Você está na página 1de 4

19/03/2019 :: LMS SENASP/ANP - Ambiente Virtual de Aprendizado ::

INICIAR a Avaliação do Tutor

RESULTADO DA SUA AVALIAÇÃO Final


Você concluiu a avaliação para Aspectos Jurídicos da Atuação Policial VA
Confira o resultado:

Questões Corretas = 10,00


Questões Erradas = 0,00

GABARITO
Questão 1

Marque a alternativa CORRETA, perante uma ocorrência em que haja desacato praticada por cidadão em
face de uma atuação policial:

Sua resposta: São casos comuns de desacato os sinais ofensivos de empurrão ou de xingamentos ao policial durante uma
abordagem, bem como a reação de amassar, rasgar e jogar no chão um mandado de intimação ou de notificação de infração
de trânsito. (em 19/3/2019 19:18:36)

Questão 2

Seguindo os ensinamentos sobre os aspectos jurídicos da abordagem policial, marque a alternativa


CORRETA:

Sua resposta: O legislador conferiu aos policiais, independente de autorização judicial, a possibilidade de se realizar
abordagens em pessoas e domicílios, bastanto indício associado à fundada suspeita de que a pessoa esteja portando um
objeto que esteja vinculado a uma infração penal. (em 19/3/2019 19:20:32)

Questão 3

Sobre o dever-poder de polícia, marque a alternativa INCORRETA:

Sua resposta: Pela acepção própria da expressão, o dever-poder de polícia somente é conferido aos agentes policiais durante
o exercício das ações de preservação da ordem pública, da incolumidade das pessoas e do patrimônio. (em 19/3/2019
19:21:20)

Questão 4

Sobre recusa de dados sobre própria identidade ou qualificação, indique a alternativa INCORRETA:

Sua resposta: Se o sujeito se recusa num primeiro momento e em seguida presta as informações sua identidade, a
contravenção penal se mantém devendo ser lavrado auto de prisão em flagrante, por se tratar de crime de médio potencial
ofensivo. (em 19/3/2019 19:23:22)

Questão 5

Ao se recordar da ideia de que nenhuma ocorrência é igual a outra, ainda que envolva a mesma pessoa, o
mesmo lugar, o mesmo horário, dentre outros fatores, considere os aspectos discricionários da atuação
policial para julgar os itens abaixo, marcando “C” para as afirmações “CORRETAS” e “E” para as
afirmativas “ERRADAS”:
· A previsão legal e regulamentar do dever-poder de polícia é abrangente,
permitindo ao profissional de segurança pública escolher as medidas oportunas
e convenientes para se atingir o fim público.

· Para legitimar as ações discricionárias, aqui é de se aplicar a ponderação de


valores, mediante emprego do princípio da proporcionalidade com seus
requisitos de adequação, necessidade e razoabilidade ou proporcionalidade em
sentido estrito.

· Discricionariedade não se confunde com arbitrariedade. Discricionariedade é


liberdade de agir dentro dos limites legais; arbitrariedade é ação fora ou
excedente da lei, com abuso ou desvio de poder.

· Caracteriza-se discricionariedade durante a atuação policial quando o


profissional de segurança pública tem uma margem de liberdade para adotar
uma decisão, optando por uma medida, dentre as várias soluções possíveis (ex.:
https://ead.senasp.gov.br/modulos/educacional/curso/edu_avalia_resultado.asp?codCurso=1143&Controle=N&codAvaliacao=2016 1/4
19/03/2019 :: LMS SENASP/ANP - Ambiente Virtual de Aprendizado ::
abordar, intervir, verbalizar, empregar dispositivo eletrônico de controle,
mobilizar, algemar, etc.).

· A faixa de opção do ato discricionário encontra limitações no cumprimento do


interesse coletivo, devendo se observar ainda os elementos do ato
administrativo: competência, finalidade, forma, motivo, objeto.

O resultado é:

Sua resposta: C – C – C – C – C (em 19/3/2019 19:26:21)

Questão 6

Considerando os ensinamentos sobre Direitos Humanos, Direitos e Garantias Fundamentais, marque “V”
para as alternativas “VERDADEIRAS” e “F” para as alternativas “FALSAS”:

• É assegurado aos presos o respeito à integridade física e moral, bem como a não submissão à tortura,
respondendo por este ato os mandantes, os executores e os que, podendo evitá-los, se omitirem;

• Considerando a existência de um flagrante delito em que há o ingresso dos acusados com a vítima no
interior do domicílio de um deles, durante o período noturno, a prisão efetivada por policiais só será
considerada legítima se houver ordem escrita e fundamentada de autoridade judiciária competente para
que efetuam a prisão em flagrante delito no interior da citada residência;

• A ação regressiva de que trata o art. 37, § 6º, da CF/88, prescreve em 10 (dez) anos, a contar do ato
praticado pelo policial ou da decisão judicial que condena o Estado a ressarcir o cidadão, nos casos de
indenização por violência policial;

• Pacto de São José da Costa Rica não tem efeito nenhum sobre as ações de segurança pública;

• A Lei nº 13.060, de 22/12/2014, que “disciplina o uso dos instrumentos de menor potencial ofensivo
pelos agentes de segurança pública, em todo o território nacional”, traz expressamente em seu corpo a
previsão de observância ao princípio da proporcionalidade, durante as ações de segurança pública.

O resultado é:

Sua resposta: V – F – F – F – V (em 19/3/2019 19:27:50)

Questão 7

De acordo com os aspectos jurídicos da abordagem policial, marque a alternativa INCORRETA:

Sua resposta: Considerando que o Estado detém o monopólio do uso da força legítima, o poder público não está obrigado a
fornecer aos agentes de segurança pública instrumentos de menor potencial ofensivo, alternativos ao uso letal da força. (em
19/3/2019 19:31:12)

Questão 8

Lembre-se que o Estado brasileiro é regido nas suas relações internacionais pelos princípios da
prevalência dos direitos humanos, defesa da paz, solução pacífica dos conflitos, repúdio ao terrorismo e
ao racismo, cooperação entre os povos para o progresso da humanidade, dentre outros. Por conta disso,
os direitos e grantias fundamentais expressos na Constituição não excluem outros decorrentes do regime
e dos princípios por ela adotados, ou contidos em tratados internacionais em que a República Federativa
do Brasil seja parte. Diante dessas diretrizes, associe os atos internacionais contidos na 1ª coluna com as
assertivas contidas na 2ª:

1. Convença Americana sobre Direitos


Humanas (Pacto de São José da ( ) Estabelece em um de seus artigos que: “Nenhum
Costa Rica) funcionário responsável pela aplicação da lei pode infligir,
instigar ou tolerar qualquer ato de tortura ou qualquer
outro tratamento ou pena cruel, desumano ou
degradante, nem nenhum destes funcionários pode
invocar ordens superiores ou circunstâncias excepcionais,
tais como o estado de guerra ou uma ameaça de guerra,

https://ead.senasp.gov.br/modulos/educacional/curso/edu_avalia_resultado.asp?codCurso=1143&Controle=N&codAvaliacao=2016 2/4
19/03/2019 :: LMS SENASP/ANP - Ambiente Virtual de Aprendizado ::
ameaça à segurança nacional, instabilidade política
interna ou qualquer outra emergência pública, como
justificativa para torturas ou outros tratamentos ou penas
cruéis, desumanos ou degradantes.”

2. Princípios Básicos sobre o Uso da


Força e Armas de Fogo ( ) Trata-se de ato internacional que discorre sobre os
vários instrumentos relativos à detenção de pessoas,
delimitando a atuação dos agentes responsáveis pela
segurança, a fim de garantir a tutela dos direitos
humanos, sem descuidar do papel de promover a ordem.

3. Código de conduta para os agentes


responsáveis pela aplicação da lei ( ) Prevê que: “Sempre que o uso legítimo da força e de
armas de fogo for inevitável, os responsáveis pela
aplicação da lei deverão: (a) Exercer moderação no uso
de tais recursos e agir na proporção da gravidade da
infração e do objetivo legítimo a ser alcançado; (b)
Minimizar danos e ferimentos, e respeitar e preservar a
vida humana; (c) Assegurar que qualquer indivíduo ferido
ou afetado receba assistência e cuidados médicos o mais
rápido possível; (d) Garantir que os familiares ou amigos
íntimos da pessoa ferida ou afetada sejam notificados o
mais depressa possível.

4. Regras Mínimas para o Tratamento


de Presos ( ) Prevê os seguintes direitos: presunção de inocência;
direito a um julgamento justo por autoridade competente
e imparcial; direito à privacidade; direito a não ser
submetido à tortura nem a penas ou tratamentos cruéis,
desumanos e degradantes; direito a não produzir prova
contra si mesmo e o de permanecer calado; direito à
comunicação prévia e pormenorizada da acusação
formulada contra si; direito de defender-se e de constituir
defensor.

A sequência encontrada é:

Sua resposta: 3 – 4 – 2 – 1 (em 19/3/2019 19:31:47)

Questão 9

As ações dos profissionais de segurança são construídas para garantir e resguardar uma situação de paz
social, um ambiente de normalidade almejada pela coletividade, protegendo os bens mais caros para a
sociedade, consoante às normas jurídicas vigentes, estabelecendo um grau adequado de coexistência
pacífica entre as pessoas. Dentro desse contexto, destacam-se os direitos e garantias fundamentais,
normas constitucionais que limitam o exercício do dever-poder de polícia, com o objetivo de evitar os
desvios e as arbitrariedades durante a atuação policial. Sobre o tema marque “C” para os itens CERTOS e
“E” para os ERRADOS:

· Para garantia da segurança pública e independente da existência de lei, todo


cidadão é obrigado a portar documento de identidade, sob pena de praticar
infração penal.

· Ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo


legal.

· Excepcionalmente, para garantia da segurança da coletividade, considerando


ainda a relatividade dos direitos e garantias fundamentais, nos casos de tráfico
ilícito de entorpecentes e drogas afins, terrorismo e crimes hediondos, permite-
se obter informação, declaração ou confissão do autor dos crimes, através do
emprego de força física ou grave ameaça, causando-lhe sofrimento físico ou
mental.

· É autorizada a detenção de indivíduo que será conduzido imediatamente à


delegacia de polícia, com o objetivo de se verificar a existência de mandado de
prisão, mesmo que não tenha praticado flagrante delito.

· A prisão de qualquer pessoa e o local onde se encontre serão comunicados


imediatamente ao juiz competente e à família do preso ou à pessoa por ele
indicada.
https://ead.senasp.gov.br/modulos/educacional/curso/edu_avalia_resultado.asp?codCurso=1143&Controle=N&codAvaliacao=2016 3/4
19/03/2019 :: LMS SENASP/ANP - Ambiente Virtual de Aprendizado ::

O resultado é:

Sua resposta: E – C – E – E – C (em 19/3/2019 19:32:43)

Questão 10

Tendo em vista e edição de Súmulas Vinculantes pelo Supremo Tribunal Federal, considerando as ações
de segurança pública, assinale a alternativa INCORRETA:

Sua resposta: Não existe nenhuma súmula editada pelo STF que possa ter reflexo sobre as ações de segurança pública, na
medida em que os direitos e garantias fundamentais podem ser objeto de supressão em procedimentos policiais, a fim de
garantir a preservação da ordem social. (em 19/3/2019 19:35:54)

Legenda:
Questão Correta: Questão Incorreta: Questão Parcial:

https://ead.senasp.gov.br/modulos/educacional/curso/edu_avalia_resultado.asp?codCurso=1143&Controle=N&codAvaliacao=2016 4/4