Você está na página 1de 5

Logística reversa no Comércio Eletrônico

Resumo: A logística reversa é um instrumento para prática da sustentabilidade


e que tem papel estratégico em muitos segmentos econômicos. O objetivo
deste trabalho é descrever o processo de logística reversa da HP Do Brasil,
seus aspectos ambientais, sociais e econômicos. Promover iniciativas para
minimizar o impacto ao meio ambiente; envolver todos os clientes,
colaboradores e parceiros da HP nos programas e iniciativas que incentivam o
cuidado com o planeta; e fazer o trabalho de reciclagem de suprimentos,
procurando sempre unir da melhor forma a sociedade e o meio ambiente, a HP
tem se destacado com diversos prêmios, tornando-se pioneira e uma das
principais em cuidado com a sustentabilidade de nosso planeta.

Introdução

Apesar de sua importância, a logística reversa do comercio eletrônico


(LReC) é um tema pouco explorado. Uma pesquisa na Scielo, com o uso da
palavra-chave “logística reversa”, cobrindo o período de 1999 a 2012 resultou
em apenas sete referências, mas nenhuma sobre logística reversa do comércio
eletrônico brasileiro, fato esse incoerente com a importância crescente desse
segmento na economia.

No Brasil, o segmento vem registrando crescimento da ordem de 30%


ao ano nos últimos tempos(Albertini 2010).

HP BRASIL

Fundada em uma garagem por amigos em 1939,a empresa HP


disparou em crescimento no mercado.Com sua alta tecnologia trazida pelos
estudiosos Bill Hewlett e David Packard , estudantes da Universidade de
Stanford ,a HP teve seu início no oeste da Califórnia.

Desde cedo a HP herdou a mais alta tecnologia já vista, o que foi determinante
para lançamentos e inovações.
Nos anos 80 o estouro de tecnologia da empresa recebeu maior investimento
no setor de impressoras, no qual as impressoras HP são famosas por sua
tecnologia, qualidade e preço justo.

Hoje a HP detém 7% de vendas, estando em 3º lugar no ranking em vendas


mundial.

A empresa é líder na redução de impactos ambientais de seus produtos e


reconhecida no setor de tecnologia como uma das empresas com maior
número de certificações no mundo e inovações de design tecnológico
sustentável.

Aspectos Ambientais

Comprometida em reduzir os impactos ambientais relacionados ao seu


negócio, a HP trabalha para diminuição do consumo de energia na fabricação
dos seus produtos, diminuindo a quantidade de materiais utilizados e
reinserção de matéria-prima em novos produtos, além de estabelecer padrões
ambientais em suas operações.

Seus produtos satisfazem padrões globais de rótulo ecológico, incluindo


ENERGY STAR,GREEN MARK em Taiwan e BLUE ANGEL na Alemanha. Nos
últimos 18 meses a HP economizou metal suficiente para a construção de uma
segunda Torre Eiffel com a substituição do material utilizado em seus PCs.

Aspectos Sociais

Nos últimos 20 anos a HP doou mais de um bilhão de dólares em


dinheiro e em produtos para escolas, universidades, organizações sem fins
lucrativos e organizações não-governamentais(ONGs) da comunidade. Esses
investimentos fomentam o ensino e desenvolvem oportunidades de negócios e
melhoram a qualidade de vida nas comunidades em todo o mundo.

A HP dá o exemplo contribuindo com produtos ,serviços e habilidades,


além de recursos financeiros para aumentar o acesso à tecnologia da
informação de forma global. Esses programas da HP ajudam as pessoas a
usarem a tecnologia para inspirar a criatividade, encontrar informações valiosas
e abrir portas para comunidades globais na Web.

Aspectos econômicos

A logística reversa tem se tornado importante cada vez mais para as


empresas, já que podemos ter a oportunidade da recuperação do bem com a
devolução da mercadoria, gerando dessa forma uma grande economia de
custos. Observando a Logística de pós-venda e pós-consumo notamos com
relação aos custos envolvidos, toma-se a prática de:

 Apesar de agregar alguns custos adicionais por transporte de


retorno, administração e classificação, a reutilização de embalagens
ajuda nos custos de novas aquisições.
 Utilização da reciclagem que reduz o custos de coleta e
processamento, permitindo um avanço no mercado de produtos
reciclados. Sabemos que produtos refabricados, ou de outra forma,
convertidos em novos, mais uma vez o valor irá ser menor do que os
dos produzidos pela primeira vez, como por exemplo: uma vez
recolhido um volume considerável de cartuchos, estes serão
encaminhados para o Centro de Reciclagem da HP Brasil. As
matérias-primas são processadas para produzir novos cartuchos,
partes e peças de impressoras HP e outros itens para diversos
segmentos industriais.

E apesar dos problemas que enfrentamos como a quantidade de retorno de


produtos ser maior do que o fabricado, dos custos da entrega ser o mesmo do
retorno e do espaço ocupado nos armazéns gerando custos se a quantidade
for enorme, mesmo assim, se as empresas se estruturarem para as práticas
reversas na cadeia de suprimentos e buscarem parceiros, a relação custo
benefício será vantajosa.
Conclusão

Normalmente pensamos em logística como o caminho do produto desde a sua


fabricação até o seu ponto de consumo, mas precisamos também gerenciar do
seu ponto de consumo até o ponto de origem. As iniciativas relacionadas à
logística reversa têm trazido consideráveis retornos para as empresas. Visando
a logística reversa devemos nos concentrar nas parcerias e alianças,
financiamento, aspectos ambientais, processo de Coleta de materiais,
Processamento do material e canais de Reutilização.