Você está na página 1de 2

BOM DIA MALUCO

Proposta: D-Integração do Grupo


Contribuições
Este jogo permite a tomada de consciência dos participantes que as convenções sociais
variam de uma cultura para outra, e, mais que isto, que estes comportamentos
coletivos têm uma história social. As crianças, especialmente as mais velhas, podem
captar as idéias de "relativização" e de "diferenças culturais".

Participantes: 30
BOM DIA MALUCO
Proposta: D-Integração do Grupo
Contribuições
Este jogo permite a tomada de consciência dos participantes que as convenções sociais
variam de uma cultura para outra, e, mais que isto, que estes comportamentos
coletivos têm uma história social. As crianças, especialmente as mais velhas, podem
captar as idéias de "relativização" e de "diferenças culturais".

Participantes: 30
Espaço necessário: Sala
Duração: 15 minutos Ritmo: Médio
Material necessário
Nenhum
Descrição da Dinâmica
Objetivo: saudar uns aos outros de maneira original

Material necessário
Desenvolvimento:
As pessoas se deslocam em um espaço previamente delimitado. A um sinal dado pelo
animador, eles são convidados a se encontrar e a se saudar da maneira mais
excêntrica e original possível. Eles podem falar, fazer mímicas ou caretas. Ao segundo
sinal, eles se separaram e voltam a perambular pelo espaço, o tempo de imaginar uma
nova idéia.

Observação
O animador pode se juntar ao grupo mas deverá estar consciente que a sua
participação pode influenciar o comportamento dos demais. É preferível que ele se
abstenha de participar no início. Ele pode, por outro lado, estimular o jogo anunciando,
na fase de perambulação: "Imagem que nós estamos no planeta dos marcianos, que
somos todos marcianos." ou "... bruxas, ou extraterrestres...".

Variante
O animador pode ser mais estrito e lançar, na fase de perambulação, uma idéia do tipo

Imaginem que vocês não têm os braços, nem as mãos, estamos no país dos sem
braços."

Fonte: JOUONS ENSEMBLE, editado por "Non-Violence Actualité"

EU NO MEU CRACHÁ
Proposta: D-Levantamento de Info.
Contribuições
Refletir sobre a própria identidade/ Apresentar os componentes de um grupo, uns aos
outros/ Aquecer o grupo/ quebrar o gelo / Integrar o grupo/ Levantar expectativas do
curso ou evento

Participantes: 4 a 30
Espaço necessário: Amplo para formação de roda
Duração: 15 a 30 minutos Ritmo: Calmo
Material necessário
·Para o crachá:
Cartolina cortada em pedaços de 10x10 cm ,aproximadamente, e na mesma
quantidade dos participantes do grupo. Se forem usados alfinetes de gancho para
prende-lo ao corpo, fazer um furo no meio, em cima, em cada um deles. Se for usado
barbante fazer dois furos.
o alfinetes de gancho ou pedaços de barbante com 1m de comprimento e na mesma
quantidade dos participantes do grupo.

·Para as fichas:
Cartolina cortada em pedaços de 12x12 cm, aproximadamente, e na mesma
quantidade
dos participantes do grupo.

·Lápis de cor ou canetas coloridas

Descrição da Dinâmica
Cada um dos participantes recebe um cartão para o crachá e uma ficha. No crachá
deve desenhar uma figura ou símbolo com a qual se identifique e escrever o seu nome.
Na ficha o participante faz o mesmo o desenho do crachá. Se for do interesse do
facilitador este poderá solicitar aos participantes que escrevam as suas expectativas
sobre o curso ou evento que estarão participando. Todas as fichas e crachás são
embaralhados colocados no centro da roda com os desenhos virados para baixo. Inicia-
se, então, o tradicional jogo da memória, com um dos participantes virando duas
cartas, mostrando-as para os demais. Se elas não formarem um par, são recolocadas
no lugar onde estavam, com o
desenho virado para baixo, e a vez passa para o próximo. Se as cartas formarem um
par, a pessoa que fez o desenho se identifica e se apresenta ao grupo contando porque
escolheu aquela figura para representá-la. Os jogadores que vão se apresentando
permanecem na roda jogando na sua vez. O jogo continua até que todos os
participantes tenham se apresentado ao grupo.

Fonte: AFLALO, Cecília

Interesses relacionados