Você está na página 1de 26

Aprovo em: _____/______/________

____________________________________
RHOBYSON LIMA SOUSA- TEN CEL PM
Diretor Geral - CTPM-I

Manual do Aluno
2018

Juramento do aluno Colégio Tiradentes da Polícia Militar

“INCORPORANDO-ME AO COLÉGIO TIRADESTES DA POLÍCIA MILITAR, E


PERANTE A BANDEIRA NACIONAL, ASSUMO O COMPROMISSO DE CUMPRIR,
COM HONRA MEUS DEVERES DE ESTUDANTE;
DE SER BOM FILHO;
DE SER DISCIPLINADO;
E DE CULTIVAR AS VIRTUDES MORAIS PARA TORNAR-ME HERDEIRO DE
SUAS GLORIOSAS TRADIÇÕES E HONRADO CIDADÃO.

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
DA DIREÇÃO

Diretor Geral: TC PM RHOBYSON DE SOUSA LIMA

Diretora Administrativa: CAP PM MICHELLY DA SILVA MENDES

Diretora Pedagógica: MARINETE OLIVEIRA DE ANDRADE

DA FUNDAÇÃO

Data de Fundação: 27/11/90 – DECRETO LEI Nº 4878

QUANTITATIVO DE ALUNOS EXISTENTES

1.188(Um mil cento e oitenta e oito) alunos no ensino fundamental (1º ao 9º ano).

402(Quatrocentos e dois) alunos no ensino médio (1º ao 3º ano).

TOTAL: 1.590(Um mil quinhentos e noventa) alunos.

QUANTITATIVO DE FUNCIONÁRIOS

53(Cinquenta e três) professores da rede pública.


15(quinze) professores contratados pela APM.
25(Vinte e cinco) funcionários de apoio e administrativos.
36(Trinta e seis) Policiais Militares.
11(Onze) funcionários contratados pela APM.
TOTAL: 140(Cento e quarenta) funcionários.

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
1.0 HISTÓRICO

O Colégio Tiradentes da Polícia Militar teve seus primeiros passos de


criação através de um trabalho de conclusão do curso de aperfeiçoamento de
oficiais, pelo então CAP PM Carlos Roberto Vieira Vasconcelos, ficando seu registro
para sempre nas páginas da Constituição de nosso Estado no Art. 22 das
Disposições Transitórias, sendo o Decreto Lei nº 4878, de 27 nov 90, o instrumento
formal de sua edificação.Seu primeiro diretor foi o então MAJ PM José Alcir Ribeiro
de Barros, também professor da rede pública.

Construído no Governo de Jerônimo Santana, inicialmente com 10


salas de aulas, as quais atendiam cerca de 636(seiscentos e trinta e seis) alunos
distribuídos nas séries iniciais.

O CTPM atende os filhos de policiais militares e a comunidade local em


geral. Funcionou inicialmente em 1991 somente com o 1º grau, porém com a
construção de novas salas, hoje somam 28(vinte e oito) em pleno funcionamento e a
reestruturação do quadro organizacional do Colégio, permitiu atender maior número
de alunos e membros da comunidade, nos ensinos Fundamental e Médio.

O Colégio Tiradentes desde sua criação mantém sua filosofia de ser


uma Escola de vanguarda, onde a busca pelo melhor ensino possível é a tônica que
o mantém à frente do seu tempo. Nele se procura a verdadeira gestão escolar, onde
toda sua comunidade se manifesta participando ativamente de toda sua vida
administrativa educacional.

Administrada sob a égide da filosofia militar, aliada a conhecimentos


educacionais e voltada para os anseios da comunidade a que serve, tornou-se uma
Escola amplamente conhecida pelos excelentes exemplos de desempenho, na
disciplina, no civismo, nos esportes, na cultura e no intelecto.

Outrossim, é mister para a Polícia Militar e a Direção do Colégio


Tiradentes que possamos levar os benefícios de nossa Escola a outros municípios
onde famílias PMs ou não, são desejosos de uma escola como essa.

Caracterizado pela própria estrutura militar e pelo fardamento de seus


alunos, o Colégio Tiradentes participa das solenidades cívicas, evidenciando a
grande disciplina e aceitação da Comunidade de Porto Velho.
Atualmente no Colégio Tiradentes a gestão escolar é uma realidade,
pois a participação de seus profissionais, alunos e pais constituem uma página a
mais na educação moderna e dinâmica. Com modernos equipamentos chegando à
plenitude do desejável com: Ginásio coberto, quadra de areia, campo gramado,
campo de areia, pista de atletismo, biblioteca, tatame, Departamento de Ed. Física,
salas climatizadas, espaço de convivência e auditório, além ainda da implementação
de um novo laboratório para pesquisa.
"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.
E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
2.0 ALUNO COLÉGIO TIRADENTES
2.1 Perfil do Aluno do Colégio Militar
O aluno do Colégio Tiradentes tem o seu diferencial e com um
comportamento social adequado às situações que ele vivencia na sociedade e na
escola:
- Ele cede seu lugar no ônibus;
- Ele pede licença e diz obrigado;
- Ele se dirige às autoridades com respeito e consideração;
- Ele ajuda em atividades filantrópicas;
- Ele cumpre todas as suas tarefas escolares;
- Ele é um filho dedicado e um irmão solidário;
- Ele é ecologicamente educado, não jogando lixo no chão e deixando o
ambiente limpo.
Enfim, o aluno deve ser um jovem sábio, inteligente e dedicado que busca,
através de seus esforços pessoais, transformar sua sociedade e seu país em um
local mais harmonioso e seguro para todos.

2.2 Apresentação Individual


a)É inadmissível o aluno ande sem boina, desuniformizado e sujo.
b)Os acessórios e os adornos de uso permitido (brincos e alianças) deverão
ser prateados ou dourados;
c)Será permitido apenas um pequeno par de brincos, um em cada orelha,
desde que discretos não podendo ultrapassar o lóbulo inferior da orelha. Os brincos
deverão estar presos no lóbulo de cada orelha;
d)Não será permitido o uso de alargadores de orelha de nenhum tipo, cor ou
tamanho;
e) Não será permitido o uso de piercing em qualquer parte do corpo que fique
à mostra;
f) Não será permitido o uso de pulseiras, pulseiras da promessa, escapulários,
relicários, cordões, tornozeleiras etc.;
g) Uma aliança poderá ser utilizada;

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
h) A saia e a calça do uniforme feminino devem ter cós ajustado na cintura,
ter bainha abaixo dos joelhos (rótula);
i) As unhas de todos os alunos devem ser tratadas e limpas. As Alunas
podem pintar as unhas com esmalte incolor ou na cor “renda”;
j) No que diz respeito à maquiagem da aluna, somente será permitida a
utilização de batom e gloss em tonalidades claras.
h) Não será permitido o uso de acessórios como tiaras, faixas, lenços, laços,
tererês, apliques de cabelo sintético colorido que destoe da cor natural do cabelo.
l) Não será permitido, em hipótese nenhuma, o uso de MECHAS, LUZES,
DESCOLORIDOS, TINGIDOS, SINGLE LIGHT, CALIFORNIANA, RASPAGENS DO
COURO CABELUDO, RASTAFÁRI, OMBRÉ HAIR, SOMBRÉ HAIR, BABYLIGHTS
ETC..
m) A utilização de chinelo de dedo só estará autorizada mediante
apresentação de Atestado Médico. Caso seja autorizado, o chinelo deverá ser na cor
preta;
n) Não será permitido tatuagens em qualquer parte do corpo.

2.3 Adorno de uso permitido


1) Uso de adornos
(a) Brincos: é permitido o uso de 01 (um) brinco em cada orelha, de tamanho
pequeno, que não ultrapasse o lóbulo da orelha, sem pêndulo ou pingentes. Se for
do tipo argola, o diâmetro não pode ultrapassar 1,5 cm, e em cor discreta;
(b) Colar: não é permitido;
(c) Pulseira: não é permitida;
(d) Tornozeleira: não é permitido;
(e) Anéis: é permitido o uso de 01 (um) anel discreto;
(f) Presilhas de cabelo: são permitidas as pequenas, da cor do cabelo ou de
cores escuras e discretas;
(g) Relógio de pulso: é permitido o uso de qualquer modelo, desde que
discreto, preferencialmente na cor preta;

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
(h) Óculos: é permitido o uso de armação discreta. Óculos com lentes
escuras, só com receita médica e conhecimento do Comandante do CA; (serão
tolerados os óculos com lentes de transição para o escuro – fotocromáticos).

2.4 Normas para o Corte de Cabelo


a) Segmento Masculino
O corte de cabelo será no estilo meia cabeleira, aparada à máquina “nº 2” na
nuca e dos lados, mantendo bem nítidos o contorno junto às orelhas e fazendo o
“pé” disfarçado no pescoço. Na parte superior, o cabelo deve ser rebaixado
adequando-se às demais, máquina "nº1". Deve-se evitar modismos, como os cortes
estilo asa delta ou moicano. A validade do corte será de acordo com o padrão
estabelecido.

As costeletas deverão estar limitadas na altura das incisuras laterais das


orelhas.
Não é permitido o uso de bigode, barba ou cavanhaque. Quando necessário,
o aluno deverá apresentar prescrição médica;
Não é permitido cortes raspados, estilo “moicano”, pinturas coloridas no
cabelo, ou “topete”;

b) Segmento Feminino
Conforme as gravuras constantes neste Manual;
Os cabelos curtos podem ser usados soltos, com todos os uniformes,
É considerado cabelo curto, aquele que tiver o comprimento de até dois
centímetros acima da gola dos uniformes. Os cabelos médios e longos devem ser
usados em coque, sendo presos na parte posterior da cabeça, com a rede de
fixação da cor do cabelo;

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
O modelo “rabo-de-cavalo” poderá ser utilizado com uniforme de educação
física sendo permitido uma única trança, para diminuir o volume do cabelo;
O penteado poderá ter franja curta, e não deve aparecer quando usado com
cobertura;
Com a cobertura, as orelhas devem ficar à mostra;
Os acessórios de cabelo permitidos devem ser na cor preta, sendo eles:
grampos simples, prendedores modelo “tic-tac” ou elásticos.

c. Uniformes
I - UNIFORME DE GALA
Posse: Obrigatório para todos os Alunos
Composição:MASCULINO
Blusa bege canavial, calça bege canavial
com 01 (uma) listra vermelha de cada lado,
ajustado na cintura, podendo ser de cós baixo;
boina garança com distinto emborrachado no
lado esquerdo, cinto caqui escuro com fivela e
ponteira prateada,meia social preta sem
detalhes, sapato social preto. O cabelo deve ser
cortado no padrão militar.

Composição: FEMININO
Blusa bege canavial,blusa branca interna,
saia-calça na cor bege canavial com 01(uma)
listra vermelha de cada lado, de cós alto,
ajustado na cintura, não podendo ser ajustado no
quadril, com bainha abaixo da rótula do joelho;
boina garança com distinto emborrachado no
"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.
E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
lado esquerdo, cinto caqui escuro com fivela e ponteira prateada, meia fina
transparente na cor da pele (facultativo), sapato preto social (fechado). O cabelo
deve estar amarrado tipo coque com amarrador preto e redinha para este uniforme.

CALÇA MODELO FEMININO

Posse: Facultativo para todas as Alunas

A calça não pode ser colada no corpo e não pode


ser do tipo cigarrete. Deve ser do tipo slim, nem
folgado nem apertado. Conforme modelo ao lado e
seguindo todas as especificações do Regulamento
de Fabricação.

II – UNIFORMEDE DIÁRIO
Posse: Obrigatório para todos os Alunos
Composição: MASCULINO

Camiseta branca meia manga com detalhe


em vermelho e emblema da escola na altura do peito
esquerdo, calça bege canavial com 01(uma) listra
vermelha de cada lado, cinto daqui escuro com fivela
e ponteira prateada, meia social preta, sapato social
preto. O cabelo deve ser cortado no padrão militar.

Composição: FEMININO

Camisa branca meia manga com detalhe em


vermelho e emblema da escola na altura do peito
esquerdo, saia – calça na cor bege canavial com
01(uma) listra vermelha de cada lado,de cós alto,
ajustado na cintura, com bainha abaixo da rótula do

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
joelho, não podendo ser ajustado no quadril;cinto caqui escuro com fivela e ponteira
prateada, meia fina transparente na cor da pele (facultativo), sapato social
preto(fechado). O cabelo deve estar amarrado tipo coque com amarrador preto e
redinha para este uniforme.

CALÇA MODELO FEMININO


Posse: Facultativo para todas as Alunas

A calça não pode ser colada no corpo e


não pode ser do tipo cigarrete. Deve ser do tipo
slim, nem folgado nem apertado. Conforme
modelo ao lado e seguindo todas as
especificações do Regulamento de Fabricação.

III –UNIFORME DE EDUCAÇÃO FÍSICA


Posse: Obrigatório para todos os Alunos
Composição: Masculino

Camiseta branca, sem manga com gola em V e detalhes


vermelhos; bermuda preta, com 01(uma) listra vermelha de cada
lado,não podendo ser colada no corpo, nem justa no quadril, e
com altura da bainha no final da rótula do joelho; meias soquete
toda branca, sem detalhes, do tipo cano médio; tênis totalmente
preto sem qualquer tipo de detalhes em outras cores;

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
Composição: Feminino

Camiseta branca, sem manga com gola em V e detalhes


vermelhos; bermuda preta, com 01(uma) listra vermelha de
cada lado, não podendo ser colada no corpo, nem justa no
quadril, de cós alto e com altura da bainha no começo da rótula
do joelho; meias soquete toda branca, sem detalhes, do tipo
cano médio; tênis totalmente preto sem qualquer tipo de
detalhes em outras cores;

IV-ABRIGO DESPORTIVO UNISSEX


Posse: Facultativo para todos os Alunos

Modelo padrão unissex, devendo ser usado completo; composto


por casaco de abrigo, calça de abrigo, e camiseta de educação física.
Observa-se que o casaco deste uniforme não é considerado
agasalho e, portanto não poderá ser utilizado com os demais uniformes.

V – AGASALHO OU JAPONA
Posse: Facultativo para todos os Alunos
Modelo padrão unissex, na cor preta, forrado com tecido na mesma
cor; com zíper de nylon preto frontal na cor do tecido; com símbolo pintado do
colégio na altura do peito, com uma listra vermelha de cada lado apenas na
manga, com a seta nos ombros para colocação das luvas do ensino médio,
se necessário;
O seu uso é livre e pode ser usado com os uniformes de gala, diário e
educação física. Não podendo variar como uniforme de abrigo.

VI – ACESSÓRIOS
As peças complementares são acessórias de uso geral nos uniformes,
obrigatório, usadas da seguinte forma:

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
a) – TARJETADE ACRÍLICO
A tarjeta em acrílico deverá obrigatoriamente ser utilizada com o uniforme de
gala na lapela do bolso direito, rente a costura, para todos os alunos, seguindo os
padrões do Regulamento de Fabricação, especificando tipo AL BARBOSA O+

sanguíneo do aluno e precedido da sigla AL, podendo ser composto pelo primeiro
nome, por primeiro e segundo nome, por nome e sobrenome ou apenas pelo
sobrenome. De uso e porte obrigatório para os alunos a partir do 4º ano do Ensino
Fundamental.

b) – TARJETA BORDADA
Uso opcional. Observa-se que apenas os alunos do 1º ao 3º ano do Ensino
Fundamental podem usar a tarjeta bordada. Esta deve ser bordada na cor de fundo
vermelho rubi, com letras brancas, no velcro macho na cor preta. Não podendo ser
bordada direto na farda e deve atender as mesmas especificações da tarjeta de
acrílico sendo fixada na blusa de gala acima da costura da lapela do bolso direito.

c) – DISTINTIVO DE BOLSO
Distintivo de bolso: com símbolo do colégio fabricado em acrílico e
preso no suporte fabricado em napa preta a ser usado fixado no botão
do bolso esquerdo da camisa de gala.

d) – DISTINTIVO DE MANGA
De uso e porte obrigatório para todos os alunos. Deve atender as exigências
do Regulamento de Fabricação. Deve ser bordado e NÃO PINTADO.
Observa-se que para as séries do ensino fundamental segue-se a
ordem dos algarismos romanos de I à IX, do 1º ao 9º ano do Ensino
Fundamental, respectivamente e para o Ensino Médio segue a seguinte forma
de identificação:
1º ano do ensino médio – 01 estrela
2º ano do ensino médio – 02 estrelas
3º ano do ensino médio – 03 estrelas

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
e) – LUVAS DE IDENTIFICAÇÃO
De uso e porte obrigatório apenas para os alunos do Ensino Médio. Deve
atender as exigências do Regulamento de Fabricação.
A identificação das luvas deve manter o seguinte padrão:
1º ano do ensino médio – 01 faixa
2º ano do ensino médio – 02 faixas
3º ano do ensino médio – 03 faixas

f) – CINTO
Fabricado em nylon, na cor caqui escuro, na largura de 3,5cm, com fivela lisa
com ponteira prateada.

g) – BOINA GARANÇA
Boina francesa, militar, na cor garança, camurçada com o
distintivo de boina preso por velcro fêmea na cor preto na lateral direita
da boina.NÃO podendo ser fabricado em tecido.

h) – DISTINTIVO DE BOINA
Deve ser fabricado em material emborrachado ou metalizado, seguindo
o formato e as cores do símbolo do colégio com medidas a serem
especificadas posteriormente.

i) – MEIA SOCIAL FEMININA


Meia fina social, na cor da pele, lisa, de uso obrigatório, podendo ser nos
tamanhos meia calça, meia 7/8, meia ¾ soquete, ou sapatilha, sem qualquer tipo de
detalhes.

j) – MEIA SOCIAL MASCULINA


Meio fina social, na cor preta, lisa, sem detalhes, de cano médio ou longo, de
uso obrigatório.

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
l) – SAPATO FEMININO
Sapato social feminino, preto, fechado, liso, sem detalhes,
adereços ou ornamentos, deve ser de bico arredondado com salto
quadrado de até no máximo 3,5cm. Podendo ser sem salto. Não é
permitido o uso de bico fino, salto fino, laços ou detalhes metálicos.

m) – SAPATO MASCULINO
Sapato social preto fechado, liso, com detalhes costurados, no
modelo padrão militar, com uma costura na frente, sem qualquer outro
tipo de adereços ou ornamentos. Preferencialmente com cadarço.

n) – MEIA PARA EDUCAÇÃO FÍSICA UNISSEX


Meia esporte do tipo soquete de cano médio, toda branca, sem
nenhum detalhe que fique à mostra, de cano médio. O seu porte é obrigatório
e deve ser obrigatoriamente usada com o tênis para o Uniforme de Educação
Física.

o) – TÊNIS
Tênis esportivo, do tipo usado para corridas, ou tênis colegial,
totalmente preto, sem qualquer tipo de detalhes, adereços ou
ornamentos em outras cores, podendo ser de cadarço ou de velcro.

p) – Guarda Chuva
O uso é permitido. A cor deve ser preta e deve estar devidamente
identificado.

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
3.0 – REGIME DISCIPLINAR
O Regimento Disciplinar do Corpo de Alunos sistematiza as relações
disciplinares a que o aluno está submetido, com suas consequências na formação
do indivíduo, sendo essencial na conduta do aluno e criando condições para que o
desenvolvimento de sua personalidade se processe em consonância com os
padrões éticos da sociedade brasileira, incorporando-lhe os atributos indispensáveis
a seu crescimento social.
Lembre-se de que ser disciplinado no CTPM é continuar a respeitar as
normas de boa educação que o aluno traz de casa. No manual do aluno encontram-
se no anexo o Regimento Interno CTPM e todas as orientações necessárias para o
sucesso do aluno.

3.1 FREQUÊNCIA
É obrigatória a frequência aos trabalhos escolares, isto é, a todas as
atividades programadas para alunos, inclusive, representações em solenidades
cívico-militares, aniversário do Colégio Tiradentes da Polícia Militar e Desfile Cívico-
Militar de Sete de Setembro.
Sempre que houver interesse no ensino ou na instrução do discente, poderão ser
realizadas sessões, instruções ou atividades escolares em que a presença do aluno
também será obrigatória, no CTPM ou em outro local pré-determinado, nos contra
turnos, feriados, pontos facultativos ou finais de semana.

3.2 ATRASOS
A pontualidade é fator de disciplina pessoal e respeito aos compromissos. Os
casos especiais que impliquem atrasos ou faltas às aulas devem ser encaminhados
ao corpo de alunos.
Os alunos que chegarem ao Colégio após 07h30min/13h:30min, não entrarão
no Colégio Tiradentes da Polícia Militar.
Os casos especiais especificados acima são: Consultas médicas e/ou
hospitalares.
.

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
3.3. SAÍDA ANTECIPADA
Somente será permitida saída antecipada (antes do término das aulas) com a
presença dos Responsáveis ou com uma solicitação escrita destes. O chefe do
Corpo de Alunos lançará a saída do aluno no livro de partes do Corpo de Alunos.
Pedimos aos Responsáveis que, ao solicitarem saídas antecipadas de seus
responsabilizados, somente o façam por sérias motivações de ordem médica ou
familiar, evitando, desta forma, que os alunos aleguem motivos irrelevantes para o
não comparecimento às atividades cívico-militares previstas nas normas do Colégio
Militar.

3.4 PENALIDADES
Estão previstos no Regimento Interno do Colégio Tiradentes da Polícia Militar, as
seguintes penalidades:
As penalidades, seguindo o Regimento Interno:
a) advertência oral;
b) advertência escrita;
c) suspensão;
ci) A suspensão será cumprida em horário contrário de aula, o aluno suspenso deve
se apresentar para chefe do Corpo de Aluno com uniforme de gala.
cii) 3 Fatos Observados Negativos motiva suspensão; e no caso de 3 suspensões
será convocado uma reunião extraordinária com o conselho de professores e
representante do CA para tratar questão disciplinar, sendo passível de exclusão
disciplinar.

3.5 TRANSGRESSÕES DISCIPLINARES


São considerados transgressões disciplinares, seguindo Regimento do
Colégio Tiradentes da Polícia Militar:
a) perturbar de qualquer maneira a disciplina escolar;
b) entrar ou sair da classe ou dependência sem permissão do docente ou quem
de direito;
c) ocupar-se durante o horário escolar de atividades alheias ao ensino;

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
d) promover, sem a autorização da Direção Geral do CTPM, coletas ou listas de
pedidos, subscrições, jogos, rifas, dentro e fora do estabelecimento, utilizando o
nome do colégio;
e) praticar atos ofensivos e/ou violentos contra colegas, docentes ou
funcionários do colégio;
f) impedir a entrada de colegas no estabelecimento ou concitá-lo à ausência
coletiva/ ou individual;
g) praticar atos ofensivos à moral e aos bons costumes;
h) Utilizar-se de materiais pertencentes a terceiros sem autorização destes;
i) permanecer, após o início das aulas, fora dos recintos apropriados ou
transitar pelas dependências durante as horas de aulas;
j) fumar em qualquer que seja o local dentro do estabelecimento;
l) divulgar, por quaisquer meio, assuntos que envolvam o nome do colégio, de
seus servidores ou colegas sem que esteja devidamente autorizado pela Direção
Geral;
m) usar trajes incompatíveis com as normas baixadas pela Direção do CTPM;
n) excentricidades e modismos, tais como: o uso de brincos pelos masculinos,
maquiagem carregada, adornos e adereços, cortes e tingimentos de cabelos
extravagantes, etc.;
o) tomar bebidas alcoólicas na área do CTPM;
p) formar grupos ou promover algazarras e/ou distúrbios dentro das
dependências do CTPM ou imediações;
q) proferir palavras de baixo calão e ou grafá-las em qualquer lugar;

r) difamar, injuriar ou caluniar servidores do CTPM ou praticar contra eles atos


de violência, sem prejuízos às demais providências legais que o caso requerer;
s) ter em seu poder ou introduzir no interior do colégio qualquer arma ou objeto
que possa causar danos materiais ou ofender a integridade física dos companheiros
ou outros membros da comunidade escolar.
t) Ausentar-se das dependências do Colégio sem prévia autorização do Corpo de
Alunos e/ou Direção Pedagógica.

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
3.6 São Deveres do Corpo Discente
São deveres dos alunos cumprir
a) respeitar as normas disciplinares do CTPM, obedecendo aos preceitos da boa
educação nos seus hábitos, atitudes e palavras;
b) cumprir as determinações da Direção, dos professores e dos funcionários,
nas suas respectivas esferas de competências;
c) participar efetivamente das aulas teóricas, trabalhos e demais atividades
escolares;
d) atender ao regime didático e disciplinar, bem como a orientação escolar;
e) portar-se convenientemente em todas as dependências do colégio e fora dele;
f) fazer uso correto do uniforme escolar, sem sobrepor a ele qualquer adereço, tais
como: brincos, colares, bonés, etc., e ainda:
g) se aluno: não usar cabelos longos, barba, bigode, costeletas ou outros
modismos;
h) se aluna: cabelos longos presos, sem laços ou acessórios berrantes ou outros
modismos.
i) acatar a decisão do Conselho de Professores e da Direção no que concerne a
penalidades por indisciplina;
j) submeter-se a avaliações previamente marcadas com o corpo
docente;
l) obedecer a horários estabelecidos pela escola: de entrada e saída;
m) obedecer ao calendário letivo, bem como calendário de avaliações,
apresentação de trabalhos ou qualquer outra atividade pedagógica agendada pelo
Corpo Docente ou Direção;
n) cumprir fielmente os demais preceitos deste Regimento e de outros
regulamentos, no que lhe couber;
o) comparecer pontualmente às aulas, visitas e outras atividades oficiais
promovidas pelo CTPM;
p) manter-se atento às aulas e desempenhar, da melhor maneira possível, as
tarefas que lhe forem atribuídas;

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
q) apresentar-se com asseio e corretamente uniformizado, inclusive quando vir
ao Colégio no turno contrário ao de matrícula devendo utilizar o uniforme de
Educação Física;
r) respeitar e tratar com urbanidade o pessoal docente, técnico, administrativo e
demais funcionários do estabelecimento, bem como os colegas;
s) portar-se corretamente dentro ou fora do colégio, sobretudo quando o
representar, isolado ou em grupo, ou quando usar uniforme ou distintivo que o
identifique como aluno do CTPM;
t) colaborar com a Direção do CTPM na conservação de mobiliários e outros
equipamentos de trabalho e/ou estudo, concorrendo também para que se mantenha
rigoroso asseio do colégio e suas dependências;
u) não produzir danos materiais aos equipamentos do CTPM e suas instalações
ou em objetos de propriedade de colegas e funcionários;
v) trazer sempre consigo o documento escolar que comprove sua condição de
aluno do CTPM e apresentá-lo sempre que lhe for exigido;
x) comunicar à Secretaria do Colégio mudança de endereço e numero de
telefone para contato;
z) observar rigorosamente a probidade na execução de qualquer verificação do
rendimento escolar ou trabalho escolar, considerando-se o emprego de recursos
fraudulentos como ofensa à disciplina;
zi) obter o máximo de aproveitamento no ensino ministrado, desenvolvendo para
tanto o espírito de organização e métodos no estudo;
zii). Adquirir e zelar pelos livros e outros artigos didáticos considerados
importantes, indicados pela Secretaria

3.7 É vedado ao aluno:


a) utilizar qualquer objeto de colegas ou da escola sem o consentimento da
pessoa responsável por este;
b) fumar e/ou usar qualquer tipo de tóxico em qualquer local das dependências
da escola;
c) comparecer à escola sob efeito de bebidas alcoólicas ou tóxicos;

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
d) trazer para a escola objetos cortantes e/ou brinquedos que imitam armas,
jogo, discman, Ipod, MP3Player e outros, assim como o uso do aparelho celular nas
dependências do colégio;
e) portar arma de qualquer espécie;
f) comemorar aniversários de colegas na sala de aula, usando comidas e
bebidas, assim como manifestações de mal gosto, tais como: rabiscar uniformes,
jogar ovos, farinha e etc.;
g) organizar rifas, bingos, vendas, sorteios, coletas ou subscrições sem
autorização da Direção do colégio;
h) produzir algazarra no recinto do colégio ou em qualquer lugar em que o bom
nome da escola possa ser prejudicado;
i) cometer atos que atentem contra a regularidade e lisura do processo
educativo;
j). desrespeitar, agredir, ainda que com palavras o corpo técnico, pedagógico,
administrativo, docente, discente ou autoridades no recinto escolar.
l) cabular aulas dentro da escola;
m) falsificar assinatura;
n) ter atitudes inadequadas (namoros, palavras de baixo calão, deitar-se ou
posicionar-se inadequadamente nas dependências ou em torno do colégio);
o) depredar o patrimônio do colégio (pichação, destruição, mal uso do mobiliário
escolar e equipamentos de qualquer natureza);
p) praticar qualquer tipo de comércio, ainda que seja a venda de convites para
festas, salvo quando houver autorização da Direção;
q) afixar cartazes e/ou propagandas de festas, eventos externos, no interior da
escola sem a autorização da coordenação de segmento e/ou Direção;
r) trazer para o colégio, escrito, gravuras, revistas, fitas de vídeos e objetos
impróprios;
s) introduzir no espaço escolar pessoas que não façam parte do quadro
funcional ou não matriculado no colégio.

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
3.8 Constituem direitos do Corpo Discente
a) gozar das vantagens que o colégio possa-lhe oferecer;
b) participar do Grêmio Estudantil;
c) participar de clubes esportivos que forem criados na escola;
d) participar do Conselho de Classe, através do representante da classe;
e) ter oportunidade a segunda chamada de exames e provas, tendo faltado à
primeira, quando por motivo justo, a requeiram no prazo de 08 (oito) dias, contados
da data do exame ou prova, mediante comprovantes de:
I) doença;
II) obrigações militares;
III) serviço público obrigatório;
IV) doação de sangue;
V) motivos religiosos,
f). apresentar a quem de direito, através de seu representante legal, os
problemas que prejudiquem sua educação;
g) ser atendido pelo pessoal docente, técnico e administrativo da escola no trato
de seus legítimos interesses e receber a assistência e orientação adequadas às
necessidades;
h) ser esclarecido quanto ao sistema de avaliação;
i) tomar conhecimento dos resultados das avaliações de sua aprendizagem;
j) requerer transferência através de seu representante legal, quando menor de
idade;
l) ser tratado com urbanidade, respeito e atenção por todos os integrantes do
colégio;
m) solicitar revisão de provas, quando necessário.

3.9 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES


a. É proibido portar dentro das salas de aula, e não recomendável trazer para o
CMR, celulares, aparelhos de MP3, Rádio AM/FM, Ipod, Máquinas Fotográficas
digitais e demais objetos do gênero. Foi observado que tais aparelhos atrapalham o
bom desempenho nas aulas e afetam a disciplina do Colégio.

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
b. O uso de Aparelho Celular não é recomendado durante deslocamentos para o
CTPM, e proibido dentro das salas de aula e durante as atividades educacionais
previstas. Havendo a necessidade de trazê-lo, o mesmo deverá estar dentro do
bolso do Uniforme com o aluno.
c. Os alunos que descumprirem as determinações serão sancionados
disciplinarmente.
d. O Colégio não se responsabilizará por eventuais danos, perdas e/ou extravios
desses tipos de materiais.

4.0 ATRIBUIÇÕES DO CHEFE DE TURMA


a. Apurar as faltas verificadas na turma por ocasião de aulas, instrução ou formatura;
b. Receber documentos destinados à turma e distribuí-los aos interessados e
recolhê-los, quando for o caso, para restituí-los a quem de direito, tudo dentro dos
prazos estipulados;
c. Retransmitir ordens gerais aos alunos da turma, zelando pelo cumprimento das
mesmas no que for de sua alçada;
d. Fiscalizar a entrada e a saída da turma na sala de aula e comandar “Sentido” à
chegada e retirada do Professor ou Instrutor;
e. Diariamente, por ocasião das vistorias realizadas pelos monitores nas salas de
aulas de suas respectivas turmas, devem os chefes de turma apresentar o
responsável ou responsáveis por danos ocorridos no material da sala de aula, etc.;
f. Dar conhecimento das presentes normas ao subchefe de turma, a quem cabe
substituí-lo em todas as eventualidades em que estiver ausente;
g. Não permitir que fumem dentro da sala de aula ou do auditório;
h. Revezar-se com o Subchefe para que haja sempre um dos membros da chefia em
sala durante os intervalos;
i. Dar ciência ao monitor de alunos de todas as alterações ocorridas;
j. Deverá ser o primeiro aluno a chegar ao local da formatura,colocando a turma em
forma por própria iniciativa, nos horários previstos ou determinados e fazendo a
chamada para apurar as faltas, cuidando para que isso não implique atraso para
apresentação da mesma;
l. Exigir perfeita correção de atitudes;

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
m. Apresentar a turma ao Monitor, comunicando-lhe as faltas e informando-lhe se
possível os motivos;
n. Em caso de deslocamento da turma, fazê-lo sempre em forma, passo ordinário,
salvo ordem em contrário, atendendo sempre para todos os detalhes apreendidos na
ordem unida;
o. O chefe de turma deverá procurar constituir-se num exemplo aos seus colegas,
enquadrando-se nas normas e regulamentos do Colégio Tiradentes, sem descuidar
dos elevados princípios de Educação e Moral; e
p. O chefe de turma poderá ser escalado novamente, em caráter educativo, caso
não tenha exercido bem suas funções.

5.0 ESTÍMULOS E PREMIAÇÕES


Serão considerados alunos-destaques aqueles que se sobressaíram no
desempenho intelectual e comportamento. O Colégio realizará uma formatura
especial, para a entrega dos alamares, convidando os responsáveis pelos discentes
premiados para fazer presente na entrega de alamar, realçando o valor da conquista
alcançada. O alamar será entregue no início do ano letivo na formatura de ingresso
dos alunos no Batalhão Alferes. O alamar será concedido somente para os alunos
integrantes do Batalhão Alferes.
5.1 ALAMAR
É considerado “aluno-destaque” aquele que obtiver nota igual ou superior a 8,0 (oito
vírgula zero) em todas as áreas de estudo ou disciplinas do seu ano e no bimestre
considerado, bem como em Educação Física demonstrando alto rendimento nos
estudos e tornando-se exemplo para seus pares:
a - para a sua identificação e controle, é-lhe assegurado o uso do ALAMAR a partir
da 1ª Bimestre e durante o ano letivo considerado, baseado as notas no Ano
Anterior.
b - o aluno que obtiver a referida distinção, não a perderá durante o ano letivo em
que conquistou o direito, salvo se baixar do comportamento, e for 3(três) vezes
notificado pelo Policiais Militares do Corpo de Alunos, quando terá seu uso
suspenso;

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
c - o “aluno-destaque” deverá ter bom comportamento;
d - o “aluno-destaque”, desde que voluntário e com o consentimento do seu
responsável, poderá ser empregado como monitor nas formaturas e nas aulas de
recuperação;
e - o ALAMAR será concedido a partir do sexto ano do ensino fundamental, entregue
em formatura no âmbito da sua companhia.
5.2 LEGIÃO DE HONRA
A Legião de Honra do Colégio Tiradentes da Polícia Militar tem por finalidade
incentivar os alunos ao cultivo e à prática de sadios princípios de lealdade,
honestidade, iniciativa, nobreza de atitudes, disciplina consciente, camaradagem,
estudo e amor à cultura, segundo os valores, os costumes.
A Legião de Honra confere distintivos de uso obrigatório a seus legionários, no de
admissão, que simbolizam as virtudes contidas no Código de Honra, ao qual o
legionário se submeteu por solene juramento.
Ingressarão na Legião de Honra todos os alunos que forem julgados aptos por
conduta exemplar e propostos pela seção pedagógica e Comandante do Corpo de
Alunos, por intermédio dos monitores do Corpo de Alunos. A admissão dos novos
legionários será bimestralmente.
São condições indispensáveis para o aluno fazer parte da Legião de Honra:
a) estar cursando o CTPM desde o início do ano letivo considerado;
b) ter comportamento exemplar
c) ter obtido nota final superior a 7,0 (sete) em todas as disciplinas.
O legionário será excluído, quando:
a) passar afastado do Colégio por mais de 06 (seis) meses;
b) trancar matrícula em qualquer época;
c) obtiver, em qualquer disciplina, nota final inferior a 8,0 (oito vírgula zero); e
d) tiver péssimo comportamento, sendo notificado 3(três) vezes pela monitoria.
Compromisso do Legionário
“Ao ingressar na Legião de Honra, prometo cumprir o lema ‘Lealdade e honestidade,
iniciativa e nobreza de atitude, disciplina e camaradagem, estudo e amor à cultura e
respeito às normas do Colégio Tiradentes da Polícia Militar’.”
5.3 LISTA DE PRIVILÉGIO

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
a) Livre acesso na biblioteca em tempo vagos;
b) Primeira mensalidade nas escolinhas de esportes da Associação de Pais e
Mestres do CTPM gratuita;
c) Desconto de 50% nas escolinhas de esportes da Associação de Pais e Mestres
do CTPM nas mensalidades, caso o aluno permaneça com à média acima de 7,0;
d) Livre acesso aos portões;
e) Livre de formaturas diárias devendo participar assiduamente na formatura geral.

5.4 CRONOGRAMA

ALAMAR NO DIA DA ENTREGA NOTAS SUPERIOR A 8,0


DA BOINA
LEGIÃO DE HONRA TODO INICIO DE NOTAS SUPERIOR A 7,0
BIMESTRE

6.0 PARCERIA: FAMÍLIA / COLÉGIO MILITAR / ALUNO

Sugestões básicas que poderão nortear a atividade da família junto ao seu filho no
processo educacional:
1) Conheça o Colégio Tiradentes da Polícia Militar e as diretrizes de ensino que
norteiam a sua ação educacional, a fim de que seja estabelecido um relacionamento
efetivo Família - Escola - Aluno, baseado na perfeita identidade de princípios e
comunhão de interesses.
2) Lembre-se de que a ação educacional empreendida pelo Colégio complementa a
educação do lar.
3) Compareça às reuniões de pais ou outras convocadas pelo Colégio, quando terá
a oportunidade de conhecer seus integrantes, especialmente aqueles que mantêm
um contato mais estreito com os alunos: os professores, o Chefe do Corpo de
Alunos, os Monitores, os Diretores. Esta também é a ocasião de tomar
conhecimento da vida do aluno, obtendo informações detalhadas, recebendo ou
consultando documentos relativos ao desempenho intelectual e ao perfil disciplinar.

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
4) Busque o Colégio sempre que julgar conveniente esclarecer alguma dificuldade,
ou solicitar informações que se fizerem necessárias.
5) Contribua com o Colégio na formação de hábitos e atitudes salutares dos alunos
no que se refere à pontualidade, à assiduidade, ao uso do uniforme, às boas
maneiras, ao respeito aos seus superiores hierárquicos, às normas e às convenções
sociais.
6) Esforce-se para adaptar seu filho ao regime disciplinar da escola. As dificuldades
encontradas poderão ser superadas em conjunto com os setores especializados do
Colégio com paciência, naturalidade, persistência e transparência.
7) Acompanhe e estimule o progresso escolar do aluno, buscando estar presente
sempre que convocado ou quando necessário, em qualquer dificuldade para ajudá-
lo com empenho e compreensão.
8) Apoie as iniciativas e as campanhas realizadas no Colégio.
9) Participe da Associação de Pais e Mestres, entidade que presta significativo
apoio à ação educacional realizada pelo CTPM.
6.1 São direitos dos pais:
a)Ser respeitado por todo pessoal do Colégio;
b)Tomar conhecimento no ato da matrícula das disposições contidas neste
Regimento;
c)Conhecer o Projeto Pedagógico do Colégio e os planos de ensino que
operacionalizam o currículo pleno do ano escolar em curso do seu filho, os quais
serão desenvolvidos durante o ano letivo;
d) Apresentar qualquer solicitação e/ou sugestão relativas ao bom andamento do
Colégio, tanto aos professores como à administração;
e) Votar e ser votado para cargos de representante dos pais – Associação de Pais e
Professores;
f)Tomar conhecimento via boletim bimestral, do desempenho de seu filho.

6.2 São deveres dos pais:


a)Cumprir os horários de entrada e saída de seus filhos no CTPM;
b) Comparecer às reuniões pedagógicas e administrativas, quando convocado;
c) Cumprir as solicitações feitas pelo Colégio;

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.
d) Indenizar prejuízos quando o filho for responsável por danos materiais do Colégio
e a terceiros;
e) Arcar com a responsabilidade do comparecimento do discente para as atividades
extracurriculares ocorridas no outro horário, responsabilizando-se inclusive pelos
prejuízos que venham a ter o aluno ao não comparecimento a essas atividades;
f) Tratar com civilidade os seus pares, professores e demais servidores do Colégio.

RHOBYSON LIMA SOUSA- TEN CEL PM


Diretor Geral - CTPM-I

"Quando falha o grande controlador, que é a família,...os abusos começam acontecer.


E quando um abuso e bem sucedido, ele se estende para o social..." Içambi Tiba.