Você está na página 1de 1

Uma expressão criada durante as lutas

de boxe, que ganhou peso nacional e


mundial por simbolizar tão bem a
desistência, jogar a toalha se tornou
uma expressão muito comum no dia-a-
dia.
Mas dizer que uma pessoa jogou a
toalha não significa que ele saiu, e logo
volta.
Jogar a toalha é a desistência plena, na
mais alta acepção da palavra.
Só quando tentou muito, persistiu,
insistiu além do razoável, e no final não
conseguiu sair do lugar, é que alguém
tem o direito de jogar a toalha.
Assim como no Hing, a vida tem se tornado uma verdadeira luta para algumas pessoas, já ouvi
a expressão que “viver é matar um leão por dia.”
Ao longo dos dias e das dificuldades quem não pensou dar um tempo para si mesmo, deixar
para depois, em fim jogar a toalha?
Quando o problema ou ás dificuldades ocupam 80% da sua mente e dos seus pensamentos
jogar a toalha parece ser a melhor opção.
Quando estamos nos sentindo “sem saída” nos predispomos a ser o problema ao invés de vê-
lo, adotamos uma atitude de autodefesa interna que é nos distanciar de tudo e todos, quando
na verdade deveríamos aumentar nosso ciclo de pessoas, “pessoas com a mente sadia para
nos auxiliar a enxergar o problema.”
Pareço estranho eu sei, mas a melhor forma de resolver um problema é olha-lo de frente e
tentar ver qual a raiz do problema. “nunca eliminara um problema, sem atingir suas bases.”
Antes de joga a toalha quero que adote algumas medidas.
 Lembre-se que só joga a toalha quem lutou muito e chegou ou está chegando lá.
 Qual é a raiz do seu problema, e essa raiz pode ser você?
 Seja estratégico senso critico, olhe ás possibilidades, veja se todas ás possibilidades
foram exauridas.
 Baseado na teoria de Guelek Rinpoche crie uma alta determinação de sair do
problema mesmo estando nele. Para isso falei de algumas ferramentas, e até postei
anteriormente. Acredito que a ferramenta senso critico seja a mais indicada.
 E por fim reveja seus conceitos “como cheguei até aqui, por que cheguei aqui.” Entre
outros, ah e reavalie seu ciclo de amizades, visões limitantes e pensamentos limitados,
não produzem crescimentos.