Você está na página 1de 8

DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 12

TESTE DE AVALIAÇÃO

TESTE DE AVALIAÇÃO 4

GRUPO I
Educação literária
Apresenta as tuas respostas de forma bem estruturada.
A. Lê o texto.

Sempre é uma companhia


António Barrasquinho, o Batola, é um tipo bem achado. Não faz nada, levanta-se quando calha, e ainda
vem dormindo lá dos fundos da casa. 
É a mulher quem abre a venda e avia aquela meia dúzia de fregueses de todas as manhãzinhas. Feito
isto, volta à lida da casa. Muito alta, grave, um rosto ossudo e um sossego de maneiras que se vê logo
5 que é ela quem ali põe e dispõe. 
Pois quando entra para os fundos da casa, vem saindo o Batola com a cara redonda amarfanhada num
bocejo. Que pessoas tão diferentes! Ele quase lhe não chega ao ombro, atarracado, as pernas
arqueadas. De chapeirão caído para a nuca, lenço vermelho amarrado ao pescoço, vem tropeçando nos
caixotes até que lá consegue encostar-se ao umbral da porta. Fica assim um pedaço, a oscilar o corpo,
10 enquanto vai passando as mãos pela cara, como que para afastar os restos do sono. Os olhos,
semicerrados, abrem-se-lhe um pouco mais para os campos. Mas fecha-os logo, diante daquela
monotonia desolada. (…)
E os dias passam agora rápidos para António Barrasquinho, o Batola. Até começou a levantar-se cedo
e a aviar os fregueses de todas as manhãzinhas. Assim, pode continuar as conversas da véspera. Que o
15
Batola é, de todos, o que mais vaticínios faz sobre as coisas da guerra. Muito antes do meio-dia já ele
começa a consultar o velho relógio, preso por um fio de ouro ao colete. (…)
E os dias custaram tão pouco a passar que o fim do mês caiu de surpresa em cima da aldeia da
Alcaria. Era já no dia seguinte que a telefonia deixaria de ouvir-se. Iam todos, de novo, recuar para muito
20
longe, lá para o fim do mundo, onde sempre tinham vivido.
Foi a primeira noite em que os homens saíram da venda mudos e taciturnos. Fora esperava-os o
negrume fechado. E eles voltavam para a escuridão, iam ser, outra vez, o rebanho que se levanta com o
dia, lavra, cava a terra, ceifa e recolhe vergado pelo cansaço e pela noite. Mais nada que o abandono e a
solidão. A esperança de melhor vida para todos, que a voz poderosa do homem desconhecido levava até
25 à aldeia, apagava-se nessa noite para não mais se ouvir. (…)
– António – murmura ela, adiantando-se até ao meio da venda. – Eu queria pedir-te uma coisa…
Suspenso, o homem aguarda. Então, ela desabafa, inclinando o rosto ossudo, onde os olhos negros
brilham com uma quase expressão de ternura: 
– Olha… Se tu quisesses, a gente ficava com o aparelho. Sempre é uma companhia neste deserto.

Manuel da Fonseca, O Fogo e as Cinzas, Lisboa: Caminho, 1998, pp. 145-158.

1. Demonstra, exemplificando, a evolução psicológica da personagem Batola ao longo do texto.


2. Explicita o valor da telefonia para os habitantes da aldeia da Alcaria. Fundamenta a resposta com transcrições
pertinentes.
3. Identifica o recurso expressivo presente em “iam ser, outra vez, o rebanho” (l. 21) e comenta o seu valor.

B.
4. Fazendo apelo à tua experiência de leitura dos sonetos de Antero de Quental, escreve uma exposição, de 130 a
170 palavras, sobre a temática da angústia existencial. Ilustra a tua exposição com dois exemplos significativos.

© Areal Editores 1
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 12
TESTE DE AVALIAÇÃO

GRUPO II
Leitura | Gramática
Nas respostas aos itens de escolha múltipla, seleciona a opção correta.
Escreve, na folha de respostas, o número do item e a letra que identifica a opção escolhida.
Lê o texto.

Não desligue o telemóvel antes de entrar

Descubra Web of Trust, de Edit Kaldor, uma verdadeira rede social teatral no Maria Matos
Se é assim nos bancos do metro e dos autocarros. Se é assim a andar na rua. Se é assim até em
jantares de grupo ou em jantares a dois. Então também se podem ignorar os avisos habituais das salas
de espetáculo sobre desligar aparelhos eletrónicos e ser assim no teatro – todos com os smartphones na
5 mão, a conviver através do ecrã, como acaba por acontecer em Web of Trust, a performance que vai
estar no Maria Matos, em Lisboa, dias 6 e 7 de outubro.
Aquilo que está em palco, no fundo, é a própria internet. E, com a internet, a sociedade onde ela
impera. E, dentro dessa sociedade, como não podia deixar de ser, estão em palco todas as pessoas que
também se queiram “ligar” à performance – basta levar o telemóvel, o computador ou o tablet e participar.
10 (…)
A confiança (trust) que está no título tanto se refere à fé que temos, ou não, em relação ao mundo
virtual que nos rodeia, como às possibilidades relacionais desta verdadeira rede de estranhos que se
constrói durante o espetáculo. Só que, aqui, ao contrário do que se passa no Facebook ou no Twitter, a
15
proposta requer que se vá um passo além de ter uma música bonita para partilhar ou da capacidade de
inventar hashtags. (…)
Segundo a apresentação da própria criadora, Web of Trust “desencadeia um processo de construção
de uma rede entre pessoas com histórias, necessidades e recursos diferentes. Como essa rede de
estranhos se desenvolve a partir daí, depende de todos os que participarem”.
20 Um bocado como outras interações online, mas aqui de certeza que não vai estar sentado, sozinho,
numa sala.
Catarina Homem Marques, Sábado, GPS, 4 a 12 de outubro de 2016, p.23, (adaptado).

1. O subtítulo do texto surge 


A. como um complemento do título.
B. como uma elucidação do título.
C. como um elemento acessório.
D. como um exemplo significativo.

2. O primeiro parágrafo do texto


A. desculpabiliza o uso dos smartphones Maria Matos.
B. desvaloriza o uso dos smartphones.
C. legitima o uso dos smartphones na performance do Maria Matos.
D. ironiza o uso dos smartphones nas salas de espetáculo.

3. Segundo Edit Kaldor, o título do espetáculo do teatro Maria Matos


A. reflete a sociedade atual.
B. demonstra que só a confiança viabiliza as redes virtuais.
C. enfatiza a ideia de confiança no projeto por parte dos atores.
D. acentua a necessidade de os participantes se envolverem no projeto.

© Areal Editores 2
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 12
TESTE DE AVALIAÇÃO

4. As aspas, no quarto parágrafo,


A. introduzem o argumento de Edit Kaldor.
B. assinalam o título do espetáculo.
C. delimitam uma citação de um dramaturgo conceituado.
D. destacam o significado de uma expressão.

5. Os vocábulos “Facebook” (l.13) e “Twitter” (l. 14).


A. pertencem ao campo lexical das redes sociais virtuais.
B. estabelecem entre si uma relação de sinonímia.
C. formam o campo semântico das redes sociais virtuais.
D. estabelecem uma relação de hiperonímia-hiponímia.

6. As palavras “Então” (l. 3) e “Como” (l. 17) contribuem para


A. a coesão lexical.
B. a coerência textual.
C. a coesão frásica.
D. a coesão interfrásica.

7. A última frase do texto constitui uma sequência


A. descritiva.
B. argumentativa.
C. dialogal.
D. explicativa.

8. Indica o processo de formação da palavra “metro” (l. 2).

9. Identifica o antecedente do pronome relativo presente em “que também se queiram “ligar” à performance” (l. 9).

10. Classifica a oração introduzida pela forma verbal “requer” (l. 14).

GRUPO III
Escrita
“O lugar do telemóvel na sala de aula é em cima da mesa dos alunos”
ttps://www.publico.pt/2016/02/10/sociedade/noticia/o-lugar-do-telemovel-na-sala-de-aula-e-em-cima-da-mesa-dos-alunos-1722843
(consultado em 2-01-2017).

Redige um texto de opinião bem estruturado, com um mínimo de 180 e um máximo de 240 palavras, em que
defendas o teu ponto de vista sobre o uso do telemóvel na sala de aula ao serviço da aprendizagem.
Para fundamentares o teu ponto de vista, recorre a dois argumentos, ilustrando cada um deles com um exemplo
significativo.

© Areal Editores 3
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 12
TESTE DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE CLASSIFICAÇÃO

GRUPO I.........................................................................................100 pontos


EDUCAÇÃO LITERÁRIA
A.
1. ..................................................................................................... 20 pontos
• Aspetos de conteúdo (C)................................................................12 pontos

Pontuaçã
Níveis Descritores do nível de desempenho
o
4 Demonstra, adequadamente, a evolução psicológica da 12
personagem, exemplificando.
3 Demonstra, de modo não totalmente completo ou com 9
imprecisões, a evolução psicológica da personagem,
exemplificando.
2 Demonstra, de modo incompleto, a evolução psicológica 6
da personagem, exemplificando.
1 Demonstra a evolução psicológica da personagem, sem 3
exemplificar.

• Aspetos de estruturação do discurso e correção linguística (F).......8 pontos


Estruturação do discurso (E)........................................................... 4 pontos
Correção linguística (CL)................................................................. 4 pontos
Cenário de resposta
Batola evidencia comportamentos opostos com o desenrolar da ação. De facto,
no início, é um homem solitário, apesar de ser casado, sem objetivos de vida,
indolente, que passa os dias de forma monótona e rotineira (“Não faz nada,
levanta-se quando calha”). Depois, renasce, revela vivacidade e tem gosto no
seu trabalho, acordando cedo para atender os clientes na venda. Torna-se
comunicativo, com desejo de continuar as conversas do dia anterior, e anseia
saber notícias sobre o que se passa no mundo, ouvindo a telefonia (“Muito
antes do meio-dia já ele começa a consultar o velho relógio”). Conclui-se que o
Batola ganha paixão pela vida com a chegada da telefonia.

2. ..................................................................................................... 20 pontos
• Aspetos de conteúdo (C)................................................................12 pontos

Pontuaçã
Níveis Descritores do nível de desempenho
o
4 Explicita, adequadamente, o valor da telefonia para os 12
habitantes da aldeia da Alcaria e fundamenta a resposta
com transcrições pertinentes.
3 Explicita, de forma não totalmente completa, o valor da 9
telefonia para os habitantes da aldeia da Alcaria e
fundamenta a resposta com transcrições pertinentes.
2 Explicita, com imprecisões, o valor da telefonia para os 6
habitantes da aldeia da Alcaria e fundamenta a resposta
com transcrições pertinentes.
1 Explicita, de forma incompleta, o valor da telefonia para 3
os habitantes da aldeia da Alcaria sem fundamentar a
resposta com transcrições pertinentes.

© Areal Editores 4
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 12
TESTE DE AVALIAÇÃO

• Aspetos de conteúdo (C)................................................................12 pontos

Pontuaçã
Níveis Descritores do nível de desempenho
o
4 Identifica o recurso expressivo e comenta, 12
adequadamente, o seu valor.
3 Identifica o recurso expressivo e comenta, de forma vaga 9
ou imprecisa, o seu valor.
2 Identifica, de forma incompleta, o recurso expressivo e 6
comenta, de forma incompleta, o seu valor.
1 Identifica o recurso expressivo e comenta, de forma vaga, 3
o seu valor.

• Aspetos de estruturação do discurso e correção linguística (F) ......8 pontos


Estruturação do discurso (E)........................................................... 4 pontos
Correção linguística (CL)................................................................. 4 pontos
Cenário de resposta
Os recursos expressivos conferem originalidade e uma maior expressividade ao
texto. Na verdade, esta metáfora identifica os homens da aldeia com um
rebanho, sugerindo que estas pessoas se deixam levar com facilidade, não
revelando nem ideias nem vontade próprias. Todos evidenciam o hábito de
fazerem as coisas sempre da mesma maneira. Aliás, a enumeração das suas
atividades diárias, através da expressão “que se levanta com o dia, lavra, cava
a terra, ceifa e recolhe vergado pelo cansaço e pela noite”, demonstra a rotina a
que todos iriam voltar quando a telefonia já não estivesse ali. Assim, é evidente
a sugestão de ausência de objetivos, pois todos os homens têm a mesma vida.
4. ..................................................................................................... 40 pontos
• Aspetos de conteúdo (C)............................................................... 28 pontos

Pontuaçã
Níveis Descritores do nível de desempenho
o
4 Redige corretamente uma exposição e apresenta, 28
adequadamente, a temática da angústia existencial,
exemplificando com sonetos de Antero de Quental.
3 Redige corretamente uma exposição e apresenta, com 22
imprecisões, a temática da angústia existencial,
exemplificando com sonetos de Antero de Quental.
2 Redige uma exposição e apresenta, de forma pouco 16
consistente, a temática da angústia existencial,
exemplificando com sonetos de Antero de Quental.
1 Redige uma exposição e apresenta a temática da 7
angústia existencial, sem exemplificar com sonetos de
Antero de Quental.

• Aspetos de estruturação do discurso e correção linguística (F).....12 pontos


Estruturação do discurso (E)............................................................6 pontos
Correção linguística (CL) .................................................................6 pontos
Cenário de resposta
• Sonetos de Antero de Quental
• Angústia existencial:
– vida desassossegada;
– felicidade aparente vs tumulto interior ();
– idealismo e lucidez (O Palácio da Ventura);
– angústia existencial (“Oceano Nox”);
– Deus como resolução do problema existencial (“A João de Deus”);
–…

No Grupo I, nos casos em que a classificação referente aos aspetos de


conteúdo (C) for igual ou inferior a um terço do previsto para este parâmetro, a
pontuação máxima dos aspetos de estruturação do discurso e correção
linguística (F) é desvalorizada, de acordo com o quadro apresentado. Sobre
esse valor aplicam-se ainda os eventuais descontos relativos aos fatores de
desvalorização previstos no quadro da página 7.

Pontuação máxima dos aspetos de


Pontuação atribuída aos
estruturação do discurso e correção
aspetos de conteúdo (C)
linguística (F)
© Areal Editores
5
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 12
TESTE DE AVALIAÇÃO

3 pontos 3 pontos – Redige um texto bem estruturado, refletindo uma 10


planificação adequada e evidenciando um bom
domínio dos mecanismos de coesão textual:
GRUPO II......................................................................................... 50 pontos • apresenta um texto constituído por três partes
LEITURA / GRAMÁTICA (introdução, desenvolvimento, conclusão),
Chave individualizadas, devidamente proporcionadas e
articuladas entre si de modo consistente;
Ite • marca corretamente os parágrafos;
Versão 1 Versão 2 Pontuação
m •utiliza, adequadamente, conectores diversificados
1. (B) 5 e outros mecanismos de coesão textual.

2. (C) 5 NÍVEL INTERCALAR 8

3. (D) 5 – Redige um texto satisfatoriamente estruturado, 6


refletindo uma planificação com algumas
4. (A) 5 insuficiências e evidenciando um domínio suficiente
dos mecanismos de coesão textual:
5. (A) 5 • apresenta um texto constituído por três partes
B
6. (D) 5 (introdução, desenvolvimento, conclusão), nem
Estrutura
sempre devidamente articuladas entre si ou com
e
7. (B) 5 desequilíbrios de proporção mais ou menos
coesão
notórios;
8. Truncação. 5 • marca parágrafos, mas com algumas falhas;
• utiliza apenas os conectores e os mecanismos de
9. “todas as pessoas”. 5
coesão textual mais comuns, embora sem
10. Oração subordinada substantiva completiva. 5 incorreções graves.
NÍVEL INTERCALAR 4

GRUPO III........................................................................................ 50 pontos – Redige um texto com estruturação muito 2


ESCRITA deficiente e com insuficientes mecanismos de
• Estruturação temática e discursiva (ETD)........................................ 30 pontos coesão textual:
• Correção linguística (CL)................................................................. 20 pontos • apresenta um texto em que não se conseguem
identificar claramente três partes (introdução,
desenvolvimento e conclusão) ou em que estas
Parâmetr
Descritores do nível de desempenho (ETD) Pontuação estão insuficientemente articuladas;
o
• raramente marca parágrafos de forma correta;
– Trata, sem desvios, o tema proposto. 15 • raramente utiliza conectores e mecanismos de
– Mobiliza informação ampla e diversificada com coesão textual ou utiliza-os de forma inadequada.
eficácia argumentativa, de acordo com a tipologia
solicitada:
• produz um discurso coerente e sem qualquer tipo de Parâmetro Descritores do nível de desempenho (ETD) Pontuação
ambiguidade;
• define com clareza o seu ponto de vista; – Mobiliza, com intencionalidade, recursos da língua 5
• fundamenta a perspetiva adotada em, pelo menos, expressivos e adequados (repertório lexical variado
dois argumentos, distintos e pertinentes, cada um e pertinente, figuras de retórica e tropos,
deles ilustrado com, pelo menos, um exemplo procedimentos de modalização, pontuação…).
significativo. – Utiliza o registo de língua adequado ao texto,
eventualmente com esporádicos afastamentos, que
NÍVEL INTERCALAR 12
se encontram, no entanto, justificados pela
– Trata o tema proposto, embora com alguns desvios. 9 intencionalidade do discurso e assinalados
– Mobiliza informação suficiente, com eficácia graficamente (com aspas ou sublinhados).
argumentativa:
C NÍVEL INTERCALAR 4
• produz um discurso globalmente coerente, apesar
A de algumas ambiguidades; Léxico e
– Mobiliza um repertório lexical adequado, mas 3
Tema e • define o seu ponto de vista, eventualmente com adequação
pouco variado.
tipologia lacunas que não afetam, porém, a inteligibilidade; discursiva
– Utiliza, em geral, o registo de língua adequado ao
• fundamenta a perspetiva adotada em, pelo menos, texto, mas apresentando alguns afastamentos que
dois argumentos adequados, apresentando um único afetam pontualmente a adequação global.
exemplo significativo (ou dois exemplos pouco
adequados), ou fundamenta a perspetiva adotada em NÍVEL INTERCALAR 2
apenas um argumento, ilustrado com, pelo menos,
– Utiliza vocabulário elementar e restrito, 1
dois exemplos significativos.
frequentemente redundante e/ou inadequado.
NÍVEL INTERCALAR 6 – Utiliza indiferenciadamente registos de língua,
sem manifestar consciência do registo adequado ao
– Aborda lateralmente o tema proposto. 3 texto, ou recorre a um único registo inadequado.
– Mobiliza muito pouca informação e com eficácia
argumentativa reduzida:
• produz um discurso geralmente inconsistente e, por
vezes, ininteligível;
• não define um ponto de vista concreto;
• apresenta um texto em que traços do tipo solicitado
se misturam, sem critério, com os de outros tipos
textuais.

Parâmetro Descritores do nível de desempenho (ETD) Pontuação Fatores de desvalorização


• Domínio da correção linguística
© Areal Editores 6
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 12
TESTE DE AVALIAÇÃO

A repetição de um erro de ortografia na mesma resposta (incluindo erro de


acentuação, uso indevido de letra minúscula ou de letra maiúscula inicial e erro
de translineação) deve ser contabilizada como uma única ocorrência.

Desvalorização
Fatores de desvalorização
(pontos)
• Erro inequívoco de pontuação. 1
• Erro de ortografia.
• Erro de morfologia.
• Incumprimento das regras de citação de texto ou de
referência a título de uma obra.
• Erro de sintaxe. 2
• Impropriedade lexical.

• Limites de extensão
Sempre que não sejam respeitados os limites relativos ao número de palavras
indicados na instrução do item, deve ser descontado um ponto por cada palavra
a mais ou a menos, até cinco (1x5) pontos, depois de aplicados todos os
critérios definidos para o item. Se da aplicação deste fator de desvalorização
resultar uma classificação inferior a zero pontos, é atribuída à resposta a
classificação de zero pontos.
No Grupo III, a um texto com extensão inferior a oitenta palavras é atribuída a
classificação de zero pontos.

© Areal Editores 7
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 12
TESTE DE AVALIAÇÃO

GRELHA DE CORREÇÃO – TESTE DE AVALIAÇÃO 4


Grupo I Grupo II Grupo III D Total
N.º Nome A1=20 A2=20 A3=20 B4=40 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10.
C=12 E=4 CL=4 C=12 E=4 CL=4 C=12 E=4 CL=4 C=28 E=6 CL=6 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 A=15 B=10 C=5 F=20
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33

© Areal Editores