Você está na página 1de 3

Agrupamento de Escolas n.

º 4 de Évora – 135562
Escola Sede: Escola Secundária André de Gouveia

PORTUGUÊS – 11º ANO


GRUPO I
PARTE A
ASSINALE A ALÍNEA QUE COMPLETA CORRETAMENTE AS SEGUINTES AFIRMAÇÕES:
1. Padre António Vieira foi considerado, devido aos seus dotes oratórios, como:
a) um neo-D. sebastião.
b) imperador da língua portuguesa.
c) político determinado.
d) jesuíta implacável.

2. O Sermão de Stº António aos Peixes é um exemplo


a) de um texto contrarreformista.
b) documental do triunfo do absolutismo.
c) da prosa barroca do século xvii.
d) de um salvo conduto papal.
3. O Sermão de Santo António aos Peixes apresenta:
a) uma estrutura argumentativa.
b) uma estrutura lírica.
c) uma estrutura narrativa.
d) uma estrutura dramática.

4. No sermão, o Exórdio é
a) a utilização de um desfecho forte para impressionar o auditório.
b) o desenvolvimento de ideias.
c) exposição do plano a desenvolver e das ideias a defender.
d) a finalização do discurso, em que se retoma o tema principal e se exorta os ouvintes.

5. O Sermão de Santo António aos Peixes é apresentado a partir do conceito predicável "Vós sois o sal da terra".
O vocativo "Vós" refere-se
a) aos peixes.
b) aos ouvintes.
c) aos pregadores.
d) a jesus cristo.
6. O sermão de Santo António aos Peixes é um texto alegórico ,uma vez que
a) os peixes são a personificação dos homens
b) os peixes são a comparação dos homens
c) os peixes são a metáfora dos homens
d) os peixes são a antítese dos homens.

7. No sermão, a Peroração é
a) a utilização de um desfecho forte para impressionar o auditório.
b) a finalização do discurso, em que se retoma o tema principal e se exorta os ouvintes.
c) a exposição do plano a desenvolver e as ideias a defender.
d) a argumentação utilizada.
PARTE B
LEIA COM ATENÇÃO O EXCERTO DO SERMÃO DE SANTO ANTÓNIO AOS PEIXES E RESPONDA ÀS INSTRUÇÕES FORMULADAS COM FRASES
COMPLETAS E CONTEXTUALIZADAS:

1
1. Situe o excerto transcrito na estrutura interna do
sermão, fundamentando.
2. Indique a que se refere a expressão “língua de António” repetida no parágrafo inicial.
3. Interprete o significado pretendido com o parêntesis na linha 5.
4. Explique a leitura sugerida com as naus referidas nas primeiras 17 linhas.
5. Atente nas seguintes frases:
a) «Neste leme, porém, tão desobediente e rebelde…»(ll.2,3)
b) «…da boca ao anzol, do anzol à linha, da linha à cana e da cana ao braço do pescador.»(l.32)
5.1 Identifique recursos estilísticos e refira o seu valor expressivo.

2
Prova de Expressão escrita
Escreva um texto expositivo argumentativo, entre 200 e 250 palavas, inspirado na ideia proposta:
“Ganharás o pão com o suor do teu rosto”
Assim nos foi imposto
E não:
“Com o suor dos outros ganharás o pão”.
Sophia de Mello Breyner Andresen,
In “As pessoas Sensíveis”, Grades (1970)

Tese
Posição pessoal relativamente à mensagem
presente nos versos transcrito.
Argumento 1

Argumentação Exemplo 1
Defesa (ou não) de uma relação possível entre a
mensagem dos versos e o sermão de António
Vieira. Argumento 2

Exemplo2

Conclusão
Atualidade das palavras proferidas por Vieira no
século XVII.