Você está na página 1de 16
Sg ACADEMIA de ESCOLAS {le PROUTTETURR © URSRNISMO x de LINGUA PORTUGUESA 7 tiruto: A Lingua que Habitamos EpIGAO: Academia de Escolas de Arquitetura e Urbanismo de Li gua Portuguesa DESIGN GRAFICO: Elisabete Rolo PaciNacAo: Joana Silva | Mariana Torpes Fernandes FOTOGRAFIA DE CAPA: Fernando Guerra Abril de 2017 IV SEMINARIO INTERNACIONAL ACADEMIA DE ESCOLAS DE ARQUITECTURA E URBANISMO DE LINGUA PORTUGUESA . AEAULP A LINGUA QUE wrszenss tin HABITAMOS Qualidades sensiveis e o processo de projeto: categorias de analise fenomenoldgica' NATALIA NAKADOMARI BULA Universidade Federal da Fronteira Sul, Erechim/RS, Brasil. MARISTELA MORAES DE ALMEIDA. Universidade Federal de Santa Catarina, Floriandpolis/SC, Brasil, Resumo Em busca de compreender como as qualidades sensiveis podem ser inten- cionalmente materializadas na arquitetura este artigo apresenta uma pro- posta de categorias de analise fenomenolégica que sintetizam experién- cias arquiteténicas. Expde brevemente a pesquisa tedrica dos precedentes que embasam a definicao das categorias, desde as bases tedricas até sua aplicagao na arquitetura. Uma das principais discussées est no conflito entre as diferentes linguagens utilizadas durante o processo de projeto da arquitetura, que representa de forma analitica e geométrica a complexi- dade das experiéncias e significados do espago vivenciado. Dessa forma, a pesquisa é de abordagem qualitativa fenomenolégica de cardter explora~ tério e descritivo e utiliza a técnica categorial do método de interpretacao de andlise de contetido, ‘Tendo em vista as potencialidades da abordagem fenomenolégica na qualificagao arquiteténica, pretende-se que o trabalho contribua para a reflexao e aplicagao do que aqui se expde nos processos projetuais em arquitetura e urbanismo. Palavras-Chave Arquitetura e fenomenologia; Qualidades sensiveis; Processo de projeto; Arquitetura e linguagem. "ste artigo faz parte dos resultados da dissertacio de mestrado intitulada Arquitetura ¢ fenomenologia: qualidades sensiveis e o processo de projeto, apresentada a0 PésARQ- UFSC no ano de 2015, com orientagio da Prof. Drt, Maristela Moraes de Almeida e co- orientagio da Prof Dr Zuleica Maria Patricio Karnopp e com apoio da Capes 108 | AEAULP A LINGUA QUE HARITAMOS