Você está na página 1de 5
Nome: nº Data: Professor: Avaliação:
Nome:
Data:
Professor:
Avaliação:
Nome: nº Data: Professor: Avaliação: Grupo I Lê o texto. Espanta-Pardais Espanta-Pardais era um boneco humilde

Grupo I

Lê o texto.

Espanta-Pardais

Espanta-Pardais era um boneco humilde que vivia no meio da seara. Tinha dois grandes braços sempre abertos à espera que alguém os fechasse com amizade, um casaco cheio de remendinhos de todas as cores, um cachecol muito comprido e um chapéu preto com uma flor lá no alto. A única coisa que o Espanta-Pardais queria era poder caminhar na Estrada-Larga. Palavra que não desejava mais nada! E digam lá se ele não tinha razão: é tão triste uma pessoa nascer e morrer no mesmo sítio. Às vezes passava o seu amigo Vento e contava-lhe de praias de ondas azulinhas, com pássaros-gaivotas voando sobre os barcos como se fossem lenços a acenar, praias onde os meninos, descalços, a rir, faziam castelos de conchinhas e areia, e onde os barcos dormiam, à tarde, e os pescadores conversavam fumando grandes cachimbos. Tanta coisa que o Espanta-Pardais nunca vira, nem podia, por isso, imaginar bem como era. Outras vezes, era a Dona-Lua-de-cara-redondinha que lhe dava notícias do mundo e, outras ainda, vinha a Cigarra-Poeta e contava coisas bonitas dos lugares da Terra onde havia flores e era bom ter asas para espreitar a vida.

onde havia flores e era bom ter asas para espreitar a vida. Maria Rosa Colaço, Espanta-Pardais,

Maria Rosa Colaço, Espanta-Pardais, Edições Vega, 2008

1.

Indica o nome da autora do texto.

2.

Quem era o Espanta-Pardais?

 

2.1. Onde vivia?

3.

Descreve o aspeto físico do Espanta-Pardais.

 

4.

Qual era o único desejo do Espanta-Pardais?

5.

Assinala com X a opção correta.

O Espanta-Pardais queria poder caminhar na Estrada-Larga porque

queria ficar sozinho.…

 

era amigo do Sol.…

não queria nascer e morrer no mesmo sítio.…

 

6.

Forma frases corretas, de acordo com as informações do texto, ligando as duas

colunas.

O

amigo Vento

 

… contava coisas bonitas dos lugares da Terra.

  … contava coisas bonitas dos lugares da Terra. A Cigarra-Poeta …   … contava -lhe
  … contava coisas bonitas dos lugares da Terra. A Cigarra-Poeta …   … contava -lhe
  … contava coisas bonitas dos lugares da Terra. A Cigarra-Poeta …   … contava -lhe

A

Cigarra-Poeta

 

contava-lhe de praias.

 
 
 
 

A

Dona-Lua-de-

 

dava-lhe notícias do mundo.

cara-redondinha

cara-redondinha …
cara-redondinha …

7. No texto, a autora refere-se às personagens como se fossem pessoas.

Transcreve do texto uma frase em que o Espanta-Pardais seja comparado com um

ser humano.

em que o Espanta-Pardais seja comparado com um ser humano. Grupo II 1. Sublinha o adjetivo

Grupo II

1. Sublinha o adjetivo qualificativo na frase.

O Espanta-Pardais era um boneco humilde.

2. Lê as frases e substitui as expressões sublinhadas pelos pronomes pessoais adequados.

2.1. O Espanta-Pardais nunca tinha saído do mesmo sítio.

2.2. Os pescadores conversavam na praia.

3.

Assinala com X as formas verbais que estão no Pretérito Perfeito do Indicativo.

A

O

Cigarra-Poeta contava coisas bonitas.

Vento passa pela seara.

Os meninos brincaram na praia.

Vento passa pela seara. Os meninos brincaram na praia. 3.1. Reescreve Indicativo. a frase, que assinalaste
Vento passa pela seara. Os meninos brincaram na praia. 3.1. Reescreve Indicativo. a frase, que assinalaste

3.1. Reescreve

Indicativo.

a

frase,

que

assinalaste

na

questão

anterior,

no

Futuro

do

4.

Escreve a frase, que se segue, na forma negativa.

O Vento era amigo do Espanta-Pardais.

5. Assinala com X a classe a que pertencem as palavras sublinhadas na frase, de

acordo com o exemplo.

Os pescadores não deixaram dois barcos na praia.

Determinante Nome Verbo Quantificador Advérbio
Determinante
Nome
Verbo
Quantificador
Advérbio

Os

X

pescadores

não

deixaram

dois

barcos

praia

6. Atenta na frase: Os meninos são brincalhões.

Reescreve a frase de acordo com as indicações.

a. No masculino singular.

b. No feminino plural.

Grupo III Um dia, os amigos do Espanta-Pardais conseguiram levá-lo até à Estrada-Larga. Tu estavas

Grupo III

Um dia, os amigos do Espanta-Pardais conseguiram levá-lo até à Estrada-Larga. Tu estavas na seara e assististe a tudo. Conta como foi e o que viu o Espanta- Pardais. O teu texto deverá ter, no mínimo, 80 palavras.

Não te esqueças de lhe dar um título.

Bom trabalho!