Você está na página 1de 14

Educação musical na Escola 18 de maio- Ensino

fundamental II
1. TEMA
De acordo com as diretrizes curriculares, o som é a matéria-prima da música;
porém, a simples percepção e memorização dos sons não caracterizam o conhecimento
musical, objetiva a educação dos sentidos e não está dissociada do lugar onde é
composta e interpretada, nem está desarticulado dos valores de um determinado grupo
social.
Partindo do pressuposto que a música é um grande fator educacional ela será a base do
projeto musical da escola 18 de maio e ao trabalhar os conhecimentos musicais, devem-
se considerar os saberes específicos dessa linguagem e priorizar a escuta consciente, ou
seja, aquela capaz de perceber a distribuição dos sons de maneira sucessiva e
simultânea, trabalhando também as prioridades do som: timbre, intensidade, altura e
duração, bem como suas variações. Portanto, faz-se necessário um trabalho constante
com músicas para desenvolver a atenção, a memória e o raciocínio dos alunos.

Fundamentação Teórica
A música é uma das mais antigas e valiosas formas de expressão da
humanidade e está presente na vida das pessoas. Na antiguidade, filósofos gregos
consideravam a música como “uma dádiva divina para o homem...” Segundo
historiadores, o fazer musical de uma forma ou de outra, sempre esteve presente nas
sociedades, desde as mais primitivas até as atuais. Sem dúvida, o nível de complexidade
musical se alterou com o passar do tempo, mas não perdeu a sua característica de reunir
pessoas. Hoje se percebe que a música tem a capacidade de aglutinar crianças,
jovens e adultos, para cantar, tocar um instrumento, ou ambas. Verifica-se
que os jovens se identificam por um mesmo gênero musical, o que lhes
dá e reforça a sensação de pertencerem a um grupo, de possuírem um
mesmo conhecimento.
Assim, podemos afirmar que a vivência musical faz parte do dia-a-dia do ser
humano e é muito salutar para o desenvolvimento de trabalhos grupais e que a
aprendizagem musical abre portas para outras informações. A música ajuda a afinar a
sensibilidade dos alunos, aumenta a capacidade de concentração, desenvolve o
raciocínio lógico-matemático e a memória, além de ser forte desencadeador de
emoções. Cada ser humano que descobre sua voz, fica mais bonito, mais seguro de si e
com a autoestima elevada. Fazer música, principalmente em grupo, no coletivo, traz a
noção da importância da ordem e da disciplina, da organização, do respeito ao outro e a
si mesmo. Pensando assim, a música não pode estar desconectada do processo de
ensino-aprendizagem da escola.
A vivência musical para o educando em geral é extremamente agradável. Ele
aprende novos conceitos e desenvolvem diferentes habilidades, melhora a comunicação
e desenvolve a criatividade, a coordenação e a memória.
“A música é uma força geradora de vida, uma energia que envolve o nosso ser
inteiro, atuando de forma poderosa sobre o nosso corpo, mente e coração. Além de
alegrar, unir e congregar mensagens e valores, disciplinares e socializar, a música forma
o caráter e favorece o desenvolvimento integral da personalidade, o equilíbrio
emocional e social.”(Míria Therezinha Kolling)
Trabalhar com música na Educação é um fazer artístico. Os ganhos que a prática
musical proporciona, seja pela expressão das emoções, pela sociabilidade, pela
disciplina, pelo desenvolvimento do raciocínio, são valiosíssimos, e para a vida toda.

2. OBJETIVOS

OBJETIVO GERAL

- Promover a Escola pública como espaço de educação integral da comunidade onde faz
parte, em prol do desenvolvimento da sensibilidade e criatividade humana por meio do
contato com a linguagem artístico-musical, visando a formação do cidadão, capaz de
contribuir ativamente com as mudanças socioculturais necessárias para a construção de
uma sociedade mais ética e digna (Fundação Carlos Gomes, 2009).
3 OBJETIVOS ESPECÍCIFOS

- Desenvolver a percepção auditiva e a memória musical;

- Possibilitar que os alunos aprendam a utilizar e cuidar da voz como meio de expressão
e comunicação musical;

- Estimular a pesquisa, exploração, composição e interpretação de sons de diversas


naturezas e procedências;

- Conhecer usos e funções da Música produzida em diferentes épocas e por sociedades


distintas;

- Conhecer, apreciar e adotar atitudes de respeito diante da variedade de manifestações


musicais do Brasil e do mundo;

- Criar oportunidades de cultura e lazer para os estudantes, diminuindo seu tempo


ocioso;

- Criar vínculos entre a Música produzida na Escola às veiculadas pela mídia e as que
são produzidas localmente em nosso município e região.

4 JUSTIFICATIVA

Não se pode pensar na Educação com a simples visão reducionista de


ensinar a ler, escrever e tão somente com o vislumbre da formação profissional. Mais
que isso, a Escola precisa se comprometer com a cidadania, formando seres humanos
plenos e pensantes, que certamente terão maiores oportunidades na vida dos tempos
modernos.
Nessa visão de uma Educação que busca a formação plena do aluno há uma
gama de possibilidades de ações e trabalhos que podem ser realizados com foco na
criação de oportunidades. Isso deve ser feito sempre por meio do incentivo a
criatividade e conhecimento de boas experiências realizadas em outras localidades, que
certamente podem ser adaptadas ao contexto local de cada município, como é o caso do
presente projeto.
É de amplo conhecimento que a vivência musical dentro da Escola possibilita o
trabalho das emoções, o desenvolvimento da sensibilidade, a percepção auditiva, a
sociabilidade, entre tantas outras coisas. Por meio da Educação Musical há a
possibilidade de se proporcionar ao educandos a vivência com outros contextos
socioculturais. Destaca-se ainda a oportunidade de ampliação da bagagem cultural com
o aprendizado de músicas em outras línguas.
Assim, estamos certos que o projeto dentro da escola integral 18 de maio servirá
para desenvolver a autoestima, valorizar os dons apresentados para a musicalização e
contribuirá fortemente para melhoria da disciplina dos nossos jovens. Sabe-se que a
prática da Música torna os alunos mais disciplinados, concentrados, motivados e
responsáveis em sala de aula e, também, fora da Escola.
Com tudo isso, por intermédio das aulas de Educação Musical, espera-se que o
amor e apreço pela música irradiem da Escola 18 de maio para dentro da casa de cada
aluno e para o dia-a-dia de nossa comunidade de modo geral, visando entre outras
coisas a diminuição de tempo ocioso, contribuindo para a não inserção do aluno na
marginalização, na violência, ou qualquer outra ocupação negativa para sua formação.

5. METODOLOGIA UTILIZADA
Através de várias atividades, com diversos ritmos, descobrir as aptidões musicais
existentes na escola, mostrando aos educandos que podemos por meio da música:
- Fazer analises musicais;
- Entender como funciona a Música utilizando instrumentos percussivos
- Praticar seletiva compreensão auditiva;
- Escrever diálogos usando a palavras de uma canção;
- Modificar a letra, de modo a transportar uma situação passada numa situação
atual;
- Analisar, refletir e interpretar a letra de uma canção;
- Cantar diversas músicas formando um grupo com um conjunto de vozes
harmoniosas, etc.
Utilizar músicas capazes de agir no interior do aluno de modo a externar sua
linguagem e resgatar valores importantes para a formação de seres humanos críticos e
participativos no meio onde vivem.

6. ATIVIDADES RELIZADAS DURANTE O PROJETO

Primeira atividade para os dias 03/08/2018 até o dia 10/08/2018 (duas aulas essa
atividade)
O que eu gosto de ouvir…

 Distribuir uma ficha pautada para cada participante.


 Solicitar que cada um escreva o próprio nome no centro da ficha, o estilo de
música de que mais gosta no lado direito superior, um cantor ou cantora de sua
preferência no mesmo lado inferior, uma música de que gosta no lado esquerdo
superior e um grupo ou dupla de que gosta no lado esquerdo inferior.
 Socialização das respostas de cada um.
 Sugestão: Recolher as fichas, que servirão para o professor trabalhar durante
todo o ano sem o perigo de levar músicas de que os alunos não gostam. A ficha
será um documento de referência musical da turma.

Segunda atividade para os dias 13/08/2018 até o dia 17/08/2018 (quatro aulas essa
atividade)

Xô preconceito: Clássica (Tchaikovski – Valsa das flores)


Axé/forró/funk

 Distribuir uma ficha com algumas questões para que os alunos possam fazer a
leitura das músicas.
 Ler a ficha com eles explicando que, enquanto a música estiver tocando, eles
irão responder as questões da ficha (o tempo que terão é o mesmo da música).
 A primeira música será instrumental, de preferência, clássica.
 Deixar que ouçam e respondam.
 Socialização das respostas.
 Dizer a eles que irão fazer novamente o mesmo exercício, agora com outra
música (axé ou forró).
 Tocar a música enquanto respondem.
 Socializar as respostas.
Ficha – Atividade: Xô, preconceito

1 – Ao escutar essa música, você:


a) ( ) Desliga imediatamente
b) ( ) Ouve atentamente
c) ( ) Compra o CD
d) ( ) Deixa tocando como música de fundo

2 – Imagine alguém que gostaria dessa música e escreva seu nome.


___________________________________________________

3 – Imagine alguém que odiaria essa música e escreva seu nome.


___________________________________________________

4 – O que você sente ao ouvir essa música?


___________________________________________________

5 – O que você vê ou imagina se fechar os olhos e ouvir essa música?


___________________________________________________

6 – Se essa música fosse fundo musical de um comercial, que produto seria


vendido?
___________________________________________________

7 – Em que tipo de lugar tocaria essa música?


___________________________________________________

8 – Você gosta desse tipo de música? Porquê?


___________________________________________________
Terceira atividade com videocassete/DVD para os dias 20/08/2018 até o dia
24/08/2018 (quatro aulas essa atividade)

Curtindo o clipe

 Apresentação de um clipe musical (escolha de acordo com a turma).


 Em seguida, distribuir uma ficha para que possam avaliar o clipe (se quiser,
pode repetir).
 Socialização das respostas.
 Distribuição da letra da música.
 Tocar a música em CD mais uma vez, para que todos, juntos, possam cantá-la.
 Ficha – Atividade: Curtindo o clipe
Ficha 2 – Atividade: Xô, preconceito-

Marque a resposta que esteja de acordo com a sua opinião:


a) A música é:
( ) Divertida ( ) Suave ( ) Chata ( ) Melancólica

b) A letra da música é:
( ) Repetitiva ( ) Muito longa ( ) Bonita ( ) Romântica

c) O clipe é:
( ) Alegre ( ) Bem instrumentalizado ( ) Triste ( ) Agradável

d) Quando ouve a música, você:


( ) Quer dançar ( ) Quer chorar ( ) Quer namorar ( ) Sente saudades

e) O/A cantor/a da música parece estar:


( ) Apaixonado/a ( ) Nervoso/a ( ) Agitado/a ( ) Triste ( ) Feliz ( ) Com raiva
Quarta atividade: Quebra-cabeça musical (em duplas) para os dias 27/08/2018 até
dia 21/08/2018 ( quatro aulas para essa atividade)

Primeiro momento: Dinâmica para a divisão em duplas

 Distribuir frases de músicas que se completam para diferentes pessoas.


 Ex.: 1. Era uma casa muito engraçada… 2. Não tinha teto, não tinha nada.
 Cantando, os componentes irão encontrar sua metade e formar duplas.

Segundo momento: Quebra-cabeça

 Distribuir, para a dupla, um envelope com os versos de uma música recortados.


 Solicitar que montem a música na ordem correta antes de ouvi-la.
 Em seguida, tocar a música para que possam conferir.
 Para finalizar, tocar a música novamente para que todos possam cantá-la.

Quinta atividade: Enviando um presente para os dias 03/09/2018 até dia


10/09/2018 ( quatro aulas para essa atividade)

 Distribuir a letra de uma música que seja popular.


 Tocar a música e solicitar que todos cantem acompanhando a letra.
 Fazer os seguintes questionamentos e pedir que respondam no caderno:
 Você compraria o CD com essa música?
 Daria de presente a quem? (Sugestão: um colega da sala.) Por quê?
 Escreva um bilhete a essa pessoa enviando-lhe o CD com essa música e dizendo
por que escolheu lhe dar esse presente.

Sexta atividade: Discutindo a música para os dias 17/09/2018 até dia 24/09/2018 (
quatro aulas para essa atividade)

 Distribuir a letra de uma música (de preferência, bem polêmica).


 Tocar o CD para que todos possam cantar.
 Fazer a interpretação da música destacando pontos polêmicos e que possibilitem
ao aluno dar suas opiniões bem pessoais, estimulando, assim, um posterior
debate acerca da letra da música.
Sétima atividade: Trilha sonora para os dias 24/09/2018 até dia 03/10/2018 ( quatro
aulas para essa atividade)

 Distribuir uma ficha com algumas questões para que os alunos possam fazer a
leitura da música.
 Ler a ficha com eles explicando que, enquanto a música estiver tocando, eles
irão responder às questões da ficha (o tempo que terão é o mesmo da música).
 Socialização das respostas.
 Distribuir a letra da música.
 Tocar a música para que todos cantem juntos.
 Ficha – Atividade: Trilha sonora
Ficha – Atividade: Trilha sonora

1 – Dê dois adjetivos para essa música.


___________________________________________________

2 – Se a música fosse de um filme, qual seria?


___________________________________________________

3 – Sobre o que seria o filme?


___________________________________________________

4 – Onde a história se passaria?


___________________________________________________

5 – Quais seriam os personagens?


___________________________________________________

6 – Como terminaria o filme?


___________________________________________________
ATIVIDADES EXTRAS CASO SOBRE AULAS:

Oitava atividade: O que está faltando?

 Distribuir cópias com a letra incompleta de uma música conhecida, para que os
alunos a completem com as palavras que estão faltando.
 Tocar a música para que possam conferir se preencheram a ficha corretamente.
 Colocar no quadro as palavras que foram utilizadas para completar a música,
para que os alunos possam corrigir a escrita.
 Solicitar aos alunos que façam parágrafos utilizando as palavras encontradas.
 Socialização do parágrafo de cada um espontaneamente.

Nona atividade: Parceria com o compositor

 Distribuir a letra de uma música.


 Tocar o CD com a música e pedir que acompanhem cantando todos juntos.
 Observar o nome do compositor da música (que estará escrito na letra).
 Solicitar que respondam às questões:
 Qual é o nome do compositor da música?
 Você conhece esse compositor ou alguma outra música que ele tenha escrito?
 Em que momento você acha que ele escreveu a música?
 Você gostou da música?
 Solicitar que cada aluno escreva uma carta ao compositor:
 Dizendo se gostou ou não da música e por quê.
 Sugerindo mudanças na música.

7. RECURSOS MATERIAIS

Fichas pautadas tamanho pequeno (quantidade de alunos da turma)

 01 aparelho de som
 01 televisão
 01 videocassete/DVD
 Multimídias (CD)
 Xerox das músicas e dos textos que serão trabalhados
 Caderno
 Lápis de cor e canetinhas

8. CULMINÂNCIA
As atividades em sua maioria serão realizadas em conjuntos com as salas do 6º e
7ª anos em sala de aula podendo haver apresentações das atividades desenvolvidas no
pátio que serão avisadas com antecedências e combinadas com a equipe pedagógica da
escola 18 de maio.

9. BIBLIOGRAFIA

ARROYO, MARGARETE. 2002. Música, escola e construção de políticas locais de


educação musical: um estudo na cidade de Uberlândia, MG. In: Encontro Anual da
ABEM. Natal. Anais... Natal (RN): ABEM, 2002. p. 466-473. Disponível em:
http://www.queroeducacaomusicalnaescola.com/artigos_leg.htm#politicas

AMATO, RITA DE CÁSSIA FUCCI. 2006. Breve retrospectiva histórica e desafios do


ensino de música na educação básica brasileira. Opus, 2006, n. 12, p. 144-166.
Disponível em:
http://www.queroeducacaomusicalnaescola.com/artigos_leg.htm#politicas

FUNDAÇÃO CARLOS GOMES.. 2009. Projeto Música na Escola. Disponível em


http://www.fcg.pa.gov.br/musica_escola.php

GOMES, SANDRO. 2008. Projeto Música na Escola. Disponível em:


http://www.flogao.com.br/coralnaescola/foto/217/122086407

GREEN LUCY. 1997. Pesquisa em Sociologia da Educação Musical. Oscar Dourado


(Tradução). Revista da Associação Brasileira de Educação Musical – ABEM. Número
4, setembro, páginas 25-36. Disponível em:
http://www.abemeducacaomusical.org.br/Masters/revista2/revista_2.pdf

SALERA JUNIOR, G. 2008. Projeto de Educação Ambiental na Escola. Gurupi (TO).


Disponível em: http://www.recantodasletras.com.br/artigos/1112201

SALERA JUNIOR, G. 2009. Projeto Cinema na Escola. Gurupi (TO). Disponível em:
http://www.recantodasletras.com.br/artigos/1557772
SALERA JÚNIOR, G. 2009. Projeto Festival de Forró. Gurupi (TO). Disponível em:
http://www.recantodasletras.com.br/artigos/1430494

SALERA JÚNIOR, G. 2009. Projeto Festival de Louvor. Gurupi (TO). Disponível em:
http://www.recantodasletras.com.br/artigos/1431972

SALERA JUNIOR, G. 2009. Projeto Trânsito na Escola. Gurupi (TO). Disponível em:
http://www.recantodasletras.com.br/artigos/1539000

SARNEY, ROSEANA. 2006. Projeto de Lei do Senado nº. 330, de 14 de dezembro de


2006. Altera a Lei nº 9.394, de 1996, conhecida como Lei de Diretrizes e Bases da
Educação, para dispor sobre a obrigatoriedade do ensino da música na educação básica.
Brasília (DF). Disponível :http://www.queroeducacaomusicalnaescola.com/index2.htm

SCHAFER, Murray. O ouvido pensante. São Paulo: Unesp, 1991.

WIKIPÉDIA – A Enciclopédia Livre. 2009. Música. Disponível em:


http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%BAsica