área, ou utilizamos
uma técnica conhecida como
flash de preenchimento (fill flash,
em inglês).
Essa técnica consiste em forçar
o disparo do flash contra o objeto
ou a cena fotografada, fazendo
com que a luz revele detalhes que
ficariam escondidos pela sombra.
Embora nem todos os fotógra-
fos tenham conhecimento, forçar o
disparo do flash é possível até em
muitas câmeras compactas, bas-
tando, para isso, apenas algumas
regulagens básicas.
Alguns equipamentos permi-
tem, inclusive, um controle mais
preciso sobre a intensidade da luz
do flash. O ideal, nesse caso, é fazer
a regulagem para um ponto de
exposição abaixo da leitura nor-
mal, causando um efeito natural
no resultado. A técnica de fill flash
também pode ser empregada ao
fotografarmos pessoas e objetos
em situações de contraluz, evitan-
do indesejadas silhuetas.

12 FotoMania
F O T O G R A FA N D O V I A G E N S TEMA

Lidando com a iluminação


Trabalhe corretamente a principal matéria-prima da fotografia.
Sejamos realistas. Durante as via- forma de aproveitar a iluminação Em alguns casos, você pode fazer
gens, em 90% do tempo, não temos favorável desse horário e, se você não uso de acessórios especiais, como um
à nossa disposição a “luz perfeita” demorar, ainda dá tempo de tomar café filtro graduado para destacar o céu
para fotografar, mas podemos – e da manhã com a família (caso vocês ou um tripé e cabo disparador para
devemos – fazer o melhor em cada tenham viajado junto, claro). capturar as luzes de uma cena noturna,
situação, valorizando as oportuni- Para retratos, procure recorrer a áre- por exemplo.
dades como se fossem únicas as com sombra ou use a técnica de flash Lembre-se de que a luz é a principal
(costumam ser, de fato). de preenchimento (veja box ao lado) matéria-prima da fotografia; então,
Acordar cedo e cur- para evitar o contraste excessivo da luz. lidar com ela corretamente é funda-
tir as primeiras horas Em situações de iluminação crí- mental para conseguir bons resultados.
da manhã para fo- tica, como em contraluz, pode ser
tografar é uma necessário fazer a medição em pontos
específicos, utilizando o fotômetro da
câmera ou um modelo de mão, como
esse mostrado no detalhe acima.

FotoMania 13
TEMA fotografando viagens

O fotógrafo faz o clima


Não é necessário um dia ensolarado para fazermos boas fotos durante nossas viagens.
Basta aparecer algumas nuvens Mas a umidade costuma emprestar suas fotos fiquem tremidas por causa da
mais carregadas no céu para os fotó- cores mais saturadas às cenas e aos menor velocidade do obturador.
grafos recolherem seus equipamen- objetos; portanto, dias de chuva são Alguns filtros, como o graduado, po-
tos, baseados na crença de que, com muito propícios para fotos de detalhes. dem ser utilizados para aumentar ainda
tempo ruim, não se produz boas fotos. Outro aspecto técnico que pode ser mais a dramaticidade das fotos, além de
Quem pensa assim está ligeiramente explorado nessas situações é a lumi- serem um ótimo recurso para reduzir a
enganado, pois o céu encoberto, a nosidade difusa, característica dos dias diferença muito acentuada de ilumina-
chuva e o vento podem proporcionar nublados, que proporciona excelente ção entre o céu e a terra, por exemplo.
ótimas imagens. condição de luz natural para retratos. O importante é nunca deixar de
Claro que o cuidado com o equi- Como a intensidade da iluminação fotografar em condições climáticas
pamento deve ser redobrado, uma vez costuma cair drasticamente com o céu que, a princípio, possam parecer des-
que componentes eletrônicos não cos- escuro, o ideal é utilizar ISO mais ele- favoráveis, quando, na verdade, pode
tumam ser dar muito bem com a água. vado ou então um tripé, evitando que ser o contrário.

14 FotoMania
F O T O G R A FA N D O V I A G E N S TEMA

Enxergue o mundo com outros olhos


Arrisque enquadramentos diferenciados e procure fugir dos resultados convencionais
Quando viajar, procure fugir do Antes de apertar o botão de dispa-
lugar-comum em suas composições, ro, olhe atentamente através do visor
estabelecendo a seguinte meta: da sua câmera. Abaixe-se, levante-se,
aprender a enxergar o mundo de uma dê alguns passos para trás, para frente
nova forma. ou para os lados. Incline sua câmera.
Que, exatamente, isso significa? Ouse. Experimente. Só assim você
Que nossos olhos são músculos que estará livre para tentar ângulos e en-
precisam ser exercitados, desenvolvi- quadramentos que deixarão suas fotos
dos e refinados para, depois, poderem mais interessantes. E, principalmente,
ser “libertados”. não tenha medo de errar. Na fotografia,
Devemos aprender a enxergar e a podemos aprender muito com os erros.
identificar as melhores oportunidades Lembre-se sempre de que:“A verda-
que, muitas vezes, apenas são revela- deira viagem de descoberta não con-
das por uma observação mais atenta siste em procurar novas paisagens, mas
às cenas e aos objetos que nos cercam. em ter novos olhos” (provérbio chinês).

FotoMania 15
TEMA fotografando viagens

Rodrigo Costa
Um mundo de revelações
A fotografia é uma das melhores formas de estabelecer contato com o mundo, ajudando
a revelar, em imagens, a cultura, as belezas natural e humana de todos os cantos do planeta.
Se você vai viajar para uma cidade alguns cliques, parta para algum local
perto de onde mora, para um Estado próximo. Pergunte às pessoas sobre
mais afastado do País ou se vai para pontos turísticos que valham a pena
um outro continente, o importante é ser conhecidos e fotografados.
que não se esqueça de levar consigo Quando voltar da sua viagem
equipamento e disposição para fazer com lindas fotos, não se esqueça de
muitos registros do passeio. compartilhar com os outros as suas
Cada lugar tem seu charme e saber melhores recordações. Viajar é sempre
explorar esse potencial é sempre um bom, seja pelo nosso olhar seja pelo de
desafio. Nunca se intimide ou desanime outras pessoas.
com a primeira impressão de algum
local, pois muitas oportunidades estão
à nossa espera mesmo em lugares que,
aparentemente, não têm graça. Viagens
são oportunidades muito ricas do ponto
de vista fotográfico e, por isso, merecem
um planejamento bastante cuidadoso e
uma realização fotográfica à altura.
Caso a cidade visitada não apre-
sente nenhum motivo que mereça

16 FotoMania
TEMA temporais
temporais TEMA

ANTES E DEPOIS DOS

TEMPORAIS
Aproveite para registrar cenas dramáticas da natureza.

A
lgumas das fotografias mais A variação de iluminação pode forma geral é melhor expor para as
fascinantes incluem céus ser muito grande nas diversas par- áreas claras, mesmo que as escuras
dramáticos, principalmente tes da cena – indo da luz direta do fiquem sem informação. Assim, as-
momentos antes ou depois dos sol a áreas de sombras intensas –, e segura-se o clima dramático da cena.
temporais acontecerem e com a fazer a medição correta é uma tarefa Experimente fazer registros em
luz do sol ainda presente, causando difícil. Portanto, experimente fazer preto-e-branco, o resultado pode
um interessante contraste com as variações de exposição (bracketing). ser ainda mais surpreendente.
nuvens carregadas e escuras. Mesmo assim, pode ser necessário Como nessa situações normal-
Quando se deparar com uma si- utilizar um filtro graduado, que reduz mente há muito vento, lembre-se
tuação dessas, aproveite. Fotografe a intensidade da luz em determina- de proteger bem o seu equipamen-
em todas as direções, ou seja, tanto das partes da imagem. Se não puder to da poeira e da água para que ele
contra como em direção do sol. contar com um acessório destes, de não fique danificado.

FotoMania 19
TÉCNICA a h ora m á gica

Luz “dourada” Logo após o sol


despontar no céu ou quando este está
prestes a se pôr no horizonte, a luz assume
tonalidades mais alaranjadas e torna as
cenas ainda mais belas. É justamente por
essas características que esses momentos
especiais do dia são chamados pelos
fotógrafos de “hora mágica”.

F
otos do nascer ou do pôr-do- lidades da luz produzida pelo sol da Ao contrário do que acontece
sol costumam causar bastan- manhã e da tarde são muito favorá- em fotos produzidas com o sol pre-
te impacto e, por isso mesmo, veis para iluminar pessoas, prédios, sente no quadro, em fotos feitas de
os fotógrafos sempre dedicam animais, objetos etc. Nessas horas, costas para ele normalmente não é
muitos cliques a esses momentos basta virar-se na direção oposta necessário fazer nenhum ajuste de
capazes de fornecer cenas inega- ao sol e perceber essa situação. exposição. Entretanto, se ficar com
velmente espetaculares. Uma luz dourada domina a cena e dúvida ou perceber que a imagem

É importante que você esteja preparado para aproveitar esses instantes de luz mágica.

Entretanto, se você está olhando torna as cores mais “quentes” e dra- está ficando mais clara ou mais
apenas na direção do sol nos horá- máticas. Inclusive, é sempre nessa escura do que o desejado, então
rios que ele está se levantando ou direção que podemos visualizar o faça novos registros com variação
se pondo, então certamente está arco-íris, que pode agregar muito de exposição (bracketing).
desperdiçando boas oportunida- impacto à uma foto de paisagem Além de paisagens, fotos de
des. Isso porque o ângulo e as tona- natural ou mesmo urbana. pessoas também apresentam bom

20 FotoMania
a h ora m á gica TÉCNICA

REGISTRANDo a

hora mágica
Aproveite os melhores momentos de luz natural para fotografar.

resultado quando produzidos na


“hora mágica”. Caso ocorra con-
otos do nascer ou do pôr-do-sol muito favoráveis para iluminar
traste excessivo entre as áreas de
costumam causar bastante impac- pessoas, prédios, animais, objetos
luz e de sombra, utilize um flash de
to e, por isso mesmo, os fotógrafos etc. Nessas horas, basta virar-se na
preenchimento ou então faça uso
sempre dedicam muitos cliques direção oposta ao sol e perceber
de um refletor (pode ser uma placa
a esses momentos capazes de do que estamos falando. Uma luz
branca de isopor, por exemplo).
fornecer cenas inegavelmente es- dourada domina a cena e torna as
Como os momentos em que
petaculares. cores mais dramáticas. Inclusive, é
a luz se torna realmente especial
Entretanto, se você está olhando sempre nessa direção que pode-
não duram muito, é importante que
apenas na direção do sol nos ho- mos visualizar os famosos arco-íris,
você esteja previamente preparado
rários que ele está se levantando que podem agregar muito impacto
para aproveitar esses instantes. Por
ou se pondo, então certamente à uma foto de paisagem natural ou
isso, chegue antes ao local preten-
está desperdiçando boas oportu- mesmo urbana.
dido e aproveite para fazer alguns
nidades. Isso porque o ângulo e
testes. Assim, você poderá tirar o
as tonalidades da luz produzida
máximo proveito da “hora mágica”.
pelo sol da manhã e da tarde são

FotoMania 21
TÉCNICA I M A G E N S A B S T R ATA S

IMAGENS

ABSTRATAS
Explore as possibilidades de combinações das cores e das formas.

22 FotoMania
I M A G E N S A B S T R ATA S TÉCNICA

F
otografia é considerada uma bem aproximado de uma árvore
forma de arte e, por essa ra- ou, então, enquadrar um detalhe
zão, devemos nos abstrair da arquitetônico da sua própria casa
crença tradicional sobre com o que ou de alguma construção vizinha.
uma foto deve ou não se parecer. Superfícies refletivas também
Freqüentemente somos induzidos podem fornecer abstrações inte-
a fotografar uma paisagem como ressantes. Entretanto, se você utiliza
uma paisagem, um prédio como flash ou alguma outra fonte de
um prédio e por aí em diante. Em- iluminação auxiliar, cuidado para
bora isso seja óbvio e convencional, que ela não comprometa a foto. Co-
não há uma regra que determi- loque sua câmera em uma posição
ne que uma fotografia deva ser que ela também não apareça nos
obrigatoriamente realística. Com reflexos, e então dispare.
criatividade, podemos nos libertar Aos buscar ângulos que cativem
de certos preconceitos e partir para o olhar, tenha sempre em mente
um novo caminho na fotografia: o que a boa imagem abstrata é aque-
de imagens abstratas. la que intriga o visualizador e gera
Quandos nos damos conta da a seguinte pergunta:“O que é isso?”
beleza das cores, formas e texturas As fotografias mostradas nessa
que nos cercam, um mundo de página ilustram algumas possibili-
possibilidades se apresenta diante dades que podem ser exploradas
de nossas lentes. É importante res- para produzir interessantes fotos
saltar que uma das chaves para o abstratas. Como é possível notar,
sucesso é a simplicidade. desde uma simples escada e uma
Muitas vezes, grandes oportu- fachada de prédio a um caule de
nidades de fotos abstratas estão árvore podem servir de inspiração.
escondidas em cenas e objetos Agora que você aprendeu um
“mundanos”, o que significa ser pouco sobre essa técnica fotográ-
possível produzir grandes imagens fica, observe o mundo com outros
ao redor de onde você mora. Como olhos e divirta-se procurando suas
exemplo, você pode fazer um close próprias abstrações.

Nossos olhos agrupam formas semelhantes,


criando uma sensação de movimento...

FotoMania 23
TEMa U M D I A N O PA R Q U E
U M D I A N O PA R Q U E TEMa

U M D I A no parque de

Diversões
Que tal aproveitar um agradável dia no parque para

produzir memoráveis recordações? Veja, a partir de

agora, com explorar esse divertido assunto fotográfico.

P
assar um dia no parque de
diversões pode ser muito
divertido. Não só para as
crianças pequenas mas para as
grandes também!
Além da roda-gigante, da mon-
tanha-russa, dos sorvetes e das gu-
loseimas, esses lugares estão reche-
ados de motivos fotográficos. Tudo
costuma ser muito colorido, alegre
e há movimento para todos os lados.
Além dos retratos convencio-
nais que você pode fazer para guar-
dar na memória todos esses bons
momentos, com um pouco de téc-
nica você pode
voltar para casa
com fotos dig-
nas de ir para o
álbum. Veja, a
partir de agora,
como aprovei-
tar ao máximo
um delicioso
dia no parque
de diversões.

FotoMania 25
TEMa U M D I A N O PA R Q U E

Temas
a explorar
Dentro de um parque de diver-
sões não faltam oportunidades. Em
primeiro lugar,você pode aproveitar
para fazer retratos. Nesse caso, não
fique restrito à família ou amigos.
Aproveite para capturar momentos
de descontração e alegria das ou-
tras pessoas que também frequen-
tam o parque. Uma objetiva com
alcance mais longo pode ajudar a
manter a discrição e, assim, obter
retratos mais espontâneos.
Aproveite para fazer registros
das atrações. Explore a velocida-
de de obturador para enfatizar
algum movimento, seja congelando
uma ação, seja borrando uma cena.

Esteja preparado! Quando estiver dentro de alguma


atração mais escura, como um trem
fantasma, regule o flash de modo a
Apesar de muito divertidos, que, além de tornar a tarefa
impedi-lo de funcionar. Assim, você
passeios como esses costumam menos penosa, ajuda a prote-
não compromete a brincadeira e
ser bastante cansativos. Por isso, ger a câmera e os acessórios de
captura melhor o “clima” da atração.
pense bem no que levar para impactos e da sujeira.
Procure fugir do lugar-comum
depois não ficar incomodado Quanto às lentes, não há re-
em suas fotos, fazendo enquadra-
em ter que transportar muito gra... Deve prevalecer o seu gosto
mentos mais ousados e que mos-
peso durante todo o dia. e, se praticidade for importante,
trem um olhar diferenciado sobre os
Se possível, acomode seu leve uma boa objetiva zoom para
diversos assuntos que explorar.
equipamento em uma mochila não se preocupar com as trocas.
Aproveite o fim do dia, quando
as luzes coloridas dos parques de
diversões podem render belas fotos
em longa exposição.Nesse caso,você
vai precisar de um bom apoio para
a câmera a fim de evitar que suas
fotos saiam tremidas.Um tipo de foto
clichê mas que apresenta resultados
interessantes é fazer uma longa ex-
posição da roda-gigante iluminada
e em movimento (veja imagem na
página da abertura dessa matéria).
No mais, tenha cuidado com
o equipamento, tanto com danos
como roubos. Lembre-se de que o
dia deve ser aproveitado ao máximo
e de que o importante é voltar do
parque de diversões cheio de boas
imagens e ótimas lembranças!

26 FotoMania
F O R M AT O S

DIGITAIS
Conheça as vantagens de fotografar utilizando
os diferentes tipos de arquivo.
F O R M AT O S D E A R Q U I V O S DIGITAL

E
mbora a fotografia digital indicado? Vejamos um pouco sobre
conquiste um número cada cada um deles.
vez maior de consumidores, Quando temos que trabalhar
baseada na premissa de que esse com pouco espaço disponível no
sistema veio para facilitar a vida dos cartão de memória e no compu-
usuários, o emprego de novas tec- tador, ou não dispomos de muito
nologias também acaba gerando tempo para editar cuidadosamente
muitas dúvidas, já que nem todos nossas imagens, o JPEG leva van-
estão acostumados a lidar com tagem. Isso porque ele oferece a
tantas funções presentes em apa- possibilidade de compressão dos
relhos extremamente sofisticados. dados, o que resulta em arquivos
Claro que as empresas não deixam que ocupam menos espaço de
de pensar naqueles usuários que memória. Como existem diversos
desejam apenas olhar e clicar, níveis de compactação, recomenda-
desenvolvendo câmeras capazes se sempre utilizar a menor possível,
de operar praticamente sozinhas, pois esse fator tem influência dire-
embora a graça da fotografia esteja ta na qualidade final da imagem
principalmente no controle que (quanto maior a compactação,
nós, fotógrafos, podemos ter sobre menor é a qualidade resultante).
os resultados em nossas imagens. Embora alguns usuários citem a
Uma das variáveis que têm qualidade do JPEG como uma pos-
confundido muito a cabeça dos sível desvantagem, na verdade isso
usuários na fotografia digital diz res- só pode representar efetivamente
peito aos formatos de arquivos que um problema em casos específi-
podem ser utilizados para fazer o cos, como, por exemplo, quando
armazenamento das imagens, após a exposição da foto não é feita
elas terem sido capturadas pelas ob- corretamente ou a compressão é
jetivas e registradas pelos sensores demasiadamente elevada. Ou seja,
JPEG Embora este formato não
digitais. Afinal, são várias extensões se a imagem estiver bem captu- possua a mesma flexibilidade
e tipos disponíveis, cada qual com rada, você pode tranqüilamente de ajustes que o RAW, podemos,
suas vantagens e desvantagens. E, armazená-la em formato JPEG, já por exemplo, fazer o balancea-
como a escolha pode influenciar que não será necessário fazer mui- mento de cores em programas de
diretamente a qualidade e o proces- tos ajustes no computador. imagens. A foto original, acima,
so de produção das fotos (também Outro formato bastante conhe- foi produzida sem ajustar o white
conhecido como workflow), o ideal é cido é o TIFF, capaz de armazenar balance (balanço de branco) da
que você saiba quais as implicações informações com máxima qua- câmera, o que causou tons ama-
relacionadas a esse fator. lidade, uma vez que não utiliza relados devido à temperatura de
compressão de dados. Esse for- cor da luz. Em seguida, a mesma
PRINCIPAIS FORMATOS imagem com ajustes de balanço
mato tem sido a principal escolha
de cor realizados no computador.
Atualmente, a escolha na hora de profissionais ligados à área de
Quando convertemos arquivos
de armazenar as imagens captu- impressão gráfica justamente pela RAW para o computador, esse
radas costuma recair sobre três alta qualidade que proporciona. A mesmo efeito pode ser realizado
principais tipos de arquivos: o desvantagem fica por conta do ele- de modo fácil e bastante preciso,
JPEG, o TIFF e, mais recentemente, vado espaço de memória que esse um dos maiores benefícios pro-
o RAW. Mas que significa essa sopa tipo de arquivo costuma ocupar; porcionados por esse padrão.
de letras? Qual formato é o mais em geral, maior que o JPEG.

Uma das variáveis que têm confundido muito a cabeça dos usuários na fotografia digital diz
respeito aos formatos de arquivos que podem ser utilizados para fazer o armazenamento das
imagens, após elas terem sido capturadas pelas objetivas e registradas pelos sensores digitais.
FotoMania 29
Quando fotografamos em formato RAW, a imagem fica registrada exatamente como foi
capturada, sem processamento, e os ajustes podem ser feitos posteriormente no computador.

Para finalizar a apresentação dos imagem final com as informações.


tipos de arquivos, falaremos agora Quando fotografamos em for-
sobre o famoso RAW, criado pela mato RAW, a imagem fica registra-
indústria para solucionar questões da exatamente como foi capturada,
específicas relativas à fotografia, sem processamento, e os ajustes
conforme veremos adiante. E para podem ser feitos posteriormente
entender melhor esse formato de no computador. Aliás, daí a origem
arquivo, precisamos antes saber um do nome RAW, que em português
pouco sobre o processo de captura significa “cru”. Essa característica
O Camera RAW é um plug-in utilizado nas câmeras digitais. possibilita a nós, fotógrafos, de-
capaz de reconhecer arquivos dos cidirmos como interpretar as in-
principais equipamentos disponíveis TRANSFORMANDO LUZ formações após elas terem sido
no mercado. Embora represente uma EM ARQUIVOS DIGITAIS capturadas pelo sensor. Fazendo
solução bastante satisfatória para Quando apertamos o botão de um paralelo com o filme, é como
a questão de incompatibilidade dos disparo em uma câmera digital, se pudéssemos escolher o processo
arquivos RAW, um dos problemas a imagem obtida pela objetiva é de revelação depois de saber o re-
é que, de tempos em tempos, registrada pelo sensor (CCD ou sultado das fotos. Interessante, não?
é necessário fazer upgrade do
CMOS) através de inúmeras células As únicas informações conside-
programa para poder incorporar
modelos mais recentes de câmeras.
fotossensíveis, que convertem a in- radas fixas no formato RAW são o
formação óptica em carga elétrica, ISO e a exposição das fotos. Mesmo
gerando os famosos pixels. Até aí, assim, é possível fazer alguns ajus-
tudo permanece igual, indepen- tes que nos permitam recuperar
dentemente do formato que você informações em áreas superexpos-
escolher para armazenar suas fotos. tas, por exemplo. Essa flexibilidade
A diferença ocorre justamente na faz com que o RAW se torne uma
Para ilustrar a flexibilidade de fo- etapa seguinte, quando as infor- opção bastante atraente, mas é
tografar em modo RAW, a imagem da
mações obtidas pelo sensor são importante deixar o leitor avisado
esquerda foi capturada utilizando-se
processadas (ou não, no caso do de que nem tudo são flores.
ajustes incorretos de balanço de bran-
co, exposição, contraste, saturação RAW) para serem, então, gravadas Embora esse formato possua
e espaço de cor. Depois, no Camera no cartão de memória. vantagens significativas sobre os
RAW, os parâmetros foram ajustados No caso do JPEG e do TIFF, após outros, ele também apresenta al-
para conseguir uma boa imagem. capturar a cena, a câmera processa gumas limitações.
Correções mais acentudas como essa a imagem conforme os ajustes pre- Um dos maiores problemas
podem ser muito difíceis ou até impos- definidos (como balanço de branco na utilização do RAW é o fato de
síveis de fazer em TIFF ou JPEG. e nitidez, por exemplo) e gera uma que esse tipo de arquivo não está

30 FotoMania
F O R M AT O S D E A R Q U I V O S DIGITAL

O formato RAW é indicado para situações de luz mista, pois permite corrigir o balanço de branco após o clique.

imediatamente disponível para im- Escolha e implicaçõeS maior dedicação a essa tarefa.
pressão, como o JPEG ou o TIFF, pois Muitos usuários defendem a Quando a quantidade de fotos é
antes é necessário convertê-lo para tese de que o RAW é um tipo de ar- grande, isso pode significar um
um desses formatos, o que significa quivo desenvolvido para profissio- gasto considerável de tempo na
uma etapa adicional no workflow. nais e de que o JPEG é um formato frente do programa de imagens,
Outra desvantagem diz respei- para amadores. Isso não é verdade. o que muitas vezes pode resultar
to ao tamanho dos arquivos, que Como vimos, cada um deles possui em desperdício de trabalho. E tudo
normalmente ocupam de duas a suas vantagens e desvantagens, isso deve ser pensado.
quatro vezes o espaço dos “con- então a escolha deve recair sobre Outro engano que ocorre com
correntes”. Para quem precisa fazer aquele que é capaz de atender freqüência é a crença de que, foto-
muitas fotos e não possui muitos melhor às suas necessidades, nas grafando em RAW, podemos operar
mega ou gigabytes sobrando no diferentes situações do dia-a-dia. verdadeiros milagres no computa-
cartão de memória ou no compu- Um fotógrafo amador pode dor e que, por isso, não precisamos
tador, o consumo de espaço pode perfeitamente decidir usar o padrão mais nos preocupar com questões
representar um fator decisivo na RAW para poder ter maior controle fundamentais da fotografia, como
hora da escolha. de ajuste sobre suas fotos, assim iluminação e exposição. Devemos
E não pára por aí. Se a sua inten- como um fotojornalista que esteja sempre ter em mente que uma
ção é guardar e utilizar seus arqui- cobrindo uma pauta e não disponha exposição correta é tão importante
vos digitais por bastante tempo, de muito espaço livre no cartão de na fotografia com filme quanto no
tome cuidado. Com tantos padrões memória pode beneficiar-se da ca- sistema digital.
de formatos RAW sendo criados pacidade de compactação do JPEG Para concluir, é fundamental
atualmente (cada fabricante de- e, com isso, produzir mais imagens. que cada usuário experimente os
senvolve o próprio), quão confiável Embora o formato RAW pos- diversos formatos disponíveis e
pode ser esse formato para arma- sua inquestionáveis qualidades entenda, na prática, as implicações
zenamento a longo prazo? Será e uma excelente flexibilidade da escolha no fluxo de produção
que no futuro os softwares serão – principalmente no que diz res- fotográfica. Só assim é possível ficar
capazes de ler as imagens que você peito ao tratamento das imagens livre do dilema que sofrem muitos
produz atualmente? Não haverá capturadas –, para que possamos fotógrafos, que é o de utilizar deter-
problemas de incompatibilidade, usufruir integralmente das suas minado formato de arquivo apenas
como, aliás, já ocorre hoje em dia? características, é necessária uma para não se sentirem culpados.

FotoMania 31
QUEBRANDO REGRAS TÉCNICA

quebrando

regras
Fuja do lugar-comum em suas fotos.

O
mundo está cada vez mais Assim, para quebrar a regra e
cheio de regras. “Não faça obter resultados não convencio-
isso... Não faça aquilo... Faça nais, procure aproximar a câmera
assim... Ou faça assado”! Há avisos do objeto fotografado, experimen-
em todos os cantos dizendo o que tando ângulos diferenciados, que
podemos e devemos ou não fazer. normalmente não são utilizados
Regras são importantes para re- em determinados temas..
gular padrões de comportamento, No caso de retratos de pessoas,
de relacionamento e também de onde via de regra recomenda-se
produtividade, entre outras coisas. o uso de uma objetiva normal ou
E como não poderia deixar de teleobjetiva (50mm, 85mm ou su-
ser, regras são muito importantes perior, para formatos de filme ou
para... Ser quebradas! Sim, não Objetivas sensor 35 mm), você pode obter
quero bancar o anarquista, não resultados divertidos, causados
tenha nada contra “o sistema”, mas
• Regra: utilize lentes gran- pela distorção que ocorre no ros-
acredito que, embora as regras de-angulares para fotos de to das pessoas ao fotografá-las
tradicionais nos auxiliem a obter de perto utilizando uma objetiva
ótimos resultados, para atingir
paisagens, vistas panorâmi- grande-angular.
patamares mais elevados e fugir cas, interiores e prédios.
do lugar-comum – e isso não se
restringe à atividade fotográfica – é Embora os temas acima citados
muito importante soltar as amarras sejam mais apropriados para este
da criatividade – muitas vezes dita- tipo de lentes, principalmente
das pelos manuais e livros. pelo fato de elas oferecerem maior
Para quebrar regras você tem ângulo de visão, podemos também
que ser ousado, o que muitas vezes fazer uso de lentes grande-angula-
pode significar despender tempo e res em fotos de esportes e pessoas,
oportunidades (ou mesmo filmes, se assuntos normalmente retratados
for o caso), simplesmente pelo fato com objetivas de médio e longo
de que, ao arriscar-se mais, muitas alcance (teleobjetivas).
de suas fotos podem ficar ruins. Sim, Objetivas grande-angulares
é importante ser realista. Mas tam- elevam a sensação de perspectiva e
bém é verdade que a tentativa pode profundidade na cena, e podem fa-
valer a pena, a partir do momento zer linhas retas parecer distorcidas,
que você passar a acertar a mão e principalmente nas áreas próximas
conseguir obter boas imagens. aos cantos do quadro.
Vejamos algumas regras conven-
cionais da fotografia e porque pode Para quebrar regras você tem que ser ousado, o que muitas
valer a pena quebrá-las. vezes pode significar desperder tempo e oportunidades.
FotoMania 33
TÉCNICA QUEBRANDO REGRAS

Composição
• Regra: Inclua todo o obje-
to no enquadramento.
Todo livro para iniciantes abor-
da as principais regras de composi-
cão que devem ser seguidas para a
obtenção de boas imagens. Embora
essas dicas possam ser valiosas,
principalmente para quem está
iniciando o aprendizado, muitas
vezes elas se tornam obstáculos
para quem deseja produzir fotos
verdadeiramente criativas.
Incluir todo o objeto na cena é
um desses casos. Para fugir dessa
regra, que tal um retrato mostran-
do apenas um olho? Ou, ainda, que • Regra: O assunto principal
tal registrar apenas as pernas ou
parte do corpo de um atleta em
deve estar colocado em um
ação? A gama de possibilidades ponto de intersecção das
é enorme, e você pode explorar
as partes de algum objeto para
linhas que dividem o quadro
enfatizar texturas e formas, criando em três (regra dos terços).
imagens mais abstratas.
Experimente posicionar o hori-
zonte bem abaixo no quadro para
• Regra: Fotos devem possuir enfatizar o céu, ou acima para des-
tacar detalhes do primeiro plano.
um ponto focal bem definido Também tente colocar o assunto
para direcionar o olhar. centralizado, causando uma ima-
gem balanceada ou, ao contrário,
Esta regra faz sentido em muitas posicione o mesmo próximo a um
ocasiões mas pode ser ignorada dos cantos, criando uma sensação
para se obter bons efeitos.Tire fotos de isolamento.
de texturas e padrões, que ficam óti-
mos sem um ponto focal evidente.
Explore as partes de algum objeto para enfatizar texturas e
Apenas deixe a repetição das formas
criar imagens fortes e dinâmicas. formas, criando imagens mais abstratas.

• Regra: Prédios devem Mas porque não enfatizar


esse efeito escolhendo um pon-
sempre ser fotografados to de vista mais baixo e inclinan-
com a câmera na posição do a câmera para cima? Assim,
você pode obter imagens com
horizontal, para evitar que as linhas verticais convergentes
pareçam estar tombando. e impactantes.

34 FotoMania
Revista fotomania

Quem é apaix
onado por
fotografia nã
o pode perde
ra
• edição
01 coleção comp
leta de FOTOM
ANIA!
3 edições São 3 edições
recheadas de

ia
rafia em
de fotog

n
! Curso dicas

a
COLECIONE e técnicas para

m
você tirar lind

to
os

fo
retratos. Não
perca tempo
No 01 • R
$ 7,90
adquira já os e
outros exemp
lares.
COLECIONE! Cu
rso de fotografi
a em 3 edições

fotomania No 02 • R$ 7,9
0

Pessoas
TEMA TÉCNICA

sua técn
Aprimore retratos
ica
COMPRAS
Longa
e ti re lin dos
Equipamento Exposição
s
Saiba como esc
olher sua câme
Aprendar a “do
minar” a luz

nto
ra digital
DIGITAL

Tratame
Como m
elhorar su
as fotos
mputad
em
or TÉCNICA

um prog
ram a d e co
Macrofotogra
fia
Explore as cores
e as formas da
natureza

Aprenda g ra f ar Mo
a fo to
EL S

TÉCNICA
ÍV C A
RD NI

o
vimento xposiçã
PE ÉC

ráfica • E justes
IM S E T

e ra fotog ciais • APro


CA

A c â m
ital • ssen du!za lindas fotos de ação

Já nas
DI

e ao dig entos E ito mais


Do film contraste • Elem gráficos e mu
•C o r e a s fo to
ra • Tem
de câme

bancas! Fotografando
• edição 02 Paisagens
O local e os po
• O tempo • Eq ntos de vista • Luzes e som
uipamentos e bras AS
movimento • acessórios • A IC
Visualização água em CN L
TÉ ÍVE
e composição E
S R D
CA PE
DI IM
EL AS
ÍV IC

aleiro
RD CN

j o rn
Peça ao s e u
3772-4303
PE TÉ
IM S E

ou ligue (11)
CA
DI