Você está na página 1de 9

TRABALHO – ATSE

Plano da Acção Tutorial para Escola do Iº ciclo do Ensino


Secundário, Ano lectivo 2019

Anatoli José A. Ginga

Usuário: AOFPMME2997007

Grupo de Integrantes: Catomba Muiamba

José Adolfo Soares

Saurimo, 02 de Fevereiro de 2019

1
TRABALHO – ATSE

ÍNDICE
Quadro contextual ................................................................................................................. 3
Plano da Acção Tutorial para Escola do Iº ciclo do Ensino Secundário, Ano lectivo 2019 ..... 4
Planejamento de actividades ................................................................................................. 5
Desenvolvimento Pormenorizado de três Actividades ........................................................... 6
Bibliografia ............................................................................................................................. 9

2
TRABALHO – ATSE

Quadro contextual

Este PAT é uma sequência no processo educativo/formativo para buscar respostas, ajustes,
adaptações contínuas articuladas às decisões da prática tutorial para alunos recém-
Ingressados e repetentes da 7ª classe da Escola do Iº Ciclo do ensino secundário Kizito.
Escola que visa capacitar, valorar conhecimentos científicos para análise/compreensão de
problemas, relacionando e resolvendo-os na paz; desenvolver integral, harmoniosamente
adolescentes de 12 a 14 anos, de diferentes estratos sociais, regiões, famílias acentuadas
de baixa renda com dificuldades na auto-orientação, autoconfiança e projecção do futuro.
Nela, integram-se 1 Director, 1 Subdirector Pedagógico, 1 Subdirector Administrativo,
Coordenador de Turno, de turma, de disciplina, 30 professores, Comissão de Pais e
Encarregados de educação, agentes administrativos e tem capacidade de 1.500 alunos.

3
TRABALHO – ATSE

Plano da Acção Tutorial para Escola do Iº ciclo do Ensino Secundário, Ano lectivo 2019
Coordenação da Objectivos Conteúdos Metodologia Recursos Avaliação
acção tutorial
Coordenadores 1. Acolher integrando os -Colher dados pessoais, -Entrevista; -Questões prévias; Pergunta/respostas
do turno, de alunos no ambiente informações de contexto social, -Dinâmica de grupo -Bilhete de Identidade; Escrita da
turmas. institucional pelas escolar, familiar, tutoriais retracto falado -Estrutura orgânica, física autobiografia,
especificidades/singularidade anteriores; da escola; -Relatórios; registo anedótico
-Professores de 2.Melhorar a relação entre -Educar sexual; -Teste sociométrico; -Sociograma; -Vídeo; -Redacção e
atitudes aluno/aluno/professor/escola -Educação para uma cultura de -Técnicas: a -Álbum de fotografia; - debates
integradoras e de permitindo que se reúnam, não-violência autobiografia, bola de Livros de auto ajuda e - Observação
Educação Moral discutam, organizem-se em -Elaboração do sociograma; Neve jogos; - Discussão em ocasional, continua
e Cívica função dos interesses do -Potencializar o autoconceito, a -Observação pares; Dramatizações de controlo
grupo. auto-estima e interculturalidade; anedótica -Dança Semba individual/colectivo
-Coordenadores 3. Consciencializar acerca da -Auto reflexão; - baú de tesouro -Espelho de Lewin -Inquéritos
-Psicólogo; condição pessoal, social e -Uso racional das TICs, meio -Oficinas de grupo, Campanhas de limpeza -Entrevistas
-Professores familiar do aluno e ambiente e escolar; - Estudos de casos; -Futebol, Gincana -Questionários
- Família; Interiorizar valores. -Criai hábitos de estudo, -Palestras; Visita a - Avaliação por
4.Descobrir a vocação atitudes, comportamento, Instituições; Feira de cadernetas -
pessoal e profissional interesse e tomada de decisão. Empreendedor/Inventor; portfólio
Coordenador de 5. Uniformizar a relação -Informar o comportamento -Encontros fraternais -Actas de reuniões feitas; Feedback,
curso escola/família/Sociedade escolar dos filhos e decisórios; -Fichas avaliativa; Registos -
Família 6. Envolver a família e a -Reunir em torno de problemas -Elaborar plano -Teatros; -Danças sistemáticos
sociedade na escola familiares e educativos. tutorial; - Sentada Familiar Actividade extra
curricular
Coordenador 7. Articular as actividades - Coordenar o programa de -Elaboração conjunta -Ler processo do aluno -Avaliação de
curso, professor, com a direcção da escola, tutoria de tutorias; -Assembleias da escola desempenho;
Direcção 8. Entregar os mapas de - Conhecer bem o processo do -Registo/resultados -Conselho de Direcção
evolução dos alunos aluno acompanhamentos;

4
TRABALHO – ATSE

Planejamento de actividades

Etapa/Período Temáticas Actividades


Caracterização do Análise da situação -Elaboração e preenchimento na ficha individual de tutoria os dados pessoais, familiares, dados relevantes
Aluno escolar do aluno, sobre a sua história escolar e familiar, características pessoais, problemas e inquietudes, necessidades
Fase da matrícula Organização de educativas e interesses pessoais.
processo, Acolhimento e -Entrega de Informação escrita das características, objectivos da escola, horário e normas e apresentação da
integração na escola equipe Directiva, disponibilidade dessa equipe, espaços de actividades e programas que o centro realiza.
Distribuir tutores Integração dos - Indicação de tutores para cada turma e sua apresentação; Eleições de delegados de turmas; -Recolha de
eleger delegados, (1º professores e alunos ao informação mediante entrevistas periódicas; Jogo de gato e rato para se observa e registar incidentes,
dia de aula) grupo atitudes, comportamentos, competências demonstradas, dificuldades; -Programas de conhecimento de si
mesmo e desenvolvimento pessoal pela Autobiografia, bola de Neve. Sociograma; -Vídeo; Álbum de
fotografia; Livros de auto ajuda e jogos; Discussão em pares; Dramatizações, Dança Semba
Ajuste da resposta Análise dos -Coordenar a organização da intervenção escolar (recursos materiais, humanos e metodológicos
educativa a questionários para -Actividades que exijam a classificação de objectos segundo distintas categorias como quebra-cabeças, quiela
necessidades dos prevenir e intervir em -Adivinhações; Actividades para o desenvolvimento da associação auditiva e da percepção auditiva, Espelho
alunos dificuldades no de Lewin; Campanhas de limpeza; -Futebol, Gincana;
Todo o ano lectivo desenvolvimento
Tomada de decisão Descoberta do mundo -Actividades para conhecer os próprios interesses e os do demais; Visita as dependências, Palestra
(Todo curso) educativo e profissional -Jogos de escolha de diferentes alternativas, Visita a Instituições; - Feira de Empreendedor/Inventor;

Articulação família Implicar a família na -Visita programada de pais - mães para conhecimento do centro, apresentação da equipe directora,
escola educação, unindo disponibilidade dessa equipe, entrega das normas, espaço de actividades e programas que o centro realiza.
Segundo encontro de critérios que promovam -Agendamento de programas de encontros e trabalhos da comissão de pais e encarregados de educação
pais Iº Trimestre uma maior coerência -Elaboração da ficha individual dos seus filhos
Durante todo o ano entre a escola e a -Informação aos Pais sobre características evolutivas, aspectos favorecedores do desenvolvimento, cortesia e
lectivo. família; convivência pacífica, comunicação sexual dos seus filhos; -Encontros recreativos e de confraternização
Articulação, direcção Coordenar o programa -Assembleias da escola; Conselhos de nota; Reuniões extraordinárias; Planificação conjunta;
professores, durante de tutoria -Preenchimento e entrega dos mapas de evolução dos alunos; Seminários de capacitação; Encontros
o ano recreativos e de confraternização;

5
TRABALHO – ATSE

Desenvolvimento Pormenorizado de três Actividades


Titulo Objectivos Conteúdo Actividade Recursos Avaliação

-Acolher os alunos, -Colheita de dados -Elaboração, organização do processo individual do aluno Roteiro de Redacções de
atendendo pessoais, contexto recolhendo, actualizando a informação de tutores entrevista; sondagem;
especificidades e social e familiar; anteriores, possibilitando conhecer os antecedentes
académicos, aptidões, atenção, interesses, memórias, -Bilhete de Observação
singularidades de
-Recolha e imaginações, relacionamentos, dificuldades de sua Identidade do através do
cada um. aprendizagem e atitudes ante o trabalho escolar e o centro.
Iª Actividade: actualização de aluno (Ficha registo
-integrar os alunos, informação de -Entrega de informações escritas das características, individual com anedótico;
dando-lhe a tutores anteriores e objectivos da escola, horário e normas; dípticos
conhecer o do próprio aluno; informativos); Listas de
Caracterizaç
ão do aluno ambiente, normas, -Apresentação da equipe directiva, sua disponibilidade, controle;
-Atitudes básicas de espaços de actividades e programas que o centro realiza -Relatórios de
equipe directiva de ao acolher o aluno dando possibilidade de integração, outros cursos; Escala de
modo a se ajustar a convivência;
potencialização do conceito da escola, de orientações estimativa;
convivência na -Contratos e escolares o que permite ao aluno participar e antever o -Regulamento
instituição. projecto educativo pedagógico, fazer uma análise fofa da Questionários,
regulamento interno;
escola e envolver-se na resolução de problemas do entrevista.
escolar; relacionamento despertando interesses, aspirações e - Estrutura
ideários ao aluno.
orgânica, física
da escola;

6
TRABALHO – ATSE

Orientar -Educação para Participação do jogo que desenvolve e permite observar


relacionamento igualdade de competências e atitudes não violentas na convivência: os
aluno/aluno/professo oportunidades de alunos formam um círculo com as mãos dadas e um fica no -Observação
centro do círculo que é o rato e outro fora que é o gato. O directa;
r/escola permitindo ambos sexos
aluno rato corre dentro e fora da roda entre colegas em zig-
que reúnam, zag. O aluno gato corre atrás dele quando tocado, são -Auto reflexão
2.ª Actividade discutam, organizem -Elaboração do
substituídos. Vencem os alunos que não forem tocados. redigida e
em função dos sociograma;
Distribuição Conciliar-se-à a participação, o diálogo entre pares feito -Jogo de Gato crítica
de tutores e interesses do grupo. através do retrato falado com finalidade de dar e rato;
-Educação para uma construtiva dos
eleição de oportunidades a todos de comunicar, exporem sentimentos,
Facilitar uma cultura de não- interesses, dificuldades, valores. -Retrato falado; colegas;
delegados
educação para violência;
Junto ao diálogo faz-se Dança de Semba, actividade feita -Dança de -Entrevistas
igualdade de -Potencialização do para conhecer
em par onde se expressa a auto estima e orientação, se Semba.
oportunidades de autoconceito, auto- supera e se coordena com o par os gestos e a expressão suas atitudes;
ambos sexos e estima e corporal, facilitando o diálogo, atenção, melhorando
convivência pacífica interculturalidade; interacção entre pares, solidarizando, valorizando o outro e -Provas para
através da resolução a cultura; estas acções ajudam a educar as diferenças, detectar
e transformação de -Formação em ensinar habilidades de comunicação e relação no principio dificuldades de
conflitos. do curso, dedicar tempo à definição das normas de
resolução e aprendizagem.
interacção e os códigos de comportamento na assembleia
transformação de de classe, usar os participativos de personagens para
Potencializar o conflitos fomentar a empatia, trabalhar a responsabilidade nos
autoconceito, auto- Escolar/familiar/cultu alunos, eliminar o secretismo ante a violência, a sua
estima e ral. evolução comum e positiva, favorecer a resolução pacifica
interculturalidade. de conflitos e detectar habilidades de fácil comunicação e
liderança o que ajuda na decisão de escolha para se eleger
os delegados.

7
TRABALHO – ATSE

-Informações acerca Encontro informativo com as famílias a volta dos critérios e Registo de Feedback;
das características e características relativas aos processos escolares e contactos e de
relacionamentos educativos, as normas de convivência escolar e sobre a reuniões Registos
importância da participação das famílias no processo sistemáticos;
3.ª Actividade Implicar a família na pessoais e realizados;
escolar;
educação dos filhos. escolares dos filhos; Actividade
-Fichas
Uniformizar critérios Reflexão em torno dos problemas familiares que directa ou extra-curricular
-Reuniões em torno avaliativa do
Articulação de maior coerência indirectamente afligem o processo educativo;
dos problemas aluno;
família escola - família;
escola familiares e No fim de cada semana ou de cada mês, dedicar um dia a
educativos; uma causa (HIV - Sida, Educação sexual, educação -Actas de
Rodoviária, cancro da mama) onde os alunos, professores, Encontros;
-Educação sexual; famílias envolvem-se como activistas em campanhas de
sensibilização a comunidade, entregando panfletos, -Apresentação
cartilhas, dísticos informativos e educativos de prevenção, de Teatros;
transmissão e tratamentos, ora fazendo palestras em zonas
de plausibilidade como as Igrejas, praças publicas, nos -Dança
mercados, nas escolas, ora através dum roadshow, ou Kizomba e
através dramatizam em forma de teatro, pelos debates de Semba;
auscultação em grupos, associações e em casas de
famílias para a educação comunitária. -Mesa redonda
(sentada
Familiar)

8
TRABALHO – ATSE

Bibliografia

INIDE. (2015). Guia Prático para o Professor do Iº Ciclo do Ensino Secundário Geral:
Educação Fisica 7ª Classe. Luanda: Editora Moderna.
Lima, L. C. (2011). A Escola como Organização Educativa. 4ª ed. São Paulo: Cortez.
Rosa, E. d. (2018). Ação Tutorial no Sistema Educativo. Espanha: FUNIBER.