Você está na página 1de 18

Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II

Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

DICAS SOBRE OS PRINCIPAIS CONECTORES, ISTO É, TERMOS QUE DEDUZEM LIGAÇÕES LÓGICAS
ENTRE PARÁGRAFOS - PARA EVITAR PLÁGIO.

A cada etapa da FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA, vocês precisam introduzir informações de pelo menos 3 AUTORES diferentes,
valendo-se também, de fontes oriundas de resultado de dissertações, artigos científicos e teses, além de discutir a percepção a
respeito de cada uma delas. Para tanto, podem se valer dos seguintes conectores:

1) ADIÇÃO:

 E....
 Mais....
 Além disso....
 Também...
 Em adição...
 Some-se a isto...
 Somando...
 Acrescentamos...
 A propósito...

Exemplo:

(citação literal)

(Parágrafo A - Vergara (2004, p.25))


Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

Se problema é uma questão a investigar, objetivo é um resultado a alcançar. O objetivo final, se alcançado, dá resposta ao
problema. Objetivos intermediários são metas de cujo atingimento depende o alcance do objetivo final. Objetivos devem ser
redigidos com o verbo no infinitivo.

(Parágrafo B - Cervo e Bervian (2005, p. 83))

Os objetivos que se têm em vista definem, muitas vezes, a natureza do trabalho, o tipo de problema a ser selecionado, o material a
coletar etc. Quanto à sua natureza, os objetivos podem ser: intrínsecos, quando se referem aos problemas que se quer resolver;
extrínsecos, tais como dever de aula, solicitação de interessados, trabalhos finais de cursos de formação, resolver problemas
pessoais, produzir algo de original, podendo, entretanto, ser definido como objetivos gerais e específicos.

(utilizando os conectores de ADIÇÃO, de CITAÇÃO TEXTUAL e CONCLUSÃO) - revejam o texto na íntegra e compare com o texto abaixo para observar
a diferença e evitar o plágio.

De acordo com Vergara (2004, p. 25), “objetivo é um resultado a alcançar”. Para ele, quando alcançado, o objetivo final terá o propósito de dar resposta
ao problema. Ao passo que os objetivos intermediários poderão ser visualizados como metas que deverão ser cumpridas para o posterior atingimento
do objetivo final.

A propósito, Cervo e Bervian (2005, p. 83) acrescentam a esta definição, a sua relação com a natureza do trabalho e o tipo de problema a ser
selecionado, dentre outras. Conforme os autores, os objetivos podem ser subdivididos quanto à sua natureza, em intrínsecos e extrínsecos [...]

MAIS CONECTORES:

CONCLUSÃO OU CONSEQUÊNCIA SEMELHANÇA OU ÊNFASE

 Portanto...  Do mesmo modo...


 Assim...  Igualmente...
 Dessa forma...  Com certeza...
 Concluímos....  Possivelmente....
 Resumindo....  De muito...
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

 Então....  De pouco...
 Por outro lado....  De todo...
 Ao passo que....  Bastante...
 Recomenda-se.....  Demasiadamente....
 Devido....  Profundamente....
 Por isso.....  Qualquer que seja....
 Por sua vez.....
 Dessa feita....
 Dessa forma....

TEMPO EXEMPLIFICAÇÃO

 Assim que...  Por exemplo...


 Em seguida...  Isto é...
 Até que...  Como...
 Quando...  Decerto...
 Por fim...  Provavelmente...
 Depois de...  Por certo...
 Antes que...  Quer saber...
 Por ora...  Quando se fala...
 De repente...  O referido...
 De vez em quando...
 A tempo...
 Às vezes...
 De quando em quando...
 De vez em vez...
 Em algum momento...
 Mais adiante...
 Durante...
 Todavia...
 Após...

REAFIRMAÇÃO OU RESUMO CONTRASTE OU CONCESSÃO


Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

 Em outras palavras...  Mas...


 Em resumo...  Porém...
 De fato...  Entretanto...
 Em síntese...  Todavia...
 Na verdade...  Ao contrário...
 Deveras...  Em vez de...
 Certamente...  Ainda que...
 Realmente...  Por outro lado...
 Efetivamente...  Ao passo que...
 Ora....
 Talvez...
 Porventura...
 Ademais....
 Tais cuidados...
 Desde...
 Enquanto...

ESPAÇO CONECTORES PARA ANTECEDER O


PROCESSO DE CITAÇÃO TEXTUAL

OS MAIS COMUNS SÃO:


 Ao lado de...  Na opinião de Autor (ano, página)
 Sobre...  Conforme o Autor (ano, página),
 Sob...  Já para o Autor (ano, p.),
 À direita...  Para o Autor (ano, p.)
 No centro...  De acordo com Autor (ano, p.),
 No fundo...  Autor (ano, p.) afirma,
 `A frente...  Na visão de Autor (ano, p.),
 Do ponto de vista de Autor (ano, p.),
 Segundo Autor (ano, p.),
 No dizer de Autor (ano, p.),
 Autor (ano, p.) explicita seus pressupostos...,
 Autor (ano, p.) utiliza-se da seguinte
argumentação ....,
 Como descrito por Autor (ano, p.).
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

 Outro ensinamento de Autor (ano, p.).;


 O Autor (ano, p.) ainda alega que...
 O Autor (ano,p.) caracteriza.... ,
 O Autor (ano, p.) conceitua / define....
 O Autor (ano, p.) quando afirma...
 Como caracteriza o Autor (ano, p.)
 Em Autor (ano, p.) vamos encontrar o
seguinte esclarecimento...

OBSERVAÇÃO:

1. Lembrar que os parágrafos precisam ter numa seqüência lógica de assunto.


2. Todos os autores mencionados deverão constar no Referencial Bibliográfico.
3. Valer-se das normas da ABNT.
4. Somente entregar o projeto depois de lê-lo e ter se certificado que não há erros de digitação, ortográficos, concordância, etc.

RELAÇÃO DE SENTIDO ELEMENTOS DE LIGAÇÃO DE IDEIAS

Prioridade, relevância Em primeiro lugar, acima de tudo, precipuamente, principalmente,


primordialmente, sobretudo.

Tempo Então, enfi m, logo, logo depois, imediatamente, logo após, a princípio,
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

RELAÇÃO DE SENTIDO ELEMENTOS DE LIGAÇÃO DE IDEIAS

(frequência, duração, pouco antes, pouco depois, anteriormente, posteriormente, em


ordem, sucessão, seguida, afi nal, por fi m, fi nalmente, agora, atualmente, hoje,
anterioridade, frequentemente, constantemente, às vezes, eventualmente, por vezes,
posteridade) ocasionalmente, sempre, raramente, não raro, ao mesmo tempo,
simultaneamente, nesse ínterim, nesse meio tempo, enquanto,
quando, antes que, depois que, logo que, sempre que, desde que,
todas as vezes que, cada vez que, apenas.

Semelhança, Igualmente, da mesma forma, assim também, do mesmo modo,


comparação, similarmente, semelhantemente, analogamente, por analogia, de
conformidade maneira idêntica, de conformidade com, de acordo com, segundo,
conforme, sob o mesmo ponto de vista, tal qual, tanto quanto, como,
assim como, bem como.

Condição, hipótese Se, caso, eventualmente, desde que, contanto que, a não ser que,
salvo se, como, conforme, segundo, de acordo com, em conformidade
com, consoante, para, em consonância.

Alternância Ou, ora…ora, já…já, seja…seja, quer,..quer.

Explicação Pois, porque, por, porquanto, uma vez que, visto que, já que, em
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

RELAÇÃO DE SENTIDO ELEMENTOS DE LIGAÇÃO DE IDEIAS

virtude de.

Fazer concessão Apesar de, embora, ainda que, se bem que, por mais que,por menos
que, por melhor que, por muito que, mesmo que.

Para concluir Portanto, por isso, assim sendo, por conseguinte, conseqüentemente,
então, deste modo, desta maneira, em vista disso, diante disso,
mediante o exposto, em suma, em síntese, em conclusão, enfi m, em
resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, pois,
portanto, pois, (depois do verbo), com isso, desse/deste modo;
dessa/desta maneira, dessa/desta forma, assim, em vista disso, por
conseguinte, então, logo, destarte.

Para incluir Também, inclusive, igualmente, até (inclusive)


Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

RELAÇÃO DE
ELEMENTOS DE LIGAÇÃO DE IDEIAS
SENTIDO

Afi rmação Consistir, constituir, signifi car, denotar, mostrar, traduzir-se por, expressar,
representar, evidenciar.

Causalidade Causar, motivar, originar, ocasionar, gerar, propiciar, resultar, provocar,


produzir, contribuir, determinar, criar.

Finalidade Visar, ter em vista, objetivar, ter por objetivo, pretender, tencionar, cogitar,
tratar, servir para, prestar-se para.

Palavras de Palavras responsáveis pela coesão do texto por estabelecem a inter-relação


transição entre os enunciados (orações, frases, parágrafos), são preposições, conjunções
alguns advérbios e locuções adverbiais. Inicialmente (começo introdução)
desde já (começo introdução) a principio, a priori (começo), em primeiro lugar
(começo)além disso (continuação), do mesmo modo (continuação), acresce que
(continuação), ainda por cima (continuação), bem como (continuação),
outrossim (continuação), enfi m (conclusão), dessa forma (conclusão), em suma
(conclusão), nesse sentido (conclusão), portanto (conclusão), afi nal
(conclusão),logo após (tempo), ocasionalmente (tempo), posteriormente
(tempo)atualmente (tempo), enquanto isso (tempo), imediatamente (tempo),
não raro (tempo), concomitantemente (tempo), igualmente (semelhança,
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

RELAÇÃO DE
ELEMENTOS DE LIGAÇÃO DE IDEIAS
SENTIDO

conformidade), segundo (semelhança, conformidade), conforme (semelhança


conformidade) assim também (semelhança, conformidade), de acordo com
(semelhança, conformidade), daí (causa e conseqüência), por isso (causa e
conseqüência), de fato (causa e conseqüência), em virtude de (causa e
conseqüência), assim (causa é conseqüência) naturalmente (causa e
conseqüência), então (exemplifi cação esclarecimento), por exemplo
(exemplifi cação, esclarecimento) isto é (exemplifi cação esclarecimento), a
saber (exemplifi cação, esclarecimento), em outras palavras (exemplifi cação
esclarecimento), ou seja (exemplifi cação esclarecimento) quer dizer
(exemplifi cação esclarecimento) rigorosamente falando (exemplifi cação,
esclarecimento).

Coesão por Substituição de um nome (pessoa, objeto, lugar etc) verbos períodos ou
substituição trechos do texto por uma palavra ou expressão que tenha sentido próximo,
evitando a repetição no corpo do texto.Ex.: Porto Alegre pode ser substituída
por “a capital gaucha; Castro Alves pode ser substituído por “O Poeta dos
Escravos; João Paulo II: Sua Santidade; Vênus: A Deusa da Beleza.

Dentro desta ótica,


 Essa situação reflete a mesma encontrada por...
 Em conformidade com Fulano ( ),
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

 Conforme referencia fulano de tal ( ),


 Esta colocação do autor vem ao encontro de.....
 Essas premissas apontam......
 ...podendo ser os mesmos desvelados a partir dos seguintes trechos do
discurso...
 ....sinalizando em duas direções.... por um lado
 Através das representações dos entrevistados,
 Este núcleo agrega alguns elementos relacionados à
 Sobre esse assunto fulano afirma que apesar
 Referindo-se a um marco conceitual apresentado por
 Nesse sentido, Fulano considera que, ao ser exercida...
 Outros aspectos apontados pelos entrevistados como......
 Tal constatação aproxima-se
 A respeito das falas apresentadas, verifica-se
 A partir da análise deste núcleo de pensamento, constata-se .....
 As colocações da autora conduzem ...... a uma percepção
 Corroborando com essa ideia Fulano afirma que
 A partir dos discursos apresentados evidencia-se
 Em síntese,
 Paralelamente,
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

 A esse respeito, encontramos a seguinte colocação:


 Em face dessa contingência, Como afirma Fulano ( ),
 Outro detalhe importante relativo à..., e que é bem ressaltado por fulano, é
que
 O presente relatório está dividido em .....X..... seções, incluindo esta
introdutória
 Esse aspecto foi observado no estudo de fulano.....
 Salienta-se que dada a
 A fim de compreender como esses elementos da podem estar
relacionados com a ........., ressaltam-se:
Tendo em vista as especificidades,
 Para atingir o objetivo pretendido, realizou-se um estudo qualitativo
(quantitativo....)
 No que se refere à idade,
 Quanto ao tempo de serviço,
 O instrumento utilizado para a coleta de dados foi a ...
 A empresa objeto desta pesquisa está localizada no município de ......... e tem
neste estudo a denominação fictícia de
 Para caracterizar_____________ da empresa, selecionou-se um dos
depoimentos dos entrevistados:
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

 A escolha dos sujeitos foi privilegiar atividades distintas,


 É importante salientar que
 Sendo assim, o objetivo deste estudo de caso é compreender
 O objetivo deste artigo foi descrever e analisar como se dá a relação entre
 Após as referencias conceituais, delineou-se a metodologia adotada
 Sob ótica semelhante, Fulano e Beltrano assinalam
 Em tal reflexão os autores atentam para a necessidade
 Percebeu-se que a ênfase dada por fulano e beltrano sobre
 Fulano e Cicrano sublinham
 Diante disso, o objetivo deste artigo é descrever e analisar
 Tais pressupostos, que consideram (desconsideram)....
 Convém ressaltar que as pesquisas sobre nos moldes pressupostos neste
estudo são escassas no país, conforme apontam Fulano, Cicrano, dentre
outros autores.
 Em termos demográficos, foram entrevistados XXXXX pessoas.
 Quanto à decisão de vincular-se à carreira , notou-se
 Arcabouços conceituais
 O presente estudo se constituiu em uma tentativa de compreendermos
 Analisando as definições fornecidas,
 Com relação à pesquisa,
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

 Do mergulho e da compreensão realizados,


 Há que se considerar, portanto, que,  Igualmente,
 Frisa-se que a
 O que é preciso sublinhar aqui é que
 Isto nos leva a observar que
 Reproduzindo ......Fulano de Tal (ano).......
 Confirmando as proposições de Cicrano....
 Dessa forma e sob tal complexidade,
 Também é possível inferir que
 Utilizando-se a taxonomia apresentada por
 Dentre os tópicosacima referidos,
 Por conseguinte,
 Nesse âmbito, o autor acredita que
 Alguns aspectos, à guisa de exemplificação, podem ser citados,
 Justifica-se a escolha da abordagem e do método de pesquisa tendo-se em
vista a
 Como discutido na literatura
 Num quadro deste, pode-se inferir que
 Espera-se através deste estudo contribuir, em termos práticos,
 O universo da amostra...
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

 Introdução de tema ou subtema:


Em relação a…
Quanto a…
No que diz respeito a…

 Causa:
Uma das justificativas…
Devido a…
Uma das causas…
Outro fator relevante…
Além disso…
Em função disso…

 Sequenciador (frase secundária nos parágrafos):


Outro aspecto relevante…
Ainda, pode-se mencionar…
Outro ponto a ser considerado…

 Consequência:
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

Como consequência…
Em função disso…
Como reflexo disso…

 Conceito:
Entende-se por…
…deve ser definido (a)
Caracteriza-se por ou como…

 Finalidade:
Uma das finalidades…
…Objetiva…
…Visa a…
…tem por finalidade…

 Contraste ou oposição:
Na introdução – Por outro lado…
Se, por um lado,…, por outro, … .
No desenvolvimento – Em contrapartida,…
Na conclusão – Embora (frase secundaria) – não pode começar a conclusão com o embora.
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

 Exemplificação:
Ideal que seja colocada como última frase do parágrafo.
Comprova o que veio antes (comparação acerca do que foi dito anteriormente).
Como exemplo, pode-se citar…
,________, comprova____________.
Citar o exemplo

 Alusão (discurso polifônico – usa outras vozes argumentativas para aumentar a credibilidade do texto)
Segundo…
De acordo…
Conforme…
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

 Adição:
Além disso,
Ademais
_____isso também…
Até_____
Não só….como….
Não apenas…como….
Orientaçaã o: Estaá gio Supervisionado I e II
Prof.a Ana Luisa Dal Belo Carneiro Leaã o

Mas…
Mas também…

 Conclusão:
Assim,
Dessa forma,
Desse modo,
Logo,