Você está na página 1de 206

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Campos & Ondas

em Engenharia Elétrica

Notas de Aula

Antonio Carlos Siqueira de Lima

Sumário

Prefácio

v

I Aspectos Introdutórios

 

1

1 Funções Matemáticas

 

3

1.1 Coordenadas Curvilíneas

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

3

 

1.1.1 Coordenadas Esféricas

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

3

1.1.2 Coordenadas Cilíndricas

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

4

1.2 Separação de variáveis

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

5

1.3 Funções Especiais

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

8

 

1.3.1

Bessel .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

8

1.3.2 Polinômios de Legendre

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

10

1.3.3 Harmônicos Esféricos

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

11

1.4 Transformações Integrais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

13

 

1.4.1 Transformada de Fourier

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

13

1.4.2 Algumas Propriedades

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

15

1.4.3 Transformada de Fourier Multi-dimensional

 

16

1.4.4 Implementação da Resposta Numérica

 

17

1.4.5 Transformada de Laplace

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

18

1.5 Equações Integrais

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

21

1.6 Funções de Variáveis Complexas

 

.

.

.

.

.

23

1.7 Cálculo & Análise Vetorial

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

23

 

1.7.1 O operador r

 

23

1.7.2 Teorema de Stokes e Green .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

24

1.8 Problemas .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

25

1.9 Soluções Parciais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

26

 

i

2

Campo Eletromagnético –Aspectos Introdutórios

29

2.1 Equações de Maxwell

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

30

2.2 Propriedades do meio

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

33

 

2.2.1 Potenciais

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

34

2.2.2 Potenciais Instantâneos de Maxwell

 

36

2.2.3 Potenciais Retardados de Lorentz

 

37

2.2.4 Dualidades entre os Campos

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

38

2.2.5 Vetor de Hertz

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

38

2.3 Vetor de Poynting

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

41

2.4 Solução da Equação de Onda

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

43

2.5 Problemas .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

46

2.6 Soluções Parciais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

47

II

Campos Estacionários

 

49

3 Eletrostática

 

51

3.1 Lei de Coulomb

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

51

3.2 Potencial Elétrico

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

52

3.3 Divergente do Campo Elétrico

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

54

3.4 Equipotenciais .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

54

3.5 Equilíbrio Eletrostático

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

55

 

3.5.1

Equilíbrio em Condutores

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

56

3.6 Equações do Potencial Eletrostático

 

56

 

3.6.1 Dipólo Elétrico

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

57

3.6.2 Potencial de Dipólo como um gradiente

 

58

3.7 Polarização do Dielétrico

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

59

3.8 Funções de Variáveis Complexas

 

.

.

.

.

.

60

3.9 Métodos para o Cálculo do Campo Eletrostático

 

61

 

3.9.1 Harmônicos Circulares

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

61

3.9.2 Campo Devido a Duas Cargas

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

66

3.9.3 Campos em Condutores

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

75

3.9.4 Procedimentos Alternativos

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

81

3.10 Formulação de Problemas em Eletrostática

 

83

3.11 Algumas Aplicações

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

84

 

3.11.1 Oscilações de Plasma

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

84

3.11.2 Campo no Interior de Semi-condutores

 

86

3.12 Problemas .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

88

3.13 Soluções Parciais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

90

4 Magnetostática

 

91

4.1 Potencial Escalar

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

93

4.2 Potencial Vetor

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

96

4.3 Potencial Vetor com correntes conhecidas

 

97

ii

4.4 A Lei de Biot-Savart

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 101

4.5 Polarização Magnética

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 103

4.6 Problemas .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 104

4.7 Soluções Parciais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 105

III

Propagação de Ondas

 

109

5 Propagação de Ondas Planas

 

111

5.1 Formulação Básica

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 111

 

5.1.1 Alguns comentários sobre a notação

 

113

5.1.2 Relação entre os Campos

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 114

5.2 Ondas Planas em Meios Não Homogêneos

 

116

 

5.2.1 Propriedades Dielétricas e Magnéticas de Meios Anisotrópicos

118

5.2.2 Propagação de Ondas em Meios Anisotrópicos

 

119

5.3 Reflexão e Transmissão

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 121

5.4 Campos Quase Estacionários

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 125

 

5.4.1

Condições de Reflexão e Transmissão em Regime Quase Estaci-

onário .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 125

5.5 Aplicações de Campos Quase Estacionários

 

127

5.6 Problemas .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 127

6 Propagação de Ondas Cilíndricas

 

129

6.1 Equações de um campo cilíndrico por Vetor de Hertz

 

129

 

6.1.1 Modos TM

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 132

6.1.2 Modos TE

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 132

6.2 Campos derivados de funções de onda cilíndricas circulares

 

133

6.3 Problemas .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 140

6.4 Soluções Parciais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 141

7 Propagação de Ondas Esféricas

 

145

7.1 Equação de Onda em Coordenadas Esféricas

 

145

 

7.1.1

Obtenção Direta dos Campos

 

149

7.2 Alguns Exemplos

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 151

7.2.1 Injeção de corrente distribuída ao longo de um segmento de reta . 151

7.2.2 Corrente injetada em segmento de reta de comprimento muito

reduzido

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 153

7.2.3 Dipolo Oscilante

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 155

7.3 Problemas .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 159

IV Aplicações

163

8

Elementos de Circuito

165

8.1

Impedâncias de Condutores Cilíndricos

165

iii

8.2

Impedância Externa para Condutores e Solo Ideais

168

8.3 Impedâncias Externa de Condutor Enterrado

 

172

8.4 Formulação das Matrizes Unitárias para Linhas de Transmissão

 

177

8.4.1 Matriz de Impedância Unitária

 

177

8.4.2 Matriz de Admitância Unitária

178

8.5 Formulação das Matrizes Unitárias de Cabos Subterrâneos

 

178

8.5.1 Matriz de Impedância Unitária para Cabos Enterrados

 

178

8.5.2 Matriz de Admitância Unitária para Cabos Coaxiais .

.

.

.

.

.

. 181

8.6 Modelagem de Elementos por Eletrodos

 

182

8.6.1 Condutores paralelos

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 186

8.6.2 Condutores ortogonais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 188

8.7 Propagação de ondas em condutor fino sobre solo com perdas

 

190

8.8 Problemas .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

. 192

 

iv

Prefácio

Esse documento surgiu primeiramente com o intuito de facilitar a apresentação da Disciplina Campos & Ondas (COE761), do Programa de Engenharia Elétrica (PEE), COPPE/UFRJ e vem sendo atualizado para atender também às disciplinas de Teoria Ele- tromagnética, do Departamento de Engenharia Elétrica (DEE), da Escola Politécnica da UFRJ. Um curso de eletromagnetismo não tem em geral a grande preferência dos alunos, seja pela ementa do curso, seja pela possibilidade do trabalho que ele possa deman- dar. Por isso, o objetivo destas notas de aulas é tornar o assunto um pouco mais leve, ressaltando a importância da Teoria Eletromagnética, e suas aplicações, em Engenharia Elétrica. Um conhecimento prévio da formulação de Maxwell bem como das ferramentas ma- temáticas para a solução de equações diferenciais ordinárias e parciais é fundamental para um bom entendimento dos temas aqui apresentados. A formulação e a resolução dos pro- blemas foi implementada através do programa Mathematica, todavia outros programas matemático como o matlab ou Maple podem ser usados com o mesmo intuito. A abordagem aqui apresentada é bastante distinta da literatura técnica sobre o as- sunto. Primeiro, ao invés de apresentar a formulação de casos simples visando esta- belecer as bases fenomenológicas do eletromagnetismo, procura-se utilizar problemas reais tratados a partir do equacionamento básico, i.e., equações de Maxwell. Segundo, diversos assuntos são deixados de lado, como por exemplo, o estudo de campos eletro- magnéticos em velocidades próximas a da luz que requer a utilização da relatividade restrita e o estudo do comportamento microscópico da matéria que demanda o uso da Mecânica Quântica. A razão deste formalismo é simples, a experiência tem mostrado que na maioria dos casos, o aluno de pós-graduação muito embora domine a formulação das equações de circuito é incapaz de resolver os problemas relacionados à engenharia elétrica que devam ser equacionados a partir dos postulados básicos. A ressalva ocorre apenas nos casos onde o assunto sob estudo pode ser representado com um bom grau de precisão a partir de exemplos simples e rotineiros. Este não é um problema novo, e está longe de ser solucionado, o Prof. William Smythe do CALTECH (California Institute of Technology) já expressava preocupação semelhantes quando da primeira edição de seu

v

livro “Static & Dynamic Electricity” de 1939. Uma vez que estas notas de aula foram escritas tendo-se em mente aplicações prá- ticas e não o desenvolvimento teórico do eletromagnetismo, optou-se por evitar seguir o desenvolvimento histórico. Em apenas alguns casos mais específico apresenta-se um breve resumo histórico com o intuito apenas de orientar o aluno. Apesar de ser um assunto árido, a Teoria Eletromagnética é, sem dúvida alguma, fas- cinante. De fato toda a engenharia elétrica está relacionada a ela. Com relação à dificul- dade dos temas envolvidos vale lembrar a opinião do também Professor da CALTECH, Richard Feynman, expressa no prefácio escrito por Ralph Leighton em The Strange The- ory of Light and Matter : “What one fool can understand, another can”. A base destas notas de aula é o material originalmente desenvolvido pelo Prof. Car- los Portela para essa disciplina. A maior parte dos exercícios aqui presentes são retira- dos/baseados nesse material. Apresentamos a seguir a lista de outras referências impor- tantes, agrupadas conforme a ordem de interesse 1 :

Stratton*, J. A. (1941), Electromagnetic Theory, McGraw-Hill Co.

Harrington*, R. F. (1961), Time-Harmonic Electromagnetic Fields, McGraw-Hill Co.

Portela*, C. (1999a ) , Campo Eletromagnético – Relações Básicas entre as princi- pais grandezas físicas, em termos macroscópicos, em formulação simplificada , 2 a ed., COPPE/UFRJ.

Portela*, C. (1999b ) , Campos & Ondas – Ondas Cilíndricas — Aspectos Básicos dos Métodos Analíticos de Cálculo do Campo Eletromagnético, COPPE/UFRJ.

Portela*, C. ( 1999c) , Campos & Ondas – Ondas Esféricas, COPPE/UFRJ

Portela*, C. ( 1999d) , Campos & Ondas – Ondas Planas, 3 a ed., COPPE/UFRJ.

Slater*, J e Frank, N. (1969), Electromagnetism Dover.

Feynman*, R.P.; Leighton, R. e Sands, M. (1964), The Feynman Lectures on Phy- sics, Addison Wesley, vol.II

Jonhk, C. (1988), Engineering Electromagnetic Fields and Waves, Wiley.

Jackson, J. (1999), Classical Electrodynamics, Wiley.

Butkov, E. (1988), Física Matemática, LTC Editora.

Cheng, D. K. (1983), Field and Wave Electromagnetics, Addison-Wesley.

Eyges, L. (1972), The Classical Electromagnetic Field, Dover.

Kraus, J.;Fleisch, D. (1999), Electromagnetics with applications, 5 a ed., McGraw- Hill.

1 as referências mais importantes são destacadas com ‘*’

vi

Morettin, P. A. (1999) , Ondas e Ondaletas , EDUSP.

Kreyszig, E. (1993), Advanced Engineering Mathematics, Wiley

Wolfram, S. (2004), The Mathematica Book, 5th Ed., Cambridge University Press

A ementa do curso pode ser encontrada nas diversas referências acima, e estas notas de aula trazem pelo menos os aspectos introdutórios das mesmas.

Campo eletromagnético formulado por equações de Maxwell; potenciais escalar e vetorial;

Formulações de Lorentz, Maxwell e Hertz;

Vetor de Poynting;

Propriedade dos meios, meios com parâmetros dependentes da freqüência e da temperatura;

Aproximações quase estacionárias;

Metodologias baseadas em distâncias complexas;