Você está na página 1de 70

Heijunka: Nivelamento da Produção

ƒ Heijunka significa equalizar o mix e volume de


produção ao longo de um dia, uma semana e
um mês.

ƒ É um esforço para adequar a sequência de


produção diária a demanda real por modelos
mistos encontrada nos distribuidores
ƒ É consistente com o ideal da produção contra-
pedido
Produção Mista
Linha de Montagem Nivelada
Linhas
Exclusivas

Modelo A _____________________________________________________

Modelo B _____________________________________________________

Modelo C _____________________________________________________

Modelo D _____________________________________________________

Modelo E _____________________________________________________

Linha Única _____________________________________________________


Produção Desnivelada
Sobre-carga!!!
Se a retirada de peças é desnivelada,
ocorrerá desbalanceamento entre os
A
A A
A processos.
A A

B
Ociosidade!!! A A A A
B
A

C C
Produção Nivelada

O nivelamento distribui a carga de


trabalho equilibradamente entre os
A processos de fabricação
A

B B C A B
A

C
Vantagens do Heijunka

ƒ Evita produzir em grandes lotes


ƒ Efeito disseminado para processos precedentes

ƒ Minimiza estoque de produtos acabados

ƒ Estabiliza demanda dos recursos de produção


ƒ Cada dia do mês é igual em termos do que produzir
ƒ Aprendizado e controle ficam mais fáceis
Vantagens do Heijunka

ƒ Redução dos lead times para o cliente


ƒ Elimina longos tempos de espera entre a produção
de diferentes modelos

ƒ Redução da capacidade produtiva requerida


ƒ Não há mais picos de produção
ƒ Os picos com demanda acima da capacidade
produtiva devem ser movidos para períodos com
ociosidade
Exemplo de falta de nivelamento
Produto C
250000

200000
Volume de produção

100% da
Produto B
capacidade
150000

100000 Produto A

50000

0
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
Dia
Requisitos do Heijunka
ƒ Redução drástica dos tempos de setup
ƒ Nunca a linha inteira é trocada de uma vez

ƒ Equipamentos e mão-de-obra flexíveis

ƒ CQZD com uso de poka-yokes e andons em


larga escala

ƒ Kanban, para fornecimento de peças à linha de


montagem em pequenos lotes
Exercício
ƒ Suponha que a quantidade de produtos
necessária no período de 20 dias seja:
ƒ Produto A = 5000 un.
ƒ Produto B = 2500 un.
ƒ Produto C = 2500 un.

ƒ Assuma um dia de 16 horas e calcule uma


sequência de produção mista nivelada para
o mês
ƒ Produção diária necessária = 10.000 / 20 = 500
un

ƒ Takt time da linha = 960 min / 500 = 1,92 min /


un

ƒ Distribuídos como segue:


ƒ 250 unidades de A
ƒ 125 unidades de B
ƒ 125 unidades de C

ƒ ABACABACABACABAC.......repete
Tempo entre saídas de A = 1,92 x 2 = 3,84 min
PADRONIZAÇÃO DE
OPERAÇÕES
Trabalho Padrão
O quê é?
ƒ Formalização e padronização de todo trabalho
necessário

Objetivo
ƒ Reduzir variabilidade, melhorar produtividade e
qualidade pela eliminação de todas as perdas

Por que?
ƒReduz variabilidade do processo
ƒEnvolvimento dos funcionários
ƒTreinamento
ƒMelhoria contínua
Etapas para Padronizar Operações

a) Determinação do takt time

b) Determinação do tempo de ciclo

c) Determinação da rotina de operações padrão

d) Preparação da folha de operações


padronizadas
a) Determinação do Takt Time

ƒ Takt Time é o tempo no qual uma unidade do


produto deve ser produzida.
ƒ É o ritmo necessário para atender a demanda

Descontar paradas programadas

Takt Time = Tempo efetivo de operação diária


Volume da produção diária requerida
Takt Time
ƒ Takt time está associado à função
processo

ƒ O ritmo é marcado pela velocidade da linha ou


pelo cumprimento das rotinas de operação
padrão

ƒ Quando um posto ultrapassa o tempo


estipulado na rotina de padronização são
acionados alarmes visuais e sonoros
Takt Time
ƒ Se a demanda aumenta o Takt Time diminui
ƒ É provável que cada operador passe a executar
menos operações

ƒ Se a demanda diminui ocorre o inverso

ƒ Logo, a multifuncionalidade é essencial


Takt Time
ƒ A alteração do takt time, com a decorrente
redefinição das rotinas de operação, não é
trivial, repercutindo em toda a fábrica

ƒ Por isso a importância de nivelar a demanda e a


produção

ƒ Implica em redistribuição das cargas de


trabalho (refazer o balanceamento)
b) Tempo de Ciclo (Tc)

ƒ O Tc está associado à função operação

ƒ Quando analisada uma operação isolada, o Tc


é o tempo entre o início e término da operação
no posto

ƒ É o tempo que consta nos roteiros de produção


dos sistemas de PCP
Tempo de Ciclo
ƒ O tempo de ciclo deve ser determinado em cada operação
e para cada diferente peça. É dado por:
tempo de operação manual + tempo de processamento na
máquina

ƒ A capacidade de produção é calculada por:


N= T__
C+m

onde:
N = capacidade de produção em termos de unidades produzidas
C = tempo de ciclo por unidade
m = tempo de setup por unidade
T = tempo de operação total
Tc para uma Linha ou Célula
ƒ A cada configuração da linha cabe um único
Tc

A B C D
Tc = 2 min Tc = 2,5 min Tc = 3 min Tc = 1 min
Tc para uma Linha ou Célula
ƒ O Tc da linha ou célula é o tempo das
operações na máquina/posto mais lento

ƒ É o ritmo máximo possível mantidas as condições


atuais

ƒ No exemplo, para um operário alocado a cada


máquina/posto, não é possível produzir mais de
20 peças por hora
Takt Time e Tempo de Ciclo
ƒ Exemplo 1:

ƒ Demanda de 120 un/dia

ƒ Takt time = 4 min/un (480/120)

ƒ Takt Time > Tc


ƒ Agrupar tarefas C e D ou reduzir jornada diária
Takt Time e Tempo de Ciclo
ƒ Exemplo 2:
ƒ Demanda de 240 un/dia
ƒ Takt time = 2 min/un (480/240)

ƒ Takt Time < Tc

ƒ O ritmo necessário para atender a demanda


não pode ser atingido
Takt Time e Tempo de Ciclo
ƒ Se a capacidade não for suficiente, identificar
operação gargalo e concentrar na sua
melhoria

ƒ A imposição de um takt time menor serve para


destacar os gargalos

ƒ Aumentos significativos na demanda podem


implicar na compra de novos equipamentos e
contratação de funcionários
c) Rotina de Operações Padrão

ƒ É a seqüência de ações que cada


trabalhador deve executar num determinado
tempo de ciclo.
ƒ Base para treinamentos

ƒ Orienta o operador em que ordem apanhar a


peça, colocá-la na máquina, retirá-la e também
a seqüência de operações em um determinado
Tc.
1- TN201 2- FU502 3- FR101 4- BC221

MP

PA

8- RT100 7- BC225 6- FR109 5- RQ503


Rotina de Operações Padrão

ociosidade de
máquina
Preparação da ROP

ƒ O Takt Time é marcado com uma linha


vermelha na posição correspondente

ƒ O número de operações que um trabalhador


pode executar deve ser pré-determinado

ƒ O tempo para deslocamento entre as


máquinas deve ser medido e considerado
Preparação da ROP

ƒ A ordem dos processos não é


necessariamente a mesma da rotina de
operações

ƒ A rotina deve ser completada até o início do


próximo ciclo de operações (linha vermelha)

ƒ O tempo com deslocamentos é


representado por uma linha tortuosa.
Preparação da ROP

ƒ Se a última operação terminar antes do Takt


Time, talvez seja possível adicionar mais
operações à rotina

ƒ Se a última operação terminar depois do Takt


Time, tentar reduzir o tempo de execução de cada
uma das operações

ƒ Testar a exequibilidade da rotina


d) Folha de Operações Padrão

ƒ São diagramas do layout dos equipamentos, mais


os seguintes dados:

ƒ Takt Time

ƒ Quantidade padrão de material em processamento

ƒ Tempo de Ciclo

ƒ Pontos de verificação e teste do produto

ƒ Pontos de atenção quanto à segurança


Folha de Operações Padrão
O Controle Visual e as Operações
Padrão

ƒ Orienta o operador, de forma que ele mantenha a


sua rotina de operações

ƒ Ajuda o supervisor a verificar se os operadores


estão realmente seguindo as operações padrão

ƒ Ajuda a gerência a avaliar a habilidade do


supervisor em implementar melhorias contínuas
nas operações.
Sustentar o Trabalho Padrão
ƒ Trabalho Padrão será aderido apenas se o time
comprar a idéia

ƒ O time de supervisores deve periodicamente auditar a


documentação de Trabalho Padrão

ƒ Encontrar causas raizes quando irregularidades


ocorrerem

ƒ O Trabalho Padrão deve ser demonstrado para os


operadores
Exemplo Hipotético
de
Padronização das
Operações
1- Análise do Produto
50 25

25

10 5X5 25

5
15 X 3

Nome da Peça: Alavanca de Acionamento


Número da Peça: 23456-78901
Número do Desenho: 5007
2- Análise da Alocação Atual
1- TN201 2- FU502 3- FR101 4- BC221

MP

PA

8- RT100 7- BC225 6- FR109 5- RQ503


3 - Análise do Roteiro de Produção

Máquina Função
1 Torno Tornear (Ø10 mm)
2 Furadeira Furar (Ø5mm)
3 Fresa Fresar o rebaixo - (15 X 3 mm)
4 Bancada Tirar as rebarbas da fresa
5 Rosqueadora Rosquear Ø5mm
6 Fresa Abrir o canal - 5 X 5 mm
7 Bancada Tirar as rebarbas do canal
8 Retífica Retificar a peça - (os Ø10mm)
4 - Cálculo do Takt Time

ƒ Tempo Efetivo de Produção Diária = 8 h/dia = 480


min/dia = 28.800 s/dia

ƒ Demanda diária necessária = 285 peças/dia

Takt Tempo efetivo de op. diária 28.800 s/dia


= =
Time
Prod. diária necessária 285 pç/dia

Takt
= 101 s/peça
Time
5 - Determinando a Capacidade de
Produção da Célula/Linha
1°. Calcular Produção Máxima em cada
máquina/operação. Para TN201, p.ex.:
N= T = 28.800” = 317,88 pçs.
C+m 90” + 0,60”

2°. Identificar Máquina Gargalo:


Õ Torno TN201
Produção
Máxima = 318 peças/dia
Nova / Rev Pag 1 de 1

Líder Operador Tabela de Capacidade No. Pç. 2345678901 Nome Linha


de Produção por Nome Alavanca de Até Peças
Quant. 285
Processo Pç. acionamento
necess./dia

O Descrição No. Máquina Tempo Base Capac


Troca de Ferramenta Obs.:
r Operação Proces Tempo Indic
d Tempo Tempo Tempo Peças/ Tempo Tempo (pçs.) MAN ............
e Oper. Proc. Total/ Setup setup setup/ AUTO ..........
m Manual Máq. Pç. peça CAM ............

1 Tornear TN201 50” 40” 90” 100 60” 0.60” 318


2 Furar FU502 25” 32” 57” 150 80” 0.53” 501
3 Fresar rebaixo FR101 32” 28” 60” 300 30” 0.10” 479 Descrição
4 Tirar rebarbas BC221 15” 18” 33” 50 40” 0.80” 852
5 Rosquear RQ503 20” 16” 36” 200 60” 0.30” 793
6 Fresar rasgo FR109 32” 22” 54” 300 30” 0.10” 532
7 Tirar rebarbas BC225 15” 21” 36” 50 40” 0.80” 782
8 Retificar RT100 50” 40” 90” 300 100” 0.33” 319

Total 239”
Nota - revise os tempos sempre que o tempo for reduzido por
kaizen e anote o motivo p/ os novos tempos na col OBS.
6- Determinando as Operações
Padronizadas

ƒ Prepara-se a Rotina de Operação Padrão para


cada operador, de forma a identificar a carga de
trabalho de cada um.

ƒ Ver exemplo do “Operador n°. 1” (próximo


slide)
No Operador: 1
Mod.No Alav.Acion. Folha de Rotina de Data/Prep. Quota/Turno 285 Op.Manual
Op.Maq.
Seq.No Tornear 10mm Operação Padrão Grupo Takt Time 101”
Caminhando

Pas Tempo Tempo de Operação (seg.)


Descrição da Operação
No.
Man. Aut Desl.
1 Pegar mat.prima na caixa 2” -
2 Colocar mat.prima no torno 18” - -
3 Ajustar o torno 10” - -
4 Tornear a peça - 40” -
5 Tirar a peça torneada 20” - -

Totais 50” 40”


Gráfico de Carga por Operador
Takt Time = 101 s

100

80

60

40

20

0
1 2 3 4 5 6 7 8
7- Determinando a Quantidade Padrão de
Material em Processo

Quantidade mínima = 1 peça em cada posto

8- Preparação da Folha de Operações


Padronizadas
FOLHA PADRÃO DE TRABALHO Dt. Prepar. ou Revisão:
Nome do Processo
Num. do Modelo Escopo de De Chefe Sec. Supervis.
Operações
Nome do Modelo Até

1- TN201 2- FU502 3- FR101 4- BC221

MP

PA

8- RT100 7- BC225 6- FR109 5- RQ503

Inspeção Segurança Estoque (WIP) # padrão peç Takt Time No.Op


101” 8
Balanceamento da Mão-de-Obra
Σ Tempo Operação Manual = 239 s

Número Mínimo de Operadores =


tempo de operação manual / takt time

Número Mínimo de Operadores = 239/101 = 2,37 ≈ 3


operadores
Dt. Prepar. ou Revisão:
Nome do Processo
Alocação: Alternativa 1
Num. do Modelo Escopo de De Chefe Sec. Supervis.
Operações
Nome do Modelo Até

1- TN201 2- FU502 3- FR101

4- BC221
MP

PA
5- RQ503

8- RT100 7- BC225 6- FR109

Inspeção Segurança Estoque (WIP) # padrão peç Takt Time No.Op


101” 3
Gráfico de Carga: Alternativa 1
Takt Time = 101 s

120

100

80

60

40

20

0
1 2 3
Dt. Prepar. ou Revisão:
Nome do Processo
Alocação: Alternativa 2
Num. do Modelo Escopo de De Chefe Sec. Supervis.
Operações
Nome do Modelo Até

1- TN201 2- FU502 3- FR101

4- BC221
MP

PA
5- RQ503

8- RT100 7- BC225 6- FR109

Inspeção Segurança Estoque (WIP) # padrão peç Takt Time No.Op


101” 3
Gráfico de Carga: Alternativa 2
Takt Time = 101 s

120

100

80

60

40

20

0
1 2 3
Tempo de Ciclo Meta
= takt time x eficiência meta (IROG meta)

ƒ Uma distância significativa entre o takt time e


o tempo de ciclo indica a existência de
problemas de produção que causam paradas
não planejadas

ƒ Quando você compensa os problemas de


produção colocando o tempo de ciclo muito
mais rápido que o takt time, o incentivo para
resolver esses problemas desaparece
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1
Carga/Descarga Prensa
2
Cortar Tarugo
3 Rebarbar Tarugo

4 Marcar Tarugo com Fita

5 Medir Tarugo

Totals Actual Cycle Time =


Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
1" 26" 6" Time
1 Carga/Descarga Prensa
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"

4 2"
2"
Marcar Tarugo com Fita
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time = 27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time = 27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9
Target
Manual Walk
Part No.: Cell:: 4444 Oper. Standard Work Volume Cycle Takt Time
Auto Wait
Part Name: Date: A Combination Table 1840 28.6" 30"
Manual Auto Wait Red Vertical Line Takt Time; Long Vertical Black Line Target Cycle Time; Short Vertical Black Line Actual Cycle Time
No. Process Name Time Time Time Walk 5 10 15 20 25 30
Time
1 Carga/Descarga Prensa 1" 26" 6"
1"
2 Cortar Tarugo 3"
2"
3 Rebarbar Tarugo 3"
2"
4 Marcar Tarugo com Fita 2"
2"
5 Medir Tarugo 3"
2"

Totals 12 26 6 Actual Cycle Time =27"


9