Você está na página 1de 3

LEI Nº 371, DE 29 DE JULHO DE 1999.

INSTITUI A BANDA MUNICIPAL, CRIA CARGO


PARA MAESTRO, AUTORIZA CRÉDITO
ESPECIAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Renato Raupp Ribeiro, Vice-Prefeito Municipal de Glorinha em exercício, Estado do Rio


Grande do Sul.
Faço saber, em cumprimento ao disposto no artigo 55, inciso IV da Lei Orgânica do
Município, que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte
LEI:

Art. 1º. É instituída a Banda Municipal de Glorinha, órgão vinculado à Secretaria Municipal
de Educação, com a finalidade de promover a difusão da arte musical e proporcionar oportunidade
para o desempenho do potencial musical de jovens e adultos.
Art. 2º. A Banda Municipal será constituída por membros da comunidade de Glorinha e
obedecerá aos estatutos e ao regimento a ela pertinentes.
Art. 3º. Fica criado o cargo em comissão de Regente da Banda Municipal, CC-4, a ser
ocupado por maestro que cuidará da seleção, treinamento dos componentes, regência e
apresentações da Banda.
Parágrafo Único. O cargo de Regente da Banda Municipal de que trata o caput deste artigo
tem a carga horária de 10 horas semanais mais as apresentações, e os vencimentos correspondentes
ao cargo são os estabelecidos em lei para o respectivo padrão.
Art. 4º. Para organização dos estatutos e regimento da Banda Municipal, será designada
uma comissão com membros do Poder Executivo e da comunidade.
Art. 5º. Fica o Município autorizado a receber, por doação do Fundo Nacional de Cultura,
os instrumentos musicais para a referida banda, conforme projeto a ser enviado ao FNC (Fundo
Nacional de Cultura).
Art. 6º. Em contrapartida, o Município ficará encarregado de :
I - contratar e manter um maestro;
II - adquirir uniformes, acessórios, partituras e material de consumo necessário ao
funcionamento da Banda Municipal;
III - providenciar local fixo para ensaios;
IV - prover transporte e alimentação do conjunto quando houver apresentação que não
contemple estes quesitos.
Art. 7º. Os componentes da Banda Municipal não serão remunerados, terão o
comprometimento de ensaiar e fazer parte das apresentações agendadas, atendendo ao que reza nos
estatutos e no regimento.
LEI Nº 371, DE 29 DE JULHO DE 1999 – FL.02

Art. 8º. A Banda Municipal poderá receber doações de instituições públicas ou privadas,
bem como por mecenato.
Art. 9º. As despesas decorrentes desta Lei correrão à conta do orçamento vigente, sob as
seguintes rubricas:
05.00 - SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
05.01 - GABINETE DA SECRETÁRIA - ENCARGOS GERAIS COM EDUCAÇÃO
2.026 - Manutenção das Atividades Culturais
3.1.1.1 - Pessoal Civil
3.1.2.0 - Material de Consumo
3.1.3.1 - Remuneração de Serviços Pessoais
3.1.3.2 - Outros Serviços e Encargos
4.1.2.0 - Equipamento e Material Permanente
Parágrafo Único. Para atender as despesas com pessoal, fica o Poder Executivo Municipal
autorizado a abrir um crédito especial até o valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais), na mesma
atividade indicada no caput deste artigo, usando como recurso a redução em igual importância da
seguinte rubrica orçamentária:
04.00 - SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA
04.01 - SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA E ÓRGÃOS SUBORDINADOS
2.016 - Manutenção dos Serviços Fazendários
3.1.1.1 - Pessoal Civil
Art. 10º. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Art. 11. Revogam-se as disposições em contrário.
PREFEITURA MUNICIPAL DE GLORINHA-RS, em 29 de julho de 1999.

Renato Raupp Ribeiro


Vice-Prefeito Municipal
em exercício

Amilton José de Oliveira


Sec. Mun. da Administração e Planejamento

Neiva Waschburger Kieling


Sec. Mun. da Fazenda
LEI Nº 371, DE 29 DE JULHO DE 1999 – FL.03

Fátima Cledi Soares Soares


Sec. Mun. da Educação

Júlio César Pereira Dias


Sec. Mun. de Saúde e Bem Estar Social

Jordani Daitx da Silveira


Sec. Mun. da Agricultura Indústria Com. e Turismo

REGISTRE-SE E PUBLIQUE-SE.