Você está na página 1de 6

DISTRIBUIÇÃO BINOMIAL

Publicado em 14/03/2019 por Diego Oliveira

Vamos neste item, considerar experimentos que satisfaçam as seguintes


condições:

„ O experimento deve ser repetido, nas mesmas condições, um


número n de vezes.
„ Cada repetição do experimento admite apenas dois resultados:
sucesso ou fracasso.
„ Os resultados obtidos devem ser independentes, isto é, o resul-
tado de um experimento não deve afetar o resultado dos outros.
„ No decorrer do experimento, a probabilidade p do sucesso e a
probabilidade q (q = 1 − p) do insucesso manter-se-ão constantes.

Resolveremos problemas do tipo: determinar a probabilidade de se obterem


k sucessos em n tentativas.

n
 
P(X) = pk · qn−k
k

Essa função, denominada lei binomial, define a distribuição binomial.

1
Exemplos Resolvidos:

1. Uma moeda é lançada 5 vezes seguidas e independentes. Calcule a


probabilidade de serem obtidas 3 caras nessas 5 provas.

Resolução:

Temos:

n=5ek=3
Pela lei binomial, podemos escrever:

5 3 5−3 5 3 2
   
P(X) = p ·q = p q
3 3
1
Se a probabilidade de obtermos "cara" numa só prova (sucesso) é p =
2
então a probabilidade de não obtermos "coroa" numa só prova (insucesso) é
1 1
q = 1 − = , então:
2 2
   3  2
5 1 1 5
P(X) = · · =
3 2 2 16
Logo:

5
P(X = 3) =
16

2. Dois times de futebol, A e B, jogam entre si 6 vezes. Encontre a proba-


bilidade de o time A ganhar 4 jogos.

Resolução:

Temos:

1 2
n = 6; k = 4; P =? e q = 1 − =
.
3 3
Para determinamos P (probabilidade do time A ganhar uma vez) pensamos
o seguinte: a probabilidade de num jogo o time A ganhar uma partida é igual
a probabilidade do mesmo perder ou empatar. Seja P essa probabilidade
então:

1
P + P + P = 1 ⇒ 3P = 1 ⇒ P =
3
Assim, a probabilidade do time A ganhar uma única vez é de 1/3.
Então:
   4  2
6 1 2 20
P(X) = · · =
4 3 3 243
Logo:

20
P(X) =
243

2
3. Dois times de futebol, A e B, jogam entre si 6 vezes. Encontre a
probabilidade de o time A:

a. ganhar dois ou três jogos;


b. ganhar pelo menos um jogo.

Resolução de A:

Pela propriedade de soma das probabilidades sabemos que:

P(2 ou 3) = P(2) + P(3)


Onde:
 2  6−2
6 1 2 240
 
P(2) = × × =
2 3 3 729
e
 3  6−3
6 1 2 160
 
P(3) = × × =
3 3 3 729

O que implica em:

240 160 400


P(2 ou 3) = + =
729 729 729

Resolução de B:

Nesse caso vamos determinar a probabilidade de A não ganhar nenhuma


partida e depois encontrar a probabilidade do evento complementar. Que é
a probabilidade do time A ganhar ao menos uma partida.
 0  6
6 1 2
 
P(0) = × ×
0 3 3

64
⇒ P(0) =
729

Como o que queremos é o complementar, então:

64
P(A ganhar pelo menos um jogo) = 1 −
729
665
⇒ P(A ganhar pelo menos um jogo) =
729

3
4. Seis parafusos são escolhidos ao acaso da produção de certa máquina,
que apresenta 10% de peças defeituosas. Qual a probabilidade de serem
defeituosos dois deles?

Resolução:

6
 
P(2) = × (0, 1)2 × (1 − 0, 1)6−2
2

6
 
⇒ P(2) = × (0, 1)2 × (0, 9)4
2

⇒ P(2) = 0, 098415 ou 9,8415%.

5. Determine a probabilidade de obtermos exatamente 3 caras em 6


lances de uma moeda.

Solução:

O número de lançamentos n é 6.
1
Já a probabilidade de se obter uma cara em um lançamento p é de .
2
O número de sucessos k que estamos considerando é 3.
1
Por fim a probabilidade de insucesso q é de .
2
1 1
q=1−p⇒q=1− =
2 2
Logo:
 3  6−3
6 1 1 5
 
P(X = 3) = × × =
3 2 2 16

6. Jogando-se um dado três vezes, determine a probabilidade se de obter


um múltiplo de 3 duas vezes.

Solução:

O número de lançamentos n é 3.
Já a probabilidade de se obter um múltiplo de 3 em um único lançamento
2
p é de ou, simplificando, 1/3.
6

O número de sucessos k, em se obter um múltiplo de 3, que estamos


considerando é 2.
2
Por fim a probabilidade de insucesso q é de .
3
1 2
q=1−p⇒q=1− =
3 3

4
Logo:
 2  3−2
3 1 2 2
 
P(X = 2) = × × =
2 3 3 9

2
7. A probabilidade de um atirador acertar o alvo é . Se ele atirar 5 vezes,
3
qual a probabilidade de acertar exatamente 2 tiros?

Solução:
 2 5−2
5 2 2
  
P(2) = × × 1−
2 3 3

5 4 1
⇒ P(2) = × ×
2 9 27
40
⇒ P(2) =
243

5. Seis parafusos são escolhidos ao acaso da produção de certa máquina,


que apresenta 10% de peças defeituosas. Qual a probabilidade de serem
defeituosos dois deles?

Solução:

6
 
P(2) = × (0, 1)2 × (1 − 0, 1)6−2
2

6
 
⇒ P(2) = × (0, 1)2 × (0, 9)4
2

⇒ P(2) = 0, 098415 ou 9,8415%.

5
Este trabalho está licenciado com uma
Licença Creative Commons -
Atribuição-NãoComercial-
CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Esse documento está sujeito a constante atualização ou mesmo correções,


por isso, certifique se que o que você têm em mãos é de fato a última ver-
são do mesmo. Para saber, bem como ter acesso a vários outros exercícios
resolvidos de matemática, acesse: www.number890.wordpress.com

Para aulas particulares, digitação de texto em LATEXe resolução de listas de


exercícios entre em contato.

.ƒ cebook.com/ theNmberType

nbbedego@gm.com

.nmber890.ordpress.com