Você está na página 1de 39

Diretoria de Gestão Acadêmica

NOME DO CURSO
MBA em Gestão: Business Process

CARGA HORÁRIA
432 h/a

PROPONENTE DO CURSO
Luiz Antonio Joia

ESCOLA CERTIFICADORA
EBAPE

CÓDIGO DO CURSO
XMBABP*16_00

1
Diretoria de Gestão Acadêmica

DESCRIÇÃO DO CURSO
Business Process é um método usado para organizar e otimizar os processos de uma empresa,
promovendo a melhoria da organização como um todo. O MBA em Gestão: Business Process promove
ampla discussão sobre conceitos e técnicas associados à Gestão de Processos. Você será capacitado
para identificar e implementar soluções em sua empresa a partir de uma visão integrada e alinhada
estrategicamente com todos os demais processos organizacionais.

OBJETIVO DO CURSO
Você irá adquirir:
 Conhecimento dos conceitos e técnicas associados à gestão de processos, de modo que
consiga identificar e implementar soluções para sua empresa, a partir de uma visão
integrada e alinhada estrategicamente com todos os processos organizacionais
 Visão holística das atividades empresariais, com foco na criação de valor para a empresa
 Conhecimentos técnicos e habilidades para tornar-se gestor líder em sua empresa e/ou no
próprio negócio
 Capacidade de relacionar teorias à prática de gestão por meio de um jogo de negócios
 Autoconhecimento de competências comportamentais, tornando-o apto a elaborar um
projeto de carreira
 Visão estratégica e habilidades de gestão, construindo as competências técnicas
fundamentais à formação de um líder.

PÚBLICO ALVO
O MBA em Gestão: Business Process é recomendado para:
 Executivos e profissionais que desejam se capacitar na área de Gestão de Processos
 Profissionais que alcançaram ponto na carreira que os obriga a atingir novos níveis de
formação acadêmica.

METODOLOGIA
Os cursos do Programa MBA da FGV têm por objetivo estimular a reconstrução do conhecimento por meio da
abordagem integrada entre teoria e prática, em consonância com os contextos econômicos, sociais e regionais
onde os cursos são ministrados.
Os conteúdos das disciplinas são agrupados por eixos temáticos, que visam a atingir objetivos de aprendizagem
específicos, alinhados ao desenvolvimento das competências necessárias à prática profissional de seus alunos.
Para apoiar a base teórica das aulas presenciais, os cursos contam com suporte de um ambiente virtual de
aprendizagem, o eClass, no qual o aluno pode acessar, a qualquer momento, em seus dispositivos eletrônicos,

2
Diretoria de Gestão Acadêmica

o conteúdo da disciplina, fazendo uso irrestrito de reconhecidas bibliotecas virtuais. Além disso, há acesso a
outras ferramentas que oferecem suporte ao processo de ensino-aprendizagem e facilitam a comunicação.
As atividades práticas também podem ser desenvolvidas com o apoio de estudos de casos, jogos de negócios
e situações que permitam aos alunos simularem a vivência de experiências desafiadoras, encorajando-os à
aplicação de seus conhecimentos na resolução dos desafios propostos.

AVALIAÇÃO
A avaliação da aprendizagem tem papel fundamental para o processo de reconstrução de conhecimento pelos
alunos, por isso, cada disciplina tem um instrumento avaliativo diferente. As avaliações construídas pelos
professores possuem questões que abordam a aplicabilidade dos conceitos trabalhados em sala a contextos
empresariais. Os instrumentos de avaliação utilizados visam não somente apoiar o diagnóstico do aprendizado
como também servir como reflexão para os alunos quanto à prática dos conceitos a fim de capacitá-los para
melhores tomadas de decisão como executivos.

PRÉ-REQUISITO
Tempo mínimo de conclusão da graduação: 2 anos*
*Maior experiência profissional pode reduzir a necessidade do tempo mínimo de formado.

Tempo mínimo de experiência profissional: 3 anos**


**O tempo mínimo pode ser maior, dependendo do curso e da coordenação local.

DISCIPLINA ISENTA DE PROVA

MÓDULOS
Módulo Básico de Gestão 192 h/a
Fechamento 24 h/a
Módulo de Ênfase 192 h/a
Fechamento 24 h/a

Módulo Básico de Gestão


• Jogos de Negócios

Módulo Ênfase
• Desenvolvimento de Carreira

3
Diretoria de Gestão Acadêmica

MÓDULO DE GESTÃO EMPRESARIAL


DISCIPLINAS
1. Gestão de Pessoas na Sociedade do Conhecimento p. 05 24 h/a
2. Negociação e Administração de Conflitos p. 07 24 h/a
3. Fundamentos de Gerenciamento de Projetos p. 09 24 h/a
4. Gestão Estratégica p. 11 24 h/a
5. Economia Empresarial p. 13 24 h/a
6. Matemática Financeira p. 15 24 h/a
7. Contabilidade Financeira p. 17 24 h/a
8. Marketing p. 19 24 h/a

MODULO DE FECHAMENTO
9. Jogos de Negócios p. 21 24 h/a

MÓDULO:
DISCIPLINAS
1. Gestão de Custos em Processos p. 23 24 h/a
2. Gestão da Qualidade em Processos p. 25 24 h/a
3. Gestão de Riscos em Processos p. 27 24 h/a
4. Tecnologia da Informação para Gerenciamento de Processos p. 29 24 h/a
5. Análise e Desenho de Processos p. 31 24 h/a
6. Desempenho e Transformação de Processos p. 33 24 h/a
7. Arquitetura Organizacional e BPMO p. 35 24 h/a
8. Práticas de Gestão de Processos p. 37 24 h/a

MÓDULO FECHAMENTO
1. Desenvolvimento de Carreira p. 38 24 h/a

4
Diretoria de Gestão Acadêmica

Detalhamento do MÓDULO BÁSICO DE GESTÃO


Disciplina Carga horária
1. Gestão de Pessoas na Sociedade do
24 h/a
Conhecimento

Área Subárea
Pessoas Fundamentos da Gestão de Pessoas

Ementa
Condicionantes externos e as mudanças organizacionais. Tendências da gestão organizacional contemporânea.
Alinhamento dos interesses corporativos e individuais. Comportamento humano na organização.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Condicionantes externos e as mudanças  Listar as principais características da sociedade do
organizacionais conhecimento;
1.1. Características da sociedade do  Identificar os impactos do novo paradigma nas
conhecimento organizações e na gestão organizacional.
1.2. Globalização e hipercompetição
1.3. Escassez de recursos e pressões por
produtividade
1.4. Mudanças políticas, econômicas, sociais e
tecnológicas: reflexos sobre as organizações

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Tendências da gestão organizacional  Identificar evolução dos valores e práticas
contemporânea organizacionais através do tempo;
2.1. Valores do modelo industrial de gestão  Reconhecer as novas relações de trabalho;
2.2. Práticas tradicionais da gestão  Listar estratégias para impatriação e expatriação de
organizacional funcionários.
2.3. Valores do modelo pós-industrial;
2.4. Novas relações de trabalho: home office,
teletrabalho e crowdsourcing
2.5. Estratégias envolvendo processos de
impatriação e expatriação de funcionários

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Alinhamento dos interesses corporativos e  Relacionar competências corporativas e individuais
individuais necessárias nessa nova era do conhecimento;
3.1 Diferenças inter-geracionais: atitudes e  Diferenciar atitudes e valores geracionais;
valores  Reconhecer estratégias para integração das
3.2 Estratégias para integração das gerações gerações.
3.3 Competências necessárias ao profissional
do séc. XXI

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Comportamento humano na organização
4.1 Liderança, motivação e  Destacar a relevância da gestão das variáveis sócio
comprometimento emocionais objetivando a sustentação da motivação
4.2 Comunicação interpessoal assertiva

5
Diretoria de Gestão Acadêmica

4.3 Necessidades interpessoais, e, por decorrência, do comprometimento das


sentimentos e comportamentos pessoas com o negócio;
4.4 Construção da parceria Líder X Liderado  Desenvolver ações mais aderentes à construção de
ambientes organizacionais lastreados na lógica da
gestão participativa;
 Oferecer respostas mais assertivas às necessidades
de seu grupo de profissionais.

Bibliografia Básica
 PARADELA, Victor Claudio et al. Gestão de Pessoas na Sociedade do Conhecimento.1. ed. Rio de
Janeiro: Editora FGV, 2016.
 Schein, Edgar. Cultura Organizacional e Liderança. São Paulo. Atlas, 2009.
 BARBIERI, Ugo Franco. Gestão de pessoas nas organizações: práticas atuais sobre o RH estratégico.
São Paulo: Atlas, 2012.

Bibliografia Complementar
 DAVEL, Eduardo, VERGARA, Sylvia C. (orgs). Gestão com Pessoas e subjetividade. São Paulo: Atlas,
2013.
 LE BOTERF, Guy. Desenvolvendo a competência dos profissionais. Porto Alegre: Artmed, 2003.
 MOSCOVICI, Fela. Desenvolvimento Interpessoal. São Paulo: José Olympio, 2013.
 BITENCOURT, Claudia (org.). Gestão contemporânea de pessoas. São Paulo: Bookman, 2010.
 MINTZBERG, Henry. Criando organizações eficazes: estruturas em cinco configurações. 2. ed. São
Paulo: Atlas, 2003.

6
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


2. Negociação e Administração de Conflitos 24 h/a

Área Subárea
Gestão Negociação

Ementa
Aspectos conceituais associados ao processo de negociação. Negociação: aspectos relacionais. Negociação:
aspectos substantivos. Negociação: aspectos processuais de execução.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Negociação: Aspectos conceituais  Conceituar negociação, diferenciando-a de outros
1.1 Características do bom negociador modos de solução de conflitos;
1.2 Estrutura e abordagens de negociação  Identificar os conceitos fundamentais de negociação;
1.3 Objetivos da negociação  Definir o processo da negociação;
 Reconhecer a importância da negociação e de sua
aplicação nas diversas interações humanas;
 Identificar estratégias, modelos e tipos de negociação.

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Negociação: Aspectos relacionais  Identificar a importância e a influência dos aspectos
2.1 Hierarquia e status relacionais na condução e nos resultados da
2.2 Condicionantes culturais negociação;
2.3 Modelos de estilos e comportamento  Analisar os impactos da emoção e da percepção na
dos negociadores condução da negociação;
2.4 Consenso e relacionamentos  Reconhecer ações que favorecem os aspectos
relacionais da negociação referentes à comunicação, ao
comportamento ético e à geração de confiança.

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Negociação: Aspectos substantivos  Identificar a importância e a influência dos aspectos
3.1 Tangíveis e intangíveis substantivos na condução e nos resultados da
3.2 Objeto substantivo negociação;
3.3 Metas e resultados reais  Analisar os impactos da análise racional e da avaliação
3.4 Risco e incerteza na condução da negociação;
3.5 Qualidade e acordo de níveis de  Reconhecer ações que favorecem os aspectos
serviço substantivos da negociação relativos ao planejamento,
à definição de objetivos e estratégias e à condução das
etapas da negociação.

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Negociação: Aspectos processuais de  Identificar os processos persuasivos e suas bases;
execução  Identificar os estilos de negociadores e as estratégias
4.1 Estratégia e estilo do negociador que cada estilo costuma adotar;
4.2 Desenvolvimento da negociação  Analisar as características dos negociadores e
4.3 Encerramento e implementação do identificar a forma mais adequada de conduzir o
acordo processo de negociação;
 Aplicar técnicas e ferramentas de negociação.

7
Diretoria de Gestão Acadêmica

Bibliografia Básica
 CARVALHAL, Eugenio et al. Negociação e administração de conflitos. 4. ed. Rio de Janeiro: Editora
FGV, 2014.
 DUZERT, Yann et al. Método de Negociação. Rio de Janeiro: Atlas, 2009.

Bibliografia Complementar
 BAZERMAN, Max. Processo Decisório. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.
 STONE, Douglas et al. Conversas difíceis. 2. ed. Rio de janeiro: Campus, 2012.
 THOMPSON, Leigh. O negociador. 3. ed. São Paulo: Pearson Prentice, 2009.

8
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


3. Fundamentos de Gerenciamento de Projetos 24 h/a

Área Subárea
Gerenciamento de Projetos Fundamentos

Ementa
Histórico e conceituação de projeto, programa e gerência de projeto. Caracterização do ciclo de vida e processos
de um projeto. Introdução as áreas de conhecimento segundo o PMI (Project Management Institute). Integração
entre áreas de conhecimento e processos. Estruturas organizacionais para gerenciamento de projetos.
Características desejáveis no Gerente de Projetos.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Histórico e evolução da gerência de projetos  Definir projeto, programa e portfólio.
1.1 Características de um projeto  Reconhecer a evolução da disciplina ao longo da história.
1.2 Conceito e definição de projeto  Identificar as características básicas de um projeto.
1.3 Fatores de sucesso  Discutir os critérios de sucesso de um projeto.

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Estruturas organizacionais para  Reconhecer a importância e o impacto de cada tipo de
gerenciamento estrutura para o gerenciamento de projetos.
2.1 Funcional  Diferenciar as estruturas segundo suas características e
2.2 Matricial grau de autoridade do gerente de projetos.
2.3 Projetizada

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Grupos de processos de gerenciamento e ciclo  Diferenciar grupos de processo e ciclo de vida de projetos.
de vida do projeto  Identificar a finalidade de cada grupo de processo e sua
3.1 Iniciação relação entre si.
3.2 Planejamento  Analisar os ciclos de vida de projeto e sua influência no
3.3 Execução gerenciamento.
3.4 Controle  Relacionar os processos de gerenciamento de projeto
3.5 Finalização com cada grupo de processo.

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Áreas de Conhecimento em Gerência de  Reconhecer as áreas de conhecimento segundo
Projetos segundo PMBOK PMBOK.
4.1 Escopo  Relacionar as áreas de conhecimento e os processos
4.2 Tempo associados.
4.3 Custos  Desenvolver o Project Charter e Plano de projeto.
4.4 Qualidade
4.5 Comunicação
4.6 Recursos
4.7 Riscos
4.8 Stakeholders
4.9 Aquisições
4.10 Integração

9
Diretoria de Gestão Acadêmica

Bibliografia Básica
 PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. Project Management Body of Knowledge (PMBOK) 6th ed. Newton
Square: Project Management Institute, 2017.
 VALLE, A.; SOARES, C.A.; FINOCCHIO, J.; SILVA, L. Fundamentos do Gerenciamento de Projetos - 4a
edição. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2017.

Bibliografia Complementar
 BARCAUI, André. Gerente também é Gente: Um Romance sobre Gerência de Projetos. Rio de Janeiro.
Ed Brasport, 2006.
 MEREDITH, Jack R, MANTEL, Samuel J. Administração de Projetos. Rio de Janeiro, LTC, 4ª edição, 2003.

10
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


4. Gestão Estratégica 24 h/a

Área Subárea
Gestão Estratégia

Ementa
A evolução do pensamento estratégico. Administração estratégica e alinhamento. Referenciais estratégicos.
Análise do ambiente interno e externo. A formulação da estratégia competitiva. Objetivos estratégicos. O balanced
scorecard (BSC).

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Evolução do pensamento estratégico  Conceituar estratégia e identificar suas principais
1.1 O que é estratégia abordagens;
1.2 As escolas do pensamento estratégico  Descrever a aplicação da estratégia no contexto
2. A administração estratégica e o organizacional;
alinhamento  Definir os referenciais estratégicos de uma
2.1 Administração estratégica organização.
2.2 Gestão estratégica
2.3 Governança corporativa
3. Referenciais estratégicos
3.1 Definições dos referenciais estratégicos
3.2 A definição do negócio da organização
3.3 A elaboração da visão de futuro
3.4 Missão: o propósito da existência da
organização

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Análise do ambiente externo  Utilizar ferramentas de análise do ambiente;
4.1 Cenários e análise do ambiente geral  Identificar oportunidades e ameaças do ambiente e
4.2 Oportunidades e ameaças pontos fortes e fracos da empresa;
4.3 A análise da indústria  Decidir sobre a postura estratégica a ser adotada pela
4.4 Modelo das cinco forças competitivas organização.
5. Análise do ambiente interno
5.1 O quadro geral da análise do ambiente
interno
5.2 Recursos, capacidades e competências
essenciais
5.3 Competências essenciais
5.4 Diagnóstico das forças e fraquezas
5.5 Fatores críticos de sucesso
5.6 A matriz SWOT e a avaliação estratégica

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
6. A formulação da estratégia competitiva  Avaliar as alternativas estratégicas de crescimento e
6.1 A matriz de Ansoff competição, identificando as alternativas mais
6.2 O modelo Porter das estratégias adequadas em um determinado contexto
genéricas organizacional.
6.3 O posicionamento estratégico

11
Diretoria de Gestão Acadêmica

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
7. Objetivos estratégicos  Definir objetivos empresariais com características
7.1 Definição de objetivos adequadas a sua aplicação em um determinado
7.2 Conteúdo dos objetivos contexto organizacional.
8. O Balanced Scorecard (BSC)  Estruturar um mapa estratégico básico para uma
8.1 Conceitos do modelo organização, de acordo com o modelo de Balanced
8.2 As perspectivas do BSC Scorecard.
8.3 A construção do BSC

Bibliografia Básica
 KAPLAN, Robert; NORTON, David. A Estratégia em Ação: Balanced Scorecard. 4. ed. Rio de Janeiro:
Campus, 1997.
 LOBATO, David Menezes et al. Gestão Estratégica. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2012.

Bibliografia Complementar
 ANSOFF, Igor. A nova estratégia empresarial. São Paulo: Atlas, 2001.
 GHEMAWAT, Pankaj. A estratégia e o cenário de negócios. Porto Alegre: Bookman, 2007.
 HITT, MICHAEL et al. Administração estratégica. São Paulo: Pioneira, 2007.
 KIM, Chan; MAUBORGNE, Renée. A Estratégia do Oceano Azul: como criar novos mercados e tronar
a concorrência irrelevante. 10. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.
 PORTER, Michel. Estratégia Competitiva – Técnicas para análise de indústrias e da concorrência. Rio
de Janeiro: Campus, 2005.
 RUMELT, Richard. Estratégia Boa, Estratégia Ruim. Rio de Janeiro. Elsevier. 2011.
 WHITTINGTON, Richard et al. Fundamentos de Estratégia. Porto Alegre: Bookman Editora, 2009.

12
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


5. Economia Empresarial 24 h/a

Área Subárea
Economia Fundamentos de Economia

Ementa
A teoria da oferta e da demanda. Os mercados competitivos e não competitivos. A mensuração da atividade
econômica pela ótica da produção e dos preços. As políticas monetária e fiscal e estabilização da economia.
Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. A teoria da demanda e da oferta  Identificar o ambiente econômico e os principais
1.1 O comportamento da demanda atores microeconômicos;
1.2 Os deslocamentos da curva de demanda  Reconhecer a teoria da oferta e demanda;
1.3 A teoria da oferta  Descrever os conceitos de elasticidade preço e
1.4 Elasticidade: as sensibilidades medidas renda.
1.5 Demanda: a elasticidade preço e renda
1.6 Oferta: a elasticidade preço

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Os mercados competitivos e não competitivos  Reconhecer o conceito de maximização do lucro;
2.1 A maximização do lucro  Diferenciar os mercados competitivos e não
2.2 A competição perfeita competitivos;
2.3 Lucro econômico versus lucro contábil  Caracterizar lucro econômico e contábil;
2.4 O monopólio e os oligopólios  Explicar as ineficiências oriundas dos mercados
2.5 Blocos econômicos pouco competitivos.
2.6 Mercados decorrentes do avanço da
tecnologia da informação

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. A mensuração da atividade econômica:
produção e preços
 Reconhecer o ambiente econômico e identificar os
3.1 Estimativa do PIB
principais atores macroeconômicos;
3.2 Produção, renda e valor agregado
 Explicar o conceito de PIB e PIB potencial;
3.3 Ciclo de negócios e crescimento potencial
 Resumir o conceito de inflação.
3.4 Investimento e crescimento do PIB potencial
3.5 Inflação e índices de preços

13
Diretoria de Gestão Acadêmica

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. As políticas monetárias e fiscal e o balanço  Reconhecer os impactos das políticas monetária,
de pagamentos fiscal e cambial na estabilização da economia e
4.1 Banco Central e a geração da moeda seus efeitos sobre os mercados e empresas;
4.2 Política monetária e o regime de metas de  Explicar o regime de metas de inflação;
inflação  Diferenciar dívida e déficit público;
4.3 Política fiscal  Definir o que é balanço de pagamentos e
4.4 Déficit público e dívida pública reconhecer as transações na conta corrente e de
4.5 Balanço de pagamentos capital;
4.6 O mercado cambial  Definir mercado cambial e reconhecer os impactos
4.7 A política cambial e os regimes de taxa fixa e da política cambial.
flutuante

Bibliografia Básica
 ROTH, Alvin. Como Funcionam os Mercados: a nova economia das combinações e escolhas. São
Paulo: Portfolio Penguin, 2016.
 GONÇALVES, Antônio Carlos Porto et al. Economia empresarial. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV.
2012.
 MANKIW, N. Gregory. Introdução à economia. 6. ed. São Paulo: Saraiva, 2014.
Bibliografia Complementar
 KRUGMAN, P.; WELLS, R. Introdução à economia. Rio de Janeiro: Campus, 2006.
 MANKIW. G. Introdução à economia. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

14
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


6. Matemática Financeira 24 h/a

Área Subárea
Finanças Matemática Financeira

Ementa
Relações fundamentais e taxa de juros. Regime de juros simples e de juros compostos. Séries Uniformes de
pagamento. Sistemas de amortização de dívidas. Desconto de títulos e duplicatas. VPL e TIR.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Relação fundamental e taxa de juros  Identificar os conceitos básicos dos cálculos
1.1 Representação gráfica de um fluxo de caixa financeiros;
1.2 Capital, juros e montante  Calcular operações financeiras em diferentes
1.3 Relação de equivalência de capitais para um regimes de capitalização.
período
2. Regime de juros simples
2.1 Conceito e utilização
2.2 Cálculo do montante, número de períodos, taxa de
juros
2.3 Taxas de juros equivalentes simples
2.4 Equivalência de capitais em juros simples
3. Regime de juros compostos
3.1 Conceito e utilização
3.2 Cálculo do montante, número de períodos, taxa de
juros
3.3 Taxa de juros equivalentes compostas
3.4 Transformação entre taxas nominais e taxas
efetivas

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Séries uniformes  Identificar e classificar séries de pagamentos;
4.1 Conceitos e utilização  Calcular valor presente e valor futuro de
4.2 Cálculo do valor presente e valor futuro séries de pagamentos uniformes e não
4.3 Anuidades e perpetuidades uniformes.
4.4 Séries uniformes e não uniformes

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
5. Sistema de amortização  Identificar sistemas de amortização;
5.1 Conceito e utilização  Calcular os desembolsos para pagamento de
5.2 Sistema Price dívidas em diferentes sistemas de
5.3 Sistema SAC amortização;
5.4 Sistema Americano  Calcular desconto de pagamentos futuros em
6. Descontos diferentes sistemas.
6.1 Conceito e utilização
6.2 Desconto simples
6.3 Desconto composto

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem

15
Diretoria de Gestão Acadêmica

7. Introdução aos conceitos de VPL e TIR  Utilizar os conceitos de VPL e TIR para
7.1 VPL: aplicações básicas avaliação de projetos de investimento.
7.2 TIR: aplicações básicas

Bibliografia Básica
 BOGGISS, George Joseph et al. Matemática Financeira. 11. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2013.

Bibliografia Complementar
 JUER, Milton. Praticando e Aplicando Matemática Financeira. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2003.
 PUCCINNI, Abelardo e Lima. Matemática financeira. 6. ed. São Paulo: Saraiva, 2014.
 SILVA, André Luiz Carvalhal. Matemática financeira aplicada. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

16
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


7. Contabilidade Financeira 24 h/a

Área Subárea
Contabilidade e Auditoria Contabilidade Financeira

Ementa
A contabilidade e o sistema de informação contábil. Estrutura das demonstrações contábeis. Método das partidas
dobradas. Regime de caixa e regime contábil de competência. Análise econômico-financeira das demonstrações
contábeis.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. A contabilidade e o sistema de informação  Identificar a função da contabilidade financeira na
contábil organização;
1.1 Origem da contabilidade  Diferenciar contabilidade financeira de
1.2 Usuários das informações contábeis contabilidade gerencial;
1.3 A informação contábil  Reconhecer os pressupostos básicos e suas
1.4 Objetivos da contabilidade limitações.
1.5 Limitações da contabilidade
1.6 A contabilidade financeira e a contabilidade
gerencial
1.7 Estrutura conceitual para apresentação das
demonstrações contábeis
1.8 Pressupostos básicos
1.9 Limitações na relevância e na confiabilidade
das informações

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Estrutura das Demonstrações Contábeis  Reconhecer e estruturar as principais
2.1 Conceito de demonstrações contábeis de demonstrações contábeis.
propósito geral
2.2 Balanço patrimonial
2.3 Demonstração do resultado do exercício
2.4 Demonstração do resultado abrangente total
2.5 Demonstração dos fluxos de caixa
2.6 Demonstração das mutações do patrimônio
líquido
2.7 Demonstração do valor adicionado
2.8 Notas explicativas
2.9 Relatório da administração
2.10 Relatório dos auditores independentes

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Elaboração das demonstrações contábeis  Diferenciar regime de caixa e de competência;
3.1 Método das partidas dobradas  Elaborar as seguintes demonstrações contábeis:
3.2 Regime de caixa e regime de competência DRE, BP, Fluxo de Caixa, DMPL e DVA.
3.3 Elaboração das demonstrações a partir de
transações que não envolvem contas de
resultados

17
Diretoria de Gestão Acadêmica

3.4 Elaboração das demonstrações a partir de


transações que envolvem inclusive contas de
resultados

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Análise econômico-financeira  Analisar a saúde econômico-financeira de uma
4.1 Objetivos da análise econômico-financeira empresa através das análises vertical, horizontal
4.2 Análise vertical e de indicadores.
4.3 Análise horizontal
4.4 Análise por indicadores
4.5 Elaboração do relatório

Bibliografia Básica
 LIMEIRA, André Luiz Fernandes et al. Gestão Contábil financeira. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV,
2015.

Bibliografia Complementar
 MARION, José Carlos. Contabilidade empresarial. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

18
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


8.Marketing 24 h/a

Área Subárea
Marketing Fundamentos de Marketing

Ementa
Conceitos e definições básicas de Marketing. Comportamento do consumidor. Segmentação e posicionamento de
mercado. Mix de Marketing frente ao mercado: produto, preço, distribuição e comunicação. Influência da tecnologia
nas estratégias de Marketing. Tendências de Marketing: Marketing Digital e Métricas de Marketing.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Conceitos e definições básicas de Marketing  Compreender o que é Marketing, assim como o seu
1.1 O escopo, conceitos e papéis do papel em diferentes tipos de organizações.
Marketing nas empresas  Reconhecer as orientações com as quais as
1.2 Orientação da empresa para o mercado empresas podem conduzir suas ações de
1.3 Análise do ambiente de Marketing em Marketing.
diferentes tipos de empresa  Analisar o macro e o microambiente de Marketing.

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Comportamento do Consumidor  Compreender os principais conceitos sobre o
2.1 Conceitos sobre o comportamento do comportamento do consumidor e o seu processo de
consumidor decisão de compra;
2.2 Processo de decisão de compra  Identificar os níveis, padrões e procedimentos de
3. Segmentação e Posicionamento do segmentação do mercado;
mercado  Reconhecer as ferramentas de diferenciação;
3.1 Níveis de segmentação do mercado  Desenvolver estratégias de posicionamento.
3.2 Padrões e procedimentos para a
segmentação dos mercados
3.3 Diferenciação da oferta ao mercado
3.4 Posicionamento da oferta ao mercado

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Mix de Marketing frente ao mercado  Desenvolver estratégias de produto, marca, preço,
4.1 Estratégias de produto e marca distribuição e comunicação integrada;
4.2 Estratégias de preço  Implementar e controlar as estratégias do composto
4.3 Estratégias de distribuição de Marketing.
4.4 Estratégias de comunicação integrada

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
5. Influência da tecnologia nas estratégias de  Reconhecer o ciclo de vida da adoção da tecnologia;
ciclo de vida da adoção da tecnologia  Identificar as tendências de Marketing e descrever
6. Tendências de Marketing as ações nas mídias sociais e estratégias do
6.1 Marketing Digital Marketing Digital;
6.2 Mídias Sociais  Compreender formas para mensurar ações de
6.3 Métricas de Marketing marketing.

19
Diretoria de Gestão Acadêmica

Bibliografia Básica
 KOTLER, Philip; KELLER, Kevin L. Administração de Marketing com mymarketinglab. 14. ed. São
Paulo: Pearson Education do Brasil, 2013.

Bibliografia Complementar
 BAKER, Michael J. Administração de Marketing. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2010.
 CHURCHILL JR, Gilbert; PETER, J. Paul. Marketing: criando valor para os clientes. São Paulo: Editora
Saraiva, 2010.
 DIAS, Sergio Roberto et al. Gestão de Marketing. São Paulo: Editora Saraiva, 2009.
 FARRIS, P. W. et al. Métricas de marketing: o guia definitivo de avaliação do desempenho do marketing.
2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2012.
 HOOLEY, Graham J. et al. Estratégia de Marketing e posicionamento competitivo. São Paulo:
Prentice Hall, 2009.
 KOTLER, Philip. Marketing de A a Z. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2013.
 NASCIMENTO, Augusto; LAUTERBORN, Robert. Os 4 Es de Marketing e Branding. Rio de Janeiro:
Editora Campus, 2007.
 RIES, Al; TROUT, Jack. Marketing de Guerra. São Paulo: M.Books, 2006.

20
Diretoria de Gestão Acadêmica

Detalhamento do MÓDULO FECHAMENTO

Disciplina Carga horária


1. Jogos de Negócios 24 h/a (carga horária fixa)

Área Subárea
Metodologias e Ferramentas Jogos de Negócios

Ementa
Aplicações dos conhecimentos aprendidos ao longo do curso em atividades que simulem situações reais do
cotidiano da atividade empresarial. Decisões de estratégia, de marketing e os aspectos comerciais. Decisões
relativas aos aspectos operacionais e da gestão de pessoas. Decisões no âmbito da gestão econômico-financeira.
 Entender o mecanismo de uma empresa;
 Tomar decisões no papel de diretor;
 Trabalhar em equipe;
 Definir metas;
 Analisar o resultado das decisões tomadas e fazer ajustes constantes.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Contextualização e diagnóstico
estratégico
1.1 O papel da Visão e da Missão no
contexto empresarial e no ciclo de
planejamento estratégico
1.2 Aplicação dos conceitos à empresa
 Aplicar as ferramentas de diagnóstico empresarial
gerenciada pela equipe
absorvidas ao longo da realização do Módulo Básico;
1.3 Identificação das ameaças e
 Entender o mecanismo de uma empresa;
oportunidades
 Desenvolver a competência de trabalho em equipe.
1.4 Identificando pontos fortes e fracos no
ambiente interno da organização
1.5 Mapeamento dos fatores críticos de
sucesso
1.6 Análise SWOT e a elaboração das
estratégias

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Construção de estratégias empresariais
2.1 Identificando e elaborando estratégias
empresariais
 Desenvolver a competência de tomada de decisão na
2.2 As implicações das escolhas
atribuição executiva nas áreas de operações,
estratégicas para a organização
finanças, marketing e recursos humanos;
2.3 Análise de tendências e elaboração de
 Aplicar os modelos teóricos de desenvolvimento de
cenários
estratégias.
2.4 Conectando as estratégias de
negócio: a obtenção das sinergias
entre as áreas das organizações

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Definição de objetivos e planos de ação
 Definir metas;
3.1 Contextualizando objetivos

21
Diretoria de Gestão Acadêmica

3.2 Relacionado objetivos às estratégias  Desenvolver a capacidade de implementação de


3.3 A estratégia em ação: colocando os objetivos e diretrizes através de tomada de decisões
Planos de Ação e Projetos para operacionais, de investimento e de negociação.
funcionar

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Análise de resultados
4.1 Identificação das estratégias  Desenvolver a capacidade de identificação de lições
emergentes aprendidas;
4.2 Reflexão das decisões tomadas  Demonstrar a importância de implantação de melhoria
4.3 Processo de aprendizado para contínua.
mudanças futuras

Bibliografia Básica
Como bibliografia desta disciplina, podem ser considerados os títulos indicados nas disciplinas constantes no
Módulo Básico, uma vez que a disciplina de Jogos de Negócios visa congregar o arcabouço teórico de gestão
empresarial aplicado em um cenário simulado.

22
Diretoria de Gestão Acadêmica

Detalhamento do MÓDULO ÊNFASE


Disciplina Carga horária
1. Gestão de Custos em Processos 24 h/a (carga horária fixa)

Área Subárea
Contabilidade e Auditoria Gestão de Custos e Preços

Ementa
Classificação de gastos (custo e despesas). Conceitos de custeio: fixo, variável, direto, indireto, unitário, médio.
Custo de estoque. Custeio Contábil versus Custeio Gerencial. Modelos de custeio de operações: industrial,
serviços e comércio. Custos Baseados em Atividades. Orçamento baseado em atividades. Análise de processos:
custos comprados e vendidos.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Conceitos Fundamentais de Gestão de  Classificar gastos;
Custos  Classificar Tipos de Custos;
1.1 Conceitos de Gastos (custo, despesas e  Saber definir custos.
investimento e perdas);
1.2 Classificação de Custos: Fixo, variável,
direto, indireto, unitário, médio;
1.3 Diferenças entre Custeio Contábil versus
Custeio Gerencial
1.4 Outros Conceitos de Custos:
a) Custo de Controle
b) Custo de Oportunidade
c) Custo de Estoque
d) Custo de Qualidade e Não Qualidade

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Modelos de Custeio Tradicionais  Entender as diferenças entre modelos de custeio;
2.1 Custeio por Absorção e Custeio Direto  Calcular um custo por absorção e variável;
2.2 Custo por Ordem de Produção  Entender como uma decisão pode ser tomada a
2.3 Custeio de Serviços e Comercial partir da informação de custo.
2.4 Categorias de decisões advindas das
informações de custos: Financeira,
Operacional, Estratégica

23
Diretoria de Gestão Acadêmica

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Custeio Baseado em Atividade  Entender os conceitos fundamentais do Custeio
3.1 A História do Custeio Baseado em Atividade: Baseado em Atividades;
A complexidade de operações e os Custos  Modelar um sistema de custeio baseado em
Invisíveis atividade;
3.2 Relação entre: Evento, Transação, Atividade  Calcular Custos Baseados em Atividades.
3.3 Conceitos: Recursos, Atividades, Objetos de
Custo e Direcionadores de Custos,
3.4 Escolhendo Geradores de Custos
3.5 Árvores de Custeio: Atividades Fornecedoras
e Atividades Clientes
3.6 Calculando o Custeio Baseado em Atividades

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Análises possíveis por Custeio Baseado  Desenvolver análises com informações extraídas de
em Atividade um sistema de ABC;
4.1 Análise de Ociosidade  Explicar como o ABC pode suportar uma decisão;
4.2 Análise de Rentabilidade por atividade e por  Tomar decisões com base em cálculo de custeio
objeto de custo (de produtos, clientes e baseado em atividades.
canais de venda)
4.3 Simulações por variação de geradores de
custos
4.4 Custeio-alvo
4.5 Custos próprios e custos comprados
4.6 Análise de produzir/ comprar

Bibliografia Básica
 CHING, Hong Y. Gestão baseada em custeio por Atividades ABM – activity based management. 3 ed.
São Paulo: Atlas, 2001
 NAKAGAWA, Masayuki. ABC: Custeio baseado em atividades. São Paulo: Atlas, 1994.

Bibliografia Complementar
 MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. São Paulo: Atlas, 1987.
 MILLER, Jefrey G. e VOLLMANN, Thomas E. The hidden factory. Harvard Business Review, p. 142 -
150, Sept./Oct. 1985.
 OSTRENGA, Michael. Guia da Ernest &Young para gestão total dos custos. Rio de Janeiro: Record,
1993
 PLAYER Steve e LACERDA, Roberto. Lições do campo de batalha em ABM – activity based
management, São Paulo: Markon Books, 1996.
 ROEDEL, Ari e BEUREN, Ilse. Utilização do custeio baseado em atividades – ABC (activity based
costing) nas maiores empresas de Santa Catarina, artigo, Blumenau, 2000.

24
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


2. Gestão da Qualidade em Processos 24 h/a (carga horária fixa)

Área Subárea
Gestão Gestão da qualidade e processos

Ementa
História da Qualidade: Deming, Juran e outros. Conceito de Qualidade, Produtividade, Eficiência e Eficácia.
Método de controle de rotina. Qualidade Total – TQC. Processos de 5 S. Métodos de Solução de Problemas:
Conceito de problema e oportunidade de melhoria. Brainstorming. Pareto. Histograma. Folhas de verificação e
controle. Ishikawa – diagrama de causa e efeito. Método GUT. 5W2H. Controle Estatístico de Processos. 6 Sigma
e DMAIC. Lean; Benchmarking. Processos de Certificação.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. História da Qualidade  Compreender a Gestão de Qualidade como um
1.1. Deming, Juran e outros todo;
1.2. Conceitos de Qualidade  Compreender os principais conceitos de Qualidade;
1.3. Produtividade, Eficiência e Eficácia  Reconhecer os ganhos da Gestão de Qualidade.

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Métodos de Solução de Problemas  Compreender os métodos de solução de problemas;
2.1 Conceito de problema e oportunidade de  Aplicar ferramentas de solução de problemas
melhoria adequadamente;
2.2 Ferramentas e técnicas: Pareto;  Enumerar vantagens e desvantagens de cada
Histograma; folhas de verificação e técnica de priorização e decidir sobre o uso de uma
controle; Ishikawa - diagrama de causa e em detrimento de outra.
efeito;
2.3 Técnica de Priorização: GUT; BASICO,
Critérios Ponderados.
2.4 Fazendo um Plano de 5W2H
2.5 Outras técnicas: Brainstorming;
Benchmarking

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Indo além da TQM  Compreender o método Seis Sigma;
3.1 Seis Sigma: Controle Estatístico de  Entender como se aplicam as Técnicas de Seis
Processos; e DMAIC Sigma;
3.2 Filosofia Lean:  Compreender a Filosofia Lean;
a) Os tipos de desperdícios  Desenvolver um Value Stream Map;
b) Value Stream Map  Compreender a diferença entre Kaizen e Kairyo e
3.3 Kaizen e Kairyo: Melhoria Contínua e identificar quando aplicar cada um.
Melhoria de Ruptura

25
Diretoria de Gestão Acadêmica

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Programas Complementares  Compreender o que significa o estabelecimento de
4.1 Cultura da Qualidade uma Cultura de Qualidade;
4.2 Programa 5S  Compreender o programa 5S;
4.3 Processos de Certificação  Avaliar a validade de implantação de um programa
de certificação de qualidade.

Bibliografia Básica
 IMAI, M.. Gemba Kaizen - Uma Abordagem de Bom Senso À Estratégia de Melhoria Contínua: Porto
Alegre: Bookman, 2014.
 MARSHALL, I., ROCHA. A. et al. Gestão da Qualidade e Processos. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2012.

Bibliografia Complementar
 FALCONI, V.. Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia A Dia: Indg Tecnologia E Serviços Ltda,
2014.
 OAKLAND, John S.. Gerenciamento da Qualidade Total. São Paulo: Nobel, 2003.
 MOREIRA, M.. Programa 5S e Você – Aprofundando Os Conceitos e Incluindo A Conscientização
Ambiental. Indg Tecnologia E Serviços Ltda., 2014.
 ROTONDARO, Roberto G. Seis Sigma – Estratégia Gerencial Para A Melhoria de Processos, Produtos
e Serviços. São Paulo: Atlas, 2012.
 WERKEMA, C. Dflss - Design For Lean Six Sigma - Ferramentas Básicas Usadas. Rio de Janeiro:
Elsevier – Campus, 2012.

26
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


3. Gestão de Riscos em Processos 24 h/a (carga horária fixa)

Área Subárea
Gestão Gestão da qualidade e processos

Ementa
Conceitos de Gerenciamento de Riscos. A percepção do risco e a qualificação de riscos. Riscos de Processos:
físicos, ambientais, financeiros etc.. Categorização e Priorização de Ações de Mitigação de Riscos. Modelos de
Governança Corporativa: COBIT; SOX etc.. Processos de Auditoria de Riscos. Processos decisórios considerando
riscos. Implantando controles sobre riscos corporativos.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Conceitos de Gerenciamento de Riscos  Compreender os conceitos que suportam a Gestão
1.1. A Prospect Theory de Riscos, de modo geral;
1.2. A percepção do risco e a qualificação de  Avaliar as situações face às quatro grandes
riscos conclusões da Prospect Theory;
1.3. Riscos de Processos: físicos, ambientais,  Compreender relações entre Riscos, controles,
financeiros etc. problemas e incertezas.
1.4. Oportunidades e Ameaças

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Modelos de Governança  Compreender a importância da Gestão de Riscos na
2.1 Lei Sarbanes Oxley Governança Corporativa;
2.2 COSO ERM – Enterprise Risk Management  Entender os principais motivadores, direcionadores
e resultados da aplicação da Sarbanes Oxley;
 Compreender o modelo COSO ERM e obter visão
geral de sua aplicação.

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Detalhamento do COSO ERM em camadas  Compreender a aplicação teórica da Camada
(parte 1): “Ambiente Interno”;
3.1 Ambiente Interno  Compreender a aplicação teórica e prática da
3.2 Fixação de Objetivos Camada “Fixação de Objetivos” – Aplicação do
3.3 Identificação de Riscos Estudo de Caso;
 Compreender a aplicação teórica e prática da
Camada “Identificação de Riscos” – Aplicação do
Estudo de Caso.

27
Diretoria de Gestão Acadêmica

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Detalhamento do COSO ERM em camadas  Compreender a aplicação teórica e prática da
(parte 2): Camada “Avaliação de Riscos” – Aplicação do
4.1 Avaliação de Riscos Estudo de Caso e Trabalho Individual;
4.2 Resposta a Riscos  Compreender a aplicação teórica e prática da
4.3 Atividades de Controle Camada “Resposta a Riscos” – Aplicação do Estudo
4.4 Informação e Comunicação de Caso;
4.5 Monitoramento  Compreender a aplicação teórica e prática da
Camada “Atividades de Controle” – Aplicação do
Estudo de Caso;
 Compreender a aplicação teórica das camadas
“Informação e Comunicação” e “Monitoramento”.

Bibliografia Básica
 BARTON, Thomas L.,SHENKIR, William G., WALKER, Paul. Making Enterprise Risk Management Pay
off, New Jersey: Financial Times Prentice Hall, 2002.
 DAMODARAN, Aswath. Gestão Estratégica do Risco, uma referência para a tomada de riscos
empresariais. Porto Alegre: Bookman, 2009.

Bibliografia Complementar

 ABPMP, CBOK ®, BUSINESS PROCESS MANAGEMENT COMMON BODY OF KNOWLEDGE, 3ed.,


2013
 CORCULLO, Antonio. Gestão de Riscos Corporativos, Scortecci, 2a edição, São Paulo, 2002.
 BRASILIANO, Antonio Celso Ribeiro. Manual de Planejamento: Gestão de Riscos Corporativos,
Sicurezza, 1a Edição, São Paulo, 2003.
 TALEB, Nassim Nicholas. A Lógica do Cisne Negro: O impacto do altamente provável, Best Seller, 3a
edição, Rio de Janeiro, 2009.
 BERNSTEIN, Peter L. O Desafio dos Deuses: A Fascinante História do Risco, Campus, 17a Edição, Rio
de Janeiro, 1997.
 MARCHETTI, Anne M. Beyond Sarbanes-Oxley Compliance: Efective Enterprise Risk Management,
Witley, New Jersey, 2005.

28
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


4. Tecnologia da Informação para Gerenciamento de
24 h/a (carga horária fixa)
Processos

Área Subárea
Tecnologia da informação Gestão da informação

Ementa
Histórico da Tecnologia de Informação e Processos. A mudança no ambiente dos negócios. Áreas de
conhecimento da tecnologia de informações. Metodologia para gestão estratégica da informação e inovação de
processos. Sistemas Integrados de Gestão: MRPs; ERP, CRM, e outros componentes. Aplicação de tecnologia
em processos: Banco de Dados, Gestão de Documentos, Mapeamento, Automação, Simuladores, BI: Indicadores
e Painel de Controle. Conceitos de Automação de Processos: Regras de Negócio e Motores de Processos.
Entendendo Acrônimos: J2EE; BPEL, XML, .NET, EDI; BPO, SOA, EAI etc.. Estudo e Análise de Casos de uso de
TI em Processos.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Histórico da Tecnologia de Informação e  Entender a história da Tecnologia e seu vínculo com
Processos a gestão de processos;
1.1. Dos primeiros computadores aos  Compreender como uma área de TI está
SmartPhones organizada;
1.2. Por que TI Áreas de conhecimento  Entender como interagir com uma área de TI.
da tecnologia de informações:
Desenvolvimento de Sistemas,
Infraestrutura e Suporte

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Aplicação de Tecnologia de Informação em  Entender os principais sistemas de gestão de uma
Processos organização;
2.1. Sistemas Integrados de Gestão:  Saber avaliar uso de tecnologia para suporte a
MRPs; ERP, CRM, e outros processos;
componentes  Saber avaliar a aplicação de modelos de automação
2.2. Critérios e requisitos para seleção de processos.
de tecnologia para processos
Automação de processos: na fábrica
e na gestão dos negócios

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. BPMS – Business Processos Management  Saber como utilizar um BPMS;
Suite  Entender os principais sistemas de gestão de uma
3.1. Conceitos de BPMN e SOA organização;
Serviços e Barramento de serviços  Selecionar um software de BPM.
Regras de Negócios e Motores de
Regras; Workflow, Filas, Decisões;
Versões e Instâncias.
3.2. Requisitos para seleção Softwares
de BPM

29
Diretoria de Gestão Acadêmica

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Tecnologia como fator de Inovação em  Avaliar a aplicação de uma tecnologia;
Gestão de Processos  Mensurar impactos positivos e negativos de uma
4.1. Como monitorar canais de nova tecnologia;
inovação de Tecnologia  Entender as restrições que a tecnologia pode trazer
4.2. Como Avaliar Aplicações de para a evolução de um negócio/ processo.
Tecnologias
4.3. Restrições na implantação de
novas tecnologias

Bibliografia Básica
 CRUZ, Tadeu. Bpm & Bpms – Bussiness Prrocess Management & Business Process Management
Systems. 2ed. Brasport, 2010.
 FILHO, Guilherme Filippo. Automação de Processos e de Sistemas. Érica, 2014.

Bibliografia Complementar
 REZENDE, Denis A., ABREU, Aline F. Tecnologia da Informação – Aplicada A Sistemas de Informação
Empresariais. 9ed. São Paulo: Atlas, 2013.
 AKABANE, Getulio K. Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação – Conceitos, Metodologias,
Planejamento e Avaliações. São Paulo: Atlas, 2012.
 STADLER, Adriano & FERREIRA, Paula R. Gestão de Processos com Suporte em Tecnologia da
Informação. Intersaberes, 2013

30
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


5. Análise e Desenho de Processos 24 h/a (carga horária fixa)

Área Subárea
Gestão Gestão da qualidade e processos

Ementa
Planejamento e desenvolvimento do levantamento de dados. Técnicas de Mapeamento de Processos: técnicas
de entrevistas e levantamento (entrevistas individuais, duplas e cruzadas). Técnicas Participativas de Mapeamento
(JAD e Reuniões Focais). Acompanhamento de Processos (fichas, físico, por média de volume e tempo e virtual).
Validação de levantamento de dados. Definição de níveis de detalhamento de processos. Contexto de
Mapeamento e Análise de Processos. Elementos da Análise de Processos: Estratégia, Cultura, Contexto,
Envolvidos e Partes Interessadas, Competências, Capacidade. Participantes no Desenho de Processos. Análise
de Gap: Comparando AS IS e TO BE. Oportunidades de Melhoria: Redundância; Capacidade, Competência,
Gargalos, Retrabalho, Potenciais Automações etc.. Dimensionamento de Recursos e Processos: Fatores
influentes e técnicas. Conceitos de Agregação de Valor.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Levantamento de Informações sobre  Identificar conjunto de informações relevantes sobre
Processos processos;
1.1. Técnicas de Mapeamento de Processos;  Selecionar melhores técnicas para levantamento de
técnicas de entrevistas e levantamento informações considerando o contexto;
(entrevistas individuais, duplas e cruzadas)  Definir um Plano de Levantamento de Informações
1.2. Técnicas Participativas de Mapeamento (JAD de Processos.
e Reuniões Focais)
1.3. Acompanhamento de Processos (fichas,
físico, por média de volume e tempo e virtual)
1.4. Validação de levantamento de dados
1.5. Definição de níveis de detalhamento de
processos; contexto de mapeamento
1.6. Lidando com as resistências no levantamento
de dados

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Análise de Processos: Entendendo o “AS  Definir Atores para Análise de Processos;
IS”  Definir Motivadores e Elementos de Análise;
2.1 Definindo Atores para a Análise de  Realizar análise da situação atual de um processo
Processos “As Is”.
2.2 Elementos da Análise de Processos:
Estratégia, Cultura, Contexto, Envolvidos e
Partes Interessadas, Competências,
Capacidade
2.3 Atributos de Processos: Frequência,
Qualidade, Custo, Tempo, Maturidade
2.4 Conceitos de Agregação de Valor

31
Diretoria de Gestão Acadêmica

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Desenho de Processos: Definindo o “TO  Definir Atores para o Desenho de Processos;
BE”  Identificar oportunidades de melhoria.
3.1 Definindo Atores para o Desenho de  Desenhar um novo processo “ To Be”.
Processos
3.2 Motivadores para o Desenho e Aspectos
influenciadores
3.3 Identificando e avaliando oportunidades de
Melhoria: Redundância; Capacidade,
Competência, Gargalos, Retrabalho,
Potenciais Automações
3.4 Dimensionando Processos: Calculando
equipe e esforço
3.5 OIP – Outside-in process (orientação a
cliente)

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Criando o Plano do “AS IS” ao “TO BE”  Identificar Gaps e definindo ações de intervenção;
4.1 Identificando Gaps e definindo ações de  Criar um orçamento para intervenção de processos;
Intervenção  Criar Plano de Patrocínio da Intervenção.
4.2 Quantificando e orçando recursos e impactos
de Ações de Intervenção
4.3 Planejando implantação de ações de
Intervenção
4.4 Vendendo a implantação e viabilizando o
Patrocínio

Bibliografia Básica
 JESUS, L. & MACIEIRA, A. Repensando a Gestão por Meio de Processos. Algo Mais, 2014.
 PODESWA, H. O Livro do Analista de Negócios. Cengage Learning, 2011.

Bibliografia Complementar
 CRUZ, T. Manual para Gerenciamento de Processos de Negócio: Metodologia DOMPtm.
São Paulo: Atlas, 2015.
 COSTA JUNIOR, E. Gestão em Processos Produtivos. Intersaberes, 2012.
 L. N. Campos, A. Modelagem de Processos com BPMN. Brasport, 2014.

32
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


6. Desempenho e Transformação de Processos 24 h/a (carga horária fixa)

Área Subárea
Gestão Gestão da qualidade e processos

Ementa
Conceitos de Indicadores de Desempenho. Atributos de medição (tempo, custo, responsividade, qualidade etc.).
Desenvolvendo Indicadores. Implantando Pontos de Controle. Sensor, precisão e nível de erro aceitável. Modelos
de Controle, Reporte e Painéis de Controle. Tipos de Melhoria: Incremental e Ruptura. Gestão de Mudança.
Questões: Paralisia de análise. Expectativas e ansiedade por resultados. Cultura Organizacional e a Mudança
Organizacional. Processos de Mudanças. Métodos de Gestão de Expectativas. A mudança como processo e como
resultado. O papel da liderança. Comunicação como ferramenta. Técnicas de integração e formação de equipes.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Indicadores de Desempenho de Processos  Definir Indicadores de Desempenho;
1.1 O que é um Indicador de Desempenho  Implantar Pontos de Controle;
1.2 Definindo Indicadores de Desempenho  Implantar um processo de controle e monitoramento
1.3 Técnicas de Decomposição de Atributos e de de Indicadores de Desempenho.
Formação de Réguas Qualitativas
1.4 Entendendo e implantando Pontos de Controle
1.5 Processos e Modelos de Controle e Reporte

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Definindo Objetivos e Metas  Definir uma meta para processos;
2.1 O que é um objetivo!  Engajar equipe na medição de desempenho;
2.2 O que é uma meta!  Desenvolver Plano de Evolução para Metas.
2.3 Modelos para definição de metas de
processos
2.4 Engajando equipes
2.5 Definindo um Plano de Evolução para Metas

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Transformação de Processos  Conhecer e avaliar motivadores para uma
3.1 Conceito de Paradigma transformação de processos;
3.2 Incremental e Ruptura: Conceitos e  Avaliar aplicações para transformações de Ruptura
aplicações diferentes ou Incrementais;
3.3 Motivadores para Transformação  Saber avaliar de forma abrangente sobre a
3.4 Avaliando impactos além da transformação Transformação de Processos.
de processos: pessoas, sistemas e estrutura

33
Diretoria de Gestão Acadêmica

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Gestão de Mudança  Entender os conceitos e diferenças entre Cultura e
4.1 Cultura e a Clima Organizacional Clima Organizacional;
4.2 Processos de Mudanças  Criar Plano de Gestão de Mudança;
4.3 Métodos de Gestão de Expectativas  Avaliar o uso de técnicas de integração e formação
4.4 A mudança como processo e como resultado de equipe.
4.5 O papel da liderança
4.6 Comunicação como ferramenta
4.7 Técnicas de integração e formação de
equipes

Bibliografia Básica
 PARMENTER, D. Key Performance Indicators – Developing, Implementing, and Using Winning KPIs.
John Wiley & Sons 2015.
 ROBBIN, S. Comportamento organizacional. São Paulo: Prentice – Hall, 2002.

Bibliografia Complementar
 OLIVEIRA, Carlos A. Inovaçao da Tecnologia do Produto e do Processo. INDG, 2010.
 MULLER, C J. Planejamento Estratégico, Indicadores e Processos. São Paulo: Atlas, 2013.
 CHRISTENSEN, Clayton & WHEELWRIGHT, Steven. Gestão Estratégica da Tecnologia e da
Inovação. Mcgraw Hill - Artmed, 2012
 Fundação Nacional da Qualidade. Indicadores de Desempenho – Estruturação do Sistema de
Indicadores Organizacionais. FNQ, 2013.

34
Diretoria de Gestão Acadêmica

Arquitetura Carga horária


7. Arquitetura Organizacional e BPMO 24 h/a (carga horária fixa)

Área Subárea
Gestão Fundamentos da Administração

Ementa
Divisão e coordenação do trabalho organizacional. Resumo das Escolas de Pensamento Organizacional: das
estruturas burocráticas às organizações em rede. Tipologias de Estruturas Organizacionais: Estruturas Funcionais,
Estruturas Divisionais, Estruturas Multidivisionais (M), Estruturas em Holding (H), Estruturas Matriciais, Estruturas
por Projetos, Estruturas Relacionais (Virtuais), Estruturas Orientadas a Processos e Estruturas Híbridas.
Modelagem Estrutural. Funções versus processos versus estrutura organizacional. Gestão DE e Gestão POR
Processos. BPMO: definição, objetivos e níveis de maturidade.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Conceitos de Arquitetura Organizacional  Entender o conceito de Trabalho Organizacional;
1.1 O Trabalho Organizacional  Avaliar a influência de cada Parte Organizacional na
1.2 A Diferenciação e a Especialização do Estrutura Organizacional;
Trabalho  Avaliar impactos de Integração vertical e horizontal;
1.3 Mecanismos de coordenação do trabalho  Avaliar impactos de movimentos de Centralização x
1.4 A Organização em 5 partes: Cupula Descentralização.
Estratégica; Linha Intermediária;
Tecnoestrutura; Assessoria de Apoio e o
Núcleo Operacional
1.5 Integração Vertical e Horizontal
1.6 Centralização x Descentralização

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Resumo das Escolas de Tradicionais de  Entender as influências de cada Escola de
Pensamento Organizacional Pensamento Organizacional;
2.1 Administração cientifica: a tarefa  Avaliar as contribuições que conceitos de cada
2.2 Administração Burocrática: o padrão escola pode trazer ao Design Organizacional;
2.3 As Relações Humanas: a informalidade  Avaliar impactos negativos de implantação das
2.4 O Estrututralismo: a escala e o controle escolas de pensamento organizacional.

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Modelos de Estruturas Organizacionais  Identificar e entender as vantagens e desvantagens
3.1 Tipologias de Estruturas Organizacionais: de diferentes Estruturas Organizacionais;
Estruturas Funcionais, Estruturas Divisionais,  Entender a possível aplicação de modos de
Estruturas Multidivisionais (M), Estruturas em trabalho;
Holding (H), Estruturas Matriciais, Estruturas  Definir a melhor estrutura organizacional conforme
por Projetos, Estruturas Relacionais contexto.
(Virtuais), Estruturas Orientadas a Processos
e Estruturas Híbridas
3.2 Modos de organização do trabalho: linha de
produção; ordem de trabalho; pool de
recursos; células de trabalho;
compartilhamento de recursos
3.3 Definindo a melhor Estrutura Organizacional
3.4 Gestão DE e Gestão POR Processos

35
Diretoria de Gestão Acadêmica

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Escritórios de Processos – BPMO  Definir papeis e responsabilidade para o Escritório
4.1 Papeis e responsabilidades de Processos;
4.2 Avaliando posições e subordinação  Avaliar integração do Escritório de Processos com a
4.3 Integrando ação com outros entes da organização;
organização  Definir a melhor alternativa de operação para o
4.4 Alternativas de operação Escritório de Processos.

Bibliografia Básica
 MINTZBERG, H. Criando Organizações Eficazes – Estrutura em Cinco Configurações. São Paulo:
Atlas, 2008.
 CHIAVENATO,I. Teoria Geral da Administração - Vol 1: Campus, 2001.
 CHIAVENATO,I. Teoria Geral da Administração - Vol. 2: Campus, 2001.

Bibliografia Complementar
 ROBBIN S. Comportamento organizacional. São Paulo, Prentice – Hall, 2002.
 FERREIRA, Ayrton S. R. Modelagem Organizacional Por Processos. Mauad, 2010.
 SORDI, Jose Osvaldo. Gestão por Processos. Saraiva, 2014
 COLLINS, James C.; PORRAS, Jerry I. Feitas para Durar. Rocco, 1999.
 ROBERTSON, B. J. & SANT'ANNA, C. HOLACRACIA – O novo sistema de gestão que propõe o fim da
hierarquia. Benvirá, 2016.

36
Diretoria de Gestão Acadêmica

Disciplina Carga horária


8. Práticas de Gestão de Processos 24 h/a (carga horária fixa)

Área Subárea
Metodologias e Ferramentas Metodologia de Pesquisa

Ementa
Desenvolvimento de um Projeto Aplicado de Intervenção em um Processo a partir dos conceitos de Gestão de
Processos (não exclusivamente) apresentados ao longo do curso. Criação de um plano de gestão de processos:
identificação de problema, desenvolvimento de alternativas de solução e planejamento da solução para redesenho
e/ou melhoria do processo, considerando-se como premissa para tal iniciativa, a estratégia empresarial, assim
como ambientes internos e externos à organização em questão.

Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem


 Assegurar a aplicação integrada dos
conhecimentos obtidos ao longo do curso evitando
o efeito da fragmentação do conhecimento;
• Objetivos e componentes do TCC
 Realizar uma “rodada” de um Ciclo de Vida de um
• PIGP e Relatório Individual
Processo em uma situação real;
• Método do TCC
 Permitir a avaliação da capacidade do aluno
• Avaliações
refletir e decidir sobre as melhores técnicas e
• Base Conceitual
• Roteiro para o PIGP práticas de Gestão de Processos;
 Desenvolver a capacidade do aluno desenvolver
novos trabalhos e oportunidades a partir do
referencial teórico e prático obtido no PIGP.

Bibliografia Básica
 ABPMP, CBOK ®, BUSINESS PROCESS MANAGEMENT COMMON BODY OF KNOWLEDGE, 3.ed.,
2013.
 CHIAVENATO, I. Teoria Geral da Administração, Volume 1. Mc Graw Hill, 3.ed, São Paulo, 1987.
 CHIAVENATO, I. Teoria Geral da Administração, Volume 2. Mc Graw Hill, 3.ed, São Paulo, 1987.
 DAVENPORT, T.; PRUSAK, L. Conhecimento Empresarial. Rio de Janeiro, Campus; São Paulo,
Publifolha, 1999.
 DRUCKER, P. Introdução a Administração. Pioneira, 2.ed, São Paulo. 1984.
 JESTON J., & NELLIS J. Business Project Management. Elservier, 2 ed. Oxford .2008.
 KERZNER, H. Gestão de Projetos – As Melhores Práticas. Bookman, São Paulo, 2005.
 MINTZBERG, H. Criando Organizações Eficazes. Atlas, 2.ed, São Paulo. 2008.
 PMI - PMBOK© 2004. Project Management Body of Knowledge.
 ROBBIN, S. Comportamento organizacional. São Paulo, Prentice – Hall, 2002.

Bibliografia Complementar
 APQC - Diagrama de Classificação de Processos
http://www.apqc.org/process-classification-framework

37
Diretoria de Gestão Acadêmica

Detalhamento do MÓDULO FECHAMENTO


Disciplina Carga horária
1. Desenvolvimento de Carreira 24 h/a

Área Subárea
Pessoas Carreira e Desenvolvimento Pessoal

Ementa
Tendências na gestão de carreira. Qualidade de vida e empregabilidade no mundo atual. Autoconhecimento e
carreira. Intraempreendedorismo como diferencial competitivo. Ética e carreira no contexto globalizado. Gestão de
networking. Marketing Pessoal. Gestão de conflitos de interesses. Modelo de Negócios Pessoal – Business Model
You.

Eixo Temático 1
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
1. Carreira  Discutir conceitos, evolução, tipologias e propósitos de
1.1 Contextualização carreira;
1.2 Tendências na gestão de carreira  Reconhecer tendências e identificar possíveis caminhos
1.3 Qualidade de vida, adaptabilidade e para a evolução da carreira;
empregabilidade no mundo atual  Identificar tendências e desafios do mercado de
trabalho;
 Reconhecer diversos cenários do mundo corporativo e
saber lidar com a volatilidade e instabilidade.

Eixo Temático 2
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
2. Carreira e desenvolvimento pessoal  Reconhecer elementos que auxiliam a auto avaliação
2.1 Instrumentalização para viabilizar da trajetória profissional para a elaboração de um
reflexões individuais: projeto individual de carreira e de vida;
autoconhecimento  Refletir sobre o comportamento intraempreendedor
2.2 Intraempreendedorismo como um como vantagem competitiva;
diferencial competitivo  Reconhecer a importância da postura ética na carreira.
2.3 Ética: Códigos e leis de conduta

Eixo Temático 3
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
3. Carreira e fatores intervenientes  Definir formas de ampliar redes de relacionamento em
3.1 Gestão de networking potencial, sabendo distinguir e usar estrategicamente
3.2 Gestão de conflitos de interesses para a evolução da carreira;
3.3 Marketing Pessoal  Priorizar objetivos na condução de conflitos e mediação
de interesses;
 Reconhecer o impacto que você causa, além do
resultado que você produz: imagem pessoal e imagem
comportamental.

38
Diretoria de Gestão Acadêmica

Eixo Temático 4
Conteúdo programático mínimo Objetivos de aprendizagem
4. Plano de desenvolvimento pessoal  Reconhecer competências-chaves* para a gestão da
4.1 Liderança e Resiliência como carreira e desempenho profissional em ambientes
competências-chave complexos;
4.2 Modelo de Negócios Pessoal –  Conhecer o modelo de Negócios Pessoal – Business
Business Model You Modelo You,
 Relacionar pressupostos de carreira para desenvolver e
planejar a evolução pessoal e profissional na linha
temporal.

Bibliografia Básica

Bibliografia Complementar

39