Você está na página 1de 3

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS

Uruaçu-GO, 13 de Março de 2019

Introdução

As soluções são misturas homogêneas, ou seja, apresentam um aspecto visual


uniforme com uma única fase que podem se apresentar nos estados físicos sólido,
líquido ou gasoso, compostas por partículas menores que 1 mm e que são
compostas basicamente por soluto e solvente.
Devido às reduzidas dimensões das partículas que compõe as soluções, não é
possível realizar a separação da mistura através dos processos físicos como filtros
por exemplo.

Soluto: O soluto é uma substância que está dispersa em um solvente, ou seja, é a


substância que será dissolvida em um meio chamado solvente a fim de formar a
solução desejada. Os solutos são normalmente compostos iônicos que são unidos
por ligações iônicas, enquanto os compostos moleculares são unidos por ligações
covalentes, mas podem se apresentar também como compostos moleculares
polares que podem ser formadas a partir de ligações iônicas ou covalentes,
considerando-se a eletronegatividade e as nuvens eletrônicas.
Solvente: O solvente é uma substância onde o soluto é disperso, ou seja, é a parte
que se apresenta em maior quantidade em uma solução e onde o soluto é
dissolvido. O solvente mais utilizado é a água, que também é conhecido como
solvente universal.

Objetivo

O experimento em questão tem como objetivo preparar uma solução homogênea


com os reagentes Cloreto de Sódio (NaCl) e Água destilada (H2O).

Materiais Utilizados.

1- Balão volumétrico 500 ml


2- Funil
3- Bastão de vidro
4- Becker

Reagentes Utilizados

1- Cloreto de sódio (NaCl)


2- Água destilada (H2O)

Procedimento Experimental

Adicionamos ao Becker 5g de cloreto de sódio (NaCl) que por sua vez foi usado
como soluto em um Becker adicionamos o solvente (água) que é um solvente
universal então diluímos o soluto, misturamos com o auxílio de bastão de vidro
assim que o NaCl foi totalmente dissolvido, adicionamos mais água tiramos todo o
restante de solução que houver no bastão de vidro da seguinte forma jogamos água
nele e no Becker, essa mesma água foi adicionada em seguida ao balão volumétrico
em seguida fechamos o balão volumétrico e agitamos delicadamente o recipiente
com a solução.

Resultados e Discursões

Tomando como soluto o cloreto de Sódio e como solvente a água, conhecida como
solvente universal, pudemos determinar a concentração simples da solução
formada. Para calcular a Concentração simples de cloreto de sódio (NaCl) foi usada
a fórmula:

C = m/v

C = 5g / 0,5 l

C = 10g/L

Onde: C é a concentração comum da solução; m1 é a massa do soluto (em gramas)


e V é o volume da solução em litros. Sendo assim, substituindo-se os valores de
massa do soluto, 5g de NaCl, e de volume em litros, 0,5 L, obtém-se o valor de 10
g/L para a concentração comum desta solução.

Conclusão
Concluímos que se trata de uma solução homogênea, devido a não se conseguir
distinguir os seus componentes. O cloreto de sódio dissolve-se com grande
facilidade em uma pequena quantidade de água destilada.
Com a prática em questão, pode-se observar que os cálculos e as formas de
preparar soluções vistas em sala de aula, ou seja, na teoria, são perfeitamente
passiveis de execução na prática.