Você está na página 1de 9

ORDEM DE SERVIÇO POR FUNÇÃO.

Líder de Agricultura

PORTARIA Nº 3.214 DE 8 DE JUNHO DE 1978


NORMA REGULAMENTADORA Nº 1 (NR 1) – DISPOSIÇÕES GERAIS

1.7 Cabe ao empregador:


a) Cumprir e fazer cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do
trabalho;
b) Elaborar ordens de serviço sobre segurança e saúde no trabalho, dando ciência aos
empregados por comunicados, cartazes ou meios eletrônicos.
c) Informar aos trabalhadores:
I. Os riscos profissionais que possam originar-se nos locais de trabalho;
II. Os meios para prevenir e limitar tais riscos e as medidas adotadas pela empresa;
III. Os resultados dos exames médicos e de exames complementares de diagnóstico aos
quais os próprios trabalhadores forem submetidos;
IV. Os resultados das avaliações ambientais realizadas nos locais de trabalho.
d) permitir que representantes dos trabalhadores acompanhem a fiscalização dos preceitos legais
e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho;
e) determinar procedimentos que devem ser adotados em caso de acidente ou doença relacionada
ao trabalho.
1.8 Cabe ao empregado:
a) cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e saúde do trabalho, inclusive
as ordens de serviço expedidas pelo empregador;
b) usar o EPI fornecido pelo empregador;
c) submeter-se aos exames médicos previstos nas Normas Regulamentadoras - NR;
d) colaborar com a empresa na aplicação das Normas Regulamentadoras - NR;
1.8.1 Constitui ato faltoso a recusa injustificada do empregado ao cumprimento do disposto no item
anterior.
1.9 O não-cumprimento das disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho
acarretará ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação pertinente.

NOME: Nº DO REGISTRO

FUNÇÃO: DATA DE ADMISSÃO: CTPS:


Líder de Agricultura 23/11/2011

Área: Operacional
Setor: Produção.
Jornada de trabalho: 44 horas semanais
Descrição das atividades: Plantam culturas diversas, introduzindo mudas em solo.
Cuidam de propriedades rurais. Realizam tratos culturais, além de preparar o solo para
plantio. Quando necessário, realizam lavagem e embalagem dos produtos colhidos;
Realizam a colheita dos produtos. Quando necessário, realizam a retirada das ervas
daninhas da plantação, retirando e colocando os copinhos de proteção da cultura.
Realizam a carpinagem dos canteiros. Se necessário, realizam a carga e descarga da
carreta com os produtos colhidos, sempre respeitando princípios ergonômicos, quando
mulher, com a ajuda de outro colega. Se necessário, ajudam no processo de preparação
de embalagem dos produtos picados. Realizam colheita dos produtos da hidroponia
(estufa). Mantem o local de trabalho limpo e organizado. Ao final do expediente, auxilia
na limpeza e organização do setor. Trabalham conforme normas de segurança e higiene
do trabalho. Realizam a pulverização manual. Manobram diariamente o trator.

1/9
ORDEM DE SERVIÇO POR FUNÇÃO.
Líder de Agricultura

Manipulam adubo. Realizam a adubação manual, costal e com trator. Carregam e


descarregam a carretinha com o produto colhido. Esporadicamente manipulam a
roçadeira manual. Abastecem o trator quando necessário. Fiscaliza o controle de
entrega de EPI, orienta os auxiliares de agricultura.

MÉTODO CORRETO DA EXECUÇÃO DA FUNÇÃO/ATIVIDADE:

 Organizar o serviço a ser realizado;


 Conduzir os trabalhos de forma objetiva e segura;
 Cumprir integralmente as Normas de Segurança do Trabalho nas dependências da Empresa;
 Manter postura correta sempre que estiver sentado.
 Não fumar em áreas proibidas (áreas cobertas);
 Nunca distraia a atenção de seus colegas de trabalho nem crie confusões com gritos
desnecessários, assobios, vaias, exibições ou grosserias. Brincadeiras de mau gosto não serão
toleradas;
 No interior da Empresa, Ande não corra;
 Se por acaso, observar um colega, realizando uma atividade com riscos de acidente, oriente-o;
 Utilizar os Equipamentos de Proteção Individual, somente para a atividade que se destina,
higienizá-lo após o término da jornada para estar próprio para o uso no dia seguinte e conservá-
lo (CASO SUA ATIVIDADE EXIGIR O USO).
 Ao executar qualquer outro serviço, verificar com o responsável quais dispositivos de segurança
do trabalho e EPI´s necessários;
 Utilizar todos os Equipamentos de Proteção Individual determinados nesta Ordem de Serviço
(CASO SUA ATIVIDADE EXIGIR O USO).

AO MANUSEAR DEFENSIVOS AGRÍCOLAS:


Os equipamentos de aplicação devem ser mantidos em bom estado de conservação e
funcionamento, inspecionando-os antes de cada aplicação e utilizados para a
finalidade indicada, sendo que a conservação, limpeza e utilização dos
equipamentos só poderão ser realizadas por pessoas previamente treinadas conforme
exigência da Norma Regulamentadora nº 31;
A limpeza dos equipamentos será executada de forma a não contaminar poços, rios,
córregos e quaisquer outras fontes de água.
Em casos de manutenção os equipamentos só serão submetidos à manutenção
preventiva quando estiverem perfeitamente limpos, exceto para reparos
emergências, em que o produto químico deve ser isolado;
É vedada a reutilização, para qualquer fim, das embalagens vazias de agrotóxicos,
adjuvantes e produtos afins, cuja destinação final deve atender à legislação vigente,
sendo que também é vedada a armazenagem de agrotóxicos, adjuvantes e produtos
afins a céu aberto;
A manipulação e preparo dos produtos deverão ser feitos em locais abertos e
ventilados e é expressamente proibido comer, beber ou fumar durante a aplicação de
agrotóxicos;
Também é necessário que os equipamentos de proteção individual sejam retirados
antes do início das refeições;
Para evitar riscos ergonômicos, fica estabelecido que a quantidade máxima
permitida de defensivo agrícola na bomba costal deve ser de 12 litros

2/9
ORDEM DE SERVIÇO POR FUNÇÃO.
Líder de Agricultura

AO MANUSEAR O TRATOR:

1-Nunca use o trator com peças de segurança defeituosas.


2- Nunca trabalhe com o trator, se tomou bebidas alcoólicas ou se toma remédios que podem
influir na sua visão, siga as instruções de manutenção, controle e demais instruções de
segurança.
3-Nunca arranque com o trator se tiver alguém na carreta.
4- Jamais permaneça com o motor do trator em funcionamento em locais fechados ou com
pouca ventilação, os gases liberados pelo escape são extremamente tóxicos e podem levar à
morte quem estiver no ambiente, por isso as garagens devem ser ventiladas.
5-Proibido dar carona no trator, nem na carreta. Somente o operador deve estar sobre o trator,
esta é uma prática perigosa e PROIBIDA pelo Código de Trânsito Brasileiro, pois a plataforma
de operação, as estruturas de proteção ao capotamento e o cinto de segurança do trator,
oferecem segurança apenas ao operador do trator e não a qualquer suposto passageiro.
6-Observe os arredores e certifique-se de que não há risco de pessoas ou animais serem
atingidos por pedras, partículas decorrentes da roçagem.
7- JAMAIS inicie a operação do trator sem antes colocar e ajustar corretamente o cinto de
segurança.
8- Antes de funcionar o trator e iniciar sua movimentação, verifcar se não há pessoas, animais
ou obstáculos ao seu redor.
9- NUNCA deixe as chaves no contato, pois pode ocorrer o acionamento acidental do trator
por pessoas não autorizadas.
10- Quando estiver usando roupas soltas ou folgadas, não se aproxime das polias ou eixo da
TDP (Tomada de Força TDP), se elas estiverem em movimento, isso é muito sério, não se
aproxime do trator quando a TDP estiver ligada.
12- Desligar sempre o eixo da TDP quando for inspecioná-la, principalmente, quando estiver
com equipamentos acoplados ao trator.
13- Quando não for mais utilizar a TDP, deve-se recolocar a sua tampa de proteção
imediatamente.
14- Não fazer nenhuma espécie de manutenção, enquanto o motor estiver funcionando.
15- Quando trabalhar próximo a barrancos e/ou valas, o operador deve manter uma distância
mínima de dois metros da borda, esse procedimento de segurança evitará um possível
desmoronamento e consequentemente o capotamento da máquina.

RISCOS AMBIENTAIS DA ATIVIDADE

3/9
ORDEM DE SERVIÇO POR FUNÇÃO.
Líder de Agricultura

1 RISCO FÍSICO: RUÍDO

FONTES GERADORAS Proveniente de manuseio com o trator.


MEIO DE PROPAGAÇÃO Via aérea (sistema auditivo).
TEMPO DE EXPOSIÇÃO Habitual.

POSSÍVEIS DANOS A SAÚDE


Perda auditiva, zumbidos, perda da discriminação da fala, otalgia, hipertensão decorrente do stress e
comprometimento do rendimento no trabalho.

EPI
Protetor auricular.

2 RISCO FÍSICO: RADIAÇÃO NÃO IONIZANTE

FONTES GERADORAS Proveniente da luz solar.


MEIO DE PROPAGAÇÃO Via aérea e cutânea.
TEMPO DE EXPOSIÇÃO Intermitente.

POSSÍVEIS DANOS A SAÚDE


Perturbações visuais, queimaduras, lesões na pele.

EPI
Óculos de Segurança com lente escura
Protetor Solar: ESTÁ DISPONÍVEL NO SETOR DE EMBALAGENS. USAR DE 2 A 3 VEZES POR
DIA, OU SEMPRE QUE SE LAVAR OU SUAR, APLICAR NAS PARTES EXPOSTAS AO SOL
CONFORME ORIENTAÇÃO NA EMBALAGEM.
Boné Árabe

4/9
ORDEM DE SERVIÇO POR FUNÇÃO.
Líder de Agricultura

3 RISCO MECÂNICO: QUEDA DE MESMO NÍVEL.

RISCO EM POTENCIAL Quedas e entorses.

POSSÍVEIS DANOS A SAÚDE


Escoriações, traumas, fraturas e contusões.

PROCEDIMENTO
Atentar-se para pisos escorregadios. Cuidado com deformações do solo e piso.

EPI
Bota de PVC antiderrapante cano longo

4 RISCO MECÂNICO: ANIMAIS PEÇONHENTOS.

POSSÍVEIS DANOS A SAÚDE


Dor e inchaço, suor intenso, infeções, morte do tecido (necrose) no local picado.

PROCEDIMENTO
Verificar, antes de colocar as botas e sapatos, roupas e outros objetos de uso pessoal se não trazem
escondidos alguns animais peçonhentos.

EPI
Bota de PVC antiderrapante cano longo

5/9
ORDEM DE SERVIÇO POR FUNÇÃO.
Líder de Agricultura

5 RISCO MECÂNICO: TDP- TOMADA DE POTÊNCIA OU FORÇA DE


TRATORES.

POSSÍVEIS DANOS A SAÚDE


Aprisionamento de membros, mutilação, morte.

PROCEDIMENTO
Não se aproxime da TDP (Tomada de Força), com roupas largas / folgadas ou acessórios desnecessários como
pulseiras, correntes, relógios, anel, pois podem enroscar em qualquer parte rotativa;
Desligar sempre o eixo da TDP quando for inspecioná-la, principalmente, quando estiver com equipamentos
acoplados ao trator. Todo ajuste de equipamento deve ser realizado com o motor desligado e o eixo deve estar
totalmente parado.
Sempre que a tomada não estiver sendo utilizada, desligar da potência e sempre utilizar capas protetoras.
Na operação com a tomada de potência, não improvise pinos para unir o cardam tais como pregos, vergalhões e
etc, serviços provisórios ou gambiarras contribuem para o acidente.
Utilize sempre os pinos originais, pois além de serem apropriados para este tipo de aplicação não apresentam
rebarbas ou sobras.

6 RISCO QUÍMICO: DEFESNIVOS AGRÍCOLAS

FONTES GERADORAS Processo de Pulverização.


MEIO DE PROPAGAÇÃO Via aérea (sistema respiratório) e via cutânea.
TEMPO DE EXPOSIÇÃO Eventual.

POSSÍVEIS DANOS A SAÚDE


Causa irritação do trato respiratório, pode causar irritação na pele, pode causar danos a córnea.

EPI
Luva contra agente químico
Respirador purificador de ar classe 1- 65003
Botina de PVC
Roupa de proteção hidro-repelente
Óculos de segurança com lente escura
Avental de PVC

6/9
ORDEM DE SERVIÇO POR FUNÇÃO.
Líder de Agricultura

7 RISCO QUÍMICO: ÓLEO DIESEL

FONTES GERADORAS Abastecimento de trator.


MEIO DE PROPAGAÇÃO Via aérea (sistema respiratório) e via cutânea.
TEMPO DE EXPOSIÇÃO Eventual.

POSSÍVEIS DANOS A SAÚDE


Causa irritação do trato respiratório, pode causar irritação na pele, pode causar danos à córnea.

EPI
Luva contra agente químico
Botina de PVC
Óculos de segurança com lente escura
Avental de PVC
Respirador PFF1

8 RISCO BIOLÓGICO: ADUBO

POSSÍVEIS DANOS A SAÚDE


Doenças Infectocontagiosas.

EPI
Luva de látex
Óculos de Segurança com lente escura
Respirador PFF1
Bota de PVC antiderrapante cano longo

7/9
ORDEM DE SERVIÇO POR FUNÇÃO.
Líder de Agricultura

9 RISCO ERGONÔMICO: POSTURA INCORRETA, LEVANTAMENTO E


MOVIMENTAÇÃO DE CARGA.

RISCO EM POTENCIAL DORT- doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho.

POSSÍVEIS DANOS A SAÚDE


Cansaço físico, lesões musculares, lesões na coluna.

PROCEDIMENTO
Manter a coluna sempre ereta. Ao levantar peso faça-o com os músculos das pernas, mantendo a coluna reta. Se
o peso for demasiado peça ajuda ou utilize dispositivo mecânico. Sempre utilizar o cinturão lombar quando for
carregar carga manualmente.

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL – EPI’s


EPI C.A. VAL. MARCA
Nesta atividade não é necessária à utilização de EPI’s, para este risco. Somente o uso do cinturão lombar.

RELAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

EPI
Luva de látex
Bota de PVC
Óculos de Segurança com lente escura
Cinturão lombar.
Protetor Solar
Boné Árabe
Protetor Auricular
Luva contra agente químico
Respirador purificador de ar classe 1- 65003
Roupa de proteção hidro-repelente

8/9
ORDEM DE SERVIÇO POR FUNÇÃO.
Líder de Agricultura

PROCEDIMENTOS EM CASO DE ACIDENTES

Todo e qualquer acidente de trabalho, deverá ser comunicado para o superior imediato,
na falta deste para o membro da CIPA e / ou ao Depto. Pessoal, para que possa ser
providenciada a emissão da CAT – Comunicação de Acidente do Trabalho, cujo prazo é
de 24 horas.
Observação: O acidente não comunicado, não será considerado para efeitos legais.

DECLARAÇÃO

DECLARO QUE RECEBI DA XXXXXXXXXXXX AS ORIENTAÇÕES E


TREINAMENTO QUE FAZEM PARTE DESTE DOCUMENTO, BEM COMO,
CÓPIA DO MESMO, COMPROMETENDO-ME A CUMPRIR AS ORIENTAÇÕES
PARA ELIMINAÇÃO E NEUTRALIZAÇÃO DOS RISCOS DESCRITOS E
RECONHECENDO SEREM ELAS INDISPENSÁVEIS À MINHA SEGURANÇA E
À DOS DEMAIS TRABALHADORES QUE FAZEM PARTE DESTA EMPRESA.
TAMBÉM AFIRMO TER RECEBIDO OS EPI’S DE UTILIZAÇÃO OBRIGATÓRIA
NA MINHA FUNÇÃO E COMPROMETO-ME A UTILIZÁ-LOS DURANTE TODA A
MINHA JORNADA DE TRABALHO, SOLICITANDO AQUISIÇÕES DE NOVOS
EPI’S E/OU SUBSTITUIÇÕES SEMPRE QUE NECESSÁRIO.

CIENTE: _________________________________________ EM / /

_________________________________________
Instrutora:

RESPONSÁVEIS PELA EXECUÇÃO DO PROCEDIMENTO:

CGC OU MATRÍCULA DA EMPRESA NO INSS DATA / ASSINATURA DO PREPOSTO

Mogi Mirim - SP, ____ de ________________ de 2.0____ .

___________________________________________

9/9