Você está na página 1de 16

Programação

DA GESTAÇÃO
Saudável

GABRIEL DE CARVALHO
“ No dramático momento em que
uma célula masculina, microscópica e
serpenteante, encaminha-se para
uma célula-ovo muito maior, e liga-se
a ela, um ser humano começa a
existir e a Nutrição tem início.

Este período de desenvolvimento,


quando as coisas podem ser
definitivamente “certas” ou “erradas”,
é de vital importância; e a Nutrição
pode exercer uma profunda
influência, que se estende por toda a
Vida.”
Roger J. Williams, PhD
GABRIEL DE CARVALHO
O Gabriel de Carvalho é o Introdutor da
Nutrição Funcional no Brasil. Já ajudou milhares de
nutricionistas a se reapaixonarem por suas profissões
pois passaram a entender como as células dos pacientes
funcionam. Gabriel é Nutricionista e Farmacêutico
Bioquímico.

É palestrante nacional e internacional, é fundador e


diretor do INA - Instituto de Nutrição Avançada,
fundador, ex presidente, presidente de honra e atual vice
presidente do IBNF - Instituto Brasileiro de Nutrição
Funcional.
"Tenho orgulho de fazer parte da NUTRIÇÃO
no Brasil.
Em 1999, a ANVISA regulamentou os "Alimentos
Funcionais". No mesmo ano, lancei um conceito muito
mais avançado, através do primeiro curso,
ocorrido em 23 de outubro de 1999. Eu havia me
formado pouco mais de um ano antes. É inexplicável
como tudo ocorreu, mas com o apoio da família
e muita paixão, ali começava a história da
NUTRIÇÃO FUNCIONAL no Brasil.
Naquele momento eu não tinha
ideia disso. Eu apenas fazia o que
meu coração mandava. A partir
daquele dia, minha vida e a de
outros milhares, mudaria para
sempre.
Desde lá, até hoje, trouxemos ao mercado
centenas de profissionais, nutricionistas
e médicos, que haviam largado a
profissão por não acreditar naquele
trabalho que faziam antes.
A paixão pelo trabalho volta a correr
nas veias de quem pratica Nutrição
Funcional, dando a certeza do
caminho
verdadeiro que é a NUTRIÇÃO
FUNCIONAL.".
PROGRAMAÇÃO DA GESTAÇÃO SAUDÁVEL -
NUTRIÇÃO FUNCIONAL
"O profissional da saúde precisa conscientizar as mulheres, os
pais e toda a família que a Programação da gestação é muito
importante. É um período ÚNICO na vida da criança.
Nunca mais você terá a oportunidade de modificar de forma
tão profunda a saúde desse bebê.
Diversos nutrientes tem implicação crucial na saúde que esse
bebê pode ter ao longo da sua vida.
Os nutrientes cerebrais como o folato, zinco, ferro, DHA,
vitaminas A, vitamas D e o Iodo, precisam estar no seu estado
nutricional perfeito para otimizar o desenvolvimento dessa
criança.
A programação precisa ser iniciada o quanto antes, pelo pai e
pela mãe".

Gabriel de Carvalho
A GESTAÇÃO É UMA OPORTUNIDADE
ÚNICA NA VIDA DE COMEÇAR TUDO DA
MANEIRA CERTA.
Quantas vezes desejamos “começar de novo”?
Quantas vezes desejamos voltar lá atrás e mudar alguma coisa,
para que o final fosse diferente?

É sobre isso que falarei aqui.


Programação da gestação é para que tudo saia da melhor forma
possível!

Ganho de peso excessivo? Náuseas, vômitos e emagrecimento?


Intestino sem funcionar e até hemorroidas? Hipertensão e
diabetes gestacional? Parto prematuro? Criança com problemas
de má formação? Bebês que ficam na UTI, com infecções? Bebês
com múltiplas alergias, refluxo, usando muitos medicamentos e
antibióticos?

É só uma pequena lista de tudo o que pode ocorrer neste período


tão esperado, desejado.

Ninguém sequer quer pensar ou comentar isso, mas como você


sabe, são todos problemas muito freqüentes. Claro que eles não
acontecem todos ao mesmo tempo, mas geram desde um
desconforto temporário até mudanças permanentes na vida da
mãe e/ou da criança.
VOCÊ SABIA QUE O QUE SE COME E QUANTO SE COME
PODE DETERMINAR SE CADA UM DESTES PROBLEMAS VAI
OCORRER OU NÃO?
1 - Como devo iniciar a Programação da Gestação Saudável?

O primeiro passo na programação da gestação é uma


avaliação dos aspectos que precisam ser otimizados na
alimentação da mãe e do pai.
Como cada pessoa come de forma diferente e tem genes
diferentes, aquilo que precisa ser otimizado é absolutamente
único.

2 – Como “avaliar” o que precisamos para uma ótima


gestação, sem problemas e com muita saúde?

Para esta avaliação, nos valemos de uma série de ferramentas:


1. A Anamnese Nutricional é fundamental para identificar
a. os hábitos alimentares atuais
b. os hábitos alimentares do passado
c. a motivação para mudança / melhora da alimentação
d. as queixas de saúde, bem como sua origem / história
2. Exames bioquímicos (sangue e urina)
a. Para avaliar vitaminas
b. Para avaliar minerais
c. Para avaliar metais tóxicos, que invariavelmente estão
presentes em quantidades maiores, devem ter sua quantidade
no corpo reduzida ANTES de sequer tentar engravidar, para
evitar o transporte para a criança;
d. Para avaliar outros biomarcadores extremamente úteis
na avaliação global de saúde e prevenção de problemas que
possam ocorrer ao longo da gestação
3 - QUAIS OS BENEFÍCIOS DA PROGRAMAÇÃO DA
GESTAÇÃO SAUDÁVEL?
A Nutrição Funcional oferece ao profissional a possibilidade de
“trabalhar”, programar os genes da sua paciente, mãe e do pai
da melhor forma, gerando resultados reais, ou seja: reduzindo a
expressão dos genes associados a “doenças” e otimizando a
expressão de genes associados à saúde!

Com aquelas avaliações somadas, é possível estruturar uma


intervenção para MAXIMIZAR A EXPRESSÃO GENÉTICA DO
BEBÊ, reduzindo alergias e aumentando a inteligência (o que
está comprovado por diversos estudos com seres humanos) e
ainda possivelmente tornar a criança mais alegre, reduzir o
risco de obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, câncer,
demência e muitas outras!
Os benefícios para a mãe são: ganho de peso adequado na gestação,
prevenção da hipertensão (que pode levar até ao parto prematuro) e do
diabetes gestacional, otimização da saúde gastrintestinal, prevenção e
tratamento das estrias e muito mais!

Lembra de todos aqueles “inconvenientes” que citei no início?


Ganho de peso excessivo? Náuseas, vômitos e emagrecimento? Intestino
sem funcionar e até hemorroidas? Hipertensão e diabetes gestacional?
Parto prematuro? Meu filho com problemas de má formação? Bebês que
ficam na UTI com infecções? Bebês com múltiplas alergias, refluxo,
usando muitos medicamentos e antibióticos?
Todos podem ser eliminados ou minimizados com o adequado
preparo! Então, pra que arriscar?

Através da Nutrição Funcional, a Programação da Gestação Saudável


oferece a possibilidade de aumentar a chance e o tempo vivido com
felicidade e alegria no seu futuro. Como? Tornando sua vida e de sua
tão amada família mais saudável, com menos despesas com
medicamentos, e com menos estresse relacionado a doenças, você tem
dúvida que seu paciente passará mais tempo sorrindo?
4 - QUANDO DEVEMOS INICIAR A PROGRAMAÇÃO DA
GESTAÇÃO SAUDÁVEL?
A mãe deve começar o tratamento, no mínimo 6 meses antes da
data em que se desejam iniciar as tentativas de engravidar.

O preparo do pai fornecerá os outros 50% do material genético


do bebê, também deve ser feito e deve iniciar pelo menos 6
meses antes da primeira tentativa de engravidar sua parceira.

QUANDO FALAMOS EM NUTRIÇÃO PARA A GESTANTE,


DEVEMOS TER ESSES PONTOS EM NOSSA MENTE:

1. ADEQUAÇÃO CALÓRICA:

Ao longo da gestação a necessidade de calorias vai aumentando.

- No primeiro trimestre o aumento do consumo calórico é


pequeno, a mulher não precisa comer mais.
Esse apetite inicial da gestação, acontece possivelmente por
causa de um quadro de desnutrição ou má nutrição pregressa
em que o corpo está tentando buscar mais nutrientes para repor
as deficiências que ela tinha. Pelo ponto de vista celular, ela não
precisa de mais calorias e sim de nutrientes.
Como ela está formando um número pequeno de células, os
micronutrientes são muito mais importantes do que uma
quantidade calórica expressiva.
No último trimestre durante toda a lactação o impacto calórico
é maior pois existe um gasto de energia com a formação do
leite e a criança já possui um peso de expressão, que é mantido
pela mãe.

2. ADEQUAÇÃO PROTEICA
O ser que está sendo formado, necessita de proteína para
formar os músculos, os ossos, os órgãos.
Sabemos que muitas mães optam por consumir muito mais
CHO que proteínas. Massas, pães, batatas e eles irão contribuir
para uma grande liberação de insulina. A consequência disso
poderá ser: Aumento da pressão arterial, aumento da retenção
de sódio, pré eclâmpsia, diabetes gestacional. Isso tudo pode ser
causado pela desproporção de falta de PTN e excesso de CHO.

3. ADEQUAÇÃO LIPÍDICA
Respeitar o equlíbrio entre omega 3, 6 e 9.
Na sociedade de hoje já temos um consumo expressivo do
omega 6. São representados pelos óleos de milho, óleo de
girassol, óleo de soja. Esses óleos possuem de 50 a 75% de
ômega 6.

O ômega 3 está restrito em algumas sementes como as


sementes de linhaça, nozes, peixe nativos de mar. O óleo de
linhaça é um alimento interessante para ser usado durante a
gestação, assim como a semente que é rica em fibras, de baixo
custo e ajuda no trânsito intestinal.

Dica: Indique para sua paciente farinha de linhaça estabilizada.


A linhaça deveria ser consumida na pré gestação e durante
todo o período gestacional e aleitamento.
QUAL A QUANTIDADE DE CONSUMO DA LINHAÇA?
Em geral de 1 a duas colheres de sopa por dia.
A linhaça possui também um baixo índice glicêmico. Ela possui
uma fibra que segura o CHO dos outros alimentos.

O ômega 9 também deve ser observado, apesar dele ser


produzido pelo nosso organismo a partir do ômega 6. Ele é
representado pelo azeite de oliva, alem das amêndoas, castanhas,
avelãs. O consumo dessas sementes e do óleo de azeite de oliva
extra virgem nos darão diversos antioxidantes, fitoquímicos,
moduladores do processo inflamatório que são extremamente
benéficos para a saúde.

A partir do consumo dessas sementes, se forma um


enriquecimento micronutricional da dieta, aspecto extremamente
importante para a saúde do bebê.
Quando a mãe têm atenção a esses fatores, ela forma uma
criança saudável.

Zinco, Ferro, Iodo e Colina = Zinco e ferro são


encontrados nas oleoginosas, semente de girassol, avelã,
castanhas. cereais integrais como: Farelo de arroz, arroz
integral, gérmen de trigo, carne, feijões. Folhas escuras são
boas fontes de ferros: Brócolis, couve, espinafre.
A gema de ovo também possui uma quantidade de
ferro mas ela é uma excelente fonte de colina. A colina é
FUNDAMENTAL para a formação do cérebro da criança.
O consumo de ovos ao longo da gestação é muito
importante. Caso a mãe tenha hipercolesterolemia deve
ser orientada que a maior parte do colesterol é endógeno e
não exógeno.

Atenção ao IODO: A deficiência em IODO nas gestantes


gera crianças com QI menor. Uma boa fonte de iodo são
os frutos do mar, peixes de água do mar e algas.
"A GESTANTE
NÃO PRECISA
COMER
MAIS.
ELA PRECISA
COMER
CERTO".

A pirâmide alimentar do mediterrâneo é a ideal para se


trabalhar com as gestantes. A base é atividade física, que
deve ser orientada por um profissional qualificado.
É importante o estímulo dos cereais integrais, frutas e
verduras diariamente, pelo menos 3 a 4 porções por dia e no
mínimo 1 prato de salada e legumes diariamente. Os
feijões, leguminosas também estão nessa pirâmide. São
fontes importante de ferro. O feijão branco possui uma
biodisponibilidade de ferro superior ao feijão preto. As
oleoginosas presentes na pirâmide do mediterrâneo é uma
parte importante dentro de uma Programação da Gestação
Saudável. Entra o azeite de oliva e alguns tipos de queijos
também. Peixes, ovos e carnes algumas vezes na semana.
MICROBIOTA INTESTINAL
A adequação da microbiota intestinal está diretamente ligada
a saúde da microbiota vaginal da mãe que está ligada a
microbiota onde a criança irá receber ao nascer (no caso de
parto vaginal).

Infecções Urogenitais são bastante comuns, mais de 60


espécies bacterianas colonizam a vagina saudável
predominantemente lactobacilli.

Esses lactoablios produzem biosurfactantes com capacidade


de inibir a adesão de patógenos ao epitélio genitourinario,
impedindo assim a colonização e o desenvolvimento da
infecção.

Em vários estudos os probióticos tem demonstrado um


impacto importante na saúde do trato genitourinario.

Precisamos lembrar que se existe uma alteração na


microbiota vaginal, isso vem do intestino desequilibrado.
As bacterias patogênicas para o trato urogenitas urinário
emergem do intestino e entram em contato com o biofilme
nas células vaginais e uretrais permitindo a sua colonização.

MUITA ATENÇÃO: Tratar o intestino da mulher que está


fazendo a sua programação para a gestação é fundamental.

As tóxinas no corpo da mulher precisam ser avaliadas e


eliminadas.
Atenção: mães mais alérgicas, gerarão filhos alérgicos.
As alergias precisam ser tratadas durante a programação da
gestação. Rinites, sinusites, Asma, otites e outros problemas
alérgicos como refluxo, problemas de pele.
As toxinas das bactérias da mãe irão passar para a
criança ativando genes inflamatórios, enzimas inflamatórias
que desencadeiam a ativação do nosso sistema imunológico e
levando aos problemas que as crianças apresentam.

ALIMENTO É INFORMAÇÃO

O alimento leva uma informação para o nosso organismo que


pode ser organizadora ou desorganizadora. Ele pode construir
o corpo ou destruir, ele pode inflamar ou desinflamar, pode
desestabilizar as nossas células ou estabilizar, pode passar
uma informação correta ou incorreta, incoerente ou coerente
ou seja: geração de doença ou geração de saúde. Lembre-se: O
alimento é simplesmente, para muito de nós, um fonte de
prazer. Mas na realidade o alimento é o combustível do nosso
corpo. Cada carro funciona com combustíveis diferentes, o
nosso corpo também é assim. O que nós chamamos de saúde
ou de doença é apenas uma informação que nós demos para o
nosso corpo e ele nos deu como resposta a saúde ou a doença.
O que estamos experimentando hoje é o resultado das nossas
escolhas de ontem, se a gente quer mudar o amanhã e
trazermos ao mundo crianças saudáveis e "super bebês", a
gente precisa mudar o presente.
WWW.GABRIELDECARVALHO.COM.BR

Você também pode gostar