Você está na página 1de 11

REIKI

Puro e
Simples
Manual do Praticante do
Nível III
(Mestre/Instrutor)

© 1998-2001 Vincent Amador


Traduzido por Márcia Balreira de Souza
Revisado por Alexandre Pinto de Almeida
Reiki Puro e Simples - Manual do Praticante do Nível I - © 1998/2001 Vincent Amador Pág. 1
Traduzido por Márcia Balreira de Souza e revisado por Alexandre P. de Almeida

Sobre os direitos autorais deste material


Este material é a tradução de um trabalho feito por Vincent Amador, chamado "Reiki Plain and Simple",
disponível na Internet, de forma gratuita (no site http://angelreiki.nu/level1/level3.htm). Aqui está a
transcrição do texto da licença de utilização e sua devida tradução:

The Reiki Plain and Simple On-line Book, this site and all its contents are Copyright 1998-2000 by Vincent
Amador. The author of said material allows it For Free Distribution only. It is to be shared freely, without
cost. You may print copies of this work for personal use or to be shared with students, provided that it is
given in its entirety. You may re-format and redistribute this work for use on computers and computer
networks, provided that you charge no fees for its distribution or use, and this copyright message remains
intact. Otherwise all rights reserved.

O livro on-line Reiki Puro e Simples, este site e todo o seu conteúdo tem os direitos autorais reservados de
1998-2000 por Vincent Amador. O autor do referido material permite a sua distribuição gratuita, somente. É
para ser compartilhado gratuitamente, sem custos. Você pode imprimir cópias deste trabalho para uso
pessoal ou compartilhá-lo com estudantes, desde que ele seja dado em sua integra. Você pode reformatar e
redistribuir esse trabalho para uso em computadores e redes de computadores, desde que você não cobre
taxas para sua distribuição ou uso e que esta mensagem de direitos autorais permaneça intacta. Caso
contrário, todos os direitos são reservados.

Notas do Revisor (NR):

O autor do material estruturou o site de forma a conter o material de ensino de todos os três
graus tradicionalmente ensinados do Reiki, mas, para efeitos didáticos, eles serão separados
em apostilas diferentes, para serem apresentados aos alunos de acordo com o treinamento a
que estiverem se submetendo. Esta será a única alteração na estrutura do material ora
apresentado.

TODOS DIREITOS AUTORAIS DOS


MATERIAIS AQUI MOSTRADOS
PERTENCEM AOS SEUS RESPECTIVOS
AUTORES.
Reiki Puro e Simples - Manual do Praticante do Nível I - © 1998/2001 Vincent Amador Pág. 2
Traduzido por Márcia Balreira de Souza e revisado por Alexandre P. de Almeida

Índice
Seção Um - Introdução....................................................................................................................................... 3

Seção Dois - Aprendendo e usando o símbolo de Mestre REIKI .................................................................... 4

O símbolo de Mestre Usui ..................................................................................................................... 5

Seção Três - O ritual como um processo ......................................................................................................... 5

Intenção ................................................................................................................................................. 6

Sintonizações à distância ...................................................................................................................... 6

Seção Quatro - Um método de sintonização REIKI ........................................................................................... 6

Sintonização REIKI Usui........................................................................................................................ 7

Seção Cinco - Realizando sintonizações à distância ......................................................................................... 9

Procedimentos para sintonizações à distância ..................................................................................... 9

Seção Seis - Tópicos e conceitos sobre sintonizações ..................................................................................10


Reiki Puro e Simples - Manual do Praticante do Nível I - © 1998/2001 Vincent Amador Pág. 3
Traduzido por Márcia Balreira de Souza e revisado por Alexandre P. de Almeida

Seção Um - Introdução

Bem-vindo ao Terceiro Nível! O Terceiro Nível de Reiki lhe capacita com o símbolo de Mestre e completa o
treinamento de Reiki. Não é uma conclusão, mas um novo começo. O Símbolo do Terceiro Grau de Reiki é
o Dai Ko Mio, que significa a "grande luz brilhante". A meta do nível III de Reiki é aprender a viver sempre
na luz. No Usui Shiki Ryoho tradicional, o nível III de Reiki é o nível de professor, onde você aprende o
quarto Símbolo Usui e onde é dada toda a informação sobre como transmitir o Reiki a outras pessoas.

O currículo de Professor para este manual inclui os símbolos Usui tradicionais, sintonizações e o
conhecimento sobre como transmití-las. Aqueles que também desejam aprender o sistema e os símbolos
Usui/Tibetanos, vejam a Página Usui/Tibetana (NR: http://angelreiki.nu/level3/tibetan.htm).

Há alguns alunos que ensinam o terceiro nível como dois níveis separados (nível III-A, ou "Mestre
Praticante" e nível III-B, ou "Mestre Professor"). Isto é mais comum em estilos chamados "Usui-Tibetanos"
ou outros métodos não-tradicionais. As escolas Usui-Tibetanas dividem o terceiro grau em duas partes:
Reiki III-A e Reiki III-B. O Reiki III-A, do que tenho visto e observado, é composto de várias técnicas
adicionais e de new-age não-tradicionais. Algumas delas, você encontrará na Seção de Reiki Nível III-A
incluída no livro "Reiki Puro e Simples". Em geral, no nível III-A, você aprenderá essas técnicas adicionais
que incluem técnicas para meditação com os símbolos, uma "Sintonia de Cura", o Símbolo de Mestre Usui,
o Hui-Yin, o Sopro Violeta, a Cirurgia Psíquica, a Rede de Cristais Reiki, Meditação para encontrar seu Guia
Reiki, e é dada a sintonização de Mestre. Não é ensinado o processo de sintonização ou como fazê-lo.
Nesse estágio, é dito que você tem o nível de "Mestrado Pessoal", ou de "Mestre Praticante". A sintonia de
Mestre é dada, mas o processo de sintonização não é ensinado ou não é permitido. A verdade é que esses
"Mestres Praticantes" são Mestres Reiki a quem não foi ensinado o processo de sintonização. No nível III-B
são ensinados dois ou três símbolos Tibetanos, recebidas as mesmas sintonias novamente e é ensinado
como fazer as sintonizações.

Muitas pessoas fazem o nível de Mestre para "completar" seu treinamento de Reiki. Na verdade, não há
nada para completar nem nada para ser atingido. É um novo começo, e, em alguns aspectos, um retorno à
simplicidade que tínhamos quando aprendemos o Reiki -I e não havia os símbolos, apenas a energia. É
uma grande dádiva ser capaz de compartilhar o Reiki com os outros e é uma alegria realizar e partilhar
sintonizações.
Reiki Puro e Simples - Manual do Praticante do Nível I - © 1998/2001 Vincent Amador Pág. 4
Traduzido por Márcia Balreira de Souza e revisado por Alexandre P. de Almeida

Seção Dois - Aprendendo e usando o símbolo de Mestre REIKI

O Mestrado Reiki ou Nível III consiste no aprendizado do símbolo de Mestre, no recebimento de sua
sintonização e no aprendizado do processo de sintonização. Para os que desejam aprender os símbolos
"tibetanos" Serpente de Fogo, Dumo e Raku, vejam a Seção Nível III-B Usui/Tibetano do site
http://angelreiki.nu.

Uma breve declaração a respeito dos símbolos deve ser feita. Símbolos são exatamente isto, um símbolo.
Eles não são aquilo que eles representam. Esses símbolos, como os símbolos do nível II, são
representações de uma manifestação específica ou propriedade da energia Reiki. Eles não são a energia
em si. Quanto mais as pessoas progridem espiritualmente, atingem níveis cada vez maiores de
simplicidade. Não é incomum as pessoas deixarem para trás a necessidade de usarem símbolos e
simplesmente usem diretamente a energia da fonte.

Símbolos são um estímulo e uma ferramenta para resposta. O ato de vê-los, desenhá-los ou dizer seu
nome é um estímulo que acarreta a resposta de conexão com a energia em uma pessoa que foi
sintonizada. Os símbolos também nos ensinam que há meios de nos focalizar e usar os diferentes aspectos
da energia. Diferentes artes desenvolvidas a partir do Reiki, como: Seichim e karuna são exemplos do uso
diferenciado de símbolos como meios de focalizar outros aspectos da Energia. No sistema Usui original
chamado Reiki Ryoho, os símbolos eram ensinados para aqueles que tinham dificuldade em se conectar
com a energia, ou que tinham pouca experiência em trabalhar com energia. Os símbolos eram ferramentas
para serem usadas e depois deixadas de lado quando a conexão com a energia já estava totalmente
dominada. Eles eram como suportes para nos apoiar até que crescêssemos e não mais precisássemos
delas. No método Reiki Ryoho, no Japão, você teria que se encontrar semanalmente com seu grupo e com
seu Mestre para praticar tratamentos. Você teria feito Hatsurei-ho e receberia Reiju ou um reforço. Após um
ano ou mais, você poderia ser convidado a aprender o Segundo Nível. Se você tivesse aprendido os
símbolos, esperar-se-ia que você os tivesse deixado para trás antes de chegar ao Segundo Nível.

No método Usui Shiki Ryoho da linhagem de Hayashi-Takata, os símbolos tinham muita importância. O
sistema foi desenvolvido para ensinar outras pessoas mais rapidamente do que o lento treinamento do Reiki
Ryoho. Além disso, como não havia o apoio semanal para a maioria dos alunos, os símbolos tornaram-se
um meio essencial para a conexão eficiente com a energia Reiki. Como resultado, a ênfase nos símbolos
teve que ser maior porque as pessoas tinham que ser capazes de se conectar com a energia. Essa ênfase
foi trazida e incutida nos Mestres treinados pela Sra. Takata.

No Japão, os símbolos são comuns a muitas tradições e não são secretos. O Reiki é sagrado, os símbolos
são Kanji, ou palavras japonesas. Eles foram encontrados nas paredes de templos, em livros, em práticas
budistas, em todos os tipos de lugares à vista no Japão. De fato, qualquer pessoa com um dicionário
japonês pode consultá-los. A crença de que são secretos presumia que, se fossem conhecidos, perderiam
seu poder, ou que outros pudessem profaná-los, ou tentar usá-los para outras finalidades que não o Reiki,
ou para fazer mal. Os símbolos não têm poder próprio. Eles são uma conexão à fonte, não a fonte em si
mesma. Os símbolos não podem ser profanados, ou usados para o mal, eles representam a fonte do Reiki,
e o Reiki não pode ser usado para o mal. Os símbolos não são sagrados. Eles não têm nenhum poder
inerente, a não ser como um foco, como um meio ou uma ferramenta. Quando a conexão com a energia é
dominada, nós os deixamos para trás e trabalhamos com a pura energia.
Reiki Puro e Simples - Manual do Praticante do Nível I - © 1998/2001 Vincent Amador Pág. 5
Traduzido por Márcia Balreira de Souza e revisado por Alexandre P. de Almeida

O símbolo de Mestre Usui

O Símbolo Mestre Usui tem diversos significados. O mais comum é: "A Grande Luz Brilhante".
Outra tradução poderia ser "Grande Ser do Universo, Brilhe em Mim". Na prática zen, eu o
tenho visto como "A Casa do Tesouro da Grande Luz Radiante", e simboliza uma das
"Naturezas de Buda", e estados de iluminação.

Acredita-se que o corpo espiritual afeta o corpo físico. Há muitas escolas, tanto orientais como
ocidentais, que acreditam nisto. Supõe-se que a cura neste nível afeta o corpo espiritual e
pode levar a mudanças magníficas e, às vezes, Milagres. A prática do Johrei usa a
canalização da Grande Luz Divina nas pessoas e no mundo para cura. O fundador do Johrei,
Mokichi Okada, escreveu no seu livro "Saúde e a Nova Civilização" ["Health and The New
Civilization"], que toda a doença provém da formação de nuvens no corpo espiritual e que
canalizando Johrei nas pessoas com necessidade de cura, removem-se as nuvens e se limpa
o corpo espiritual. A Associação Johrei existe no mundo todo e tem feito uma intensiva
pesquisa médica sobre a eficácia do Johrei (Visite-os em http://www.johreifellowship.com/).

O Dai ko Myo é um retorno à simplicidade. Os três outros símbolos juntos em um. O Nível I foi a
simplicidade do Reiki, confiando na Fonte e simplesmente praticando. O Nível II é o aprendizado dos meios
como a fonte se manifesta e expande a nossa concepção do que a Fonte pode fazer. O Nível III, com o Dai
ko Myo, nos traz de volta a simplicidade e unicidade.

Seção Três - O ritual como um processo

No treinamento de Reiki tradicional, há quatro sintonizações diferenciadas para o Reiki I. Há uma


sintonização adicional para o Reiki II e para o Reiki III. Em métodos não-tradicionais, a sintonização varia
muito. Alguns têm uma sintonização combinada para o nível I, outros usam uma sintonização combinada
para os níveis I e II e outros usam o mesmo processo para todos os três níveis.

Penso que, antes de prosseguir no aprendizado da sintonização, é útil para os novos alunos de mestrado
uma compreensão do ritual. Qualquer sintonização é um ritual. Rituais geralmente seguem um modelo, quer
você fale de Missa Católica ou Alta Magia ou Sintonizações de Reiki. Geralmente, há três partes em um
ritual: o Começo, a Ação ritual / Invocação, e o Final. Um dos objetivos do ritual é estabelecer uma ação que
nos permita passar do mundano para o sagrado. O ato do ritual é transcender.

A primeira parte é o começo. O Começo é um chamado ao sagrado. O que vem a seguir é o que os
diferencia. Numa Missa Católica, o Começo é quando o padre faz o sinal da cruz. Ele diz: "oremos", e segue
com preces. Isto separa o que vem a seguir da vida diária. É especial. No Reiki, o começo é quando
começamos a sintonização. Pode ser tão simples quanto desenhar os símbolos no ar, preparar o aluno
fazendo-o meditar, dizer uma prece ou estabelecer a intenção, ou qualquer outra prática. O começo em
qualquer sintonização de Reiki é a intenção.

A próxima fase é a Ação ritual /Invocação. O ritual é a estrutura do que estamos fazendo. Recitar preces,
fazer leituras ou outras práticas são exemplos de ritual. São passos a serem seguidos para trazer a ação
desejada. Uma invocação traz o poder que queremos manifestar. Em uma missa católica, chamamos o
poder de Deus para estar no meio de nós. Usando o ritual de recitar salmos e preces e leituras, nós
trazemos mais claramente a manifestação de Deus para as nossas vidas. Pelo uso do ritual de consagração
do pão e vinho Deus é trazido à presença em corpo e vinho. Os praticantes de Wicca e praticantes da
Magia (como a Magia Hermética) reconhecerão como suas próprias práticas se encaixam nesse modelo.
Em uma sintonização de Reiki, usamos a estrutura das ações ritualísticas juntamente com os símbolos para
invocar e trazer a energia Reiki com o propósito de conectar o aluno com a energia Reiki.

O pequeno e sujo segredo do Reiki é de qualquer sintonização funcionará. Há variações, processos curtos,
longos, tradicionais, sintonizações de Mestre único, e muitas outras. Todas são Reiki e todas funcionarão.
Todas despertam em nós aquele feiticeiro que havíamos esquecido.
Reiki Puro e Simples - Manual do Praticante do Nível I - © 1998/2001 Vincent Amador Pág. 6
Traduzido por Márcia Balreira de Souza e revisado por Alexandre P. de Almeida

A última parte de um Ritual é o Fim. O fim é a finalização do processo e permite a todos saberem que está
concluído e completo. Na Missa, o padre diz: "A Missa está terminada, vão em paz.", e as pessoas
respondem: "Graças a Deus". Em uma sintonização de Reiki, o processo pode ser tão simples como
fazendo uma afirmação para a pessoa, dizendo para ela "está feito", ou "está completo", dizendo a elas "A
sintonização foi feita, você é um Mestre Reiki de agora para sempre". Geralmente, o fim tem pouco ou
nenhum ritual formal incluído, uma vez que o ritual formal está terminado.

A razão pela qual discuti rituais aqui é de demonstrar que um Ritual é um processo. Você pode modificá-los
para adequar-se às suas necessidades. As sintonizações de Usui têm sido modificadas por muitas pessoas
que lhe adicionaram símbolos, retiraram partes, adicionaram partes e toda sorte de outras coisas. Faça com
que o ritual funcione para você e seus alunos. Apenas não faça o que quer que seja como uma distração.
Tenho visto muitas pessoas com experiências de sintonização com sinos e assobios. Elas queimam
incenso, colocam música, iluminação especial, velas, apresentam cerimônias a deusas, rituais católicos,
kaballah... Tudo isso é OK, e pode prover grande cerimônia ao receptor, mas lembre-se de que não são
necessários. Minha preferência é SIMPLICIDADE. Não ponho música, não acendo incenso. Na minha
opinião, quanto mais simples, melhor, qualquer coisa a mais distrai da experiência da sintonização e da
conexão com a Energia Reiki. Como em tudo, você decide como deseja fazê-las.

Intenção

A única parte realmente importante da sintonização é a intenção. Pode ser feita unicamente pela intenção e
a energia. Se sua intenção é clara, não há nada que possa fazer de errado em uma sintonização. Se você
comete um erro, não se aborreça! Refaça a parte ou a ação, ou confie que o Reiki corrigirá e intencione que
seja assim. Tenho visto sintonizações tão simples como apertar a mão da pessoa e enviar a energia nos
braços abertos para os chakras, como outras tão complexas como envolvendo incenso, velas e atividades
do tipo dança cerimonial. Na verdade é a ação da sintonização que é sagrada. O processo parece menos
importante se a intenção é clara e focada.

Sintonizações à distância

Sintonizações à distância também são possíveis e adequadas e tão perfeitas quanto as com presença
física. São feitas usando o símbolo da distância, visualização e a intenção. O Mestre/Professor visualiza os
símbolos entrando pelo chakra da coroa do receptor e se movendo através da aura. Ele ou ela pode
visualizar cada um dos passos da sintonização, vê-los e sentí-los acontecendo. Você pode usar uma foto da
pessoa ou um bichinho de pelúcia ou outra representação para auxiliá-lo no processo.

Seção Quatro - Um método de sintonização REIKI

Há muitos métodos de sintonização. Algumas mudanças aconteceram pelas pessoas lembrarem


diferentemente do processo. Outras mudanças vieram porque pessoas trocaram ou modificaram o ritual da
sintonização para se adequar às necessidades suas ou de seus alunos. Pessoalmente, tenho em meu
poder perto de uma dúzia de sintonizações "Usui", pelo menos três sintonizações "tradicionais" (todas
diferentes), sintonizações Usui-Tibetanas, sintonizações Tibetano/Usui, Formas abreviadas, e outras.

A que segue é uma sintonização que eu desenvolvi. Esta sintonização é uma mistura das várias
sintonizações que conheço. Este método desenvolveu-se naturalmente para mim, e pareceu intuitivamente
ser fácil e simples de executar. Poderia apropriadamente ser denominado Reiki Usui Não-Tradicional e usa
os quatro símbolos Usui. Usa uma forma padrão para todos os três níveis. É oferecido aqui para sua
avaliação. Como em tudo, use a sintonização que fôr mais apropriada para você. Se estiver interessado em
sintonizações diferentes, ou deseje aprender outras sintonizações, meu livro Guia de Sintonização de Reiki
["The Reiki Attunement Guide"] está disponível no Fatbrain.com. Use o link abaixo para a Livraria AngelReiki
em Fatbrain.com.
Reiki Puro e Simples - Manual do Praticante do Nível I - © 1998/2001 Vincent Amador Pág. 7
Traduzido por Márcia Balreira de Souza e revisado por Alexandre P. de Almeida

Sintonização REIKI Usui

Este é um processo de sintonização que eu desenvolvi. Está na tradição Usui. Esta sintonização é usada
para todos os três níveis com as modificações para o segundo e terceiro nível em parênteses. A
sintonização de primeiro nível é repetida 4 vezes com no mínimo uma hora entre as sintonizações.
Sintonizações podem ser repetidas com a freqüência que a pessoa desejar. Sempre são agradáveis de
receber. Trocas de Reiki e outras reuniões de praticantes são bons locais para um professor iniciante de
Reiki praticar.

Começo

Comece por uma prece ou intenção, silenciosa ou em voz alta. Peça auxílio à Fonte Reiki para realizar a
sintonização perfeita para esta pessoa. Se você tem guias espirituais, Guias Reiki, Anjos, Mestres
Ascencionados, etc., você pode pedir para que o assistam para que seja a sintonização perfeita para o bem
maior daquela pessoa. (Anjos, guias, e outros "auxiliares" não são necessários para que a sintonização
funcione.).

Desenhe o Símbolo do Poder nas palmas de suas mãos, e Chakra da coroa e cardíaco, com a intenção de
que se abram para a Luz e para a Fonte de Reiki. Limpe o aposento desenhando os quatro símbolos Usui
no ar na sua frente. Isto não apenas limpa o local, como estabelece o tom para o início como um evento
sagrado.

Parte Um

Nas costas, desenhe o Cho Ku Rei da região um pouco acima da cabeça até abaixo nas costas do aluno,
terminando na base da coluna. Coloque ambas as mãos no topo da cabeça, para se harmonizar
energeticamente com o aluno.

Respire e visualize o Dai Ko Mio. Exale dentro do chakra coronário, soprando o Dai ko Mio em dourado
dentro do chakra da coroa, e mova-o através da cabeça do aluno, até a base do cérebro. Você pode guiá-lo
com sua mão.

Acima da cabeça, desenhe o Símbolo do Mestre Usui e repita "Dai Ko Mio" três vezes. Novamente,
visualize o símbolo se movendo pelo Chakra coronário, através da cabeça até a base do cérebro, guiando-o
com sua mão. Faça o mesmo com o Sei He Ki, Hon Sha Ze Sho Nen e Cho Ku Rei.

Avise ao aluno para levantar suas mãos em prece para o alto da cabeça. Desenhe o Símbolo do Poder no
ar sobre as mãos. Então, imagine o símbolo movendo-se por dentro das mãos, para dentro do Chakra
coronário, através da cabeça até a base do cérebro, dizendo o nome do símbolo do poder três vezes e
guiando-o com sua mão. (Repita isto com o Sei He Ki e o Hon Sha Ze Sho Nen para o nível II, e com o Dai
Ko Mio para o nível III).

Parte Dois

Vá até a frente e coloque as mãos em prece do aluno em frente a seu coração. Desenhe o Símbolo do
Poder no ar em frente ao meio da testa (frontal ou chakra da terceira visão). Então, imagine o Símbolo
movendo-se pelo chakra frontal. Guie-o com a mão, se quiser. Diga o nome do símbolo do poder três vezes.
(Para o nível II, faça o mesmo com o Símbolo Mental-Emocional e com o da Distância. Para o Nível de
Mestre, use todos os quatro símbolos, lembrando de repetir o nome de cada símbolo por três vezes).

Desenhe o Símbolo do Poder no ar em frente ao chakra cardíaco. Então, imagine o Símbolo movendo-se
para dentro do chakra cardíaco. Diga o nome do Símbolo do Poder três vezes. (Para o nível II, faça o
mesmo com o Símbolo Mental-Emocional e com o Símbolo da Distância. Para o Nível de Mestre, use todos
os quatro símbolos.)

A seguir, abra as mãos do aluno como a capa de um livro, de forma que fiquem com as palmas próximas
uma da outra, viradas para cima. Coloque sua mão esquerda sob suas mãos e com sua mão direita
desenhe o Símbolo do Poder na Palma das mãos. Diga o nome do Símbolo do Poder três vezes. Então, dê
Reiki Puro e Simples - Manual do Praticante do Nível I - © 1998/2001 Vincent Amador Pág. 8
Traduzido por Márcia Balreira de Souza e revisado por Alexandre P. de Almeida

três tapinhas nas mãos (Apenas o Símbolo do Poder é colocado nas mãos no nível I, o Símbolo da
Distância e o Mental-Emocional são colocados nas mãos no nível II e todos os quatro símbolos são
colocados nas palmas no nível de Mestre)

Traga as mãos em posição de prece do aluno de volta para a frente do coração dele. Sopre sobre as mãos,
abaixo no Plexo Solar, então acima no Terceiro Olho e Coronário, e de volta sobre as mãos.

Parte Três

Volte para trás do aluno. Coloque suas mãos sobre a cabeça do aluno. Use uma afirmação positiva e repita-
a mentalmente por três vezes, com a intenção de que seja aceita pelo aluno. (Alguns exemplos podem ser:
"Você está perfeitamente sintonizado", "Você é um curador Reiki competente", ou "Você está preenchido
com Amor e Sabedoria Divinos", ou qualquer outra afirmação que seja significativa para você ou para o
aluno. Pode dizê-la em voz alta, se preferir.

Abra suas mãos e olhe para baixo através do chakra coronário, visualizando através do chakra raiz. Tenha
a intenção de que a linda luz brilhante da Fonte de Reiki envia uma bola de luz para dentro do coração e
preenche todos os chakras.

Mova suas mãos para o pescoço do aluno, e então coloque a mão direita no topo da cabeça e a esquerda
na base do crânio. Visualize uma porta, e então desenhe o Símbolo do Poder nela e veja a porta sendo
fechada. Diga para si mesmo: "Selo esta sintonização com Amor e Sabedoria Divinos", tenha a intenção de
que o processo está selado e completo e que o aluno está agora para sempre conectado diretamente à
Fonte de Reiki. Diga "Você agora está conectado à Fonte de Reiki para sempre."

Coloque suas mãos brevemente nos ombros do aluno, experienciando este momento com ele. Diga:
"Ambos fomos abençoados por essa sintonização".

Parte Quatro

Retorne à frente do aluno. Abra as palmas de suas mãos em direção a ele. Visualize uma névoa branca
rodeando-os. Inspire e sinta-se preenchido com esta névoa branca de Reiki. Sopre essa névoa para o
aluno, permitindo que essa energia final da sintonização abençoe o aluno. Diga: "A sintonização está
completa."

Posteriormente, lave suas mãos para garantir que tenha sido desfeita a conexão energética com o aluno.
Reiki Puro e Simples - Manual do Praticante do Nível I - © 1998/2001 Vincent Amador Pág. 9
Traduzido por Márcia Balreira de Souza e revisado por Alexandre P. de Almeida

Seção Cinco - Realizando sintonizações à distância

Eventualmente, há momentos em que nós, enquanto Mestres de Reiki, gostaríamos de partilhar o Reiki com
alguém (um amigo, familiar, alguém a quem amamos) e os limites da distância nos privam de estar com
eles. Sintonizações à distância são uma maneira de preencher essa lacuna e nos permitir ser capazes de
partilhar essa grande dádiva com outras pessoas.Sintonizações à distância são uma técnica não-tradicional
que é uma extensão lógica da Cura à Distância e do Símbolo da Distância.

Sintonizações à Distância são fáceis de fazer se você está familiarizado com o procedimento de
sintonização "in loco". Não há nenhum procedimento especial a ser feito, apenas algumas leves
modificações no elenco da sintonização com a qual você está familiarizado e se sente confortável. As
modificações serão descritas abaixo.

Algumas pessoas têm dificuldade com o conceito de sintonizações à distância, e têm algumas reservas
quanto ao processo. Isso é discutido em meu texto neste website sobre "Sintonizações à Distância". [Distant
Attunements].

Procedimentos para sintonizações à distância

1. Use a seqüência de sintonizações normais que sejam familiares e com as quais você se sente
confortável.

2. Esta prática é feita melhor se você combinar um horário com a pessoa que receberá, ou que seja
feita junto ao telefone, ou on-line com ela .

3. Façam uma meditação, prece ou outra atividade que limpe a mente e a prepare cerca de 20
minutos antes do horário combinado para a sintonização.

4. Ambos devem estabelecer claramente a intenção da sintonização a ser feita.

5. Comece a sintonização como de hábito. Declare claramente sua intenção de sintonizar a pessoa.
Desenhe o Hon Sha Ze Sho Nen no ar e declare de que sua intenção é de iniciar de forma completa
aquela pessoa.

6. Algumas pessoas usam um bichinho de pelúcia, foto ou outro objeto para se conectar
energeticamente com a pessoa a ser sintonizada. Isso pode ajudar. Você pode simplesmente
"sentir" a presença da pessoa, e então, agir. São boas formas de "sentir" a conexão, mas
simplesmente tenha a intenção de que a sintonização seja feita, e a execute. Confie na fonte divina
e a sintonização será feita.

7. Realize a sintonização. Visualize enquanto faz. Visualize os símbolos e os desenhe como de hábito.

Através desses passos fáceis, uma pessoa será plenamente sintonizada com o Reiki, à distância.
Reiki Puro e Simples - Manual do Praticante do Nível I - © 1998/2001 Vincent Amador Pág. 10
Traduzido por Márcia Balreira de Souza e revisado por Alexandre P. de Almeida

Seção Seis - Tópicos e conceitos sobre sintonizações

Seguem algumas anotações sobre sintonizações sem uma ordem definida. São práticas que você pode
fazer durante as sintonizações, se você for guiado, ou tópicos referentes ao processo.

1. Todas as sintonizações são únicas. São individuais. Às vezes, você terá intuições de fazer uma
coisa ou outra que podem não estar no "esquema". Confie em sua intuição e as faça.

2. Você pode sintonizar todos os chakras incluindo os pés ao realizar sintonizações, não apenas os
quatro superiores e as mãos. O efeito pode ser um pouco demais para algumas pessoas, portanto,
seja criterioso.

3. Você pode colocar os símbolos/energia diretamente na aura/campo etérico da pessoa,assim como


coloca nos chakras. Visualize os símbolos no campo energético e traga a energia Reiki para o
campo.

4. Se você perceber bloqueios, ou as mãos não se aquecerem, coloque as pontas dos dedos da
pessoa contra suas palmas e envie a energia direto para o coração, ou sopre da palma para o
coração, para abrir o canal.

5. Use o símbolo Raku após a sintonização para se "desconectar" da outra pessoa, ou assegure-se de
"mentalmente" se desconectar dela através da intenção.

6. Lembre-se que a intenção é a chave para uma "sintonização perfeita". Você é apenas um canal, a
fonte realiza as sintonias, portanto, você não pode se atrapalhar. O esquecimento de um passo ou
ação não vai importar. A Fonte Reiki se assegurará de que seja certo e verdadeiro, e confie que
será.

7. Quando terminar uma sintonização, você se sentirá exultante. Não deve se sentir exaurido.
Assegure-se de se separar de todas as expectativas. Realize as sintonizações com a intenção de
que a pessoa fique perfeitamente sintonizada com o Reiki. Deixe o Reiki fazer o trabalho. Não se
esforce, nem tente colocar sua própria energia no processo. Não use a sua energia, deixe o Reiki
fazer o serviço.

8. A maneira mais fácil para realizar uma sintonização é o aluno se sentar em uma cadeira com os pés
no chão. Faça os alunos unirem suas mãos em prece na altura do peito (posição namaste ou
Gassho), e diga a eles ou mostre-lhes onde você os tocará e o que fará com suas mãos.

9. Você pode sintonizar os chakras nos pés. Curve-se ou ajoelhe-se e desenhe os símbolos em
ambos os pés ao mesmo tempo, Isto pode ajudar a aterrar a pessoa.

10. Você pode fazer as sintonizações sem os símbolos. Apenas tente isto se você tiver experiência
suficiente com a energia e com sintonizações. A sintonização que Usui usava se chamava Reiju e
era uma sintonização sem símbolos. A sintonização de nível I da Alliance é feita sem símbolos.

11. Não use a própria energia. Fazemos isso quando temos expectativa de resultados. Se nos
preocupamos se estamos fazendo "certo", quando tememos e nos preocupamos de que não vá
funcionar, que as pessoas fiquem desapontadas com o resultado, estamos presos a resultados.
Pessoas que querem garantir de que a sintonização "funcione" estão mais sujeitas a que a sua
energia seja drenada. Esse impulso de energia não é Reiki, é sua própria energia. Você pode se
exaurir procedendo assim. Não esperar resultados significa ter a intenção de passar a sintonização,
e então, manter-se completamente consciente enquanto realiza o processo. Permaneça-se
totalmente focalizado no que está fazendo, momento a momento.