Você está na página 1de 2

INTELIGÊNCIA EM MARKETING – ANÁLISE SETORIAL

ANÁLISE MACRO:

A economia brasileira sofreu uma crise a partir do ano de 2014 e que até o
presente momento apresenta seus reflexos.

O varejo de autosserviços e supermercados, crescia a taxas de 7%a.a. em


vendas desde o ano de 2007 conforme informações da Abras ( Associação
brasileira de Supermercados), porem a partir do ano de 2015 cresceu a taxas
menores que giraram em torno de de 3,4%.

Aliado a isso consumidores tambem alteraram seu padrão de compra,


reduzindo ticket medio, idas ao supermercado e fazendo substituição de
marcas.

Contudo o setor vendeu 247 bilhoes em 2017, gerou 20 mil empregos e


ampliou o nr de lojas de 89 mil para algo em torno de 90 (consultoria Kantar).

ANÁLISE LOCAL

Em se tratando de Parana e de Guarapuava em especifico, observa-se que o


grupo Muffato e o Grupo angeloni dominam a area sendo considerados os
maiores do varejo de autosserviço.

Em guarapuava 3 grandes players disputam o cenário, muito embora haja um


grande nr. de pequenos supermercados ou supermercados de vizinhança em
bairros de guarapuava.

O grupo Superpao, apresenta uma politica de solidificação do mercado de


guarapuava, ampliando sua estratégia para posicionamento em cidades
vizinhas, com inauguração de lojas em Pitanga regiao central e Palmas região
sul, ou seja, o grupo mantem uma estratégia de crescimentos e expansao.

Ha tambem o grupo Parteka que atua num segmento de classes sociais C, D e


E, em supermercados de bairro, sendo sua estrategia clara de posicionaar
perto e proximo a seus consumidores, ( porem vem emfrentando certas
dificuldades comuns ao pequeno varejo), como a retraçao no consumo das
classes menos favorecidas que é seu publico alvo.

O grupo dal pozzo, ápresenta uma estrategia de posicionamento junto a um


segmento especifico de classes C, D e E com um forte apelo a preços e
engloba no seu foco consumidores do interior de Guarapuaava que hoje
representam em torno de 15 mil pessoas. Ancorado na inauguração de um
shoping center tenta expandir seu mercado, porem sente dificuldade em
abandonar praticas e segmento atual, pois no shoping center os consumidores
em tese são diferenciados e o supermercado mantem as mesmas praticas de
sua antiga loja no bairro vila bela.

Os demais supermercado de bairro ou vizinhança estao apoiados na estrategia


de bom atendimento, porem vem sofrendo paulatinamente reduçao de sua
margem e do seu poder de compras frente a fornecedores o que vem
dificultando sua permanencia e lucratividade no mercado.

Conclusão: Não obstante as dificudades o setor de autosserviço apresenta


tendencias de melhora nos negocios, porem sera preciso reduzir margens e
buscar nova formas de atuar uma vez que a concorrência esta cada vez mais
acirrada e os consumidores mais exigentes e com poucos recursos.

Você também pode gostar