Você está na página 1de 3

Rec. Fin.

Editoração 10,00

tradições, seja familiares ou étnicas. Além disso,


mostram como se fala ou se falava em determinada
GABARITO DA AVALIAÇÃO região. E ainda servem como passagens de tempo,
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
chaves para alcançarmos memórias emocionais que a
gente nem sabia que tinha (se você se lembrou do
A prato que sua avó ou sua mãe fazia, você sabe do que
eu estou falando).
B
 A tese defendida pelo autor do texto é de que
C as receitas culinárias:
(A) Fazem com que lembremos a nossa infância.
D (B) Resgatam nossas tradições familiares ou
étnicas.
E
(C) São as que só nossas mães ou avós conhecem.
(D) São uma parte importante da cultura brasileira.
(E) Todos os pratos feitos pelas avós são gostosos.
D7: IDENTIFICAR A TESE DE UM TEXTO
Questão 03(Nível Médio)
Questão 01(Nível Fácil) Leia o texto a seguir:
Leia o texto a seguir e responda.
O mercúrio onipresente
“Há uma geração sem palavras” Os venenos ambientais nunca seguem regras.
A malhação física encanta a juventude com Quando o mundo pensa ter descoberto tudo o que é
seus resultados estéticos e exteriores. O que pode ser preciso para controlá-los, eles voltam a atacar.
bom. Mas seria ainda melhor se eles se preocupassem Quando removemos o chumbo da gasolina, ele
um pouco mais com os “músculos cerebrais”, porque, ressurge nos encanamentos envelhecidos. Quando
como diz o poeta e tradutor José Paulo Paes, toxinas e resíduos são enterrados em aterros
“produzem satisfações infinitamente superiores”. sanitários, contaminam o lençol freático. Mas ao
Fonte: Marili Ribeiro – Jornal do Brasil, caderno B, Rio de Janeiro, menos acreditávamos conhecer bem o mercúrio.
28 de dez. 1996, p. 6. Apesar de todo o seu poder tóxico, desde que
 No fragmento apresentado, o autor defende a evitássemos determinadas espécies de peixes nas
tese de que: quais o nível de contaminação é particularmente
(A) A malhação física traz ótimos benefícios aos elevado, estaríamos bem. [...].
jovens. Mas o mercúrio é famoso pela capacidade de
(B) Os jovens devem se preocupar mais com o passar despercebido. Uma série de estudos recentes
desenvolvimento intelectual. sugere que o metal potencialmente mortífero está em
(C) O poeta José Paulo Paes pertence a uma toda parte — e é mais perigoso do que a maioria das
geração sem palavras. pessoas acredita.
(D) Malhar é uma atividade superior às atividades Jeffrey Kluger. IstoÉ. nº 1927, 27/06/2006, p.114-115.
cerebrais.  A tese defendida no texto está expressa no
(E) No cérebro há músculos que precisam de trecho:
exercícios físicos. (A) as substâncias tóxicas, em aterros,
contaminam o lençol freático.
Questão 02 (Nível Fácil) (B) o chumbo da gasolina ressurge com a ação
Leia o texto abaixo. do tempo.
Receitas da vovó (C) o mercúrio apresenta alto teor de
Lembra aquela receita que só sua mãe ou sua periculosidade para a natureza.
avó sabem fazer? Pois saiba que, além de gostoso, (D) o total controle dos venenos ambientais é
esse prato é parte importante da cultura brasileira. É impossível.
verdade. Os cadernos de receita são registros (E) O mercúrio é um metal potencialmente
culturais. Primeiro, porque resgatam antigas mortífero.
mesmos em espelhos. Essa é uma capacidade rara no
D8 - ESTABELECER RELAÇÃO ENTRE A TESE E OS mundo animal, um clube que, além de humanos, só
ARGUMENTOS OFERECIDOS PARA SUSTENTÁ-LA. havia admitido os chimpanzés-anãos. Pelo menos até
onde a ciência sabia.
Questão 04 (Nível Fácil)  O argumento que sustenta a tese de que os
golfinhos podem ser pessoas é:
Leia o texto para responder a questão seguinte:
A) os golfinhos reconhecem a si mesmos em
O namoro na adolescência espelhos.
Um namoro, para acontecer de forma positiva, B) os golfinhos têm direito de reivindicar a
precisa de vários ingredientes: a começar pela classificação de pessoas.
família, que não seja muito rígida e atrasada nos seus C) uma coisa rara no mundo animal é a capacidade
valores, seja conversável, e, ao mesmo tempo, tenha de reconhecer-se no espelho.
limites muito claros de comportamento. O D) uma pessoa é um ser autônomo e ciente de sua
adolescente precisa disto, para se sentir seguro. O identidade
outro aspecto tem a ver com o próprio adolescente e E) golfinhos e pessoas são amigáveis.
suas condições internas, que determinarão suas
necessidades e a própria escolha. São fatores Questão 06 (Nível Fácil)
inconscientes, que fazem com que a Mariazinha se Leia o texto:
encante com o jeito tímido do João e não dê pelota
para o herói da turma, o Mário. Aspectos Etanol de cana é o que menos polui
situacionais, como a relação harmoniosa ou não entre O etanol de cana-de-açúcar produzido pelo
os pais do adolescente, também influenciarão o seu Brasil é melhor que todos os outros. A conclusão é de
namoro. Um relacionamento em que um dos um estudo divulgado pela Organização para
parceiros vem de um lar em crise é, de saída, dose de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE),
leão para o outro, que passa a ser utilizado como que reúne 30 países entre os mais industrializados do
anteparo de todas as dores e frustrações. Geralmente, mundo e da qual o Brasil não faz parte. A pesquisa
esta carga é demais para o outro parceiro, que mostra que o etanol brasileiro reduz em até 80% as
também enfrenta suas crises pelas próprias condições emissões dos gases que provocam o efeito estufa. “O
de adolescente. Entrar em contato com a outra percentual de redução na emissão de gases é muito
pessoa, senti-la, ouvi-la, depender dela afetivamente mais baixo nos biocombustíveis produzidos na
e, ao mesmo tempo, não massacrá-la de exigências, e Europa, nos Estados Unidos e no Canadá”, afirmou
não ter medo de se entregar, é tarefa difícil em Stefan Tangermann, diretor de Agricultua da OCDE.
qualquer idade. Mas é assim que começa este O etanol do milho americano reduz em apenas 30%
aprendizado de relacionar-se afetivamente e que vai as emissões. Já o trigo utilizado pelos europeus tem
durar a vida toda. efeito de 50% na diminuição da poluição. A
SUPLICY, Marta. A condição da mulher. São Paulo:
Brasiliense, 1984 pesquisa também critica os subsídios dados por
 Para um namoro acontecer de forma positiva, europeus e americanos a seus produtores – US$ 11
o adolescente precisa do apoio da família. O bilhões por ano e que devem chegar US$ 25 bilhões
argumento que defende essa ideia é: até 2015. [...] É uma vitória da postura brasileira de
(A) a família é o anteparo das frustrações. defesa incessante da cana como energia alternativa.
Revista da semana. nº 28. 24 jul. 2008. p. 34.
(B) a família tem uma relação harmoniosa.
(C) o adolescente segue o exemplo da família.  O argumento que sustenta a tese de que o
(D) o apoio da família dá segurança ao jovem. etanol da cana de açúcar brasileira é melhor
(E) o sucesso do namoro depende da harmonia que todos os outros é que:
entre as famílias. (A) o nosso etanol reduz em até 80% as emissões
de gases.
Questão 05 (Nível Fácil) (B) o etanol americano reduz apenas 30% das
Leia o texto abaixo. emissões.
(C) o etanol europeu tem efeito de 50% na
Golfinho também é gente poluição.
Apesar do título acima, esclareço logo que eu (D) o Brasil defende a cana-de-açúcar como
não acho que golfinhos sejam “humanos”. energia alternativa.
Mas podem ser “pessoas”. Se considerarmos (E) os Estados Unidos subsidiam em muito os
uma pessoa como um ser autônomo e ciente de sua produtores.
identidade, então, os golfinhos têm todo o direito de
pleitear essa distinção. Em um estudo que fiz em Questão 07 (Nível Médio)
2001 com minha colega Diana Reiss – Ph.D. em Leia o texto a seguir
cognição e comportamento animal –, provamos que
os golfinhos-nariz-de-garrafa reconhecem a si .
Cultura e sociedade
A importância da água tem sido notória ao
longo da história da humanidade, possibilitando
desde a fixação do homem à terra, às margens de rios Questão 09
e lagos, até o desenvolvimento de grandes  Observe a tirinha:
civilizações, através do aproveitamento do grande
potencial deste bem da natureza. A sociedade
moderna, no entanto, tem se destacado pelo uso
irracional dos recursos hídricos, o desperdício
desbaratado de água potável, a poluição dos
reservatórios naturais e a radical intervenção nos
ecossistemas aquáticos, de forma a arriscar não só o
equilíbrio biológico do planeta, mas a própria
natureza humana.
CEREJA, William Roberto e MAGALHAES, Thereza Cochar.
Português: Linguagens, 8ª série. 2. ed. São Paulo: Atual, 2002.

 Um argumento que sustenta a tese de que “a  Assinale a alternativa que apresenta a correta
sociedade moderna tem utilizado de forma transposição da fala de Hagar para o discurso
irracional seus recursos hídricos” é que indireto e a adequada conexão de sentido
(A) a água acompanha a história através dos entre as duas frases.
séculos. (A) Hagar disse que não queria brigar porque era
(B) a água possibilitou o surgimento de grandes do tipo quieto e sensível.
civilizações. (B) Hagar disse que, embora fosse do tipo quieto
(C) a importância da água é reconhecida ao e sensível, não queria brigar.
longo da história. (C) Hagar disse que era do tipo quieto e sensível,
(D) o equilíbrio biológico do planeta está em mas não queria brigar.
grande risco. (D) Hagar disse que, apesar de ser do tipo
(E) o homem tem sempre se fixado às margens sensível e quieto, não queria brigar.
dos rios.
(E) Hagar disse que era do tipo quieto e sensível,
no entanto não queria brigar.
Questão 08
Questão 10
Texto:
─ O senhor não tem medo de nada, Leia os trechos a seguir:
presidente?
─ Nada. Trecho 01: "Os juazeiros aproximaram-se, recuaram,
─ Nem barata? sumiram-se. O menino mais velho pôs-se a chorar,
Pausa de segundos ─ Digo a verdade, ou sentou-se no chão. - Anda, condenado do diabo,
minto para parecer mais humano? gritou-lhe o pai.
[...] Não. Melhor ser curto e sincero.
─ Nem barata. Trecho 02: "O pai gritou-lhe que andasse,
(Veríssimo, L.F. Ortopterofobia. In: COMÉDIA DA VIDA PÚBLICA. chamando-o de condenado do diabo." ...
Porto Alegre: L&PM, 1995. p.237).
 Assinale a alternativa que melhor Sobre esses dois trechos, é correto dizer que:
reproduz a primeira fala do diálogo. (A) No trecho I o pai dirige-se ao filho mais
(A) Alguém perguntou se o presidente não velho através do discurso indireto.
tinha medo de barata. (B) No trecho I o pai dirige-se ao filho mais
(B) Alguém perguntou se o senhor não tinha velho através do discurso direto.
medo de nada, presidente. (C) No trecho II o pai dirige-se ao filho mais
(C) Perguntaram ao presidente se o senhor velho através do discurso direto.
não tinha medo de barata. (D) Nos trechos I e II o pai dirige-se ao filho
(D) Perguntaram a alguém se o senhor, mais velho através do discurso direto.
presidente, não tinha medo de nada. (E) Nenhuma das alternativas está correta.
(E) Alguém perguntou ao presidente se ele
não tinha medo de nada.