Você está na página 1de 45

Métodos de Estudo & Investigação Científica

Métodos de Estudo & Investigação Científica

… medir é saber!

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

• … Existe um Ensino que tem por


objecto separar os que se destinam a
saber e governar dos que se destinam a
ignorar e obedecer!
(… in Filix)

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

MÉTODOS DE ESTUDO

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Conceito de Método

[Méthodos (palavra Grega) = meta, ou seja, além de]


+
[ódos (palavra Grega) = caminho],

... Portanto,

“A palavra método significa caminho, modo ou o processo


racional para atingir um determinado fim ou objectivo”.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Conceito de Método
• Agir com um dado método supõe:
– uma prévia análise dos objectivos que se pretendem atingir,
– as situações a enfrentar,
– assim como dos recursos e o tempo disponíveis, e
– por último das várias alternativas possíveis.
• Trata-se pois, de uma acção planeada, baseada num quadro
de procedimentos sistematizados e previamente
conhecidos.
• Em Educação, entende-se por métodos os diferentes modos
de proporcionar uma dada aprendizagem
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

Conceito de Método

O método não diz respeito aos vários


saberes que são transmitidos, mas sim,
ao modo como se realiza a sua
transmissão.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Classificação dos Métodos

Verbais (Dizer) Intuitivos (Mostrar) Activos ( Fazer)

Exposição Demonstração Trabalhos em Grupo,


Explicação Audiovisuais em Equipa e de Projecto
Diálogo Textos Escritos Estudo de Casos
Debates Psicodramas
Conferência Role-Play
Painel Simulação e Jogos
Interrogação

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Existem várias diferenças entre o Ensino Secundário e o Superior:

Ensino secundário Ensino Superior


• Turmas pequenas e fixas • Turmas grandes e divididas em aulas
teóricas, práticas, teórico-práticas, etc.
• Pouca matéria para estudar • A matéria “cresce” exponencialmente
• Mais de 2 testes por período • Horário feito pelo aluno
• Avaliação contínua • Aprendizagem própria
• Ensino estruturado e apoiado por • Maior autonomia na aprendizagem
manuais
• Contacto mais próximo com os • Relação mais distante com o professor
professores devido à dimensão da instituição

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Importante!

O que é importante ter em conta é que o sucesso


académico é algo que se pode controlar, que
depende do empenho e dedicação que o
estudante está disposto a dar.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Dicas:
• Olhar por si
– Tentar encontrar e manter um equilíbrio pessoal – sentir-
se bem consigo próprio.
• Seleccionar
– Não se pode agarrar tudo. Saber dizer SIM saber dizer
NÃO.
• Enfrentar as dificuldades
– Assumir e enfrentar as nossas próprias dificuldades,
procurar ajuda, não ter receio em perguntar quando não
se sabe. Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

Dicas:
• Lidar com o stress
– Tentar perceber qual a origem deste, quando
acontece, de forma a prevenir determinadas alturas,
procurar relaxar é sempre útil (desporto, hobbies,
etc...).
• Tentar organizar o dia-a-dia
– Não se pode fazer tudo ao mesmo tempo, acabando
por não fazer nada.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Gestão do Tempo de Estudo


• O tempo é um dos factores principais a ter em
conta na organização do estudo.
• A sua utilização adequada contribui eficazmente
para o sucesso académico.
– Contudo, existe uma enorme dificuldade em
compatibilizar a actividade de estudante com
actividades tão diversas como: desporto, hobbies,
relações interpessoais, trabalho em part-time, entre
outras, que assumem uma grande importância para o
nosso equilíbrio pessoal e sentimento de realização.
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

A gestão eficaz do tempo resulta do próprio


auto-conhecimento

• Como estudo melhor?


– Sozinho ou em grupo ?
– No silêncio, em casa, com música ?
– A quem me dirijo para esclarecer dúvidas ?
– Vou às aulas?

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Definição clara dos objectivos e metas a atingir


Podemos então dizer que a rentabilidade do estudo
depende, por um lado, das características pessoais, (ritmo
de aprendizagem, facilidade em memorizar, sintetizar,
analisar...) e por outro, dos objectivos traçados
(académicos e pessoais, a médio e a longo prazo).

Definidos os objectivos, elabora-se um horário semanal, que não


deve resumir-se ao planeamento de estudo, deve incluir também a
programação do tempo completo das actividades diárias. O horário
deve ser flexível, pessoal e realista, susceptível de modificação

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Horas de estudo

• A decisão do número de horas dedicada a cada


disciplina depende:
– Grau de dificuldade e interesse relativamente ao tema.
– Quantidade de aulas semanais e a necessidade de
reforço.
– Método de ensino do professor.
– Avaliação do tempo dedicado ao estudo (É ou não
suficiente? É necessário ampliá-lo ou reduzi-lo?)
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

Atenção, Concentração e Memória


Das dificuldades que os alunos enfrentam, a falta de
atenção e concentração nas aulas e no estudo é uma das
mais frequentes. Tais dificuldades podem-se dever à falta
de objectivos específicos para cada sessão de estudo, a uma
atitude de passividade nas aulas e também à pouca
preocupação com o ambiente de estudo.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Método de estudo - P.L.E.M.A.


• Pré-leitura:
– Leitura rápida, pouco profunda e global para perceber o assunto e
as partes do texto. Para isso, deve-se atender ao primeiro
parágrafo, sumários, conclusões, títulos e subtítulos, itálicos,
sublinhados e palavras-chave.
• Leitura
– Leitura detalhada e atenta do texto, sublinhando as
ideias principais.
• Esquematização
– Realização de um esquema ou resumo da matéria, a utilizar
aquando da revisão final dos conteúdos a avaliar.
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

Método de estudo - P.L.E.M.A.


• Memorização
– Divisão do esquema ou resumo pelos tópicos ou ideias principais
de forma a facilitar a retenção dos conteúdos.
– É aconselhável, aquando da eventual memorização, fazer
pequenos intervalos para descanso.
– Nesta fase é frequente recorrer-se a mnemónicas.
• Auto-Avaliação
– Escrever ou dizer em voz alta, por palavras próprias as ideias
principais retidas do esquema ou resumo.
– O objectivo desta fase é avaliar aquilo que no momento se sabe.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Lidar com os Insucessos, Promover os Sucessos


• Não é fácil lidar com experiências de insucesso,
isto porque existe a possibilidade destas
reforçarem medos, tais como:
– “vou chegar ao exame e não vou perceber nada”;
– “se reprovar a minha vida fica arruinada”.
• Neste contexto pode surgir um conjunto de
emoções como:
– vergonha, culpa, desespero, sentimentos de
incapacidade, que dificultam a forma como olhamos
para os nossos erros. Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

Lidar com os Insucessos, Promover os Sucessos

• Para lidar com o insucesso é importante ter em conta


alguns aspectos:
– Valorizar resultados positivos;
– Não desanimar quando parece não haver vontade de estudar;
– Focalizar as vantagens do estudo;
– Criar momentos de lazer;
– Manter amizades;
– Estudar em grupo (aumenta a resistência ao desânimo)
– Procurar ajuda especializada sempre que se justifique.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

… o que vamos discutir...


1. Introdução à Metodologia de Investigação
• O Conhecimento: popular, filosófico, religioso e científico
• A actividade científica na realidade educativa.
2. As etapas da Investigação Científica
• A preparação e a elaboração do projecto de pesquisa
• A execução do plano e a elaboração do relatório de pesquisa
3. O desenho teórico da Investigação
• Componentes básicos e suas relações
• O problema científico, sua formulação e relação com outros componentes
• O objecto e a formulação dos objectivos, hipóteses, questões científicas.
• Características e sua importância
• As variáveis
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

… o que vamos discutir...


1. O desenho metodológico da investigação
• As tarefas e os métodos de investigação. Tipos:
• Teóricos (análise, síntese, indução, dedução, histórico lógico, modelação)
• Empíricos (observação, entrevista, inquérito, experimentação, provas
psicológicas e pedagógicas, análise de documentos e os produtos da
actividade escolar)
• Matemáticos (estatística descritiva, os tipos de dados,…)

2. Análise da Informação e comunicação dos resultados


• O processamento e análise dos resultados
• Diferentes formas de comunicação dos resultados da investigação
• A elaboração do informe final de investigação.
• Diferenças fundamentais em relação ao desenho

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

… o que é Pesquisa?
• Uma investigação sistemática designada a
produzir conhecimentos generalizáveis

Os resultados das Pesquisas geralmente são:


• Aplicáveis a outras populações
• Publicados e divulgados

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

1. O Conhecimento Científico - Ciência

• A palavra Ciência vem do latim scire e significa


conhecimento ou sabedoria

… diz-se que alguém tem um certo conhecimento (ou


está ciente) quando detém algum saber com relação a
algum aspecto da realidade.
Por exemplo:
“Uma boa cozinheira possui um conhecimento sobre a culinária, assim como um
engenheiro informático sobre os possíveis modos de desenvolvimento de um
sistema informático.”

Os dois podem e devem ser considerados sábios!


Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

1. O Conhecimento Científico - Ciência

• O conhecimento pode ser do tipo:


– Senso comum

– Artístico

– Filosófico

– Teológico

– científico

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

… O que é o Senso comum ?

• É um saber que nasce da experiência quotidiana, da vida que os


homens levam em sociedade,
• Um saber acerca dos elementos da realidade em que vivemos,
• Um saber sobre os hábitos, costumes, as práticas, as tradições, as
regras de conduta, enfim, sobre tudo o que necessitamos para
podermos orientar-nos no nosso dia-a-dia.
• Exemplo: acender a luz, comer à mesa, ligar o televisor, etc.
• É um saber informal
• “O senso comum é um saber que está presente em todas as
sociedades e em todos os indivíduos”.
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

… O que é o Ocultismo ?

• É uma palavra que representa genericamente o estudo ou


o conhecimento de Leis Naturais que se encontram
geralmente fora do campo de percepção dos sentidos
físicos ordinários.

• É o conhecimento que versa sobre factos que não podem


ser explicados pelas leis da natureza já conhecidas através
dos meios científicos de que actualmente se dispõe.
– Sabedoria Antiga
– Filosofia Oculta
– Teosofia Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

… O Ocultismo - Exemplos

• Pessoas que identificam, sem instrumentos físicos água no deserto;


• Pessoas que prevêem terramotos e outras catástrofes;
• Pessoas que localizam pessoas desaparecidas através de mero
contacto com algum objecto que esteve em contacto com o
individuo;
• Pessoas que movimentam objectos à distância;
• Pessoas que lêem os pensamentos de outros;
• Pessoas que são capazes de ter acesso a factos e circunstâncias que
ocorrem longe do seu corpo físico;
• Pessoas que passam pela experiência de quase-morte.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

1. O Conhecimento Científico
• Surge no século XVII com a constituição da modernidade
• Antes da Modernidade pressupunha-se que o único
conhecimento possível era dado por Deus ao homem, através
de uma revelação
• Pressupostos diferentes determinam procedimentos diferentes
para alcançar o conhecimento
• Os Pressupostos eram basicamente sobre:
1. O que é o Homem
2. As maneiras pelas quais a Natureza e a Sociedade são concebidas
3. O Processo de Produção do Conhecimento (como se originam as ideias)
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

1. O Conhecimento Científico
… a Ciência não é imediatista!

• Não se contenta com informações superficiais sobre um aspecto da


realidade;
• Ela pretende ser sempre crítica (do grego “kritikós”);
– Ela busca estar sempre julgando a correcção das suas produções
• O conhecimento científico caracteriza-se como uma procura das
possíveis causas de um acontecimento.
• Uma vez obtido o conhecimento, deve-se garantir a sua generalidade,
isto é, a sua validade em outras situações
• A divulgação dos resultados é uma marca fundamental da ciência
• Exercício da Intersubjectividade! Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

1. O Conhecimento Científico

… a Ciência não se pretende dogmática!

• Ao relatar seus resultados, o cientista deve:


– contar como chegou a eles,
– Qual caminho seguiu para os alcançar
• Trata-se da apresentação do que se chama: Método científico

… Mas atenção!
Método, em ciência, não se reduz apenas a descrição dos procedimentos, dos
caminhos traçados pelo pesquisador para a obtenção de determinados resultados!

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

1. O Conhecimento Científico

… o que caracteriza o método científico?

• Busca explicitar quais são os motivos pelos quais o


pesquisador escolheu determinados caminhos e não outros;

• Refere-se aos pressupostos que fundamentam o modo de


pesquisar.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

1. O Conhecimento Científico

… nem todos os cientistas partem, para a


realização do seu trabalho, de uma mesma
concepção do que seja o conhecimento
científico!

• Isto ocorre porque os pressupostos a respeito do que seja o


Homem, a Natureza e/ou a Sociedade e o próprio modo de
produzir conhecimento não são os mesmos para todos.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

1. O Conhecimento Científico

… o conhecimento é uma relação

• No século XVII constitui-se um ramo da Filosofia que se


chamou Epistemologia
• A Epistemologia (Kant) utiliza os termos Sujeito e Objecto
para fazer referência aos dois pólos envolvidos na produção do
conhecimento:
– O Homem que se propõe a conhecer algo e
– O aspecto da realidade a ser conhecido
• O papel do sujeito é central para se entender a ciência, refere-
se à forma como o cientista (sujeito) deve se comportar para
produzir o conhecimento

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

1. O Conhecimento Científico

… na história de Epistemologia surgiram três


perspectivas a este respeito:
1. Empirismo
• Supõe a primazia do objecto em relação ao sujeito. O conhecimento
deve ser produzido a partir da forma como a realidade se apresenta
ao cientista.
• A fonte principal do conhecimento está no objecto.
2. Racionalismo
• Primazia do sujeito ou da sua actividade em relação ao objecto
• A capacidade humana de pensar, avaliar e estabelecer relações entre
determinados elementos como fonte principal do conhecimento
• A ideia da causa está na razão
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

1. O Conhecimento Científico

… na história de Epistemologia surgiram três


perspectivas a este respeito:

1. Interaccionismo
• O conhecimento é produzido no quadro da interacção
entre o sujeito e o objecto
• Os produtos da ciência são os resultados das inter-
relações que mantemos com a realidade, a partir das
nossas práticas sociais

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica
Teoria do Conhecimento na Antiguidade

• os Filósofos gregos deixaram algumas contribuições


para a construção da noção de conhecimento
– Estabeleceram a diferença entre conhecimento sensível e
conhecimento intelectual
– Estabeleceram diferença entre aparência e essência
– Estabeleceram diferença entre opinião e saber
– Estabeleceram regras da lógica para se chegar à verdade
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica
Teoria do Conhecimento na Idade Média

• Na Patrística – Temos a tendência da conciliação do


pensamento cristão ao pensamento platônico, sendo seu
grande expoente Santo Agostinho.
• Na Escolástica - Temos a anexação da Filosofia
aristotélica ao pensamento cristão, com o estreitamento da
relação Fé e razão, sendo seu grande expoente São Tomás
de Aquino.
• Nominalismo – Temos o final do domínio do Pensamento
Medieval, com a separação da Filosofia da teologia através
do esvaziamento dos conceitos. Sendo seus expoentes
Duns Scotto e Guilherme de Oclkam
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica
Teoria do Conhecimento na Idade Moderna

• A primeira revolução Científica trouxe várias


mudanças para o pensamento, dentre as quais
podemos destacar a mudança da visão teocentrista
– Deus é o centro do conhecimento,

• para visão antropocentrista


– o homem é o centro do conhecimento.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica
Teoria do Conhecimento na Idade Moderna

1.O racionalismo de. René Descartes – O discurso do


Método: A máxima do cartesianismo “Cogito ergo
sun”.
2. O empirismo
– John Lock – a experiência
– David Hume – a Crença
3. O criticismo kantiano: O conhecimento a priori:
Universal e necessário.
4. A herança iluminista: A razão
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

Teoria do Conhecimento na Idade Contemporânea

• A Crise da Razão.
• O novo iluminismo de Habermas
• A razão crítica precisa:
– Fazer a crítica dos limites
– Estabelecer princípios éticos
– Vincular construção a raízes sociais.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

2. O Método Científico

“Todo o conhecimento deve ser rigorosamente


demonstrado e inferido de um princípio único e
fidedigno. Toda a ciência deveria ter o rigor da
matemática, e o critério para que o conhecimento seja
verdadeiro é a clareza e a evidência”
(René Descartes, filósofo e matemático Francês do século XVII)

•O conceito de ciência está ligado ao conceito de método científico

[Méthodos (palavra Grega) = meta, ou seja, além de]

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

2.1 Conceito de Método

[Méthodos (palavra Grega) = meta, ou seja, além de]


+
[ódos (palavra Grega) = caminho],

“método é o caminho, o modo ou a maneira de chegar a


determinado fim ou objectivo”.

Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /


Métodos de Estudo & Investigação Científica

Quais são os elementos do método científico?


Existem 5 elementos comuns do método científico, não obstante a
complexidade das várias pesquisas científicas realizadas, que são:

1. Objectivo do estudo ou meta


2. Modelo ou hipóteses, ou seja, qualquer abstracção do que está sendo
estudado
3. Dados, ou seja, as observações realizadas para representar a natureza
do fenómeno
4. Interpretação ou avaliação, ou seja, o processo de decisão sobre a
validade do modelo ou hipóteses
5. Revisão, ou seja, as mudanças necessárias no modelo ou hipótese.
6. “o método científico é um processo dinámico e sistemático de
avaliação e revisão”.
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /
Métodos de Estudo & Investigação Científica

Quais são os elementos do método científico?

• “O conhecimento é obtido através de um


processo sistemático e controlado, porque a
ciência apela, em última instância, à
evidência”.

• “A ciência não é apenas um conjunto de


conhecimentos, mas uma lógica de sistemático
questionamento para gerar e corrigir
conhecimentos”.
Prof. Doutor Félix Singo / ESTEC/ MIC /