Você está na página 1de 3

MATERIAL DE APOIO

EXAME DE ORDEM

Curso: Intensivo OAB | Disciplina: Direito Administrativo


Aula: 01 – Data: 03/12/2018

ANOTAÇÃO DE AULA

EMENTA

1. Funções Típicas e Atípicas


2. Regime Jurídico
3. Princípios do Direito Administrativo

GUIA DE ESTUDOS

* Art. 37 e 41 da Constituição Federal;


* Art. 13; 53; 54; da Lei nº 9784/99 (Processo Administrativo Federal);
* Art. 17; 24; 25; 58 da Lei nº 8.666/93 (Licitações e Contratos)
* Art. 8 e seguintes da Lei nº 8.112/90 (Estatuto Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União – formas de provimento
de cargo público)
* Art. 125 e 126 (Estatuto Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União – incomunicabilidade das instâncias)
* Lei nº 8.987/95 (Concessões e Permissões de Serviços Públicos)
* Lei nº 8.429/92 (Improbidade Administrativa) – OBS.: Ficar atento nas alterações realizadas no ano de 2017 e em
razão disso qualquer artigo está sujeito a ser pedido na prova.

1. FUNÇÕES TÍPICAS E ATÍPICAS

O Brasil está estruturado sobre três poderes:


Funções Típicas:
PODERES FUNÇÕES/ATIVIDADES
Legislativo Legislativa
Executivo Administrativa
Judiciário Jurisdicional

Funções Atípicas:
PODERES FUNÇÕES/ATIVIDADES
Legislativo Jurisdicional
Executivo Legislativa
Judiciário Administrativa

Conceito de Direito Administrativo: Passa pela noção de função administrativa.

Exame de Ordem
Damásio Educacional
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

2. REGIME JURÍDICO

É baseado em prerrogativas e sujeições.

3. PRINCÍPIOS DO DIREITO ADMINISTRATIVO

A) Supremacia do Interesse Público sobre o Particular (Princípio Basilar)


a. Em um eventual conflito de interesses entre público e particular prevalecerá o interesse público
(coletividade).

B) Indisponibilidade do Interesse Público (Princípio Basilar)


a. O interesse público é indisponível e irrenunciável;
i. Significa ser mais que dinheiro e mais do que bens, é o interesse público.
b. Não podem dispor do interesse público em razão desse interesse público pertencer à coletividade.

C) Princípios do Artigo nº 37, caput da Constituição Federal


a. Legalidade – Impessoalidade – Moralidade - Publicidade Eficiência (LIMP)

i. Legalidade:

Pública Particulares – Art. 5º, II - CF

Com base nesse princípio a Administração Pode ser feito tudo o que a lei não proíbe, ou
Pública só pode fazer o que a lei permite ou seja, possui sentidos diferentes para público e
determina (Critério de subordinação à lei). particular. (Critério de não contradição à lei)

Atenção! A falta da lei é uma proibição na Administração Pública. Para os particulares, se não tem lei proibindo, está
permitido.

ii. Impessoalidade:
1. Pode ser analisado de duas formas:
2. O administrador público precisa de uma conduta neutra (não pode se auto promover
– artigo nº 37, I, da Constituição Federal).
3. Impessoalidade dos Administrados – No sentido de NÃO discriminação, ou seja,
precisamos ser tratados de forma impessoal, sem perseguição ou favorecimento.
Exceto em casos de concurso público em que se é possível discriminar (para ser legal
precisa haver pertinência lógica entre o fator de discriminação e o desemprenho do
Exame de Ordem
Damásio Educacional
2 de 3
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

cargo). Exemplo: Concurso para salva vidas de piscina pública que o candidato precisa
ter o movimento das duas pernas.

Exame de Ordem
Damásio Educacional
3 de 3