Você está na página 1de 130

SOFIA GABRIELA ASSIS DE MORAIS MIGUENS TRAVIS

CURRICULUM VITAE

JUNHO DE 2018
ÍNDICE

DADOS PESSOAIS.................................................................................................... 3
EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL................................................................................. 4
FORMAÇÃO ACADÉMICA.......................................................................................... 5

A) DESEMPENHO CIENTÍFICO

1. PRODUÇÃO CIENTÍFICA....................................................................................... 8
1. 1 LIVROS – AUTORA........................................................................................ 8
1. 2 COORDENAÇÃO DE LIVROS E DE NÚMEROS ESPECIAIS DE REVISTAS
CIENTÍFICAS ........................................................................................................ 10
1.3 ARTIGOS, CAPÍTULOS DE LIVROS E RECENSÕES............................................ 14
1.4 OUTRAS PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS (INCLUINDO TRADUÇÕES,
TRABALHOS DE REVISÃO CIENTÍFICA E RELATÓRIOS)................................ 24

2. ATIVIDADE DE INVESTIGAÇÃO............................................................................ 29
3. ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÉMICOS........................................................... 42
4. TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTO: INTEGRAÇÃO EM REDES
NACIONAIS E INTERNACIONAIS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA................................... 49

5. PARTICIPAÇÃO EM CONFERÊNCIAS E SEMINÁRIOS


5.1 COMO ORADOR................................................................................................ 52
5.2 COMO MEMBRO DE COMISSÕES CIENTÍFICAS, OU DE ORGANIZAÇÃO,
DE ENCONTROS, SEMINÁRIOS OU CONFERÊNCIAS CIENTÍFICAS............................ 73
6.BOLSAS E DISTINÇÕES............................................................................................... 81

2
B) CAPACIDADE PEDAGÓGICA

1. FUNÇÕES DOCENTES................................................................................................ 82
2. PARTICIPAÇÃO EM JÚRIS ACADÉMICOS.................................................................... 96
3. AUTONOMIA, INOVAÇÃO E DINAMIZAÇÃO DA ATIVIDADE PEDAGÓGICA................. 103

C) OUTRAS ATIVIDADES RELEVANTES PARA A MISSÃO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

1. EXERCÍCIO DE CARGOS E FUNÇÕES ACADÉMICAS, INCLUINDO GESTÃO


DE ATIVIDADES DE INVESTIGAÇÃO........................................................................ 108
2. OUTRAS ATIVIDADES RELEVANTES DESIGNADAMENTE DE SERVIÇO À
COMUNIDADE (INCLUINDO COMISSÃO E CONSULTADORIA A INSTITUIÇÕES

PÚBLICAS)............................................................................................................... 112
3. PARTICIPAÇÃO EM PROJETOS E ORGANIZAÇÕES DE INTERESSE
CIENTÍFICO, PROFISSIONAL OU CULTURAL QUE PROMOVAM A INTERAÇÃO

COM A SOCIEDADE E A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA..................................................... 122

3
DADOS PESSOAIS

Nome completo: Sofia Gabriela Assis de Morais Miguens Travis

Data de Nascimento: 8 de Março de 1969

Local de nascimento: Cedofeita, Porto

Nacionalidade: Portuguesa

Cartão de Cidadão: 08084314. Passaporte: M-604731.

Estado civil: Casada

Endereço pessoal: Rua Maria do Carmo Freire, 181 4455-164 Lavra – Matosinhos

Telefones: 22.4913547, 96.2978017

Endereços electrónicos: smiguens@letras.up.pt; smoraismiguens@gmail.com

Endereço institucional: Departamento de Filosofia e Instituto de Filosofia


Faculdade de Letras – Universidade do Porto
Via Panorâmica, s/n
4150-564 Porto

4
EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Cargo que actualmente ocupa: Professora Associada com Agregação (Departamento


de Filosofia, Faculdade de Letras – Universidade do Porto, desde 2007).

Progressão da carreira na Universidade do Porto: Assistente. Secção de Filosofia,


Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Setembro de 1996 – Março de 2002);
Professora Auxiliar, Departamento de Filosofia, Faculdade de Letras da Universidade
do Porto (2002-2007); Professora Auxiliar com nomeação definitiva. Departamento
de Filosofia, Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Março-Maio de 2007);
Professora Associada com nomeação definitiva. Departamento de Filosofia,
Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Maio de 2007); Professora Associada
com Agregação com nomeação definitiva. Departamento de Filosofia, Faculdade de
Letras da Universidade do Porto (Dezembro de 2007); Professora Associada com
Agregação com tenure. Departamento de Filosofia, Faculdade de Letras da
Universidade do Porto (Setembro de 2009-presente).

Visiting Scholar, New York University – NYU (Fall 2000)

Visiting Research Fellow, Institut Jean Nicod-Paris (2007-2008)

Visiting Scholar, University of Sydney – Australia (2013)

Visiting Professor, University of Picardie (Amiens) (2017)

Experiência docente anterior à Universidade


Ensino Secundário (1992-1996) Professora de Filosofia (mini-concurso). Escola Secundária Garcia de
Orta, Porto (1990-1991, 6 meses). Professora Estagiária de Filosofia. Escola Secundária Garcia de Orta,
Porto (1991-1992). Professora do Quadro de Nomeação Provisória. Ensino Secundário (Grupo 10º B,
Filosofia) (1992-1993). Professora do Quadro de Nomeação Definitiva. Ensino Secundário (Grupo 10º B,
Filosofia) (Setembro de 1993 – Agosto de 1996). Rescisão do contrato com a Escola Secundária de
Sacavém a 31.08.1996.

5
FORMAÇÃO ACADÉMICA

Estudos Secundários (Escola Secundária da Maia, 1986). Média final: 18 valores.

Licenciatura em Filosofia (Faculdade de Letras, Universidade do Porto, 1990).

Ramo de Formação Educacional da Licenciatura em Filosofia (Faculdade de Letras,


Universidade do Porto, 1991). Média final: 17 valores (formação posteriormente
reconhecida como “Licenciatura em Ensino da Filosofia”)

Estágio Pedagógico, Ensino de Filosofia (Escola Secundária Garcia de Orta, Porto,


1992).

Mestrado em Filosofia (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova


de Lisboa, 1996).

Seminários frequentados (1992-1993 e 1993-1994): Filosofia do Conhecimento


(docente: Professor Doutor Fernando Gil; classificação: 18 valores), Epistemologia
(docente: Professor Doutor Fernando Gil; classificação: 18 valores); Filosofia da
Linguagem (docente: Professor Doutor Manuel Maria Carrilho; classificação: 17
valores); Fenomenologia (docente: Professor Doutor José Gil; classificação: 18
valores).

Dissertação (1994-1995 e 1995-1996): As Ciências Cognitivas e a Naturalização do


Simbólico, Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de
Lisboa, 1995, 272 pp. Orientador: Professor Doutor Fernando Gil (EHESS – Paris,
UNL – Lisboa). Júri: Professores Doutores Fernando Gil, Maria Luísa Couto Soares,
João Branquinho. Arguente: Professor Doutor João Branquinho (FLUL). Classificação:
Muito Bom por unanimidade.

Pós-Graduação em Neuropsicologia, UCAE (Colégio Universitário de Altos Estudos,


Porto, 1997).

Módulos frequentados: Introdução à Bioquímica e à Biofísica, Cito-histologia do


sistema nervoso, Neuroanatomia funcional, Neurofisiologia, Neurologia Clínica,
Terapias Cognitivo-Comportamentais, Propedêutica Neurocirúrgica, Neuropsicologia I,
II e III. (Corpo docente: Faculdades de Medicina e Psicologia das Universidades do
Minho, Porto, Coimbra e Lisboa).

Doutoramento em Filosofia (Universidade do Porto, 2002).

Dissertação: Uma Teoria Fisicalista do Conteúdo e da Consciência – D. Dennett e os


debates da filosofia da mente, Porto, Faculdade de Letras da Universidade do Porto,
2001, 608 pp. Orientador: Professor Doutor Fernando Gil (EHESS – Paris, FCSH-UNL
– Lisboa). Co-Orientadora: Professora Doutora Maria José Cantista (FLUP). Arguente:
Professor Doutores João Branquinho (FLUL). Classificação: Aprovada por
unanimidade (classificação máxima prevista).

6
Período de preparação do doutoramento como Visiting Scholar no Departamento de
Filosofia da New York University (NYU). Bolseira da Fundação Luso-Americana para
o Desenvolvimento (Proj. R. VII – 447/2000) e da Fundação Calouste Gulbenkian
(Bolsa de Curta Duração, atribuída em Julho de 2000). Semestre de Outono de 2000.

Cursos frequentados: Philosophy of Mind (docente: Ned Block); Metaphysics –


Personal Identity (docente: Derek Parfit); Ethics (docentes: Derek Parfit e Frances
Myrna Kamm), Metaphysics – Alternatives to scientificalism, (docente: Peter Unger);
Metaphysics –Properties (docente: Cian Dorr).

Estadia de investigação como Visiting Research Fellow no Institut Jean Nicod-Paris


(CNRS/EHESS/ENS). Bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundação para a
Ciência e a Tecnologia (SFRH/BSAB/708/2007). Título do Projecto: Subjectivity and
Intersubjectivity – perception and communication approaches (responsável: Pierre
Jacob, directeur, Institut Jean Nicod). Setembro de 2007 – Fevereiro de 2008. Cursos
frequentados: Qu’est-ce qu’un système philosophique (II)? (Jacques Bouveresse,
Collège de France, Paris) (2007). Irrationalité (Jon Elster, Collège de France, Paris)
(2007). Séminaire APIC (Action, Perception, Intentionalité, Conscience), Institut Jean
Nicod. Seminário organizado por Joelle Proust e Elizabeth Pacherie (2007). Séminaire
des Archives Husserl – Séminaire Husserl-Frege, École Normale Supérieure – Paris
(Curso lecionado por Jocelyn Benoist Université de Paris–Sorbonne e Charles Travis –
King’s College –London): Módulos: Psychologism / Sens et reférence / Proper names /
Concept et object / Indexicality / Perception (Sessões em Londres lecionadas por J.
Benoist; Sessões em Paris lecionadas por Ch. Travis) (2007-2008). Philosophy of
Perception (Graduate seminar; Paul Snowdon, University College – London, UCL).

Agregação em Filosofia (Universidade do Porto, 21 de dezembro de 2007).

Relatório de disciplina: Filosofia da Linguagem I. Lição-síntese: Subjectividade,


intersubjectividade e linguagem a partir de Donald Davidson. Júri: Professores
Doutores João Branquinho (FLUL), João Sàágua (FCSH-UNL), António Marques
(FCSH-UNL), Maria José Cantista (FLUP), Adalberto Dias de Carvalho (FLUP), Juan
José Acero (Universidade de Granada), Acilio Estanqueiro (Universidade do Minho).

Línguas estrangeiras:

1. Inglês (falado, lido e escrito: muito bom),


2. Francês (falado, lido e escrito: muito bom)
3. Espanhol (falado, lido e escrito: muito bom)
4. Alemão (falado, lido e escrito: bom)
5. Italiano (falado, lido e escrito: bom)
6. Latim (elementar)
7. Finlandês (elementar)
8. Grego (elementar)
9. Polaco (elementar)

Diplomas do Goethe Institut – Porto (língua, literatura e cultura alemãs: 1986). Diploma
do Institut Français de Porto (língua, literatura e cultura francesas: 1984 e 1985).
Estudos de Latim (1997-1998, FLUP). Estudos de Finlandês (2004-2005, FLUP).

7
PRINCIPAIS ESTADIAS DE INVESTIGAÇÃO FORA DE PORTUGAL ANTES E APÓS O
DOUTORAMENTO

Investigador Visitante, EHESS e Bibliothéque Nationale de France. Paris (1994).


Investigador Visitante, New York University, NYU (1999).
Visiting Scholar, New York University, NYU (Fall Semester 2000).
Investigador Visitante, Cognition and Brain Sciences Unit – MRC, Cambridge, Reino
Unido (2002) (2003)
Investigador Visitante Rutgers – The State University of New Jersey, New Brunswick,
USA (2003)
Visiting Research Fellow, Institut Jean Nicod – Paris (ENS/CNRS/EHESS) (Setembro
2007-Março 2008).
Visiting Academic, Department of Philosophy – University of Sydney – Australia
(Março-Maio 2013)
Investigador Visitante, Helsinki e Jyväskylä – Finlândia (2005, 2006) (2014)
Visiting Professor, Université de Picardie (Amiens – France) (Março-abril 2017)

8
A) DESEMPENHO CIENTÍFICO1

1. PRODUÇÃO CIENTÍFICA

1.1 LIVROS – AUTORA

1 Uma Teoria Fisicalista do Conteúdo e da Consciência – D. Dennett e os debates da


filosofia da mente. Porto, Campo das Letras, Colecção Nous, 2002, 596 pp. ISBN:
972-610-653-2. *(1) [filosofia da mente]

(Contracapa): O crescimento explosivo da ciência cognitiva é importante para a filosofia.


Mesmo que o estudo científico da mente e da cognição possa ser considerado como a
invasão de um terreno tradicionalmente filosófico, o que se verifica é que a ciência
cognitiva é em grande parte filosofia redescoberta.

2 Racionalidade. Porto, Campo das Letras, 2004, 215 pp. ISBN: 978-972-6108580.

(Contracapa): A questão da racionalidade, da avaliação do pensamento pelo pensamento, é


uma questão antiga e um terreno tradicional da filosofia: é difícil, ou mesmo impossível,
nomear um filósofo que não tenha pensado sobre os princípios que guiam a forma como
pensamos e como agimos. O que é novo é a forma como essa avaliação pode e deve ser
feita considerando dados da ciência cognitiva. O que se procura, de qualquer forma, com
uma teoria da racionalidade é (i) uma descrição ou caracterização dos factores em jogo
nas ocasiões em que agentes passam de determinadas crenças para outras crenças,
adicionam ou eliminam crenças do seu corpo de crenças, ou optam, a partir de um
conjunto de crenças e desejos, por um curso de acção por entre várias alternativas, (ii) um
conjunto de hipóteses acerca da forma como decidimos entre critérios de correcção
quando falamos da justificação ou racionalidade de crenças e acções, (iii) um conjunto de
hipóteses acerca das razões por que queremos saber (se de facto queremos) se as nossas
crenças são verdadeiras e os nossos raciocínios e acções racionais. (do Projecto de
Investigação Rationality, Belief, Desire – motivation to action from the viewpoint of the
theory of mind)

3 Filosofia da linguagem – uma introdução. Porto, FL–UP, Colecção CAP-FLUP,


2007, 294 pp. ISBN: 978-972-8932-28-2. (2ª edição: 2012)

(Contracapa): O presente manual de Filosofia da Linguagem é um dos resultados da


leccionação da disciplina na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Constitui uma
introdução aos estudos contemporâneos nessa área e é dirigido a estudantes de filosofia mas
também a todos aqueles que se interessam por questões relativas à linguagem. A questão
geral tratada é a das relações entre o pensamento, a linguagem e o mundo. Ao mesmo
tempo é proporcionada uma iniciação ao pensamento de alguns dos mais importantes
teóricos contemporâneos da linguagem (N. Chomsky, G. Frege, B. Russel, L. Wittgenstein,
J. Austin, J. Searle, W. V. Quine e D. Davidson).

4 Será que a minha mente está dentro da minha cabeça? Da ciência cognitiva à
filosofia (ensaios). Porto, Campo das Letras, 2008, 271 pp. ISBN: 978-989-6253479.

1
Conforme sugerido no Edital de 20 de setembro de 2017 (DR 2ª Série, nº 182) assinala-se alguns itens
curriculares com [filosofia da mente] e/ou [filosofia contemporânea].

9
(Contracapa): Os ensaios e entrevistas reunidos neste livro procuram compor uma imagem
da história da filosofia do século xx. Através de autores como W. V. Quine, J. Fodor, D.
Dennett, D. Davidson e J. McDowell é examinado o tratamento da questão das relações
pensamento-mundo, em particular quando tais relações foram pensadas a partir do
imperativo quineano de naturalização. Dá-se especial atenção às dificuldades encontradas
pelos projectos saídos desse imperativo e às discussões sobre aparência e realidade,
realismo e anti-realismo que eles geram ou recalcam. A tentação de olhar para dentro da
cabeça de cada um de nós em busca do mental altera-se na distância que separa autores
como J. Fodor e D. Dennett de autores como D. Davidson e J. McDowell. A expressão ‘da
ciência cognitiva à filosofia’ significa isso mesmo: os escritos aqui reunidos revelam um
percurso que começa com autores mais próximos da ciência cognitiva chegando a outros
que marcam claramente a fronteira entre filosofia e ciência cognitiva.

5 Compreender a mente e o conhecimento. Porto, FL–UP, 2009, 421 pp. ISBN: 978-
972-8932-50-3. ISSN: 1646-6527.

(Contracapa): Compreender a mente e o conhecimento é um propósito subjacente a tudo o


mais que se pretenda fazer em filosofia. Disponibilizar um trajecto possível para a
exploração de questões relativas à mente e ao conhecimento correspondente àquilo que tem
sido a minha prática na Faculdade de Letras da Universidade do Porto desde 1996, tendo
por um lado a teoria da mente e do conhecimento, tal como ela se apresenta
contemporaneamente, e por outro lado a história da filosofia do conhecimento, foi a ideia
subjacente à reunião dos textos deste volume. Estes textos, que tiveram uma vida anterior,
na sua maioria na Internet, tratam sobretudo de temas e autores contemporâneos. Pretendi
com a Introdução que lhes acrescentei exemplificar a comunicação que penso existir entre
os tópicos e autores tratados e a história da filosofia, em particular autores como Descartes,
Hume e Kant. Espero assim continuar, relativamente à filosofia do conhecimento, o
trabalho que iniciei com o manual de filosofia da linguagem, publicado em 2007.

6. John McDowell – uma análise a partir da filosofia moral. Lisboa, Colibri, 2014.
ISBN: 978-989-689-408-5 (4)* (com participação de Susana Cadilha na Parte II)

(Contracapa) Partindo do trabalho realizado no âmbito do projecto The Bounds of


Judgement, procurámos, na Primeira Parte deste livro, analisar directamente os artigos em
que John McDowell expõe a sua filosofia moral para em seguida generalizar a discussão
dos tópicos aí tratados – tópicos tais como razões internas e externas para agir, imperativos
hipotéticos e categóricos, objectividade dos juízos, racionalidade e irracionalidade, virtude,
valor, naturalismo e, em geral, as relações razão-natureza – à filosofia moral
contemporânea. Desta forma a discussão foi alargada a autores tais como John Mackie,
Philippa Foot, Thomas Nagel, Bernard Williams ou Simon Blackburn. Na Segunda Parte
procura-se mostrar a forma como as posições de McDowell em filosofia moral –
essencialmente a sua oposição ao anti-realismo, o seu cognitivismo e aquilo que podemos
ver como o seu particularismo – se encontram respaldadas pelo trabalho noutros âmbitos
que não a filosofia moral, sendo na verdade paradigmáticas de posições filosóficas mais
gerais. É nesse sentido que aqui nos propomos utilizar a filosofia moral como chave para a
compreensão do pensamento de John McDowell.

7. Figuras e Movimentos – uma leitura da filosofia contemporânea (no prelo)


(manuscrito, 350 pp.) [filosofia contemporânea]

(sinopse proposta à editora) Os contornos da filosofia contemporânea são difíceis de


traçar. Como poderemos orientar-nos por entre autores como E. Husserl, M. Heidegger, J.-
P. Sartre, M. Merleau-Ponty, E. Lévinas, H. G. Gadamer, P. Ricoeur, M.Foucault, J.
Derrida, T. Adorno, W. Benjamin, , G. Deleuze, G. Agamben, S. Zizek, A. Badiou, G.
Frege, B. Russell, L. Wittgenstein, W.V.Quine, J.L. Austin, H. Putnam, D. Davidson, R.
Rorty, S. Kripke, J. McDowell ou S. Cavell? Como poderemos orientar-nos por entre
termos como fenomenologia, filosofia analítica, existencialismo, pragmatismo, feminismo,

10
pós-modernismo, nietzscheanismo, naturalismo, materialismo ou cognitivismo?
Apresentando um percurso por entre figuras e movimentos da filosofia contemporânea este
livro sugere uma resposta, apoiando a exploração pessoal pelo leitor.

1.2 COORDENAÇÃO DE LIVROS E DE NÚMEROS ESPECIAIS DE REVISTAS CIENTÍFICAS

1. Identidade / Identidades. V. Oliveira Jorge, R. Mota Cardoso, J. Bragança de


Miranda, P. Castro Seixas, S. Miguens, J. Teixeira Lopes, A. Abranches, R. Cunha
Martins (coords.), Porto, ADECAP, 2002. 167 pp. ISBN: 972-98807-1-9.

2. Intelectu 9, Outubro de 2003. Número especial da revista Intelectu dedicado ao


Projecto Rationality, Belief, Desire I – motivation for action from the viewpoint of the
theory of mind. Sofia Miguens e Sara Bizarro coords. Publicação electrónica:
www.intelectu.com. Aprox. 158 pp.

3. Trólei – revista electrónica de filosofia moral e política 4, Verão de 2004. Número


especial da revista Trólei dedicado ao Projecto Rationality, Belief, Desire I – motivation
for action from the viewpoint of the theory of mind. Sofia Miguens e Pedro Galvão
coords. Publicação electronica: http://www.trolei.net/

4. Intelectu 11, Novembro de 2005. Número especial da revista Intelectu dedicado ao


Projecto Rationality, Belief, Desire II – from cognitive science to philosophy
(POCI/FIL/55555/2004)). Sofia Miguens e Sara Bizarro coords. Publicação electrónica:
www.intelectu.com. Aprox. 254 pp.

5. Análises / Analyses – Actas do Segundo Encontro Nacional de Filosofia Analítica /


Proceeedings of the 2nd National Meeting for Analytic Philosophy. Sofia Miguens,
João Alberto Pinto e Carlos Eduardo Mauro coords., Porto, Faculdade de Letras
da Universidade do Porto, 2006, 378 pp. ISBN: 978-972-8932-09-1.

(Contracapa) This volume is an outcome of the Second National Meeting of Analytic


Philosophy – ENFA 2 – which took place at the Faculty of Arts of the University of Porto
from the 7th to the 9th october 2004. We think it has the virtue of revealing how ample and
varied analytic philosophy can be. It is our hope that the tradition of holding National
Meetings of Analytic Philosophy should henceforth be kept, thus stimulating creativity and
interaction among Portuguese analytic philosophers, as well as providing an occasion for a
dialogue between the Portuguese analytic community and the wider philosophical
community.

6. Perspectives on Rationality. Sofia Miguens e Carlos Mauro coords, Porto, FL-UP,


MLAG Discussion Papers vol. 1, 2006, 199 pp. ISBN: 972-8932-21-9. ISSN: 1646-
6527.

(Contracapa) MLAG is an innovative research group within academic philosophy in


Portugal. Its members work in areas of philosophy related to cognitive science, areas in
which philosophical work can be of great interest to people outside philosophy, such as
philosophy of mind, philosophy of language and philosophy of action. I am very happy to
have helped start their work, sharing with people from the University of Porto the way we
do things in Rutgers – judging by the results it proved to be more than inspiring (Ernest
Lepore, Professor, Rutgers University, Director of Rutgers Center for Cognitive Science)

11
7. Mente, Linguagem e Acção – textos para discussão. Coordenação Carlos E.
Mauro, Sofia Miguens e Susana Cadilha, 2009. Porto, Campo das Letras, 254 pp.
ISBN: 978-989-625-356-1.
(Contracapa) Este volume é dedicado ao trabalho desenvolvido pelos membros e
colaboradores do Mind, Language and Action Group (MLAG) do Instituto de Filosofia da
FLUP em 2008, reunindo trabalhos apresentados no C-MLAG 2 (Colóquio Internacional
Anual do grupo), nas Conferências MLAG e no MLAG Working Papers Seminar.
Os textos estão organizados tematicamente. Vão desde a natureza da mente (Freud e os
problemas mente-corpo e mente-mente, a natureza do conceito de pessoa, as emoções,
Espinosa e o problema corpo-mente) e a natureza da acção (livro-arbítrio, racionalidade na
acção, deliberação, acrasia) até às questões de lógica filosófica (S. Kripke e o paradoxo do
mentiroso) e de metafísica (transporte de estados cerebrais e persistência pessoal) e
discussões da história da filosofia analítica (reflexões em torno do positivismo lógico e da
filosofia da linguagem comum e de autores como O. Neurath, J. L. Austin, L.Wittgenstein e
S. Cavell).

8. Aparência e Realidade, Sofia Miguens e Manuela Teles (coords), Lisboa, Colibri,


2010. 233 pp. ISBN: 978-989-689-032-2.

(Contracapa) Este livro aborda o problema clássico das relações antre aparência e
realidade na filosofia contemporânea. Questões relativas e percepção e ilusão,
fenomenologia e ontologia, bem como a referência ao filósofo inglês J.L. Austin são fios
condutores ao longo do livro. Os principais autores – Mark Kalderon, Sandra Laugier,
Jocelyn Benoist, Quassim Cassam e Charles Travis – são reconhecidos filósofos da cena
internacional que têm colaborado como o Mind, Language and Action Group (MLAG) do
Instituto de Filosofia da Universidade do Porto.

9. Aspectos do Juízo /Aspects of Judgement – Actas do Colóquio Internacional Anual


C-MLAG 2009 & 2010 / Proceedings of C-MLAG Annual International Conference
2009 & 2010, Miguens, Pinto e Teles coords., Porto, FL-UP, MLAG Discussion
Papers vol. 4, 2011. 295 pp. ISBN: 978-972-8932-69-5; ISSN: 1646-6527.

(Contracapa) This volume includes in Part I (The Bounds of Judgement) materials from the
beginnings of project The bounds of judgement – Frege, cognitive agents and human thinkers
and in Part II (From an Ethical Point of View) further work by Mind, Language and Action
Group (MLAG) researchers. The volume also marks the close collaboration of MLAG
(University of Porto) with the research group Episteme (University of Santiago de Compostela),
embodied in exchanges between ongoing projects The Bounds of Judgement – Frege, cognitive
agents and human thinkers (PTDC/FIL-FIL/10798/2009) and Cognitive attitudes and the
justification of knowledge (FFI2009-08828). We stick to the principle adopted for our two
collections at FL-UP of publishing texts in the languages we work in, which in this case means,
besides Portuguese, English, French, Spanish and Galician. We believe multilingualism with
English as common denominator is the future for research in Europe, and we are very happy that
this conviction is shared by all MLAG members and by all of those with work with us

10. Acção e Ética – Conversas sobre Racionalidade Prática, Sofia Miguens e Susana
Cadilha coords., Lisboa, Colibri, 2011, 310 pp. ISBN: 978-972-772-155-8).

(Contracapa) O presente volume explora tópicos centrais da filosofia da acção tais como a
natureza e a explicação das acções, bem como questões adjacentes relativas a agência,
intenção, deliberação, decisão, acrasia, etc. Procura-se ainda investigar se as posições
perante tais tópicos e questões se reflectem em concepções substanciais do que se deve
fazer, e portanto na ética.

12
11. Consciousness and Subjectivity, Sofia Miguens and Gerhard Preyer (eds.),
Ontos Verlag, Heusenstamm b. Frankfurt a. M. (posteriormente: Berlin, De
Gruyter), series Philosophical Analysis. Edited by H. Hochberg, R. Hüntelmann,
C. Kanzian, R. Schantz, E Tegtmeier, 2012., 363 pp. ISBN 978-3-86838-136-8 (3)*.
[filosofia da mente e filosofia contemporânea]

Cover Issues of subjectivity and consciousness are dealt with in very different ways in the
analytical tradition and in the idealistic phenomenological tradition central to continental
philosophy. This book brings together analytically inspired philosophers working on the
continent with English-speaking philosophers to adress specific isues regarding subjectivity
and consciousness. The issues range from acquaintance and immediacy in perception and
apperception, to the role of agency in bodily ‘mine-ness’, to self-determination
(Selbstbestimmung) through free action. Thus involving philosophers of different traditions
should yield a deeper vision of consciousness and subjectivity; one relating the mind not
only to nature, or to first-person authority in linguistic creatures, questions which in the
analytic tradition are sometimes treated as exhausting the topic, but also to many other
aspects of mind’s understanding of itself, in ways which disrupt classic inner/outer
boundaries.

12. Conversations on Practical Rationality and Human Action. Carlos E. E. Mauro,


S. Miguens and S. Cadilha (eds.), Newcastle, Cambridge Scholars Publishing, 2013,
169 pp. ISBN (10): 1-4438-4788-7, ISBN (13): 978-1-4438-4788-9.

(cover) This volume brings together leading scholars in the study of practical rationality
and human action – Alfred Mele, Hugh McCann, Michael Bratman George Ainslie, Daniel
Hausman and Joshua Knobe. They were interviewed by the editors in a project based at the
Institute of Philosophy of the University of Porto (Portugal) starting from the questions: 1)
In your view, what are the most central (or important) problems in the philosophy of
action ? 2) For some or all of the following – action, agency, agent – what do they contrast
with most significantly ? 3) Which of these are liable to be rational/irrational ? 4) In what
sense is the thing to do to be decided by what is rational? Are there limits of rationality? 5)
What explains action and how? What is the role of deliberation in rationality? 6) How is
akrasia possible (if you think it is)? 7) How do you think your own work has contributed to
the field? What do you think are your most important contributions? What are your plans
for future research? The outcome is of great interest, not only for philosophers, but also for
economists, psychologists, political scientists and sociologists.

13. Frege e Intérpretes de Frege. Seminário de Charles Travis. Lisboa, Colibri, 2013.
Colecção Episteme. Com Susana Cadilha. 122 páginas. ISBN: 978-989-689-383-5.
[filosofia contemporânea]

(contracapa) Fala-se aqui não apenas da natureza de pensamentos (comummente tratados


sob o título de ‘proposições’), sentido, referência, conceitos e objectos, ou da natureza de
uma Begriffsschrift ou escrita conceptual (o nome que Frege deu ao seu sisema de lógica),
mas também de questões que se prendem com a natureza da representação, da primeira
pessoa e da linguagem e com uma concepção da lógica e da verdade. No fundo, e em suma,
trata-se de tentar definir o que é ser um pensador. Tal como aconteceu nos seminários que
deram origem ao volume, os textos de Frege estão no centro da exploração dos temas
(Prefácio)

14. From Minds to Person – Proceedings of MLAG 1st Graduate Conference. Com
Rui Vieira da Cunha e Clara Morando. Porto, FL-UP, Colecção MLAG Discussion
Papers, 2014. 269 páginas. ISBN: 978-989-8648—05-1 ISSN:1646-6527.

13
Cover: Many ontological, epistemological and ethical issues arise when one deals with the
topics of minds and persons and the connection between them. In particular, different
approaches to the nature of the thinking subject – as cognitive agente, perceiver,
consciousness, reason, inquirer, subjectivity and power to act – may converge and,
eventually, conflict. In order to address the issues posed by (some) minds being persons,
the present volume brings together authors working within different philosophical traditions
whose work was initially presented in Porto, in 2011, at MLAG’s 1st Graduate Conference.

15. Ser ou não ser Kantiano. Coord. Com Paulo Tunhas, João Alberto Pinto e
Susana Cadilha. Lisboa, Colibri, 2015. Colecção Episteme. ISBN: 978-989-689-419-
1. [filosofia contemporânea]

Contracapa: Este livro reúne trabalhos do Projecto The Bounds of Judgement (PTDC/ FIL-
FIL/109882/2009), em particular aqueles ligados ao seminário Ser ou Não Ser Kantiano,
que decorreu em 2013 na Universidade do Porto, organizado por Sofia Miguens, Paulo
Tunhas, João Alberto Pinto e Susana Cadilha. A principal intenção do seminário era
contrapôr as concepções kantiana e fregeana de juízo. A concepção fregeana de juízo foi o
centro da exploração da natureza do pensamento e dos pensadores no Projecto The Bounds
of Judgement. Ela ficou expressa no livro Frege e Intérpretes de Frege – Seminário de
Charles Travis, editado por Sofia Miguens e Susana Cadilha e publicado nesta mesma
colecção. Ser ou Não Ser Kantiano funciona como a contraparte de Frege e Intérpretes de
Frege. Para além do choque das propostas, fregeana e kantiana, acerca do que é ser um
pensador, houve, no seminário Ser ou Não Ser Kantiano, interessantes discussões, de todo o
tipo, acerca da filosofia kantiana ela própria, das quais aqui fica um sinal.

16. Pre-Reflective Consciousness – Sartre and contemporary philosophy of mind.


Sofia Miguens, Gerhard Preyer and Clara Morando (eds.). London, Routledge,
2016. ISBN: 978-1-138-92581-6 (hardback); 978-1-315-68114-6 (ebook). (5)*
[filosofia da mente e filosofia contemporânea]

Cover: Pre-reflective Consciousness: Sartre and Contemporary Philosophy of Mind delves into
the relations between the current debates on consciousness within analytical philosophy and the
debates taking place in continental philosophy in the twentieth century and in particular around
the time of Sartre and within his seminal works. Examining the return of the problem of
subjectivity in philosophy of mind and the idea that phenomenal consciousness could not be
reduced to functional or cognitive properties this volume includes twenty-two unique
contributions from leading scholars in the fields and asks questions such as: Why should we
think that self-consciousness is non-reflective? Is subjectivity first-personal? Does consciousness
necessitate self-awareness? Do we need pre-reflective self-consciousness?Are ego-disorders in
psychosis a dysfunction of pre-reflective self-awareness? How does the Cartesian duality
between body and mind fit into Sartre’s conception of consciousness?
Recensões

https://www.c-scp.org/2017/03/07/sofia-miguens-gerhard-preyer-and-clara-bravo-morando-eds-pre-
reflective-consciousness-sartre-and-contemporary-philosophy-of-mind

17. The Logical Alien At 20 (Ch. Travis & S. Miguens eds.), Cambridge MA,
Harvard University Press (forthcoming; contrato assinado com a Harvard University
Press em 2014).
Are there forms of thought which are alien to us, but home to others? Is our form of thought just
one among many? Or is it (in essentials) the form of thought per se? Are such questions even
sensible? Descartes, Kant, Frege, Wittgenstein, among many, were exercised by such questions.

14
Frege, and then Wittgenstein, discussed the possibility of a logical alien, a thinker whose thought
is guided by a different logic yet still counts as a thinker. In 1991 Chicago philosopher James
Conant published a paper which brought this issue into clear form, and placed its illuminatingly
into historical context. A 2011 Conference at the University of Porto – Portugal marked the twenty
years of its publication. The present volume gathers the original article and the reflections on it by
a number of distinguished philosophers (Jocelyn Benoist, Matthew Boyle, Arata Hamawaki,
Martin Gustafsson Adrian Moore, Barry Stroud, Peter Sullivan and Charles Travis), followed by
answers by Conant. The issues range from the nature of logical truths (the initial focus of
Conference) to the nature of thinkers, and the nature of philosophy.

18. Filosofia da mente – uma antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel
Amen e Maria Clara Dias (coords.). Edição U. Porto Editora e edição brasileira
sob contrato. Últimas revisões das traduções em curso. Pré-publicação dos vinte artigos
desde 2011 em http://mlag.up.pt. Tambem disponível em academia.edu (Sofia Miguens:
https://up-pt.academia.edu/SofiaMiguensTravis). Utilização didática em Portugal e no
Brasil desde 2010.

19. S. Miguens & P. Tunhas, guest eds., ‘Kant in Current Philosophy of Mind and
Epistemology’, Con-Textos Kantianos 6 (december 2017), pp. 13-255.

https://www.con-textoskantianos.net/index.php/revista/index.

This special issue of CTK is dedicated to exploring the relation between Kant’s philosophy and
current discussions in philosophy of mind and epistemology. The articles cover topics such as self-
consciousness and self-knowledge, judgement and perception, perception and givenness,
conceptualism and non-conceptualism regarding perception, naturalism and experience.

1.3 ARTIGOS, CAPÍTULOS DE LIVROS E RECENSÕES

1. “As Ciências Cognitivas e a Naturalização do Simbólico - A mente computacional e


a mente fenomenológica”, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto,
Série de Filosofia, nº14, pp. 385-427, 1997. ISSN: 0871-1658. Reimpresso em Miguens
2009, Compreender a mente e o conhecimento, pp. 315-350.

2. “Dennett, Millikan e o Teleofuncionalismo”, Revista Portuguesa de Filosofia, LIV,


3-4, pp. 467-509, 1998. ISSN: 0870-5283.

3. “Um certo desdém de Habermas face a Derrida”, Trabalhos de Antropologia e


Etnologia, vol. 39 (1-2), 1999, pp.11-32. Reimpresso em Miguens 2009, Compreender
a mente e o conhecimento, pp. 399-421.

4. “Daniel Dennett e a Inteligência Artificial”, Intelectu 1, Fevereiro de 1999,


www.intelectu.com. Reimpresso em Miguens 2009, Compreender a mente e o
conhecimento, pp. 141-144.

5. “A mente segundo Chomsky”, Intelectu 1, Fevereiro de 1999, www.intelectu.com.


Reimpresso em Miguens 2009, Compreender a mente e o conhecimento, pp. 135-140.

15
6. “Linguistas e Filósofos: maneiras de fazer teoria da mente”, Revista da Faculdade de
Letras da Universidade do Porto, Série de Filosofia, nº15-16, 1998-1999, pp. 327-365.
ISSN: 0871-1658. Reimpresso em Miguens 2009, Compreender a mente e o
conhecimento, pp. 351-383.

7. Jonathan Dancy, Reading Parfit, Oxford, Blackwell, 1997 – Recensão Crítica.


Intelectu 2, Agosto de 1999, www.intelectu.com. Também publicado na Revista da
Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Série de Filosofia, nº15-16, 1998-99,
pp. 563-566. ISSN: 0871-1658.

8. Daniel Dennett, Kinds of Minds - Towards an Understanding of Consciousness, New


York, Basic Books, 1997 – Recensão Crítica. Revista da Faculdade de Letras da
Universidade do Porto, Série de Filosofia, nº 15-16, 1998-1999, pp. 567-569. ISSN:
0871-1658.

9. “Consciência e Identidade Pessoal - E se não há um centro?”, Trabalhos de


Antropologia e Etnologia, vol. 40 (1-2), 2000, pp. 37-59. Também publicado como
“Daniel Dennett: a filosofia da mente como inquérito impuro (consciência e identidade
pessoal)”, APF (Associação de Professores de Filosofia, Comunicações On-line, 2000,
(http://www.apfilosofia.org/documentos/index.htm).

10. “Alguns problemas de Filosofia da IA”, Intelectu 3, Fevereiro de 2000,


www.intelectu.com. Reimpresso em Miguens 2009, Compreender a mente e o
conhecimento, pp. 145-154.

11. “Qualia e Razões - Uma História da Interioridade”, em Maria José Cantista (ed.),
Dor e Sofrimento – Uma perspectiva interdisciplinar, Porto, Campo das Letras, 2001,
pp. 235-275. Reimpresso em Miguens 2009, Compreender a mente e o conhecimento,
pp. 167-202.

12. “Critérios de Experiência (Wittgenstein, Malcolm e Dennett acerca dos sonhos)”,


em Maria José Cantista (ed.), A Dor e o Sofrimento – Abordagens, Porto, Campo das
Letras, 2001, pp. 373-385. Também publicado em Intelectu 4, www.intelectu.com,
2000. Reimpresso em Miguens 2009, Compreender a mente e o conhecimento, pp. 155-
166.

13. António Damásio, The Feeling of What Happens – Body and emotion in the making
of consciousness, New York, Harcourt Brace, 1999 – Recensão Crítica, Revista da
Faculdade de Letras, Série de Filosofia, nº17, 2001, pp. 187-195. ISSN: 0871-1658.
Também publicado na revista de estudos jurídicos Sinalagma, 2003. Reimpresso em
Miguens 2009, Compreender a mente e o conhecimento, pp. 203-210.

14. “Notas sobre a Racionalidade”, Revista da Faculdade de Letras, Série de Filosofia,


Série de Filosofia, nº17, 2001, pp. 103-147.

15. “Pessoas e Acções – os fundamentos cognitivos da filosofia moral”, Análise 23,


2002, pp. 81-133 (ISSN: 0870-3124)

16. “Problemas de Identidade Pessoal”, Revista da Faculdade de Letras, Série de


Filosofia, nº18, 2002, pp. 139-163. ISSN: 0871-1658. Também publicado em Intelectu

16
6, Dezembro de 2001, www.intelectu.com. Reimpresso em Miguens 2009,
Compreender a mente e o conhecimento, pp. 235-261.

17. “A Identidade Pessoal e a Posição Original Rawlsiana”, Revista Portuguesa de


Filosofia, LIX, 1, 2003, pp.139-170. Reimpresso em Miguens 2009, Compreender a
mente e o conhecimento, pp. 263-293.

18. “Teorias representacionais de 1ª e 2ª ordem na filosofia da mente”, Análise, 23,


2003, pp. 15-31. Também publicado como “Teorias representacionais da consciência:
D. Dennett versus F. Dretske”, em H. Jales Ribeiro (org.), Actas do 1ª Encontro
Nacional de Filosofia Analitica, Coimbra, 2003, pp. 289-301.

19. “Metáfora”, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Série de


Filosofia, nº19, 2002, pp. 73-112. ISSN: 0871-1658.

20. “Actividade e Passividade – a identidade pessoal do ponto de vista da filosofia da


mente”, em Adelino Cardoso e José M. Justo (orgs.), Sujeito e Passividade, Lisboa,
Colibri, 2003, pp. 139-149. ISBN: 972-772-432-9.

21. “Hume e Blackburn, Razão e Paixões – acerca da estrutura da motivação humana”,


Intelectu 7, Outubro de 2002, wwww.intelectu.com. Também publicado na Revista da
Faculdade de Letras, Série de Filosofia, nº19, 2002, pp. 199-216, como recensão a S.
Blackburn 1998, Ruling Passions – A Theory of Practical Reasoning, Oxford, Oxford
University Press. ISSN: 0871-1658.

22. “Qualia or non epistemic perception: F. Dretske versus D. Dennett”, Agora, 21, nº2,
2002, pp. 193-208 (Espanha). ISSN: 0211-6642.

23. “Agentes racionais e irracionais: quanta racionalidade é necessária na teoria da


mente?”, em J. L. Falguera, A. J. T. Zilhão, C. Martínez e J.M. Sagüillo, Palabras y
Pensamientos: una mirada analítica, Universidade de Santiago de Compostela,
Publicacións, 2003, pp. 61-78. (Espanha) ISBN: 84-9750-141-1.

24. “Introdução à Teoria da Mente e do Conhecimento – Parte I”, Intelectu 8, Maio de


2003, www.intelectu.com. Reimpresso em Miguens 2009, Compreender a mente e o
conhecimento, pp. 71-86.

25. “Introdução à Teoria da Mente e do Conhecimento – Parte II (aspectos históricos)”,


Intelectu 8, Maio de 2003, www.intelectu.com. Reimpresso em Miguens 2009,
Compreender a mente e o conhecimento, pp. 87-106.

26. Daniel Dennett, Freedom Evolves, New York, Allen Lane, The Penguin Press, 2003
– Recensão Crítica. disputatio 14, Maio de 2003, pp. 55-61. ISSN: 0873-626X.

27. Editorial Intelectu 9 (com Sara Bizarro), Outubro de 2003, www.intelectu.com,


número especial da revista dedicado ao Projecto Rationality, Belief, Desire I (motivation
for action from the viewpoint of the theory of mind).

17
28. Editorial Trólei 4. Número especial dedicado ao Projecto Rationality, Belief, Desire
I (motivation for action from the viewpoint of the theory of mind),
http://www.trolei.net/tr04_miguens.htm, Verão de 2004.

29. “Em que devemos acreditar? Questões epistemológicas e investigações cognitivas”,


Cadernos de Filosofia, nº 15, 2004, pp. 37-67. ISSN 0873-7282. Também publicado na
Revista da Faculdade de Letras – Série de Filosofia, nº 19, 2004, pp. 67-91 (ISSN:
0871-1658) e em Intelectu 9, Outubro de 2003, www.intelectu.com.

30. “Language and Thought (the nature of mind from G. Frege and J. Fodor to cognitive
linguistics)”, em Augusto Soares da Silva, Amadeu Torres, Miguel Gonçalves (orgs.),
Linguagem, Cultura e Cognição, Coimbra, Almedina, 2004, pp. 657-667. ISBN: 972-
40-2303-6. Também em Miguens 2009, Compreender a mente e o conhecimento, pp.
385-395.

31. “Models of understanding – minds and machines”, Actas do Colóquio


Interdisciplinaridade, RICI (Rede Interdisciplinar de Centros de Investigação), Lisboa,
FCSH, F. Gil org (as actas não chegaram a ser publicadas). Actas dos Seminários do
Grupo de Discussão em Ciência Cognitiva da Universidade do Porto – Faculdade de
Psicologia e Ciências da Educação (as actas não chegaram a ser publicadas). Publicado
on-line no primeiro site do MLAG (Mind, Language and Action Group,
http://web.letras.up.pt/smiguens/mlag/). Reimpresso em Miguens 2009, Compreender a
mente e o conhecimento, pp. 223-232.

32. “Dennett’s brand of antirepresentationalism – a key to philosophical issues of


cognitive science”, em G. Preyer (ed.) Concepts, Compositionality, Representations –
New Problems in Cognitive Science, Protosociology, Vol. 22, 2006, pp. 5-22. ISSN:
1611-1281 (Alemanha)

33. “Why can’t there be a science of rationality? – D. Davidson and cognitive science”,
em Miguens, S., Pinto, J.A. & Mauro, C. (orgs.), Análises / Analyses – Actas do
Segundo Encontro Nacional de Filosofia Analítica / Proceedings of ENFA2, Porto,
Universidade do Porto, 2006, pp. 91-97.

34. “Por que não pode haver uma ciência da racionalidade – Donald Davidson e a
ciência cognitiva I”, Miguens 2008, Será que a minha mente está dentro da minha
cabeça? pp. 120-129. Versão portuguesa desenvolvida de (33).

35. “Liberdade, cognição e acção”, em Actas do 3º Encontro Nacional de Professores


de Filosofia, publicadas on line em www.spfil.pt
(http://www.spfil.pt/docs/3ENPF_sofiamiguens.PDF) (António Paulo Costa coord.).
Reimpresso em Miguens 2009, Compreender a mente e o conhecimento, pp. 295-311.

36. “A Filosofia e o Pensamento como medida do Mundo”, em Qual é a medida do


Mundo? – A Escala de Abel Salazar, Ciclo de Conferências da Reitoria da Universidade
do Porto (Actas publicadas on-line no site do IRICUP,
http://sigarra.up.pt/iricup_si/web_page.Inicial). Reimpresso em Miguens 2009,
Compreender a mente e o conhecimento, pp. 107-131.

18
37. Editorial Intelectu 11 (com Sara Bizarro). Número especial dedicado ao Projecto
Rationality, Belief, Desire II – from cognitive science to philosophy
(POCI/FIL/55555/2004). Novembro de 2005, www.intelectu.com.

38. “O que tem a filosofia a dizer à psicologia? – Entrevista a Charles Travis”, Intelectu
11, Novembro de 2005, www.intelectu.com. Também na Revista da Faculdade de
Letras – Série de Filosofia, vol. XXIII-XXIV (2007), pp. 261-276 e em Miguens 2008,
pp. 213-232.

39. “O problema do auto-conhecimento”, Intelectu 11, Novembro de 2005, www.


intelectu.com.. Também publicado em Análise, nº 2, série II, pp. 95-128 (2006) e em
Miguens 2008, pp. 91-119.

40. “J. Fodor e os problemas da filosofia da mente”, Intelectu 11, 2005, www.
intelecto.com Reimpresso em Miguens 2008, pp. 35-61.

41. G. Preyer & G. Peter, Contextualism in Philosophy (Knowledge, Meaning and


Truth), Oxford, Oxford University Press, 2005 – Recensão Crítica. disputatio, 20, 2006,
pp. 379-386.

42. “Os problemas da filosofia da mente,” Diacrítica 20-2, 2006, pp. 9-30. ISSN. 0807-
8967.

43. “Fernando Gil”, Diacrítica 20-2, 2006, pp. 207-211.

44. “Racionalidade, Crença, Desejo: um programa de investigação” / “Rationality,


Belief, Desire: a research programme”, in Miguens & Mauro (eds.), Perspectives on
Rationality. Colecção MLAG Discussion Papers, vol. I, Porto, Faculdade de Letras da
Universidade do Porto, 2006, pp. 13-57. (introdução bilingue)

45. “Conceito de crença, triangulações e atenção conjunta”, em Miguens e Mauro


coords, Perspectives on Rationality, Porto, Faculdade de Letras da Universidade do
Porto, 2006, pp. 100-118. Abstract publicado em Actas do XIIº Congresso da ANPOF,
Salvador da Bahia, 2006. Também em Miguens 2008, pp. 131-143.

46. “Como é que eu sei que há outras mentes e um mundo objectivo?”, em M. M. Jorge,
Por que nos interessa a filosofia? 2010, Lisboa, Esfera do Caos, pp. 123-142.

47. Charles Travis 2006, Thought’s Footing, Oxford, Oxford University Press –
Recensão crítica. disputatio 22, pp. 146-152, 2007.

48. “Comentário a Luiz Carlos Baptista, What is said?”, Publicado on-line em Textos
da 1ª Oficina de Filosofia Analítica (Dezembro de 2006),
http://teresamarques.home.sapo.pt/WFA.htm

49. “Racionalidade: da ciência cognitiva à filosofia”, Arquipélago – Revista da


Universidade dos Açores, 8 (2007), 69-85.

19
50. “Pensamento, percepção e linguagem – Wittgenstein à luz de Frege” (entrevista a
Charles Travis no contexto do Projecto RBD2), Intelectu nº 12, 2008. Também
publicado em Miguens 2008, pp. 233-249.

51. “Subjectividade”, in M. F. Molder (org), Paisagens dos confins - Fernando Gil,


Lisboa, Vendaval, 2009, pp. 27-38. ISBN. 978-972-8984-08-3

52. “What do we mean by “phenomenology”? Three perspectives on appearance-reality


discriminability in conscious experience”, Protosociology – On Contemporary
Philosophy: articles and lectures. Publicação electrónica.
http://www.protosociology.de/on-philosophy.html, 2009. (Alemanha)

53. “Heterofenomenologia”, in Filosofia - Ciência e Vida, número especial, Filosofia e


ciência cognitiva, (J. Teixeira org.), São Paulo, 2009. (Brasil) Também em Miguens
2009, Compreender a mente e o conhecimento, pp. 223-232.

54. “Prefácio”, com C. Mauro e S. Cadilha, in Miguens, Mauro & Cadilha coords 2009,
Mente, Linguagem Acção, Porto, Campo das Letras, 2009, pp. 7-13.

55. “O comum, o manifesto e o óbvio – os filósofos analíticos e a linguagem”, in


Miguens, Mauro & Cadilha coords 2009, Mente, Linguagem Acção, Porto, Campo das
Letras, pp. 227-250.

56. “Compreender a mente e o conhecimento – Introdução”. Artigo didáctico de


iniciação à Filosofia do Conhecimento, utilizado como Texto de Apoio para a
leccionação da disciplina de Filosofia do Conhecimento na FLUP desde 2000/2001.
Reimpresso em Miguens 2009, Compreender a mente e o conhecimento, pp. 15-68.

57. “Trois perspectives sur la discriminabilité apparence-réalité dans l’éxperience


consciente”, Rue Descartes, 68, Paris, PUF, 2010, pp. 18-30. ISBN: 978-2-13-057717-1
(França)

58. “A crítica de J. McDowell à concepção dennettiana de percepção”, Revista de


Filosofia Aurora, vol. 22, n. 30, Jan-Junho 2010, pp. 195-214. (Brasil). ISSN: 0104-
4443.

59. Versão inglesa original de “A crítica de J. McDowell à concepção dennettiana de


percepção”: “Seeing and judging: McDowell’s critique of Dennett’s view of perceptual
content” em Aspectos do Juízo / Aspects of Judgement – Actas do Colóquio
Internacional Anual C-MLAG 2009 & 2010 / Proceedings of C-MLAG Annual
International Conference 2009 & 2010, Miguens, Pinto e Teles coords., Porto, FL-UP,
2011, pp. 197-210.

60. “Illusory appearances: Why We Shouldn’t be Representationalists and Why it


Matters”, Actas das 5ªas Conferências de Filosofia e Epistemologia, Lisboa, Instituto
Piaget.

61. “Aparência e realidade - Introdução”, Aparência e Realidade, Sofia Miguens e


Manuela Teles (coords), Lisboa, Colibri, 2010, pp. 7-33.

20
62. “Comentário a Sandra Laugier”, in Aparência e Realidade, Sofia Miguens e
Manuela Teles (coords), Lisboa, Colibri, 2010, pp. 99-108.

63. Prefácio / Preface (com João Alberto Pinto e Manuela Teles), in Aspectos do Juízo /
Aspects of Judgement, Actas do Colóquio Internacional Anual C-MLAG 2009 & 2010 /
Proceedings of C-MLAG Annual International Conference 2009 & 2010, Miguens,
Pinto e Teles coords., Porto, FL-UP, 2011, pp. 5-7.

64. “Os Limites do Juízo (ou como pode Frege ajudar-nos a compreender a diferença
entre agentes cognitivos em geral e pensadores como nós e ao mesmo tempo a criticar o
idealismo)” in Aspectos do Juízo / Aspects of Judgement, Actas do Colóquio
Internacional Anual C-MLAG 2009 & 2010 / Proceedings of C-MLAG Annual
International Conference 2009 & 2010, Miguens, Pinto e Teles coords., Porto, FL-UP,
2011, pp. 11-28.

65. “Para além dos argumentos”, Conjetura, vol. 16, n. 1, Jan-abril 2011, pp. 120-132.
(Brasil)

66. “Filosofia da acção – uma introdução” (com Susana Cadilha) em Miguens &
Cadilha, Acção e Ética – Conversas sobre Racionalidade Prática, Lisboa, Colibri, pp.
69-96, sob o título

67. “Quimeras e espírito realista”, in João Cardoso Rosas e Vítor Moura coords, Pensar
Radicalmente a Humanidade, 2010. Volume de homenagem a Acílio Estanqueiro
Rocha, coordenado por João Cardoso, V.N. Famalicão, Húmus, pp. 733-746.

68. “ ‘What some philosophers wouldn’t dream of counting as part of their job’: Cora
Diamond on ethics and human lives” Revista Portuguesa de Filosofia 67.I 2011, pp.
155-167 (versão inglesa original).*(2) Versão portuguesa adaptada em Miguens &
Cadilha, 2011, Acção e Ética – Conversas sobre Racionalidade Prática, Lisboa,
Colibri, pp. 217-231.

69. Prefácio – o Projecto “Conversations on Practical Rationality and Human Action


(2007-2011, em Miguens & Cadilha 2011, Acção e Ética – Conversas sobre
Racionalidade Prática, 2011, Lisboa, Colibri, pp. 7-14.

70. Introdução, em Miguens & Cadilha 2011, Acção e Ética – Conversas sobre
Racionalidade Prática, 2011, Lisboa, Colibri, pp. 15-65.

71. (Entrevista) João Alberto Pinto, A concepção inferencial da acção – Uma


comparação entre a interpretação causal e a interpretação normativista em Miguens &
Cadilha 2011, Acção e Ética – Conversas sobre Racionalidade Prática, Lisboa, Colibri,
pp. 193-213.

72. Da filosofia antiga à filosofia da acção, Ricardo Santos, entrevistado por Sofia
Miguens e Susana Cadilha, in Miguens & Cadilha 2011, Acção e Ética – Conversas
sobre Racionalidade Prática, 2011, Lisboa, Colibri, pp. 143-162..

21
73. Limites da racionalidade, racionalidade motivada e emoções, Vasco Correia,
entrevistado por Sofia Miguens, em Miguens & Cadilha 2011, Acção e Ética –
Conversas sobre Racionalidade Prática, Lisboa, Colibri, pp. 163-192.

74. Hilary Putnam acerca de ética – respostas a Susana Cadilha, in Miguens &
Cadilha, Acção e Ética – Conversas sobre Racionalidade Prática, Lisboa, Colibri,.
2011, pp. 233-258.

75. “Por que não devemos ser representacionistas – a reconciliação de Hilary Putnam
com a filosofia da percepção”, Revista Filosófica de Coimbra nº 40, 2011, pp. 485-504.

76. “Sense and non-sense – from philosophy of language to ethics”, in


Selbstbeobachtung der modernen Gesellschaft und die neue Grenzen des Sozialen –
Zwischen Globalisierung, Erkenntnis und Ästhetik, Herausgegeben von Georg Peter und
Reuss-Markus Krausse, Springer VS | Springer Fachmedien Wiesbaden, 2012, pp. 227-
235. ISBN 978-3-531-19690-9.

77. Are There Blindspots in thinking about consciousness and subjectivity? Com G.
Preyer, in S.Miguens & G. Preyer eds,. Consciousness and Subjectivity, Frankfurt,
Ontos Verlag, 2012, pp. 9-35. ISBN 978-3-86838-136-8.

78. “Filosofia da acção” (com Susana Cadilha), in A Filosofia por Disciplinas (Pedro
Galvão coord), Lisboa, Edições 70, 2013, pp. 357-384.

79. Introduction – Action, agency, rationality, in Carlos E. E. Mauro, S. Miguens and S.


Cadilha (eds.), Conversations on Practical Rationality and Human Action, Newcastle,
Cambridge Scholars Press, 2013, pp. 1-25.

80. “Será que pode existir um alien lógico? A leitura austera de Wittgenstein e a
natureza das verdades lógicas”, Revista Filosófica de Coimbra, nº 45, 2013, pp. 1-18.
[filosofia contemporânea]

81. “Filosofia da mente e ciência da informação”, in Fernanda Ribeiro & Maria Elisa
Cerveira (org) 2013, Informação e/ou Conhecimento: as duas faces de Jano – Atas I
Congresso ISKO Espanha e Portugal / XI Congreso ISKO España, Porto, Faculdade de
Letras da Universidade do Port,o CETAC.MEDIA, pp. 19-30. ISBN: 978-989-8648-
10-5 [filosofia da mente]

82. “Views of concepts and of philosophy of mind – from representationalism to


contextualism”, Protosociology 30, 2013, pp. 108-123. [filosofia da mente]

83. “John McDowell, a filosofia moral e a questão do juízo”, Introdução a Miguens, S.


& Cadilha, S., John McDowell – uma análise a partir da filosofia moral, Lisboa,
Colibri, 2014, pp. 15-27.

84. “A contextualist conception of philosophy of mind”, in Florian Forestier org.,


Implications philosophiques (ISSN 2105-0864). 2014. Dossier Actes de la journée
organisée par Raphaël Ehrsam, le 4 juillet 2013, Université de Paris- Sorbonne, Autour
de Jocelyn Benoist. Textes rassemblés et introduction par Florian Forestier. Em
http://www.implications-philosophiques.org/actualite/une/autour-de-jocelyn-benoist-introduction/

22
Resposta de Jocelyn Benoist em http://www.implications-philosophiques.org/actualite/une/reponses-de-
jocelyn-benoist-2/ [filosofia da mente]

85. “Introduction”, com Rui Vieira da Cunha e Clara Morando, in From Minds to
Persons Vieira da Cunha, Rui, Morando, Clara & Miguens, Sofia eds. 2014, pp. 5-19.
ISBN 978-989-8648-05-1.

86. “Manifestação de quê?”, in Forma de Vida, Revista do Programa em Teoria da


Literatura da Universidade de Lisboa. nº 5, ISSN 2183-1343 (publicação electrónica).
Janeiro de 2015. Simpósio ‘The New Humanities’, com Miguel Tamen, Maria Filomena
Molder, Sofia Miguens, Gustavo Rubim, Abel Barros Baptista. http://formadevida.org

87. “Could There Be a Logical Alien? – the austere reading of Wittgenstein and the
nature of logical truths”, in Moyale-Sharrock, Danièle, Munz, Volker & Coliva,
Annalisa, eds, Mind, Language and Action – Proceedings of the 36. Internationales
Wittgenstein Symposium – Kirchberg, Berlin, De Gruyter, Austrian Ludwig
Wittgenstein Society, 2015, pp. 283-295. ISBN: 978-3-11-037861-0.

88. “Ser ou não ser kantiano – a opção entre Kant e Frege”, in Miguens, Tunhas, Pinto
& Cadilha 2015, Ser ou Não ser Kantiano, Lisboa, Colibri, pp. 19-41

89. “Encontros Comigo Mesmo – reflexões sobre subjectividade, consciência e


linguagem em torno de Donald Davidson e Shaun Gallagher”, in Filosofia da Mente,
Ciência Cognitiva e o Pós-Humano. Monica Aiub, Maria Eunice Quilici Gonzalez e
Mariana Cláudia Broens (orgs). São Paulo, Editora FiloCzar, 2015, pp. 109-118.
[filosofia da mente]

90. “Three senses of selfless consciousness – Nietzsche and Dennett on mind, body and
language”. in João Constâncio, Maria João Mayer Branco and Bartholomew Ryan
(eds.), Nietzsche and the Problem of Subjectivity. Berlin, New York: De Gruyter, 2015,
pp. 511-529. ISBN: 978-3-11-040812-6. [filosofia contemporânea]

91. “Espelhos, Escadas, Paradoxo e Nonsense – o que há de comum a Kierkegaard e


Wittgenstein”, Revista da Faculdade de Letras – série de Filosofia (número especial
dedicado a Soren Kierkegaard – vida e obra) (31) (2014), pp. 83-97. [filosofia
contemporânea]

92. A razão, a Europa e os intelectuais / Reason, Europe and intellectuals. Recensão


crítica de Bruno Monteiro e Virgílio Borges Pereira orgs, Intelectuais Europeus no
século XX – exercícios de objectivação sócio-histórica (Porto, Afrontamento, 2014, 343
pp.) ISBN 978-972-36-1399-5, Recensão crítica, Filosofia: Revista da Faculdade de
Letras, 32(2015), pp. 161-169 (saiu em 2016)

93. A estranheza do comum. Recensão crítica a L. Wittgenstein Observações sobre o


Ramo Dourado de Frazer (Edição, tradução e notas de João José Almeida). Introdução
e revisão da tradução: Nuno Venturinha. Coordenação: Bruno Monteiro. Deriva
Editores, Porto 2011, 116 pp. Revista da Faculdade de Letras – série de Filosofia, 27-
28 (2010-2011), pp. 248-251.

23
94. Sofia Miguens, Gerhard Preyer and Clara Bravo Morando, “Introduction: Back to
pre-reflectivity”. In Miguens, Preyer and Morando 2016, Pre-Reflective Consciousness
– Sartre and Contemporary Philosophy of Mind, pp. 1-26.

95. “J.L.Austin, o realismo de Oxford e a epistemologia – uma releitura de “Other


Minds””, Revista Aurora (Brasil), vol.28, n.44, 2016, pp. 653-686.

96. “O que seria uma consciência des-subjectivizada? O ponto de vista jamesiano e a


crítica de Damásio a Dennett”, Revista da Faculdade de Letras – série de Filosofia, 27-
28 (2010/2011), pp. 153-166. [filosofa da mente]

97. “‘Where Am I, or What?’ Two Ways of Being Unable to Go Wrong When


Encountering Oneself and What We Can Learn From Them”. in J.M. Curado & S.
Gouveia (eds.), Philosophy of Mind – contemporary perspectives, Newcastle upon
Tyne, Cambridge Scholars Publishing, 2017. ISBN: 978-1-5275-0000-6. pp.6-14
[filosofia da mente]

98. “Onde nos leva Wittgenstein em filosofia? As respostas de Cora Diamond e


Elizabeth Anscombe”. In Por que Razão? Razões para acreditar, para agir e para
preferir. Porto, FLUP. Colecção MLAG Discussion Papers, voume 7. Coord. Brena
Fernandez, Diana Couto, Luís Veríssimo. 2018, pp. 15-45.

99. “Apperception or environment – J. McDowell and Ch.Travis on the nature of


perceptual judgement” (Apercepción o ambiente. J.McDowell y Ch. Travis sobre la
naturaleza del juicio perceptivo”) in ConTextos Kantianos – an international journal of
philosophy (CTK6 – special issue) N.o 6, Diciembre 2017, pp. 79-92 ISSN: 2386-7655
Doi: 10.5281/zenodo.1095143

100. “Kant and Contemporary philosophy of mind and epistemology / Kant en la


filosofía de la mente y la epistemología actuales – Presentation of the editors” (with P.
Tunhas) ConTextos Kantianos – an international journal of philosophy (CTK6 – special
issue) N.o 6, Diciembre 2017, pp. 13-17. ISSN: 2386-7655 Doi:
10.5281/zenodo.1092758

101. “Seeing what a ‘science of rationality’ founders on (with a little help from D.
Davidson)” (com João Alberto Pinto), Poznań Studies in the Philosophy of the Sciences
and the Humanities 111, april 2018 pp. 71-92. doi 0.63/979004359475_005. Special
volume Rationality and Decision Making – from normative rukes to heuristics, edited
by Marek Hetmanski (Lublin).

No prelo

102. “Les problèmes philosophiques de la perception”. In Lire Le bruit du sensible de


Jocelyn Benoist. Danielle Cohen-Levinas et Raoul Moati (orgs). Paris, Éditions
Hermann, Collection Rue de la Sorbonne. (contrato com Éditions Hermann assinado).
No prelo.

103. The problem with J. Searle’s idea that ‘all seeing is seeing-as’(or what
Wittgenstein did not mean with the duck-rabbit). In The Philosophy of Perception and

24
Observation Proceedings of the 40th International Wittgenstein Symposium. Edited by
Friedrich Stadtler & Christoph Limbeck-Lilienau. Berlin, De Gruyter

104. “What is the difference between Hamlet and me? A suggestion regarding fictional
entities”. For Martinez ed, Abstract Objects: for and against, Synthese Library. Berlin,
Springer, Introduction and preface by Jose Luís Falguera and Concha Martínez
(forthcoming).

105. “Is there really a single way for all humans to be human? Questions regarding the
common good (or: disputes within Aristalian naturalism in current moral philosophy)”.
Aceite, volume Philosophy of the City 2017, Shane Epting et al. eds. Revista da
Faculdade de Letras – Universidade do Porto. Número especial.

106. “Is seeing judging? Radical contextualism and the problem of perception”. For
David Zapero and Eduardo Marchesan, Objectivity, Truth and Context London,
Routledge (forthcoming).

107. “Kant et la philosophie analytique de la perception”. Actes du XIIIe Congrès


international de la Société d'études kantiennes de langue française. Organisé par: Paulo
Jesus.

108. “Introduction – Basic necessities (or: the shape of thought)”, in The Logical Alien
At 20 (Ch. Travis & S. Miguens eds.), Cambridge MA, Harvard University Press (com
Charles Travis)..

109. “Temptation and Therapy –Wittgensteinian responses to other minds skepticism”,


(Nuno Venturinha ed.), Wittgenstein Studien.

110. “Blindspots, perspectives and the first-person”, in Paulo Tunhas & Danièle Cohn
(eds.), Le sujet.

111. “Alan Turing e a filosofia da mente” em J. C. Espírito Santo, Atas do Colóquio


Alan Turing da Academia de Ciências de Lisboa (2012). No prelo.

112. “The ever-present temptation of answering the skeptic – John McDowell’s and
Stanley Cavell’s wittgensteinianism”, in Rui Bertrand Romão org, Wittgenstein and the
Skeptic Tradition, Bern, Peter Lang (no prelo)

Ainda em finalização, de projectos de investigação já terminados:

109. “Why We Are Not homo philosophicus - On self-knowledge for humans” Interview
with Quassim Cassam.

110. “Frege and the Twilight of Empiricism” (com João Alberto Pinto). Versão prévia
em publicação electrónica no site do MLAG (mlag.up.pt) (2011), Eletronic Proceedings
of the Conference Theories of Judgement and Cognitive Attitudes (Miguens & Martínez
eds.).

25
1.4 OUTRAS PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS (INCLUINDO TRADUÇÕES, TRABALHOS DE
REVISÃO CIENTÍFICA E RELATÓRIOS)

TRADUÇÕES

1. Jaegwon Kim, “O que é a epistemologia naturalizada?”. Cadernos de Filosofia nº 13,


2003, pp. 7-40.

2. Daniel Andler, “O que são as ciências cognitivas?”. (Introdução de Introduction aux


sciences cognitives, Paris, Gallimard, 1992 – extractos). Textos de apoio de Filosofia do
Conhecimento, FLUP, em uso desde 2000.

3. Quassim Cassam, “Saber e ver – em resposta ao dilema de Stroud”, in Aparência e


Realidade, S. Miguens e M. Teles (coords.), Lisboa, Colibri, 2010, pp. 139-166.

4. Charles Travis, “O silêncio dos sentidos”, in Aparência e Realidade, S. Miguens e M.


Teles (coords.), Lisboa, Colibri, 2010, pp. 183-233 (com João Lemos).

5. Hilary Putnam, “Cérebros e comportamento” in Filosofia da mente – uma antologia,


Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias (coords.). Pré-
publicação on-line no site do MLAG.

6. Ned Block, “Problemas com o funcionalismo”, in Antologia de Filosofia da Mente.


Filosofia da mente – uma antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen
e Maria Clara Dias (coords.). Pré-publicação on-line no site do MLAG.

7. Paul M. Churchland, “A redescoberta da luz”, in Antologia de Filosofia da Mente.


Filosofia da mente – uma antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen
e Maria Clara Dias (coords.) Pré-publicação on-line no site do MLAG.

8. Paul M. Churchland, “O materialismo eliminativo e as atitudes proposicionais”, in


Antologia de Filosofia da Mente. Filosofia da mente – uma antologia, Sofia Miguens,
João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias (coords.). Pré-publicação on-line
no site do MLAG.

9. J. L. Austin, Sense and Sensibilia (em curso), no contexto do Projecto The Bounds of
Judgement. Extratos em uso interno na FLUP na leccionação de Filosofia do
Conhecimento II (Módulo: Percepção) e Mente e Mundo (seminário de doutoramento)
desde 2010.

10. Manfred Frank, “Welche Gründe gibt es, Selbstbewusstsein für irreflexiv zu halten”
Do alemão para o inglês [What reasons are there to think that self-consciousness is non-
reflective] Para Prereflective Consciousness – Early Sartre and the contemporary
philosophy of mind London, Routledge 2015.

TRABALHOS DIDÁCTICOS E ACERCA DO LUGAR DA FILOSOFIA

26
1. “Orientações para a elaboração e apresentação de trabalhos escritos em Filosofia”,
(com João Alberto Pinto), 2001, edição da FLUP, Textos de Apoio de Filosofia do
Conhecimento e de Lógica.

2. “Uma oportunidade desperdiçada”, Página de Filosofia (M. F. Molder, dir), 2007.


Publicação electrónica.

REVISÃO CIENTÍFICA
REVISÃO CIENTÍFICA DE MANUAIS ESCOLARES
1. A Arte de Pensar (Lisboa, Didáctica Editora, 2007). Autores: Aires Almeida, Célia
Teixeira, Desidério Murcho, Paula Teixeira, Pedro Galvão. Vol. 1: 236 pp. Vol. 2: 200
pp. ISBN: 978-972-650-761-1. Revisão científica e apoio científico, a convite da editora
e dos autores. 2006-2007

2. Como pensar tudo isto? (Lisboa, Leya, 2014). Autores: Domingos Faria, Luís
Veríssimo, Rolando Almeida. ISBN: 978-888-890-222-7.

REVISÃO CIENTÍFICA DE TRADUÇÕES

1. Bertrand Russell, “On Denoting”, por Daniel Filipe Amaro (Porto, FLUP, Textos de
Apoio de Filosofia da Linguagem). Em utilização interna na docência de Filosofia da
Linguagem na FLUP desde 2002. Com João Alberto Pinto.

2. Mark Kalderon, Ilusão de cor, in Aparência e Realidade, Lisboa, Colibri, 2010, pp.
35-66. Com Manuela Teles.

3. Sandra Laugier, O comum transatlântico: de Concord a Chicago via Oxford, in


Aparência e Realidade, Lisboa, Colibri, 2010, pp. 67-97. Com Manuela Teles.

4. Jocelyn Benoist, Um apelo a exemplos – a fenomenologia como ontologia sensível,


in Aparência e Realidade, Lisboa, Colibri, 2010, p.109-127. Com Manuela Teles.

5. Raymond M. Smullyan, Um Dualista desafortunado. in Filosofia da mente – uma


antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias
(coords.)

6. U.T. Place, Será a consciência um processo cerebral? in Filosofia da mente – uma


antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias
(coords.)

7. Hilary Putnam, A Natureza dos estados mentais, in Filosofia da mente – uma


antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias
(coords.)

8. Donald Davidson, Eventos Mentais, in Filosofia da mente – uma antologia, Sofia


Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias (coords.)

27
9. Donald Davidson, Mente Material, in Filosofia da mente – uma antologia, Sofia
Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias (coords.)

10. Jerry A. Fodor, Ciências especiais (ou a unidade da ciência como hipótese de
trabalho), in Filosofia da mente – uma antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto,
Miguel Amen e Maria Clara Dias (coords.)

11. Jaegwon Kim, A realização múltipla e a metafísica da redução, in Filosofia da


mente – uma antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara
Dias (coords.)

12. Thomas Nagel, Como é ser um morcego? in Filosofia da mente – uma antologia,
Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias (coords.)

13. Frank Jackson, Qualia epifenomenais, in Filosofia da mente – uma antologia, Sofia
Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias (coords.)

14. Saul A. Kripke, Nomeação e necessidade (excerto), in Filosofia da mente – uma


antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias
(coords.)

15. Joseph Levine, O materialismo e os qualia: a lacuna explicativa, in Filosofia da


mente – uma antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara
Dias (coords.)

16. Colin McGinn, Será que podemos resolver o problema mente-corpo?, in Filosofia
da mente – uma antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria
Clara Dias (coords.)

17. Jerry Fodor, A persistência das attitudes, in Filosofia da mente – uma antologia,
Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias (coords.)

18. Alan Turing, Maquinaria computacional e inteligência, Filosofia da mente – uma


antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias
(coords.)

19. John Haugeland, Máquinas semânticas: uma introdução ao design de mentes, in


Filosofia da mente – uma antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen
e Maria Clara Dias (coords.)

20. John R. Searle, Mentes, cérebros e programas, in Filosofia da mente – uma


antologia, Sofia Miguens, João Alberto Pinto, Miguel Amen e Maria Clara Dias
(coords.)

21. John McDowell, Mind and World, tradução em curso no âmbito do Projecto The
Bounds of Judgement (PTDC/FIL-FIL/109882/2009), por Helena Castro.

28
22. Wilfrid Sellars, Empiricism and the Philosophy of Mind – Tradução de Pedro Serras
(Programa de Teoria da Literatura da Universidade de Lisboa). Consultora científica
(desde 2012) de projecto de tradução patrocinado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

23. Vincent Descombes, Le marteau le maillet et le clou (tradução para o inglês por
Andreia Gaspar)

24. Daniel Dennett, A estranha inversão de raciocínio de Turing (tradução de Steven


Gouveia e Diana Neiva)
https://ase.tufts.edu/cogstud/dennett/papers/portugesetranslationTuring.pdf

OUTRAS PUBLICAÇÕES – RELATÓRIOS CIENTÍFICOS

1. Subjectividade, intersubjectividade e linguagem (a partir de Donald Davidson).


Sumário da Lição-síntese, entregue para obtenção do grau de Agregado. Porto,
Faculdade de Letras da Univerisdade do Porto 2007. 25 pp.

2. Filosofia da Linguagem I, Relatório de disciplina entregue para obtenção do grau de


Agregado. Porto, Faculdade de Letras da Universidade do Porto 2007. 279 pp.

3. Filosofia de Linguagem – Relatório de disciplina (relatório apresentado para efeitos


de Concurso para Professor Associado do Departamento de Filosofia da Faculdade de
Letras da Universidade do Porto). Porto, FLUP, 2006. 221 pp.

29
A.2. ATIVIDADE DE INVESTIGAÇÃO

Membro fundador (1996) do Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea (GFMC)


do Instituto de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto [O GFMC foi
criado por Maria José Cantista em 1996 por ela dirigido entre 1996 e 2008].

Fundadora, em 2005, do MLAG (Mind, Language and Action Group, Grupo de


Investigação do Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea do Instituto de
Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto). Coordenadora
(Investigadora-Principal) do MLAG desde 2005.

Coordenadora (Diretora) do Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea, desde


2008, sucedendo à Prof. Maria José Cantista.

Coordenadora (Investigadora-Principal) da linha temática Modern and Contemporary


Philosophy do Instituto de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto
desde 2015.

1. Membro da equipa do Projeto de Investigação Para uma Antropologia da Dor e do


Sofrimento (1996-2001) do Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea (projeto
interno ao Instituto de Filosofia) (GFMC, FLUP). Investigadora-responsável: Maria
José Cantista.

2. Membro do Projeto de Investigação A Dimensão Intencional. Pensamento, Relações


e Intencionalidade. Contributos do Início de Século XX. (POCTI/FIL/36628/1999).
(2001-2004). Investigadora-responsável: Maria Luísa Couto Soares, FCSH-UNL.

3. Membro-colaborador do grupo de investigação Episteme do Departamento de Lógica


e Filosofia Moral da Universidade de Santiago de Compostela) (2005-presente) (nota: o
Departamento de Lógica e Filosofia Moral da USC fundiu-se com o Departamento de
Filosofía General em 2016).

4. Investigadora do Grupo de Pesquisa Filosofia da Mente e Ciência Cognitiva (CNPQ /


Brasil). (desde 2005).

30
5. Investigadora-Responsável do Sub-Projeto Racionalidade, Desejo, Crença I -
Motivação para a acção do ponto de vista da teoria da mente (RBD1) da Unidade I&D
502 (2003 – 2005) (projeto interno ao IF).

6. Representante do Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea (Mind Language


and Action Group) na reunião do Projeto de Investigação Culture and The Mind
(Reunião Preparatória: Londres, 4-6 de Fevereiro de 2005). Organização: Stephen Stich
(Rutgers University – New Jersey - USA) e Stephen Laurence (Sheffield University,
UK) (a convite de Stephen Stich, Universidade de Rutgers, consultor dos Projectos de
Investigação Rationality Belief Desire I e II). Proposta como responsável (Conference
Organizer) da rede internacional das universidades participantes no projecto.

7. Investigadora-Responsável do Sub-Projeto do Projeto de Unidade Encontros


Preparatórios do Centro de Ciência Cognitiva da Universidade do Porto – Preparatory
Meetings for the Center for Cognitive Science of the University of Porto (PCS) da
Unidade I&D 502 (2003-2005). Consultores e principais conferencistas dos Encontros:
Ernest Lepore, Universidade de Rutgers, 18 de Março 2004 e Hilary Putnam,
Universidade de Harvard, 18 de Maio 2004.

8. Investigadora-Responsável do Sub-Projecto do Projeto de Unidade ENFA2 (Encontro


Nacional de Filosofia Analítica 2) da Unidade I&D 502 (2003-2005).

9. Membro da Equipa do Projeto de Investigação Conceptual Change in Science: from


ontosemantic to cognitivist approaches / El cambio conceptual en la ciencia: de los
enfoques ontosemanticos a los cognitivistas (BFF2003-01962) (2003 – 2006)
(Universidade de Santiago de Compostela, financiado pelo Ministério da Ciência
espanhol). Investigador Responsável: Juan Vázquéz Sanchez, Departamento de Lógica
e Filosofia Moral, Universidade de Santiago de Compostela.

10. Membro da Equipa do Projeto de Investigação The justification of knowledge in


formal and empirical sciences (La justificación del conocimiento en las ciencias
formales y empiricas) (HUM2006-04955/FISO) (2006 – 2009) (financiado pelo
Ministerio de Educación y Ciência, Espanha). Investigador Responsável: Juan Vázquéz

31
Sanchez, Departamento de Lógica e Filosofia Moral, Universidade de Santiago de
Compostela.

11. Participação, como Investigadora-Responsável do MLAG, no Projeto Semantics,


social science and the theory of social systems (Investigador-Responsável Prof. Dr.
Gerhard Preyer, J. W. Goethe Universität, Frankfurt-am-Main) (2006-2008).

12. Investigadora-Responsável do Projecto Rationality, Belief, Desire II – from


cognitive science to philosophy (RBD2) (POCTI/FIL/55555/2004) (2005-2008).
(23.000 EUR). Consultores: Pascal Engel (Paris), Stephen Stich (Universidade de
Rutgers, New Jersey, USA), Alvin Goldman (Universidade de Rutgers, New Jersey,
USA) e posteriormente Charles Travis (Northwestern University – Chicago).
Classificação final: A.

13. Responsável, enquanto Investigadora-Responsável do Projecto RBD2, pelos


números especiais das revistas electrónicas Intelectu e Trólei dedicados ao Projecto, em
conjunto com, respetivamente, Sara Bizarro (Universidade de Lisboa) e Pedro Galvão
(Universidade de Lisboa)

14. Responsável pelo Projecto Individual português do CRP (Collaborative Research


Project) Emotions, Consciousness and Self-Consciousness, dirigido por Naomi Eilan
(Warwick, Reino Unido), com participação de grupos do Reino Unido, França,
Finlândia, Suécia, Suíça e Hungria) (candidatura submetida à European Science
Foundation) (2004).

15. Investigadora-Responsável do projeto interno ao IF Filosofia da Mente – uma


antologia (projecto de tradução de textos básicos de filosofia da mente) (2007-2010),
em colaboração o Centro de Ética e Filosofia da Mente da Universidade Federal do Rio
de Janeiro. Coordenadora do projeto no Brasil: Maria Clara Dias, Departamento de
Filosofia e Centro de Ética e Filosofia da Mente da UFRJ (Universidade Federal do Rio
de Janeiro). Conclusão das traduções (1ª fase): 2010. Intercâmbio de investigadores
porto – Rio de Janeiro. [filosofia da mente]

32
16. Coordenadora do projeto de colaboração e intercâmbio de docentes e estudantes
Porto – Rio de Janeiro Mente, Acção e Ética. Acordo assinado entre o MLAG (IF/UP) e
o CEFM (UFRJ) (desde 2006).

17. Membro da equipa do projeto A Filosofia por Disciplinas. Investigador-


Responsável: Pedro Galvão, Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa. Membros
da equipa: Desidério Murcho, Ricardo Santos, António Zilhão, Célia Teixeira, Sara
Bizarro, Aires Almeida.

18. Coordenadora do projeto interno ao GFMC-IF Convergences – a 21st century post-


analytical and post-phenomenological philosophy of thought mind and language (2007-
2010) [filosofia contemporânea]

19. Responsável pelo Projeto de colaboração Porto-Granada Conceptual and Causal


Aspects of Action (projeto interno ao Instituto de Filosofia; projeto enquadrador da
colaboração do MLAG com a Universidade de Granada na área da filosofia da acção)
(IR espanhola: Maria José Encinas, Departamento de Filosofia, Universidade de
Granada) (2007-2010)

20. Investigadora-Responsável do Projeto Conversations on Practical Rationality and


Human Action, financiado pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento
(2007-2011) (28.000 EUR). Equipa: Sofia Miguens, Carlos Mauro, Susana Cadilha.
Projeto de entrevistas em torno da filosofia da acção com filósofos morais, filósofos
políticos, filósofos da economia e cientistas cognitivos. Rede para a filosofia da acção e
a filosofia experimental constituída por: Alfred Mele (Florida State University); Hugh
McCann (Texas A&M); Michael Bratman (Stanford University); Daniel Hausman
(University of Wisconsin – Madison); George Ainslie (Former Clinical Professor
Temple University, Philadelphia); Joshua Knobe (Yale University). [Rede de
cooperação].

21. Responsável pelo projeto interno ao Instituto de Filosofia The Bounds of Judgment –
from Frege to cognitive agents and human thinkers (projeto-programa da área Mente e
Linguagem do MLAG, em preparação da candidatura externa submetida à FCT em
2009 e aprovada em 2010). Consultores: Charles Travis (King’s College London), Tim

33
Crane – University of Cambridge, Quassim Cassam (University of Warwick), Jocelyn
Benoist, (Université de Paris – I Sorbonne, École Normale Superieure; Directeur des
Archives Husserl).

22. Membro da equipa do projeto de investigação Cognitive Attitudes and the


Justification of Knowledge (Investigadora-Responsável Concha Martinez,
Departamento de Lógica e Filosofia Moral, Universidade de Santiago de Compostela
(Referência do projecto: FFI2009-08828, Sub-programa FISO, financiado pelo
Ministério da Ciência espanhol (2010-2012)).

23. Membro da equipa do projecto de investigação Nietzsche and the contemporary


debate on the self (IR João Constâncio (FCSH-UNL) Instituto de Filosofia da
Linguagem, FCSH-UNL, Research Group Aesthetics (PTDC/FIL-FIL/ 111444/2009).
(2010-2013)

24. Responsável pelo Projeto de colaboração Porto – Frankfurt, Consciousness and


Subjectivity, MLAG / Protosociology (projeto interno do Instituto de Filosofia – FLUP,
iniciado em 2008, com conclusão prevista em 2011). Investigador responsável alemão:
Prof. Dr. Gerhard Preyer, Goethe Universität Frankfurt. Participações: Hilary Putnam
(Harvard), Dieter Henrich (München), Jocelyn Benoist (Paris - Sorbonne), Sandra
Laugier (Paris - Sorbonne), David Rosenthal (New York), Neil Feit (Fredonia, NY),
Kenneth Williford (Arlington, Texas), Uriah Kriegel (Tucson, Arizona), Farid Masrour
(NYU), Elijah Chudnoff (Miami), Shaun Gallagher (Orlando, Florida), Charles Travis
(King’s College, London), Thor Grünbaum (Copenhaga), Manfred Frank (Tübigen),
Michelle Montague (Oxford), Søren Overgard (Copenhaga), David Rudrauf (Iowa)
Donovan Wishon (Stanford – California), Joel Krueger (Copenhagen). [Rede de
cooperação].

25. Investigadora-Responsável do Projeto The Bounds of Judgement – Frege,


cognitive agents and human thinkers (PTDCI/FIL-FIL/109882/2009) (2011-2013)
(extensão: 31 de junho 2014) (80.000 EUR). Consultores: Tim Crane (Cambridge),
Quassim Cassam (Warwick), Charles Travis (King’s College – London), Jocelyn
Benoist (Université de Paris I – Sorbonne).

34
26. Responsável no MLAG/IF pela colaboração com o projecto Naturalismo y
Pragmatismo Contemporáneos (HUM-4099). Entidad Financiadora: Junta de Andalucía
–Consejería de Innovación, Ciencia y Empresa. Investigador Responsable: María José
Frápolli Sanz, Universidade de Granada (2009-2012).

27. Responsável científica interna ao Instituto de Filosofia da Facullade de Letras da


Universidade do Porto pelo Projeto Judgements of Moral Wrongdoings and the
emotions– a neuropsychophysiological study (2012-2014) (financiamento 41.000 EUR,
Fundação Bial) – Projecto do Porto X-Phi Lab (área “Action, Agency and Rationality”
do MLAG). Investigador-Responsável Paulo Sousa (Queens’ University, Belfast,
Investigador-Colaborador do MLAG. Com Carlos Mauro, MLAG).

28. Membro da equipa do Projeto To See or Not to See? Hallucinations from a


muldisciplinary perspective. Projeto do MLAG/GFMC/IF. Financiado pela Fundação
Bial (2013-2014). Investigador-Responsável: Mattia Riccardi (MLAG). 17.000 euro.
Responsável interna à FLUP.

29. Projeto Prereflective Consciousness – Early Sartre in the Context of Contemporary


Philosophy of Mind. Projeto de colaboração Porto – Frankfurt (na sequência do Projeto
Consciousness and Subjetivity, 2008-2011).

Responsáveis: Sofia Miguens (Porto) e Gerhard Preyer (Frankfurt) (2012-2014).


Research team: Denis Bühler, Department of Philosophy, University of California, Los
Angeles, United States of America; Anna Ciaunica, Laboratoire d'Etudes des Mécanismes
Cognitifs, Bron, France (2014: MLAG - Porto); Jeremy Ekberg, Shantou University,
Shantou, China; Matthew C. Eshleman, Department of Philosophy and Religion,
University of North Carolina, Wilmington, Wilmington, NC, United States of America;
Manfred Frank, Professor of Philosophy Emeritus, Eberhard Karls University, Tübingen,
Germany; Rocco J. Gennaro, Philosophy Department/Phil of Mind/CogSci Area Editor,
Internet Encyclopedia of Philosophy, College of Liberal Arts, University of Southern
Indiana, United States of America; Andreas Heinz, Klinik für Psychiatrie und
Psychotherapie, Charité – Universitätsmedizin Berlin Campus Charité-Mitte, Berlin,
Germany; Terry Horgan, University of Arizona, Tucson, AZ, United States of America;
Iker Garcia Plazaola, University of Illinois at Urbana-Champaign, Champaign, United
States of America; Tomis Kapitan, Department of Philosophy, Northern Illinois
University, DeKalb, United States of America; Uriah Kriegel, Research Director, Jean
Nicod Institute, École Normal Supérieure, Paris, France; Dorothée Legrand, Professor of
Philosophy, Chercheur CNRS, Archives Husserl, Ecole Normale Supérieure, Paris,
France ; Joseph Levine, Professor of Philosophy, Department of Philosophy, University of
Mass, Amherst, MA, United States of America; Raoul Moati, Department of Philosophy.
University of Chicago, Chicago, United States of America; Clara Bravo Morando,
University of Porto, Departamento de Filosofia, Porto, Portugal; Katherine Morris, Fellow

35
in Philosophy, Mansfield College, University of Oxford, UK; Kristina Musholt, Junior
Professor in Neurophilosophy, University of Magdeburg, Magdeburg, Germany; Jean-
Philippe Narboux, Département de Philosophie UFR Humanités Université Bordeaux 3,
France; Shaun Nichols, University of Arizona, Tucson, AZ, United States of America;
Pierre-Jean Renaudie (MLAG – University of Porto); Daniel R. Rodriguez Navas,
University of Chicago, Chicago, United States of America; Mark Rowlands, Department
of Philosophy, University of Miami, Coral Gables, United States of America; Gerhard
Seel, Institute of Philosophy, University Bern, Bern, Switzerland; Eric Trémault,
Université Paris I - Panthéon-Sorbonne, Paris, France; Joshua Tepley, Saint Anselm
College, Manchester, NH, United States of America; Jonathan Webber, School of English,
Communication, and Philosophy, Cardiff University, Cardiff, United States of America;
Kathleen Wider, Department of Literature, Philosophy, and the Arts, University of
Michigan-Dearborn, Dearborn Michigan, United States of America; Kenneth Williford,
Department of Philosophy, UT Arlington, Arlington, United States of America.

30. Membro da equipa do projeto Origins and Consequences of Contextualism –


Projeto de colaboração Porto – Bordeaux (MLAG e GETLLAC, Institut Universitaire
de France). Projeto interno ao Instituto de Filosofia do Porto. Investigadores
Responsáveis: Jean-Philippe Narboux (Bordeaux) e Sofia Miguens (Porto). 2012-2014.

31. Membro (e coordenadora por Portugal) da Rede CNRS PLoCO Le langage


ordinaire, coordenada e financiada pelo CNRS - França. Responsável pela equipa da
UPorto (S. Miguens, Ch. Travis, J.A.Pinto, J. Santos, M. Teles). Parceiros: França
(Paris), EUA (Chicago, Johns Hopkins – Baltimore, Tufts - Boston), Portugal (Porto),
Itália (Roma). (2012-2016). Responsável pela coordenação em França: Bruno Ambroise
(CNRS). Membros e colaboradores principais: Charles Travis, Sandra Laugier (Paris),
Jocelyn Benoist (Paris), Christiane Chauviré (Paris), Michael Williams (Johns Hopkins,
Baltimore), Meredith Williams (Johns Hopkins, Baltimore), Avner Baz (Tufts -
Boston), Piergiorgio Donatelli (Roma – La Sapienza).

32. DAAD Project Grant atribuída a Julia Peters, Hong-Yu Wong, Sofia Miguens
und Mattia Riccardi "Rationalität, Selbsterkenntnis und menschliches Handeln –
kognitionswissenschaftliche Herausforderungen, philosophische Perspektiven"
(DAAD Programm Hochschuldialog mit Südeuropa). 12.000 euro. Awarded to
Tübingen and Porto Philosophy Departments for collaborations between philosophers
and neuroscientists in Tübingen and Porto. (2013)

33. Membro da equipa do Projecto The explanatory function of abstract objects: their
nature and cognoscibility / La function explicativa de los objectos abstractos:

36
naturaleza y cognoscibilidad (FFI2013-41415-P) EFAO (2014-2016, prorrogado até
março de 2017). Espanha, Financiamento do Ministerio de Economia y Competitividad.
Investigadores-Responsáveis: José Luis Falguera e Concha Martínez, Universidade de
Santiago de Compostela.

34. Membro da equipa de investigação (e Responsável interna na FLUP) pelo Projeto de


investigação do MLAG "Estranged from Oneself, Estranged from the Others:
Investigating the Effect of Depersonalisation on Self-Other Mirroring" (Financimento
BIAL, 2017-2019, Investigadora-Principal: Anna Ciaunica, MLAG). 46.000 euro.
Responsável pela gestão interna na FLUP: Sofia Miguens.

35. Co-IR (com Nuno Venturinha, FCSH- UNL do Projecto FCT The epistemology of
religious belief: Wittgentein, grammar and the contemporary world (208.000 euro)
(2018-2020?)

MISSÕES

Inclui-se apenas, de entre as missões realizadas, aquelas que foram particularmente importantes seja para
os estudos de Mestrado e Doutoramento seja para a constituição da rede de colaborações internacionais
do IF – Porto, do GFMC (Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea) e do MLAG (Mind,
Language and Action Group).

(1) École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris, 12-19 de Julho de 1994. No
âmbito da Tese de Mestrado. Investigação bibliográfica. Bibliotèque Nacionale e
Maison des Sciences de l’Homme. Responsável: Fernando Gil, EHESS (orientador da
tese de mestrado).

(2) New York University (NYU), New York, 27 de Novembro a 4 de Dezembro de


1999 (Tese de Doutoramento, Investigação Bibliográfica. Preparação da estadia como
visiting scholar em 2000 – entrevista com o Director of Undergraduate Studies, Prof.
William Ruddick, para apresentação do plano de trabalhos). Missão patrocinada pelo
Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea/IF.

(3) University of Cambridge, Cambridge, Reino Unido. Março 2002 e 12-19 de Abril de
2003. Projeto de Investigação Racionalidade, Desejo, Crença I. Investigação
bibliográfica, entrevista com Simon Blackburn (Philosophy Department, consultor do

37
Projeto e visitas à CBU-MRC (Cognition and Brain Sciences Unit – Medical Research
Council), University of Cambridge. Entrevistas com Tomasz Bak (neurociências CBU-
MRC) e Anthony Marcel (psicologia cognitiva CBU-MRC). Missão patrocinada pelo
Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea/IF.

(4) Rutgers – The State University of New Jersey, New Brunswick, USA (Philosophy
Department e Center for Cognitive Science). Outubro-Novembro de 2003 (Projecto de
Investigação Racionalidade, Desejo, Crença I). Entrevistas com os consultores do
projeto, Stephen Stich e Alvin Goldman (Departament of Philosophy and Center for
Cognitive Science). Missão patrocinada pelo Gabinete de Filosofia Moderna e
Contemporânea/IF e pela FLAD. Com Paulo Tunhas.

(5) Londres, Agosto de 2004. King’s College Library e British Library, investigação
bibliográfica, projecto de Investigação Racionalidade, Desejo, Crença I. Missão
patrocinada pelo Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea/IF.

(6) Copenhaga, 17-21 de Dezembro de 2004, Center for Subjectivity Research, Danish
National Research Foundation. EUROCORES Programme CNCC (Consciousness in a
Natural and Cultural Context). Preparatory Workshop. Participação como ‘scientific
delegate’ da FCT e representante de Portugal. Missão patrocinada e financiada pela
FCT e pela ESF (European Science Foundation). Relatório enviado à FCT (à
Presidência e a Maria José Abreu, responsável pelos Programas EUROCORES)

(7) Bruxelas, 10-12 de Abril de 2005. ESF-COST Office, Pre-Management Committee


Meeting of EUROCORES Programme CNCC (Consciousness in a Natural and
Cultural Context). Participação como ‘scientific delegate’ da FCT e representante de
Portugal. Missão patrocinada e financiada pela FCT e pela ESF (European Science
Foundation). Relatório enviado à FCT (à Presidência e a Maria José Abreu, responsável
pelos Programas EUROCORES).

(8) Jyväskylä e Helsínquia, Finlândia, 25 de Novembro – 4 Dezembro de 2005.


Universidade de Jyväskylä e Universidade de Helsínquia. Projetos de Investigação
Racionalidade, Desejo, Crença II e Emotions, Consciousness and Self-Consciousness
(ESF) – contacto com o grupo History of the Mind (Universidade de Helsínquia),

38
Finnish Academy / Suomen Akatemia (através de: Mikko Yrjönsuuri). Missão
patrocinada pelo Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea/IF.

(9) Londres, King’s College, 22-27 Agosto de 2006 (entrevista a Charles Travis,
consultor do Projecto RBD2). Missão patrocinada pelo Gabinete de Filosofia Moderna e
Contemporânea/IF. Entrevista publicada na Revista Intelectu e também em Miguens
2008, Será que a minha mente está dentro da minha cabeça? (Porto, Campo das
Letras).

(10) Los Angeles, University of Califórnia – Los Angeles (UCLA), 7-17 Abril de 2006
(Projecto de Investigação RBD2 e contactos com vista à realização de pós-
doutoramento no período de licença sabática). Missão patrocinada pelo Gabinete de
Filosofia Moderna e Contemporânea/IF.

(11) University College Dublin, Irlanda, Março 11-14 de 2007. Conferência


Putnam@80, Dublin. Missão do projecto RBD2.

(12) Baltimore, Washington e Chicago, USA: Johns Hopkins University (Baltimore) –


Department of Philosophy, Georgetown University (Washington) – Department of
Philosophy, University of Chicago – Department of Philosophy, 19 de Setembro de
2007-1 de Outubro de 2007 (Missão do Projecto de investigação Conversations on
Practical Rationality and Human Action, financiado pela FLAD; contactos com vista a
colaborações com o MLAG/IF na área Action, Agency and Rationality, criada em
2008). Missão co-patrocinada pelo Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea/IF.

(13) Canterbury, University of Kent, 20-21 de Maio de 2008. Workshop Early Analytic
Philosophy (Ryle-Austin-Wittgenstein, Julia Tanney org.). Missão do Projecto
Convergences, patrocinada pelo MLAG/Gabinete de Filosofia Moderna e
Contemporânea/IF.

(14) Syracuse, New York, 16-18 Agosto 2008. Conferência SPAWN 2008 – Syracuse
Philosophy Annual Workshop and Netwok (Perception). Missão patrocinada pelo
MLAG/Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea/IF.

39
(15) University of Warwick (Coventry, UK) – 18-20 Setembro de 2009, Consciousness,
perception and reference – workshop (org. Bill Brewer e Allan Gotthelf). Missão
patrocinada pelo MLAG/Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea/IF. Missão
preparatória do Projecto The Bounds of Judgement.

(16) Paris, École Normale Supérieure, 22-23 Outubro de 2009, Colloque – Le sens de la
perception, Archives Husserl (ENS-CNRS). Missão patrocinada pelo Gabinete de
Filosofia Moderna e Contemporânea/IF, no âmbito do MLAG (Missão preparatória do
Projecto The Bounds of Judgement).

(17) Ankara, Turquia, Universidade de Bilkent – 9-15 de Novembro de 2009. Missão


patrocinada pelo Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea/IF, no âmbito do
MLAG. Visita preparatória do acordo Erasmus assinado em 2010 entre a UP e Bilkent.
Participação na Seminar Series on philosophy of mind and language (Ankara, Turquia,
Universidade de Bilkent, Novembro 2009. Org. Varol Akman)

(18) Roma, 2-4 Dezembro, The Nordic Network for Wittgenstein Research,
Wittgenstein’s Philosophy of Psychology (Workshop). Missão patrocinada pelo
Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea/IF, no âmbito do MLAG (Projecto
The Bounds of Judgement). Contactos com vista à colaboração do MLAG com o Nordic
Network for Wittgenstein Research.

(19) Granada, Departamento de Filosofia, 4-10 Abril de 2010. Formalização das


relações do (então) projecto (interno) The Bounds of Judgement com o projecto
Naturalismo y pragmatismo (Investigadora-Responsável: Maria José Frapolli)

(20) Lublin, Polónia, 3-8 Outubro 2010. Polish-Portuguese Workshop on Theories of


Rationality, Departamento de Filosofia, Maria Curie-Sklodowska University, Org.
Marek Hetmánski e Konrad Talmont-Kaminsky (pela Polónia – Univ. Lublin) e Rui
Sampaio (por Portugal – Univ. Açores). Delegação portuguesa: Rui Sampaio
(Universidade dos Açores), Ricardo Santos (Universidade de Évora) e Sofia Miguens
(Universidade do Porto).

40
(21) Paris, École Normale Supérieure, 13-16 Janeiro 2011 (com Manuela Teles,
MLAG). Workshop Perceptual Presence – disjunctivism and perceptual realism,
(Jocelyn Benoist e Roberta Locatelli orgs., patrocínio: CNRS). Contacto com novo
consultor/colaborador do MLAG: Jerôme Dokic, Institut Jean Nicod (projeto
Hallucinations). Sofia Miguens: Missão patrocinada pelo CNRS – UMR 8547; Manuela
Teles: patrocinada pelo Projecto The Bounds of Judgement.

(22) Derek Parfit (Oxford, All Souls) – Royal Institute of Philosophy Annual Lecture
2011. Londres, 16 de Fevereiro de 2011. Missão patrocinada pelo Gabinete de Filosofia
Moderna e Contemporânea/IF. Relatório ao GFMC.

(23) Londres, King’s College London, 7-9 Abril 2011. Wittgenstein and Perception (M.
Campbell and M. O’Sullivan orgs). Missão do Projecto The Bounds of Judgement (com
Clara Morando, MLAG).

(24) Londres, 17-21 Janeiro 2012. Quassim Cassam – consultor do projecto The Bounds
of Judgement – entrevista. Mid-term project meeting do projeto The Bounds of
Judgement (PTDC/FIL-FIL/109882/2009).

(25) Berna, Suíça, 22 de Junho 2012. Lauener Foundation. 5th International Symposium
on Analytic Philosophy. Atribuição de Prémio a Hilary Putnam – colaboração na
cerimónia a convite de Michael Frauchiger (Managing member of the Foundation
Council) Berna. Reunião com Michael Frauchiger: The Bounds of Judgement:
disseminação de resultados do projeto em contexto germanófono, com o apoio do
Professor Hilary Putnam (Harvard), consultor e figura tutelar do MLAG desde a criação
do grupo.

(26) Bruxelas, Julho 2012. (CLEA, Vreij Universitat Brussels). Reuniões com Valérie
Aucoutourier, com vista à sua participação na tarefa Articulation and Agency” do
projeto The Bounds of Judgement. Reunião com Bruno Ambroise – CNRS: preparação
da candidatura à Rede CNRS ‘Philosohie du langage ordinaire’. Missão do Projecto The
Bounds of Judgement (PTDC/FIL-FIL/109882/2009) – Project meetings and
dissemination.

41
(27) Visitas aos Departamentos de Filosofia de: Australian National University ANU
(Canberra) (22-24 abril 2013) e Monash University (Melbourne) (29 abril-1 maio)
durante o período de estadia como Visiting scholar na Universidade de Sydney. Projecto
The Bounds of Judgement (PTDC/FIL-FIL/109882/2009).

(28) Noruega, Bergen. Wittgenstein Nordic Society Meeting 2015 (june 12th-13th)
Conference Wittgenstein, Naturalism and the Philosophy of Mind. Contactos com a
Nordic Wittgenstein Society com vista futuros projectos e redes do MLAG.

(29) Paris. Université de Paris – Sorbonne. 26 de novembro de 2015. Reunião de


coordenação de agenda da Rede CNRS PloCo La philosophie du langage ordinaire.

(30) Paris. Université de Paris I Panthéon – Sorbonne. 30 junho – 3 de julho 2016.


Reunião de coordenação de agenda da Rede CNRS PloCo La philosophie du langage
ordinaire. Participação no colóquio Réalismes Ancients et nouveaux, Jocelyn Benoist
(org). Chair das sessões de 1 de julho do Colóquio.UMR 8103 ISJPS. Centre de
Philosophie Contemporaine de la Sorbonne (PhiCo). Composante «Expérience et
Connaissance» (ExeCO). Preparação do projecto Transparency, non-reductionism and
the first-person (Porto-Bonn, com David Zapero (Bonn) e Mattia Riccardi (Bonn))
submetido a New Directions in the Philosophy of Mind (Tim Crane coord.). Não
financiado.

(31) Participação no colóquio Les limites du langage – aproches transhistoriques (v.


Aucouturier. G. Casa, D. Lemler et J.M Roux org), organizado na continuidade da rede
CNRS PloCo La philosophie du langage ordinaire. Université Saint Louis – Bruxelles.
Centre Propero. 21-22 février 2018. Reunião com V. Aucouturier com vista à
colaboração Porto- Bruxelas (St. Louis) na continuação da agenda da rede CNRS.

42
A. 3 ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÉMICOS

PÓS-DOUTORAMENTO

1. Luís M. Augusto, O estatuto epistémico do conhecimento inconsciente. (Bolseiro


FCT SFRH/BPD/36055/2007). (Investigador do MLAG). Renovado para um segundo
triénio e terminado em 31.01.2014.

2. Mattia Ricardi, Towards an Embodied Theory of Intentionality. (Bolseiro FCT


SFRH/BPD/63327/2009). (Investigador do MLAG). Renovado para um segundo triéno
e terminado em 2014. [filosofia da mente]

3. Carlos Eduardo Evangelisti Mauro, Filosofia da economia e políticas públicas –


contributos de uma abordagem filosófica da acção, da intenção e da racionalidade.
(Bolseiro FCT SFRH/BPD/64367/2009). (Investigador do MLAG) Co-supervisores:
João Alberto Pinto, Universidade do Porto e Joshua Knobe, Universidade de Yale,
USA.. Renovado para um segundo triénio mas terminado em 2012.

4. Pierre-Jean Renaudie, Expression and Constitution of the Self: Investigating the


interplay between first and third-person perspectives (Bolseiro FCT
SFRH/BPD/85446/2012). Renovado para um segundo triénio em 2016 mas terminado
em 2017. [filosofia da mente]

5. Anna Ciaunica, Isolated Selves – A Non-Representationalist Approach to the


Development of Self and Intersubjectivity: the Case of Autism (Bolseiro FCT
SFRH/BPD/94566/2013). Renovado para um segundo triénio em 2017. [filosofia da
mente]

6. Renato Mauri A Im(possibilidade) da Representação na Fenomenologia Material de


Michel Henry. Bolseiro CNPQ. Co-orientação no Porto com Florinda Martins. Ano
lectivo 2013/2014. Pós-doutoramento nas Universidades do Porto e de Louvain
(Bélgica).

7. Brena Paula Magno Fernandez. Razão, Racionalidade, Ação Racional: o que a


filosofia da ação (ainda) tem a dizer à economia?. Professora Adjunta na Universidade
Federal de Santa Catarina – Brasil (em sabática). Departamento de Economia. Bolseira
de Pós-Doutoramento CNPQ. Setembro 2015-fevereiro de 2017. Projeto de pós-
doutorado no âmbito da área Racionalidade do MLAG. Área do projeto: filsoofia da
acção – teorias da racionalidade (teoria dos jogos).

8. Luca Corti. "On Human and Animal Minds: A Hegelian Approach"


(SFRH/BPD/117828/2016). Co-supervisão com Charles Travis e Markus Gabriel
(Bonn). Início: 2017. [filosofia da mente]

9. Eduardo Caliendo Marchesan. “Determinação, necessidade e generalidade: o


contextualismo radical a partir de J.L. Austin.” (SFRH/BPD/117828/2016). Co-
supervisão com Charles Travis. Início: 2017.

43
DOUTORAMENTO

1. Carlos Eduardo Evangelisti Mauro, Uma Teoria Deflaccionista da Racionalidade na


Acção. Bolseiro Alban em 2004/2005. (Bolseiro FCT SFRH/BD/23393/2005). Tese
defendida a 18.11. 2009. (Investigador do MLAG)

2. José Pedro Maçorano, Mapas de Racionalidade teórica – o impacto da ciência


cognitiva na concepção da tarefa epistemológica (dissertação do projecto RBD2).
(Bolseiro FCT SFRH/BD/24428/2005). (Investigador do MLAG)

3. Miguel Amen, Teorias da Identidade: uma defesa. (Bolseiro FCT


SFRH/BD/24582/2005). (Investigador do MLAG)

4. Susana Cadilha, O que é agir moralmente? (Bolseira FCT SFRH/BD/31320/2006).


Dissertação defendida em 2017. (Investigadora do MLAG)

5. Luís Ledo-Regal, Teorias internistas del significado. (Universidade de Santiago de


Compostela, co-orientação com Juan Vazquez)

6. Pilar Martos, H. Arendt e a vida activa. (Bolseira FCT SFRH/BD/18232/2004). Em


substituição da Prof. Maria José Cantista.

7. Joice Beatriz da Costa, E. Tugendhat e a filosofia analítica. Orientadora responsável


pelo período de presença na UP (Outubro de 2007 – Abril de 2008) (estágio CAPES
doutorado, Bolseira CAPES). Orientador no Brasil: Prof. Dr. Ernildo Stein. Tese
defendida no Brasil.

8. Rui Vieira da Cunha, The concept of person. (Bolseiro FCT SFRH/BD/45701/2008)


Co-orientador: Prof. Mikko Yrjönsüuri, Departamento de Ciências Sociais e Filosofia,
Universidade de Jyväskylä – Finlândia. (Investigador do MLAG)

9. Clara Morando, Ego e Consciência: uma teoria da transcendência egológica.


(Bolseira FCT SFRH/BD/45279/2008) (Investigadora do MLAG)

10. Maria Manuela Peixoto Teles, Percepção e Juízo. (Bolseira FCT


SFRH/BD/45915/2008). Co-orientador: Tommaso Piazza, IF/FLUP. (Investigadora do
MLAG). Dissertação concluída, a defender em 2018.

11. Pedro Borges de Araújo, Arquitectura ∩ Filosofia – Modelos arquitetura-


património-museu (Bolseiro FCT SFRH/BD/ 49572/2009). Co-orientação: Rui Sobral
Centeno, DCTP/FLUP e Juhani Pallasmäa (Helsinki University of Technology).
(Investigador do MLAG). Dissertação defendida em 2015.

12. Manuel Maria de Magalhães, Tempo e consciência (o inconsciente anetes de Freu)


(Projecto aprovado em 2010) (Investigador do MLAG)

13. Luís Miguel Rodrigues Inácio. Design da mente e autonomia pessoal prática:
condições de possibilidade, limites e produto. Projecto aprovado em 2010.

44
14. Isabelle Sanchis, Sujeito e Subjectividade em Psicologia. Estágio de doutorado
CAPES. Doutoranda em psicologia pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FAFICH), da Universidade Federal de
Minas Gerais – UFMG. Orientador: Prof. Dr. Miguel Mahfoud (período de permanência
na U.Porto: Novembro de 2010- Abril de 2011). Investigadora-visitante do MLAG.

15. Alberto Viralhadas Fereira, Bioethics and Post-Humanism: The social reframing of
future citizenship and difference (Início: 2010). Doutoramento em co-tutela
Universidade do Porto / Ludwig-Maximilians Universität – München. Co-Orientador:
Alexander Knorr, Departamento de Antropologia, Institut für Ethnologie. (Investigador
do MLAG). Tese defendida na Alemanha.

16. João Machado Vaz, Schizophrenia, Minkowski and Bergsonism. (Bolseiro FCT
SFRH/BD/70737/2010. (Investigador do MLAG) Co-orientador: Rui Mota Cardoso,
Psiquitria, FMUP. Dissertação defendida em 2016.

17. João Paulo Santos, John McDowell – Disjuntivismo, Cepticismo e Reencantamento


da Natureza. (Bolseiro FCT SFRH/BD/76166/2011). (Investigador do MLAG). Co-
orientador: Charles Travis, King’s College – London e Instituto de Filosofia –
Universidade do Porto. Dissertação a defender em 2018.

18. Franco Nero Antunes Soares, A teoria humeana da motivação – a influência das
crenças sobre as paixões motivacionais. Doutorando em Filosofia na Universidade
Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Brasil. Orientador: Prof. André Klaudat
(bolseiro CAPES como investigador convidado no MLAG; estágio 1.09.2011 –
01.03.2012). Dissertação defendia no Brasil.

19. Ana Isabel Fonseca Pereira de Andrade. A filosofia da acção em Gilbert Harman.
(Projecto aprovado em 2012). Em curso.

20. Luís Filipe Sarmento Veríssimo. O Melhor de Dois Mundos(?): um estudo sobre
teorias consequencialistas da virtude 2014. Supervisão da Bolsa incentivo interna ao
Instituto de Filosofia, correspondente ao plano de trabalhos (co-orientador: João Alberto
Pinto).

21. Rui Gonçalo Maia Rego. Um duplo ponto de vista: pessoal e impessoal. Um estudo
sobre a razão prática no pensamento de Thomas Nagel. Co-orientação com Carlos João
Correia. FLUL. Início: 2015. (Bolseiro FCT SFRH/BD/119664/2016)

22. Gustavo Luís Gava. Saltos representacionais: processos cognitivos globais e sua
funcionalidade atemporal. Doutorando em Filosofia na PUCPR – Curitiba – Brasil.
Orientador: Prof. Dr. Cleverson Leite Bastos Coorientador: Prof. Dr. Kleber Bez Birolo
Candiotto (bolseiro CAPES; investigador convidado no MLAG; estágio doutoral: 16.08.
2015 – 20.06.2016). Dissertação a defender no Brasil em 2017.

23. Diana Patrícia Couto Pereira. Phenomenal Concepts and Phenomenal Knowledge –
a Wittgensteinian approach. Bolseira FCT SFRH//BD/12112/2017. Co-orientação com
Manuel García-Carpintero (orientador), Universidade de Barcelona.

45
MESTRADO

1. Susana Caló, A Natureza Histórica da Cognição – debates filosóficos na teoria dos


sistemas dinâmicos na ciência cognitiva. Defesa: 4 de Janeiro de 2007

2. Pedro Borges de Araújo, Ideias, palavras, coisas e mundos possíveis – a arquitectura


interior segundo Noam Chomsky. Defesa: 17 De Dezembro de 2009

3. Ana Magno, Uma investigação sobre a noção de ‘saúde mental’.

4. Tomás Magalhães, Teorias das Emoções (2006-2008). Trabalho suspenso.

5. Manuela Teles, Frege e Husserl acerca de significação –nos primórdios da filosofia


analítica e da fenomenologia (2006-2008) (trabalho suspenso dada a obtenção de bolsa
de doutoramento em 2008).

6. Luís Miguel de Jesus Fernandes. A relação entre arte e natureza – de Kant a Marcel
Duchamp. Um aproposta de educação estética. Defesa: 23 de Novembro de 2012.

7. Sara Alexandra Santiago Silva, Consciência e Intencionalidade: perspetiva dualista


naturalista e relação entre intenções e ações. (2012-2013) Defesa: 2 de setembro de
2013.

8. António Gil Teles de Sousa, Dualismos mente-corpo: a ontologia do invisível. (2012-


2013) Defesa: 13 de setembro de 2013.

9. Maria Alice Gaspar da Mota, Uma abordagem anti reducionista da mente (2012-
2013). Defesa: 26 de novembro de 2013.

10. Ruben David Bastos e Silva de Azevedo, Epistemologia: proposta de unidade


didáctica baseada em eixos problemáticos. Defesa: 1 de novembro de 2013 (2012-
2013)

11. Eliana do Carmo Rocha Pinto. Robert Nozick e Peter Vallentyne: as dificuldades de
rectificação do contexto das teorias libertárias. (2012-2013). Defesa: 26 de novembro
de 2013.

12. Ernesto Valoi, Empirismo e base transcendental do pensamento acerca do mundo


em John McDowell. Defesa: 30 de julho de 2014.

13. José Avelino da Silva e Costa, Behaviorismo e cepticismo em Wittgenstein? (2012-


2013). Defesa: 3 de dezembro de 2014.

14. João Pires, Thomas Nagel, subjectividade e objectividade (2013-2014)

15. Hugo Rajão. Como avaliar a qualidade de vida num contexto social e político? –
Recursos versus Capabilities. Co-orientador: João Rosas. Defesa: 2017.

46
16. Pedro Chaves. Cognitive closure e o estatuto da consciência. Co-orientador: João
Alberto Pinto.

17. Tiago Raimundo. Arte e política. Co-orientador: Carlos João Correia, FLUL.
Defesa: 2017.

18. Diogo Amaro. Hannah Arendt Hannah Arendt e o Contexto do Totalitarismo no


Século Vinte (2015/2016)

19. Diana Patrícia Couto Pereira. Entre esquemas: Donald Davidson. Co-oreintador:
Manuel García Carpintero, Universidade de Barcelona (2015-2016). Defesa: 22.07.2016

20. César Martins. Um estudo sobre a filosofia de Elizabeth Anscombe. (2015-2016).


Defesa: 21.11.2016.

21. Pascoal Capita. A Pessoa como vontade livre em Harry Frankfurt (2015-2016).
Defesa: 22.04.2016.

22. Diana Neiva. Can movies philosophize? How metaphilosophical assumptions affect
theories on philosophy through film. Será possível fazer filosofia através do cinema? –
Sobre a forma como os conceitos, as metodologias e os pressupostos metafilosóficos
afectam as teorias. Co-orientador: Thomas Wartenberg. Mount Holyoke, MA USA
(2016-2017). Defesa: (prevista) 2017.

23. Carla Lopes. Sobre o conceito de abjecção e a sua aproximação com o pensamento
do exterior. Co-orientação com Maria Eugénia Vilela (2016-2017)

24. Carina Aguiar. Acerca do corpo estranho a si próprio. Co-orientação com Maria
Eugénia Vilela (2016-2017)

25. Fábio Alves. Heidegger – uma análise. Co-orientação com José Maria Costa
Macedo (2016-2017) (em curso)

26. Ricardo Henriques, Mundo e Valor: Ensaio sobre o pensamento de Wittgenstein na


sua relação com Nietzsche e o existencialismo. (em curso)

MONOGRAFIAS DE CONCLUSÃO DE LICENCIATURA

1. Susana Maria Afonso Fernandes Cadilha, O sentimentalismo na filosofia moral


(trabalho realizado no âmbito do Projecto RBD2, POCI/FIL/55555/2004) (2005).

2. Judite Teixeira Morgado, Egoísmo psicológico e egoísmo ético (trabalho realizado no


âmbito do Projecto RBD2, POCI/FIL/55555/2004) (2005).

3. Ana Maria Ferreira dos Santos, Sentimentalismo humeano – uma concepção


subjectivista da moral? (trabalho realizado no âmbito do Projecto RBD2,
POCI/FIL/55555/2004) (2006).

47
4. Deolindo Américo da Cunha Barbosa, Racionalidade – o que move um agente à
acção? (trabalho realizado no âmbito do Projecto RBD2, POCI/FIL/55555/2004)
(2007)

5. Gil Oliveira Teixeira, Música, cognição e emoções (trabalho realizado no âmbito do


Projecto RBD2, POCI/FIL/55555/2004) (2007)

6. Rogério Manuel da Silva Moreira (2007), Será que podemos ser eticamente
imparciais? A ética utilitarista de Peter Singer (aplicação às problemáticas animais)
(trabalho realizado no âmbito do Projecto RBD2, POCI/FIL/55555/2004).

BOLSEIROS BII (BOLSAS DE INICIAÇÃO À INVESTIGAÇÃO)

1. José Manuel Neves Oliveira, Donald Davidson e o externalismo (2009).


Apresentação pública de trabalhos a 5 de Março de 2010. (Enquadramento: MLAG,
Mente e Linguagem)

2. Pedro Luís Fortes Lima Cardona, Acção racional e políticas públicas (2009)
Apresentação pública de trabalhos a 5 de Março de 2010. (Enquadramento: MLAG-
Acção, Agência e Racionalidade)

3. João Paulo Santos, O pragmatismo: de C.S. Peirce a W. V. Quine e D. Davidson


(2009). Apresentação pública de trabalhos a 5 de Março de 2010. (Enquadramento:
MLAG – Mente e Linguagem)

4. José Filipe Pinto Marques da Silva, O nacionalismo em filosofia política (um


nacionalismo quase cosmopolita) (2009). Apresentação pública de trabalhos a 5 de
Março de 2010. (Enquadramento: MLAG – Filosofia contemporânea: história e
sistemas de pensamento)

SUPERVISÃO (OU RESPONSABILIDADE) CIENTÍFICA DE ESTADIAS DE INVESTIGAÇÃO NO


ÂMBITO DO MLAG

1. Caroline Izidoro Marim – Rio de Janeiro, UFRJ. Tema: Martha Nussbaum, mente e
emoções. (2008) Orientadora no Rio de Janeiro: Prof. Dra. Maria Clara Dias.

2. Tero Vaaja (Jyväskylä Yliopisto, Suomi-Finlândia). Tema: Wittgenstein and the


philosophy of mind (Fall 2011, em preparação). Orientador em Jyväskylä: Prof. Mikko
Yrjönsüuri. Bolseiro do governo finlandês. (1º semestre 2011/2012).

3. Franco Nero Soares (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Tema: David
Hume e a filosofia moral contemporânea. Orientador: Prof. Dr. André Nilo Kaudat.
Bolseiro CAPES (1º semestre 2011/2012).

48
4. Tim Kenyon, Department of Philosophy. University of Waterloo – Canada (Dean of
the Faculty of Arts). Licença sabática no âmbito das actividades de investigação do
MLAG (patrocínio da estadia de investigação). Ano lectivo 2014-2015.

SUPERVISÃO DE BOLSEIRO BTI (BOLSA TÉCNICO DE INVESTIGAÇÃO)

Susana Maria Fernandes Cadilha. Bolseira de Investigação do Projecto The Bounds of


Judgement – Frege, cognitive agents and human thinkers (PTDC/FIL-
FIL/109882/2009). Início: 1 de Setembro de 2011.

ESTÁGIOS PRODEP

1. Ana Paula Martins Pires (2004), Comunicação institucional no Hospital de São João.

2. Luís Miguel Lousada da Silva Dias (2004), Dinamização Educativa nos Museus.

49
A. 4 TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTO: INTEGRAÇÃO EM REDES NACIONAIS E

INTERNACIONAIS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA

REDES INTERNACIONAIS

1. Área: Filosofia e ciência cognitiva. Responsável, com Ernest Lepore (RUCCS), pela
elaboração e proposta de um Protocolo de colaboração e intercâmbio entre a Rutgers
University – State University New Jersey e a Universidade do Porto (2005). Protocolo
assinado pelos respectivos reitores (para 2005-2008).

2. Rede do Projecto FLAD Conversations on Practical Rationality: Alfred Mele


(Florida State University); Hugh McCann (Texas A&M); Michael Bratman (Stanford
University); Daniel Hausman (University of Wisconsin – Madison); George Ainslie
(Former Clinical Professor Temple University Philadelphia); Joshua Knobe (Yale
University). (2007-2011)

3. Rede do Projecto Consciousness and Subjectivity, coordenação Porto / Frankfurt.


Investigador responsável alemão: Prof. Dr. Gerhard Preyer, Goethe Universität
Frankfurt. Participações: Hilary Putnam (Harvard), Dieter Henrich (München), Jocelyn
Benoist (Paris - Sorbonne), Sandra Laugier (Paris - Sorbonne), David Rosenthal (New
York), Neil Feit (Fredonia, NY), Kenneth Williford (Arlington, Texas), Uriah Kriegel
(Tucson, Arizona), Farid Masrour (NYU), Elijah Chudnoff (Miami), Shaun Gallagher
(Orlando, Florida), Charles Travis (King’s College, London), Thor Grünbaum
(Copenhaga), Manfred Frank (Tübigen), Michelle Montague (Oxford), Søren Overgard
(Copenhaga), David Rudrauf (Iowa) Donovan Wishon (Stanford – California), Joel
Krueger (Copenhagen). Rede de cooperação. (2008-2011)

4. Rede do Projecto Prereflective Consciousness – Early Sartre in the Context of


Contemporary Philosophy of Mind (coordenada por Sofia Miguens (Porto) e Gerhard
Preyer (Frankfurt). (2012-2014)

Denis Bühler, Department of Philosophy, University of California, Los Angeles, United


States of America; Anna Ciaunica, Laboratoire d'Etudes des Mécanismes Cognitifs, Bron,
France (2014: MLAG - Porto); Jeremy Ekberg, Shantou University, Shantou, China;

50
Matthew C. Eshleman, Department of Philosophy and Religion, University of North Carol,
Wilmington, Wilmington, NC, United States of America; Manfred Frank, Professor of
Philosophy emer., Eberhard Karls University, Tübingen, Germany; Rocco J. Gennaro,
Philosophy Department/Phil of Mind/CogSci Area Editor, Internet Encyclopedia of
Philosophy, College of Liberal Arts, University of Southern Indiana, United States of
America; Andreas Heinz, Klinik für Psychiatrie und Psychotherapie, Charité –
Universitätsmedizin Berlin Campus Charité-Mitte, Berlin, Germany; Terry Horgan,
University of Arizona, Tucson, AZ, United States of America; Iker Garcia Plazaola,
University of Illinois at Urbana-Champaign, Champaign, United States of America; Tomis
Kapitan, Department of Philosophy, Northern Illinois University, DeKalb, United States of
America; Uriah Kriegel, Research Director, Jean Nicod Institute, Ecole Normal Supérieure,
Paris, France; Dorothée Legrand, Professor of Philosophy, Chercheur CNRS, Archives
Husserl, Ecole Normale Supérieure, Paris, France ; Joseph Levine, Professor of Philosophy,
Department of Philosophy, University of Mass, Amherst, MA, United States of America;
Raoul Moati, Department of Philosophy. University of Chicago, Chicago. United States of
America; Clara Bravo Morando, University of Porto, Departamento de Filosofia, Porto,
Portugal; Katherine Morris, Fellow in Philosophy, Mansfield College, University of Oxford,
UK; Kristina Musholt, Juniorprofessor in Neurophilosophy, University of Magdeburg,
Magdeburg, Germany; Jean-Philippe Narboux, Département de Philosophie UFR
Humanités Université Bordeaux 3, Pessa, France; Shaun Nichols, University of Arizona,
Tucson, AZ, United States of America; Pierre-Jean Renaudie (MLAG – University of
Porto); Daniel R. Rodriguez Navas, University of Chicago, Chicago, United States of
America; Mark Rowlands, Department of Philosophy, University of Miami, Coral Gables,
United States of America; Gerhard Seel, Institute of Philosophy, University Bern, Bern,
Switzerland; Eric Trémault, Université Paris I - Panthéon-Sorbonne, Paris, France; Joshua
Tepley, Saint Anselm College, Manchester, NH, United States of America; Jonathan
Webber, School of English, Communication, and Philosophy, Cardiff University, Cardiff,
United States of America; Kathleen Wider, Department of Literature, Philosophy, and the
Arts, University of Michigan-Dearborn, Dearborn Michigan, United States of America;
Kenneth Williford, Department of Philosophy, UT Arlington, Arlington, United States of
America.

5. Rede CNRS PLoCO Ordinary Language Philosophy and ordinary conceptions in the
social sciences /La philosophie du langage ordinaire et les conceptions du sociale.
Rede coordenada e financiada pelo CNRS – França (2012-2016). Protocolo assinado
por cinco reitores (Portugal – Porto, Itália – Roma La Sapienza, França – Paris, USA-
Tufts Boston, USA – Johns Hopkins Baltimore). Investigadora-Responsável e
coordenadora de equipa em Portugal. Responsável pela coordenação de todas as equipas
nacionais em França: Bruno Ambroise (CNRS). Membros e colaboradores principais
das equipas de Portugal, França, Itália e US: Charles Travis (Londres, Porto), Sandra
Laugier (Paris), Jocelyn Benoist (Paris), Christiane Chauviré (Paris), Michael Williams
(Johns Hopkins, Baltimore), Meredith Williams (Johns Hopkins, Baltimore), Avner Baz
(Tufts - Boston), Piergiorgio Donatelli (Roma – La Sapienza).

REDES NACIONAIS

51
1. Promotora da Rede Ciência Cognitiva na Universidade do Porto. Com Pavel Brazdil
(FEP – Inteligência Artificial), São Luis Castro (FPCEUP - Psicologia,) Fátima Oliveira
(FLUP Linguística), e posteriormente João Relvas (IBMC, neurociência) (2004-2005)

2004 – 2005: trabalhos do Grupo Promotor da criação do Centro de Ciência Cognitiva


da Universidade do Porto. Com Rui Mota Cardoso (Faculdade de Medicina –
Universidade do Porto), Pavel Brazdil (Faculdade de Economia – Universidade do
Porto e LIACC – Laboratório de Inteligência Artificial e Ciência de Computadores),
São Luís Castro (Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do
Porto) e Fátima Oliveira (Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Centro de
Linguística). Ao grupo juntou-se após a criação do centro Vasco Galhardo (IBMC –
Instituto de Biologia Molecular e Celular, Universidade do Porto), em representação da
neurociência. Coordenação: J.C. Marques dos Santos, Faculdade de Engenharia da
Universidade do Porto, então Vice-Reitor da UP, actual Reitor da UP.
Responsável, no âmbito dos trabalhos do Grupo Promotor da criação do Centro de
Ciência Cognitiva da UP, pelo estudo comparativo da estrutura e funcionamento de três
centros de ciência cognitiva: CBU/MRC Cambridge –UK, Macquarie – Austrália e
RUCCS.

2. Rede Filosofia e Neurociência na UP (2012 - ). Com Alexandre Quintanilha (IBMC),


João Relvas (IBMC), Rui Vieira da Cunha (MLAG/IBMC), Luísa Neto (FDUP). Sede:
IBMC – UP. Projecto de um grupo de filosofia para o I3S, na continuidade do Projeto
NERRI (Neuro-Enhancement: Responsible Research and Innovation, Cordis), no
âmbito do qual um investigador do MLAG (Rui Viera da Cunha) foi contratado pelo
IBMC. QUARKS

3. Rede de colaboração MLAG- IFILNova.

52
A.5 PARTICIPAÇÃO EM CONFERÊNCIAS E SEMINÁRIOS COMO ORADOR, BEM COMO

MEMBRO DE COMISSÕES CIENTÍFICAS, OU DE ORGANIZAÇÃO DE ENCONTROS,

SEMINÁRIOS OU CONFERÊNCIAS CIENTÍFICAS

A. 5. 1 PARTICIPAÇÃO EM CONFERÊNCIAS E SEMINÁRIOS COMO ORADOR

(1) 8 de Maio de 1998, Lisboa. Dennett, Millikan e o teleofuncionalismo. Programa de


Pós-Graduação em Filosofia da Linguagem e da Consciência, Departamento de
Filosofia, Faculdade de Letras de Lisboa (org: João Branquinho, Universidade de
Lisboa).

(2) 12 de Março de 1999, Coimbra. D. Dennett: a filosofia da mente como inquérito


impuro. XIIIº Encontro de Filosofia, Coimbra (org: APF, Associação de Professores de
Filosofia). Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.

(3) 9 de Abril de 1999, Braga. Linguistas e filósofos: maneiras de fazer teoria da


mente. Ciclo de Conferências de Linguística, Instituto de Letras e Ciências Humanas da
Universidade do Minho (org: Pilar Barbosa, ILCH-UM).

(4) 25 de Junho de 1999, Porto. Qualia e Razões - Uma História da Interioridade.


Seminários do Projecto de Investigação Para uma Antropologia da Dor e do
Sofrimento, Porto, FLUP.

(5) 28 de Março de 2000, Porto. Critérios de Experiência (Wittgenstein, Malcolm e


Dennett acerca dos sonhos). Colóquio Internacional Abordar a Dor e o Sofrimento,
hoje. Porto, Fundação Engº António de Almeida.

(6) 10 de Março de 2001, Porto. J. P. Dupuy e as teorias da racionalidade –


Comentário a “Prevoit-on l’avenir afin de le changer?” Conferência do Ciclo Linha
da Sociedade, Ciclo Internacional de conferências O Futuro do Futuro, no âmbito do
Porto 2001 – Capital Europeia da Cultura. Porto, Biblioteca Almeida Garrett.

53
Comissário do ciclo Linha da Sociedade: João Teixeira Lopes; Comissário de O Futuro
do Futuro: Paulo Cunha e Silva.

(7) 30 de Março de 2001, Porto. Identidade Pessoal: ciência cognitiva e filosofia da


mente, Mesa-Redonda de Primavera Identidade/Identidades, Teatro do Campo Alegre.
Org. Vítor Jorge (DCTP, FLUP).

(8) 23 de Janeiro de 2002, Porto. Identidade Pessoal e Novas Tecnologias, Colóquio


Antropologia, Sociedade e Novas Tecnologias, organizado no âmbito da Pós-Gradução
em Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto

(9) 23 de Fevereiro de 2002, Porto. Teorias representacionais de 1ª e 2ª ordem na


filosofia da mente. Ciclo de Conferências As Questões que se Repetem. Comissário:
Paulo Tunhas. Porto, Planetário do Porto.

(10) 18 de Maio de 2002, Coimbra. Teorias Representacionais da consciência: F.


Dretske versus D. Dennett. Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Encontro
Nacional de Filosofia Analítica I (ENFA1), Coimbra, Faculdade de Letras da
Universidade de Coimbra.

(11) 30 de Maio de 2002, Santiago de Compostela. Qualia ou percepção não


epistémica, Universidade de Santiago de Compostela, Departamento de Lógica e
Filosofia Moral, Colóquio Compostelano de Filosofia Analítica.

(12) 11 de Outubro de 2002, Lisboa. Passividade e actividade – a identidade pessoal à


luz da filosofia da mente. Conferência Internacional Sujeito e Passividade, Faculdade
de Letras da Universidade de Lisboa (org. Adelino Cardoso).

(13) 21 de Novembro de 2002, Santiago de Compostela. Agentes racionais e


irracionais – quanta racionalidade é necessária na teoria da mente?. 1ªs Jornadas
Hispano-Portuguesas de Filosofia Analítica, Universidade de Santiago de Compostela.
Org: Departamento de Lógica e Filosofia Moral.

54
(14) 10 de Março de 2003, Lisboa. Teorias da consciência na filosofia da mente –
alternativas, decisões e problemas. Instituto de Estudos Filosóficos da Lógica,
Linguagem e Conhecimento da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da
Universidade Nova de Lisboa. Org: M. Luísa Couto Soares.

(15) 22 de Março de 2003, Porto. As Humanidades e a Universidade. Mercado Ferreira


Borges, Feira da Universidade do Porto, Mesa-Redonda. A convite do Conselho
Directivo da FLUP (Ana Monteiro).

(16) 22 de Maio de 2003, Porto. Informação e Noções Mentais. Colóquio do Curso de


Ciência da Informação, Comunicação e Novas Tecnologias, FLUP. Org: Fernanda
Ribeiro e Armando Malheiro (FLUP - DCTP, Ciência da Informação).

(17) 6 de Junho de 2003, Porto. Teorias Filosóficas da Racionalidade (Conferência de


apresentação do projecto de Investigação Racionalidade, Desejo, crença – a motivação
para a acção do ponto de vista da teoria da mente), FLUP.

(18) 17 de Julho de 2003, Braga. Language and thought (the nature of mind from G.
Frege and J Fodor to cognitive linguistics). Faculdade de Filosofia, Universidade
Católica, 2ª Conferência Internacional de Linguística Cognitiva.

(19) 27 de Novembro de 2003, Porto. Linguagem e Pensamento. Conferência no


âmbito do Mestrado em Tradução da FLUP. Org: Belinda Maia.

(20) 26 de Fevereiro de 2004, Lisboa. Em que devemos acreditar? (epistemologia e


cognição). Instituto de Filosofia da Linguagem, Universidade Nova de Lisboa.

(21) 27 de Fevereiro de 2004, Lisboa. Modelos de entendimento – mentes e máquinas,


RICI (Rede Interdisciplinar de Centros de Investigação), Colóquio
Interdisciplinaridade, Reitoria da Universidade Nova de Lisboa. Org: Fernando Gil
(FCSH-UNL e EHESS –Paris) [filosofia da mente]

55
(22) 25 de Março de 2004, Porto. O Pensamento como medida do Mundo. Reitoria da
Universidade do Porto, Ciclo de Conferências IRICUP, Qual é a medida do Mundo? –
A Escala de Abel Salazar.

(23) 19 de Maio de 2004, Porto. A teoria da mente dos anos 50 aos anos 90 (século
XX). Faculdade de Psicologia e Ciência da Educação da Universidade do Porto
(FPCEUP), Grupo de Discussão de Ciência Cognitiva.

(24) 9 de Outubro de 2004, Porto. Why There Cannot Be a Science of Rationality – D.


Davidson and cognitive science, Encontro Nacional de Filosofia Analítica II (ENFA2),
FLUP.

(25) 18 de Fevereiro de 2005, Porto. Mind Language and Action Group – lines of
research, Cognitive Science at Porto University: challenges and future needs, Reitoria
da Universidade do Porto, org. IRICUP.

(26) 7 de Abril de 2005, Lisboa. Liberdade, Cognição e Acção, 3º Encontro Nacional


de Professores de Filosofia, Escola Secundária Maria Amália Vaz de Carvalho, org.
SPF.

(27) 14 de Outubro de 2005, Braga. Filosofia da mente e fenomenologia. Org.


Sociedade Portuguesa de Ciências Cognitivas.

(28) 27 de Outubro de 2005, Braga. Problemas da Filosofia da Mente, Colóquio


Internacional A Filosofia Hoje, Universidade do Minho. Org: Departamento de
Filosofia e Cultura.

(29) 3 de Novembro de 2005, Jyväskylä, Finlândia. D. Dennett on Content,


Consciousness and Action. Jyväskylän Yliopisto, Yhteiskuntatieteiden ja filosofian
laitos, University of Jyväskylä – Finland. Department of Social Sciences and
Philosophy, Philosophy Research Seminar (org. Mikko Yrjönsuuri).

56
(30) 19 de Maio de 2006. Braga. Problemas de Filosofia da Mente, Mestrado em
Ciência Cognitiva. Universidade do Minho, Departamento de Psicologia (org. Armando
Machado, Psicologia, UM)

(31) 3 de Junho de 2006, Lisboa. Faculdade de Letras. Conceito de crença,


triangulações e atenção conjunta. Encontro Nacional de Filosofia Analítica III
(ENFA3).

(32) 30 de Junho de 2006, Porto. Apresentação das actividades do Projecto RBD2 e


Conceito de crença, triangulações e atenção conjunta. 1º Colóquio Anual do MLAG
(Porto, FLUP)

(33) 27 de Outubro de 2006, Salvador da Bahia, Brasil. Conceito de crença,


triangulações e atenção conjunta. XIIº Encontro da ANPOF (Associação Nacional de
Pós-Graduações em Filosofia).

(34) 16 de Novembro de 2006, Ponta Delgada, Açores. Racionalidade – da ciência


cognitiva à filosofia, Racionalidade e valores – VIIas Jornadas de Filosofia,
Universidade dos Açores.

(35) 22 de Dezembro de 2006, Lisboa. Comentário a Luiz Baptista, Say what? Getting
rid of what is said. OFA 1 (1ª Oficina de Filosofia Analítica). Sociedade Portuguesa de
Filosofia.

(36) 12-14 de Janeiro de 2007. Discussant, Workshop Culture and the Mind (AHRC
Project, Project Leaders: Stephen Stich, Rutgers University e Stephen Laurence,
University of Sheffield). São Pedro do Estoril, Centro de Caparide.

(37) 15 de Fevereiro de 2007, Granada. Donald Davidson on triangulation and the


concept of belief. Departamento de Filosofia da Universidade de Granada. (org. Manuel
Pinedo e Maria José Encinas).

57
(38) 24 de Maio de 2007, Porto. Racionalidade – da ciência cognitiva à filosofia. Ciclo
de conferências Filosofia às Quintas (Org. Departamento de Filosofia da FLUP, Maria
Manuel Jorge). Porto, FLUP.

(39) 29 de Junho de 2007, Santiago de Compostela. Concept of belief, triangulations


and joint attention, Colóquio Internacional Justification of Knowledge in Formal and
Empirical Sciences 2007, Departamento de Lógica e Filosofia Moral, Universidade de
Santiago de Compostela.

Convite da Direcção da FLUP (Prof. Jorge Alves), para proferir a Oração de Sapiência
por ocasião da Cerimónia de Abertura do Ano Lectivo 2007/2008 da FLUP
(impossibilidade de aceitar por se encontrar fora do país na data, em licença sabática)

(40) 12 de Outubro de 2007, Lisboa. Subjectividade. Jornada de Homenagem a F. Gil,


Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, org: Maria Filomena Molder,
Departamento de Filosofia, FCSH-UNL.

(41) 24 de Novembro de 2007, Paris. D. Dennett: eliminating consciousness or doing


something else? Paris, École Normale Supérieure. Seminaire Approches de la
conscience phenoménale (org: Jocelyn Benoist, Université de Paris I – Sorbonne e
ENS)

(42) 21 de Dezembro de 2007, Porto. Subjectividade, Intersubjectividade e linguagem


natural: a partir de D. Davidson (Lição-síntese das provas de agregação). Porto,
FLUP.

(43) 28 de Janeiro de 2008, Lisboa. D. Dennett: eliminar a consciência ou fazer uma


coisa completamente diferente?, Seminário de Filosofia Analítica, FLUL.

(44) 26 de Junho de 2008, Santiago de Compostela. Three perspectives on appearance-


reality indiscriminability, Colóquio Internacional Justification of Knowledge in Formal
and Empirical Sciences 2008, Departamento de Lógica e Filosofia Moral, Universidade
de Santiago de Compostela.

58
(45) 27 de Março de 2009, Porto. Seeing and judging: McDowell’s critique of
Dennett’s view of perceptual content, C-MLAG 3 – 3º Colóquio Internacional Anual
do MLAG, The Bounds of Judgment, Porto, FLUP.

(46) 18 de Maio de 2009, Oliveira do Bairro. Será que a minha mente está dentro da
minha cabeça? – algumas questões de filosofia da mente, Escola Secundária de
Oliveira do Bairro (Vítor Oliveira org).

(47) 22 de Junho de 2009, Porto. Commentary on Sandra Laugier, The Trans-Atlantic


Ordinary: from Concord to Chicago via Oxford, Conferências de Junho MLAG-
Fenom, Porto, FLUP.

(48) 30 de Julho de 2009, Santiago de Compostela, Departamento de Lógica e Filosofia


Moral. Epistemology and the history of disjunctivism: J. McDowell’s Criteria,
Defeasability and Knowledge, Episteme Research Group Annual Meeting, Colóquio
Internacional Justification of Knowledge in Formal and Empirical Science 2009.

17-19 Setembro de 2009, Évora. Illusory appearances: Why we Shouldn’t Be


Representationalists and Why It Matters (abstract submetido e aceite no ENFA4
(Encontro Nacional de Filosofia Analítica 4), Évora, Universidade de Évora
(impossibilidade de apresentação devido à participação no Worshop Perception,
Consciouness and Reference, University of Warwick, 18-20 Setembro (Bill Brewer &
Allan Gotthelf org.)).

(49) 23-24 Outubro de 2009, Paris. Discussant, Les choses mêmes: le sens de la
perception (Colloque d’ouverture du séminaire de recherche 2009-2010
‘Phénoménologies de la perception’, Archives Husserl, Paris, École Normale
Supérieure / CNRS, J. Benoist org.).

(50) 23-25 Novembro 2009, Viseu. Illusory appearances: Why We Shouldn’t Be


Representationalists and Why It matters, 5ª Conferência Internacional de Filosofia e
Epistemologia, Viseu, Instituto Piaget.

59
(51) Dezembro de 2009, Porto. J. M. Costa Macedo e a filosofia no Porto. Colóquio de
homenagem organizado pelo Gabinete de Filosofia Medieval, Porto FLUP.

(52) 26 de Março de 2010, Porto. The Bounds of Judgement – from Frege to cognitive
agents and human thinkers, C-MLAG IV – 4º Colóquio Internacional do MLAG, Porto,
FLUP.

(53) 19 de Junho de 2010, Braga. Será que a minha mente está dentro da minha
cabeça? (Questões de filosofia da mente e Inteligência Artificial), Escola Secundária
Alberto Sampaio. [filosofia da mente – divulgação]

(54) 14 de Setembro de 2010, Amiens, França. “What some philosophers woudn’t


dream of counting as part of their job”. Colloque d’hommage de la communauté
philosophique européene a Cora Diamond. Université de Picardie - Jules Verne/ École
Doctorale en Sciences Humaines et Sociales, avec le soutien du CURAPP (CNRS) et de
l’Institut Universitaire de France (IUF).

(55) 20 de Setembro de 2010, Lisboa. A Ciência em Portugal – Avaliação de


investigadores, unidades de investigação, projectos e bolsas. (apresentação como co-
autora do Relatório). Assembleia da República. Org: Comissão Parlamentar para a
Educação e a Ciência.

(56) 6 de Outubro de 2010, Lublin, Polónia. What do We Mean by ‘Rationality’?


(Reflecting on the rationality projects at the University of Porto (2003-2013). Polish-
Portuguese Workshop on Rationality), Marie Curie-Sklodowska University. Org: Marek
Hetmánski e Rui Sampaio.

(57) 28 de Outubro de 2010, Santiago de Compostela, Departamento de Lógica e


Filosofia Moral. Episteme Research Group Annual International Colloquium 2010
(Cognitive Attitudes and the Justification of Knowledge), Capturing the temporal
transparency of experience – comment on Matt Soteriou, Perceiving events. (como
membro do Projecto Cognitive Attitudes and the Justification of Knowledge, FFI2009-
08828, Investigadora-Responsável Concha Martinez)

60
(58) 29 de outubro de 2010, Santiago de Compostela. Mente e mundo – observações
acerca da obra de Juan Vazquez. Cuarenta años de actividad filosófica – Mesa
redonda de homenagem a Juan Vázquéz. Episteme Annual Meeting 2010 (Cognitive
Attitudes).

(59) 7 de Dezembro de 2010, Porto. Seminário de investigação do MLAG. What some


philosophers wouldn’t dream of counting as part of their job’ – Cora Diamond,
literatura e filosofia moral.

(60) 14-15 de Janeiro de 2011, Paris. Perceptual Presence – disjunctivism and direct
realism - Discussant (Org. R. Locatelli). École Normale Supérieure. Avec le soutien du
CNRS.

(61) 11 de Maio de 2011, Penafiel, – Pensar a mente que nos faz pensar (ou: os
cérebros não pensam, apenas pessoas pensam). Auditório IINFACTS. Org: Escola
Secundária Joaquim de Araújo –Penafiel (Grupo de Filosofia).

(62) Maio de 2011, Porto, FLUP. MLAG Research Seminar, Aparências ilusórias – por
que não devemos ser representacionistas (McDowell e a história do disjuntivismo)
(org. Mattia Riccardi) [filosofia da mente]

(63) 31 de Maio de 2011, Porto, FLUP. William James: self e emoções. Org: Grupo
Fenomenologia, IF. Self, consciência e emoções: Damásio, Baars e Dennett. [filosofia
da mente]

(64) Porto, FLUP, 14 de Junho de 2011. Colóquio Internacional The Logical Alien At 20
(Comment on J. Benoist, Selling wood and the very concept of logic.) (apresentação
suspensa por ausência do conferencista)

(65) Braga, Universidade do Minho, 10 de Setembro de 2011. Literatura e filosofia


moral. Conferencista convidada, 9º Encontro Nacional de Professores de Filosofia (9º
ENPF).

61
(66) Lisboa, Instituto de Filosofia da Linguagem, FCSH-UNL, 6 de Outubro de 2011.
‘We Want a Selfless Consciouness’ (or not?) – Nietzsche and Dennett on mind and
language and mind and body, Conferência Internacional Nietzsche on Mind and
Consciousness (João Constâncio org.)

(67) 11 de Outubro de 2011Évora, Universidade de Évora,. O que queremos dizer com


‘fenomenologia’? (em torno da discriminação aparência-realidade na experiência
consciente). 3º Congresso Luso-Brasileiro de Fenomenologia / 4º Congresso
Internacional da AFFEN.

(68) 13 de Dezembro de 2011Lisboa, Instituto de Filosofia da Linguagem, FCSH –


Universidade Nova de Lisboa,. Os Limites do Juízo – Frege, agentes cognitivos e
pensadores humanos (apresentação do estado do projecto PTDC/FIL-
FIL/109882/2009)

(69) 3 de Fevereiro de 2012Lisboa, Instituto de Filosofia da Linguagem, FCSH –


Universidade Nova de Lisboa,. Questões do self e por que não convém confundi-las –
proposta de uma tipologia (Seminário do Projecto Os Fundamentos cognitivos do self,
IR: Jorge Gonçalves)

(70) 18 de Fevereiro 2012 Porto, FLUP, Colóquio Internacional O Sujeito (Paulo


Tunhas e Danièle Cohn org). Blindspots, perspectives and the first-person.

(71) 2 de Abril de 2012 Bordeaux, Université Michel de Montaigne – Bordeaux III,


Bordeaux,. Frege and the Twilight of Empiricism, in Logic and the parochial /
Logique et esprit de clocher (J.-P. Narboux, Q. Kammer, H. Wagner et T. Oçan orgs).

(72) 13 de Abril de 2012. Porto, FLUP, Action and Ethics. 1º Colóquio Multidisciplinar
Artes Humanidades e Ciências Sociais da UP.

(73) Porto, FLUP, 4 de Maio de 2012. Wittgenstein, Frazer e as formas de vida.


Comunicação por ocasião da apresentação da tradução portuguesa de L. Wittgenstein,
Observações sobre o Ramo Dourado de Frazer.

62
(74) Lisboa, Instituto de Filosofa da Linguagem, 31 Maio – 1 Junho 2012. An austere
wittgensteinian – Diamond on language and ethics. IFL Graduate Conference on
Analytic Philosophy (Klaus Gartner org). (Keynote Speaker)

(75) 27 de agosto de 2012. Algumas questões de filosofia da mente nos últimos 60


anos e o que elas nos fazem pensar sobre o que é ser um humano. PUCPR Pontifícia
Universidade Católica do Paraná – Curitiba, Brasil. Conferência plenária no âmbito da
comemoração dos 60 anos das Licenciaturas / 20 anos do Mestrado em Educação. Org:
Kleber Bez Birolo Candiotto e Escola de Educação e Humanidades.

(76) 29 de agosto de 2012. Tradução e comentário (‘mediadora / debatedora’) da


conferência de Charles Travis, Who Knows What Lurks in the Minds of Men (Frege
versus Fodor). Matéria, Linguagem, Consciência – Xº Congresso de Filosofia
Contemporânea, Pontifícia Universidade Católica do Paraná – Curitiba, Brasil.

(77) 31 de agosto de 2012. Pontos cegos, perspectivas e a primeira pessoa – reflexões


sobre subjectividade, consciência e linguagem em torno de D. Davidson e S.
Gallagher In Matéria, Linguagem, Consciência – X º Congresso Nacional de Filosofia
Contemporânea da PUCPR Curitiba, Paraná, Brasil. (Keynote speaker)

(78) 26 de Setembro de 2012, Será que pode existir um alien lógico? James Conant, a
interpretação austera de Wittgenstein, e a natureza das verdades necessárias. Lisboa,
Instituto de Filosofia da Linguagem. (no âmbito do intercâmbio entre os projectos
projectos The Bounds of Judgement – Frege, cognitive agents and human thinkers
(PTDC/FIL-FIL/109882/2009) (IR: Sofia Miguens, IF - Porto) e Wittgenstein’s
Philosophical Investigations – Re-evaluating a Project (PTDC/FIL-FIL/099862/2008)
(IR: Nuno Venturinha, PTDC/FIL-FIL/109882/2009)

(79) 27 de outubro de 2012. O que é afinal o ‘espírito realista’ e como se opõe ao


realismo metafísico? Leituras de Cora Diamond. Lisboa, FLUL, Rede Filosofia e
Literatura (IFL/FCSH-UNL – Programa de Teoria da Literatura da UL).

63
(80) 2 Novembro 2012. Questões de filosofia da Psicologia. Introdução ao Workshop
Epistemologia da psicologia (S. Miguens coord). Colóquio Ciência e Filosofia,
Universidade dos Açores, Ponta Delgada.

(81) 7 Novembro de 2012, Alan Turing e a Filosofia da Mente. Homenagem a Alan


Turing (Fernando Ferreira org.), Academia das Ciências de Lisboa.

(82) 8 de novembro de 2012, Frege and the Twilight of Empiricism (com João Alberto
Pinto). Theories of Judgement and Cognitive Attitudes, Joint Conference of Projects The
Bounds of Judgement and Cognitive Attitudes and the Justification of Knowledge.
Santiago de Compostela, Facultad de Filosofía.

(83) 9 de novembro de 2012, Encountering Oneself (Judging on inner experience).


Theories of Judgement and Cognitive Attitudes, Joint Conference of Projects The
Bounds of Judgement and Cognitive Attitudes and the Justification of Knowledge.
Santiago de Compostela, Facultad de Filosofía

(84) 22 de Fevereiro de 2013, Porto, FLUP. Ser ou não ser kantiano – a teoria
kantiana do juízo segundo Béatrice Longuenesse. Conferência de abertura do
seminário de investigação “Ser ou não Ser Kantiano” do Projecto The Bounds of
Judgement (PTDC/FIL-FIL/109882/2009).

(85) 19 de abril de 2013, Sydney – Australia. Cora Diamond on literature and ethics.
SHAPE seminar. Department of Philosophy (University of Sydney – Australia). David
Macarthur org.

(86) 4 de Julho de 2013, Paris. Universidade de Paris I Panthéon - Sorbonne, Views of


concepts and of philsophy of mind. Workshop Concepts. Raphael Ehrsam org.

(87) 11–17 August, 2013, Could There Be a Logical Alien? – The austere Reading of
Wittgenstein and the nature of logical thruths. Austria, Kirchberg am Wechsel. 2013
Kirchberg symposium (36th International Ludwig Wittgenstein Society – Symposium
on Mind, Language and Action/ 36. Internationales Wittgenstein Syposium. 11. Bis 17
August 2013. Kirchberg am Wechsel – Niederösterreich

64
(88) 7 setembro 2013. Pontos cegos, perspectivas e primeira pessoa – o eu e a
imunidade ao erro de identificação em Donald Davidson e Shaun Gallagher, 11º
ENPF, Coimbra, Tearto Paulo Quintela. Organização: Sociedade Portuguesa de
Filosofia.

(89) 6 de outubro de 2013. Será que pode existir um alien lógico? XVIIº Congresso
Interamericano de Filosofia (SIF 2013). Salvador da Bahia – Brasil, 4-11 outubro 2013.

(90) Moderadora das sessões de Ned Block (NYU) e Christopher Peacocke (NYU),
Consciousness. XVIIº Congresso Interamericano de Filosofia (SIF 2013). Salvador da
Bahia – Brasil, 10 outubro 2013.

(91) 11 de outubro de 2013. O que é a filosofia analítica? (A filosofia analítica na


Europa) “Filosofia Analítica” (Mesa-Redonda. Coord: Danilo Marcondes, UFRJ, com
Diana Perez, Buenos Aires, e Adriano Naves de Brito, Unisinos, Presidente da
Sociedade Brasileira de Filosofia Analítica). Comunicação:. SIF, Salvador da Bahia.

(92) 7 de novembro de 2013. Filosofia da mente e ciência da informação ISKO Porto


– 1ª Conferência Espanha-Portugal da International Society for Knowledge
Organization, FLUP, Ciência da informação. Keynote speaker (Conferência de
abertura).

(93) 29 de novembro 2013. Giving Up Mythologies. Berlin, Wissenschafts Kolleg zu


Berlin – Institute for Advanced Studies, Realism Without Objects – Philosophical and
mathematical perspectives (29-30 novembro 2013). No quadro da rede do CNRS
Phenomath (responsáveis: Thierry Paul, matemática, CMLS, e Jocelyn Benoist,
filosofia, Université de Paris - Sorbonne)

(94) 13 de dezembro de 2013 J. Conant’s interpretation of Wittgenstein (discussion of


Miguens 2013, The Logical Alien At 20). Wiener Forum für analytische Philosophie.
Universität Wien, Fakultät für Philosophie und Bildungswissenschaft. Viena, Áustria.

65
(95) 12 de dezembro de 2013. Discussant. Wittgenstein and Wolheim on seeing-as and
seeing-in. Viena Áustria, 12-14 dezembro de 2013. University of Vienna and the WU
(University of Economics – Vienna). Organizers: Richard Heinrich (University of
Vienna), Stefan Riegelnik (University of Zurich) and Gabriele Mras (Universität Wien).

(96) 16 de dezembro de 2013. Escadas, espelhos, paradoxos e nonsense – o que há de


comum a Kierkegaard e Wittgenstein. Jornada de homenagem a S. Kierkegaard,
FLUP.

(97) 20 de fevereiro de 2014. A tentação de responder ao céptico, in Diálogos de


Fernando Gil com o cepticismo, Rui Bertrand Romão e Paulo Tunhas org., Porto,
FLUP,.

(98) 21 de fevereiro de 2014. What Should We believe in? Epistemology and research
on cognition, in 3rd International Conference on Dynamics, Games and Science, Porto,
Reitoria da Universidade do Porto.

(99) 5 de abril de 2014. Identidade pessoal e neuroenhancement, Projecto NERRI


(IBMC). Coordenação de workshop, com Alexandre Quintanilha, Porto, Fundação
EDP.

(100) 2 de maio de 2014. Zurich Suíça Is seeing believing? Conceptions of perceptual


experiences an motivations for disjunctivism. Inter-university colloquium“Theoretical
Philosophy: Concepts, Ideas, Universals”. Joint venture of the University of Bern, the
University of Lucerne, the University of Neuchatel, and the University of Zurich (Katia
Saporiti and Stefan Riegelnik orgs.)

(101) 16 de maio de 2014, The ever-present temptation of answering the skeptic. In


Conceptions of Inner Space, Mikko Yrjonsuuri org. Universidade de Jyväskylä –
Finlândia.

(102) 20 de maio de 2014, Reply to Bruno Ambroise “On Austin and Travis on
Truth”, in Ordinary Language and Contextualism, Colóquio Internacional, Porto -
FLUP. (rede CNRS)

66
(103) 21 de maio de 2014, Reply to Layla Raïd “To mean, meinen and vouloir-dire”,
in Ordinary Language and Contextualism, Colóquio Internacional, Porto - FLUP. (rede
CNRS)

(104) 30 de maio de 2014, Identidade Pessoal e neuroenhancement (no âmbito da


colaboração MLAG/Projecto NERRI-IBMC). Escola Secundária Adolfo Portela –
Águeda. Vítor Oliveira org.

(105) 6 de junho de 2014, Conceptions of perceptual experience and motivations for


disjunctivism – the McDowell-Burge controversy. In Perception and Evaluation,
Gabriele Mras org, Wirtschaftsuniversität Wien, Viena.

(106) 22 de julho de 2014. What can the philosophy of perception tell the philosophy
of emotion. In Anna Ciaunica, Markus Wild and Sofia Miguens org, Minimal Self-
Consciousness, Emotions and Perceptual Experience, Porto, Círculo Universitário,.

(107) 5 de setembro de 2014 Jacques Bouveresse and contemporary european


philosophy (Introduction to Jacques Bouveresse’s talk, Croyance, veracité, verité). 1º
Congresso Português de Filosofia. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.
Organização: SPF.

(108) 6 de setembro de 2014. Breve história do Prémio de Ensaio Filosófico da


Sociedade Portuguesa de Filosofia (2006-2014). 1º Congresso Português de Filosofia.
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian. Organização: SPF.

(109) 22 de novembro de 2014 ‘Where Am I, or What?’ Two ways of being unable to


go wrong, Paris, Université de Paris – Sorbonne (org David Zapero), Self-
consciousness and self-knowledge (Conscience de soi et connaissance de soi)

(110) 9 de janeiro de 2015, O que é a arte? (Wittgenstein). Lisboa, Centro Cultural de


Belém, Carlos João Correia (FLUL), Org., Ciclo O que é a arte?

67
(111) 28 de fevereiro de 2015. As muitas marcas do mental – formas do dualismo
mente-corpo. 6º Simpósio do Serviço de Psiquiatria do Hospital Prof. Doutor Fernando
da Fonseca. Lisboa, Hotel Villa Rica.

(112) 6 de março de 2015. Is seeing judging? Travis among the disjunctivists. Journées
d’études internationales autour de la parution en français du livre de Charles Travis, Le
silence des sens, Amiens-Paris, mars 6-8 2015.

(113) 12 março de 2015. Comments on Mark Kalderon, Moral Fictionalism. Santiago


de Compostela, Universidade de Santiago de Compostela. Seminário do Projecto
Abstract Objects.

(114) 9 de abril de 2015. Wittgenstein – O que é a arte? Seminário Aberto de Estética,


Porto, Instituto de Filosofia, FLUP.

(115) 24 de abril de 2015. Comments on Mark Kalderon, Form Without Matter. One
Day of Aristotle on Perception. Workshop on Form Without Matter – Empedocles and
Aristotle on colour perception (Mark Kalderon 2015, Oxford, OUP) Org. S. Miguens, J.
Meirinhos e J. Rebalde.

(116) 30 de abril de 2015. ‘Where Am I, or What?’ Two ways of being unable to go


wrong. Braga, Universidade do Minho. 29-30 abril 2015. Jornadas de Filosofia da
Mente da Universidade do Minho. Org: NEFILUM.

(117) 20 de maio de 2015. Is seeing judging? – Conceptions of perceptual experience


and motivations for disjunctivism. Seeing and Disjunctivism. Research Center for
Anatolian Civilizations, Koç Üniversitesi, Istambul – Turquia.

(118) 29 de maio de 2015. The Many Faces of Disjunctivism. Perception and the Unity
of the Proposition, Vienna, Wirtschaftsuniversität (WU), 28-30 may 2015.

(119) 8 de julho de 2015. Why fictional entities need to be concrete. VIIIth Meeting of
the Spanish Society for Logic, Methodology and the Philosophy of Science. Barcelona,

68
Univesitat de Barcelona, 7-10 july 2015. Submitted Symposium II of Project Abstract
Objects (The Epistemology and Metaphysics of Abstract Objects).

(120) 30 de julho de 2015, Porto. A Razão, a Europa e os intelectuais. Conferência por


altura do lançamento de Bruno Monteiro & Virgílo Borges Pereira orgs, Intelectuais
Europeus no Século XX (Porto, Afrontamento). Porto, Sala do fundo antigo da Reitoria
da UP.

(121) 1 de setembro de 2015. ”Two Ways of Being Unable to Go Wrong When


Thinking About Oneself (and what we can learn from them)”, Ontology of
Subjectivity – Selves, Persons, Organisms, St. Petersburg State University, São
Petersburgo, Rússia.

(122) 16 de outubro de 2015. Consciência e subjectividade (pontos cegos, perspectivas


e primeira pessoa), O que é a consciência? Lisboa, FLUL, outubro 2015. Carlos João
Correia e Ana Baptista org.

(123) 26 de fevereiro de 2016. Animalismo versus lockeanismo (D. Parfit e P.


Snowdon). O que é a identidade pessoal? Carlos João Correia org. Lisboa, FLUL.

(124) 22 fevereiro de 2016. J.L. Austin, o realismo de Oxford e a epistemologia: uma


releitura de Other Minds). Ciclo J. L. Austin (Austin’s Revolution and Its Impact on
Philosophy of Language, 2015/2016), E. Marchesan org. Porto, FLUP.

(125) 6 de maio de 2016, Action and the First-Person – a reinterpretation of G.E.M.


Anscombe 1975, in XXIXth Symposium de la Sociedad Española de Historia de la
Psicología (SEPP), Universidade Portucalense, Porto, 4-6 de maio de 2016.

(126) 14 de maio de 2016 A imagem reconstituída: Witttgenstein e o estético V


Colóquio Internacional What is art? Museu das Artes de Sintra (MUSA).

(127) 1 de junho de 2016. Consciousness and Subjectivity Lecture I Why Personal


Identity matters. june 1st 2016 Wien, WU Wirtschaftsuniversität.

69
(128) 2 de junho de 2016. Consciousness and Subjectivity Lecture II Self-Knowledge
and Self-Consciousness june 1st 2016 Wien, WU Wirtschaftsuniversität.

(129) 16 de junho de 2016. How the psychological meets the logical Or: What Perry
(and Sid, and Dr. Lauben) cannot think Comment on Ch. Travis’ critique of J. Perry
1979 The Problem of the essential indexical. Porto, FLUP, C-MLAG 2016, Self-
Knowledge and the First-Person.

(130) 17 de junho de 2016. Descombes vs. Benoist on Moore’s Paradox C-MLAG


2016, Self-Knowledge and the First-Person, Porto, FLUP. Roundtable on V.
Descombes, Le parler de soi (Paris, Gallimard, 2014)

(131) 8 de setembro de 2016 Acção e Primeira-Pessoa – uma reinterpretação de The


First-Person (G.E.M.Anscombe 1975), 2ª Congresso Português de Filosofia, Sociedade
Portuguesa de Filosofia (org.), Porto, FLUP

(132) 17 de outubro de 2016, Thinking About Ourselves as Being in the World, in


Let’s talk About Science – A trip from the very small to the very large, Porto Chapter of
the International Society for Photonics (SPIE), Conferencista Convidada, Departamento
de Física, Faculdade de Ciências, Universidade do Porto.

(133) 12 de novembro de 2016 How the psychological meets the logical – from action
to perception. Thinking about perception, Philosophisches Seminar, Universität Zürich,
Suíça. Christof Pfisterer and Katia Saporiti orgs.

(134) 9 de dezembro de 2016. OLP and tools for the philosophy of mind – How does
one get to Travis’ Frege? , Colloque Internationale, Rede Philosophy of Ordinary
Language and Ordinary Conceptions in the Social Sciences – Final Conference (Bruno
Ambroise & Sandra Laugier orgs). CURAPP, Centre Universitaire de Recherches sur
l’Action Publique et Politique, CNRS, Amiens-Paris.

(135) 23 de fevereiro de 2017 O caso do animalista contra o neo-lockeano:


desenvolvimentos. Departamento de Física, Faculdade de Ciências, Universidade do
Porto. Org: Orfeu Bertolami.

70
(136) mars 15 2017. Is it really such a heresy to claim that rationality can be
naturalized? Some challenges to J. McDowell’s ‘reason as second nature approach’
coming from the side of cognition. Amiens – Université de Picardie.

(137) mars 16 2017. Ethics as touchstone for the question of naturalism: J.


McDowell’s proposal and B. Williams’ criticism [or: how can the contextualist deal
with the dangers of parochialism] Amiens – Université de Picardie.

(138) mars 23 2017. Thinking about the nature of representation: anti-


representationalism and contextualism. Amiens – Université de Picardie.

(139) 19 de abril de 2017. Porto, FLUP. J. L. Austin, o realismo de Oxford e a


epistemologia (sessão 1)

(140) 20 de abril de 2017. Faculdade de Teologia, UCP. Porto, Campus Foz.


Consciência e subjectividade: aportações da filosofia analítica e da fenomenologia. In
Michel Henry: o invisível e a vida. No âmbito do projecto de investigação Corpo e
afectividade: a recepção de Michel Henry no espaço da lusofonia. Org. Florinda
Martins e Jorge Cunha.

(141) 26 de abril de 2017. Brasil, São João d’el Rei, IX Colóquio Internacional de
Filosofia da Mente. Apenas uma excentricidade britânica? Elizabeth Anscombe em
busca do ‘eu’ (ou: a filosofia da acção e o problema da consciência). 26-27 de abril de
2017. Elizabeth Anscombe acerca do eu. Conferencista internacional convidada,
conferência plenária.

(142) 15 de maio de 2017, As emoções e as nossas capacidades morais – a ética como


pedra de toque do naturalismo Porto, Colóquio Emoções (Instituto de Filosofia da
Universidade do Porto) Paulo Tunhas org (APK),

(143) 23 de maio de 2017. J. L. Austin, o realismo de Oxford e a epistemologia (sessão


2) Porto, FLUP.

71
(144) 7 de junho de 2017. Temptation and Therapy. Lisboa, IFILNova, 6-7 junho 2017.
Applied Epistemology. 6th Symposium of the International Ludwig Wittgenstein
Society (ILWS). Nuno Venturinha org.

(145) 9 juin 2017Apperception and Environment – Travis and McDowell on the


nature of judgement. In Judgement, expression and acknowledgement. Jean-Philippe
Narboux et Marina Seretti org. Université Michel Montaigne – Bordeaux.

(146) 20 de junho de 2017 Two recent debates in the philosophy of perception and
what we can learn from them (McDowell/Burge and Travis/McDowell). Naturalism,
Normativity and the Philosphy of Mind. International Conference. Internazionales
Zentrum für Philosophie/ International Centre for Philosophy – University of Bonn.
David Zapero org. 19-21 june 2017. Bonn.

(147) 10th august 2017. What is wrong with J. Searle’s idea that ‘all seeing is seeing-
as’(or what Wittgenstein did not mean with the duck-rabbit). 40th International
Wittgenstein Symposium of Perception and Observation. Kirchberg am Wechsel –
Austria. 7-12 august 2017. Scientific Organizers: Christoph Limbeck-Lilienau (Vienna)
and Friedrich Stadler (Vienna). Invited talk.

(148) 14 de setembro de 2017. Apperception ou environnement: McDowell vs. Travis


sur la nature du jugement perceptif. XIIIe Congrès international de la Société d'Etudes
Kantiennes de Langue Française (SEKLF). «Kant et l’humain : Géographie,
psychologie, anthropologie». Université Portucalense, Porto, Portugal, 13-15 septembre
2017. Organizador: P. Jesus.

(149) 19 de setembro de 2017, Figuras e Movimentos – uma leitura da filosofia


contemporânea, FLUP. Seminários MLAG em História da Filosofia Contemporânea
2017/2018. Seminário de abertura.

(150) 6 de outubro de 2017. Perspectivas filosóficas sobre o tempo (Tempo e


representação; tempo e história; tempo e existência; tempo e consciência). Com Orfeu
Bertolami (Física, FCUP): Perspectivas científicas sobre o tempo. Organização: João
Paiva (Química, FCUP). Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

72
(151) 11 de outubro de 2017. Is there really a single way for all humans to be
human? Questions regarding the common good (or: disputes within Aristotelian
naturalism in current moral philosophy). In Philosophy of the City 2017 –
International Conference (Research Group Philosophy and Public Space org.) Instituto
de Filosofia, Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

(152) 3 de novembro de 2017. O que os filósofos têm a dizer sobre a natureza do


‘conhecimento’. Colóquio Ciência, explicação, conhecimento. Faculdade de Ciências
da Universidade do Porto, Instituto Geofísico da UP – V. N. Gaia.

(153) 17 de novembro de 2017. Commentary on Raymond Neutra, Is There a Future


for Richard Neutra’s Bio-Realism?. Faculdade de Arquitectura / Departamento de
Filosofia da Universidade do Porto. (org. MLAG/Autofocus/FAUP)

(154) 26 de janeiro de 2018. Problems of Rationality. What might be irrational, and


how? Colóquio Internacional Discussing Davidson, Lisboa, FCSH, IFILNova.

(155) 21 março de 2018. The Inferentialist and the Radical Contextualist.


Commentary on Thomas Breed (Pittsburgh), Inferentialism in Context. MLAG
Graduate Conference 2018.

(156) 23 março de 2018. The loss/no gain and the doing/allowing distinctions.
Commentary on Camilla Colombo (LSE). With Susana Cadilha. MLAG Graduate
Conference 2018.

(157) Is There a single way for all humans to be human? Kant and interpretations of
naturalism in moral philosophy in Rules, Normativity and Values – Revisiting the
Kantian Perspective and Its Critics, Lisboa, FCSH, 14 de maio de 2018.

(158) J.L.Austin e o problema das outras mentes. Porto, FLUP. 18 de maio de 2018.
Conferência no contexto da cadeira de Filosofia do Conhecimento II, leccionada por
Mattia Riccardi.

73
74
A. 5. 2 PARTICIPAÇÃO EM CONFERÊNCIAS, SEMINÁRIOS E ENCONTROS COMO MEMBRO DE
COMISSÕES CIENTÍFICAS, OU DE ORGANIZAÇÃO

1. Membro da Comissão Organizadora do Colóquio Internacional Descartes –


Reflexão sobre a Modernidade (Porto, Fundação Engenheiro António de Almeida, 18-
20 de Novembro de 1996).

2. Organização do ciclo de conferências Pensamento Francês Contemporâneo (da


responsabilidade do Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea; coordenação:
Maria José Cantista). Apoio do Institut Français de Porto (direcção: Christian Crognier).
Porto, Faculdade de Letras; 1ª Série: 1998-1999. Conferencistas: Kostas Axelos,
Bernard Bourgeois, Blandine Kriegel, Jean Galard, Nicolas Grimaldi, Jacqueline
Lagrée, Pascal Engel. [Filosofia contemporânea]

3. Organização do ciclo de conferências Pensamento Francês Contemporâneo II


(da responsabilidade do Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea).
Coordenação: Maria José Cantista. Apoio do Institut Français de Porto (dir: Christian
Crognier). Porto, Faculdade de Letras; 2a Série: 1999-2000. Conferencistas: Vincent
Descombes, Alexis Philonenko, Marc Richir, Jerôme Porée, Jean-Pierre Dupuy, Renaud
Barbaras, Jean-Luc Marion, Gilles Cohen-Tannoudji. [Filosofia contemporânea]

4. Membro do Comité Científico do 1º Encontro Hispano-Português de Filosofia


Analítica (Santiago de Compostela, Departamento de Lógica e Filosofia Moral,
Universidade de Santiago de Compostela, Espanha). 20-22 Novembro de 2002.

5. Organizadora da série de conferências Semantic Minimalism do Prof. Ernest


Lepore (Director do RUCCS (Rutgers University Center for Cognitive Science) – State
University of New Jersey). Lisboa (FCSH – Universidade Nova de Lisboa, em
colaboração com João Sáágua e Ricardo Santos), Porto (FLUP) e Santiago de
Compostela (Departamento de Lógica e Filosofia Moral, em colaboração com Concha
Martínez), Junho de 2004. Organização no âmbito da primeira visita do Prof. Lepore a
Portugal, como consultor para a criação do Centro de Ciência Cognitiva da
Universidade do Porto2.

6. Organização da conferência de Hilary Putnam (Harvard University),


Pragmatism. Porto, FLUP, 21 de maio de 2004. [Filosofia contemporânea]

7. Membro da Comissão Científica e da Comissão Organizadora do Encontro


Nacional de Filosofia Analítica 2 – ENFA II (Porto, FLUP, 7-9 Outubro 2004).
Organizadora Local (Porto), com João Alberto Pinto e Carlos E.E.Mauro. Restantes
membros da Comissão Cientifica: João Branquinho (FLUL), João Sáàgua
(FCSH/UNL), José Manuel Curado (ILCH-UM) e Henrique Jales Ribeiro (FLUC).

8. Membro da Comissão Científica e da Comissão Organizadora do Workshop


Cognitive Sciences at Porto University – Challenges and future needs, IRICUP,
Reitoria da Universidade do Porto, 18 de Fevereiro de 2005. Com São Luís Castro

2
Consultor do CCCogUP por proposta de S. Miguens.

75
(FPCEUP), Fátima Oliveira (FLUP) e Pavel Brazdil (FEP). No âmbito da 2ª visita do
Prof. Lepore, Director do RUCCS, a Portugal como consultor para a criação do Centro
de Ciência Cognitiva da Universidade do Porto).

9. Membro da Comissão Organizadora do ECAP5 (5th European Conference of


Analytic Philosophy) (Lisboa, FLUL, 27- 31 Agosto de 2005).

10. Co-organizadora dos Seminários do Centro de Ciência Cognitiva da


Universidade do Porto (Porto, FLUP, FEP e FPCEUP, 2005-2006). com Pavel Brazdil
(FEP), São Luís Castro (FPCEUP) e Fátima Oliveira (FLUP).

11. Membro da organização do 3ºENPF (3º Encontro Nacional de Professores de


Filosofia. Lisboa, Escola Secundária Maria Amália Vaz de Carvalho, 7-8 de Abril de
2005. Organização: Sociedade Portuguesa de Filosofia.

12. Membro da organização do 4ºENPF (4º Encontro Nacional de Professores de


Filosofia). Braga, Universidade do Minho, 16-17 de Fevereiro de 2006. Organização:
Sociedade Portuguesa de Filosofia.

13. Membro da Comissão Organizadora do ENFA3 (3º Encontro Nacional de


Filosofia Analítica). Lisboa, FLUL, 2-4 de Junho de 2006.

14. Presidente da Comissão Científica e da Comissão Organizadora do 1º Colóquio


MLAG (C-MLAG I) (Porto FLUP, 30 de Junho de 2006).

15. Organizadora do seminário de António Lopes (CFLUL) O valor de um Bach


autêntico. Porto, FLUP, 2008.

16. Organizadora do seminário de Pedro Galvão (CFLUL) O mal de matar. Porto,


FLUP, 25 de maio de 2009.

17. Presidente da Comissão Organizadora e da Comissão Científica do C-MLAG 3.


C-MLAG III (IIIrd MLAG Annual International Conference). Comissão
organizadora: João Alberto Pinto, Carlos Mauro e Manuela Teles (Porto, FLUP, 25-27
Março 2009).

18. Organizadora, com Carlos Mauro, das MLAG Lectures 2008 – António Zilhão
(FLUL) O paradoxo dos corvos. 7 de novembro de 2008. Porto, Reitoria da
Universidade do Porto, com difusão em directo para a Universidade.

19. Presidente da Comissão Organizadora das Conferências de Junho (MLAG-


Fenomenologia) – Colóquio Interancional. Comissão organizadora: com Manuela Teles
e Clara Morando. Conferencistas: Jocelyn Benoist (Paris I, ENS e Univ. de Chicago),
Sandra Laugier (Univ. Picardie – Jules Verne, Amiens e Johns Hopkins) e Quassim
Cassam (Univ. of Warwick). Comentadores: Pedro Alves (Lisboa), Sofia Miguens
(Porto), Tommaso Piazza (Porto). Porto, (FLUP, 22-25 Junho 2009). [Filosofia
contemporânea]

20. Presidente da Comissão Científica e da Comissão Organizadora do C-MLAG IV


(IVth MLAG Annual International Conference) The Bounds of Judgment II (25-27

76
Março de 2010). Comissão Organizadora: Sofia Miguens, João Alberto Pinto e Manuela
Teles. Comissão Científica: Sofia Miguens, João Alberto Pinto, (FLUP), Charles Travis
(KCL-Londres), e Concha Martínez (USC). Porto, FLUP, 25-27 Março de 2010.

21. Responsável pela organização da Secção Perceptual Beliefs (Philosophy of


Perception) do Colóquio Internacional Cognitive Attitudes and the Justification of
Knowledge. Com a participação de Matt Soteriou (Warwick) e Paul Snowdon (UCL-
London). Santiago de Compostela, 28-29 de Outubro de 2010, Departamento de Lógica
e Filosofia Moral, Universidade de Santiago de Compostela.

22. Membro da Comissão Científica do Colóquio International Expression and the


Inner – 6th Inter-University Workshop on Mind, Art and Morality, com Manuel
Pinedo, Genoveva Martí, Luis Villanueva. Oviedo, Universidade de Oviedo 8-10 Abril
2010.

23. Presidente da Comissão Científica e da Comissão organizadora do Colóquio


Internacional The Logical Alien At 20 (com Charles Travis (King’s College – London),
Concha Martínez (Santiago de Compostela), Juan José Acero (Granada), Maria José
Frápolli (Granada), Jean-Phillipe Narboux (Bordeaux III, Institut Universitaire de
France) (Porto, Junho 13-14 2011). Principais conferencistas: Barry Stroud, (UCLA),
Matt Boyle (Harvard), Jim Conant (Chicago), Adrian Moore (Oxford), Jocelyn Benoist
(Paris). Co-patrocinado pelos projectos The Bounds of Judgement (PTDC/FIL-
FIL/109882/2009, FCT, Portugal), Cognitive Attitudes and the Justification of
Knowledge (FFI2009-08828, Ministério de Ciência e Innovación, Espanha),
Naturalismo y Pragmatismo Contemporâneos (HUM-4099, Junta de Andalucía,
Espanha) e Intentionality, Negation and Contextuality (Institut Universitaire de France).
Apoiado também pelo grupo de investigação Filosofia das Ciência (IF/FLUP). Membro
da Comissão Organizadora do Colóquio Internacional The Logical Alien At 20 (com
Charles Travis, João Alberto Pinto, Mattia Riccardi e Paulo Tunhas).

24. Co-organizadora, com Mattia Riccardi (MLAG), do MLAG Research Seminar


2010-2011 (seminário quinzenal, Porto, FLUP).

25. Co-organizadora, com Paulo Tunhas e Clara Morando, do Ciclo


Phenomenology Author by Author / Fenomenologia Autor a Autor (Husserl,
Heidegger, Sartre, Merleau-Ponty), FENOM - MLAG 2010-2011 (em homenagem a
Maria José Cantista e José Maria Costa Macedo). [Filosofia contemporânea]

26. Organizadora, com João Alberto Pinto (MLAG) do seminário de investigação


Frege and Frege Interpreters do projecto The Bounds of Judgement (PTDC/FIL-
FIL/109882/2009), 2011-2012, incluindo o curso Frege’s Philosophy por Charles
Travis (KCL), Setembro – dezembro 2011.

27. Presidente da Comissão Científica e da Comissão Organizadora da MLAG 1st


Graduate Conference 2011 (10-11 de Novembro de 2011, Porto, FLUP). Com Clara
Morando e Rui Vieira da Cunha.

28. Membro da Comissão Científica da conferencia The Legacy of Thomson Clarke


(7-11 june 2011), com Jean Phillipe Narboux (Bordeaux) e Arata Hamawaki (Auburn,
Alabama). Université Bordeaux III, Bordeaux. Org: Institut Universitaire de France,

77
Auburn University, Universidade do Porto. Avec le soutien du conseil régional de
Aquitaine.

29. Organizadora do seminário intensivo Kant, Frege and Wittgenstein on the


capacity to judge, do Professor James Conant (Department of Philosophy – University
of Chicago). Porto, FLUP, 16 de Junho de 2011. [Filosofia contemporânea]

30. Organizadora da série de três lectures Subjectivity and the Mental, do Prof.
Gerhard Preyer (Goethe Universität – Frankfurt, Porto, FLUP, 7-12 Novembro 2011).
No âmbito do Projecto Consciousness and Subjectivity.

31. Coordenadora, com J. Meirinhos e M. M. Jorge, dos cursos de formação


leccionados por Tomás Carneiro, Filosofia –Oficina de Diálogo.

32. Organizadora do seminário de Nuno Venturinha, Wittgenstein, Frege e o


tomar algo como verdadeiro (Porto, FLUP, 15 de Dezembro de 2011) 1º encontro no
âmbito da colaboração entre os Projectos The Bounds of Judgement – Frege, cognitive
agents and human thinkers (PTDC/FIL-FIL/109882/2009) (IR: Sofia Miguens, IF -
Porto) e Wittgenstein’s Philosophical Investigations – Re-evaluating a Project
(PTDC/FIL-FIL/099862/2008) (IR: Nuno Venturinha, IFL - Lisboa)

33. Organizadora, com João Alberto Pinto e Susana Cadilha, do seminário de


investigação Judging Morally (Projecto The Bounds of Judgement). Seminário
semanal. Início: Março de 2012 – 10 sessões.

34. Organizadora do curso intensivo La architectura cognitiva de la percepción


(leccionado com Juan Vazquez, Universidade de Santiago de Compostela) 26-27 de
Março de 2012.

35. Co-organizadora, com Jean-Phillipe Narboux (Universté de Bordeaux) do


Colóquio Internacional Logic and the parochial / Logique et esprit de clocher.
Bordeaux, Université Michel de Montaigne – Bordeaux III, 2 de Abril de 2012.

36. Organizadora da série de conferências Aesthetic Judgement (David Macarthur,


Universidade de Sidney – Austrália). 1ª Conferência: Porto, FLUP, 19 de abril de 2012.
2ª Conferência: Porto, Universidade Lusíada (Arquitetura), 20 de Abril de 2012. Em
colaboração com Pedro Borges de Araújo (arquiteto, membro do MLAG)

37. Organizadora da série de conferências Unmediated Consciousness – lectures on


contemporary German philosophy (Gerhard Preyer, Goethe Universität - Frankfurt),
Porto, FLUP, 4-8 Junho 2012.

38. Presidente da Comissão Organizadora do Colóquio Internacional Encounters


With Oneself C-MLAG VI (Porto, FLUP, 6-7 setembro 2012). Com Charles Travis,
João Alberto Pinto, Mattia Riccardi, João Santos e Susana Cadilha. Com Quassim
Cassam (Warwick), Lucy O’Brien (UCL-London), Naomi Eilan (Warwick), Sebastian
Rödl (Leipzig), Jean-Philippe Narboux (Bordeaux) e António Marques (FCSH,
UNLisboa).

78
39. Presidente da Comissão Científica do Colóquio Internacional Encounters With
Oneself (Porto, FLUP, 6-7 setembro 2012) Com Charles Travis KCL, Quassim Cassam
– Warwick, João Alberto Pinto FLUP, Jean Philippe Narboux – Bordeaux, José Luís
Falguera USC)

40. Organizadora, com Concha Martínez (Universidade de Santiago de Compostela)


do Colóquio Internacional Theories of Judgment and Cognitive Attitudes. Facultad de
Filosofia – Universidad de Santiago de Compostela, November 8-9, 2012 (Jointly
sponsored by Portuguese and Spanish Research Projects The Bounds of Judgment –
Frege, cognitive agents and human thinkers (PTDC/FIL-FIL/109882/2009, FCT, PI
Sofia Miguens) and Cognitive Attitudes and the Justification of Knowledge (FFI2009-
08828, PI Concha Martínez))

41. Organizadora do seminário de investigação Ser ou Não Ser Kantiano (Bounds


of Judgement Research Seminar, November 2012 - maio 2013). Seminário quinzenal.
Com João Alberto Pinto, Paulo Tunhas e Susana Cadilha. [Filosofia contemporânea]

42. Organizadora do seminário de investigação Articulation and Agency (Projecto


The Bounds of Judgement). Início: Dezembro de 2012. Com João Alberto Pinto e
Susana Cadilha. Incluindo um seminário intensivo sobre Contextualismo e Anti-
Contextualismo na Filosofia da Linguagem Contemporânea, por Ana Falcato (IFL-
FCSH, membro do Projecto). 6 de Dezembro de 2012.

43. Organizadora, com João Alberto Pinto, das conferências Kurt Gödel, no âmbito
do sub-grupo Lógica e Filosofia do MLAG. Por Rafal Gruszczynsky, (Chair of Logic,
Nicolaus Copernicus University, Torun, Polónia). 3 e 6 de Dezembro de 2012.

44. Organizadora do seminário de investigação Filosofia da percepção de Juan


Vázquez (Universidade de Santiado de Compostela e membro do Projecto The Bounds
of Judgement). Línguas: espanhol e português. 4-5 março 2013, FLUP.

45. Membro da Comissão Científica da OFA9 – Oficina de Filosofia Analítica 9,


Lisboa, SPF, 12-13 setembro de 2013.

46. Organizadora da série de Lectures A New Outline for a Philosophy of the


Mental (Gerhard Preyer, Goethe Universität Frankfurt). Porto, FLUP, 27-31 maio 2013.

47. Organizadora do seminário de Pierre-Jean Renaudie (MLAG), Sartre's


phenomenological theory of self-consciousness revisited. No âmbito do Projecto
Porto-Frankfurt, Early Sartre and the philosophy of mind (Início: 2013). 23 de
setembro, Porto, FLUP.

48. Organizadora da série de Lectures The Immediate Consciousness (What is


Self-Reference?) Gerhard Preyer (Universität Frankfurt). Porto, FLUP, 26 de maio
2014 - 4 de junho 2014.

49. Chair das sessões de Ned Block (NYU) e Christopher Peacocke (NYU),
Consciousness. XVIIº Congresso Interamericano de Filosofia (SIF 2013). Salvador da
Bahia – Brasil, 4-11 outubro.

79
50. Organizadora da conferência de Andrej Szahaj (Lublin – Polónia), John Rawls
and multiculturalism. 12 de novembro de 2013

51. Presidente da Comissão Científica (com João Alberto Pinto Paulo Tunhas,
Charles Travis) da MLAG Graduate Conference 2013. 21-23 novembro 2013.
Organizada por: Rui Vieira da Cunha, Manuela Teles, Susana Cadilha, João Santos,
José Manuel Oliveira, Clara Morando (investigadores-doutorandos do MLAG).

52. Membro da Comissão Científica e da Comissão Organizadora do 1st Porto-


Tübingen Workshop on Rationality, Self-knowledge and Human Agency. Com Julia
Peters (Philosophische Seminar, Eberhard Karls Universität Tübingen), Mattia Riccardi
(UP) e Hong Yu Wong (CIN, Eberhard Karls Universität Tübingen). 6 e 7 de dezembro
de 2013, Porto.

53. Organizadora do seminário de investigação Frege Father of Disjunctivism (por


Charles Travis – KCL) (março-junho 2014, 6 sessões). Porto, FLUP.

54. Organizadora (com Bruno Ambroise, no contexto da rede PloCo do CNRS)do


Workshop Ordinary language and contextualism (workshop) 19-21 maio 2014
(Presntations by Jean-Philippe Narboux, Valérie Aucoutourier, Bruno Ambroise e Layla
Raïd, comments by Charles Travis, Sofia Miguens and João Santos – MLAG)

55. Organizadora de Testimony – 2 lectures by Dan O’Brien. I. Hume on


Testimony; II. More Testimony and Lies (13 de maio e 21 de maio de 2014, Porto,
FLUP).

56. Self-Reference and Self-Consciousness – Lectures by Gerhard Preyer (may


29th – june 2nd 2014). No âmbito do Projecto Early Sartre and the philosophy of mind
[Filosofia contemporânea]

57. Organizadora do Porto – UCL Day (june 25th 2014) com Véronique Munoz-
Dardé e Mike G. F. Martin. Véronique Munoz-Dardé, Intimate markets (org conjunta
com o Grupo de Teoria Política do CEHUM; comentário de João Rosas). Mike G. F.
Martin, Peircing the veil of perception (org. conjunta com o projecto do MLAG To see
or not to see – hallucinations from an interdisciplinary perspective, IR Mattia Riccardi)

58. Minimal Self-Consciousness – Emotions and Perceptual Experience, org:


Anna Ciaunica, Sofia Miguens and Markus Wild (Basel). Porto-Basel Workshop. 22 de
julho de 2014. Círculo Universitário do Porto.

59. Organizadora, com os restantes membros da direcção da SPF, do Congresso


Português de Filosofia, Lisboa, Fundação Calouste Gulbekian. 6-7 Setembro de 2014.
Organização, como membro da Direcção da SPF.

60. Organizadora das Lectures on Hegel da Prof. Gabriele Mras, Wirtschafts


Universität – Wien Lecture I Hegel’s rejection of the common sense demise of
philosophy; Lecture II Hegel’s regeneration of philosophy. Outubro 20-21 2014.
[filosofia contemporânea].

80
61. Organizadora da conferência On the timelessness of art. David Macarthur,
University of Sydney – Australia (na sequência da colaboração Porto-Sydney iniciada
em 2012). Porto, FLUP, 21 de outubro de 2014.

62. Organizadora da conferência Knowledge in action and knowledge of


perception. Eylem Özaltun (Koç University Istambul), Porto, 3 de fevereiro de 2015.

63. Organizadora com Concha Martínez (USC) do workshop Moral fictionalism,


Mark Kalderon (UCL), com comentários de Charles Travis (KCL) e Sofia Miguens
(UP). Workshop do Projecto Abstract Objects. Santiago de Compostela, Universidade
de Santiago de Compostela, 12 de março de 2015.

64. One Day of Aristotle on Perception. Workshop on Form Without Matter –


Empedocles and Aristotle on colour perception (Mark Kalderon, OUP 2015 – com a
presença do autor e 11 discussants) Org. com José Meirinhos e João Rebalde (Gabinete
de Filosofia Medieval – IF). 24 de abril de 2015. Porto, FLUP.

65. Frege on the Unity of the Proposition (Gabriele Mras - WU Vienna).


Discussant: Ch. Travis (KCL/UP). Organization: S. Miguens – MLAG Lecture Series.
FLUP, 28-29 de setembro de 2015. Na sequência do projecto The Bounds of Judgement.
Projecto estratégico 2015-2018 – Área: Linguagem e lógica.

66. 12º Encontro Nacional de Professores de Filosofia, que decorreu na Faculdade


de Letras da Universidade de Lisboa, nos dias 3 e 4 de Setembro de 2015. A Comissão
Organizadora foi composta por António Lopes, Conceição Moreira, João Cardoso
Rosas e Sofia Miguens (SPF), e A. Pedro Mesquita e Pedro Galvão (U. Lisboa).

67. Organizadora, com Eduardo Marchesan. Ciclo J.L. Austin 2015-2016


(conferências de François Récanati, Charles Travis, Ana Falcato, Sofia Miguens,
Jocelyn Benoist, David Zapero – Bonn, Avner Baz – Tufts Boston, Eduardo
Marchesan). 12 dezembro 2015, 13 de fevereiro de 2016

68. Organizadora com Luís Veríssimo, João Santos e Brena Fernandez do MLAG
Research Seminar 2015/2016. Seminário quinzenal regular.

69. Organizadora com João Alberto Pinto, no âmbito das actividades MLAG/Rede
CNRS) Charles Travis, Three Lectures on Wittgenstein. Abril-maio 2016. Porto,
FLUP

70. Organizadora com Bruno Ambroise (CNRS), Eylem Özaltun (KOç University –
Istambul) e Pierre-Jean Renaudie (MLAG) do C-MLAG 2016 – Self Knowledge and
the First-Person. Porto, FLUP, 16-17 junho 2016

71. Membro do Scientific Commitee do Colóquio Internacional Minds Selves and


21st Century Technology. Rob Clowes, Klaus Gärtner e Inês Hipólito orgs.
Universidade Nova de Lisboa. Junho 2016.

72. Epistemologia Contemporânea – três conferências Tommaso Piazza


(Universidade de Pavia) FLUP, 3-9 de maio de 2016. Organização: MLAG Research
Seminar 2015-2016 (Luís Veríssimo, Brena Fernandez, João Santos) com João Alberto

81
Pinto e Sofia Miguens, e a UC Filosofia do Conhecimento II 2015-2016 (docente: Sofia
Miguens)

73. Theory of Action and Ontology – 2 lectures by Prof Dr Phil Gerhard Preyer,
Goethe Univeristät Frankfurt. 5-6 julho 2016. Porto, FLUP. [filosofia contemporânea]

74. 2º Congresso Português de Filosofia (Porto, 8-9 setembro de 2016) Membro da


Comissão Científica e da Comissão Organizadora Local.

75. Organizadora com Luís Veríssimo, Diana Couto e Brena Fernandez do MLAG
Research Seminar 2016/2017. Seminário semanal regular, com convidados especiais.
Foco da edição 2016/2017: ética e estética. (a partir de março de 2017: João Lemos e
João Alberto Pinto em substituição de Brena Fernandez e Diana Couto)

76. Organizadora da conferência The adverbial theory of truth de Pascal Engel


(EHESS). Porto, FLUP, 8 de outubro de 2016.

77. Organizadora da conferência Williams and Sartre on Virtue and Authenticity


de Alan Thomas (University of York). Porto, FLUP, 21 de outubro de 2016. [filosofia
contemporânea]

78. From Darwin to Dissanayake. Seminário Internacional de investigação sobre


cognição e arte. 9 e 10 de novembro de 2016. Porto, FLUP (organização com Pedro
Borges de Araújo, MLAG/Autofocus)

79. Organizadora da conferência O juízo estético como juízo de valor. Uma


reflexão sobre o que é a filosofia hoje de João Constâncio (Departamento de Filosofia.
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa). Porto,
FLUP, 17 de janeiro de 2017.

80. Membro da Comissão Científica da International Conference on Moving


Image and Philosophy (Keynote speaker Thomas Wartenberg). S. Gouveia e D. Neiva
orgs., Associação Episteme & Logos. Porto FLUP july 7th-8th 2017. Com o patrocínio
científico do MLAG.

81. Membro da Comissão Científica da Conferência Internacional Philosophy for


Children. July 7th Porto FLUP. Com o patrocínio científico do MLAG.

82. Membro da Comissão Organizadora do Congresso XIIIe Congrès international


de la Société d'Etudes Kantiennes de Langue Française (SEKLF) (Université
Portucalense, Porto, Portugal, 13-15 septembre 2017 « Kant et l’humain : Géographie,
psychologie, anthropologie »)

83. Organizadora do MLAG Research Seminar 2017/2018 com Diana Couto, Luís
Veríssimo (UL) e José Pedro Correia.

84. Organizadora das Conferências MLAG em História da Filosofia


Contemporânea 2017/2018 com Diana Couto, Luís Veríssimo (UL) e José Pedro
Correia.

82
85. Organizadora com Pedro Borges de Araújo de R. Neutra: Survival Through
Design. FLUP/FAUP 17 de novembro de 2017. (Seminar on Architecture,
Philosophy/Neurosciences)

86. Membro da Comissão Científica da Conferência Internacional Artificial


Intelligence and Information. S. Gouveia e D. Neiva orgs (Associação Episteme &
Logos, com o patrocínio científico do MLAG). Porto, FLUP, 5-7 dezembro 2017.
[Apresentação do keynote speaker Luciano Floridi, Oxford]

87. Presidente da Comissão Científica da MLAG Graduate Conference 2018 (GC –


MLAG II, 21-23 march 2018), enquanto Investigadora Principal do MLAG. Porto,
FLUP, 21-23 março de 2018

88. Membro da Comissão Organizadora da MLAG Graduate Conference 2018 (GC


– MLAG II, 21-23 march 2018), com Diana Couto, José Pedro Correia, João Alberto
Pinto, Anna Ciaunica e Luís Veríssimo.

89. Membro da Comissão Científica do ENFA7 (Lisboa, setembro de 2018)

90. Membro da Comissão Científica do Congresso Internacional de Filosofia da


Natureza AS ENTRANHAS DA NATUREZA: Causalidades, Processos Causais e
Concepções de Natureza. Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais, Universidade
Católica Portuguesa Braga, 10-12 de Setembro de 2018.

91. Membro da Comissão Organizadora do C-MLAG 2018 (Dis)Embodied Perception


of the Self and Other, com Anna Ciaunica, Harry Farmer, Diana Couto. Invited
speakers: (17-18th october 2018)

1. Olaf Blanke ( Institute Polytechnique de Lausanne, Switzerland)


2. Sarah Garfinkel (Sackler Centre for Consciousness Science - University of Sussex, the UK)
3. Pierre Jacob ( Institut Jean Nicod, Paris)
4. Antonia Hamilton (Institute of Cognitive Neuroscience, University College London, London)
5. Thomas Metzinger (University of Meinz, Germany)
6. Barry Smith (Institute of Philosophy,London)
7. Manos Tsakiris (Royal Holloway,London)
8. Dave Ward ( University of Edinburgh)
9. Katerina Fotopoulou (Psychology and Language Sciences Division, University College London)
10. Vittorio Gallese ( Department of Neuroscience, University of Parma, Italy)
11. Ophelia Deroy (University of Munich)
12. Anil Seth (Sackler Centre for Consciousness Science - University of Sussex, the UK)

A. 6. BOLSAS E DISTINÇÕES

PRESIDENTE DA SOCIEDADE PORTUGUESA DE FILOSOFIA (2004-2006)

83
BOLSEIRA DA FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN (NEW YORK, 2000)
BOLSEIRA DA FLAD (NEW YORK, 2000)
BOLSEIRA DA FLAD (RUTGERS, NEW JERSEY 2004)
BOLSEIRA FCT (PARIS 2007-2008)
BOLSEIRA DA FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN (PARIS 2007-2008)
BOLSEIRA DAAD (2014)
BOLSA CNRS (PROFESSEURE INVITÉE, 2017)

84
B) CAPACIDADE PEDAGÓGICA

1) FUNÇÕES DOCENTES

A componente principal do que se segue é o serviço docente prestado na Universidade


do Porto desde 1996. Este envolveu vinte e oito UCs (disciplinas e seminários de
licenciatura, mestrado e doutoramento nos cursos de Licenciatura em Filosofia,
Mestrado em Filosofia, Mestrado em Ensino da Filosofia no Ensino Secundário,
Programa Doutoral em Filosofia e Curso de Estudos Pós-Graduados em Filosofia).

As disciplinas são as seguintes: Filosofia do Conhecimento (licenciatura, anual),


Filosofia do Conhecimento I e II (licenciatura, semestrais), Filosofia da Linguagem
(licenciatura, anual), Filosofia da Linguagem I e II (licenciatura, semestrais), Filosofia
da Linguagem (licenciatura, semestral), Filosofia Contemporânea I e II (licenciatura,
semestrais), Estética I e II (licenciatura, semestrais), História e Filosofia das Ciências
(licenciatura, semestral), Filosofia da Mente (Curso de Estudos Pós-Graduados em
Filosofia, semestral), Filosofia da Mente (mestrado, semestral), Filosofia da Ação
(mestrado, semestral), Técnica, Linguagem e Poder (mestrado, semestral), Mentes e
Máquinas (mestrado, semestral), Estética e e Artes (mestrado, semestral), Seminário de
orientação (mestrado, anual), Metodologia da Investigação Filosófica (mestrado,
semestral), Filosofia I – Módulos Epistemologia e Filosofia da ação (mestrado em
ensino da filosofia, semestral), Filosofia II – Módulo epistemologia, filosofia da mente e
filosofia da acção (mestrado em ensino da Filosofia, semestral), Questões Básicas de
Filosofia I – metafísica, epistemologia, filosofia da mente e da linguagem
(doutoramento, semestral), Mente e Mundo (doutoramento, semestral), Metafísica
Contemporânea (doutoramento, semestral), O Pensamento e os seus Objectos
(doutoramento, semestral), Estética e Artes (doutoramento, semestral), Seminário de
orientação (doutoramento, anual).

Referir-se-á também cursos lecionados fora da FLUP, fora da UP e fora de Portugal,


bem como acções de formação de professores lecionadas na FLUP e fora da FLUP.
Serão ainda identificados materiais pedagógicos produzidos. Finalmente referir-se-á
UCs criadas na UP, usando essas mesmas disciplinas como exemplo na apresentação de
resultados de inquéritos pedagógicos.

UNIVERSIDADE DO PORTO – FACULDADE DE LETRAS

1996/1997

Filosofia do Conhecimento (cadeira anual, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 1º ano). Curso


diurno. (180 estudantes inscritos)

85
Filosofia do Conhecimento (cadeira anual, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 1º ano). Curso
nocturno. (40 estudantes inscritos)3

1997/1998

Filosofia do Conhecimento (cadeira anual, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 1º ano). Curso


diurno
Filosofia do Conhecimento (cadeira anual, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 1º ano). Curso
nocturno.

1998/1999

Filosofia do Conhecimento (cadeira anual, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 1º ano). Curso


diurno.
Filosofia do Conhecimento (cadeira anual, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 1º ano). Curso
nocturno.

1999/2000

Filosofia do Conhecimento (cadeira anual, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 1º ano). Curso


diurno.
Filosofia do Conhecimento (cadeira anual, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 1º ano). Curso
nocturno.

2000/2001

Dispensa de serviço docente para conclusão da dissertação de doutoramento.

2001/2002

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia, FLUP. 1º semestre,


1º ano).
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 2º
semestre, 1º ano).
Filosofia da Linguagem (cadeira anual, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 3º ano).(50
estudantes)

2002/2003

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º Ano - 1º Semestre, Licenciatura em


Filosofia, FLUP)
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, 1º Ano - 2º semestre, Licenciatura em
Filosofia, FLUP).
Filosofia da Linguagem (cadeira anual, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 3º Ano).

2003/2004

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 1º Ano – 1º


semestre).
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 1º ano – 1º
semestre).

3
Refere-se este número por ser bastante distinto do actual (cerca de 90 estudantes nas cadeiras de
Filosofia do Conhecimento do 1º ano que continuo a lecionar, 21 anos depois). Enquanto se manteve o
curso noturno os números mantiveram-se idênticos.

86
Filosofia da Linguagem I (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 3º Ano – 1º
Semestre).
Filosofia da Linguagem II (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 3º Ano – 2º
Semestre).

2004/2005

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 1º Ano – 1º


Semestre).
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia – FLUP, 1º Ano –
1º Semestre).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia – FLUP, 3º Ano – 1º
Semestre).
História e Filosofia das Ciências (seminário semestral, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 4º
Ano - 2º Semestre). Leccionado com João Alberto Pinto e Maria Manuel Jorge. Módulo
leccionado: Ciência cognitiva e filosofia moral.
Filosofia da Mente (seminário semestral, Curso Integrado de Estudos Pós-Graduados em
Filosofia, FLUP, 1º Ano – 2º semestre). Docentes convidados: Prof. Juan Vázquéz
(Universidade de Santiago de Compostela, Espanha) e Prof. Markus Werning (Universidade de
Düsseldorf, Alemanha), com apoio do Programa Erasmus. Línguas de ensino: português (S.
Miguens), espanhol (J. Vazquez) e inglês (M. Werning e S. Miguens).

2005/2006

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia, 1º Ano – 1º


Semestre).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 3º Ano – 1º
Semestre).
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, Licenciatura em Filosofia, 1º Ano – 2º
Semestre).
Filosofia da Mente (seminário semestral, Curso Integrado de Estudos Pós-Graduados em
Filosofia, FLUP, 1º ano – 2º semestre). Co-docentes: Juan Vázquéz (Universidade de Santiago
de Compostela, Espanha) e Eckard Arnold (Universidade de Düsseldorf, Alemanha), com apoio
do Programa Erasmus. Línguas de ensino: português (S. Miguens), espanhol (J. Vazquez) e
inglês (E. Arnold e S. Miguens).
História e Filosofia das Ciências (seminário semestral, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 4º
Ano - 2º Semestre). Leccionado com João Alberto Pinto e Maria Manuel Jorge. Módulo
leccionado: Ciência cognitiva e filosofia moral.

2006/2007

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º semestre, Licenciatura em Filosofia).


Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 1º semestre, Licenciatura em Filosofia).
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, 2º semestre, Licenciatura em Filosofia).
Filosofia da Mente (seminário semestral, Curso Integrado de Estudos Pós-Graduados em
Filosofia).
História e Filosofia das Ciências (seminário semestral, Licenciatura em Filosofia, FLUP, 4º
Ano - 2º Semestre). Leccionado com João Alberto Pinto e Maria Manuel Jorge. Módulo
leccionado: Ciência cognitiva e filosofia moral.

2007/2008

1º semestre: licança sabática (visiting researcher em Paris, Institut Jean Nicod/ENS/EHESS).

2º semestre:

87
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, 2º semestre), Licenciatura em Filosofia.
Filosofia da Mente, Mestrado em Filosofia, 1º ano - 2º semestre.
Filosofia Contemporânea II (cadeira semestral, 2º semestre, Licenciatura em Filosofia)
(regente e responsável pelo programa. Cadeira leccionada por Paulo Tunhas).

2008/2009

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º semestre, Licenciatura em Filosofia).


Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 1º semestre, Licenciatura em Filosofia).
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, 2º semestre, Licenciatura em Filosofia).
Questões Básicas de Filosofia I. (Seminário, Curso de Doutoramento em Filosofia, 1º Ano – 1º
semestre). Área: metafísica, epistemologia, filosofia da mente e da linguagem.

2009/2010

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º Ano - 1º Semestre, Licenciatura em


Filosofia).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 3º Ano - 1º semestre, Licenciatura em Filosofia,
FLUP (co-docente: João Alberto Pinto).
Mente e Mundo (seminário, Programa Doutoral em Filosofia, 1º Ano-1º semestre). 12
estudantes
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, 1º Ano - 2º semestre, Licenciatura em
Filosofia).

2010/2011

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º Ano - 1º Semestre, Licenciatura em


Filosofia, FLUP). (estudantes inscritos: 98)
Mente e Mundo (seminário, Programa Doutoral em Filosofia, 1º Ano -1º Semestre).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 3º Ano - 1º semestre, Licenciatura em Filosofia,
FLUP (co-docente: João Alberto Pinto).
Técnica, Linguagem e Poder (2010/2011, Mestrado em Filosofia –Filosofia Moderna e
Contemporânea, 1º semestre). Regente e responsável pelo programa e pela avaliação. Curso
leccionado com Rui Vieira da Cunha e Clara Morando.
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, 1º Ano - 2º semestre, Licenciatura em
Filosofia).
Filosofia da Mente (cadeira semestral, Mestrado em Filosofia – Ramo de Filosofia Moderna e
Contemporânea). Co-docente: João Alberto Pinto.
Matéria, Máquinas, Espírito e Consciência, (2010/2011, Mestrado em Filosofia, Filosofia
Moderna e Contemporânea, 2ª semestre). Regente e responsável pelo programa e pela avaliação;
curso lecionado por Mattia Riccardi (investigador IF/MLAG) com colaboração de S. Miguens
na lecionação de parte das sessões.

2011/2012

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º Ano - 1º Semestre, Licenciatura em


Filosofia, FLUP).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 3º Ano - 1º semestre, Licenciatura em Filosofia,
FLUP). Co-docente: João Alberto Pinto.
Mente e Mundo (seminário, Programa Doutoral em Filosofia, 1º Ano -1º Semestre).
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, 2º semestre, Licenciatura em Filosofia).

88
Filosofia da Mente (cadeira semestral, Mestrado em Filosofia – Ramo de Filosofia Moderna e
Contemporânea). Co-docente: João Alberto Pinto.
Filosofia da Acção (cadeira semestral, 1º semestre, Mestrado em Filosofia, Filosofia Moderna e
Contemporânea). Regência e programa. Programa construído em torno dos materiais e dos
resultados do Projecto de Investigação Conversations on Practical Rationality and Human
Action (2007-2010). Leccionado com Mattia Riccardi e Susana Cadilha.
Filosofia II (Mestrado em Ensino da Filosofia no Ensino Secundário, módulo (epistemologia,
filosofia da mente, filosofia da acção), cadeira semestral) 1º semestre

2012/2013

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º Ano - 1º Semestre, Licenciatura em


Filosofia, FLUP).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 3º Ano - 1º semestre, Licenciatura em Filosofia,
FLUP). Co-docente: João Alberto Pinto.
Filosofia I (Mestrado em Ensino da Filosofia, 1º semestre)
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, 2º semestre, Licenciatura em Filosofia).
Filosofia da Mente (cadeira semestral, Mestrado em Filosofia – Ramo de Filosofia Moderna e
Contemporânea). Co-docente: João Alberto Pinto.
Filosofia da Acção (cadeira semestral, 1º semestre, Mestrado em Filosofia, Filosofia Moderna e
Contemporânea). Leccionado com Susana Cadilha.
Filosofia II (Mestrado em Ensino da Filosofia no Ensino Secundário, módulo (epistemologia,
filosofia da mente, filosofia da acção) cadeira semestral)
O Pensamento e os seus Objectos (seminário, programa Doutoral em Filosofia, 2º semestre)

2013/2014

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º Ano - 1º Semestre, Licenciatura em


Filosofia, FLUP).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 3º Ano - 1º semestre, Licenciatura em Filosofia,
FLUP). Co-docente: João Alberto Pinto.
Filosofia da Acção (cadeira semestral, 1º semestre, Mestrado em Filosofia, Filosofia Moderna e
Contemporânea). Com a colaboração de Susana Cadilha
Filosofia I (Mestrado em Ensino da Filosofia no Ensino Secundário, módulo (epistemologia,
filosofia da mente, filosofia da acção) cadeira semestral)
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, 2º semestre, Licenciatura em Filosofia).
Filosofia da Mente (cadeira semestral, Mestrado em Filosofia – Ramo de Filosofia Moderna e
Contemporânea). Co-docente: João Alberto Pinto.
O Pensamento e os seus Objectos (seminário, Programa Doutoral em Filosofia, 1º Ano -1º
Semestre). (Tema: Nietzsche, Merleau-Ponty e Dennett: comportamento e naturalismo).
Lecionado com Paulo Tunhas. Com a colaboração de Mattia Riccardi e Maria José Cantista.

2014/2015

Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º Ano - 1º Semestre, Licenciatura em


Filosofia, FLUP).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 3º Ano - 1º semestre, Licenciatura em Filosofia,
FLUP). Co-docente: João Alberto Pinto.
Filosofia da Acção (cadeira semestral, 1º semestre, Mestrado em Filosofia, Filosofia Moderna e
Contemporânea).
Filosofia I (Mestrado em Ensino da Filosofia no Ensino Secundário, módulo (epistemologia,
filosofia da mente, filosofia da acção) cadeira semestral)
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, 2º semestre, Licenciatura em Filosofia).
Filosofia da Mente (cadeira semestral, Mestrado em Filosofia – Ramo de Filosofia Moderna e
Contemporânea). Co-docente: João Alberto Pinto.

89
Metafísica Contemporânea (seminário, Programa Doutoral em Filosofia, 1º Ano -1º
Semestre). Com João Alberto Pinto.

Estética e Artes (regência e programa). Mestrado em Filosofia – Ramo Filosofia


Contemporânea, leccionado por João Lemos.

2015/2016
Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º Ano - 1º Semestre, Licenciatura em
Filosofia, FLUP).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 3º Ano - 1º semestre, Licenciatura em Filosofia,
FLUP). Co-docente: João Alberto Pinto.
Filosofia da Acção (cadeira semestral, 1º semestre, Mestrado em Filosofia, Filosofia Moderna e
Contemporânea).
Estética, Política e Artes (Programa Doutoral em Filosofia – 1º semestre, Módulo). Com Paulo
Tunhas, José Meirinhos e Paula Pereira.
Filosofia do Conhecimento II (cadeira semestral, 2º semestre, Licenciatura em Filosofia).
Filosofia da Mente (cadeira semestral, Mestrado em Filosofia – Ramo de Filosofia Moderna e
Contemporânea). Co-docente: João Alberto Pinto.
Metafísica Contemporânea (seminário, Programa Doutoral em Filosofia, 1º Ano -2º
Semestre). Com João Alberto Pinto.
Filosofia I (Mestrado em Ensino da Filosofia no Ensino Secundário, módulo (epistemologia,
filosofia da mente, filosofia da acção) cadeira semestral)
Estética e Artes (regência), 2º ciclo, Mestrado em Filosofia (docente: João Lemos)

2016/2017
Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º Ano – 1º Semestre, Licenciatura em
Filosofia, FLUP).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 3º Ano – 1º Semestre, Licenciatura em Filosofia,
FLUP). Co-docente: João Alberto Pinto.
Filosofia da Acção (cadeira semestral, 1º ano – 1º Semestre, Mestrado em Filosofia. Ramo
Filosofia Moderna e Contemporânea).

2º semestre: licença sabática

Estética e Artes (regência e responsabilidade pelo programa). Mestrado em Filosofia – Ramo


Filosofia Contemporânea. Docente: João Lemos

2017/2018
Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º Ano – 1º Semestre, Licenciatura em
Filosofia, FLUP).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 3º Ano – 1º Semestre, Licenciatura em Filosofia,
FLUP). Co-docente: João Alberto Pinto.
Filosofia da Acção (cadeira semestral, 1º ano – 1º Semestre, Mestrado em Filosofia. Ramo
Filosofia Moderna e Contemporânea).
Filosofia Contemporânea II (cadeira semestral, 3º Ano – 2º Semestre, Licenciatura em
Filosofia, FLUP).
Metafísica Contemporânea (seminário, Programa Doutoral em Filosofia, 1º Ano -2º
Semestre). Com João Alberto Pinto.
Filosofia II (Mestrado em Ensino da Filosofia no Ensino Secundário, módulo (epistemologia,
filosofia da mente, filosofia da acção) cadeira semestral)
Metodologia de Investigação em Filosofia (Mestrado em Filosofia) Com João Alberto Pinto e
Rui Bertrand Romão.

90
2018/2019
Filosofia do Conhecimento I (cadeira semestral, 1º Ano – 1º Semestre, Licenciatura em
Filosofia, FLUP).
Filosofia da Linguagem (cadeira semestral, 3º Ano – 1º Semestre, Licenciatura em Filosofia,
FLUP). Co-docente: João Alberto Pinto.
Filosofia da Acção (cadeira semestral, 1º ano – 1º Semestre, Mestrado em Filosofia. Ramo
Filosofia Moderna e Contemporânea).
Filosofia Contemporânea II (cadeira semestral, 3º Ano – 2º Semestre, Licenciatura em
Filosofia, FLUP).
Estética e Artes (seminário, Mestrado em Filosofia, 1º Ano -2º Semestre).
Filosofia II (Mestrado em Ensino da Filosofia no Ensino Secundário, módulo (epistemologia,
filosofia da mente, filosofia da acção) cadeira semestral)

NOTA: Os seminários de orientação de Mestrado e Doutoramento, que fazem parte da


distribuição de serviço docente na FLUP, têm forma tutorial e não foram incluídos na
listagem acima. Foram lecionados anualmente desde 2004.

ACTIVIDADE DOCENTE FORA DE PORTUGAL

ALEMANHA

HEINRICH HEINE UNIVERSITÄT DÜSSELDORF – ALEMANHA (20014/2005)

Content, Consciousness and Action – An Introduction to D. Dennett’s Philosophy of Mind.


Third Düsseldorf Summer Workshop on Philosophy and Cognitive Science. Julho 2005. Língua
de ensino: inglês. 25 inscritos.

ESPANHA
UNIVERSIDADE DE SANTIAGO DE COMPOSTELA (USC)

2004/2005
Epistemologia Contemporânea (Módulo, Curso de Doutoramento em Filosofia). Leccionado
com: Concha Martínez (USC – Departamento de Lógica e Filosofia Moral) e Juan Vázquéz
(USC – Departamento de Lógica e Filosofia Moral). Frequentado por 10 estudantes.

2005/2006
Epistemologia Contemporânea (Módulo, Curso de Doutoramento em Filosofia), Universidade
de Santiago de Compostela, Espanha. Leccionado com: Concha Martínez (USC – Departamento
de Lógica e Filosofia Moral) e Juan Vázquéz (USC – Departamento de Lógica e Filosofia
Moral).

2006/2007
Epistemologia Contemporânea (Módulo, Curso de Doutoramento em Filosofia), Universidade
de Santiago de Compostela, Espanha. Leccionado com: Concha Martínez (USC – Departamento
de Lógica e Filosofia Moral) e Juan Vázquéz (USC – Departamento de Lógica e Filosofia
Moral).

2007/2008
Epistemologia Contemporânea (Módulo, Curso de Doutoramento em Filosofia, Universidade
de Santiago de Compostela, Espanha. Leccionado com: Concha Martinez (USC – Departamento

91
de Lógica e Filosofia Moral) e Juan Vázquéz (USC – Departamento de Lógica e Filosofia
Moral).

2008/2009
Epistemologia Contemporânea (Módulo ‘Pragmatismo’), Curso de Doutoramento em
Filosofia, leccionado com M. Uxía Rivas Monroy.

2009/2010
Mind and World (philosophy of mind and metaphysics) / Mente y Mundo (filosofia de la
mente y metafísica). Masters Interuniversitário en Lógica y Filosofía de la Ciencia, Menção de
qualidade do Ministério de Universidades. Frequentado por 10 estudantes. Seminário semestral
– 2º semestre; semana presencial intensiva (Fevereiro 2010). Lecionado com Juan Vázquéz.
Trabalho de acompanhamento e avaliação contínua do semestre realizado via a plataforma
Moodle Epimenides (Universidade de Salamanca (http:://epimenides.usal.es). Universidades
participantes (co-conferindo o grau): Universidade Autónoma de Madrid, Universidade de
Salamanca, Universidade de Valladolid, Universidade de la Laguna, Universidad de Santiago de
Compostela. Corpo docente: Universidades de Sevilla, Autónoma de Barcelona, Granada,
Valencia, Málaga, Murcia, UNED, Porto e Padova (Itália). Patrocínio especial para a
colaboração de professores estrangeiros; Ministério de Educación (Secretaria General de
Universidades). Língua de ensino: inglês.

2010/2011
Mind and World (philosophy of mind and metaphysics) Mente y Mundo (filosofia de la
mente y metafísica), Seminário presencial intensivo, Master Interuniversitário en Lógica y
Filosofía de la Ciencia. Seminário co-lecionado com Juan Vázquéz. Língua de ensino: inglês.

2011/ 2012
UNIVERSIDADE DE VALLADOLID

Mind and World Seminário semestral Mente y Mundo (filosofia de la mente y metafísica) /
Mind and World (philosophy of mind and metaphysics) Masters Interuniversitário en
Lógica y Filosofía de la Ciencia. Ensino presencial: Valladolid, Universidad de Valladolid.
Ensino à distância: gestão com Juan Vazquez. Língua de ensino: inglês. Lecionado com Juan
Vázquéz (USC).

2012/2013
UNIVERSIDADE DE VALLADOLID

Mind and World Seminário semestral Mente y Mundo (filosofia de la mente y metafísica) /
Mind and World (philosophy of mind and metaphysics) Masters Interuniversitário en Lógica
y Filosofía de la Ciencia, assignatura semestral. Ensino à distância. Ensino presencial:
Valladolid, Universidad de Valladolid. Língua de ensino: inglês. Leccionado com Juan Vázquéz
(USC).

FINLÂNDIA

UNIVERSIDADE DE JYVÄSKYLÄ 2013/2014


John McDowell on Conceptual Capacities (Módulo, 10 horas, Programa de doutoramento.
Curso: Active Perception (Prof. Mikko Yrjönsuuri, Prof. Sofia Miguens). May 14-16 2014
(patrocínio: Erasmus)

ÁUSTRIA

WIRTSCHAFTSUNIVERSITÄT – WIEN (WU) 2015/2016

92
Self-knowledge and self-consciousness. Módulo de epistemologia e filosofia da mente. Viena
– Áustria, Wirtshäftsuniversität (WU), 3º ciclo. Maio de 2016. Patrocínio: Erasmus.

FRANÇA

2016/2017
Visiting Professor. Université de Picardie Jules Verne. Março-maio 2017. UFR Philosophie, no
âmbito de colaboração CNRS (France). Responsáveis: Bruno Ambroise (CNRS) e Layla Raïd
(Amiens). Março-abril 2017.[Professeure invitée à l’Université de Picardie – Jules Verne, sur
proposition du CURAPP-ESS; activités partagées entre Amiens et Paris, Université de Paris 1-
Panthéon Sorbonne, partenaire du GDRI PloCo, porté par de CURAPP-ESS et soutenu par
d’INSHS du CNRS]

Seminário lecionado na Université de Picardie Jules Verne, no âmbito da Visiting professorship:


Título geral: The nature of our conceptual capacities / La nature de nos capacites
conceptuelles. Themes of philosophy of language, philosophy of perception and ethics / Thèmes de
philosophie du langage, philosophie de la perception et éthique [línguas de ensino: inglês e francês]

WORKSHOPS (LECIONADOS)

2004/2005

“Compositionality”. Workshop, filosofia da linguagem e da mente. Com Markus Werning,


University of Düsseldorf. Porto, FLUP. Língua de ensino: inglês (2 dias).

2005/2006

“Husserl and the philosophy of mind”. Workshop, filosofia da linguagem e da mente. Com
Eckhard Arnold, University of Düsseldorf. Porto, FLUP. Língua de ensino: inglês (1 dia).
[filosofia da mente][filosofia contemporânea]

2011/2012

“Conceitos”. Com Juan Vazquez, Universidade de Santiago de Compostela. Línguas de ensino:


português e espanhol. [filosofia da mente]
“Subjectivity”. Com Gerhard Preyer, Goethe Universität – Frankfurt am Main. Língua de
ensino: inglês.

2012/2013

Epistemologia da Psicologia (uma abordagem por casos), Ponta Delgada Universidade dos
Açores, 2 de novembro de 2012 (no âmbito do Colóquio Filosofia e Ciência, Rui Sampaio org.).
[filosofia da mente]

2009/2010

‘Teorias da percepção – debates clássicos e contemporâneos entre representacionistas e


anti-representacionistas’. Seminário Intensivo, leccionado por Juan Vazquez e Sofia Miguens.
Porto, FLUP, 22 de Março de 2010. [filosofia da mente]

2010/2011

93
‘Rational and other animals’. Workshop em filosofia da mente e da linguagem. Leccionado
com José Luís Falguera, Universidade de Santiago de Compostela, 14 de Dezembro de 2010
(com o patrocínio do projecto de investigação Cogntive Attitudes and the Justification of
Knowledge, FFI2009-08828, Ministério de ciencia e innovación, Espanha). [filosofia da mente]

2010/2011
Instituto de Filosofia, FLUP

“Epistemologia e Teorias da Percepção: Crenças perceptivas e justificação do


conhecimento”, Seminário intensivo sobre teorias da percepção leccionado com Juan Vázquéz,
Universidade de Santiago de Compostela, 28 de Março de 2011. [filosofia da mente]

Universidade de Verão – Universidade do Porto

Módulo: John Rawls “Filosofia e teoria politica: autores clássicos e temas


contemporâneos”. Universidade de Verão – Universidade do Porto. Coord. José Meirinhos,
FLUP e Luísa Neto, FDUP. [filosofia contemporânea]

ACÇÕES DE FORMAÇÃO E CURSOS DE FORMAÇÃO CONTÍNUA


Cursos leccionados:

FLUP
2000/ 2001
Filosofia da Mente. Programa Foco. Acção financiada pelo PRODEP. Centro Leonardo
Coimbra, FLUP. [filosofia da mente]

IEFP-SPI
2001/2002

Filosofia política contemporânea. ‘Liberalismo Económico e Político – em torno de John


Rawls e Robert Nozick’ (Acção de Formação do IEFP, da responsabilidade conjunta da SPI
(Sociedade Portuguesa de Inovação) e do Departamento de Filosofia da FLUP (Junho de 2002).
Área: Filosofia Política contemporânea. SPI (Sociedade Portuguesa de Inovação) – Porto.
[filosofia contemporânea]

Filosofia moral e política contemporânea. ‘Qualidade de Vida (questões de filosofia moral


e politica em torno de Amartya Sen e Martha Nussbaum)’, Acção de Formação do IEFP, da
responsabilidade conjunta da SPI (Sociedade Portuguesa de Inovação) e do Departamento de
Filosofia da FLUP. Junho de 2002. SPI (Sociedade Portuguesa de Inovação) – Porto. [filosofia
contemporânea]

Escola Secundária António Nobre (Porto)


2003/2004
Epistemologia. ‘Descrição e interpretação da actividade cognitiva’. Acção de Formação, O
Novo Programa de Filosofia: reformulação e inovação II, org: DES, Ministério da Educação,
PRODEP III. 30 de Junho de 2004.)

FLUP
2007/2008
‘Racionalidade’. Acção de Formação para docentes do ensino secundário. 5 Abril de 2008
(leccionada em conjunto com M. M. Jorge e E. Vilela, Departamento de Filosofia). [filosofia
contemporânea]

94
Responsável científica por cursos de formação contínua (FLUP) – cursos propostos:

2008/2009

‘Livre arbítrio’. (2008-2009) Curso de formação contínua. Responsável pela proposta e pelo
programa. Docente: Miguel Amen (MLAG). Em conexão com o Projecto de Investigação
Conversations on Practical Rationality and Human Action (2007-2010).

‘Filosofia da acção’. (2008-2009) Curso de formação contínua, 2008-2009. Responsável pela


proposta e pelo programa. Docente: Carlos Mauro (MLAG). Em conexão com o Projecto de
Investigação Conversations on Practical Rationality and Human Action (2007-2010).

‘Filosofia da economia’. (2008-2009) Curso de formação contínua, 2008-2009. Responsável


pela proposta e pelo programa. Docente: Carlos Mauro (MLAG). Em conexão com o Projecto
de Investigação Conversations on Practical Rationality and Human Action (2007-2010).

‘Artistas e filósofos do século xx’ (2013-2014) Formador: Márcio Matos

‘Meta-ética’. (2013-2014) Curso de formação contínua. Formadores: Susana Cadilha e Luís


Veríssimo.

‘Introdução à discussão ética contemporânea – O que é a moralidade?’ (2016-2017)


(2017/2018) (Formador: Luís Veríssimo)

‘Filosofia da religião’. 2016-2017, 2017/2018 (Formador: Domingos Faria)

‘Filosofia da música’. 2017/2018 (Formador: Vítor Guerreiro)

CURSOS BREVES LECIONADOS EM PORTUGAL (OUTRAS INSTITUIÇÕES)

FUNDAÇÃO DE SERRALVES – PORTO (2002/2003)

O Corpo Pensado. Curso de Estudos Contemporâneos, Fundação de Serralves, Porto (2002).


Área: Filosofia Contemporânea. Público: profissionais de Arquitectura e Artes. [filosofia
contemporânea]

INSTITUTO GULBENKIAN DE CIÊNCIA / OEIRAS (2011/2012).

Responsável pela colaboração do MLAG com o módulo ‘Epistemologia’ no Seminário HDR


(Hypothesis Driven Research) do PhD Programme Integrative Biology and Biomedicine (IBB).
Módulo preparado com Rui Vieira da Cunha (MLAG) e lecionado em janeiro de 2012 por Rui
Vieira da Cunha.

IBMC – UP 2013/2014

Philosophy of Mind – an overview. GABBA (Programa Doutoral Biologia básica e aplicada),


julho 2014, IBMC. Porto, Universidade do Porto. [filosofia da mente]

95
EXPERIÊNCIA DOCENTE ANTERIOR À UNIVERSIDADE

ENSINO SECUNDÁRIO (1992-1996)

1990/1991 (Escola Secundária Garcia de Orta – Porto) Disciplinas: Filosofia 10º Ano
Filosofia 11º Ano
1991/1992 (Escola Secundária Garcia de Orta – Porto) (estágio pedagógico) Disciplinas:
Filosofia 10º Ano Filosofia 11º Ano
1992/1993 (Escola Secundária Madeira Torres – Torres Vedras) Disciplinas: Filosofia 12º
Ano Filosofia 10º Ano Filosofia 11º Ano
1993/1994 (Escola Secundária Madeira Torres – Torres Vedras) Disciplinas: Filosofia 12º
Ano Filosofia 10º Ano Filosofia 11º Ano
1994/1995 (Escola Secundária Martins Sarmento – Guimarães) Disciplinas: Filosofia 12º
Ano Filosofia 10º Ano
1995/1996 (Escola Secundária Martins Sarmento – Guimarães) Disciplinas: Filosofia 12º
Ano Filosofia 10º Ano

MATERIAIS PEDAGÓGICOS (INCLUINDO PUBLICAÇÃO DE LIÇÕES E OUTROS MATERIAIS


DIDÁCTICOS)

Filosofia da linguagem – uma introdução (1ª edição 2007, 2ª edição 2012). Apoio à
lecionação de filosofia da linguagem. Livro. Publicação de lições.

Compreender a Mente e o conhecimento (Miguens 2009). Apoio à lecionação de


epistemologia/filosofia do conhecimento. Inclui: “Compreender a mente e o
conhecimento – Introdução”: artigo didático de iniciação à Filosofia do Conhecimento,
utilizado como Guião para a lecionação da disciplina de Filosofia do Conhecimento na
FLUP desde 2000/2001 (Miguens 2009: pp. 15-68). Publicação de lições.

Textos de apoio à lecionação de Filosofia do Conhecimento, FLUP, em uso desde 2000:


Daniel Andler, “O que são as ciências cognitivas?”. (Introdução de Introduction aux
sciences cognitives, Paris, Gallimard, 1992 – extratos).

Antologia de Filosofia da Mente. Apoio à lecionação de filosofia da mente (em uso na


FLUP desde 2010. Livro ainda não publicado, dada a morosidade do processo de
revisão e homogeneização das traduções e a coordenação com a edição no Brasil).

Filosofia da acção – uma introdução (com Susana Cadilha) em Galvão org. 2012, A
Filosofia por disciplinas. Capítulo de livro. Apoio à lecionação de filosofia da ação.

A filosofia e o tempo (vídeo, TVU, 51 min). Utilizado em acções de formação, na


Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (professores de física, química e
biologia) (2016).

Outras traduções no âmbito do apoio didático a disciplinas lecionadas: (revisão


científica) Bertrand Russell, “On Denoting”, tradução por Daniel Filipe Amaro (Porto,

96
FLUP, Textos de Apoio de Filosofia da Linguagem). Em utilização interna na docência
de Filosofia da Linguagem na FLUP desde 2002. Com João Alberto Pinto

RESULTADOS DE INQUÉRITOS PEDAGÓGICOS DE ALGUMAS DAS DISCIPLINAS ACIMA


MENCIONADAS LECIONADAS NA FLUP (ESCALA: 0-7). DADOS RECOLHIDOS PELA FLUP
(SISTEMA DE GESTÃO DE QUALIDADE).

97
98
B. 2 PARTICIPAÇÃO EM JÚRIS ACADÉMICOS

Doutoramento:

1. Manuela Teles. Disposicionismo autero. Uma tese para a filosofia da percepção


a partir de Gottlob Frege. Universidade do Porto. Orientadora: Sofia Miguens. 9
de Julho de 2018. Arguente: António Zilhão.

2. Arguição. Paulo Alexandre e Castro, Homo intimus. Neurofilosofia e cultura


contemporânea. Universidade do Minho, ILCH. 18 de abril de 2018.

3. Arguição. Pedro Rui do Espírito Santo Abreu. The rationalization of utterances.


Universidade Nova de Lisboa Orientador: João de Deus dos Santos Sáagua.
Janeiro de 2018 (previsto).

4. Arguição. Gustavo Luiz Gava. As implicações filosóficas da tríade mundo,


corpo e mente Curitiba, PUCPR. Brasil. Orientador: Kleber Candiotto. 22 de
Novembro de 2017.

5. Júri. José Filipe Pinto Marques da Silva. A certeza de Freud: consciência,


subjectividade e afeto à luz da Neuropsicanálise. Orientador: Paulo Tunhas.
Porto, FLUP. 24 de fevereiro de 2017.

6. Júri. Susana Maria Fernandes Cadilha. O que é agir moralmente? Razão,


natureza e meta-ética. Orientadora: Sofia Miguens. Arguentes externos: António
Marques e Pedro Galvão. Porto, FLUP, 20 de janeiro de 2017.

7. Júri. Alexandra Marisa Fernandes Dias Fortes. A importância da estética para


Wittgenstein – Filosofia, método e estilo. Universidade Nova de Lisboa.
Orientadores: Maria Filomena Molder e Nuno Venturinha. 7 de novembro de
2016.

8. Júri. Vítor Guerreiro. The art of tonal sound: music as social kind and natural
kind activity. 12 de julho de 2016. Orientadores: João Alberto Pinto e Andrew
Kania.

9. Júri. João Rui Machado Vaz. Schizophrenia, Minkowski and Bergsonism. 27 de


junho de 2016. Orientadores: Sofia Miguens (FLUP) e Rui Mota Cardoso
(FMUP)

10. Arguente. Alberto Arruda. The Absence of Indifference. Programa de Teoria da


Literatura da Universidade de Lisboa. FLUL. 28 de abril 2016. Orientador:
Miguel Tamen.

11. Júri (membro suplente). Dolores Garcia Arnaldo. Justificación a priori y


conocimiento básico: el caso de la lógica. Universidade de Santiago de
Compostela. Orientadores: Concha Martínez (USC) e Xavier Donato (USC). 7
de março de 2016.

99
12. Júri. Joaquim Cardoso Pinheiro. A Ética Comunitarista. Exposição, análise
crítica e implantação. Porto, FLUP. Orientador: João Alberto Pinto. 15 de
fevereiro de 2016.

13. Arguente. Eduardo José Barros de Abrantes Silva, Presence and Voice. FCSH-
UNL. Orientador: António Castro Caeiro. 8 de janeiro de 2016.

14. Arguente. Vanessa Duron Latansio. Wittgenstein e a questão do conhecimento:


sentido, significado e uso. Provas públicas de defesa da monografia resultante do
primeiro ano de trabalhos de doutoramento. Júri composto por Nuno Venturinha
(FCSH-UNL), António Caeiro (FCSH-UNL) e Sofia Miguens (FL-UP).
(Orientador: Nuno Venturinha). 15 de outubro de 2015.

15. Júri. Pedro Borges de Araújo. Arquitectura ∩ Filosofia – Modelos arquitetura-


património-museu. 6 julho 2015.

16. Júri (membro suplente). Martin Andor. Natural Language Conditionals.


Universidad de Santiago de Compostela. Orientadoras: Concepción Martínez
(USC) e María José Frapólli (Univ. Granada). 30 de junho de 2015.

17. Júri. Klaus Gärtner. From Consciousness to Knowledge – the explanatory power
of revelation. Lisboa, FCSH, 18 de dezembro de 2014. Orientadores: António
Marques, Frank Lihoreau e João Fonseca.

18. Júri. Luís Francisco Aguiar de Sousa. O auto-conhecimento da vontade – um


estudo sobre o conceito de subjectividade no sistema filosófico de
Schopenhauer. Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova
de Lisboa. Orientador: João Pardana Constâncio. 14 de novembro de 2013.

19. Júri. Pedro Rui do Espírito Santo Abreu. Available Evidence for Interpretation.
Provas públicas de defesa da monografia resultante do primeiro ano de trabalhos
de doutoramento. Júri composto por Ernest Lepore (Rutgers University – New
Jersey), João Sàagua (FCSH-UNl) e Sofia Miguens (FL-UP). (Orientador: João
Sáágua). 14 de dezembro de 2012.

20. Júri. João Carlos Ribeiro Cardoso Mendes. Realismo e Racionalidade em


Ciencia. Uma crítica do Neo-experimentalismo. Universidade de Santiago de
Compostela. (Orientador: Juan Vazquez). 10 de Abril de 2012.

21. Arguente. Pedro Tiago França Martins Serras. Racionalidade Radical: um


argumento sobre interpretação. Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 6
de Março de 2012. (Orientador: Miguel Tamen)

22. Júri. Ana Cristina Serralheiro Falcato. O Contextualismo na Filosofia da


Linguagem Contemporânea. Universidade Nova de Lisboa. 14 de Dezembro de
2011. (Orientadores: António Marques e Charles Travis).

23. Júri. Carlos Eduardo Mauro, Uma Concepção Deflaccionista da Racionalidade


na Acção. Universidade do Porto, Faculdade de Letras, 18 de Novembro de
2009. (Orientadora: Sofia Miguens).

100
24. Júri. José Filipe Silva, A teoria da mente de Ribert Kilwardy. Universidade do
Porto, Faculdade de Letras, 30 de Outubro de 2009 (Orientadores: José
Francisco Meirinhos, Porto e Simo Knuutilla, Helsinki)

25. Arguência. Manuel Ángel Pérez Jiménez (Pontifícia Universidad Javeriana,


Bogotá, Colômbia – docente), La aparición del pensamiento – Una enmienda
emotiva a la tesis de Donald Davidson. Universidade de Granada, Departamento
de Filosofia, 29 de Setembro de 2009. (Orientador: Juan José Acero, Granada).

26. Júri. Daniel Duarte de Carvalho. Ciência, abdução, hipótese. Universidade do


Porto, Faculdade de Letras, 24 de Setembro de 2008. (Orientador: Maria Manuel
Jorge, FLUP).

27. Júri. João Alberto Cardoso Gomes Pinto, George Boole e as origens da lógica
moderna. Universidade do Porto, Faculdade de Letras, 10 de Março de 2008.
(Orientadores: João Branquinho, FLUL, e Maria José Cantista, FLUP).

28. Júri. Eduardo Jorge de Sousa Castro, A Indispensabilidade da matemática na


ciência natural. Universidad de Lisboa, Lisboa, Faculdade de Letras, 28 de
Janeiro de 2008 (Orientadores: João Branquinho (FLUL) e Fernando Ferreira
(FCUL)).

29. Júri. Paulo Moutinho Barroso, The Grammar of Linguistic Expression:


Wittgenstein on the Philosophy of Psychology. Universidade de Santiago de
Compostela, Departamento de Lógica e Filosofia Moral (1 de Junho de 2007)
(Orientadores Maria Eugénia Rivas Monroy, Universidade de Santiago de
Compostela, e Juan José Acero, Universidade de Granada).

30. Arguência. Jorge Gonçalves, Consciência e ordem natural. Universidade Nova


de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, 23 de Março de 2007
(Orientador: António Marques, FCSH-UNL).

31. Júri. Francisco José Alves Teixeira, A Produção da Realidade - construtivismo


radical e auto-poiesis. Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de
Filosofia. Braga, 13 de Maio de 2005 (Orientador: Manuel Sumares, UCP).

Mestrado

1. Raul Vasques. Abordagem Heurística à Fenomenologia do Espírito. novembro


30 2017

2 Diana Neiva, Será possível fazer filosofia através do cinema? – Sobre a forma
como os conceitos, as metodologias e os pressupostos metafilosóficos afectam as
teorias. 29 de novembro 2017

101
3 Hugo Calhim Cristovão. The Dionisyan, "Zos vel Thanatos", and The Zoetic
"Art Sorcery" of Austin Osman Spare. Orientador: Paulo Tunhas. Arguente: Rui
Bertrand Romão. 15 de dezembro de 2016

4 César Santos. Crítica, Clínica, Criação. O(s) plano(s) formativo(s) do projecto


filosófico de Gilles Deleuze. Orientador: Paulo Tunhas. Arguente: Rui Bertrand Romão.
14 de dezembro de 2016.

5 Maria Eduarda Machado. Estudo sobre a imaginação e a imagem mental.


Orientador: Paulo Tunhas. Arguente: Rui Bertrand Romão. 14 de dezembro
de 2016.

6 César Gil Martins. Incorrigibility – an essay on Anscombe’s philosophy of


mind. Orientadora: Sofia Miguens. Arguente: Vítor Moura (UMinho). 21 de
novembro de 2016.

7 Fernanda Moura Pinto. Filosofia e Literatura: o mal e a natureza humana


em Hannah Arendt e José Saramago. Orientadora: Celeste Natário.
Arguente: M. Luísa Malato. 23 de novembro de 2016.

8 Vasco Gama. João de Salisbúria – apologia da liberdade. Orientador: José


Meirinhos. Arguente: Marcos. 26 de novembro de 2016.

9 Manuel Cruz. Mecânica Social. Orientador: José Meirinhos. Arguente:


Maria João Couto. 23 de setembro de 2016

10 Hugo Manuel Fernandes Rajão. Como avaliar a qualidade de vida num


contexto social e político? – Bens Sociais Primários, Recursos ou
Capabilities. Orientadora: Sofia Miguens. Arguente: Roberto Merrill
(Universidade do Minho). 27 de Julho de 2016.

11 Diana Patrícia Couto Pereira. Donald Davidson: subjectivo-objectivo. O


retorno ao cogito. Orientadora: Sofia Miguens (co-orientador: Manuel
García-Carpintero, Universidade de Barcelona). Arguente: João Alberto
Pinto. 22 de Julho de 2016.

12 Tiago Raimundo. Arte e Política. Orientadora: Sofia Miguens. Arguente:


João Lemos. 10 de Julho de 2016.

13 Pascoal Mogovo Capita. A pessoa como liberdade da vontade em Harry G.


Frankfurt. Orientadora: Sofia Miguens. Arguente: P.C. Pereira. FLUP, 22 de
abril de 2016.

14 Vasco Quinta Araújo. A subjetividade e o seu epitáfio prematuro. Um


retorno ao cogito e às categorias do sujeito: um diagnóstico às filosofias do
sujeito e à legitimidade do seu discurso. FLUP, 22 de dezembro de 2015.
[Presidente, enquanto diretora do Mestrado em Filosofia]. Orientador: José
Meirinhos. Arguente: J.M. Costa Macedo.

102
15 Luís Oliveira Contratualismo, utilitarismo estado e utopia - a justificação do
estado [Presidente, enquanto diretora do Mestrado em Filosofia]. Orientador:
Paula Pereira, FLUP. FLUP, 3 de novembro de 2015. Arguente: Fernando
Bastos (IF-FLUP).

16 Mário João Rosas Rebelo Correia, Questio perutilis de cuiuscumque scientie


subiecto, principaliter tamen naturalis philosophie” de Frei Gomes de
Lisboa – um escotista no Renascimento italiano [Presidente, enquanto
diretora do Mestrado em Filosofia]. Orientador: José Meirinhos. Arguente:
Paula Oliveira e Silva. Dezembro de 2015.

17 Júri. José Avelino da Silva e Costa. Behaviorismo e cepticismo em


Wittgenstein. Porto, FLUP, 3 de dezembro de 2014. Orientadora: Sofia
Miguens. Co-orientador: João Alberto Pinto. Arguente: Paulo Tunhas.

18 Júri. Jóni Cardoso Coelho. Uma crítica ao estado em Murray Rothbard.


Porto, FLUP. 24 de novembro de 2014. Orientador: José Meirinhos.
Arguente: Maria João Couto [Presidente do júri, enquanto directora do
Curso de Mestrado]

19 Bernardo Leite Costa. Filosofia e Poesia – Aspectos Filosóficos em


Fernando Pessoa. Porto, FLUP, 3 de novembro de 2014. Orientadora:
Celeste Natário. Arguente: Maria Luísa Malato [Presidente do júri, enquanto
directora do Curso de Mestrado]

20 Ana Paula Silva Vieira, Educação: um contributo para a liberdade aos olhos
de Agostinho da Silva. Porto, FLUP, 24 de outubro de 2014. Orientadora:
Celeste Natário, Arguente: Maria João Couto [Presidente do júri, enquanto
directora do Curso de Mestrado]

21 Júri. Ernesto Alfredo Valoi. Empirismo e base transcendental do


pensamento acerca do mundo em John McDowell. Porto, FLUP, 30 de julho
de 2014. Orientadora: Sofia Miguens. Co-orientador: João Alberto Pinto.
Arguente: Paulo Tunhas.

22 Júri. João Gonçalo Rosete Branco. Investigações de Filosofia Natural


Grega: a questão do movimento. Porto, FLUP, 30 de julho de 2014.
Orientador: Paulo Tunhas. Arguente: Rui Romão. [Presidente do júri,
enquanto directora do Curso de Mestrado]

23 Eliana do Carmo Rocha Pinto, Robert Nozick e Peter Vallentyne: as


dificuldades de rectificação do contexto das teorias libertárias. Porto,
FLUP, 26 de novembro de 2013. Orientadora: Sofia Miguens. Co-
orientador: João Rosas. Arguente: Paulo Tunhas.

24 Maria Alice Gaspar da Mota, Uma abordagem anti-reducionista da mente.


Porto, FLUP, 26 de novembro de 2013. Orientadora: Sofia Miguens.
Arguente: Mattia Riccardi.

103
25 Ruben David Bastos e Silva de Azevedo, Epistemologia: proposta de
unidade didáctica baseada em eixos problemáticos. FLUP, 1 de novembro
de 2013. Orientadora: Sofia Miguens. Arguente: João Alberto Pinto.

26 Arguência. Patrícia Daniela Moreira Teixeira, Lógica formal e ensino da


filosofia – que relação? FLUP, 1 de novembro de 2013. Orientador: João
Alberto Pinto.

27 Arguência. Sofia Isabel Moreira Araújo. Uma teoria da expressão em


Fernando Gil. Seguida da tradução e edição dos cursos leccionados na
Johns Hopkins University em 2002-2004. 8 de novembro de 2013.
Orientadora: Eugénia Vilela

28 António Gil Teles de Sousa, Dualismos mente-corpo: a ontologia do


invisível. Porto, Faculdade de Letras da Universidade do Porto. 13 de
setembro de 2013. Orientadora: Sofia Miguens. Arguente: Paulo Tunhas.

29 Júri. Sara Alexandra Santiago Silva, Consciência e Intencionalidade:


perspetiva dualista naturalista e relação entre intenções e ações. Porto,
Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2 de setembro de 2013.
Orientadora: Sofia Miguens. Arguente: João Alberto Pinto.

30 Júri. Luís Miguel de Jesus Fernandes. A relação entre arte e natureza – de


Kant a Marcel Duchamp. Um aproposta de educação estética. Porto,
Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 23 de Novembro 2012.
Orientadora: Sofia Miguens. Arguente: João Alberto Pinto.

31 Arguência. José Manuel Neves Oliveira, Interpretação Radical. Porto,


Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 16 de Novembro 2012.
Orientador: João Alberto Pinto

32 Arguência. Ilídio César Pereira Cândido. A relevância causal do mental:


entre reducionismo e epifenomenismo. Porto, Faculdade de Letras da
Universidade do Porto, 16 de Novembro 2012. Orientador: João Alberto
Pinto

33 Arguência. Daniel Ramalho, Paul Churchland e a problemática da


semântica dos estados mentais. Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de
Ciências Sociais e Humanas. Lisboa, 28 de Janeiro de 2011. Orientador:
João Fonseca (Instituto de Filosofia da Linguagem, FCSH-UNL)

34 Arguência. António Jorge Castro Barbosa, Significado e Linguagem em Paul


Grice. Universidade do Porto, Faculdade de Letras. 11 de Novembro de
2010. Orientador: João Alberto Pinto, FLUP.

35 Arguência. João Pedro Barroso, Do Juízo à Acção: pragmática das


condições a priori da argumentação no ensino da Filosofia. Universidade do
Porto, Faculdade de Letras. 27 de Setembro de 2010. Orientador: Paulo
Tunhas, FLUP.

104
36 Júri. Pedro Borges de Araújo. Ideias, palavras, coisas e mundos possíveis –
arquitectura interior segundo Noam Chomsky. Universidade do Porto,
Faculdade de Letras. 17 De Dezembro de 2009. Orientadora: Sofia Miguens,
FLUP. Arguente: João Alberto Pinto.

37 Júri. João Gomes Martins, A existência à luz dos eventos – uma introdução à
obra de Claude Romano. Universidade do Porto, Faculdade de Letras. 29 de
Outubro de 2008. Orientadora: Maria José Cantista, FLUP.

38 Arguência. Luís Miguel Horta, O funcionalismo, prós e contras. Lisboa,


FLUL, 19 de Janeiro de 2007. Orientador: João Branquinho, FLUL.

39 Júri. Susana Maria Caló Rodrigues Pinto, A natureza histórica da cognição –


debates filosóficos na teoria dos sistemas dinâmicos na ciência cognitiva.
Universidade do Porto, Faculdade de Letras. 4 de Janeiro de 2007.
Orientadora: Sofia Miguens, FLUP. Arguente: Manuel Curado (U Minho).

40 Júri. Júlia Maria Morais Carvalho Pinto de Leão, Lévinas e a Fenomenologia


- o rosto como facticidade de outrem. Universidade do Porto, Faculdade de
Letras. 29 de Novembro de 2005. Orientadora: Maria José Cantista, FLUP.

41 Arguência. Diana Maia, Aplicar a ética. Universidade do Minho, Instituto de


Letras e Ciências Humanas, Departamento de Filosofia e Cultura. 27 de
Janeiro de 2005. Orientador: João Cardoso Rosas, ILCH-UM.

42 Júri: Maria José Carneiro Coelho, A solidariedade em Richard Rorty – as


implicações educacionais da visão não essencialista de homem e da
solidariedade. Universidade do Porto, Faculdade de Letras. 1 de Julho de
2004. Orientador: Adalberto Dias de Carvalho, FLUP.

43 Arguência: André Joffily Abath, Linguagem e Pensamento: da herança


behaviorista a um ponto de vista inatista. Universidade de Lisboa,
Faculdade de Letras. 10 de Março de 2003. Orientador: António Zilhão,
FLUL.

44 Júri: Jorge A. C. Santos, O problema da consciência histórica: a


emergência de uma epistemologia filosófica. Universidade do Porto,
Faculdade de Letras. 25 de Outubro de 2002. Orientadora: Maria José
Cantista, FLUP.

105
B. 3 AUTONOMIA, INOVAÇÃO E DINAMIZAÇÃO DA ATIVIDADE PEDAGÓGICA.

Responsável pela proposta de criação de várias UCs na FLUP, nomeadamente UCs


em áreas anteriormente não lecionadas no Departamento de Filosofia, como a filosofia
da mente e a filosofia da ação. Destas propostas passaram a integrar os planos
curriculares as seguintes UCs: Filosofia da Mente (inicialmente criada no Curso
Integrado de Estudos Pós-Graduados em Filosofia, posteriormente transitando para o
Mestrado em filosofia), Filosofia da Ação (Mestrado em Filosofia – Ramo Filosofia
Contemporânea), Metafísica Contemporânea (Programa Doutoral em Filosofia) e Mente
e Mundo (Programa Doutoral em Filosofia) (apresenta-se à frente dois exemplos de
programas de UCs criadas).

Responsável pela gestão e criação de cursos e UCs do Departamento de Filosofia da


Faculadade de Letras da Universidade do Porto, nomeadamente enquanto Membro das
sucessivas comissões para a revisão de planos de estudos dos Curso do Departamento
(desde 2000/2001, com José Meirinhos e Adélio Melo).

Coordenadora do Guia do Estudante de Filosofia da FLUP (com Ana Gonzalez)


(edições 2008/2009 e 2009/2010), enquanto Directora do Departamento de Filosofia da
FLUP.

Responsável pelo processo de avaliação pela A3ES do Curso de Mestrado em


Filosofia do Departamento de Filosofia da FLUP, enquanto directora de curso.
Responsável nessa categoria pelas propostas de alteração curricular aceites pela A3ES,
nomeadamente pelas novas disciplinas de Metodologia de Investigação. Curso
acreditado incondicionamente, sem recomendações (2017).

Programas de UCs criadas (exemplos) (Utiliza-se informação oficial da FLUP, mantendo no


caso de Filosofia da Mente o formato dos links para as obras na Biblioteca Central)

Filosofia da Ação
2017/2018 (1ºSemestre)

Professora Doutora Sofia Miguens

Objectivos O objetivo maior do programa é oferecer aos estudantes uma visão panorâmica dos
problemas da filosofia da ação contemporânea. Pretende-se ainda explorar as relações da
filosofia da ação com a filosofia da mente e da linguagem por um lado e com a filosofia moral e
a filosofia política por outro. O percurso escolhido envolve o trabalho direto com textos de três
autores centrais (Aristóteles, Elizabeth Anscombe e Donald Davidson), e também com escritos
de outros autores relevantes (nomeadamente Harry Frankfurt, Hugh McCann, Alfred Mele, John
Rawls e John McDowell).

I. INTRODUÇÃO

Os problemas da filosofia da ação (a partir de Aristóteles (Ética a Nicómaco), G.E.M.


Anscombe (Intention) e D. Davidson (Actions, Reasons and Causes)). Ação, intenção,

106
deliberação, decisão. Razões e causas. A natureza do raciocínio prático. As relações da filosofia
da ação com outras disciplinas da filosofia (filosofia da mente, filosofia moral, filosofia política,
filosofia da economia).

II. TÓPICOS SELECIONADOS

1. D. Davidson, H. Frankfurt e A. Mele: o modelo crença-desejo e a explicação da ação.


‘Pessoas’ e acções.

2. H. McCann: volições e anti-naturalismo.

3. M. Bratman: a diferença entre o raciocínio prático e o raciocínio teórico.

4. G. E. M. Anscombe: a importância da ação na concepção do mental. Conhecimento prático.


Raciocínio prático.

III. RACIONALIDADE E IRRACIONALIDADE NA AÇÃO - TRÊS ESTUDOS APLICADOS

1. Racionalidade e irracionalidade na ação: a akrasia (Aristóteles e D. Davidson).

2. Decisão racional e teoria da justiça: J. Rawls, Uma Teoria da Justiça.

3. Natureza dos juízos morais: J. McDowell, Mind, Value and Reality. O diálogo com C.
Korsgaard, J. Mackie, B. Williams e S. Blackburn.

BIBLIOGRAFIA
Anscombe, G.E. M, 2000 [1957], Intention, Cambridge MA, Harvard University Press.
Aristóteles, 1991, Ética a Nicómaco, São Paulo, Editora Nova Cultural.
Cadilha, Susana e Miguens, Sofia, Filosofia da acção – uma introdução, em Miguens &
Cadilha 2011.
Charles, David, 1984, Aristotle’s Philosophy of Action, Ithaca, Cornell University Press.
Davidson, Donald, 1980, “Actions, reasons and causes” in Essays on Actions and Events,
Oxford, Oxford University Press.
Mauro, C., Miguens, S., Cadilha, S., 2013, Conversations on Practical Rationality and Human
Action, Newcastle, Oxford Scholars Press.
McDowell, John, 1988, Mind, Value and Reality, Cambridge MA, Harvard University Press.
Mele, Alfred, 1997, The Philosophy of Action, Oxford: Oxford University Press.
Mele, Alfred, 1987, Irrationality: an essay on akrasia, self-deception and self-control, Oxford,
Oxford University Press.
Miguens, Sofia, 2002, “Pessoas e Acções – os fundamentos cognitivos da filosofia moral”,
Análise 23, pp. 81-133.
Miguens, Sofia, 2003, “A Identidade Pessoal e a Posição Original Rawlsiana”, Revista
Portuguesa de Filosofia, LIX, 1, 2003, pp.139-170. Reimpresso em Miguens 2009,
Compreender a mente e o conhecimento, pp. 263-293.
Miguens, Sofia, 2004, Racionalidade, Porto, Campo das Letras.
Miguens, Sofia e Cadilha, Susana, 2011, Acção e Ética – Conversas sobre Racionalidade
Prática, Lisboa, Colibri.
Miguens, Sofia e Cadilha, Susana, 2014, John McDowell – uma análise a partir da filosofia
moral. Lisboa, Colibri.
Moya, Carlos, 1990, The Philosophy of Action - an introduction, Oxford, Blackwell.
O’Connor, Timothy and Sandis, Constantine, 2013, A Companion to the Philosophy of Action,
Oxford, Blackwell.
Rawls, John, 1992 [1971], Uma Teoria da Justiça, Lisboa, Presença.
Wiggins, David, 2006, Ethics – Twelve Lectures on the Philosophy of Morality, London,
Penguin.

107
Filosofia da Mente
2015/2016 (1ºSemestre)

Professora Doutora Sofia Miguens


Professor Doutora João Alberto PInto

Objetivos

Este curso pretende fornecer um enquadramento conceptual para a atual filosofia da mente,
centrando-se no modo como os temas da ação, intencionalidade e consciência surgem no
pensamento acerca de nós próprios, da nossa linguagem, da nossa racionalidade e, em geral, do
nosso ser no mundo. O curso pretenderá simultaneamente (1) fornecer uma perspetiva da
filosofia da mente posterior à Iª guerra mundial (a partir de dois ou três pontos cruciais feitos
por Aristóteles/Hume, Descartes/Locke/Kant e Brentano/Frege) e (2) centrar-se seletivamente,
na sequência histórica apropriada, em alguns dos seus mais importantes representantes (por
exemplo, Hempel, Broad, Smart, Putnam, Davidson, Fodor, Churchland, Fodor, Dennett ou
Chalmers), de maneira a esclarecer também algumas relações entre a investigação em filosofia
da mente e em ciência cognitiva.

Resultados de aprendizagem e competências

Depois da conclusão deste curso, os estudantes serão capazes de: (1) demonstrar familiaridade
com alguns dos temas centrais da atual filosofia da mente e estar cientes de como as ideias na
filosofia da mente emergem de um compromisso crítico com a tradição filosófica e a
experiência de vida; (2) compreender o enquadramento conceptual que subjaz às discussões
sobre ação, intencionalidade e consciência; (3) apreciar o quanto muitas das teorias hoje
propostas sobre ação, intencionalidade e consciência são controversas e/ou dificilmente
comparáveis; (4) desenvolver capacidades para lidar com leituras mais exigentes, aprofundando
conhecimentos e problemas, e revelando discriminação intelectual – habilidade para encontrar
aspetos essenciais das ideias apresentadas e para construir argumentos ou interpretações.

Modo de trabalho
Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Não previstos.

Programa
1. Os aspetos básicos.
1.1 Enquadramento lógico da filosofia da mente. Proposições; implicações, equivalências,
consistência e inconsistência; modalidade e mundos possíveis.
1.2 Enquadramento histórico da (recente) filosofia da mente. Das posições dualistas e monistas
da tradição filosófica às formas contemporâneas de materialismo/fisicismo naturalista.
1.3 Caracterização geral dos fenómenos a tratar.
1.3.1 Ações.
1.3.2 Atitudes.
1.3.3 Experiências.

108
2. Textos e teorias.
2.1 C. G. Hempel, "The Logical Analysis of Psychology": o behaviourismo lógico (conceptual
ou analítico) e seus problemas.
2.2 J. J. C. Smart, "Sensations and Brain Processes": a teoria da identidade (estrita) mente-
corpo/cérebro e seus problemas.
2.3 H. Putnam, "The Nature of Mental States": o funcionalismo turinguiano (ou mecânico)
e seus problemas.
2.4 P. M. Churchland, "Eliminative Materialism and the Propositional Attitudes": o
materialismo eliminativista e seus problemas.
2.5 J. A. Fodor, "Psychosemantics - Introduction: The Persistence of the Attitudes": o
funcionalismo computacional simbólico e seus problemas.
2.6 D. Dennett, "Consciousness Explained - Multiple Drafts Versus the Cartesian Theater": uma
teoria da consciência e seus problemas.
2.7 D. Chalmers, "The Conscious Mind - Can Consciousness Be Reductively Explained?": o
problema da consciência e seus desenvolvimentos.
2.8 D. Davidson, "Subjective, Intersubjective, Objective - The Emergence of Thought": a
articulação subjetividade / intersubjetividade / objetividade.

Bibliografia Obrigatória
Block, N. (ed.); Readings in philosophy of psychology - vol. 1, Harvard Univ. Press, 1980 ((1)
Hempel, C. G., "The logical analysis of psychology", p. 14-23; (2) Davidson, D., "Mental
events", p. 107-119; (3) Putnam, H., "The nature of mental states", p. 223-231; (4) Block, N.,
"Troubles with functionalism", p. 268-305.)
Block, Ned 340; The nature of conciousness. ISBN: 0-262-02399-7
Chalmers, David J.; The conscious mind. ISBN: 0-19-511789-1 ("Chapter 3: Can consciousness
be reductively explained?", p. 93-122.)
Davidson, Donald Herbert, 1917-2003; Subjective, intersubjective, objective. ISBN: 978-0-19-
823753-2 ("Chapter 9: The emergence of thought", p. 123-134.)
Dennett, Daniel Clement, 1942-; Consciousness explained. ISBN: 0-14-012867-0 ("Chapter 5:
Multiple drafts versus the cartesian theater", p. 101-138.)
Fodor, Jerry A.; Psychosemantics. ISBN: 0-262-06106-6 ("Chapter 1: Introduction: the
persistence of attitudes", p. 1-26.)
Guttenplan, Samuel 340; A companion to the philosophy of mind. ISBN: 0-631-19996-9
Kim, Jaegwon; Philosophy of mind. ISBN: 0-8133-0776-7
McLaughlin, Brian P. 340; Contemporary debates in philosophy of mind. ISBN: 978-1-4051-
1761-6
Miguens, Sofia; Uma teoria fisicalista do conteúdo e da consciência. ISBN: 972-610-653-2
Moser, P. K., Trout, J. D. (eds.); Contemporary materialism: a reader, Routledge, 1995 ((1)
Smart, J. J. C., "Sensations and brain processes/Postscript", p. 93-106; (2) Churchland, P. M.,
"Eliminative materialism and the propositional attitudes", p. 150-168; (3) Jackson, F., "What
Mary didn't know/Postscript", p. 180-189.)
Pinto, João Alberto 340; Superveniência, materialismo e experiência. ISBN: 978-989-625-185-7

Bibliografia Complementar
Broad, C. D.; The mind and its place in nature, P Kegan, 1925
Churchland, Patricia Smith; Neurophilosophy. ISBN: 0-262-53085-6
Dennett, Daniel Clement, 1942-; Darwin’s dangerous idea. ISBN: 0-684-80290-2
Miguens, Sofia; Será que a minha mente está dentro da minha cabeça?. ISBN: 978-989-625-
347-9
Putnam, H.; Representation and Reality, MIT Press, 1988
Robinson, H. (ed.); Objections to physicalism, Clarendon, 1993
Ryle, Gilbert; The concept of mind. ISBN: 0-14-055029-1
Warner, R., Szubka, T. (eds.); The mind-body problem: a guide to the current debate,
Blackwell, 1994

109
Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Sessões de seminário consistindo em lições, com análise e discussão crítica (com os estudantes)
dos artigos e partes das obras de leitura obrigatória, bem como de outro material considerado
relevante. (Prevê-se a possibilidade de algumas sessões sobre temas específicos serem
leccionadas por professores visitantes.)

110
C) OUTRAS ATIVIDADES RELEVANTES PARA A MISSÃO DA UNIVERSIDADE

C. 1 EXERCÍCIO DE CARGOS E FUNÇÕES ACADÉMICAS, INCLUINDO GESTÃO DE

ACTIVIDADES DE INVESTIGAÇÃO

Cargos e funções

(2018-2022)

Membro do Conselho Científico da Faculdade de Letras da Universidade do Porto

Membro do Conselho de Representantes da Faculdade de Letras da Universidade


do Porto

(2014-2018)

Membro do Conselho Científico da Faculdade de Letras da Universidade do Porto


(Orgão de gestão, com 25 membros). Eleita em representação das Unidades I&D.
Mandato 2014-2018.

Diretora do Curso de Mestrado em Filosofia da Faculdade de Letras da


Universidade do Porto (2014-2018).

Membro da Comissão Científica do Curso de Doutoramento em Filosofia da Faculdade


de Letras da Universidade do Porto (2014-2018)

Presidente da Comissão de Acompanhamento do Curso de Mestrado em Filosofia


(2014-2018)

Presidente da Comissão Científica do Curso de Mestrado em Filosofia (2014-2018)

Responsável enquanto, Diretora do Mestrado em Filosofia, pelo Relatório de Auto-


Avaliação A3ES do Ciclo de estudos (Conclusão: dezembro 2015. Visita da Comissão:
setembro 2016). Aprovado sem restrições.

Candidata ao Conselho Geral da Universidade do Porto (2017)

(2010-2014)

Membro do Conselho Científico da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.


(Orgão de gestão, 25 membros). Eleita em representação das Unidades I&D. Mandato:
2010-2014.

Membro da Comissão Científica do Curso de Mestrado em Filosofia da FLUP (2010-


2014).

111
Coordenadora do Ramo Filosofia Moderna e Contemporânea do Curso de Mestrado em
Filosofia da FLUP (denominado ‘Filosofia Contemporânea’ a partir de 2011-2012).

Membro da Comissão Científica do Programa Doutoral em Filosofia da FLUP (2010-


2014).

Membro da Comissão Científica do Curso de Mestrado em Ensino da Filosofia da


FLUP (2010-2013).

Diretora do Mestrado em Filosofia (a partir de março de 2014, em substituição de M.


Eugénia Vilela, antes de ser oficialmente eleita)

Membro da Comissão Científica do Curso de Licenciatura em Filosofia da FLUP


(2013-2014)

(2008-2010)

Diretora do Departamento de Filosofia da FLUP (2008-2010)

Diretora do Curso de 1º Ciclo (Licenciatura) em Filosofia (2008-2010)

Membro da Comissão Coordenadora do Conselho Científico da FLUP, enquanto


Diretora do Departamento de Filosofia (2008-2010).

Membro do Conselho Pedagógico da FLUP, enquanto Diretora do Curso de 1º Ciclo em


Filosofia (2008-2010)

Membro da Comissão Científica do Curso de Licenciatura em Filosofia da FLUP


(2008-2010).

Membro da Comissão Científica do Programa Doutoral em Filosofia da FLUP (2008-


2010).

Membro da Comissão Científica do Curso de Mestrado em Ensino da Filosofia no


Ensino Secundário (2008-2010).

Outros cargos:

Membro do Plenário do Conselho Científico da FLUP (2002-2010).

Membro do Conselho Pedagógico da FLUP (1999-2001), como representante dos


Assistentes da Secção de Filosofia.

Membro eleito do Conselho de Departamento do Departamento de Filosofia da FLUP,


em representação dos docentes não doutorados (Maio de 2000 – Março de 2002).

Membro da Comissão Executiva do Departamento de Filosofia da FLUP (2006 –


2007).

112
Membro da Comissão Executiva do Departamento de Filosofia da FLUP (Junho
2002 – Abril 2004).

Membro da Assembleia de Representantes da FLUP (2003 – 2004).

PROTOCOLOS ERASMUS
Responsável pela assinatura dos seguintes Protocolos Erasmus entre o Departamento de
Filosofia da FLUP e outros Departamentos de Filosofia:
Universidades de Santiago de Compostela (Espanha), Düsseldorf (Alemanha),
Jyväskylä (Finlândia), Bilkent University – Ankara (Turquia), Torun (Polónia) em
conjunto com respectivamente, Juan Vázquéz, Markus Werning, Mikko Yrjönsüuri,
Varol Akman e Zbigniew Nerczuk. Responsável ainda pelos acordos com as
Universidades de Málaga e Múrcia, Universidade de Malta e Fatih University –
Istambul. Protocolos mais recentes: Viena – WU (com Gabriela Mras) Koç Istanbul
(com Eylem Özaltun) (2014). Bayreuth e Novi Sad (2018)

FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO – COMISSÕES

2018. Membro da comissão designada para a elaboração da candidatura do Instituto de


filosofia 2018-2022. Com Jo´se Meirinhos, Paila Oliveira e Silva e Eugénia Vilela

2011. Membro da Comissão ‘Investigação’ – Política Científica da FLUP. Comissão


nomeada pelo Conselho Científico da Faculdade de Letras da Universidade do Porto
(2011). Com Rosa Maria Martelo e Susana Oliveira Jorge. Coord: Luís Amaral.

2005. Membro da Comissão Departamental para a Reestruturação do Currículo de


Filosofia (Ciclos 2 e 3). Departamento de Filosofia, Faculdade de Letras, Universidade
do Porto (2005).

2000/2001. Membro da Comissão Departamental para a Revisão Curricular da


Licenciatura em Filosofia (2000/2001). Faculdade de Letras – Universidade do Porto.
Com José Meirinhos e Adélio Melo.

Outros

2009-2010. Promotora, enquanto Directora do Departamento de Filosofia da FLUP, da


constituição do CDFIL (Conselho dos Departamentos de Filosofia das Universidades
Portuguesas) (2009-2010). Membro da Comissão executiva do CDFIL, com José
Manuel Santos (UBI) (presidente) e Pedro Calafate (UL) (2010-2013).

113
2003 (Abril). Membro da comissão portuguesa e Representante do Departamento de
Filosofia / FLUP no encontro de Mérida, Universidade da Extremadura, para a
constituição de uma Escola Ibérica de Altos Estudos.

CARGOS E FUNÇÕES NO ÂMBITO DA INVESTIGAÇÃO E GESTÃO DE INVESTIGAÇÃO

INSTITUTO DE FILOSOFIA – FLUP


Membro da Direção do Instituto de Filosofia da Faculdade de Letras da
Universidade do Porto (Unidade I&D 502 FCT) de 2007 a 2014 (mandatos: 2007-
2008; 2008-2010; 2010-2014). Presidentes: Adalberto Dias de Carvalho e José
Meirinhos.

Diretora do GFMC (Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea) desde 2008.

Coordenadora, enquanto diretora do GFMC, dos Grupos de Investigação que o


compõem: (2008-2014): MLAG (IR: Sofia Miguens); Estética, Política e Artes (IR:
Eugénia Vilela); Fenomenologia (IR: Paulo Tunhas); Raízes e Horizontes do
Pensamento Português (IR: Celeste Natário); Filosofia das Ciências (IR: Maria Manuel
Jorge, e em 2013, João Alberto Pinto; grupo extinto em 2014). Investigadora-Principal
da Thematic Line Modern and Contemporary Philosophy (IF – FLUP) desde 2015.
Coordenadora, enquanto diretora do GFMC, dos Grupos de Investigação que o
compõem: (2015-2020): MLAG (IR: Sofia Miguens); Estética, Política e Conhecimento
(IR: Eugénia Vilela); Raízes e Horizontes do Pensamento Português (IR: Celeste
Natário) (a partir de 2017 Philosophy and Public Space (IR: Paula Pereira)

Investigadora-Principal e Coordenadora Científica do MLAG (Mind, Language and


Action Group, grupo de investigação do Instituto de Filosofia) (desde Janeiro de 2005).

Coordenadora das linhas de investigação internas do MLAG: (2008-2014): ‘Mente e


Linguagem’ (Sofia Miguens), ‘Acção, Agência e Racionalidade’ (Carlos Mauro),
‘Lógica e Filosofia’ (João Alberto Pinto), ‘Filosofia Contemporânea: história e sistemas
de pensamento’ (Paulo Tunhas). (2015-2020) 1) Logic, 2) Mind and Language, 3)
Action Agency and Rationality, 4) Contemporary Philosophy: history and systems of
thought

Enquanto Investigadora-Principal do MLAG, responsável interna ao IF pela coordenação da


agenda relativa à seguinte sequência de Projetos do grupo (2005-presente): Rationality, Belief, Desire
II – from cognitive science to philosophy (POCTI/FIL/55555/2004) (2005-2008) (financiado pela FCT);
The Bounds of Judgement – Frege, cognitive agents and human thinkers (PTDCI/FIL-FIL/109882/2009)
(2011-2013) (extensão: 31 de junho 2014) (financiado pela FCT); Conversations on Practical Rationality
and Human Action (2007-2011) (financiado pela FLAD); Judgements of Moral Wrongdoings and the
emotions– a neuropsychophysiological study (2012-2014) (financiado pela Fundação BIAL); To See or
Not to See: Hallucinations from a muldisciplinary perspective (2013-2014), (financiado pela Fundação
Bial); Estranged from Oneself, Estranged from the Others: Investigating the Effect of Depersonalisation
on Self-Other Mirroring" (Financiado pela Fundação BIAL, 2017-2019); Rationalität, Selbsterkenntnis
und menschliches Handeln – kognitionswissenschaftliche Herausforderungen, philosophische
Perspektiven (financiado pelo DAAD, 2013); Philosophie du langage ordinaire et conceptions ordinaires
en sciences sociales (PloCo), (2013-2016) (rede do CNRS); Consciousness and Subjectivity (2008-2011)

114
e Pre-Reflective Consciousness – Early Sartre in the Context of Contemporary Philosophy of Mind
(2012-2014), projetos internos ao IF (colaboração Porto – Frankfurt).

Outros cargos e funções:

Membro da Comissão de Direcção / Comissão Científica da rede do GDRI do CNRS


“Ordinary Language Philosophy and ordinary conceptions in the social sciences /La
philosophie du langage common (desde 2013), com Sandra Laugier (Paris), Stefano
Petrucciani (Roma – La Sapienza), Erin Kelly (Tufts, Boston – USA) (Tufts), Michael
Williams (Johns Hopkins – Baltimore) e Frédéric Lebaron (Jules Verne – Amiens).
Presente nas reuniões ordinárias e decisões de gestão.

C. 2 OUTRA ATIVIDADES RELEVANTES, DESIGNADAMENTE DE SERVIÇO À

COMUNIDADE, INCLUINDO COMISSÃO E CONSULTADORIA

EUROPEAN SCIENCE FOUNDATION

2004-2005. Scientific delegate (delegado científico) de Portugal (FCT) – Programa


EUROCORES CNCC (Consciousness in a Natural and Cultural Context), European
Science Foundation. Trabalho coordenado por Rüdiger Klein, Eurocores Programme
Coordinator, Senior Science Officer, Dept. Head of Humanities, Standing Committee
for the Humanities, European Science Foundation, Strasbourg. Principais reuniões de
coordenação: Copenhaga (Center for Subjectivity Research), 18-20 de Dezembro de
2004, e Bruxelas (ESF – COST Office, European Science Foundation, 11 de Abril de
2004).

2004. Avaliadora da European Science Foundation (EUROCORES Collaborative


Research Programmes).

AGÊNCIAS EUROPEIAS DE FINANCIAMENTO

Avaliadora FWO Fonds Weterschappelijk Onderzoek – Vlaanderen (Bélgica).


Applications, Post-doctoral fellows. (2013). (2017)

Avaliadora – Espanha (ANEP) (Agencia Nacional de Evaluación y Prospectiva,


Dirección General de Investigación Científica y Técnica, Agencia Nacional de Pesquisa,
National Evaluation and Foresight Agency Avaliadora Espanha), Programa Conex –
Fellowship Programme for Incoming Mobility (agosto de 2014)

115
Avaliadora (França) do Programa de Bolsas de Pós-Doutoramento Marie Curie Prestige
(co-financed by the European Commission and coordinated by Campus France, the
French National Agency for international student and researcher mobility) (2017)

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

2010 (Abril – Dezembro). Comissão Parlamentar de Educação e Ciência: Grupo de


trabalho Avaliação de investigadores, unidades de investigação e projectos. Grupo de
trabalho constituído por: José Artur Martinho Simões (ITQB – Instituto de Tecnologia
Química e Biológica / Laboratório Associado – Universidade Nova de Lisboa)
(coordenador do grupo), Leonor Parreira (Instituto de Medicina Molecular, IMM –
Laboratório Associado) e Faculdade de Medicina – Universidade de Lisboa); Helena
Pereira de Melo (Faculdade de Direito – Universidade Nova de Lisboa) e Fernando
Marques (Engenharia de Materiais – Universidade de Aveiro). Coordenação geral: José
Ferreira Gomes (UP, Deputado à AR). Resultado final: co-autoria do Relatório A
Ciência em Portugal (Lisboa, Assembleia da Repúbica, 2010)
Referência: AAVVV, A Ciência em Portugal. Assembleia da República. 2010.
Trabalho coordenado por José Ferreira Gomes (Deputado relator). 71 pp. ISBN 978-
952-556-553-7.

2011. Comissão Parlamentar de Educação e Ciência, Grupo Avaliação de


investigadores com vista à edição de um Livro Verde sobre Ciência. Membros do grupo
de trabalho: Paulo Bártolo (Engenharia, Instituto Politécnico, Leiria), João Rocha
(Universidade de Aveiro, Engenharia de Materiais), Carlos Mota Soares (Engenharia,
Instituto Superior Técnico, Lisboa). Restantes grupos de trabalho: Financiamento na
investigação empresarial, Formação de investigadores, Organização das Instituições
Científicas. Coordenação geral: José Ferreira Gomes (Engenharia UP, Deputado AR).
(Trabalho interrompido devido à dissolução da Assembleia em Março de 2011 e
reiniciado, com base puramente académica e os mesmos intervenientes, em Maio de
2011).

Dez. 2011 – Março de 2012. Grupo de trabalho Avaliação de investigadores Alexandre


Carmo (UPorto), Carlos Mota Soares (UTLisboa), Carlos Ramos (IPPorto), José Artur
Simões (ULisboa), José Ferreira Gomes (UPorto), José Saldanha Matos (UTLisboa),

116
Madalena Moreira (UÉvora), Paulo Bártolo (IPLeiria), Rui Fausto (UCoimbra), Sofia
Miguéns (UPorto).

4 de Junho de 2012. Apresentação na Reitoria da Universidade de Lisboa do documento


intitulado “Uma reflexão sobre a formação e avaliação dos investigadores” (da autoria
de Alexandre Carmo (UPorto), Carlos Mota Soares (UTL), Carlos Ramos (IPPorto),
José Ferreira Gomes (UPorto), José Martinho Simões (U Lisboa), José Saldanha Matos
(UTLIsboa), Madalena Moreira (UÉvora), Paulo Bártolo (IPLeiria), Sofia Miguens
(UPorto), Rui Fausto (UCoimbra). Com a presença do Presidente da FCT, dos
secretários de Estado da Ciência e do Ensino Superior e da A3ES.

SECRETARIA DE ESTADO DO ENSINO SUPERIOR

2014-2015 – Secretaria de Estado do Ensino Superior. Membro da Comissão


encarregada do Estudo piloto sobre a avaliação da transferência de conhecimento nas
Universidades Portuguesas – Painel Humanidades e Ciências Sociais (com Fátima
Vieira, UP e Miguel Portela, UM). Secretaria de Estado do Ensino Superior (coord:
Secretário de Estado do Ensino Superior, Prof. Doutor José Ferreira Gomes).

Comissão (maio de 2014, nomeação em DR): Prof. Doutor Luís Guilherme da Silva Arnaut Moreira;
Prof. Doutor Paulo Jorge da Silva Bártolo;Prof. Doutor Carlos Alberto Diogo Soares Borrego;Prof.
Doutora Maria de Fátima de Sousa Basto Vieira;Prof. Doutora Sofia Gabriela Assis de Morais Miguens;
Prof. Doutor António Manuel Pinto do Amaral Coutinho; Prof. Doutor Miguel Ângelo dos Reis
Portela;Prof. Doutor Carlos Alberto Mota Soares;Prof. Doutor Manuel José Teixeira Carrondo.
Acompanhamento dos trabalhos da comissão: Prof. Doutor Carlos Albino Veiga da Costa. Voto de
louvor, Assembleia da Republica, pelo trabalho realizado pela Comissão (Outubro 2015).

Relatório final Modelo de financiamento do ensino superior: Fórmulas e procedimentos.


Edição: Governo de Portugal. Secretário de Estado do Ensino Superior. Ministério de Educação
e Ciência. Julho de 2015. ISBN: 978-972-729-086-4.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
GAVE E IAVE

2017-2018 – Auditora do IAVE, Ministério da Educação. Responsável pelo


acompanhamento da elaboração dos exames nacionais de Filosofia (Auditoria).

117
2016-2017 – Auditora do IAVE, Ministério da Educação. Responsável pelo
acompanhamento da elaboração dos exames nacionais de Filosofia (Auditoria).

2015-2016 – Auditora do IAVE, Ministério da Educação. Responsável pelo


acompanhamento da elaboração dos exames nacionais de Filosofia (Auditoria).

2014-2015 – Consultora do IAVE, Ministério da Educação. Responsável pelo


acompanhamento da elaboração dos exames nacionais de Filosofia (Consultadoria).

2013-2014 – Consultora do IAVE (Instituto de Avaliação Educativa), Ministério da


Educação. Responsável pelo acompanhamento da elaboração dos exames nacionais de
Filosofia (Consultadoria).

2003 – 2007. Consultora do GAVE (Gabinete de Avaliação Educacional), Ministério da


Educação. Responsável pelo acompanhamento da elaboração dos exames nacionais de
Filosofia.(Consultadoria)

2003. Consultora, enquanto membro do Centro para o Ensino da Filosofia da Sociedade


Portuguesa de Filosofia, nos Encontros de Caparide (Filosofia) patrocinados pelo
Ministério da Educação. Discussão dos programas de disciplinas do Ensino Secundário,
Filosofia (com a participação do Ministro da Educação, David Justino). (16-17 de Abril
de 2003, Caparide, São Pedro do Estoril).

CRUP – CONSELHO DE REITORES DAS UNIVERSIDADES PORTUGUESAS

Candidaturas Acções Integradas Luso-Alemãs (Filosofia, 2015) – avaliadora.

FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA

Painéis de avaliação

PAINEL DE BOLSAS DE DOUTORAMENTO E PÓS-DOUTORAMENTO

118
2011. Membro do Painel de Bolsas Individuais de Doutoramento e Pós-Doutoramento
da Fundação para a Ciência e a Tecnologia 2011 (Coordenação: Viriato Soromenho
Marques. Com António Marques (FCSH-UNL), João Cardoso Rosas (UM) e João
Maria André (UC)).

2012. Membro do Painel de Bolsas Individuais de Doutoramento e Pós-Doutoramento


da Fundação para a Ciência e a Tecnologia 2012 (Coordenação: Viriato Soromenho
Marques (UL) com João Constancio (UNL), João C. Rosas (UM), João Maria André
(UC).

2015. Avaliadora– Bolsas Individuais (Renovação de Bolsas de Pós-Doutoramento


FCT, fim 1º triénio) (colaboração extra-painel)

2016. Membro do Painel de Bolsas de Doutoramento e Pós-Doutoramento FCT.


Coordenação: João Maria André (UC). Membros do painel: António Marques (FCSH-
UNL), João Constâncio (FCSH-UNL), Teresa Toldy (UFP), Irene Borges Duarte (UE),
António Pedro Mesquita (FLUL), André Barata (UBI), António Pedro Pita (UC), José
Meirinhos (FLUL), João Rosas (UM).

PAINEL DE AVALIAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DOS PROJETOS DE INVESTIGAÇÃO EM


FILOSOFIA

Coordenadora (2014-2016) do Painel de Avaliação do Relatório Final dos Projetos de


Investigação em Filosofia. Equipa: António Pedro Mesquita (Universidade de Lisboa),
Ricardo Santos (Universidade de Évora, posteriormente Universidade de Lisboa), Vítor
Moura (Universidade do Minho).

Coordenadora (2016-2018) do Painel de Avaliação do Relatório Final dos Projetos de


Investigação em Filosofia. Equipa: António Pedro Mesquita (Universidade de Lisboa),
Ricardo Santos (Universidade de Lisboa)) ,Vítor Moura (Universidade do Minho).

PAINEL DE AVALIAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS DAS UNIDADE I&D DA FCT


(NACIONAL)

119
Membro do Painel de Avaliação dos Relatórios de Projectos Estratégicos das Unidade
I&D da FCT – Ciências Sociais e Humanas (2014)
Membro do Painel de Avaliação dos Relatórios de Projectos Estratégicos das Unidade
I&D da FCT – Ciências Sociais e Humanas (2015)
Membro do Painel de Avaliação dos Relatórios de Projectos Estratégicos das Unidade
I&D da FCT – Ciências Sociais e Humanas (2016)
Anos sob avaliação: 2011-2012, 2012-2013, 2013-2014.
Coordenadora da Comissão: Maria de Fátima Oliveira – Universidade do Porto.

OUTROS TRABALHOS DE AVALIAÇÃO


Universidade do Porto. Bolsa de Avaliadores (2008)
FP6 – Bolsa de avaliadores (2005)

JÚRIS DE CONCURSOS – CARREIRA DOCENTE UNIVERSITÁRIA

Professor Auxiliar

1. (2012) Universidade do Minho

Concurso documental de âmbito internacional para recrutamento de posto de trabalho


de Professor Auxiliar na área disciplinar de Filosofia da subunidade orgânica de
Filosofia do Instituto de Letras e Ciências Humanas, Universidade do Minho, 2011 –
Edital nº 1234/2011, publicado no DR nº 239, de 15 de Dezembro. Com os Professores
Doutores António Marques, João Rosas, Irene Borges Duarte, Manuel Gama.

2. (2012) Universidade Católica Portuguesa – Faculdade de Filosofia (Braga)

Concurso documental para recrutamento de Professor Auxiliar na área disciplinar de


Filosofia. Universidade Católica Portuguesa – Faculdade de Filosofia (Braga) .

3. (2013) Universidade do Porto

Processo de seleção com vista ao recrutamento de 1 Professor Auxiliar em regime de


contrato de trabalho por tempo indeterminado, ao abrigo do Código do Trabalho, para a
área disciplinar de Filosofia, do Departamento de Filosofia da Faculdade de Letras da
Universidade do Porto. Comissão de seleção constituída pelos seguintes elementos
(além da própria): Doutora Maria de Fátima Aires Pereira Marinho Saraiva, Doutor
António Manuel Martins, Doutor Luís Carlos Gomes de Melo Araújo, Doutor José
Francisco Preto Meirinhos. (julho de 2013)

4. (2014) Faculdade de Letras – Universidade do Porto

Processo de seleção com vista ao recrutamento de 1 Professor Auxiliar em regime de


contrato de trabalho por tempo indeterminado, ao abrigo do Código do Trabalho, para a

120
área disciplinar de Filosofia (Filosofia Medieval e Ontologia), do Departamento de
Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Comissão de seleção
constituída pelos seguintes elementos (além da própria): Doutora Maria de Fátima Aires
Pereira Marinho Saraiva, Doutor Mário Santiago de Carvalho, Doutor Luís Carlos
Gomes de Melo Araújo, Doutor José Francisco Preto Meirinhos. (2013-2014) janeiro
2014

5. (2015) Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Professor Auxiliar, Filosofia, especialidade Filosofia do Conhecimento e Epistemologia.


Júri: Professores Doutores António Marques (UNL), António Manuel Martins (UC),
Diogo Pires Aurélio (UNL), Sofia Miguens (UP), Carlos Morujão (UCP).

6. (setembro 2017) Faculdade de Letras – Universidade do Porto

Procedimento de recrutamento de 1 posto de trabalho de Professor Auxiliar na área


disciplinar de Filosofia. Membros do júri: Fernanda Ribeiro (FLUP), José Meirinhos
(FLUP), Sofia Miguens (FLUP) e Maria Luísa Portocarrero (FLUC).

7. (dezembro 2017) Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e


Humanas

Concurso documental para recrutamento de 1 posto de trabalho de Professor Auxiliar na


área disciplinar de Filosofia, especialidade de Estética. Ao abrigo do artigo 23.º do
Decreto-Lei n.º 57/2016, de 29 de agosto, alterado pela Lei n.º 57/1017 de 19 de junho.

8. (abril 2018) Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e


Humanas. Contratação de doutorados ao abrigo do Decreto-Lei n.o 57/2016, de 29 de
agosto, alterado pela Lei n.o 57/2017, de 19 de julho. 14 lugares de doutorados(as) para
o exercício de atividades de investigação no Instituto de Filosofia da NOVA —
IFILNOVA. Lugar 1 Filosofia e Literatura, Estudos Pessoanos e Teoria Crítica. Lugar 2
Estética. Lugar 3 Argumentação, Racionalidade e Ética. Lugar 4 Ação humana e valores
estéticos, políticos e éticos Lugar 5 Teoria da Argumentação e Análise da
Argumentação Política. Lugar 6 Filosofia da Linguagem, Lógica e Ética Aplicada.
Lugar 7 Filosofia das Emoções. Lugar 8 Crítica de Valores Ambientais, Filosofia e
Ecologia. Lugar 9 Filosofia da Mente, Interpretação e Linguagem. Lugar 10 Estudos
sobre Nietzsche e Filosofia dos Valores. Lugar 11 Filosofia do Cinema. Lugar 12
Estudos sobre Nietzsche e Filosofia da Ciência. Lugar 13 Filosofia da Mente e
Tecnologia. Lugar 14 Estética e Filosofia do Cinema.

SOCIEDADE PORTUGUESA DE FILOSOFIA / FCT

Responsável, enquanto Presidente da Sociedade Portuguesa de Filosofia (2004-2006),


pela criação do Prémio de Ensaio Filosófico Sociedade Portuguesa de Filosofia,

121
inicialmente proposto à Fundação Calouste Gulbenkian e por esta patrocinado e
posteriormente patrocinado pela FCT. Coordenadora do Prémio durante o período de
presidência da SPF (2004-2006) e durante os mandatos de João Rosas (UM) como
Presidente da SPF (substituída por Pedro Galvão após a edição de 2013).

Membro (Presidente) do júri do Prémio de Ensaio Filosófico Sociedade Portuguesa de


Filosofia / FCT (7ª edição, 2013). Com João Rosas (U. Minho), David Alvarez
(Universidade de Vigo), Maria Luísa Portocarrero (Universidade de Coimbra) e Álvaro
Balsas (Universidade Católica Portuguesa / Revista Portuguesa de Filosofia).

Membro do júri do Prémio de Ensaio Filosófico Sociedade Portuguesa de Filosofia /


FCT (6ª edição, 2011). Com Ricardo Santos (Univ. Évora), António Zilhão (FLUL) e
Teresa Marques (CFUL), Álvaro Balsas (Universidade Católica Portuguesa, Revista
Portuguesa de Filosofia).

Membro do júri do Prémio de Ensaio Filosófico Sociedade Portuguesa de Filosofia /


FCT (5ª edição, 2010). Com Ricardo Santos (Univ. Évora), António Zilhão (FLUL) e
Teresa Marques (CFUL).

Membro do júri do Prémio de Ensaio Filosófico Sociedade Portuguesa de Filosofia /


FCT (4ª edição, 2009). Com Ricardo Santos (Univ. Évora), António Zilhão (FLUL) e
Paulo Tunhas (FLUP).

Presidente e Membro do júri do Prémio de Ensaio Filosófico Sociedade Portuguesa de


Filosofia / FCT (3ª edição, 2008). Com Ricardo Santos (Univ. Évora), Paulo Tunhas
(FLUP) e João Vila-Chã (UCP).

Presidente e Membro do júri do Prémio de Ensaio Filosófico Sociedade Portuguesa de


Filosofia/ FCT (2ª edição, 2007). Com Ricardo Santos (Univ. Évora), António Zilhão
(FLUL), Pedro Alves (FLUL) e João Vila-Chã (UCP-Braga).

Presidente e Membro do júri do Prémio de Ensaio Filosófico Vasco Magalhães Vilhena


SPF / Gulbenkian (1ª edição, 2006). Com António Marques (FCSH-UNL), Cristina
Beckert (FLUL) e Alfredo Dinis (UCP-Braga).

122
Júris de Projectos

Membro do júri do concurso para a contratação das publicações do Projeto The Bounds
of Judgement - Frege, cognitive agents and human thinkers (PTDC/FIL-
FIL/109882/2009). Setembro-outubro 2013. Com João Alberto Pinto (FLUP)

Membro do júri do concurso para a contratação de um bolseiro BTI no âmbito do


Projeto The Bounds of Judgement - Frege, cognitive agents and human thinkers
(PTDC/FIL-FIL/109882/2009). Maio de 2011. Com João Alberto Pinto (FLUP) e
Paulo Tunhas (FLUP).

Membro do júri do concurso Projetos Interdisciplinares Jovem, IJUP, Universidade do


Porto – Reitoria da Universidade do Porto, Julho 2010.

Membro do júri para a atribuição de uma Bolsa de Técnico de Investigação no âmbito


do Projeto Paradoxos / Paradoxes (PTDC/FIL/67039/2006) (Investigador-Responsável:
Ricardo Santos (Univ. Évora)). Instituição de acolhimento: Instituto de Filosofia da
Linguagem, Universidade Nova de Lisboa. Fevereiro de 2010.

Membro do júri de seleccção de um Bolseiro BTI (Bolseiro Ténico de Investigação) –


FCT para exercer funções no Instituto de Filosofia – FLUP 2009. Com José Meirinhos
(FLUP) e Paula Cristina Pereira (FLUP).

Membro do júri de seleccção de um Bolseiro BTI (Bolseiro Ténico de Investigação) –


FCT para exercer funções no Instituto de Filosofia – FLUP 2008. Com José Meirinhos
(FLUP) e Eugénia Vilela (FLUP).

Membro do júri de atribuição de Bolsas BII (Bolsas de Iniciação à Investigação) no


âmbito do Instituto de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto
(2008) (Instituto de Filosofia, FLUP). Com José Meirinhos (FLUP) e Paula Cristina
Pereira (FLUP).

123
Membro do júri de atribuição de Bolsas BTI (Bolsas Técnico de Investigação) no
âmbito do Instituto de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto
(2011) (Instituto de Filosofia, FLUP). Com José Meirinhos (FLUP) e Paula Cristina
Pereira (FLUP).

REVISTAS CIENTÍFICAS E OUTRAS PUBLICAÇÕES – CARGOS

Diretora da Revista da Faculdade de Letras – Série de Filosofia (2008-2010).


Membro da Direcção Redactorial da Revista Análise (2003 - 2006).
Membro do Conselho de Redacção da Revista da Faculdade de Letras – Série de
Filosofia (2006-2017).
Membro do Conselho Redatorial da revista Trabalhos de Arqueologia e Etnologia
(desde 2004).
Membro do Conselho Editorial da revista Conjectura (Brasil, Caxias do Sul) (desde
2010).
Membro do Conselho Editorial da Revista Aurora (Brasil) (desde 2013)
Membro do Conselho Editorial da revista de filosofia e ciência cognitiva Avant
(Polónia, Torun) (desde 2011).
Membro do Conselho Científico (Advisory Board) de Forma de Vida – Revista do
Programa em Teoria da Literatura da Universidade de Lisboa.
(https://formadevida.org/)

Colaboradora da revista electrónica de divulgação filosófica Intelectu desde o nº 1


(Fevereiro 1999). Editora: Sara Bizarro; Director Artístico: Tiago Estrada.

Conselho editorial (Filosofia) da Editora FiloCzar, São Paulo, Brasil (2015 -)

Membro da Comissão Científica da Revista Uncanny - Revista de Filosofia e Estudos


Culturais.

Coordenação de Colecções

124
Coordenadora, em colaboração com Maria José Cantista da Colecção Nous (Campo da
Filosofia), Editora Campo das Letras, da responsabilidade do Gabinete de Filosofia
Moderna e Contemporânea desde 1999.

Coordenadora, com Carlos Mauro, da colecção Mind, Language and Action Discussion
Papers (desde 2006) (Publicações FL-UP, U. Porto editora). Desde 2009 com João
Alberto Pinto.

Coordenadora com Paulo Tunhas e João Alberto Pinto da Colecção Filosofia


Contemporânea: história e sistemas de pensamento (desde 2009). Publicações FL-UP,
U.Porto editora).

Coordenadora da colecção Episteme (Lisboa, Colibri). A partir de 2010.

BLIND REVIEWING

1. Revistas científicas
Revista Portuguesa de Filosofia (Portugal), Kairos (Portugal), Revista da Faculdade de
Letras – Série de Filosofia (Portugal), Journal of Consciousness Studies (EUA), Poznan
Studies in the Philosophy of the sciences and the humanities (Polónia), Avant (Polónia,
Torun), Studies in Grammar, Logic and Rhetoric (Polónia), Agora (Espanha), Mind-
Brain issues (Springer), Medical Hypothesis (Elsevier), Behavior and Philosophy
(Reino Unido), Conjetura (Brasil), Aurora (Brasil), Kriterion (Áustria), Revista
Filosófica de Coimbra.

2. Congressos com avaliação anónima

3º Congresso Português de Filosofia 3º CPF (Covilhã, UBI, setembro de 2018)


MLAG Graduate Conference 2018 (GC – MLAG II, 21-23 march 2018) (Porto,
Universidade do Porto, Março 2018)
7º Encontro Nacional de Filosofia Analítica, ENFA7 (Lisboa, Universidade de Lisboa,
setembro de 2018)

125
2º Congresso Português de Filosofia 2º CPF (Porto, Faculdade de Letras da
Universidade do Porto, 2016)
Minds Selves and 21st Century Technology (junho 2016, FCSH).
1º Congresso Português de Filosofia (Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, setembro
2014).
Colóquio da Sociedade Espanhola de Lógica e Filosofia da Ciência 2012 (Universidade
de Santiago de Compostela, Julho de 2012)
Encontro Nacional de Filosofia Analítica 5, ENFA5 (Braga, 2012)
Expression and the Inner – 6th Inter-University Workshop on Mind, Art and Morality,
Universidade de Oviedo (8-10 Abril 2010)
11º Encontro Nacional de Professores de Filosofia 11º ENPF (Coimbra 2013)
Oficina de Filosofia Analítica 9, OFA 9 (Lisboa 2012)
7º Encontro Nacional de Professores de Filosofia (Viseu, 2009)
Encontro Nacional de Filosofia Analítica 4 ENFA4 (Évora, 2009).
Encontro Nacional de Filosofia Analítica 3 ENFA3 (Lisboa, 2006).
Encontros Nacionais de Filosofia Analítica 2 ENFA2 (Porto, 2004).

3. Publicações
Avaliadora da FCT/FCG (Publicações) (desde 2005).
Avaliadora da FCT (Publicações).
Avaliadora monografias Routledge – London (2017)
Avaliadora monografias MIT Press (2018)

C. 3 PARTICIPAÇÃO EM PROJETOS E ORGANIZAÇÕES DE INTERESSE CIENTÍFICO,

PROFISSIONAL OU CULTURAL E QUE PROMOVAM A INTERAÇÃO COM A SOCIEDADE E A

EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

Membro da ESAP (European Society for Analytic Philosophy).


Sócia da SPF (Sociedade Portuguesa de Filosofia).
Membro do Centro para o Ensino da Filosofia da Sociedade Portuguesa de Filosofia
(CEF-SPF).
Membro fundador da SPFA (Sociedade Portuguesa de Filosofia Analítica).
Sócia fundadora da AFFEN (Associação Portuguesa de Filosofia Fenomenológica).
Membro do Royal Institute of Philosophy (Reino Unido).

126
Membro da Nordic Wittgenstein Society.
Membro da Sociedade Kant Brasileira.
Sócia da Associação Portuguesa de Ciência Política (APCP).
Membro da Societé d’Études Kantiennes de Langue Française (SEKLF)

CARGOS NA SOCIEDADE PORTUGUESA DE FILOSOFIA (SPF, LISBOA)

Presidente da Sociedade Portuguesa de Filosofia (2004-2006). Direcção constituída por


Sofia Miguens, António Paulo Costa, André Barata, Teresa Castanheira e Pedro Galvão.

Membro da direcção da Sociedade Portuguesa de Filosofia (2012-2017). Presidente:


João Rosas, UM. Com Conceição Moreira, António Lopes e Pedro Galvão.

Membro do Conselho Científico da Sociedade Portuguesa de Filosofia (desde 2006 a


2017).

Membro do Conselho Científico da Sociedade Portuguesa de Filosofia (2017 - ).


Presidente: José Meirinhos.

Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Filosofia (2008-


2010).

Presidente do Conselho Fiscal da Sociedade Portuguesa de Filosofia (2010-2012).

Presidente do Conselho Fiscal da Sociedade Portuguesa de Filosofia (2012-2014).

CENTRO DE CIÊNCIA COGNITIVA DA UP

Membro da Direcção do Centro de Ciência Cognitiva da Universidade do Porto (2005-


2007). Vogal, Vice-Presidente. Presidente: Pavel Brazdil (FEP e LIACC – Laboratório
de Inteligência Artificial e Ciência de Computadores da UP).

127
SOCIEDADE PORTUGUESA DE FILOSOFIA ANALÍTICA

Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Filosofia


Analítica (SPFA) (2006-2009).

Membro da Direcção da Sociedade Portuguesa de Filosofia Analítica (2004-2006), com


João Branquinho, Ricardo Santos, Pedro Santos e Desidério Murcho.

Membro da Comissão Instaladora da Sociedade Portuguesa de Filosofia Analítica (Maio


de 2002 – Setembro 2004).

Membro fundador da SPFA, Sociedade Portuguesa de Filosofia Analítica (2002).

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE FILOSOFIA FENOMENOLÓGICA (AFFEN)

Sócia fundadora da Associação Portuguesa de Filosofia Fenomenológica (AFFEN)


(2000).

PORTO 2001 – CAPITAL EUROPEIA DA CULTURA

Coordenadora e comentadora das conferências da secção A Linha do Corpo no Ciclo de


Conferências O Futuro do Futuro (Fevereiro – Dezembro 2001) Comissário do ciclo:
Paulo Cunha e Silva.

OUTRAS ACTIVIDADES DE EXTENSÃO

Canais televisivos

1. Canal: N-TV. Data: 2002. Entrevista (Sofia Miguens). Tema: Filosofia e o percurso
académico realizado. Emissão em directo e também gravada (repetida com frequência
nos anos subsequentes, até à extinção do canal).

2 Canal: AXN. Data: 2009. Tema: Mente-cérebro e cognição.

128
3. Canal: TVU. O Tempo – um documentário. Produção: Joana Miranda. 2016. Com
José Luís Campos Santos (Física), João Relvas (Neurociência), Sofia Miguens
(Filosoifa), Vergílio Borges Pereira (Sociologia) Bruno Monteiro (Sociologia), João
Marques Teixeira (Psicologia) Bernardo Pinto de Almeida (Artes), Pedro Eiras
(Literatura), Paula Pinto (História) e Lúcia Rosas (História da Arte). A partir de 2017
em http://tv.up.pt/premiums/108

Revistas

“Sofia Miguens”, por Marcello Galli (‘Para aproximar pensamentos’ – ‘Minha pátria, a
língua portuguesa’). Revista Filosofia - Ciência e Vida (Brasil). Ano IV, nº 45, pp 8-15.
São Paulo. (ISSN 1809-9238). Data: Fevereiro 2010. Tema: a filosofia da mente, o
percurso pessoal de investigação; as relações Portugal/Brasil nessa área.
Disponível online no Portal Ciência e Vida:
http://filosofiacienciaevida.uol.com.br/ESFI/Edicoes/45/artigo167720-1.asp
Entretien. Bulletin du CURAPP. Sofia Miguens, Professeure Invitée, Université de
Picardie Amiens – 2017. Nº9 juin 2017, PAGE II.

Páginas-web e blogues dedicados à divulgação de investigação em curso

1. Conceção da primeira página-web do Gabinete de Filosofia Moderna e


Contemporânea (GFMC) do Instituto de Filosofia da FLUP (2002). Página da Área 3
(Filosofia da Mente) do GFMC colocada on-line em 2003. Páginas construídas com o
apoio de Agostinho Frias (Gabinete de Filosofia Medieval / Instituto de Filosofia)

2. Coordenação da conceção da primeira página-web do MLAG (activa entre 2005 e


2008). (http://web.letras.up.pt/smiguens/mlag/). Autor: Tomás Carneiro (MLAG).

3. Autora do blogue O Blogue do MLAG – filosofia contemporânea no Porto


(www.mlagflup.wordpress.com) (2009). (Português)

4. Responsável pelas páginas do MLAG no site do Instituto de Filosofia


(http://web2.letras.up.pt/ifilosofia/gfmc/mlag/?p=home) (Português e Inglês)

5. Novo website do MLAG (inglês): 2011. Criação e coordenação: Miguel Carvalhais


(Departamento de Design, Faculdade de Belas Artes–Universidade do Porto,
coordenador do Laboratório do Departamento de Design da FBAUP) e Sofia Miguens
(Filosofia, FLUP, MLAG-IF). Início dos trabalhos em Julho de 2010. Apoio do DUD –
UP (Digital University Departament – University of Porto). Coordenadores do site
original (desactivado em 2016): Sofia Miguens e Mattia Riccardi. Desativado, na sua
forma inicial, em 2016; reativado e actualmente em migração para ifilosofia.letras.up.pt.
Inclui páginas relativas aos projectos de investigação do MLAG já concluídos, em
conclusão e em curso. Em: http://mlag.up.pt (Inglês) (o site criado pela equipa de
Miguel Carvalhais está neste momento substituído por formato simplificado)

Conferências na Universidade de Amiens, no âmbito da Visiting Professorship de


2017 https://webtv.u-
picardie.fr/videos.php?cat=72&sort=most_recent&time=all_time&seo_cat_name=&page=2

129
A filosofia e o tempo Entrevista TVU
http://tv.up.pt/videos/om-9g905?type=gallery

Divulgação filosófica

Proponente da Oficina Jovens Filósofos na UJovem (2012-2013), gerida por Tomás


Carneiro.

PÁGINAS-WEB PESSOAIS – DISPONIBILIZAÇÃO PÚBLICA DE DADOS CURRICULARES E DA


OBRA

Academia.edu (página principal, a partir de 2014)


https://up-pt.academia.edu/SofiaMiguensTravis

CV DeGóis – Plataforma Nacional de Ciência e Tecnologia


http://www.degois.pt/visualizador/curriculum.jsp?key=8487947650022611
(Português)

Página pessoal – Membro do Departamento de Filosofia


(Português e inglês)
https://sigarra.up.pt/flup/pt/FUNC_GERAL.FORMVIEW?P_CODIGO=234305

Página pessoal – Membro do Instituto de Filosofia


http://ifilosofia.up.pt/members/sofia-miguens

Página pessoal – Membro do MLAG


Em https://mlag.up.pt/members/ (Members: Sofia Miguens)
(Inglês) (site em migração próxima para ifilosofia.letras.up.pt)

PORTO, 28 DE JUNHO DE 2018

130

Você também pode gostar