Você está na página 1de 9

SEGUNDA SEMANA

QUARESMA
Estamos na segunda semana
do tempo da Quaresma e
continuamos o nosso
caminho de preparação…
Esta semana com a ajuda da
Samaritana, vamos descobrir
que a amizade de Jesus é como
a água fresca que nos mata a
sede nos dias quentes…
SAMARITANA
(Cf. Jo 4, 4-28)
Jesus tinha feito uma grande caminhada. Tinha
atravessado um deserto. Estava tão cansado,
fazia tanto calor!!! Que sede ele tinha!
Chegou perto de um poço. Que bom! Um poço
é um sítio onde se pode ir buscar água. Mal
ele se tinha sentado, chegou uma mulher. A
mulher vinha buscar água ao poço. Jesus
disse-lhe:
- Mulher, dá-me de beber, se faz favor.
A mulher ficou muito admirada com aquele
pedido, porque as pessoas da sua terra não se
davam bem com as pessoas da terra de Jesus.
Nem se falavam, nem se preocupavam umas
com as outras. Nunca aquela mulher pensou
que Jesus lhe dissesse bom dia. Muito menos
que lhe pedisse de beber. E respondeu-lhe:
- Como é que tu te atreves a pedir-me de
beber? As pessoas da minha terra não se dão
bem com as da tua terra.
A mulher estava mesmo admirada com o pedido
de Jesus. Mas também era verdade que ele tinha
pedido com muita delicadeza. Jesus não se
importou nada com a resposta da mulher e
continuou:
- Tu conheces bem a água deste poço: ela é
muito boa e fresca. Mas eu gostava de te contar
um segredo: a minha amizade é parecida com a
água.
Jesus falava com tanto carinho! A mulher sentiu
que ele falava verdade, que podia confiar em
Jesus. E perguntou-lhe:
- Oh! Eu gostava de ser tua amiga. Às vezes ando
tão cansada e triste... Quando tenho sede e
venho aqui ao poço buscar água para beber,
sabe-me tão bem! A mulher estava tão contente
por ter conhecido Jesus e por ele querer ser seu
amigo, que largou a ânfora que levava na
mão e foi a correr contar a toda a gente como
sabe bem ser amigo de Jesus!
Diz-nos
o Papa
Francisco:
Encontramos neste Evangelho o estímulo para «deixar a nossa
ânfora», símbolo de tudo o que aparentemente é importante, mas
que perde valor diante do «amor de Deus». Todos temos uma, ou
mais que uma! Pergunto a vós, e também a mim: «Qual é a tua
ânfora, a que te pesa, a que te afasta de Deus?». Deixemo-la um
pouco de lado e com o coração ouçamos a voz de Jesus que nos
oferece outra água, outra água que aproxima do Senhor. Somos
chamados a redescobrir a importância e o sentido da nossa vida
cristã, que começou com o baptismo e, como a Samaritana, a
testemunhar aos nossos irmãos. O quê? A alegria! Testemunhar a
alegria do encontro com Jesus, porque disse que cada encontro com
Jesus muda a nossa vida, e também cada encontro com Jesus enche
de alegria, aquela alegria que vem de dentro. E o Senhor é assim. E
contar quantas coisas maravilhosas o Senhor faz no nosso coração,
quando temos a coragem de pôr de lado a nossa ânfora.
(Angelus, 23 de Março de 2014)
Oração

Jesus, fico feliz por poder conhecer-Te
melhor a cada dia que passa. É bom ser
encorajado pelos Teus desafios. É bom
estar aqui, contigo e com todos os irmãos
que colocaste ao meu lado.
Pai Nosso…