Você está na página 1de 2

MATERIAL DE APOIO

EXAME DE ORDEM

Curso: Intensivo OAB | Disciplina: Direito Administrativo


Aula: 02 – Data: 03/12/2018

ANOTAÇÃO DE AULA

EMENTA

3. Princípios do Direito Administrativo


_______________________________________________________________________________________________

Continuação Aula 01

Princípio da Moralidade: Além da conduta legal, precisa –se ter uma conduta ética, boa fé e honestidade.

Princípio da Publicidade:
Ampla divulgação (deve contar aquilo que faz) – Somente a partir da publicidade, os prazos começam a correr.
ATENÇÃO – Publicidade é diferente de Publicação (uma forma de dar publicidade, existem outras).
EXCEÇÕES – Situações em que a Administração não irá contar o que está sendo feito - Art. 5º, XXXIII, da Constituição
Federal.
- Se o sigilo da informação for imprescindível a segurança do Estado, não haverá divulgação.
- Além de uma conduta legal e moral, precisa ser eficiente (Fazer o melhor com os recursos disponíveis).
CUSTOS X BENEFÍCIOS

Princípio da Razoabilidade/ Proporcionalidade:

Razoabilidade - Exige da Administração Pública uma atuação pautada pela proibição de excessos.
Proporcionalidade – Exige meios e fins compatíveis.

Princípio da Motivação: A Administração Pública precisa motivar os seus atos, indicar os pressupostos de fato e de
direito que levaram a prática de um determinado ato.
EXCEÇÃO: Nomeação e exoneração de cargo em comissão.

Princípio da Segurança Jurídica: É necessário se preservar a estabilidade das relações jurídicas.

Princípio da Autotutela – É a Administração Pública tomando conta de seus próprios atos (Controle interno). Revoga
atos considerados inconvenientes ou inoportunos em razão de um fato novo. (Efeito ex nunc: não retroage).
A Administração Pública anula atos ilegais e os efeitos são ex tunc.

Controle Externo – Pode ser realizado pelos particulares (nós), pelo Legislativo (Exemplo: Tribunal de Contas).
Controle Externo feito pelo Judiciário – Somente anula atos ilegais. Não revoga a atuação da Administração, não entra
no mérito administrativo.
Exame de Ordem
Damásio Educacional
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

 Atos vinculados – O agente não tem margem de liberdade para fazer um juízo de conveniência e
oportunidade. Presentes os requisitos legais, os atos devem ser praticados.
 Atos discricionários – O agente tem margem de liberdade para fazer um juízo de conveniência e oportunidade.

OBS: Ato vinculado só pode ser anulado pela Administração ou pelo Poder Judiciário.
Já o ato discricionário pode ser anulado se for ilegal, ou revogado se for inconveniente ou inoportuno.
Art. 53 – Lei 9784/99.

Art. 54 – Lei 9784/99 – Prazo que a Administração Pública tem para anular os seus atos administrativos  5 anos.

Exame de Ordem
Damásio Educacional
2 de 2