Você está na página 1de 11
TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário

TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário Teoria e questões FCC

Aula 03 Prof. Déborah Paiva

Aula 03
Aula 03

Aula 03: Das partes e procuradores; do jus postulandi; da substituição e representação processuais; da assistência judiciária; dos honorários de advogado.

3.1. Partes e Procuradores: Estudamos que jurisdição é o poder-dever do Estado-juiz de prestar a tutela jurisdicional, solucionando o conflito de interesses que lhe é submetido pelas partes, para que declare o direito ao caso concreto aplicando a lei.

O conflito de interesses entre as partes é chamado de lide, e é qualificado por uma pretensão resistida.

As partes no Processo do Trabalho são chamadas de: Reclamante (autor) e Reclamado (réu). Na execução trabalhista as partes são chamadas de exeqüente e de executado. Nos recursos são chamadas de: recorrente e recorrido, conforme veremos quando estudarmos execução e recursos no processo do trabalho.

Todo ser humano terá capacidade para ser parte, independentemente, de sua

idade ou condição psíquica ou mental, seja defender-se.

para propor ação seja para

Já a capacidade processual ou a capacidade de estar em juízo somente será outorgada para as pessoas que possuem capacidade civil. Esta capacidade deve ser entendida como a faculdade que tem a pessoa de praticar todos os atos da vida civil e de administrar os seus bens.

Há casos em que embora tenha capacidade para ser parte, o titular do direito material violado não tenha capacidade processual (capacidade de estar em juízo), devendo ser representada ou assistida.

No processo do trabalho o maior de 18 anos terá capacidade processual plena para estar em juízo, não precisando mais ser representado e nem assistido por seus pais, tutores ou curadores.

1
1
TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário

TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário Teoria e questões FCC

Aula 03 Prof. Déborah Paiva

O trabalhador que tiver menos de 16 anos poderá ser parte no processo do trabalho, mas será representado. Já o maior de 16 anos e menor de 18 anos será assistido.

Assim, podemos concluir que toda pessoa que possui capacidade civil plena (CC 2002), art. 5º, parágrafo único, também possui capacidade processual, ou seja, capacidade de estar em juízo.

Observem o que diz o art. 793 da CLT!

Art. 793 da CLT - A reclamação trabalhista do menor de 18 anos será feita por seus representantes legais e, na falta destes, pela Procuradoria da Justiça do Trabalho, pelo sindicato, pelo Ministério Público estadual ou curador nomeado em Juízo.

Passaremos, agora, a falar da figura do litisconsórcio!

DICA: É importante destacar a figura do litisconsórcio, que se caracteriza pela pluralidade de partes em um dos pólos da relação processual ou em ambos os pólos.

Quando há pluralidade de autores/reclamantes diz-se que há litisconsórcio ativo, uma vez que são eles que interpõem a ação. Quando há pluralidade de réus, denomina-se litisconsórcio passivo, pois os réus sofrem a ação. Diz-se que o litisconsórcio é misto quando há a pluralidade tanto de autores quanto de réus no processo.

Art. 842 da CLT - Sendo várias as reclamações e havendo identidade de matéria, poderão ser acumuladas num só processo, se se tratar de empregados da mesma empresa ou estabelecimento.

No processo do trabalho, o art. 842 da CLT trata da reclamação trabalhista plúrima, ou seja, dissídio individual plúrimo em que há uma cumulação de ações em um mesmo processo. Isto somente poderá ocorrer quando os pedidos dos reclamantes forem idênticos e o empregador de ambos for o mesmo.

Carlos Henrique Bezerra Leite entende que nas reclamações referentes às relações de trabalho não há possibilidade de reclamatória plúrima, nos moldes do art. 842 da CLT. Ressalta que neste caso o litisconsórcio ativo entre trabalhadores não-empregados deverá ser regulado pelos artigos 46/49 do CPC, conforme Instrução Normativa 27/2005.

2
2
TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário

TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário Teoria e questões FCC

Aula 03 Prof. Déborah Paiva

Atenção: Embora não haja na CLT previsão expressa para o litisconsórcio passivo, o jurista Carlos Henrique Bezerra Leite, que a meu ver é o adotado pelo CESPE, considera que as regras do CPC podem ser aplicadas porque não há incompatibilidade com a CLT.

Um exemplo de litisconsórcio passivo na Justiça do Trabalho ocorrerá nos casos de terceirização que estabelece a responsabilidade subsidiária (Súmula 331, IV do TST).

DICA: É importante lembrar o que vimos na aula passada sobre os prazos em dobro para os litisconsortes que tiverem diferentes procuradores (art. 191 do CPC) e a OJ 310 da SDI-1 do TST!

A OJ 310 da SDI-1 do TST entende ser inaplicável ao processo do trabalho o art. 191 do CPC, uma vez que ocorre incompatibilidade com o princípio do processo do trabalho denominado de celeridade.

Procuradores: No processo do trabalho, nas demandas que tratem de relação de emprego as partes não precisam estar representadas por advogado.

Acontece que caso elas optem pela contratação de um advogado, deverão outorgar-lhe uma procuração que é o instrumento do mandato, que assegura poderes ao advogado para representá-las.

Em relação às partes e aos procuradores há dois artigos importantes da CLT!

Art. 778 da CLT - Os autos dos processos da Justiça do Trabalho não poderão sair dos cartórios ou secretarias, salvo se solicitados por advogado regularmente constituído por qualquer das partes, ou quando tiverem de ser remetidos aos órgãos competentes, em caso de recurso ou requisição.

Art. 779 da CLT- As partes, ou seus procuradores, poderão consultar, com ampla liberdade, os processos nos cartórios ou secretarias.

ampla liberdade, os processos nos cartórios ou secretarias. Em relação a este tema as provas abordam

Em relação a este tema as provas abordam muito a questão do mandato que outorgará os poderes ao advogado, através da procuração, então observem as explicações destacadas abaixo:

No processo do trabalho são admitidos dois tipos de mandato: o mandato tácito e mandato apud acta.

3
3
TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário

TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário Teoria e questões FCC

Aula 03 Prof. Déborah Paiva

O mandato apud acta é aquele que ocorrerá quando o advogado faz-se

presente em juízo em nome da parte, sendo nomeado pela parte através do

registro em ata de audiência.

O mandato tácito ocorrerá quando o advogado pratica atos no processo em

nome da parte, mas não há procuração nos autos. Por isso, neste o advogado está autorizado apenas a praticar os atos que estejam autorizados pela cláusula ad judicia, não podendo praticar atos que necessitem de poderes especiais.

O advogado poderá passar a causa para um colega seu e este ato é

denominado de substabelecimento. É oportuno ressaltar que a OJ 200 da SDI-1

do TST veda o substabelecimento por advogado investido de mandato tácito.

OJ 200 do SDI-1 do TST É inválido o substabelecimento de advogado

SDI-1 do TST É inválido o substabelecimento de advogado investido de mandato tácito.m r OJ 319

investido de mandato tácito.m r

OJ 319 da SDI-1 do TST Válidos são os atos praticados por estagiário se,

entre o substabelecimento e a interposição do recurso, sobreveio a habilitação,

do então estagiário, para atuar como advogado.

O ato praticado por um estagiário no processo será considerado válido se entre

o substabelecimento para a prática do ato e a interposição de recurso no

processo, ele conseguiu a habilitação da OAB para atuar como advogado.

A Súmula 395 do TST trata de substabelecimento!

Súmula 395 do TST - MANDATO E SUBSTABELECIMENTO.

I - Válido é o instrumento de mandato com prazo determinado que contém cláusula estabelecendo a prevalência dos poderes para atuar até o final da demanda.

II - Diante da existência de previsão, no mandato, fixando termo para sua

juntada, o instrumento de mandato só tem validade se anexado ao processo

dentro do aludido prazo.

III - São válidos os atos praticados pelo substabelecido, ainda que não haja, no

mandato, poderes expressos para substabelecer (art. 667, e parágrafos, do

Código Civil de 2002).

IV - Configura-se a irregularidade de representação se o substabelecimento é

anterior à outorga passada ao substabelecente.

4
4
TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário

TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário Teoria e questões FCC

Aula 03 Prof. Déborah Paiva

Atenção: Há, também, a súmula 427 do TST.

Súmula 427 do TST Intimação. Pluralidade de advogados. Publicação em

nome

de

advogado

diverso

daquele

expressamente

indicado.

Nulidade.

Havendo pedido expresso de que as intimações e publicações sejam realizadas

exclusivamente em nome de determinado advogado, a comunicação em nome

de outro profissional constituído nos autos é nula, salvo se constatada a

inexistência de prejuízo.

3.2. Jus Postulandi: O Jus Postulandi é a capacidade processual postulatória da parte, ou seja, ela poderá postular em juízo pessoalmente, sem a presença de um advogado que a represente. Empregados e empregadores poderão reclamar pessoalmente na Justiça do Trabalho e acompanhar as suas reclamações até o final do processo, de acordo com o art. 791 da CLT.

Com o advento da CF/88 vozes surgiram no sentido de que o art. 791 estaria derrogado, porque o art. 133 da CLT diz que o advogado é indispensável à administração da Justiça.

Prevaleceu o entendimento de que o Jus Postulandi continua sendo aplicado na Justiça do Trabalho.

O STF nos autos da Adin 1.127-8 proposta pela AMB decidiu que a capacidade postulatória por advogado não é obrigatória nos Juizados de pequenas causas, na Justiça do Trabalho e na chamada Justiça de Paz.

É oportuno frisar, que somente no âmbito da Justiça do trabalho eles poderão postular sem advogados (Varas de Trabalho/Tribunais Regionais do Trabalho).

Na hipótese de interposição de recurso extraordinário para o STF a parte deverá estar necessariamente, representada por um advogado.

BIZU DE PROVA
BIZU DE PROVA

DICA: A recente Súmula 425 do TST traz algumas hipóteses dentre as quais o Jus Postulandi não será aplicado, vejamos:

SÚMULA 425 do TST O Jus Postulandi das partes, estabelecido no art. 791 da CLT, limita-se às Varas do Trabalho e aos Tribunais Regionais do Trabalho, não

5
5
TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário

TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário Teoria e questões FCC

Aula 03 Prof. Déborah Paiva

alcançando a ação rescisória, a ação cautelar, o mandado de segurança e os

alcançando a ação rescisória, a ação cautelar, o mandado de segurança e os

recursos de competência do Tribunal Superior do Trabalho.

rescisória, a ação cautelar, o mandado de segurança e os recursos de competência do Tribunal Superior

No que tange às ações oriundas das relações de trabalho o Jus Postulandi não será aplicado, uma vez que o art. 791 da CLT estabelece: ”empregados e empregadores”. Portanto, para as demandas não oriundas da relação de emprego a representação por advogado é obrigatória.

Art. 791 da CLT - Os empregados e os empregadores poderão reclamar pessoalmente perante a Justiça do Trabalho e acompanhar as suas reclamações até o final.

§ 1º - Nos dissídios individuais os empregados e empregadores poderão

fazer-se representar por intermédio do sindicato, advogado, solicitador,

ou provisionado, inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil.

§ 2º - Nos dissídios coletivos é facultada aos interessados a assistência

por advogado.

BIZU DE PROVA
BIZU DE PROVA

A lei 12.437 de 6/07/11 acrescentou o parágrafo 3º ao art. 791 da CLT.

§ 3º A constituição de procurador com poderes para o foro em geral poderá ser efetivada, mediante simples registro em ata de audiência, a requerimento verbal do advogado interessado, com anuência da parte representada.

Agora, há disposição expressa referente ao mandato apud acta, ou seja, ao mandato outorgado no corpo da ata de audiência.

6
6
TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário

TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário Teoria e questões FCC

Aula 03 Prof. Déborah Paiva

3.3. Substituição e Representação Processual:

A legitimação ordinária para ser parte implicará na coincidência entre a

titularidade de direito material e a legitimidade para ser parte.

a

possibilidade de algumas pessoas ou entes, desde que autorizados por lei (art.

6º do CPC).

a

legitimação

extraordinária

ou

substituição

processual

caracteriza

Art. 6º do CPC Ninguém poderá pleitear em nome próprio direito alheio, salvo quando autorizado por lei.

DICA: De acordo com os artigos 83 e 84 da Lei orgânica do Ministério Público

da União, o MPT (Ministério Público do Trabalho) que é integrante do MPU, tem

legitimação extraordinária para defender na qualidade de substituto processual

os interesses individuais homogêneos dos trabalhadores.

Representação Processual: A pessoa física ou natural que tem capacidade civil terá capacidade para processual para estar em juízo, sem precisar ser representada ou assistida.

O empregado poderá ser representado por seu Sindicato conforme estabelece o parágrafo primeiro do art. 791 da CLT, acima explicitado.

É possível,

empregado como dispõe o art. 843 da CLT.

também,

que

um

empregado

seja

representado

por

outro

Art. 843 da CLT Na audiência de julgamento deverão estar presentes o reclamante e o reclamado, independentemente do comparecimento de seus representantes salvo, nos casos de Reclamatórias Plúrimas ou Ações de Cumprimento, quando os empregados poderão fazer-se representar pelo Sindicato de sua categoria.

§ 1º - É facultado ao empregador fazer-se substituir pelo gerente, ou qualquer outro preposto que tenha conhecimento do fato, e cujas declarações obrigarão o proponente.

7
7
TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário

TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário Teoria e questões FCC

Aula 03 Prof. Déborah Paiva

§ 2º - Se por doença ou qualquer outro motivo poderoso, devidamente comprovado, não for possível ao empregado comparecer pessoalmente, poderá fazer-se representar por outro empregado que pertença à mesma profissão, ou pelo seu sindicato.

Em relação às pessoas jurídicas a sua representação em audiência será através do preposto que é um representante do empregador que deverá substituí-lo e o que ele declarar em audiência obrigará o empregador.

Observem a Súmula e Orientações Jurisprudências sobre o tema que vem sendo abordadas em provas de concursos públicos:

Súmula 377 do TST Exceto quanto à reclamação de empregado doméstico, ou contra micro ou

Súmula 377 do TST Exceto quanto à reclamação de empregado doméstico, ou contra micro ou pequeno empresário, o preposto deve ser necessariamente empregado do reclamado. Inteligência do art. 843, § 1º, da CLT e do art. 54 da

Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006.

reclamado. Inteligência do art. 843, § 1º, da CLT e do art. 54 da Lei Complementar
OJ 245 da SDI-1 do TST Inexiste previsão legal tolerando atraso no horário

OJ 245 da SDI-1 do TST Inexiste previsão legal tolerando atraso no horário

de comparecimento da parte na audiência.

OJ 245 da SDI-1 do TST Inexiste previsão legal tolerando atraso no horário de comparecimento da
OJ 255 da SDI-1 do TST O art. 12, VI, do CPC não determina a

OJ 255 da SDI-1 do TST O art. 12, VI, do CPC não determina a exibição dos estatutos da empresa em juízo como condição de validade do instrumento de mandato outorgado ao seu procurador, salvo se houver impugnação da parte

contrária.

de validade do instrumento de mandato outorgado ao seu procurador, salvo se houver impugnação da parte
Súmula 122 do TST REVELIA. ATESTADO MÉDICO A reclamada, ausente à audiência em que deveria

Súmula 122 do TST REVELIA. ATESTADO MÉDICO A reclamada, ausente à audiência em que deveria apresentar defesa, é revel, ainda que presente seu advogado munido de procuração, podendo ser ilidida a revelia mediante a apresentação de atestado médico, que deverá declarar, expressa-mente, a impossibilidade de locomoção do empregador ou do seu preposto no dia da

audiência.

deverá declarar, expressa-mente, a impossibilidade de locomoção do empregador ou do seu preposto no dia da

Art. 844 da CLT O não-comparecimento do reclamante à audiência importa o arquivamento da reclamação, e o não-comparecimento do reclamado importa revelia, além de confissão quanto à matéria de fato.

Atenção:

Súmula 456 do TST É inválido o instrumento de mandato firmado em nome de pessoa jurídica que não contenha, pelo menos, o nome do outorgante e do signatário da procuração, pois estes dados constituem elementos que os individualizam.

8
8
TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário

TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário Teoria e questões FCC

Aula 03 Prof. Déborah Paiva

Súmula 436 do TST I - A União, Estados, Municípios e Distrito Federal, suas autarquias e fundações públicas, quando representadas em juízo, ativa e passivamente, por seus procuradores, estão dispensadas da juntada de instrumento de mandato e de comprovação do ato de nomeação.

II - Para os efeitos do item anterior, é essencial que o signatário ao

menos declare-se exercente do cargo de procurador, não bastando a indicação

do número de inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil.

3.4. Assistência Judiciária: A assistência judiciária na justiça do trabalho será prestada pelo Sindicato da categoria profissional a que pertencer o trabalhador.

O art. 14 da Lei 5.584/70 estabelece que a assistência judiciária é devida a todo trabalhador que perceber salário igual ou inferior ao dobro do mínimo legal, ficando assegurado idêntico direito ao trabalhador de maior salário, uma vez provado que sua situação econômica não lhe permita demandar, sem prejuízo

do sustento próprio ou de sua família.

3.5. Honorários de Advogado:

Em relação aos honorários advocatícios na Justiça do Trabalho é importante destacar:

Na Justiça do Trabalho, em lides oriundas de relações de trabalho não empregatícias, os honorários advocatícios são devidos pela mera sucumbência. Por mera sucumbência devemos entender a rejeição dos pedidos postulados na petição inicial ou a rejeição às alegações da defesa, ou seja, sucumbente é aquele que perdeu a demanda.

Os requisitos da Lei 5.584/70 são importantes para a concessão de assistência judiciária, bastando a afirmação do declarante ou de seu advogado, na petição inicial, para se considerar configurada a sua situação econômica, quando tais requisitos estejam presentes. O benefício da justiça gratuita pode ser requerido em qualquer tempo ou grau de jurisdição, desde que, na fase recursal, seja o requerimento formulado no prazo alusivo ao recurso. Na Justiça do Trabalho, em demandas relacionadas a vínculos empregatícios, o deferimento de honorários advocatícios sujeita-se à constatação da ocorrência alternativa de dois requisitos: o benefício da Justiça Gratuita ou a assistência por sindicato.

9
9
TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário

TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário Teoria e questões FCC

Aula 03 Prof. Déborah Paiva

O benefício da Justiça gratuita pode ser concedido pelo juiz em qualquer tempo ou grau de jurisdição, assim na fase recursal inclusive. A jurisprudência importante em relação aos honorários advocatícios (Súmula 219 e a OJ 304).

BIZU DE PROVA
BIZU DE PROVA

A Súmula 219 do TST teve alterada a redação do inciso II, devido às novas mudanças na jurisprudência do TST em maio passado. E, também foi inserido o parágrafo terceiro na Súmula 219 do TST!

Súmula nº 219 do TST HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. CABIMENTO (incorporada a Orientação Jurisprudencial nº 305 da SBDI-1 ao item I) - Res. 197/2015, DEJT divulgado em 14, 15 e 18.05.2015

I - Na Justiça do Trabalho, a condenação ao pagamento de honorários

advocatícios, nunca superiores a 15% (quinze por cento), não decorre pura e simplesmente da sucumbência, devendo a parte, concomitantemente: a) estar assistida por sindicato da categoria profissional; b) comprovar a percepção de salário inferior ao dobro do salário mínimo ou encontrar-se em situação econômica que não lhe permita demandar sem prejuízo do próprio sustento ou

da respectiva família. (art.14,§1º, da Lei nº 5.584/1970).

II - É cabível a condenação ao pagamento de honorários advocatícios em ação

rescisória no processo trabalhista.

III – São devidos os honorários advocatícios nas causas em que o ente sindical figure como substituto processual e nas lides que não derivem da relação de emprego.

---------------------------------------------------------------------------------

Nas próximas aulas estudaremos:

10
10
TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário

TRT – Rondônia - Acre - 2015 PACOTE Noções de Processo do Trabalho Técnico Judiciário Teoria e questões FCC

Aula 03 Prof. Déborah Paiva

Aula 04: Das exceções. Das audiências: de conciliação, de instrução e de julgamento; da notificação das partes; do arquivamento do processo; da revelia e confissão. Das provas. Dos dissídios individuais: da forma de reclamação e notificação; da reclamação escrita e verbal; da legitimidade para ajuizar. Do procedimento ordinário e sumaríssimo. Da sentença e da coisa julgada; da liquidação da sentença: por cálculo, por artigos e por arbitramento.

Aula 05: Da execução: da citação; do depósito da condenação e da nomeação de bens; do mandado e penhora. Dos embargos à execução. Da praça e leilão; da arrematação; da remição; das custas na execução. Execução contra fazenda pública.

Aula 06: Dos recursos no processo do trabalho.

Aula

07:

Processo

Judicial

Eletrônico:

Resolução

CSJT

136/2014.

Provimento CGJT nº 3, de 20 de agosto de 2014.

-----------------------------------------------------------------------------------------

Aguardo vocês para a próxima aula.

Bons estudos.

Um forte abraço a todos,

Déborah Paiva

deborah@pontodosconcursos.com.br

11
11