Você está na página 1de 75

BARROCO FRANCÊS

Ana Lívia, Estela, Jacqueline, Leonardo e Matheus


CONTEXTO HISTÓRICO
❖ Guerras religiosas(1589 – 1594) danificaram Paris. Programa
de renovação urbana.

❖Luís XIII (1610 ) até Luís XV (1774) de França é o monarca que


concentra em si a definição do poder e grandeza do rei ;

❖Monarquia absolutista na França ;

❖ Tudo deve ser consoante ao novo mecanismo de interesses


da monarquia e nobreza ;

❖Mais tarde Luís XIV deixa o país empobrecido e agitado


socialmente ;
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS
❖Inspirado no estilo barroco Italiano
❖Ordem colossal das fachadas
❖ Colunatas e cúpulas
❖ Ênfase a regularidade
❖ Ornamento em palácios
❖Jardim geometrizado
❖ Espelhos d'água
❖ Traçado retilíneo
PINTURA E ESCULTURA
❖ Dois grandes pintores barrocos franceses foram Nicolas Poussin
com a pintura caracterizada por sua abordagem racional e
temas clássicos e Georges de la Tour que caracterizou suas
pinturas com a técnica do claro e escuro, luz e sombra

❖ O barroco Francês se caracterizavam por sua harmonia e


belezas ideais, por sua intensidade espiritual, pôr seu movimento
estático, pelas suas paisagens harmoniosas e idílicas.

❖ No período barroco, o poder monárquico era
extremamente centralizador na França. O Absolutismo
francês exerceu forte influência na arte, que deveria ser
feita para o rei e os nobres, desprezando tudo que
lembrasse pessoas comuns.

❖ Dentro da pintura barroca francesa encontramos duas


escolas: a naturalista, dirigida por George La Tour e os
irmãos Le Nain; e outro classicista cujos
principais representantes seriam Poussin e Claude Lorrain
PAISAGEM DE UM LUGAR CALMO DE
POUISSON
O RAPTO DAS SABINAS DE NICOLAS POUSSIN
MADALENA E
À CHAMA DE GEORGES DE
LA TOUR
ARCADIA- NICOLAS POUSSIN
PINTURA NO TETO DE UM EDIFÍCIO BARROCO
RETRATO DE LUIS XIV
HYACINTHE RIGAUD
BUSTO DE LUÍS XIV
ESCULTURA NO PALÁCIO DE VERSALHES
DIANA DE VESALHES-
LEOCARÉS
CASTELO DE MAISONS,
1642 - 46
FRANÇOIS MANSART

• A estrutura é
estritamente
simétrica,

• O frontispício,
coroado com
um telhado
engrandecido
separado, é
infundido com
notável
plasticidade e
todo o
conjunto
parece um
todo
tridimensional
PALÁCIO DE
LUXEMBURGO,
1615
Salomon
de
Brosse,
Jean
Chalgrin,
Alphonse
de Gisors,
Clément
II
Métezea
u
• As paredes apresentam
colossais ordens de
colunas com frontões
triangulares, indicando
a inspiração clássica
por trás do movimento
francês. Uma
característica
tradicional francesa era
o alto teto inclinado da
mansarda e o teto
complexo.

• Design de interiores
inovador
CHÂTEAU DE VAUX-LE-VICOMTE

Le Vau
PLACE DES
VOSGES

36 Pavilhões

127x140

Fontes e Estátua Equestre


de Luís XIII

Casa de Victor Hugo

Louis Métezeau
No primeiro nível
galerias com
grandes arcadas
para a circulação
de pedestres. No
segundo e
terceiro níveis,
grandes janelas
com ornamentos
servindo de
separação; e no
terceiro andar,
mansardas, além
de lucarnas no
telhado. Até o
material era
imposto: tijolos,
com decoração
em calcário e
telhados em
ardósia.
FACHADA
LESTE DO
LOUVRE

“o Louvre e as artes
devem doravante
desempenhar um papel
determinante na
tentativa de instituir um
governo centralizado em
volta da pessoa do Rei”

Le Vau e Bernini
IGREJA DOS
INVÁLIDOS,
1680 - 1707
VERSALHES
❖ Objetivo de instalar uma Residência Real Oficial

❖ À procura de um local afastado dos grandes centros

❖ Símbolo da Monarquia Absolutista - "A glória da França"


❖ Tem o projeto iniciado por Louis Le Vau

❖ Conjunto de Palácio harmonioso graças ao jogo de ótica

❖ A estrutura é bastante geométrica, apresentando


distorções que proporcionam a ilusão de uma harmonia
perfeita

❖ O palácio tem sua estrutura organizada em torno da


figura do rei. Seu quarto é situado exatamente no meio do
edifício e tudo deve se organizar a sua volta.
❖O edifício tem
forma de “U”
alargado que e
nvolve um átrio
monumental.

❖ a fachada
com inúmeras
colunas jônicas
e um número
exuberante de
esculturas.
❖ Corpo Central - o Grande Apartamento do Rei, o Grande
Apartamento da Rainha e sobretudo a Galeria dos Espelhos.

❖ Os salões foram nomeados com o nome de divindades


romanas associados aos planetas.

❖ Salão de Diana, Saturno, Júpiter, Marte, Vênus e o de


Mercúrio. Todos decorados com estátuas e ornamentos
feitos em prata e ouro.
SALÃO DE DIANA
SALÃO DE MERCÚRIO
QUARTO DO REI
QUARTO DA RAINHA
❖ Galeria dos Espelhos:
O Rei Sol precisava
de um salão
cerimonial a medida
da sua radiação. Era
agora possível
produzir espelhos em
França como em
Veneza, algo que a
Galeria dos Espelhos
provava com
enorme esplendor.
❖ Consiste em um grande espaço envolto de espelhos
em sua estrutura, revestido de dezessete espelhos que
refletem a vista das imensas janelas que o compõem.

❖ Tendo o teto em formato de um arco, decorado com


pinturas que retratava o heroísmo e as vitórias militares
de Luís XIV.

❖ Iluminação contínua de 70 metros de extensão.


ALA SUL
❖ Conhecida pelo nome da “Ala dos Príncipes”, pela sua
função: acolher os infantes.

❖ Construída a partir de 1679 sob a direção de Jules Hardouin-


Mansart, a continuidade do estilo com o Corpo Central foi
conservada.

❖ Sala do Congresso, criada em 1875, para abrigar a


Assembleia Nacional. A maior sala desta nova Ala Sul na
versão de Luís Filipe, é a galeria das Batalhas, que a história
da França é retratada com a representação das grandes
batalhas que permitiram a formação do país.
ALA NORTE
❖ Construída a partir de1685, considerado edifício gêmeo
da Ala Sul, equilibra o Palácio de Versalhes com uma
simetria renovada.

❖ CAPELA ROYALE ( 1699-1710) - tem a particularidade de ser


o edifício mais alto dos restantes do Palácio de Versalhes.
Pois essa era a única concessão de Luís XIV, só o poder
divino poderia ter um edifício mais alto que o seu quarto.
❖ O design geral do edifício, grandes janelas de vidro e
contrafortes foram inspirados na arquitetura gótica. A
capela foi dedicada a São Luís, padroeiro do rei e
ancestral da casa real, e incluiu referências à Sainte-
Chapelle de Paris que ele fundara.

❖ O teto abobadado, projetada por Mansart, não


possui costelas transversais para criar uma superfície
unificada, é dedicado à Santíssima Trindade.
ÓPERA ROYALE

❖ Um teatro que incorporava as maiores inovações da


época, como o plano oval, os níveis escalonados e
as caixas em estilo francês (sem partições).

❖ o design finalizado foi de perfeita elegância e


harmonia.
❖ Também
conhecido como
jardim clássico, o
jardim francês
é considerado o
mais rígido e
formal de todos
os estilos.
A vila e o refúgio da rainha Antonietta em Versalhes
REFÚGIO DA RAINHA MARIA ANTONIETTA

• Presença rústica
• Com seu próprio jardim e
fazenda
PARIS X VERSALHES