Você está na página 1de 5

GEOGRAFIA A

10.º ANO

Correção da 4.ª ficha de


avaliação
GRUPO I

1. O lugar que regista ao longo do ano uma maior albedo é o…


(A) lugar B, porque é uma superfície de cor clara, lisa, que reflete quase toda a radiação
solar nela incidente, logo não aquece muito.

2. Albedo é a…
(A) proporção da radiação solar refletida por um corpo em relação ao total de energia
nele incidente.

3. A albedo está associada ao processo atmosférico…


(C) reflexão.

4. A atmosfera, devido aos processos atmosféricos, é vital porque…


(A) regulariza a temperatura, protege a superfície terrestre e permite a vida na Terra.

5. O equilíbrio térmico da Terra…


(A) é possível, porque a quantidade de energia que recebe (radiação solar) durante o dia
é equivalente à quantidade de energia que perde (radiação terrestre).
GRUPO II

1. Quanto maior a insolação…


(B) maior a radiação solar à superfície terrestre.

2. Na figura B, os feixes de radiação solar que simbolizam, aproximadamente, a


ocorrência recebida em 1 e 2, da figura A, são…
(A) A e B, respetivamente.

3. Em Portugal, a insolação diminui de…


(C) sul para norte.

4. As vertentes umbrias são as que registam…


(C) a menor insolação.

5. Os valores de insolação nos arquipélagos são…


(A) mais elevados na Madeira do que nos Açores.
GRUPO III

1.1. Apenas 51% da radiação solar, que chega ao topo da atmosfera, atinge a superfície
terrestre porque os processos atmosféricos absorção, reflexão e difusão interferem na
radiação solar, reduzindo-a no seu percurso. A absorção é feita pelo ozono (radiação
ultravioleta de pequeno comprimento de onda), vapor de água, dióxido de carbono,
partículas sólidas e líquidas (radiação solar de grande comprimento de onda). A reflexão faz
com que parte da radiação solar mude de direção e seja reenviada para o espaço. A difusão
faz com que parte da radiação solar se disperse no espaço.

2.1. Entre o solstício de junho e o solstício de dezembro a duração e a intensidade da


radiação solar diminuem, contrariamente ao registado entre o solstício de dezembro e o
solstício de junho. Esta é mais elevada no verão do que no inverno.

2.2. A radiação solar no território nacional: decresce em latitude, pois a radiação solar mais
elevada regista-se no sul do país, havendo uma diminuição dos seus valores para norte;
aumenta com a continentalidade, isto é, os seus valores são inferiores no litoral e superiores
no interior; decresce em altitude; é superior no arquipélago da Madeira face ao arquipélago
dos Açores.
2.3. A radiação solar diminui em latitude. A menor latitude do sul do continente e do
arquipélago da Madeira leva a que o ângulo de incidência dos raios solares seja nestas
regiões superior ao que se verifica no norte e no arquipélago dos Açores: quanto maior o
ângulo de incidência (menor a inclinação dos raios solares), menor é a área recetora de
energia e, por consequência, maior +e quantidade de energia solar recebida por unidade de
superfície; quanto maior o ângulo de incidência (maior é a inclinação dos raios solares),
maior é a área recetora de energia e, consequentemente, menor é a quantidade de energia
solar recebida por unidade de superfície.

Você também pode gostar