Você está na página 1de 4

11/11/2018 EPS

CCJ0136_A1_201502057808_V2

Lupa Calc.
FILOSOFIA JURÍDICA
CCJ0136_A1_201502057808_V2
Vídeo PPT MP3

Aluno: JOSE ROBERTO DA SILVA Matrícula: 201502057808

Disciplina: CCJ0136 - FILOSOFIA.JURÍDICA. Período Acad.: 2018.2 (G) / EX

Prezado (a) Aluno(a),

Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua
avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.

Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se
familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.

1. Etimologicamente, a palavra "Filosofia" é definida como "amor a sabedoria"

Historicamente, a sua criação é atribuída a

Xenófanes de Cólofon, séc. VI a.C.

Pitágoras, séc. VI a.C.

Anaxímenes, séc. VI a.C.

Anaximandro, séc. VII a.C.

Tales de Mileto, séc. VII a.C.

Explicação:
Pitágoras, séc. VI a.C.

2. O ensino de Filosofia deve propiciar a possibilidade da reflexão. Sobre o conceito de reflexão, é CORRETO afirmar que se
trata da(do):

relação estabelecida entre as pessoas, entre os sujeitos.


ato do conhecimento que se volta sobre si mesmo, tornando como objetivo seu próprio ato.
ato de influenciar as pessoas por meio da comunicação de massa.

operação lógica em que, de dados singulares suficientemente enumerados, inferimos uma verdade universal.
operação discursiva do pensamento que consiste em encadear logicamente juízos e deles tirar uma conclusão.

Explicação:

ato do conhecimento que se volta sobre si mesmo, tornando como objetivo seu próprio ato.

http://estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=1584553&classId=982464&topicId=2649201&p0=03c7c0ace395d80182db07ae2c30f034… 1/4
11/11/2018 EPS

3. Quando os filósofos se referem à Teoria do Conhecimento, eles estão se remetendo a uma área da Filosofia que tem por
meta:

a reestruturação do conceito de racionalidade, substituindo-o pelo de subjetividade.

o estudo descritivo e crítico dos processos gerais do conhecimento.


ao estudo exclusivo das atitudes subjetivas, negando a importância das atitudes lógico-racionais.

se opor à chamada Epistemologia.

a crítica da Gnoseologia, negando sua importância nos estudos sobre o conhecimento humano.

Explicação:

o estudo descritivo e crítico dos processos gerais do conhecimento.

4. Não existe uma definição única de Filosofia. Existem diversas definições possíveis acerca de seu significado.
Entretanto, é possível afirmar que a Filosofia NÃO pode ser definida como:

(C) um esforço racional para conceber o Universo como uma totalidade ordenada e dotada de sentido.

(A) uma visão de mundo de um povo, de uma civilização ou de uma cultura, nas quais ela corresponderia ao conjunto
de ideias, valores e práticas pelos quais uma sociedade apreende e compreende o mundo e a si mesma.

(E) uma visão particular de mundo em que predominam os valores e as opiniões individuais.
(D) uma fundamentação teórica e crítica dos conhecimentos e das práticas.

(B) uma sabedoria de vida, na medida em que aprende e ensina a controlar os desejos, sentimentos e impulsos e a
dirigir a própria vida de modo ético e sábio.

Explicação:

Filosofia não poder ser entendida como uma visão particular de mundo em que predominam os valores e as opiniões
individuais.

5. Considerando-se o conhecimento metafísico, no que concerne ao conhecimento humano, é CORRETO afirmar que este:

não está ligado às noções de verdade e de ação boa.

não se consubstancia a partir de modelos prototípicos, como pensava Platão.


ocorre, porque a razão humana é capaz de apreender, muito naturalmente, a essência das coisas.

foge da esfera de atuação da iluminação divina.

partindo da abstração, nega as experiências sensíveis.

Explicação:

foge da esfera de atuação da iluminação divina.

http://estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=1584553&classId=982464&topicId=2649201&p0=03c7c0ace395d80182db07ae2c30f034… 2/4
11/11/2018 EPS

6. Considere a seguinte afirmativa: "A filosofia utiliza primordialmente a razão". Essa


sentença está CORRETA?

Sim, primordialmente é pela razão que a filosofia ergue suas considerações.


Sim e não, porque em Filosofia a dúvida está presente e atrapalha tudo.
Não, em primeiro lugar está a sensação, o dado empírico.
Não, em primeiro lugar está a fé.
Depende da situação concreta.

Explicação:

Sim, primordialmente é pela razão que a filosofia ergue suas considerações.

7. Correlacione:

(1) Ética

(2) Metafísica

(3) Lógica

(4) Teoria do conhecimento

(A) Aristóteles afirma que é a ciência do ¿ser enquanto ser¿, ou seja, será a ciência que investiga a realidade em seus
traços mais abrangentes e universais.

(B) É o ramo da filosofia que cuida das regras do bem pensar, ou do pensar correto, sendo, portanto, um instrumento do
pensar.

(C) Vem de Éthos, que significa, costumes, hábitos e valores de uma sociedade ou cultura.

(D) Tradicionalmente divide-se em duas grandes correntes gnosiológicas quanto à origem do conhecimento humano que
são: Racionalidade e Empirismo.

1 D, 2 C, 3 A, 4 B

1 A, 2 B, 3 C, 4 D

1 C, 2 B, 3 A, 4 D;

1 C, 2 A, 3 B, 4 D;

1 B, 2 A, 3 D, 4 C;

Explicação:

Ética é o nome dado ao ramo da filosofia dedicado aos assuntos morais. A palavra ética derivada da palavra éthos,
originária do grego, e significa aquilo que pertence ao caráter.

Metafísica é uma das disciplinas fundamentais da filosofia, por tratar de problemas centrais da filosofia teórica. Descreve os
fundamentos, as condições, as leis, a estrutura básica, as causas ou princípios, o sentido e a finalidade como um todo ou dos
seres em geral.

Lógica é de origem grego, logiké, relacionado com o logos, razão, palavra ou discurso, que significa a ciência do
raciocínio.

A Teoria do conhecimento é construída pelo Racionalismo e Empirismo, ambos possuem uma ligação com as ciências naturais
e exatas

http://estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=1584553&classId=982464&topicId=2649201&p0=03c7c0ace395d80182db07ae2c30f034… 3/4
11/11/2018 EPS

8. O valor e a utilidade da filosofia têm sido, não raras vezes, postos sob suspeita. Uma visão acerca do filósofo é que ele
divaga e se perde em reflexões sobre questões abstratas, que nada têm a ver com o cotidiano das pessoas. Em relação à
natureza e à finalidade da filosofia, é correto afirmar que elas consistem:

no respeito ao mero pensar ou do saber viver virtuosamente segundo os critérios morais dos grandes líderes da
humanidade, sendo esse, propriamente dito, o sentido categórico da filosofia.
em teorias que se contradizem ao longo da sua história, pois os filósofos discordam de tudo e uns dos outros, de
modo que o pensamento crítico próprio da filosofia é o de pôr em dúvida toda afirmação, jamais chegando a
conclusões.
em um consenso entre os cientistas porque, na investigação filosófica, o filósofo não verifica suas hipóteses baseando-
se na observação empírica e, portanto, a filosofia não contribui para o progresso do conhecimento.
em um esforço intelectual, em termos gerais, para se interpretar o mundo e os eventos, compreender o próprio
homem e iluminar o agir que dele se espera.
na reflexão sobre valores e conceitos, como liberdade e virtude, que faz parte da atividade do filósofo e, nessa
medida, a filosofia se apresenta como uma sabedoria prática, que auxilia na orientação da vida moral e política,
proporcionando o bem viver.

Explicação:

na reflexão sobre valores e conceitos, como liberdade e virtude, que faz parte da atividade do filósofo e, nessa
medida, a filosofia se apresenta como uma sabedoria prática, que auxilia na orientação da vida moral e política,
proporcionando o bem viver.

Legenda: Questão não respondida Questão não gravada Questão gravada

Exercício inciado em 11/11/2018 17:56:13.

http://estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=1584553&classId=982464&topicId=2649201&p0=03c7c0ace395d80182db07ae2c30f034… 4/4

Você também pode gostar