Você está na página 1de 12

Universidade Federal de Juiz de Fora

Campus Governador Valadares


Departamento de Economia

Prof.: Geraldo Moreira Bittencourt


O problema
econômico
 VASCONCELLOS, M. A. S. Economia - Micro e Macro. 5ª ed.
São Paulo: Atlas, 2011. (Capítulo 1)
• Três questões básicas decorrem do problema da escassez:

O QUE e QUANTO produzir ?


A sociedade deve produzir mais bens de consumo ou bens de
capital, e quanto ?

COMO produzir ?
Questão de eficiência produtiva. Capital ou mão de obra
intensiva.

PARA QUEM produzir ?


Como será a distribuição de renda gerada pela atividade
econômica? Quais os setores beneficiados?
 Para o melhor entendimento dos problemas
econômicos fundamentais, veremos um dilema
de escolha do Sistema Econômico representado
pela Curva ou Fronteira de Possibilidades de
Produção.
 Curva (Fronteira) de Possibilidade de Produção

 É o gráfico que mostra as várias combinações de produção que


a economia pode produzir potencialmente, dados os fatores
(recursos) produtivos limitados e a tecnologia disponível.

 Ou seja, é a fronteira máxima que a economia pode produzir,


supondo que todos os recursos estão sendo plenamente
empregados para a produção de bens e serviços.

 Portanto, reflete as opções que são fornecidas à sociedade e a


necessidade de se optar entre elas.
 Curva (Fronteira) de Possibilidade de Produção
Modelo: 2 bens utilizando em conjunto todos os Fatores de Produção
Quantidade
• A CPP mostra o tradeoff Produzida (bem y )
Exemplo: Y é Manteiga
Y máximo
(dilema) da sociedade, ou quando
X é Canhões
X=0
seja, a obtenção de 10

alguma coisa, está sujeita *Obs.: acréscimos iguais na


produção de Y levam
a abrir mão de outra. 8
a quedas cada vez maiores
“Nada é de graça”! na produção de X
6

4
• Razão da Concavidade:
lei dos custos de Quantidade
oportunidade crescentes, Produzida (bem x)
0
devido à inflexibilidade 10 12 13 15
X máximo
quando
dos custos de produção. Y=0
• Curva (Fronteira) de Possibilidade de Produção

• A CPP é decrescente em virtude do sacrifício que tem de ser feito


ao optar-se pela produção de um bem quando os recursos estão
plenamente empregados.

 ou seja, o aumento da produção de um bem implica a queda da


produção do outro, em cima da CPP.

• A CPP é côncava em relação a origem em virtude da chamada Lei


dos custos crescentes (também chamada Lei dos rendimentos
decrescentes):

 para atrair trabalhadores que estão empregados no setor “X” e


deslocá-los para o setor “Y”, deverão ser oferecidos salários
maiores, e vice-versa. Portanto, os custos serão gradativamente
crescentes.
• Curva (Fronteira) de Possibilidade de Produção
• Os pontos da CPP representam as possíveis combinações dos fatores de
produção na obtenção dos bens „x‟ e „y‟.
• A: capacidade ociosa (ineficiência).
Neste ponto o custo de
Quantidade oportunidade é zero, pois não é
Produzida (bem y ) necessário sacrifício de recursos
ymax produtivos para aumentar a
x0 produção de um bem, ou mesmo,
B D dois bens.
6

4 C • B e C: Não há como produzir mais,


A sem reduzir a produção do outro.
Combinações de produto; (Nível de
produto Eficiente /Pleno Emprego).
0 12 13 xmax Quantidade
y  0 Produzida (bem x) • D: Nível impossível
de produção.
Posição inalcançável no
período imediato. Depende de
fatores como inovação tecnológica.
• Curva (Fronteira) de Possibilidade de Produção
• Os pontos da CPP representam as possíveis combinações dos
fatores de produção na obtenção dos bens „x‟ e „y‟.

Quantidade
• Deslocamentos positivos: decorrem
Produzida (bem y ) da expansão ou melhoria dos
fatores de produção disponíveis
ymax
(Crescimento Econômico). Inovações
x0
D
tecnológicas: com a mesma
B
6 quantidade de insumos obtém-se
4 C
maior quantidade de produtos
Deslocamentos

A Positivos

Deslocamentos
• Deslocamentos negativos: decorrem
Negativos
da redução, sucateamento ou
0 12 13
xmax Quantidade
progressiva desqualificação do
y  0 Produzida (bem x) fatores de produção disponíveis.
• Curva (Fronteira) de Possibilidade de Produção
• Custo de Oportunidade / Custo alternativo / Custo implícito:

É o grau de sacrifício que se faz ao optar pela produção de um bem, em


termos da produção alternativa sacrificada. O custo de alguma coisa é o que
você desiste para obtê-la.

• Trade off Quantidade


Produzida (bem y )
+ Produto Y
CB
ymax
- Produto X x0
450  B 150;450
D
• Custo de Oportunidade
250  C  200;250
A
C  B  custo de
oportunidade para produzir
mais 200 unidades de y é o Quantidade
sacrifício de 50 unidades de x. 0 150 200 xmax
Produzida (bem x)

y0
Quantidade
Produzida (bem y )
CPP3
500

400

300 B D CPP2
200

150 C
A
CPP1

0 100 180 200 250 300


Quantidade
Produzida (bem x)

Interesses relacionados