Você está na página 1de 1

PERCEBENDO O MOVER DE DEUS.

Leia Mateus 21: 33 – 46.

“"Portanto, quando vier o dono da vinha, o que fará àqueles lavradores?". Mateus 21:40.

Carlos McCord escreveu: “O que parece estar faltando, não está faltando”. Se acreditarmos
de todo o coração que o Pai já nos concedeu tantas bênçãos e dons espirituais, teremos com certeza a
vida abundante. Se temos está qualidade de vida, de onde vem a ideia de escassez, a não ser do nosso
sentimento. “O coração é a coisa mais mentirosa e traiçoeira que existe do mundo”. Jeremias 17:
9. BV. Por isso tome cuidado em fazer o que o coração manda.
Somente podemos desfrutar desta nova vida e produzir fruto, a partir de um coração totalmente
transformado e dependente do Senhor em todos os momentos.
As evidências comprovam. As histórias e parábolas de Jesus sempre pintam um quadro muito
vívido da realidade evidenciando não somente as ações, mas as intenções do coração.
Ao olharmos para essa parábola, devemos nos perguntar: Como alguém que arrendou uma
vinha tão bem conservada e rica, sem razão aparente, a não ser a ambição e ganância, pode
maltratar o doador quando ele pede algumas uvas da colheita?
Deus nos deu tantos presentes, desde a criação até a obra da cruz. Ele nos deu muitos dons e
talentos e nos abençoou com muitas coisas. Como nos comportamos quando Deus envia Seus
representantes e nos pede para colocar alguns desses presentes a Seu serviço? Qual é nosso
comportamento quando Ele envia Seu próprio Filho, Jesus?
Tirando as ilusões do orgulho. Os fariseus exigem a pena de morte para os viticultores
ingratos que mataram os servos e o filho do dono da parábola. Seu orgulho, sua imagem perfeita de
si mesmos, impediu-os de reconhecer a quem era destinada essa história. Quando perceberam, eles
ficam zangados com Jesus em vez de se converterem.
Será que temos agindo de forma diferente diante do mover revelador de Deus? Será que não
temos ficado presos nas teias da ilusão, através dos fios finos da arrogância?
Construindo sobre a Pedra Angular. Ao citar o salmo 118, Jesus se identifica com àquela
pedra rejeitada no início da construção, mas que depois se torna a base sustentadora de tudo. Será que
nós temos aceitado a Cristo, como um presente do mover de amor do de Deus para nós? "Veio para
o que era seu, mas os seus não o receberam”. João 1:11
Muitas vezes ouvimos a frase: “Nem Jesus agradou a todo mundo”. Se levarmos a sério
veremos que está indagação está totalmente fora da essência Bíblica. Quem disse que Jesus veio a
este mundo para agradar as pessoas? Ele veio para fazer plenamente a vontade do Pai Celestial. Seu
compromisso era e é com a verdade. Jesus não fazia “marketing” pessoal visando ser o mais aceito
pelos homens, toda a sua ação era apenas com um objetivo: “Porquanto o Filho do homem veio
buscar e salvar o que estava perdido”. Lucas 19: 1
Alguém escreveu que não sabia o segredo do sucesso, mas com certeza o que traria a derrota
seria o desejo de querer agradar a todos. “… Se fôsseis do mundo, ele vos amaria como se
pertencêsseis a ele. Entretanto, não sois propriedade do mundo; mas Eu vos escolhi e vos libertei
do mundo; por essa razão, o mundo vos odeia”. João 15: 20.

Oração: Senhor, que nunca nos esqueçamos, que tudo o que somos e temos vem de Ti. Amém.