Você está na página 1de 2

LETICIA MARIA DE CÁSSIA LEÃO

RA:C4016B4 TURMA: AU9P48

EXERCÍCIOS SOBRE QUAPÁ

1.Quais são as principais premissas, contradições e demandas de um projeto de paisagismo?

O reflexo da cidade contemporânea é composto por contradições e demandas, criação

e segregação de sofisticação, luxo e pobreza, soluções simples e complexas. A cidade deve ser estudada como um todo, necessita avaliar seus pontos positivos e negativos.

Antes o projeto paisagístico visava apenas as áreas de moradia das elites e áreas centrais, como tempo passou a enxergar um conjunto de soluções das áreas coletivas públicas e privadas.

O espaço livre urbano do início do século XXI é marcado pela sobre valorização e pela

carência. Tudo depende do contexto, e o que realmente importa é o espaço urbano livre

de edificações que deve ser pensado com ênfase no bem-estar do espaço

O tratamento do espaço livre deve ser importante pois é vinculado a qualidade de vida.

Com o passar do tempo, se sucedeu a preocupação ecológica, resultando na conservação da vegetação e em seguida aparecer em condomínios horizontais que

ocuparam áreas de conservação de vegetação nativa.

2. Esboçar um breve panorama do paisagismo contemporâneo no Brasil e seus objetivos atuais e relevantes.

O paisagismo contemporâneo possui uma identidade própria que permite a consolidação de um modo de pensar e criar o espaço livre. Pesquisar o projeto contemporâneo significa buscar o entendimento da atualidade, de nossos espaços concebidos e como as estruturas foram adaptadas ou continuam eficientes para tal.

3.Segundo o autor, os projetos de paisagismo podem classificar-se em quantos tipos?

Segundo o autor, se classifica em duas categorias sendo:

• Informal – cujo autor, sem conhecimento de fundamentos de arquitetura

paisagística, executa um arranjo espacial baseado em formas de organização

conhecidas, simplesmente copiando soluções-padrão. Nesse caso, dificilmente o

projetista tem noção do uso da vegetação como elemento, com o qual se pode

organizar o espaço, utilizando-a de um modo complementar/decorativo.

• Formal – o autor tem noções básicas e/ou domina os princípios de projeto

paisagístico.

4.Os projetos de paisagismo em produção podem ser classificados em quantas categorias?

São classificados em 2 categorias, sendo elas:

A) Conservadores que remetem diretamente às formas do passado distante

ou recente, reproduzindo suas características de plantio, paginação de piso e

articulação espacial.

B) Contemporâneos ou atuais no sentido inovador, de pesquisa formal,

apresentando resultados morfológicos distintos, estruturando-se, basicamente, em três subcategorias:

B.1) Formal-cenográfica nitidamente baseada em elementos edificados em

sua concepção projetos do Programa Rio Cidade, por exemplo.

B.2) Natural-ambientalista o ambiente rústico é sobrevalorizado, com o

aproveitamento da vegetação nativa existente.

B.3) Tropical a vegetação tropical é usada à larga, mas convive com

elementos arquitetônicos neoecléticos ou nitidamente pós-modernistas.