Você está na página 1de 4

Econometria EMF

TPC Nº 1 (entrega: Quarta-feira 20 de Outubro de 2010)

Exercício nº 1

Uma revista dedicada ao automobilismo desenvolveu um estudo com o objectivo de avaliar o


custo de manutenção de automóveis ligeiros de passageiros. Como base para esse estudo, foi
efectuado um inquérito a um conjunto de proprietários de viaturas. Foram apenas escolhidos
proprietários de viaturas que tinham acabado de completar três anos de idade e que não tinham
mudado de proprietário.

Numa primeira fase piloto, o estudo abrangeu viaturas de gama média baixa de 3 diferentes
marcas de viaturas (A, B e C). Foram inquiridos 10 proprietários de viaturas de cada uma das
marcas, perfazendo um total de 30 inquéritos. Cada proprietário foi questionado sobre a verba
despendida durante os 3 primeiros anos em reparação de avarias e em revisão regular da viatura.
Aplicando o método ordinário dos mínimos quadrados, obtiveram-se os seguintes resultados:

Mˆ t  2.37  1.31 Bt  0.82 Ct R 2  0.65; ˆ 2  0.15


(19.35) (7.56) ( 4.73)

onde M é o custo de manutenção da viatura durante os três primeiros anos (em milhares de
euros), B é uma variável binária que assume o valor 1 quando a viatura é de marca B e 0 quando
é de outras marcas; de forma correspondente, C é uma variável binária associada à marca C; R 2
é o coeficiente de determinação e ˆ 2 é a variância estimada do termo residual; entre parênteses,
são apresentadas as estatísticas t associadas aos estimadores dos coeficientes.

Dispõe-se também da matriz:

 4.05 0.27 2.95


X '  X   0.27 0.27
*
0 
 2.95 0 2.95

onde X é a matriz dos regressores da equação de regressão acima e * é a matriz diagonal dos
quadrados dos resíduos estimados.

a) Realize um ensaio de aderência global ao modelo em cada uma das duas seguintes
variantes:
- quando admite homocedasticidade residual

- quando admite a possibilidade de existência de heterocedasticidade residual.

No caso concreto deste modelo, que interpretação dá à hipótese nula dos testes?

[Sugestão: Tenha em conta que os regressores são, além do termo constante, duas
variáveis binárias que não podem assumir o valor 1 em simultâneo na mesma
observação.]

1
O estudo propriamente dito envolveu uma amostra mais diversificada: foram consideradas
viaturas de 5 marcas diferentes (A, B, C, D e E), e de 4 gamas de preço diferentes (alta “A”,
média alta “MA”, média baixa “MB”, e baixa “B”). Para cada par (marca, gama) foram
inquiridos 10 proprietários, nos mesmos termos da fase piloto do estudo. Com base nesta
amostra alargada, foram realizadas várias regressões lineares múltiplas (pelo método ordinário
dos mínimos quadrados) da verba declarada por cada proprietário em função de um conjunto de
variáveis dummy referentes à marca do veículo e à gama de preço de aquisição. Os resultados
constam da seguinte tabela:

Regressão
#1 #2 #3 #4
Constante 2,34 2,60 2,83 3,01
Marca B 2,78 - 2,45 -
Marca C -0,70 - -0,62 -
Marca D -0,45 - -0,39 -
Marca E -0,33 - -0,37 -
Gama MA 0,75 0,80 - -
Gama MB 1,14 1,16 - -
Gama B 0,19 0,23 - -

σ2 0,20 0,63 0,22 0,70

b) Na explicação da variabilidade do custo de manutenção, a marca da viatura é ou não um


factor estatisticamente significativo? E a gama de preço da viatura? Para a elaboração da
sua resposta, admita homocedasticidade residual.

c) Quando o estudo foi apresentado publicamente, um comentador pôs em causa a


fiabilidade dos resultados com o argumento de que as regressões omitem uma variável
fundamental para explicar o custo de manutenção: a quilometragem percorrida pelas
viaturas consideradas na amostra. Concorda com este argumento? Justifique a sua
resposta.

d) Outro comentador salientou a falta de efeitos de interacção na especificação da regressão


#1 da tabela anterior. Que especificação deveria considerar para o modelo ter em conta
possíveis efeitos de interacção entre a marca da viatura e a gama de preço?

Exercício nº 2

O ficheiro PT_OKUN_SL.xls inclui observações anuais para a economia portuguesa no período


1953-1995 das variáveis TXDES (taxa de desemprego) e PIB (este último a preços constantes
de 1995). Considerem-se as transformações u  TXDES / 100 , dy  dlog  PIB  , onde dlog
representa a primeira diferença de logaritmos. Pretende-se estimar a seguinte relação de Okun:
2
ut  1   2 t  3ut 1    4  j dyt  j   t (1)
j 0

Nas respostas às alíneas seguintes, para além dos comentários solicitados, apresente o output do
software Eviews.

2
a) Comece por estimar a equação pelo método ordinário dos mínimos quadrados (OLS),
ignorando potenciais problemas de endogeneidade de dyt . Utilizando o teste LM de
Breusch-Godfrey, teste a existência de autocorrelação residual (considere duas
situações: autocorrelação de primeira ordem e autocorrelação de primeira e segunda
ordens). [Nota: No EViews a tendência t é representada por @trend]

b) Para avaliar a possível endogeneidade do regressor dyt vai considerar-se como


instrumentos dyt 3 e dyt  4 , além dos restantes regressores que não causam suspeitas de
endogeneidade. No contexto da regressão
4
dyt  1   2 t   3ut 1    4  j dyt  j  t (2)
j 1

teste a nulidade simultânea dos coeficientes associados a dyt 3 e dyt  4 . Qual o interesse
de fazer este teste e que conclui?

c) Efectue o teste de Wu-Hausman de ausência de endogeneidade de dyt , na versão que


utiliza a regressão alargada estudada nas aulas. Que conclui?

d) Independentemente do resultado do teste efectuado na alínea anterior, estime a equação


(1) utilizando o método das variáveis instrumentais. Compare as estimativas para os
coeficientes com os resultados da regressão pelo método OLS. Que comentários lhe
suscita essa comparação?

Exercício nº 3

O ficheiro interestratesUS.xls inclui observações das médias mensais das seguintes variáveis
para os Estados Unidos, para o período de Janeiro de 1980 a Setembro de 2009 (357
observações):

- r, média mensal da taxa de juro dos certificados de depósito com prazo de 1 mês;

- f, média mensal da taxa directora principal da Reserva Federal (federal fed funds rate);

Utilizando o método generalizado dos momentos, pretende-se estimar o seguinte modelo:

rt 1  1rt   2 f t 1  3 f t   t 1 (1a)

Et   t 1   0, Et   t21    rt (1b)

onde Et  0 representa o operador valor esperado condicional à informação amostral até ao
período t (inclusive) e onde xt  xt  xt 1 para qualquer variável xt . i (i  1, 2,3) e  são
parâmetros desconhecidos.

3
a) Considere os instrumentos 1, rt , f t , rt 1 , f t 1, rt  2 , f t  2  . Utilizando o software
EViews, estime o modelo (1) pelo método generalizado dos momentos (considere um
kernel triangular e o bandwidth variável de Newey-West). Apresente:
- os dois momentos condicionais que utilizou para estimar o modelo (1);
- o output da estimação.

b) Que conclusão retira do teste de Hansen? Justifique.

c) Pretende-se efectuar uma validação adicional do modelo (1) que consiste em testar a
nulidade dos coeficientes:

4  0
  0
 5

6  0
   0
no modelo alargado
rt 1  1rt   2 f t 1   3 f t   4  d t  rt   5  d t  f t 1    6  d t  f t    t 1 (2a)

Et   t 1   0, Et   t21      dt  rt (2b)

onde

0 t  1990M 1
dt  
1 t  1990M 1

Apresente os resultados da estimação do modelo (2) e do teste referido (em ambos os


casos, através dos outputs do EViews). Como interpreta o teste?