Você está na página 1de 2

Exame de Introdução ao Direito Público

12/01/2016 - Época Ordinária


Duração: 2h30m

Nota: os estudantes devem responder às questões n.º I, II, III e IV em folhas separadas.

I
Distinga sucintamente (mas referindo exemplos, quando possível) os seguintes
conceitos:
a) Povo/Nação (2,5 valores)
b) Ato administrativo/contrato administrativo (1,5 valores)
c) Estado unitário/Estado federal (2,5 valores)

II
Comente a seguinte afirmação: “O Estado Social de Direito pode ser
interpretado quer como tipo de Estado em continuidade quer como tipo de Estado em
rutura com o Estado de Direito Liberal” (3 valores)

III
Steven Cooper, cidadão norte-americano realizou, em fevereiro de 2014, um
programa de intercâmbio internacional na Escola de Direito da UCP-Porto. A escolha
de Portugal ficou a dever-se, em grande medida, ao facto de querer conhecer melhor a
cultura e a vivência do país natal da sua avó materna, que todos os dias publicava
imagens de apetecíveis iguarias gastronómicas nas redes sociais.
Durante a sua estadia em Portugal, conheceu a também aluna de intercâmbio
María Alejandra de la Fuente, cidadã venezuelana. Decidiram casar-se e residir no
Porto, onde, em dezembro de 2015, nasceu David, o primeiro filho do casal.

v.s.f.f
Entusiasmado com Portugal, Steven pergunta-lhe qual a possibilidade de ele
próprio e David adquirirem, da forma mais célere possível, a nacionalidade portuguesa.
Indique o tipo, a via e os efeitos das aquisições de nacionalidade. (4,5 valores)
IV

Alberto, proprietário de um terreno desocupado na zona da Foz do Douro,


pretende proceder aí à construção de uma moradia. Depois de obtido o projeto junto de
um arquiteto e ultrapassadas outras burocracias, apresenta um pedido de licenciamento
para construção da obra junto da Câmara Municipal do Porto. A Câmara Municipal,
órgão composto por 13 membros, na sua reunião quinzenal, em que estavam presentes o
Presidente e seis vereadores, delibera em sentido negativo, decidindo não conceder tal
licença, e notifica o requerente.
Alberto, desagradado com este desfecho, decide proceder à impugnação da
deliberação junto da própria Câmara Municipal. No âmbito deste procedimento invoca
que a reunião não havia sido convocada e que o assunto não constava da ordem do dia.
Acrescenta ainda que na deliberação se registou um empate (três votos contra, três votos
a favor e uma abstenção), pelo que a deliberação não foi adotada.
a) Identifique as figuras organizatórias presentes no caso. (1 valor)
b) Diga se a deliberação é válida, atendendo aos argumentos apresentados por
Alberto. (2 valores)
c) Identifique e caracterize a impugnação apresentada por Alberto. (2 valores)
d) Suponha agora que o pedido apresentado por Alberto não tinha obtido
qualquer resposta. Quais poderiam ser os efeitos jurídicos do silêncio da
Câmara Municipal perante este pedido? (1 valor)