Você está na página 1de 6

Método Cornell de anotações

por Paulo • 3-fev-09 em Educação e Vestibular

O método Cornell de anotações foi criado em 1950 por Walter Pauk, professor
da Universidade Cornell, que defendeu o uso do seu método no livro Study in
College (Como estudar na faculdade).

Qual a utilidade do método Cornell de anotações?

O uso do método de Cornell traz diversas vantagens como condensar e organizar


de forma sistemática suas anotações de aulas e palestras, assim como estruturar
os estudos para provas e concursos. Através do método Cornell você será capaz de
identificar rapidamente o conteúdo, já que a disposição e o visual das anotações
são bem agradáveis.

A fim de demonstração, vou relacionar abaixo o método Cornell às anotações de


aula para estudar melhor. Mas não esqueçam que esse método poderá ser utilizado
em palestras, conferências, reuniões, seminários, fichamentos de livros e outras
ocasiões em que sejam necessárias anotações.

Como estudar melhor com o método Cornell de anotações

Divida o papel (caderno, fichário ou folhas soltas de sulfite) em três


áreas:
1. Área de anotações (coluna direita): registre as idéias principais da
aula, palestra ou livro, utilizando frases curtas, esquemas,
abreviações e símbolos. Depois de fazer as anotações na coluna
direita, releia o conteúdo e esclareça qualquer equívoco de
informações;

2. Área de tópicos (coluna esquerda): puxe as idéias, conceitos,


palavras-chave, datas, termos e nomes da coluna direita e anote-as
nesta coluna. Recomenda-se escrever nesta área as perguntas e
dúvidas relacionadas;

3. Área de resumo (rodapé): faça um breve sumário do conteúdo com


as idéias principais e em frases curtas.

Se você gostou do método Cornell, aproveite a oportunidade para seguir o conceito dos
5 R’s para anotações:

 Registre: com letra legível, anote as idéias principais da palestra na área de


anotações;
 Reduza: após as anotações, resuma de forma concisa as idéias principais na área
de tópicos. Ao resumir, você estará relacionando e reforçando a memória, além
de já ser uma forma de se preparar para as provas;
 Recite: ao cobrir as anotações do lado direito, você pode usar os tópicos do lado
esquerdo para relembrar as idéias que foram abordadas durante a aula. Este
procedimento o ajudará a gravar as informações em sua memória;
 Reflita: refletir através de suas próprias anotações organizará e estruturará
melhor as idéias e conceitos, elevando a experiência em aprender a um grau
mais contínuo e eficaz;
 Revise: em poucos minutos por semana, você será capaz de revisar a maior parte
do que você aprendeu, a fim de usar seu conhecimento de forma mais efetiva.

Dicas

 No canto superior direito da folha de anotações, escreva as seguintes


informações: seu nome, matéria ou tema e data.
 No site Cornell-notes.com você encontrará um gerador de folhas para o uso do
método Cornell de anotações em formato PDF. Entre as opções disponíveis há a
possibilidade de escolher folhas pautadas, quadriculadas e brancas, assim como
o tamanho da folha e a cor das linhas.
 Materiais interessantes para anotações eficazes: canetas esferográficas (azul,
preta e vermelha), lapiseira, fichário, bloco de anotações, caderno e folhas de
papel sulfite.
Fontes:

http://setenoticias.com/educacao-vestibular/como-estudar-melhor-metodo-cornell-de-
anotacoes.html
http://www.eleven21.com/notetaker/index.php (Cornell Method PDF Generator)