Você está na página 1de 3

Revolução r8t7 65o

européia em função da polírica


Assim, lSZZ significou, parâ os regressisras,
"recolonizadora" da, Cà.tes
portuguesas. a garanria da manurenção de tr-, o.d"_
Para outros, contudo, foi o meio através
do hisroricamenre consriruída a partir da
qual o projeto do império luso-brasileiro, colonização, ameaçada p"lo,
corn o centro no Rio de
Janeiro, poderia ser ""."rro,
arbitrários e autoricários da metrópole
preservado - já que, suspenso absolurisra. A emancipação políti.a seria a
provisoriamente, serie reconduzido sob a
conrinuidade de um rempo passado e não
liderança do imperador do Brasil e futuro rei
uma ruptura; um "ponto de chegada,' e não
de Portugal. Para a maioria, talvez, a ruprura o
"início de um novo rempo,'. A iJéia
da
dos laços com a anrige metrópole
revolução como restauração foi vicoriosa,
possivelmenre inregrou alternativos projecos o que significou a desqualificação das
revolucionários de construção de uma nação
concepções liberais e o sepultamento dos
em que as idéias de liberdade e de igualdade
muitos ourros significados que o rermo
ultrapassavem, mesmo que tênue e
adquiriu enrre os segmenros sociais pobres
contradicoriamente, os interesses da
ou despossuídos livres, libertos e cacivos.
propriedade.
(MGE)
Cada vez mais recorrente e polissêmico em
meio às tensões que marcaram a crise do
Primeiro Reinado e o período regencial, o
B, Remeter
E,rnancipação política, Liberaiismo, Império,
termo revolução tornou-se objeto de crescente
Regresso
cautela, expresse até mesmo pelos liberais
que formulavam as críticas mais radicais aos g) Referências B ibli ográfi c as
"excessos de autoridade"
de D. pedro I. MATTOS, I. O tempo Saquarema, São paulo,
Assim, o significado da sua abdicação, em
Hucitec, I9B7; MOTA, C. G. Idíia de rewluçao no
7 de abrrl de I8 )1, foj anrecipado por Brasil, r78g-l 8or. petrópolis, Vozes, I979;
Evaristo da Veiga uma das lideranças
- Nordeçe: r8t7. São pauio, perspectiva,
liberais mais imporrantes do período _ com a
1972; _. (org.). tBzz: Dimensões. São paulo,
famosa afirmação, publicada no jornal Aurora
Perspectiva, r972; RODRIGUES, J. H.
Fluminense, em 25 de junho de rgZg: ,,Nada Independência: revolugão e contra-reyohzçã0.
Rio de
de excessos. Queremos a Constituição. Não
Janeiro, Francisco Alves, L975.
queremos a Revolução." Em meio às
múltiplas revoltas do período regencial, o
termo revolugão não só reve a mulciplicidade
de sentidos ampliada como sofreu crescenre
desqualificação, sobretudo quando
identificado à ruprura e à rransformação Movimento de tendência autonomista e
social, adquirindo com freqüência as republicana, que eclodiu no Recife em 6 de
conotações de desordem, anarquia, merço de I8 17, identificado pela maior
parte
desgoverno, excesso de liberdaàe, caos, da historiografìa brasileira como um marco
perigo. Não foi por acaso que, como no caminho pâra a Independência.
observou Ilmar Mattos, os conservadores Denunciados pela organização de janrares
que e
implemenrarem a política regressista, a perrir assembléias em que se emitiam princípios
de I8 )7, fornularam uma "redefinição sediciosos, o governador Caerano pinio de
semântica" do conceico de revoluçao. Miranda Montenegro ordenou a prisão de
Recuperando um dos senridos originais do alguns militares. Ao reagir, u- dà,
termo latino - "ato de aetorarar', _, implicados feriu mortalmenre o seu
conceberam a "revolução como restauração',.
comandante e provocou um motim que se
alastrou pelas ruas, com quebra-quebras e Pregando a liberdade de imprensa e a
tumultos, dirigidos em especial contra os tolerância religiosa, era o esboço de uma
neturâis de Porcugal. Após refugiar-se em um constituição que, embora concentrâsse no
forte, logo cercado pelos amotinados, o governo provisório os poderes Executivo e
gouernador, porém, negociou sua retirada Legislativo, limitava o período de sua
pera o Rio de Janeiro, sem esboçar qualquer vigência até a elaboração de uma futura Carta
reação. provincial.
Senhores da situação, os revoltosos No plano externo, os revoltosos buscaram

instituíram um governo provisório, apoio em Washington e Londres, mas sem


composto de cinco membros. Representavam sucesso, e, no interno, hesitações e

o comércio (Domingos José Martins), a dissenções, como o receio dos propriecários


agricultura (Manuel Correia de Araúio), a de que fosse abolida a escravidão,
magistratura (José Luís de Mendonça), a enfraqueceram o movimento. Contidos pelo
tropa (Domingos Teotônio Jorge) e o clero bloqueio marítimo estabelecido em I5 de
(padre João Ribeiro), e eram assessorados abril, os rebeldes não resistiram às forças
por um conselho de nocáveis locais, como o enviadas por cerra da Bahia e que obtiveram
desembargador Antônio Carlos Andrada e suporte ne zone açucareira da mata sul.
Silva, o dicionarista Antônio de Morais Silva Capitulando o Recife em I9 de maio, se guiu-
e o deão da Sé, Bernardo Luís Ferreira se ume impiedosa devassa que executou os
Portugal, servindo Miguel Joaquim de principais líderes do movimento, dentre eles
Almeida e Castro, o padre Miguelinho, o padre Miguelinho, e condenou quase 25o
professor de retórica do Seminário de indivíduos - cerce de IIo/o dos quais eram
Olinda, de secretário. As primeiras eclesiásticos - aos cárceres da Bahia, onde

providências consistiram na concessão de um permaneceram até o indulto concedido pelas

aumen[o de soldo aos militares e na abolição Cortes de Lisboa em I82I.


de alguns impostos. Em seguida' Para evitar Embora contivesse, sem dúvida' sentimentos
os tumultos, diversas proclamações autonomistas e ideais republicanosJ Parece
procuraram conter o arraigado mais difícil, hoie em dia, aceitar-se a
ancilusitanismo da arraia-miúda e garantir o interpretação tradicional da Revolução de
apoio das províncias de Alagoas, Paraíba e ISIT,construída pela historiografia regional
Rio Grande do Norte, que tinham como um prenúncio da Independência de
espontaneamente aderido ao movimento. tSzz e aú da República de r889. Na
Numa nítida influência da Revolução realidade, o movimento pode ser
Francesa, outras medidas incluíram a compreendido como resultante de diversos
substituição do tratamento de "vossa mercê" fatores, dentre os quais se destaca o
pelo "vós" e de "senhor" por "patriota", com imaginário próprio da província, elaborado
o objetivo de abolir alguns costumes em decorrência da participação nas lutas
patriarcais considerados servis. No entanto, a contra os holandeses no século XVII e
corrcepção unitária de t789, que pretendia consolidado por ocasião da Guerra dos
eliminar os particularismos locais, casave-se Mascates (rZro-I I), essarfronda dos malgmbos,
mal com a tendência autonomista e que opôs a"nobreza da terra" aos
federalista pernambucana, motivo pelo qual o comerciantes reinós e estimulou um
modelo norte-emericano tendeu a ser acentuado antilusitanismo' Num segundo
preferido. Um pouco mais tarde, chegou-se a plano, a criação do Seminário de Olinda pelo
redigir uma Lei Orgânica, para alguns de bispo Azeredo Coutinho, em I8oo, uma
autoria de frei Caneca, mas saída da pena de instituição de ensino única na colônia,
Antônio Carlos, segundo Cabral de Mello. modelada na reforma pombalina da
R- revolução
w
rã-ã3a

Porto 652 DrcroNÁnro

Universidade de Coimbra, permitiu a


b*, Referênci as B ibli ográfi cas
formação de toda uma geração, sobretudo de
LEITE, G. L. Pernambuco tBt7, estrutura e
clérigos, afinada com os ideais reformisras
com?ortamentos sociais. Recife, Massangana, I 9gg;
que gravitavam em rorno de Rodrigo de LIMA SOBRINHO, B. pernambuco, ìla Independência
Souza Coutinho, e que, com o aparecimento
à Confederação do Equador. Recife, Conselho
da Maçonaria, na segunda década do século
Estadual de Cultura, 1979; MELLO, E. C.
de.
XIX, enconrrou um espaço próprio de Aferida fu Narciso. Ensaio de História Regional.
São
sociabilidade para desenvolver-se.
Paulo, Senac, ZOOI; Rubro Veio: o
Finalmente, após mais de um século de
imaginário da restauração pernambucana. (I9g6) . 2! ed.
decantação desse imaginário narivisra, os
Rio de Janeiro, Topbooks, r997; NEVES, G. p.
ideais reformisras das elites pernambucanas "Revolta de t8t7". In;M. B. N. da (coord.).
viram-se frustrados em suas esperanças de
Dicionário da histórìa da coloni4tção portuguesa no
Brasil.
que â instalação da Corte na América Lrsboa, Verbo, r9g4, pp. 7oz-7s4. TAVARES,
significasse uma mudança. De faro, em vez M. F. História da Retolução de pernambuco em r g17
de regalias e privilégios pera as províncias, a
(t8+o). ln ed. Recife, Imprensa Industrial, r9I7.
rransferência do governo de LisÈoa pera o
Rio de Janeiro acarretou um excesso de
cobranças e imposições, culminando com os
tribucos exigidos para cusrear a campanha $D ftsyolução do Porto
militar na Cisplatina, no exato momento em
que a seca de I8I6 agravâve os crônicos Movimenro que eclodiu na cidade do porto
problemas de abastecimenco das cidades em 24 de agosto de r 82o e deu início à lenta
nordestinas e acentuava as carências da agonia do Antigo Regime porruguês. Como
população miúda. Condensou-se, essim, convinha a uma conjun[ura dominada pela
em Pernambuco um ambiente de
política conservadora da Santa Aliança, após a
descontentamento, que perpessavâ e derrota de Napoleão, em I g I 5, e à ótica das
hierarquia social de alto , b"iro e que só mitigadas Luzes ibéricas, o movimenro do
aguardava um esropim para inflam"r_r". Porto preocupou-se em evitar os tumultos,
Mais do que uma antecipação da "filhos da anarquia", rípicos de uma
Independência, a revolta de I8I7 pod" ,e, revolução. Em seu lugar, propunha uma
compreendida como uma daquelas explosões
política que procedesse a umâ
regeneraçõo
de violência, rão freqüenres no Ancigá reforma inspirada por idéias liberais.
Regime, que constituíam, na ausência de Prometendo desrerrar o despotismo,
outros mecanismos de negociação, a única considerado responsável por rodas as
forma de proresro possível numa situação_ opressões, rocou a sensibilidade das
limite. Por ourro lado, o movimenro demais regiões do império português,
denunciou de forma clara o papel de sobrerudo o Brasil.
metrópole que o Rio de Janeiro assumira O núcleo dos insurgentes do porro era
com a presença da Corte, revelando consrituído, em sua maior parte, por
insatisfações regionais que se iriam milicares, comercianres e magist.rdo, filiados
manifestar, repecidamente, no primeiro ao Sinídrio, sociedade secrera consriruída em
Reinado e no período regencial. (Guilherme I8I8 ao redor de Manuel Fernandes Tomás,
Pereira das Neves) o líder do movimenro, que serviu de instância
de sociabilidade para a discussão das idéias
&) Remeter
que forneceram as bases do Vintismo ou
Confederação do Equador, Frei Caneca, Reino
vintista. Moderados, só desejavam o
Regeneração
Unido, Padre Miguelinho regresso do monarca, que se encontrava no