Você está na página 1de 3

Bom dia, Bom dia com muita alegria,

Números da Semana:

 15 batismos, 03 de homens e 13 confirmações.


 Levamos 163 pessoas sendo 83 pela primeira vez e 50 com possibilidades reais.
 Destaque para a Zona Bauru com 6 Batismos.

Que benção poder falar com nossos familiares não é? Espero que tenham se fortalecido e recarregado suas
baterias para continuar servindo com o coração, mente e força em sua missão. Este é um tempo que
dedicamos ao Senhor e prometemos ao aceitar o chamado, deixar as coisas do mundo, TRANCAR NOSSOS
CORAÇÕES e seguir ao Senhor.

Elderes e Sisteres, serei taxativo nesta próxima afirmação. O sentimento de Amor ( homem e mulher )
entre sisteres e élderes durante o serviço missionário não vem Deus! O inimigo é esperto e sabe que se
usar essas emoções pode aprisiona-los e estragar sua missão, porque ele quer fazer de vocês pessoas tão
miseráveis quanto ele é! Isso pode manda-los de volta pra casa por não estarem à altura de representar o
próprio Salvador.

Faço hoje uma advertência, é contra as regras escrever cartas para o sexo oposto dentro da missão e
também ficarem flertando por telefone com a desculpa de que estão acompanhando. Sei de elderes e
sisteres que tem trocado correspondências. Arrependam-se já! Ou perderão o espirito e as bênçãos do
Senhor. Lembre-se de seus convênios no templo! “Deus não será Escarnecido!”.

Fui favorecido pelo Senhor nascendo numa família membro da Igreja e como consequência fui criado nos
princípios do evangelho aprendendo sobre a doutrina de Cristo encontrada nas escrituras.

O Velho Testamento, ainda que receba tal adjetivo de tempo, velho, permanece tão atual como se fora
escrito para os nossos dias. Os relatos sobre Jacó que mais tarde passou a ser conhecido como Israel,
contam que ele foi abençoado pelo Senhor com doze filhos que se tornaram as doze tribos de Israel.
(Genesis 29: 32-35).

Um relato sobre o filho de sua velhice (José) trouxe-me terrível angústia ante a tamanha injustiça e
consequente sofrimento pelo qual passou. O capítulo 37 do livro de Genesis conta que José era querido de
seu pai e seus irmãos enciumaram-se dele, sentimento que não provém de Deus, e ficou ainda pior quando
um dia partilhou com seus irmãos um sonho:

6- E disse:lhes: Ouvi, peço-vos, este sonho, que tenho sonhado: 7- Eis que estávamos atando molhos no
meio do campo, e eis que o meu molho se levantava, e também ficava em pé, e eis que os vossos molhos o
rodeavam, e se inclinavam ao meu molho. 8- Então disseram seus irmãos: Tu, pois deveras reinarás sobre
nós? Tu deveras terás domínio sobre nós?... (Genesis 37)

O opositor é esperto e está à espreita de momentos como estes em que partilhamos sentimentos e
impressões sem sequer dar conta que usa de nossa inocência contra nós mesmos, causando entreveros
entre irmãos, familiares, amigos e acrescento aqui companheiros de missão, distrito e zona.

Como seria saber que alguém mais novo se tornaria seu líder? Que sentimentos ou pensamentos viriam a
sua mente? Mais importante é como você reagirá !

O Senhor conhece o fim desde o princípio. Isto é um fato indiscutível, o que nos falta é a amplitude da
visão ao plano que Ele tem preparado individualmente aos seus filhos, não fosse por isso, saberíamos o
porquê de cada prova e teste que nos é imputado.
E assim, os provaremos para ver se farão TODAS as coisas que o Senhor seu Deus lhes ordenar;
(Abraão 3:25).

Todo o mundo Cristão sabe que José foi vendido como escravo por seus irmãos, aqueles em quem confiava
e amava. Os mais velhos e respeitados, Rubem e Judá, não só tinham a responsabilidade de proteger seus
irmãos como o de ensiná-los em tudo a fim de que fossem homens de nobre estirpe, fiéis e capazes em tudo
e ironicamente foram os que o entregaram aos mercadores.

O Senhor sabia que José se desenvolveria no deserto de suas aflições e permitiu que fosse isolado de tudo
que mais amava, da vida confortável, feliz e protegida ao lado do patriarca das doze tribos. Aprenderia na
necessidade de seus dias a ouvir os sussurros do espírito e conheceria profundamente o processo de
revelação, tornando-se um interpretador dos sonhos de seus senhores sujeitando-se não só a vontade do
Pai, mas cumprindo o plano preparado.

Infelizmente para José, Doutrina e Convênios não estava disponível na época, mas teria sido inspirador
poder ler os versículos dois e três do capítulo 58:

2-Pois em verdade vos digo: Bem-aventurado é o que guarda meus mandamentos, seja na vida ou na
morte; e o que é fiel nas tribulações recebe maior recompensa no reino do céu;

Repare que o Senhor não nos promete sair ilesos de todas as situações, mas nos acena com uma
perspectiva eterna e quantitativa numa outra fase do plano.

3-Por agora não podeis, com vossos olhos naturais, ver o desígnio de vosso Deus com respeito às coisas
que virão mais tarde nem a glória que se seguirá depois de muitas tribulações.

As escrituras são maravilhosas, pois aprendemos delas com as experiências de homens e mulheres que
amaram e foram amados por Deus e buscando entesourar em nossas mentes os ensinamentos que nelas
encontramos nos beneficiaremos ao aplica-las para nosso próprio proveito e instrução.

Nunca foi fácil! Inúmeros servos do Senhor foram testados e provados em suas aflições porque seria
diferente para nós?

99-Portanto agora que todo homem (Élder e Sister) aprenda seu dever e a agir no ofício para o qual for
designado com toda diligência.

100- Aquele que for preguiçoso não será digno de permanecer; e o que não aprender seu dever e não
mostrar ter sido aprovado não será digno de permanecer. (D&C 107:99-100)

O padrão é simples, mas não é fácil de seguir, distraímo-nos facilmente com as notícias de casa do mundo,
caminhamos exaustivamente e sofremos rejeições e desprezo, por isso, convido-os a quando sofrerem
essas e outras tribulações a “Lembrarem-se DELE”, JESUS CRISTO! O Senhor é o exemplo perfeito de serviço
ao próximo e diligência:

 “Ele é o nosso Capitão“,


 “Ele nos Chamou“,
 “Ele vai adiante de nós“,
 “Ele nos escolheu para segui-lo e LEVAR outros conosco”,

Haverá ocasiões em que se perguntarão Por que é tão difícil? Por que não melhora? Por que a obra não
anda mais rápido? Por que não temos sucesso? Por que mais pessoas não se filiam a igreja, É verdade que
acreditamos em anjos? Nós confiamos em Milagres? Porque as pessoas não correm para a pia batismal
quando ouvem nossa mensagem?

Porque nosso maior teste, Élderes e Sisteres, não é somente correr o risco de contrair pneumonia depois
de passarem dia ou noite encharcada por chuva, ou de enfrentar uma diarréia depois de comer demais ou
mesmo algo estragado. (Obra Missionária e a Expiação)

O Élder Jefrey R Holland falando aos presidentes de missão disse as seguintes palavras:

A Obra missionária não é fácil, porque a Salvação não é uma coisa corriqueira, barata e fácil. Salvação
nunca foi fácil, nós somos a Igreja de Jesus Cristo, Ele é o nosso líder.

- Como haveríamos de achar que seria fácil pra nós, quando nunca, jamais foi fácil pra Ele?

- Como poderíamos ter forte e duradouro testemunho da Expiação se nós nunca conhecermos ou sentirmos
nada semelhante à experiência por qual Ele passou?

Como missionários, sentimo-nos orgulhosos em dizer que somos seus discípulos e realmente somos, mas
isso significa que precisamos estar preparados para andar em parte o caminho que Ele andou, para sentir
uma mínima parte da dor que Ele sentiu, para pelo menos numa parte de sua missão derramar uma das
lágrimas de tristeza que Ele derramou.

Não me interpretem mal, não quero dizer que precisam buscar por dificuldades, nem que precisamos
vivenciar algo que chegue ao menos perto do que Cristo padeceu isso seria presunção sacrilégio e
blasfêmia. Mas creio que missionários e pesquisadores, para chegarem a verdade e a salvação, para
chegarem ao arrependimento, para terem alguma noção do preço pago por Ele, terão que pagar ainda que
uma ínfima e mínima porção desse mesmo preço. Seria somente uma pequenina porção, mas acredito que
teria de ser paga. Por isso acho que a obra missionária nunca foi fácil, tampouco a conversão é, nem mesmo
a retenção é ou a fidelidade contínua perseverando na igreja é.

A meu ver, sempre se exige algum esforço, algo que parta das profundezas da alma. Se Ele teve que
ajoelhar-Se naquela noite, prostrar-Se, sangrar por todos os poros, e exclamar; Pai, Pai! Afasta de mim este
cálice !.., Não é de se admirar que a salvação também não seja fácil para um missionário, vejam este é o
Filho do Deus Vivo perguntando se não há outro meio.

Então Élderes e Sisteres não somos os primeiros a perguntar. Alguém muito maior e muito melhor já
perguntou há muito tempo se não haveria uma maneira menos dolorosa, e para Ele, não teve outra
maneira, então talvez para nós não haverá na ínfima porção uma maneira mais fácil. Se nós missionários
aprendermos a AMAR E APRECIAR a expiação, Ele irá nos carregar e ajudar mais com seus pesquisadores. E
se formos expulsos e rejeitados saberemos que Ele suportou por nós essas dores. (Obra Missionária e a Expiação).

Amados missionários, tribulações parecem ser injustas, mas é o fogo refinador de nossas almas e é
justamente nelas que crescemos nos fortalecemos e somos moldados.

Amemos nossos pesquisadores, oremos por eles, jejuemos por eles, trabalhemos por eles assim como
nosso Salvador fez por nós. Testifico que ao amar e apreciar a expiação de Jesus Cristo, o Espírito Santo
testificará no coração deles e seremos santificados em nossas tribulações e receberemos os molhos de José
pai de Efraim e Manasses fazendo e cumprindo a profecia de Coligar Israel por meio dos Batismos.

Com amor Presidente e Sister Genaro