Você está na página 1de 10

15/05/2014

No caso das sociedades por ações, as


demonstrações contábeis obrigatórias estão
Teoria Geral das elencadas no artigo 176 da Lei 6.404/76.
Demonstrações Como a legislação que trata das Sociedades
Demonstrações Contábeis por Quotas de Responsabilidade Limitada não
Obrigatórias regula a elaboração de tais demonstrações,
aplicamos às Limitadas as mesmas disposições das
S/A, naquilo que for cabível.

1 2

Parâmetros
São sociedades que, ainda que não
Considera-se de grande porte, para tais fins, a
constituídas sob a forma de sociedades por
sociedade ou conjunto de sociedades sob controle
ações (S.A), estarão obrigadas a:
comum que tiverem, no exercício social anterior:
escriturar
elaborar demonstrações contábeis Ativo total superior a R$ 240.000.000,00
contratar auditoria independente e/ou
Nos termos da Lei das Sociedades por Ações, Receita bruta anual superior a R$ 300.000.000,00
ou seja, como se S.A fossem.
3 4

De acordo com a Lei das S.A, em seu artigo


176, são as seguintes as demonstrações contábeis
obrigatórias:

5 6

1
15/05/2014

No caso das Cias Abertas, existe a


• Balanço Patrimonial; obrigatoriedade de elaboração da Demonstração
• Demonstração do Resultado do Exercício das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL).
As empresas que elaboram esta
• Demonstração dos Lucros ou Prejuízos demonstração possuem a faculdade de incluir a
Acumulados DLPA nesta demonstração, conforme determina o
• Demonstração dos Fluxos de Caixa Art. 186, §2º da Lei 6404/76.
Note que a lei não dispensa propriamente a
• Demonstração do Valor Adicionado, se Cia. elaboração da DLPA, mas, apenas, autoriza sua
Aberta. inclusão na DMPL.
7 8

As Companhias Fechadas cujo Patrimônio


Líquido na data do balanço for inferior a Conforme a leitura do inciso V do artigo 176
R$2.000.000,00 estão dispensadas da elaboração da Lei 6.404/76, com redação dada pela Lei
da DFC. 11.638/2007, a DVA somente será obrigatória
para as Cias. Abertas.
Art 176, §6º da Lei 6.404/76

9 10

O Pronunciamento CPC 26 – Apresentação a obrigatoriedade da DMPL em detrimento da


das Demonstrações Contábeis Obrigatórias DLPA;
(Deliberação CVM 676/2011 e Resolução CFC
1.376/2011) determina uma listagem diferente de a criação de uma nova demonstração contábil
demonstrações contábeis obrigatórias. obrigatória, a DRA (Demonstração do
Resultado Abrangente);
Destaca-se:

11 12

2
15/05/2014

Lei das S.A Lei das S.A CPC 26


(Fechadas) (Abertas) (CVM 676/2011)
BP BP BP
DRE DRE DRE
DLPA DMPL CVM DMPL
DFC DFC DFC
- DVA DVA
- - DRA

13 14

Tal norma, cheia de listas de características, é


Em 2008 foi editada a Deliberação CVM
base ideal para formulação de questões. O
539/2008 que aprovava a nova estrutura conceitual
comando legal tem algumas informações
básica de elaboração e apresentação das
importantes em prova:
demonstrações contábeis, o “CPC 00”.
No final de 2011, esta norma foi inteiramente • Elenca os usuários da informação contábil
revogada e substituída pela Deliberação CVM • Define os conceitos de ativo, passivo,
675/2011 (Resolução CFC 1.374/2011). patrimônio líquido, receitas e despesas,
Veremos a íntegra deste pronunciamento no • Lista as características qualitativas das
curso de contabilidade avançada!! demonstrações contábeis.
15 16

• Comparabilidade

• Relevância • Verificabilidade
• Tempestividade
• Representação Fidedigna
• Compreensibilidade
17 18

3
15/05/2014

Conforme determina a Lei 6404/76, em seu


Art 175:

O exercício social terá a duração de um ano

Seu término será fixado no Estatuto Social.


No caso das Limitadas, quem fixará o término do
exercício será o Contrato Social.

19 20

As datas de início e término do exercício Existem duas hipóteses em que o exercício


social não precisam, necessariamente, coincidir social poderá ter duração diversa de um ano:
com o ano civil, sendo possível, portanto, que uma
entidade possua exercício social com início em 01 • Na constituição da sociedade
de junho e término em 31 de maio, por exemplo.
• Alteração estatutária

21 22

No decorrer do estudo, veremos o conceito de


ciclo operacional e como a duração deste ciclo
poderá afetar a classificação de direitos e
obrigações no curto ou longo prazo.

Porém, é importantíssimo mencionar que a


duração de ciclo operacional em nada modifica a
duração do exercício social.

23 24

4
15/05/2014

Para podermos melhor comparar e analisar os


dados obtidos, as demonstrações devem ser
publicadas com indicações dos valores
correspondentes do exercício imediatamente Normalmente, os valores são indicados em
anterior (Art 176, § 1º). duas colunas, sendo a primeira referente ao
exercício ora encerrado e a segunda ao exercício
Assim ao publicar o balanço de 2014, a anterior.
empresa deve publicar juntamente os valores
correspondentes do ano de 2013.

25 26

2014 2013
Ativo Circulante
Caixa 1.500 1.320
Bancos Conta Movimento 2.050 1.900
Clientes 500 620

27 28

Da mesma forma, os pequenos saldos


também poderão ser agrupados, desde que,
Nas demonstrações contábeis, as contas indicada a sua natureza, não ultrapassem 10% do
semelhantes poderão ser agrupadas, caso, por total do respectivo grupo de contas.
exemplo, das contas empréstimos e financiamentos
bancários que, em função de sua semelhança, No entanto, é vedada a utilização de
poderiam ser agrupadas em uma só conta. designações genéricas como “Diversas Contas”
ou “Contas-Correntes”

29 30

5
15/05/2014

Caixa 1.000
Disponível 2.600
BCM 1.600

Total ≥ 26.000

31 32

As demonstrações serão complementadas por


notas explicativas e outros quadros analíticos ou
demonstrações contábeis necessários para
esclarecimento da situação patrimonial e dos
resultados do exercício.

São exemplos de demonstrações


complementares o Balanço Social e a DOAR.

33 34

As notas explicativas registram informações Assim, as condições em que foi concedida


complementares necessárias ao perfeito uma fiança pela empresa devem ser esclarecidas
entendimento das demonstrações contábeis, assim em notas explicativas já que podem trazer
como indicam os atos administrativos ocorridos que, consequências para a sociedade no futuro, caso o
antigamente, eram registrados em contas de devedor não honre a sua dívida.
compensação.

35 36

6
15/05/2014

I. apresentar informações sobre a base de II. divulgar as informações exigidas pelas


preparação das demonstrações financeiras e práticas contábeis adotadas no Brasil que não
das práticas contábeis específicas selecionadas estejam apresentadas em nenhuma outra parte
e aplicadas para negócios e eventos das demonstrações financeiras; (Incluído pela
significativos; (Incluído pela Lei nº 11.941, de Lei nº 11.941, de 2009)
2009)

37 38

III. fornecer informações adicionais não indicadas a) Os principais critérios de avaliação dos
nas próprias demonstrações financeiras e elementos patrimoniais, especialmente
consideradas necessárias para uma estoques, dos cálculos de depreciação,
apresentação adequada; e (Incluído pela Lei nº amortização e exaustão, de constituição de
11.941, de 2009) provisões para encargos ou riscos, e dos ajustes
para atender a perdas prováveis na realização
IV. indicar: (Incluído pela Lei nº 11.941, de 2009) de elementos do ativo;

b) os investimentos em outras sociedades, quando


relevantes (artigo 247, parágrafo único);
39 40

c) o aumento de valor de elementos do ativo g) as opções de compra de ações outorgadas e


resultante de novas avaliações (artigo 182, § 3º); exercidas no exercício;
d) os ônus reais constituídos sobre elementos do h) os ajustes de exercícios anteriores (artigo 186, §
ativo, as garantias prestadas a terceiros e outras 1º);
responsabilidades eventuais ou contingentes;
i) os eventos subsequentes à data de
e) a taxa de juros, as datas de vencimento e as encerramento do exercício que tenham, ou
garantias das obrigações a longo prazo; possam vir a ter, efeito relevante sobre a
f) o número, espécies e classes das ações do situação financeira e os resultados futuros da
capital social; companhia.
41 42

7
15/05/2014

a) ativo é um recurso controlado pela entidade


como resultado de eventos futuros, e do qual se
1. (Analista MPE AP/2012 - FCC) Os elementos espera fluam futuros benefícios econômicos para
diretamente relacionados com a mensuração a entidade.
da posição patrimonial e financeira são os
ativos, passivos e o patrimônio liquido. A b) passivo é uma obrigação presente da entidade,
correta definição é: derivada de eventos passados cuja liquidação se
espera que resulte na saída de recursos da
entidade capazes de gerar benefícios
econômicos.
43 44

c) patrimônio líquido é o interesse residual nos 2. (ICMS/SP – 2013 – FCC) As notas explicativas
ativos depois de acrescidos todos os seus devem:
passivos.
I. indicar os principais critérios de avaliação
d) ativo são prováveis benefícios econômicos dos elementos patrimoniais.
futuros obtidos ou controlados por uma entidade II. indicar os investimentos em outras
em particular como um resultado de transações sociedades, mesmo que irrelevantes.
ou eventos futuros. III. fornecer informações adicionais não
e) passivo compreende as aplicações de recursos indicadas nas próprias demonstrações
representados pelas obrigações para com financeiras e consideradas necessárias para
terceiros. uma apresentação adequada.
45 46

Está correto o que se afirma em:


3. (TJ AP 2009 / FCC) Entre as alterações da
(A) I, II e III. legislação societária, provocadas pela Lei no
11.638/07, está o conceito de sociedades de
(B) I, apenas. grande porte. De acordo com essa legislação,
(C) I e II, apenas. para uma empresa ser considerada uma
sociedade de grande porte é necessário que,
(D) I e III, apenas. no exercício social anterior, tenha:
(E) II e III, apenas.

47 48

8
15/05/2014

a) apresentado ativos totais de, no mínimo, R$ 300


milhões e receitas superiores a R$ 200 milhões.
d) apresentado receitas brutas anuais superiores a
b) apresentado patrimônio líquido de, pelo menos, R$ 300 milhões e ativos totais maiores que R$
R$ 300 milhões e ativos imobilizados de R$ 100 240 milhões.
milhões.
e) apresentado lucro líquido de R$ 100 milhões e
c) emitido novas ações ordinárias de, no mínimo, ativos totais superiores a R$ 250 milhões.
R$ 50 milhões e apure no período lucro bruto de
R$ 200 milhões.
49 50

a) As companhias fechadas poderão optar por


observar as normas sobre demonstrações
4. (Analista Técnico SUSEP 2010 / ESAF) financeiras expedidas pela Comissão de Valores
Assinale abaixo a opção onde consta a única Mobiliários para as companhias abertas.
assertiva que não é verdadeira neste quesito. Art. 177, §6º
b) A companhia fechada com patrimônio líquido, na
data do balanço, inferior a R$ 2.000.000,00 (dois
milhões de reais) não será obrigada à
elaboração e publicação da demonstração dos
fluxos de caixa. Art. 176, §6º
51 52

c) A legislação atual exige das companhias a


elaboração da demonstração dos fluxos de caixa
e da demonstração do valor adicionado. Esta e) O montante do capital circulante líquido, sua
última será dispensada se a companhia não for variação durante o exercício, bem como os
aberta. saldos do ativo e do passivo, no início e no fim
do exercício, deverão ser indicados nas
d) A demonstração do valor adicionado deverá
Demonstrações dos Fluxos de Caixa e do Valor
indicar, no mínimo, o valor da riqueza gerada
Adicionado.
pela companhia e a sua distribuição entre os
elementos que contribuíram para a geração
dessa riqueza. Art. 188, II DOAR
53 54

9
15/05/2014

a) Balanço Patrimonial, Demonstração do


Resultado do Exercício, Demonstração de
Lucros ou Prejuízos Acumulados, Demonstração
5. (ACE/MDIC 2012 – ESAF) As demonstrações do Fluxo de Caixa e Demonstração do Valor
financeiras obrigatórias são as seguintes: Adicionado, em alguns casos.

b) Balanço Patrimonial, Demonstração do


Resultado do Exercício, Demonstração de
Art. 176 LSA Lucros ou Prejuízos Acumulados, Demonstração
das Origens e Aplicações de Recursos.
55 56

c) Balanço Patrimonial, Demonstração do


Resultado do Exercício, Demonstração de
Lucros ou Prejuízos Acumulados, Demonstração
das Mutações do Patrimônio Líquido e e) Balanço Patrimonial, Demonstração do
Demonstração do Valor Adicionado, em alguns Resultado do Exercício, Demonstração do Fluxo
casos. de Caixa e Demonstração do Valor Adicionado,
d) Balanço Patrimonial, Demonstração do em alguns casos.
Resultado do Exercício, Demonstração de
Lucros ou Prejuízos Acumulados, Demonstração
do Fluxo de Caixa.
57 58

59

10